Jornal setembro sobr capa (1)

445 views

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
445
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
48
Actions
Shares
0
Downloads
1
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Jornal setembro sobr capa (1)

  1. 1. Palavra Olímpica Cobertura Especial *Clery Quinhones de LimaBRASIL NO CAMINHO OLÍMPICO XXX OLIMPÍADA – LONDRES “Com atitude, gestão O Evento teve a cobertura da Rede Santa-mariense de Comunicação Esportiva – RESCE, através das rádios e uma política efetiva Imembuí e Universidade, jornal A Cidade e Saúde Pela Prática de esportes, o Brasil e o blog olímpico www.saudepelapratica- chega mais vezes olimpicoquilicael.blogspot.com.br, com trabalho do no pódio olímpico. Profissional de Educação Física e Jornalista, CLERY Sabe-se que um QUINHONES DE LIMA, da QUILISPORT e CAEL-SM. Foi veiculado OLIMPIADA REVISADA, que contou a história dos campeão não se faz de Jogos Olímpicos nas duas rádios e matérias no jornais e noClery no QG OLIMPICO QUILICAEL um dia para outro.” blog durante a competição. A edição de setembro do SPP é especial, traz matérias sobre a Para analisar a participação de um país em uma OLIMPIADA DE LONDRES.OLIMPIADA não pode ser de uma forma empírica – sem dadosreais da prática esportiva, em termos organizacionais e as condiçõesindividuais de um atleta ou de equipes de uma modalidadeesportiva, sem traçar paralelos com o desenvolvimento desteesporte no cenário nacional e internacional, a política esportivaexistente no país e a sua cultura esportiva. Junto a tudo isso tem as variantes do dia da disputa somadoao lado psicológico do atleta, que normalmente sofre uma pressão,no caso de uma olimpíada, por estar representando um país etambém a influência da própria arbitragem queira nos esportesindividuais ou coletivos. O que se vê e ouve por aí, são pessoas e a própria mídiaesportiva não especializada, conhecedora somente do futebol, semanifestando dando suas opiniões soltas como estivessemanalisando um jogo de futebol, que é paixão do brasileiro. LONDRES Fogo olímpico Dizemos que um país não figurará no cenário esportivo e distribuir os 17 medalhistasinternacional enquanto não tiver atitude, uma condução do esportecom mudanças organizacionais, com um trabalho integrado com osÓrgãos Esportivos e também Educacionais, com dirigentes quesejam gestores, com capacitação de técnicos multiprofissionais,locais adequados e amparados por uma Política Esportiva Nacionalcom aplicação efetiva. Se isso não acontecer, o país estará sujeito avingar a cada Olimpíada numa participação intermediária, emposição próxima a vigéssima no quadro de medalhas, quesito quehoje mensura e avalia uma participação olímpica de um país para a ENTIDADES REALIZADORASm í d i a e a p o p u l a ç ã o e m g e r a l . Sabe-se que o TIME BRASIL, do Comitê OlímpicoBrasileiro, já apresentou à imprensa lá no Cristal Palace, emLondres, um esboço daquilo que o Brasil pretende fazer agora napreparação para a Olimpiada 2016, no Rio de Janeiro e próximasOlimpíadas. Temos certeza se continuarem os empreendimentosfinanceiros, a seriedade na parte técnica, com gestão e planejamentoestratégico, com aplicação certa do dinheiro, com capacitação derecursos humanos(inclusive a população e a própria imprensa), osresultados vão começar aparecer e, já na próxima olimpíada, oquadro de medalhas do terá no mínimo 50% a mais. Um campeãonão se faz de um dia para outro. O acompanhamento em LONDRES,pelos observadorescontratados pelo TIME BRASIL e RIO 2016, deve dar subsídiossuficientes para engrossar aos projetos e programas elaborados peloComitê Organizador para o êxito da Olimpíada RIO 2016. OUTRAS ENTIDADES O Brasil, nas últimas 2 Olimpíadas, teve 32 medalhas(Pequim – 15 e Londres -17), em torno de 30% de toda a suaparticipação olímpica, desde 1920, na Antuérpia ( hoje o Brasilsoma 108 medalhas). Podemos afirmar com segurança: O Brasil com atitude,gestão e uma política efetiva de esportes, chega a muito mais pódiosolímpicos. Por fim, rogamos a Deus, que, abençoe e dê a orientaçãocerta para que a RIO 2016/BRASIL possam estar seguros nesseempreendimento que está, a partir do encerramento de LONDRES,com os olhares voltados da mídia e do universo, acompanhandopasso a passo. *Profissional de Educação Física, jornalista, escritor e editor do SPP. 13anos LONDRES PASSOU AGORA É RIO 2012 SPP JÁ NA COBERTURA RIO 2016

×