USANDO A TECNOLOGIA  EM  BENEFÍCIO DO SEU NEGÓCIO WORKSHOP COM ROSANE SEVERO
MINHA MISSÃO AJUDAR EMPRESAS E PROFISSIONAIS A TIRAREM O MELHOR PROVEITO DAS TECNOLOGIAS DISPONÍVEIS
ESTE WORKSHOP É UMA REALIZAÇÃO CONTA COM O APOIO DA
CONTEÚDO DO WORKSHOP <ul><li>AS MUDANÇAS COM AS NOVAS TECNOLOGIAS   </li></ul><ul><li>GESTÃO INTELIGENTE USANDO A TECNOLOG...
AS MUDANÇAS  COM AS NOVAS TECNOLOGIAS
O QUE MUDOU?  <ul><li>“ A Revolução Digital veio para mudar o mundo dos negócios e nossas vidas!”   </li></ul><ul><li>“ Es...
AS  MUDANÇAS  <ul><li>a velocidade em que velhos negócios se adaptam ao comércio eletrônico e tornam-se líderes </li></ul>...
<ul><li>c onquistar as ferramentas para a inovação requer estar focado em mudanças </li></ul><ul><li>permite agilizar a mu...
conforme determinam  os novos tempos:   AS  MUDANÇAS  VELOCIDADE e  PRECISÃO
<ul><li>o maior patrimônio de uma empresa está nas IDÉIAS, no CONHECIMENTO e na INTELIGÊNCIA </li></ul>CAPITAL   =  <ul><l...
<ul><li>empresas e profissionais necessitam usar a tecnologia  </li></ul><ul><li>para se conectar com  </li></ul><ul><li>c...
<ul><li>a  tecnologia está provocando mudanças na maneira como VIVEMOS, TRABALHAMOS, nos DIVERTIMOS e APRENDEMOS   </li></...
<ul><li>é  necessário dispor hoje de muito conhecimento e de um conhecimento altamente focado </li></ul>AS  MUDANÇAS  <ul>...
<ul><li>os adultos precisam prosseguir na incessante busca de conhecimento e aprimoramento </li></ul><ul><li>isso está afe...
<ul><li>as mudanças são difíceis  </li></ul><ul><li>porém inevitáveis </li></ul>AS  MUDANÇAS
&quot;Não há nada mais difícil de realizar, nem de sucesso mais duvidoso, nem mais difícil de manejar, que iniciar uma nov...
AVALIANDO O PAPEL  DA TECNOLOGIA  NOS NEGÓCIOS AS  MUDANÇAS
A TECNOLOGIA, APESAR DE SEUS BENEFÍCIOS, PODE SER: AS  MUDANÇAS  FOCAR NA TECNOLOGIA <ul><li>uma grande distração </li></u...
<ul><li>ameniza o trabalho  </li></ul>AS  MUDANÇAS  <ul><li>alivia parte da dor  </li></ul><ul><li>não alivia o dever </li...
avaliação das necessidades específicas de cada negócio   PROCESSO DE MODERNIZAÇÃO   em que tipo de tecnologia  será necess...
EX: SETOR DE COMPRAS relacionamento interno e com fornecedores permite a redução de custos de distribuição e de espaços pa...
AS  MUDANÇAS  AVALIANDO  A  TECNOLOGIA www.outplan.com
<ul><li>o envolvimento de  TODOS  é  </li></ul><ul><li>pré-requisito para a mudança cultural necessária ao sucesso  </li><...
A TECNOLOGIA ATENÇÃO às limitações de cada situação   aos novos avanços tecnológicos   pode fortalecer o Marketing  sem de...
O E-MAIL   importante ferramenta de marketing   <ul><li>ATENÇÃO  </li></ul><ul><li>encantar e satisfazer   </li></ul><ul><...
Saber Usar   IMPLEMENTAÇÕES TECNOLÓGICAS AS  MUDANÇAS  AVALIANDO  A  TECNOLOGIA por si só NÃO SÃO SOLUÇÕES QUE  TRAZEM RES...
<ul><li>são a solução mágica para os negócios  </li></ul>NÃO AS  MUDANÇAS  <ul><li>devemos subestimar a abrangência das mu...
<ul><li>mudanças organizacionais  </li></ul><ul><li>e de processos </li></ul>SIM AS  MUDANÇAS  <ul><li>objetivos e medidas...
INOVAÇÃO COM FUNDAMENTOS AS  MUDANÇAS
<ul><li>uma revolução  representa mudanças </li></ul>FUNDAMENTOS AS  MUDANÇAS  <ul><li>a história ensina que o novo deve a...
JAY WALKER
<ul><li>planejamento estratégico </li></ul>AS  MUDANÇAS  INOVAÇÃO + FUNDAMENTOS PRICELINE FUNDADA EM 1997 NÃO <ul><li>a fi...
a eletricidade permitiu a reestruturação do sistema de distribuição da energia   o automóvel e o avião propiciaram a reest...
<ul><li>a Internet e as novas tecnologias permitem a reestruturação da camada  </li></ul><ul><li>da informação  </li></ul>...
<ul><li>transformará a camada de informações da sociedade </li></ul><ul><li>A REVOLUÇÃO DA INFORMAÇÃO ESTÁ AINDA NO COMEÇO...
PRICELINE diz:  “você pode dar o seu próprio preço se estiver disposto a ser flexível&quot;
YAHOO diz:  “sou uma proposta de valor que ajuda você a encontrar coisas e se conectar&quot;
AOL diz:  “sou  um utilitário de comunicação com algum comércio”
AMAZON diz:  &quot;Sou um sistema de distribuição para uma série de produtos diferentes&quot;
<ul><li>empresas devem pautar  </li></ul><ul><li>sua existência em: </li></ul><ul><li>as ferramentas do nosso tempo são di...
AS  MUDANÇAS  as empresas de garagem foram os embriões seu modelo demandou aprimoramento INOVAÇÃO + FUNDAMENTOS
ANTIGOS NEGÓCIOS EM NOVOS TEMPOS
GESTÃO INTELIGENTE USANDO A TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO
ERP  GESTÃO <ul><li>sistema integrado de gestão empresarial que controla todos os processos em módulos separados </li></ul...
GESTÃO
GESTÃO FINANCEIRA GESTÃO
<ul><li>precisa tornar o fechamento contábil da empresa mais ágil </li></ul>GESTÃO FINANCEIRA <ul><li>do negócio </li></ul...
<ul><li>deve atender às áreas de: </li></ul>GESTÃO FINANCEIRA <ul><li>faturamento </li></ul><ul><li>finanças </li></ul><ul...
NO FATURAMENTO: GESTÃO FINANCEIRA <ul><li>deve agilizar o processo e garantir maior segurança ao atendimento de pedidos </...
<ul><li>permitir efetuar em tempo real: </li></ul>GESTÃO FINANCEIRA <ul><li>a baixa de produtos  </li></ul><ul><li>em esto...
<ul><li>atender às obrigações fiscais da empresa </li></ul>GESTÃO FINANCEIRA <ul><li>o sistema deve gerenciar a escrituraç...
<ul><li>as apurações dos impostos mais fáceis, rápidas e precisas </li></ul>GESTÃO FINANCEIRA produção compras pedidos est...
<ul><li>a conquista de bons resultados nos investimentos requer eficiente planejamento e absoluto controle </li></ul><ul><...
<ul><li>o módulo de Gestão Financeira  </li></ul><ul><li>pode propiciar uma administração financeira mais completa </li></...
o sistema ideal deve ser: GESTÃO FINANCEIRA <ul><li>aberto </li></ul><ul><li>permitir a interface com outros programas nec...
GESTÃO DE RH GESTÃO
<ul><li>o ideal é um sistema aberto com funcionalidades que: </li></ul>GESTÃO RH <ul><li>suporte  desde o processo de CONT...
FOLHA DE PAGAMENTO permitir personalização e parametrização de acordo com as características específicas da empresa GESTÃO...
<ul><li>apresentar menus simples e de fácil compreensão para gerenciamento e operação por usuário-final que não tenha sign...
PONTO ELETRÔNICO <ul><li>histórico do fluxo de Funcionários, Prestadores de Serviço, Temporários, Visitantes  </li></ul><u...
TREINAMENTO <ul><li>gerenciar os cursos, instrutores e eventos de treinamento </li></ul>GESTÃO RH <ul><li>criar e acompanh...
AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO <ul><li>deve permitir: </li></ul>GESTÃO RH <ul><li>personalizar os critérios da avaliação, com apr...
CARGOS E SALÁRIOS <ul><li>permite a definição de planos de carreira: </li></ul>GESTÃO RH <ul><li>aumentos programados </li...
BENEFÍCIOS FLEXÍVEIS E  SAÚDE OCUPACIONAL   <ul><li>controles e estatísticas  </li></ul><ul><li>sobre o andamento da saúde...
<ul><li>permite a administração dos benefícios médicos e odontológicos de forma flexível </li></ul><ul><li>cadastrar e ger...
RECRUTAMENTO E SELEÇÃO <ul><li>deve oferecer as ferramentas para administrar os processos seletivos da empresa </li></ul>G...
GESTÃO DE PROJETOS GESTÃO
<ul><li>permite a análise  </li></ul><ul><li>dos recursos utilizados para desenvolver os projetos da empresa: </li></ul>GE...
<ul><li>sua função é ampliar a comunicação do coordenador do projeto com outros setores da empresa e com o cliente </li></...
<ul><li>melhorar e incrementar o processo de comunicação interna </li></ul>GESTÃO PROJETOS <ul><li>conferir aos coordenado...
<ul><li>a gestão de risco fica mais fácil </li></ul>GESTÃO PROJETOS <ul><li>as informações bem organizadas permitem uma an...
GEST ÃO  ESTRATÉ GICA  BUSINE SS   INTELLIGE NCE GESTÃO
<ul><li>desde o final de década de 80 quando fez sua primeira aparição comercial batizado de  </li></ul><ul><li>EXECUTIVE ...
<ul><li>a quantidade de informações e dados nas empresas tem crescido de forma exagerada </li></ul>GESTÃO ESTRATÉGICA <ul>...
<ul><li>existe uma real necessidade de se filtrar as informações de forma adequada </li></ul>GESTÃO ESTRATÉGICA para que s...
<ul><li>o  modelo que simplifica os dados disponíveis e os direciona para os gestores está vinculado: </li></ul>GESTÃO EST...
<ul><li>u tilizando os dois modelos de forma combinada os gestores da empresa conseguem agregar informações relevantes às ...
<ul><li>o que possibilita aos gestores garimpar informações  </li></ul><ul><li>DATA  MINING   </li></ul>GESTÃO ESTRATÉGICA...
<ul><li>a s definições podem variar </li></ul><ul><li>UM PROCESSO DE COLETA, TRANSFORMAÇÃO, ANÁLISE E DISTRIBUIÇÃO DE DADO...
<ul><li>O   BUSINESS INTELLIGENCE: </li></ul>GESTÃO ESTRATÉGICA um auxílio inestimável no  processo de tomada de decisões ...
GESTÃO ESTRATÉGICA quem tem sistemas mas não  tem análise continua sem informação
LOGÍSTICA GESTÃO
<ul><li>as possibilidades de comunicação interempresarial  ONIPRESENTE, IMEDIATA  e a  BAIXOS CUSTOS  propiciadas pela Int...
<ul><li>a competição obriga empresas: </li></ul>GESTÃO LOGÍSTICA <ul><li>a atuarem proativamente </li></ul><ul><li>a otimi...
<ul><li>o  advento da  ORGANIZAÇÃO EM REDE  é um fenômeno recente </li></ul>GESTÃO LOGÍSTICA <ul><li>que se caracteriza pe...
<ul><li>t ais colaborações são muito mais efetivas do que a execução de múltiplas atividades efetuadas por uma única empre...
<ul><li>a  troca de informações é que sustenta a organização em rede bem-sucedida  </li></ul><ul><li>a alavanca essencial ...
GERENCIAMENTO LOGÍSTICO <ul><li>em tempos de desenvolvimento e adaptações na forma de fazer negócios surge na ribalta um a...
<ul><li>é o processo de planejamento, implementação e controle do fluxo e armazenagem de matérias prima, de produtos acaba...
<ul><li>toda organização tem o serviço ao cliente como meta </li></ul>GESTÃO LOGÍSTICA <ul><li>por isso as empresas estão ...
<ul><li>o  objetivo deve ser o estabelecimento de uma cadeia que ligue as pessoas,  de todos os níveis da organização , di...
<ul><li>é preciso um sistema que agregue informações importantes </li></ul><ul><li>criando uma padronização  </li></ul><ul...
<ul><li>garantindo que o prometido  </li></ul><ul><li>será entregue ao cliente  </li></ul><ul><li>no prazo combinado </li>...
<ul><li>através deste sistema é possível documentar melhor o trabalho </li></ul>GESTÃO LOGÍSTICA <ul><li>tornando as ativi...
SUPPLY CHAIN <ul><li>muito em breve não estaremos mais falando em competições entre empresas mas entre cadeias produtivas ...
GESTÃO LOGÍSTICA SUPPLY CHAIN <ul><li>significa deixar de olhar para  </li></ul><ul><li>o próprio umbigo e ampliar os hori...
<ul><li>o cenário idealizado é uma  EMPRESA VIRTUAL  com  INTERCONEXÕES ELETRÔNICAS  </li></ul><ul><li>que se estendem aos...
<ul><li>NÃO SERÁ FÁCIL </li></ul><ul><li>são diversos tipos de sistemas ERP e aplicativos próprios com diferenças fundamen...
<ul><li>OUTRA DIFICULDADE </li></ul><ul><li>nem todas as empresas estão preparadas para atuar de forma aberta e integrada ...
<ul><li>o processo é coordenado pela EMPRESA DE MAIOR BARGANHA  </li></ul><ul><li>nessa cadeia que abrange:  </li></ul>GES...
<ul><li>o s objetivos são a otimização:  </li></ul><ul><li>resulta na produção e disponibilização do  PRODUTO CERTO , na  ...
<ul><li>i nvestir tempo e dinheiro para construir uma  supply  chain  eficiente  é um caminho sem volta </li></ul>GESTÃO L...
<ul><li>p ara que as cadeias produtivas funcionem com processos interligados é necessário: </li></ul>GESTÃO LOGÍSTICA tecn...
Compras
 
 
 
 
 
 
UMA GRANDE EMPRESA VIRTUAL com interconexões eletrônicas
INFRA-ESTRUTURA  EM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO GESTÃO
A INTRANET GESTÃO INFRA ESTRUTURA <ul><li>é uma poderosa ferramenta para empresas que precisam centralizar e estruturar o ...
<ul><li>sua principal função é alavancar o capital intelectual das empresas, dando sustentação à  </li></ul><ul><li>a Intr...
<ul><li>é  necessário que seja parte de um projeto muito maior de reestruturação e mudança  </li></ul><ul><li>baseado em: ...
<ul><li>não basta instalar essa  </li></ul><ul><li>nova ferramenta para  </li></ul><ul><li>usufruir de todos os benefícios...
<ul><li>PLANEJAMENTO  </li></ul><ul><li>ANGARIAR O APOIO DA DIREÇÃO   </li></ul>ETAPAS A SEREM VENCIDAS PARA A IMPLANTAÇÃO...
<ul><li>PESQUISAR O PÚBLICO-ALVO   </li></ul>GESTÃO INFRA ESTRUTURA –   s erá necessário conhecer a empresa a fundo e defi...
<ul><li>ESTABELECER PARCERIAS   </li></ul>GESTÃO INFRA ESTRUTURA –   c ontar com a colaboração de: diretores, gerentes, eq...
<ul><li>TECNOLOGIA ADEQUADA   </li></ul>–   avaliar:  a viabilidade técnica,  o design, a usabilidade,  a atualização de c...
<ul><li>LANÇAMENTO PROGRAMADO   </li></ul>GESTÃO INFRA ESTRUTURA só deve ser realizado quando: –   o conceito contar com o...
<ul><li>DIVULGAÇÃO </li></ul>GESTÃO INFRA ESTRUTURA –  mesclando:  ações criativas com mensagens claras e sérias que abord...
<ul><li>COMUNICAÇÃO PERMANENTE  </li></ul>GESTÃO INFRA ESTRUTURA –  essencial criar canais onde a Intranet seja a estrela ...
<ul><li>POSICIONAMENTO  </li></ul>GESTÃO INFRA ESTRUTURA –   é uma via de mão dupla, a maioria dos consumidores é composta...
<ul><li>DINAMISMO  </li></ul>GESTÃO INFRA ESTRUTURA –   a euforia é fruto de um lançamento bem feito, envolvente e alegre ...
 
BANCO DE DADOS <ul><li>o banco de dados tem sido um componente essencial no dia-a-dia dos negócios na sociedade moderna   ...
<ul><li>são inúmeras as situações do nosso cotidiano em que encontramos atividades que envolvem alguma interação com  </li...
POR EXEMPLO : <ul><li>nossa conta bancária faz parte de uma coleção de contas em nosso Banco e quando sacamos dinheiro, no...
<ul><li>nossos RG, CPF e TÍTULO DE ELEITOR estão armazenados em bancos de dados colossais que pertencem ao Governo </li></...
<ul><li>BANCOS DE DADOS MULTIMÍDIA </li></ul><ul><li>SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GEOGRÁFICA - GIS   </li></ul>GESTÃO INFRA ESTR...
<ul><li>SISTEMAS DE DATA WAREHOUSES E ONLINE ANALYTICAL PROCESSING - OLAP   </li></ul>GESTÃO INFRA ESTRUTURA <ul><li>nos ú...
<ul><li>TECNOLOGIAS DE BANCO DE DADOS ATIVO E DE TEMPO-REAL </li></ul><ul><li>TÉCNICAS DE PESQUISA </li></ul>GESTÃO INFRA ...
<ul><li>todo banco de dados,  além de manter o volume de dados organizado , deve permitir  atualizações ,  inclusões  e  e...
<ul><li>um banco de dados é </li></ul>GESTÃO INFRA ESTRUTURA <ul><li>um catálogo de endereços comum, contendo uma série de...
<ul><li>existe uma separação clara entre Gerenciadores de Arquivo e os Gerenciadores de Base de Dados  </li></ul>GESTÃO IN...
<ul><li>para segurança na troca de informações entre matriz e filiais, ou de acesso remoto seguro  </li></ul><ul><li>ao ba...
<ul><li>os recursos de segurança da VPN impedirão que pessoas não autorizadas tenham acesso aos dados transmitidos </li></...
A VPN GESTÃO INFRA ESTRUTURA <ul><li>garante o sigilo das informações mesmo que haja algum tipo de interferência no percur...
CASOS ONDE UMA VPN PODE SER EMPREGADA:   <ul><li>empresas com filiais ou escritórios distantes entre si,  </li></ul><ul><l...
<ul><li>f uncionários que trabalham em casa ou que estão em viagem </li></ul>GESTÃO INFRA ESTRUTURA CASOS ONDE UMA VPN POD...
<ul><li>e mpresas que queiram interligar sua rede com a de seus fornecedores ou clientes de uma forma mais direta </li></u...
<ul><li>é recomendável que a solução  </li></ul><ul><li>de  VPN  venha acompanhada da implantação de um   FIREWALL : </li>...
A TECNOLOGIA APLICADA AO MARKETING E VENDAS
AUTOMATIZAÇÃO DO MARKETING MKT VENDAS
“ Marketing é a atividade humana dirigida para a satisfação das necessidades e desejos, através dos processos de troca.” M...
<ul><li>com o surgimento da Tecnologia da Informação essa troca,  até então definida como troca de produtos e/ou serviços ...
<ul><li>a automatização do marketing permite: </li></ul>MKT <ul><li>o aumento da produtividade das atividades geradoras de...
<ul><li>o acompanhamento analítico das atividades permite medir o ROI (retorno sobre o investimento)  </li></ul><ul><li>da...
O SISTEMA DEVE CONTEMPLAR FUNCIONALIDADES COMO:   <ul><li>seleção de audiências e segmentos </li></ul>MKT <ul><li>testes s...
<ul><li>Gerência de campanhas   </li></ul><ul><li>interações personalizadas  </li></ul><ul><li>através da Web </li></ul>MK...
MKT <ul><li>“ Perfilização” </li></ul><ul><li>personalização de perfis </li></ul><ul><li>atualização automática de perfis ...
DATABASE MARKETING  <ul><li>identificado como um  </li></ul><ul><li>elemento-chave no ambiente de negócios o DATABASE MARK...
<ul><li>apenas um pequeno número de empresas sabe como utilizar a força inerente de um database marketing </li></ul><ul><l...
<ul><li>utilizar o database marketing é:  coletar ,  armazenar  e  utilizar  o CONHECIMENTO SOBRE CLIENTES  </li></ul>MKT ...
<ul><li>existem no mercado duas formas de utilização do database marketing:  </li></ul><ul><li>a utilização de  MANEIRA ES...
<ul><li>esta alternativa serve às empresas cuja estratégia corporativa envolve a customização   </li></ul>-  o serviço de ...
<ul><li>o database marketing utilizado como FERRAMENTA TÁTICA pode ser explorado por empresas que ainda não alcançaram o e...
<ul><li>esta é a abordagem mais comum considerando que: </li></ul>MKT VENDAS DATABASE MKT é muito mais FÁCIL implantar um ...
<ul><li>o database marketing  DEVE SER ESTRATÉGICO  pois envolve uma maneira absolutamente diferente  </li></ul><ul><li>de...
EFETUAR A COLETA DE DADOS
FILTRAR ESSES DADOS
E ANALISAR OS DADOS NÃO É O SUFICIENTE...
<ul><li>database marketing é </li></ul>MKT VENDAS DATABASE MKT COLETA ARMAZENAMENTO PROCESSAMENTO E A EFETIVA UTILIZAÇÃO d...
MKT <ul><li>com os objetivos de aumentar a eficiência da segmentação e da customização </li></ul><ul><li>para criar e dese...
CIC  CENTRO DE INTERAÇÃO COM CLIENTES  MKT VENDAS
<ul><li>A TENDÊNCIA É A IMPLANTAÇÃO DE UM QUE ENGLOBE : </li></ul>MKT <ul><li>o call center com todos os serviços de atend...
<ul><li>p ara melhorar o atendimento </li></ul>MKT CIC VENDAS <ul><li>as empresas têm de unificar a visão que tem do clien...
CIC
CALL CENTER  - SAC MKT VENDAS
<ul><li>o Call Center é a estrutura física  </li></ul><ul><li>e tecnológica por onde passam  </li></ul><ul><li>os contatos...
<ul><li>é o principal canal de interação entre uma empresa e seu público </li></ul>MKT <ul><li>m esmo com o crescimento do...
<ul><li>existem muitas opções de tecnologias para a implantação de um Call Center </li></ul>MKT <ul><li>a escolha da tecno...
parece óbvio mas para inúmeras empresas <ul><li>muitos já passaram pela experiência de ligar para um SAC e acabaram bastan...
<ul><li>é fundamental que as informações e o histórico de contatos do cliente ou prospect estejam disponíveis na tela  </l...
TELEMARKETING  MKT VENDAS
<ul><li>é preciso conhecer muito bem o cliente ou prospect </li></ul><ul><li>permite a abordagem focada  </li></ul><ul><li...
<ul><li>o telemarketing ativo deve ser realizado por profissionais altamente treinados e motivados </li></ul><ul><li>que c...
<ul><li>telemarketing eficiente requer </li></ul><ul><li>pegar a lista telefônica e ligar aleatoriamente não funcionará </...
<ul><li>é uma estratégia a ser utilizada com antigos clientes e com prospects que visitaram o site da empresa ou fizeram o...
O PAPEL DA TECNOLOGIA  NAS VENDAS MKT VENDAS
<ul><li>n a era do conhecimento como fator relevante para vender mais  </li></ul><ul><li>a tecnologia pode ser uma  </li><...
<ul><li>e mpresas e profissionais que usam a tecnologia passam a ter uma visão melhor dos seus clientes   </li></ul><ul><l...
<ul><li>a  TECNOLOGIA ADEQUADA, usada a partir de PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO e DEFINIÇÃO CLARA DOS PROCESSOS DE VENDA, agreg...
OS BENEFÍCIOS QUE A TECNOLOGIA TRAZ A EMPRESAS E PROFISSIONAIS: <ul><li>mais agilidade  </li></ul><ul><li>e qualidade na c...
OS BENEFÍCIOS QUE A TECNOLOGIA TRAZ A EMPRESAS E PROFISSIONAIS: A TECNOLOGIA NAS VENDAS MKT VENDAS <ul><li>aquisição de co...
SFA  AUTOMATIZAÇÃO  DE VENDAS MKT VENDAS
<ul><li>e rros ou oportunidades,  se não forem identificados imediatamente , podem se tornar grandes prejuízos  </li></ul>...
<ul><li>p ara a automação do processo de vendas existem vários sistemas com funções muito semelhantes   </li></ul><ul><li>...
<ul><li>o sistema deve cobrir todas as fases do processo </li></ul><ul><li>d eve permitir acesso remoto que coloque as inf...
<ul><li>com uma implementação adequada o sistema de automação de vendas propicia às empresas redução de custos com:   </li...
<ul><li>reduz a duração dos ciclos no processo de relacionamento com o cliente </li></ul><ul><li>a empresa passa a ter uma...
<ul><li>antes de implantar uma solução SFA a empresa precisa preparar  </li></ul><ul><li>sua equipe (vendedores e seus líd...
<ul><li>as lideranças da força de vendas precisarão entender como essa tecnologia vai facilitar e agilizar  </li></ul><ul>...
<ul><li>a implantação do uso da tecnologia na empresa é vista  </li></ul><ul><li>pelo vendedor como uma ameaça, como se el...
<ul><li>o  que é um grande equívoco! </li></ul><ul><li>o vendedor pode se beneficiar muito com a utilização da tecnologia ...
<ul><li>p ara esse entendimento será necessário muito treinamento </li></ul><ul><li>que o sistema não será  </li></ul><ul>...
<ul><li>c om o uso da tecnologia o vendedor passa a atender o cliente de forma mais personalizada e com mais qualidade, te...
CROSS-SELLING  E UP-SELLING   MKT VENDAS
<ul><li>sistemas de   </li></ul><ul><li>cross-selling   (venda cruzada)   </li></ul><ul><li>e </li></ul><ul><li>up-selling...
<ul><li>nas estratégias de  </li></ul><ul><li>venda cruzada   e   venda adicional , </li></ul><ul><li>com aplicações para ...
POR EXEMPLO:   <ul><li>em um banco, quando houver  </li></ul><ul><li>um grande depósito, o gatilho acionaria uma pessoa de...
CROSS E UP SELLING MKT VENDAS bancos tentam construir relacionamentos duradouros ligando as necessidades de percurso com p...
<ul><li>as vendas   cross-selling   e  </li></ul><ul><li>up-selling  dependem da identificação das necessidades específica...
CRM  CUSTOMER RELATIONSHIP MANAGEMENT   MKT VENDAS
<ul><li>a  relação personalizada com cada cliente é conhecida como </li></ul><ul><li>um conjunto de estratégias que permit...
<ul><li>s ua função é prover informações que apóiem às gerências e equipes em suas metas de agregar valor à empresa e a se...
<ul><li>c om uma estratégia de  CRM  consistente e consolidada internamente é possível: </li></ul><ul><li>melhorar o padrã...
MKT VENDAS CRM
<ul><li>a  TECNOLOGIA é fundamental na implantação das estratégias de CRM </li></ul><ul><li>a s ferramentas devem realizar...
<ul><li>os dados de um cliente, provenientes de hábitos de compra e de contatos diversos com a empresa para suporte ou rec...
<ul><li>esta estratégia proporciona: </li></ul><ul><li>uma visão mais precisa do andamento dos negócios </li></ul><ul><li>...
<ul><li>para entender melhor o  CRM  é preciso lembrar que os tempos mudaram e empresas e profissionais necessitam se ajus...
<ul><li>tratar o cliente dignamente </li></ul><ul><li>isso é o que estão chamando de CRM e tentando aplicar   </li></ul><u...
A ESTRATÉGIA  CRM <ul><li>de um relacionamento individual com cada um </li></ul><ul><li>da permanente avaliação do nível d...
<ul><li>e sta estratégia é uma preciosa aliada no alcance dos objetivos de qualquer negócio </li></ul>incrementar os seus ...
<ul><li>NÃO ESQUEÇA DO PRINCIPAL: </li></ul><ul><li>o cliente é o centro desse conceito  </li></ul><ul><li>não adianta usa...
 
USANDO A  PODEROSA FERRAMENTA INTERNET NOS NEGÓCIOS
E-COMMERCE  B USINESS TO  C ONSUMMER   <ul><li>o e-commerce ou B2C já é uma realidade nos negócios hoje   </li></ul>Modism...
<ul><li>1996 - quando implantou o seu site de comércio eletrônico, o supermercado Pão de Açúcar recebia via Web 4% de suas...
<ul><li>2002 - o crescimento das vendas foi de 17% sobre o ano anterior - um excelente desempenho já que no mesmo período ...
<ul><li>HOJE - num supermercado físico o valor médio das compras é R$ 40, já nas vendas pela Internet a média sobe para  <...
um sistema de vendas online deve ser simples porém completo
CARACTERÍSTICAS DESEJÁVEIS:   <ul><li>Facilidade de Gerenciamento   </li></ul>INTERNET B2C <ul><li>Ser uma Filial Completa...
E-BUSINESS  B USINESS TO  B USINESS INTERNET B2B
<ul><li>o impacto dos negócios eletrônicos nas empresas é uma prova de que o e-business deu certo   </li></ul>INTERNET B2B...
<ul><li>Porque reduz custos : empresas que levaram seus antigos processos para o mundo eletrônico estão executando-os mais...
<ul><li>Porque é mais um canal : ao contrário da época em que os consultores mandavam as empresas do mundo físico se canib...
<ul><li>Porque o intermediário  </li></ul><ul><li>ficou mais forte :  </li></ul><ul><li>em vez de eliminar a força indiret...
<ul><li>Porque ele está  </li></ul><ul><li>integrando as empresas :  </li></ul><ul><li>o esforço de vendas online e a cone...
<ul><li>Porque seu quintal pode ser o mundo : </li></ul><ul><li>você pode vender para qualquer lugar do planeta com o mesm...
<ul><li>Porque ele melhora o atendimento ao cliente :  </li></ul><ul><li>a Web para muitos consumidores  é um canal conven...
<ul><li>Porque em alguns setores é a diferença entre a vida e a morte:   determinadas áreas estão sofrendo de tal forma o ...
<ul><li>o que algumas empresas  </li></ul><ul><li>já sabiam   há tempos   </li></ul><ul><li>sem muito alarde elas investir...
<ul><li>o resultado,  que começa a ser vislumbrado , é o que muitos especialistas já previam:  </li></ul>JÁ COMEÇOU!   e s...
a pesar da resistência de alguns... B2B QUE PRECISARÃO ADERIR CEDO OU TARDE! É O CAMINHO LÓGICO PARA TODOS OS NEGÓCIOS INT...
 
 
COMO USAR A WEB   a tecnologia web pode ser sedutora   <ul><li>é relativamente simples implantar um servidor de rede, gera...
não significa apenas desenvolver um website, mas rever o modelo empresarial e adapta-lo a esse novo conceito de fazer negó...
<ul><li>uma entrada mal planejada não permitirá usufruir todas as oportunidades e pode até ser o caminho para  o desastre ...
como o modelo empresarial pode ser melhorado, para tirar proveito das oportunidades oferecidas pelo universo online <ul><l...
<ul><li>para adaptar um negócio ao  </li></ul><ul><li>e-business, primeiro será necessário desenvolver um planejamento est...
<ul><li>como nos planos de negócios,  a estratégia de e-business deve começar considerando: </li></ul>INTERNET COMO USAR A...
<ul><li>é preciso considerar as oportunidades e desafios propostos pela Internet  </li></ul>–   uma ferramenta com potenci...
não permitir que apenas uma unidade da empresa faça esse trabalho <ul><li>aproveitar a oportunidade para  </li></ul><ul><l...
<ul><li>uma visão macro do processo possibilitará detectar se as unidades do negócio estão executando os mesmos procedimen...
<ul><li>corrigir isso permitirá uma economia em escala, usando a mesma tecnologia para executar de forma uniforme todos os...
<ul><li>aproveitar estas oportunidades com uma visão macro do negócio exigirá o envolvimento da alta administração atuando...
<ul><li>é importante que o desenvolvimento de uma estratégia de e-business não enfoque apenas as necessidades da cúpula ou...
<ul><li>é fundamental segmentar a estratégia com vistas a atender necessidades individuais de diferentes usuários </li></u...
<ul><li>personalização é a chave  para prover uma excelente experiência aos usuários do site   </li></ul><ul><li>uma empre...
 
<ul><li>a solução para esse negócio está justamente em desenvolver uma aproximação mais personalizada, que ofereça muito m...
 
<ul><li>quando o cliente acessar o site é preciso saber: </li></ul>INTERNET COMO USAR A WEB <ul><li>quem ele é </li></ul><...
<ul><li>disponibilizar informações detalhadas sobre a situação  </li></ul><ul><li>dos pedidos do cliente e boletins técnic...
<ul><li>não importa o bom trabalho feito no desenvolvimento de uma estratégia – ELE VAI ESTAR ULTRAPASSADO EM 6 MESES   </...
<ul><li>o uso de padrões abertos e de ferramentas standards pode contribuir no desenvolvimento de uma arquitetura que veio...
INTERNET MARKETING COMEÇA  COM O BÁSICO INTERNET
<ul><li>a Internet é um lugar fenomenal para: RECURSOS, FERRAMENTAS  </li></ul><ul><li>e INFORMAÇÃO </li></ul>O ELEMENTO H...
<ul><li>o ciberespaço é frio, sem emoção e movido através de máquinas  </li></ul><ul><li>ainda é administrado e visitado p...
<ul><li>é fácil agir assim porque a Internet é o meio mais dinâmico  </li></ul><ul><li>e automatizado que existe </li></ul...
<ul><li>um site na Internet e qualquer mensagem de webmarketing são filtrados mais facilmente </li></ul><ul><li>as pessoas...
ANUNCIAR NA INTERNET DEVE SE TORNAR UMA REALIDADE PARA AS EMPRESAS INTERNET
<ul><li>empresas que não levam a Internet a sério </li></ul><ul><li>colocam apenas um ou outro banner para ter visibilidad...
um bom argumento para  entender a importância de  anunciar na web, são os dados divulgados pelo Ibope NetRatings recenteme...
<ul><li>a publicidade online ou offline só tem sentido se gera resultados para o anunciante </li></ul><ul><li>os portais, ...
<ul><li>Unique Visitor - Visitante Único  </li></ul>tecnologias e terminologias para mensurar o desempenho de uma campanha...
<ul><li>Page View   –   m edição das páginas visitadas em um site, independente do número de visitantes   </li></ul><ul><l...
<ul><li>a Internet voltou a ser percebida como uma mídia eficiente e complementar às outras mídias </li></ul><ul><li>já po...
<ul><li>à medida que o número de usuários da Internet Brasil vai crescendo e criando uma chamada “MASSA CRÍTICA&quot;, a p...
<ul><li>anunciantes de vários segmentos estão apostando nesta nova mídia e formando dentro dela um público específico e co...
O SITE INTERNET
O QUE AS PESSOAS  BUSCAM ONLINE?   <ul><li>seja por diversão, trabalho ou outro motivo, entender a motivação de um visitan...
<ul><li>parece que alguns  </li></ul><ul><li>não têm essa preocupação </li></ul><ul><li>vêem a rede como um vasto campo no...
<ul><li>parece que alguns  </li></ul><ul><li>não têm essa preocupação </li></ul><ul><li>acreditam que as pessoas procuram ...
<ul><li>apostam no modelo que visa obter resposta imediata dizendo: segure seu visitante enquanto pode, faça-o reagir no a...
<ul><li>a resposta para a pergunta: </li></ul><ul><li>a falsa impressão de que  </li></ul><ul><li>os webmasters estão no c...
<ul><li>estudos realizados derramaram luz  </li></ul><ul><li>sobre este dilema: </li></ul><ul><li>as pessoas querem realiz...
O que significam estas informações para o Marketing?   <ul><li>se você está construindo um site para consumidores segmenta...
<ul><li>diferente dos que enfocam em entretenimento, flash e efeitos especiais inúteis, os sites mais efetivos são aqueles...
UM SITE EM ETERNA CONSTRUÇÃO  <ul><li>a maioria já se deparou com  </li></ul><ul><li>um aviso do tipo:   </li></ul><ul><li...
<ul><li>um site que parou no tempo e  </li></ul><ul><li>não está sendo constantemente repensado e atualizado nunca poderá ...
<ul><li>repensar um site  </li></ul><ul><li>não significa que: </li></ul>O SITE INTERNET SITE EM ETERNA CONSTRUÇÃO <ul><li...
O DESAFIO DE USAR IMAGENS NA INTERNET  <ul><li>a grande dúvida é como usar imagens gráficas em um site </li></ul>O SITE IN...
<ul><li>use o mínimo possível </li></ul>a resposta é:  <ul><li>os usuários não toleram sites que levam muito tempo para ca...
PARECE ÓBVIO... <ul><li>mas ainda vemos sites de grandes empresas iniciando com uma demorada abertura em flash que leva um...
<ul><li>para alguns negócios, imagens são cruciais à sua missão de vender: </li></ul><ul><li>o dilema  da exibição visual ...
<ul><li>apresentar fotos minúsculas onde os produtos parecerão idênticos </li></ul><ul><li>ambas as opções podem levar mui...
<ul><li>imagine a venda de  </li></ul><ul><li>um produto que: </li></ul><ul><li>o pré-requisito para a compra seja visuali...
<ul><li>dilema enfrentado por uma antiga loja de pôsteres de Boston </li></ul><ul><li>que dispõe de aproximadamente 10.000...
permite localizar um pôster através de pesquisa por: assunto, país, estilo, artista, tamanho ou palavra-chave
SITE DA INTERNATIONAL POSTER: <ul><li>são toneladas de conteúdo e os clientes são divididos em dois grupos difíceis de ate...
<ul><li>vencer o desafio de ser igualmente atraente e útil para clientes que retornam e para novos clientes </li></ul>O SI...
<ul><li>as empresas ainda não monitoram o que seus competidores estão fazendo em termos de design e interação na Internet ...
<ul><li>qualquer vantagem que um site exibe em cima do outro deve ser considerada e, se for o caso, implementada pelo comp...
PLANEJE SEU MARKETING ANALISANDO O TRÁFEGO DE SEU SITE  O SITE INTERNET
<ul><li>conhecer e analisar os registros de acessos em um website é componente crucial para um mix bem sucedido de Marketi...
<ul><li>os acessos de um único usuário e quanto tempo ele permanece no site </li></ul>se o site tem muito tráfego, mas o t...
as mais populares indicam o que oferecer mais e as menos vistas podem mostrar que parte do conteúdo não é tão fascinante q...
<ul><li>um dado importante é saber de qual endereço eletrônico o visitante veio  </li></ul>CLICK STREAM devemos analisar: ...
<ul><li>um site sempre tem páginas que apresentam um maior número de entradas e outras um maior número de saídas  </li></u...
<ul><li>conhecer o perfil do tráfego do site é uma ferramenta importante no planejamento de estratégias de comunicação e m...
DIVULGUE SEU SITE OFFLINE  <ul><li>ao planejar as suas estratégias de comunicação certifique-se de distribuir seus esforço...
É IMPORTANTE:   O SITE INTERNET DIVULGUE SEU SITE OFFLINE <ul><li>inserir em sistemas de busca na Web   </li></ul><ul><li>...
<ul><li>incluir o endereço do site e do seu e-mail em todas as  comunicações com o mercado: </li></ul>materiais impressos ...
<ul><li>anunciar em revistas  </li></ul><ul><li>ou jornais  -  publicar  pequenos anúncios, até classificados, em alguns v...
<ul><li>fazer imãs de geladeira, canetas, mouse pads, ou outros brindes e distribuir estrategicamente junto  </li></ul><ul...
<ul><li>promover palestras e outros encontros com seu público-alvo  </li></ul><ul><li>e distribuir seu  </li></ul><ul><li>...
<ul><li>o tráfego gerado por uma breve nota em um jornal ou revista de grande penetração pode ser grande o  bastante para ...
O  EMAIL  INTERNET
SEU USO  E SUAS VANTAGENS   O EMAIL INTERNET
<ul><li>usado de forma equilibrada </li></ul>O EMAIL INTERNET USO E VANTAGENS <ul><li>levando em conta as  </li></ul><ul><...
1 - Maior velocidade, impacto e flexibilidade no envio de  comunicações de Marketing O EMAIL INTERNET USO E VANTAGENS
2 -  Retorno ampliado sobre o capital, representado pelos clientes, para empresas com estratégias centradas no Marketing a...
3 -  Maior retorno sobre investimentos de Marketing objetivando vendas e fidelização de clientes O EMAIL INTERNET USO E VA...
ERROS FATAIS AO USAR O E-MAIL COMO FERRAMENTA  DE MARKETING   O EMAIL INTERNET
<ul><li>muitos marketeiros estão cometendo enganos fatais  com suas campanhas por e-mail  </li></ul><ul><li>vejamos alguns...
Erro N.º 1  -  Usar frases  inadequadas no item assunto <ul><li>a primeira coisa que o receptor lê é a linha de assunto e ...
<ul><li>a linha de assunto DEVE instigar o interesse do leitor:  </li></ul>Erro N.º 1  -  Usar frases  inadequadas no item...
<ul><li>tenha sempre em mente que  </li></ul><ul><li>seu assunto deve ser confiável  </li></ul><ul><li>e interessante </li...
<ul><li>muitos marketeiros estão atirando no próprio pé, enviando mensagens de e-mail com retratações  </li></ul>Erro N.º ...
<ul><li>as retratações mais comuns são: &quot;Isto não é um spam...“  ou  &quot;Nós lamentamos se você recebeu este e-mail...
<ul><li>se você esta agindo corretamente não há necessidade de incluir este tipo de frase nas suas mensagens, pois ao  </l...
<ul><li>webmarketing implica em marketing de permissão e ao obter a permissão você nunca precisará de retratações </li></u...
PUBLIQUE SEU JORNAL ELETRÔNICO O EMAIL INTERNET
<ul><li>não há nenhum grande segredo de sucesso escondido na Internet </li></ul>se houvesse não ficaria escondido por muit...
<ul><li>existe um modo de divulgar a sua mensagem efetivamente  </li></ul>a melhor e mais barata ferramenta de marketing j...
<ul><li>se quer resultados melhores, sem correr riscos, envie suas mensagem para aqueles que de fato  QUEREM  receber info...
–   para captá-los comece por sua atual cartela de clientes, criando neles o desejo de receber  suas informações   <ul><li...
<ul><li>divulgue seu site e crie nele ações que motivem seus visitantes a solicitarem receber seu jornal eletrônico  </li>...
 
O NOVO CENÁRIO  DOS NEGÓCIOS AS  MUDANÇAS
AS  MUDANÇAS  <ul><li>vivemos um momento de incertezas geradas pela acomodação natural do mercado a um novo contexto econô...
<ul><li>vivemos uma revolução que: </li></ul><ul><li>a Tecnologia da Informação  </li></ul><ul><li>e a Internet são as pri...
<ul><li>tem o poder de virar tudo de cabeça para baixo </li></ul>NÃO <ul><li>revolucionam a comunicação e a maneira de faz...
<ul><li>este processo iniciou de forma intuitiva - impulsiva até </li></ul>AS  MUDANÇAS  O NOVO  CENÁRIO <ul><li>com o bai...
<ul><li>as empresas destinadas a crescer são aquelas que estão buscando maneiras de integrar a TI e a INTERNET aos seus mo...
a concorrência  vem de todos os cantos   AS  MUDANÇAS  O NOVO  CENÁRIO
<ul><li>NA ANTIGA ECONOMIA O FLUXO DE INFORMAÇÕES ERA FÍSICO: </li></ul>AS  MUDANÇAS  dinheiro cheques faturas conheciment...
<ul><li>NA NOVA ECONOMIA A INFORMAÇÃO É DIGITAL: </li></ul>AS  MUDANÇAS  <ul><li>reduzida a bits armazenados em computador...
<ul><li>na era da inteligência em rede </li></ul>AS  MUDANÇAS  O NOVO  CENÁRIO <ul><li>o silício, os microprocessadores  <...
<ul><li>esta é uma era de interligação em rede,  não apenas da tecnologia , mas também de seres humanos, organizações  </l...
<ul><li>os clientes mudaram e  </li></ul><ul><li>hoje desejam: </li></ul>AS  MUDANÇAS  O NOVO  CENÁRIO <ul><li>mais qualid...
<ul><li>assim como o mundo geopolítico bipolar se desintegrou abrindo espaço para um ambiente novo, dinâmico, volátil e gl...
PETER DRUCKER: uma nova forma de fazer negócios em âmbito mundial “ o conhecimento não conhece fronteiras”   AS  MUDANÇAS ...
<ul><li>isso leva à reformulação da estrutura organizacional dos negócios e a tecnologia é uma importante ferramenta para ...
<ul><li>se avaliarmos a rapidez que a tecnologia está avançando, teremos um panorama da velocidade que os negócios precisa...
Ensine sua equipe a gerenciar informações   <ul><li>informações sobre dinheiro se tornaram tão valiosas quanto o próprio d...
<ul><li>o velho papel do Marketing era criar mensagens e posicionar produtos - o novo papel deve ser gerar feedback </li><...
<ul><li>o pessoal de marketing para gerar informações sobre os clientes precisa: da potência da base de dados, de mídia in...
<ul><li>o pessoal de tecnologia para tomar decisões inteligentes precisa de discernimento sobre os clientes - saber quais ...
<ul><li>muitas empresas acreditam que conhecem bem seus clientes, mas a maior parte do conhecimento está na mente do pesso...
<ul><li>não predizer resultados mas estar pronto para a constante mudança </li></ul>AS  MUDANÇAS  Ensine sua equipe a ante...
no instante que a pessoa para de aprender, seu valor profissional começa declinar AS  MUDANÇAS  O NOVO  CENÁRIO Ensine sua...
OBRIGADA PELA ATENÇÃO! rosanesevero@rgsevero.com.br  Tel: 48 99985114  Consulte sobre evento fechado para a sua empresa, q...
 
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Usando a tecnologia em benefício do seu negócio

12,036 views

Published on

Workshop para convidados da FIESC / IEL (2004 - 2005)

Published in: Business

Usando a tecnologia em benefício do seu negócio

  1. 1. USANDO A TECNOLOGIA EM BENEFÍCIO DO SEU NEGÓCIO WORKSHOP COM ROSANE SEVERO
  2. 2. MINHA MISSÃO AJUDAR EMPRESAS E PROFISSIONAIS A TIRAREM O MELHOR PROVEITO DAS TECNOLOGIAS DISPONÍVEIS
  3. 3. ESTE WORKSHOP É UMA REALIZAÇÃO CONTA COM O APOIO DA
  4. 4. CONTEÚDO DO WORKSHOP <ul><li>AS MUDANÇAS COM AS NOVAS TECNOLOGIAS </li></ul><ul><li>GESTÃO INTELIGENTE USANDO A TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO </li></ul><ul><li>A TECNOLOGIA APLICADA AO MARKETING E VENDAS </li></ul><ul><li>USANDO A PODEROSA FERRAMENTA INTERNET </li></ul>
  5. 5. AS MUDANÇAS COM AS NOVAS TECNOLOGIAS
  6. 6. O QUE MUDOU? <ul><li>“ A Revolução Digital veio para mudar o mundo dos negócios e nossas vidas!” </li></ul><ul><li>“ Esta revolução propiciará à humanidade transformações inusitadas!” </li></ul><ul><li>Fato consumado ou sonho? </li></ul>AS MUDANÇAS
  7. 7. AS MUDANÇAS <ul><li>a velocidade em que velhos negócios se adaptam ao comércio eletrônico e tornam-se líderes </li></ul><ul><li>negócios que não utilizarem a tecnologia em suas rotinas ficarão fora de um mercado em que a palavra de ordem é inovação </li></ul><ul><li>inovação se consegue com base em uma busca sistemática </li></ul>PETER DRUCKER:
  8. 8. <ul><li>c onquistar as ferramentas para a inovação requer estar focado em mudanças </li></ul><ul><li>permite agilizar a mudança </li></ul><ul><li>de processos </li></ul><ul><li>facilita o ajuste às novas maneiras de fazer as coisas </li></ul><ul><li>graças ao fluxo de informações agiliza as respostas aos desafios </li></ul>AS MUDANÇAS PETER DRUCKER: a tecnologia é de vital importância
  9. 9. conforme determinam os novos tempos: AS MUDANÇAS VELOCIDADE e PRECISÃO
  10. 10. <ul><li>o maior patrimônio de uma empresa está nas IDÉIAS, no CONHECIMENTO e na INTELIGÊNCIA </li></ul>CAPITAL = <ul><li>patrimônio intelectual </li></ul><ul><li>capacidade de gerar e gerir idéias </li></ul><ul><li>capacidade de relacionamento em todas as pontas </li></ul>AS MUDANÇAS
  11. 11. <ul><li>empresas e profissionais necessitam usar a tecnologia </li></ul><ul><li>para se conectar com </li></ul><ul><li>clientes e parceiros, em busca de: </li></ul>Velocidade Conhecimento AS MUDANÇAS
  12. 12. <ul><li>a tecnologia está provocando mudanças na maneira como VIVEMOS, TRABALHAMOS, nos DIVERTIMOS e APRENDEMOS </li></ul><ul><li>o impacto da tecnologia na educação é muito maior que em qualquer outro segmento </li></ul><ul><li>de nossas vidas </li></ul>AS MUDANÇAS
  13. 13. <ul><li>é necessário dispor hoje de muito conhecimento e de um conhecimento altamente focado </li></ul>AS MUDANÇAS <ul><li>o que demanda educação continuada </li></ul>
  14. 14. <ul><li>os adultos precisam prosseguir na incessante busca de conhecimento e aprimoramento </li></ul><ul><li>isso está afetando a estrutura dos profissionais e das empresas de forma inegável </li></ul>AS MUDANÇAS
  15. 15. <ul><li>as mudanças são difíceis </li></ul><ul><li>porém inevitáveis </li></ul>AS MUDANÇAS
  16. 16. &quot;Não há nada mais difícil de realizar, nem de sucesso mais duvidoso, nem mais difícil de manejar, que iniciar uma nova ordem das coisas. Porque o reformador tem inimigos em todos os que se beneficiam da velha ordem, e apenas defensores tíbios nos que se beneficiariam da nova ordem.&quot; MAQUIAVEL AS MUDANÇAS
  17. 17. AVALIANDO O PAPEL DA TECNOLOGIA NOS NEGÓCIOS AS MUDANÇAS
  18. 18. A TECNOLOGIA, APESAR DE SEUS BENEFÍCIOS, PODE SER: AS MUDANÇAS FOCAR NA TECNOLOGIA <ul><li>uma grande distração </li></ul><ul><li>um dreno no tempo </li></ul><ul><li>de um gestor </li></ul>FOCAR NOS BENEFÍCIOS se e não
  19. 19. <ul><li>ameniza o trabalho </li></ul>AS MUDANÇAS <ul><li>alivia parte da dor </li></ul><ul><li>não alivia o dever </li></ul><ul><li>é preciso compreender o impacto da tecnologia e sua efetiva utilidade no sucesso de cada negócio </li></ul>
  20. 20. avaliação das necessidades específicas de cada negócio PROCESSO DE MODERNIZAÇÃO em que tipo de tecnologia será necessário investir quais as estratégias ideais para melhor utilizar as ferramentas AS MUDANÇAS AVALIANDO A TECNOLOGIA
  21. 21. EX: SETOR DE COMPRAS relacionamento interno e com fornecedores permite a redução de custos de distribuição e de espaços para armazenamento de matérias primas e materiais de expediente O PAPEL DA TECNOLOGIA AS MUDANÇAS AVALIANDO A TECNOLOGIA
  22. 22. AS MUDANÇAS AVALIANDO A TECNOLOGIA www.outplan.com
  23. 23. <ul><li>o envolvimento de TODOS é </li></ul><ul><li>pré-requisito para a mudança cultural necessária ao sucesso </li></ul>AS MUDANÇAS AVALIANDO A TECNOLOGIA
  24. 24. A TECNOLOGIA ATENÇÃO às limitações de cada situação aos novos avanços tecnológicos pode fortalecer o Marketing sem deixar os avanços nos subjugar AS MUDANÇAS AVALIANDO A TECNOLOGIA
  25. 25. O E-MAIL importante ferramenta de marketing <ul><li>ATENÇÃO </li></ul><ul><li>encantar e satisfazer </li></ul><ul><li>enviar a quem solicitou </li></ul><ul><li>mensagem breve e objetiva </li></ul>entregue de forma imediata, em qualquer lugar, com economia de tempo e dinheiro AS MUDANÇAS AVALIANDO A TECNOLOGIA
  26. 26. Saber Usar IMPLEMENTAÇÕES TECNOLÓGICAS AS MUDANÇAS AVALIANDO A TECNOLOGIA por si só NÃO SÃO SOLUÇÕES QUE TRAZEM RESULTADOS TANGÍVEIS
  27. 27. <ul><li>são a solução mágica para os negócios </li></ul>NÃO AS MUDANÇAS <ul><li>devemos subestimar a abrangência das mudanças necessárias </li></ul><ul><li>focar só na “panacéia” tecnológica </li></ul>AVALIANDO A TECNOLOGIA
  28. 28. <ul><li>mudanças organizacionais </li></ul><ul><li>e de processos </li></ul>SIM AS MUDANÇAS <ul><li>objetivos e medidas de </li></ul><ul><li>sucesso claras </li></ul><ul><li>abordagem abrangente </li></ul><ul><li>do negócio que envolva </li></ul><ul><li>pessoas e processos </li></ul>AVALIANDO A TECNOLOGIA
  29. 29. INOVAÇÃO COM FUNDAMENTOS AS MUDANÇAS
  30. 30. <ul><li>uma revolução representa mudanças </li></ul>FUNDAMENTOS AS MUDANÇAS <ul><li>a história ensina que o novo deve aproveitar a experiência passada </li></ul>+ INOVAÇÃO INOVAÇÃO + FUNDAMENTOS
  31. 31. JAY WALKER
  32. 32. <ul><li>planejamento estratégico </li></ul>AS MUDANÇAS INOVAÇÃO + FUNDAMENTOS PRICELINE FUNDADA EM 1997 NÃO <ul><li>a filosofia dos primórdios da Web de crescer a qualquer custo </li></ul>SIM <ul><li>gestão profissional </li></ul><ul><li>viabilização financeira </li></ul>
  33. 33. a eletricidade permitiu a reestruturação do sistema de distribuição da energia o automóvel e o avião propiciaram a reestruturação do transporte o telefone das comunicações AS MUDANÇAS INOVAÇÃO + FUNDAMENTOS
  34. 34. <ul><li>a Internet e as novas tecnologias permitem a reestruturação da camada </li></ul><ul><li>da informação </li></ul>AS MUDANÇAS <ul><li>a maneira como a informação é manipulada e gerenciada </li></ul>INOVAÇÃO + FUNDAMENTOS
  35. 35. <ul><li>transformará a camada de informações da sociedade </li></ul><ul><li>A REVOLUÇÃO DA INFORMAÇÃO ESTÁ AINDA NO COMEÇO </li></ul>AS MUDANÇAS <ul><li>terá profundos efeitos sobre o código genético dos negócios </li></ul><ul><li>as empresas estão testando </li></ul><ul><li>novas propostas de valor comercial </li></ul>INOVAÇÃO + FUNDAMENTOS <ul><li>A40 </li></ul>
  36. 36. PRICELINE diz: “você pode dar o seu próprio preço se estiver disposto a ser flexível&quot;
  37. 37. YAHOO diz: “sou uma proposta de valor que ajuda você a encontrar coisas e se conectar&quot;
  38. 38. AOL diz: “sou um utilitário de comunicação com algum comércio”
  39. 39. AMAZON diz: &quot;Sou um sistema de distribuição para uma série de produtos diferentes&quot;
  40. 40. <ul><li>empresas devem pautar </li></ul><ul><li>sua existência em: </li></ul><ul><li>as ferramentas do nosso tempo são diferentes das ferramentas de cinqüenta anos atrás </li></ul>AS MUDANÇAS os fundamentos são os mesmos <ul><li>planejamento estratégico </li></ul><ul><li>financiamento </li></ul><ul><li>gestão profissional </li></ul>INOVAÇÃO + FUNDAMENTOS
  41. 41. AS MUDANÇAS as empresas de garagem foram os embriões seu modelo demandou aprimoramento INOVAÇÃO + FUNDAMENTOS
  42. 42. ANTIGOS NEGÓCIOS EM NOVOS TEMPOS
  43. 43. GESTÃO INTELIGENTE USANDO A TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO
  44. 44. ERP GESTÃO <ul><li>sistema integrado de gestão empresarial que controla todos os processos em módulos separados </li></ul>ENTERPRISE RESOURCE PLANNING
  45. 45. GESTÃO
  46. 46. GESTÃO FINANCEIRA GESTÃO
  47. 47. <ul><li>precisa tornar o fechamento contábil da empresa mais ágil </li></ul>GESTÃO FINANCEIRA <ul><li>do negócio </li></ul><ul><li>dos projetos </li></ul><ul><li>dos produtos e serviços </li></ul><ul><li>fornecer informações gerenciais mais eficazes sobre os custos e sobre o retorno financeiro: </li></ul>
  48. 48. <ul><li>deve atender às áreas de: </li></ul>GESTÃO FINANCEIRA <ul><li>faturamento </li></ul><ul><li>finanças </li></ul><ul><li>integração bancária </li></ul><ul><li>controle patrimonial </li></ul><ul><li>controladoria </li></ul><ul><li>compras </li></ul><ul><li>estoque </li></ul>
  49. 49. NO FATURAMENTO: GESTÃO FINANCEIRA <ul><li>deve agilizar o processo e garantir maior segurança ao atendimento de pedidos </li></ul><ul><li>possibilitar o gerenciamento de valores faturados </li></ul>- desde a emissão da nota fiscal até a geração de estatísticas de vendas
  50. 50. <ul><li>permitir efetuar em tempo real: </li></ul>GESTÃO FINANCEIRA <ul><li>a baixa de produtos </li></ul><ul><li>em estoque </li></ul><ul><li>a geração de duplicatas </li></ul><ul><li>e de faturamento para a carteira de clientes </li></ul>
  51. 51. <ul><li>atender às obrigações fiscais da empresa </li></ul>GESTÃO FINANCEIRA <ul><li>o sistema deve gerenciar a escrituração de livros fiscais </li></ul>sempre respeitando a legislação em vigor
  52. 52. <ul><li>as apurações dos impostos mais fáceis, rápidas e precisas </li></ul>GESTÃO FINANCEIRA produção compras pedidos estoque contabilidade <ul><li>serão alimentadas diretamente pelos aplicativos de recebimento </li></ul><ul><li>e de faturamento </li></ul>que devem estar integrados aos setores de:
  53. 53. <ul><li>a conquista de bons resultados nos investimentos requer eficiente planejamento e absoluto controle </li></ul><ul><li>a inclusão de um aplicativo para controle de investimentos permite gerenciar projetos </li></ul>GESTÃO FINANCEIRA para que os recursos sejam bem aplicados dentro dos objetivos e estratégias da empresa desde o estudo de sua viabilidade até seu fechamento
  54. 54. <ul><li>o módulo de Gestão Financeira </li></ul><ul><li>pode propiciar uma administração financeira mais completa </li></ul>GESTÃO FINANCEIRA limitando os gastos com materiais e mão-de-obra visualizando movimentos estimados ou realizados em todas as etapas
  55. 55. o sistema ideal deve ser: GESTÃO FINANCEIRA <ul><li>aberto </li></ul><ul><li>permitir a interface com outros programas necessários à </li></ul><ul><li>gestão do negócio </li></ul><ul><li>garantir a evolução nos processos, conforme o perfil de cada empresa e seu crescimento futuro </li></ul>
  56. 56. GESTÃO DE RH GESTÃO
  57. 57. <ul><li>o ideal é um sistema aberto com funcionalidades que: </li></ul>GESTÃO RH <ul><li>suporte desde o processo de CONTRATAÇÃO, passando por MANUTENÇÃO e DESENVOLVIMENTO, indo até a fase de DESLIGAMENTO </li></ul><ul><li>mantenha registros de toda a vida funcional dos colaboradores </li></ul>
  58. 58. FOLHA DE PAGAMENTO permitir personalização e parametrização de acordo com as características específicas da empresa GESTÃO RH baseado na convenção coletiva das categorias profissionais e nas normas internas
  59. 59. <ul><li>apresentar menus simples e de fácil compreensão para gerenciamento e operação por usuário-final que não tenha significativos conhecimentos técnicos em informática   </li></ul>INTEGRADA AOS MÓDULOS DE: FOLHA DE PAGAMENTO GESTÃO RH
  60. 60. PONTO ELETRÔNICO <ul><li>histórico do fluxo de Funcionários, Prestadores de Serviço, Temporários, Visitantes </li></ul><ul><li>e Estagiários </li></ul>GESTÃO RH
  61. 61. TREINAMENTO <ul><li>gerenciar os cursos, instrutores e eventos de treinamento </li></ul>GESTÃO RH <ul><li>criar e acompanhar os planos de capacitação por área da empresa </li></ul>
  62. 62. AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO <ul><li>deve permitir: </li></ul>GESTÃO RH <ul><li>personalizar os critérios da avaliação, com apropriação de graduação ou pontuação para cada fator </li></ul><ul><li>avaliação distinta dos fatores determinados para cargos produtivos, administrativos e de comando </li></ul>
  63. 63. CARGOS E SALÁRIOS <ul><li>permite a definição de planos de carreira: </li></ul>GESTÃO RH <ul><li>aumentos programados </li></ul><ul><li>com tabela de referências de faixas salariais para cada nível de cargo </li></ul>
  64. 64. BENEFÍCIOS FLEXÍVEIS E SAÚDE OCUPACIONAL <ul><li>controles e estatísticas </li></ul><ul><li>sobre o andamento da saúde dos colaboradores da empresa </li></ul>GESTÃO RH
  65. 65. <ul><li>permite a administração dos benefícios médicos e odontológicos de forma flexível </li></ul><ul><li>cadastrar e gerenciar todos os procedimentos do serviço médico: </li></ul>GESTÃO RH BENEFÍCIOS E SAÚDE <ul><li>médicos </li></ul><ul><li>medicamentos </li></ul><ul><li>doenças </li></ul><ul><li>diagnósticos </li></ul><ul><li>exames </li></ul><ul><li>tipos de atendimento </li></ul>
  66. 66. RECRUTAMENTO E SELEÇÃO <ul><li>deve oferecer as ferramentas para administrar os processos seletivos da empresa </li></ul>GESTÃO RH <ul><li>permitir o gerenciamento das vagas em aberto e o </li></ul><ul><li>andamento das admissões </li></ul>
  67. 67. GESTÃO DE PROJETOS GESTÃO
  68. 68. <ul><li>permite a análise </li></ul><ul><li>dos recursos utilizados para desenvolver os projetos da empresa: </li></ul>GESTÃO custos com <ul><li>mão de obra </li></ul><ul><li>logística </li></ul>e o tempo gasto <ul><li>materiais </li></ul><ul><li>O MÓDULO DE GESTÃO DE PROJETOS </li></ul>PROJETOS
  69. 69. <ul><li>sua função é ampliar a comunicação do coordenador do projeto com outros setores da empresa e com o cliente </li></ul><ul><li>criando um grande armazenamento de informações técnicas de cada projeto que ficarão </li></ul>GESTÃO PROJETOS <ul><li>sistematizadas </li></ul><ul><li>melhor organizadas </li></ul><ul><li>visíveis para todos da empresa </li></ul>
  70. 70. <ul><li>melhorar e incrementar o processo de comunicação interna </li></ul>GESTÃO PROJETOS <ul><li>conferir aos coordenadores melhor visibilidade sobre o contexto de oportunidades </li></ul><ul><li>permitir a realização de um melhor controle do orçamento do projeto e das atividades desenvolvidas </li></ul>
  71. 71. <ul><li>a gestão de risco fica mais fácil </li></ul>GESTÃO PROJETOS <ul><li>as informações bem organizadas permitem uma análise mais eficaz do risco de cada projeto e facilitam as atividades para a solução de eventuais problemas </li></ul>
  72. 72. GEST ÃO ESTRATÉ GICA BUSINE SS INTELLIGE NCE GESTÃO
  73. 73. <ul><li>desde o final de década de 80 quando fez sua primeira aparição comercial batizado de </li></ul><ul><li>EXECUTIVE INFORMATION SYSTEM - EIS </li></ul>GESTÃO ESTRATÉGICA <ul><li>até tornar-se </li></ul><ul><li>BUSINESS INTELLIGENCE - BI </li></ul><ul><li>no final dos anos 90 </li></ul><ul><li>o SISTEMA DE EXTRAÇÃO E ANÁLISE DE DADOS tornou-se </li></ul><ul><li>cada vez mais refinado </li></ul>
  74. 74. <ul><li>a quantidade de informações e dados nas empresas tem crescido de forma exagerada </li></ul>GESTÃO ESTRATÉGICA <ul><li>criando uma grande dificuldade para que os profissionais consigam absorver todo esse conteúdo </li></ul>
  75. 75. <ul><li>existe uma real necessidade de se filtrar as informações de forma adequada </li></ul>GESTÃO ESTRATÉGICA para que somente as relevantes sejam utilizadas
  76. 76. <ul><li>o modelo que simplifica os dados disponíveis e os direciona para os gestores está vinculado: </li></ul>GESTÃO ESTRATÉGICA <ul><li>à tecnologia denominada </li></ul><ul><li>DATA WAREHOUSE </li></ul><ul><li>(Armazenagem de Dados) </li></ul><ul><li>ao modelo de visualização das informações denominado </li></ul><ul><li>BUSINESS INTELLIGENCE </li></ul><ul><li>(Inteligência do Negócio) </li></ul>
  77. 77. <ul><li>u tilizando os dois modelos de forma combinada os gestores da empresa conseguem agregar informações relevantes às áreas financeira, comercial e produtiva </li></ul><ul><li>e ssa combinação é uma poderosa ferramenta de apoio à tomada de decisão – interligando as gerências </li></ul>GESTÃO ESTRATÉGICA
  78. 78. <ul><li>o que possibilita aos gestores garimpar informações </li></ul><ul><li>DATA MINING </li></ul>GESTÃO ESTRATÉGICA <ul><li>propicia direcionamento </li></ul><ul><li>estratégico ao negócio </li></ul>
  79. 79. <ul><li>a s definições podem variar </li></ul><ul><li>UM PROCESSO DE COLETA, TRANSFORMAÇÃO, ANÁLISE E DISTRIBUIÇÃO DE DADOS PARA MELHORAR A DECISÃO NOS NEGÓCIOS </li></ul>GESTÃO ESTRATÉGICA <ul><li>a mais exata sobre a função, as características e a infra-estrutura necessárias para a construção </li></ul><ul><li>de um sistema de Business Intelligence é: </li></ul>
  80. 80. <ul><li>O BUSINESS INTELLIGENCE: </li></ul>GESTÃO ESTRATÉGICA um auxílio inestimável no processo de tomada de decisões <ul><li>quando implantado com os sistemas adequados às necessidades do negócio </li></ul>é uma mina de ouro para as empresas
  81. 81. GESTÃO ESTRATÉGICA quem tem sistemas mas não tem análise continua sem informação
  82. 82. LOGÍSTICA GESTÃO
  83. 83. <ul><li>as possibilidades de comunicação interempresarial ONIPRESENTE, IMEDIATA e a BAIXOS CUSTOS propiciadas pela Internet </li></ul>GESTÃO LOGÍSTICA <ul><li>atuaram como fator facilitador de práticas logísticas novas e mais eficientes </li></ul><ul><li>potencializam a atual tendência de integração da cadeia logística </li></ul>
  84. 84. <ul><li>a competição obriga empresas: </li></ul>GESTÃO LOGÍSTICA <ul><li>a atuarem proativamente </li></ul><ul><li>a otimizarem a cadeia produtiva, buscando parcerias e estabelecendo relacionamentos duradouros com clientes e fornecedores </li></ul>filosofia de &quot;ganhos mútuos&quot;
  85. 85. <ul><li>o advento da ORGANIZAÇÃO EM REDE é um fenômeno recente </li></ul>GESTÃO LOGÍSTICA <ul><li>que se caracteriza pela reunião de diversas habilidades ou capacidades dos membros de uma cadeia de relacionamentos </li></ul>
  86. 86. <ul><li>t ais colaborações são muito mais efetivas do que a execução de múltiplas atividades efetuadas por uma única empresa </li></ul><ul><li>para tornar estas redes de relacionamento mais eficientes é preciso </li></ul>GESTÃO LOGÍSTICA NA META DE SATISFAZER LUCRATIVAMENTE ÀS NECESSIDADES DO CLIENTE ALTO NÍVEL DE TROCA DE INFORMAÇÕES MUITA COLABORAÇÃO
  87. 87. <ul><li>a troca de informações é que sustenta a organização em rede bem-sucedida </li></ul><ul><li>a alavanca essencial para o sucesso é a percepção de que a LOGÍSTICA ENXUTA é um </li></ul><ul><li>pré-requisito para a capacidade </li></ul><ul><li>de resposta rápida ao mercado </li></ul><ul><li>tornou-se uma questão de sobrevivência empresarial ser RÁPIDO , ÁGIL e EFICIENTE </li></ul>GESTÃO LOGÍSTICA
  88. 88. GERENCIAMENTO LOGÍSTICO <ul><li>em tempos de desenvolvimento e adaptações na forma de fazer negócios surge na ribalta um assunto antes restrito a poucos </li></ul><ul><li>A LOGÍSTICA </li></ul>GESTÃO LOGÍSTICA
  89. 89. <ul><li>é o processo de planejamento, implementação e controle do fluxo e armazenagem de matérias prima, de produtos acabados e de INFORMAÇÕES CORRELATAS </li></ul><ul><li>é a rede de facilidades montada para movimentar matérias primas e produtos acabados </li></ul>GESTÃO LOGÍSTICA GERENCIAMENTO LOGÍSTICO <ul><li>do ponto de origem ao ponto de consumo em conformidade com as necessidades do cliente </li></ul>
  90. 90. <ul><li>toda organização tem o serviço ao cliente como meta </li></ul>GESTÃO LOGÍSTICA <ul><li>por isso as empresas estão examinando os padrões de seus serviços internos </li></ul>O CLIENTE GERENCIAMENTO LOGÍSTICO <ul><li>para que todas as pessoas que trabalham no negócio compreendam que elas devem prestar serviço para alguém </li></ul>
  91. 91. <ul><li>o objetivo deve ser o estabelecimento de uma cadeia que ligue as pessoas, de todos os níveis da organização , direta </li></ul><ul><li>ou indiretamente ao mercado </li></ul><ul><li>o gerenciamento da cadeia de serviços ao cliente, ao longo da empresa e daí por diante , </li></ul><ul><li>é a função principal do gerenciamento logístico </li></ul>GESTÃO LOGÍSTICA GERENCIAMENTO LOGÍSTICO
  92. 92. <ul><li>é preciso um sistema que agregue informações importantes </li></ul><ul><li>criando uma padronização </li></ul><ul><li>nos processos de compras e recebimento e no cadastro </li></ul><ul><li>de cotações </li></ul>GESTÃO LOGÍSTICA <ul><li>integrando esse setor com todos os departamentos da empresa </li></ul>GERENCIAMENTO LOGÍSTICO
  93. 93. <ul><li>garantindo que o prometido </li></ul><ul><li>será entregue ao cliente </li></ul><ul><li>no prazo combinado </li></ul><ul><li>possibilitando análises precisas para verificar a relação custo/benefício </li></ul>GESTÃO LOGÍSTICA GERENCIAMENTO LOGÍSTICO
  94. 94. <ul><li>através deste sistema é possível documentar melhor o trabalho </li></ul>GESTÃO LOGÍSTICA <ul><li>tornando as atividades mais seguras, padronizadas e coerentes </li></ul><ul><li>contribuindo na implantação de programas de qualidade </li></ul>GERENCIAMENTO LOGÍSTICO
  95. 95. SUPPLY CHAIN <ul><li>muito em breve não estaremos mais falando em competições entre empresas mas entre cadeias produtivas </li></ul>GESTÃO LOGÍSTICA
  96. 96. GESTÃO LOGÍSTICA SUPPLY CHAIN <ul><li>significa deixar de olhar para </li></ul><ul><li>o próprio umbigo e ampliar os horizontes da integração dos processos para os parceiros </li></ul>
  97. 97. <ul><li>o cenário idealizado é uma EMPRESA VIRTUAL com INTERCONEXÕES ELETRÔNICAS </li></ul><ul><li>que se estendem aos clientes de seus clientes e aos fornecedores de seus fornecedores, todos operando integrados </li></ul>GESTÃO LOGÍSTICA SUPPLY CHAIN
  98. 98. <ul><li>NÃO SERÁ FÁCIL </li></ul><ul><li>são diversos tipos de sistemas ERP e aplicativos próprios com diferenças fundamentais entre si </li></ul>GESTÃO LOGÍSTICA SUPPLY CHAIN <ul><li>cada empresa atua de uma determinada maneira </li></ul><ul><li>integrar múltiplos e variados processos de negócio suportados por tecnologias diferentes </li></ul>
  99. 99. <ul><li>OUTRA DIFICULDADE </li></ul><ul><li>nem todas as empresas estão preparadas para atuar de forma aberta e integrada com parceiros </li></ul>GESTÃO LOGÍSTICA SUPPLY CHAIN <ul><li>trocando informações que ainda são consideradas estratégicas </li></ul><ul><li>o aspecto cultural </li></ul>
  100. 100. <ul><li>o processo é coordenado pela EMPRESA DE MAIOR BARGANHA </li></ul><ul><li>nessa cadeia que abrange: </li></ul>GESTÃO LOGÍSTICA SUPPLY CHAIN <ul><li>os fornecedores de insumos e produtores (indústria) </li></ul><ul><li>a rede de distribuição </li></ul><ul><li>(atacado e varejo) </li></ul><ul><li>consumidor final </li></ul>
  101. 101. <ul><li>o s objetivos são a otimização: </li></ul><ul><li>resulta na produção e disponibilização do PRODUTO CERTO , na HORA CERTA , no LOCAL CERTO , para o CLIENTE CERTO </li></ul>GESTÃO LOGÍSTICA <ul><li>isso repercute em redução de custos, aumento da eficiência e ganho de agilidade </li></ul>SUPPLY CHAIN - dos processos de troca - das transações - da comunicação entre empresas
  102. 102. <ul><li>i nvestir tempo e dinheiro para construir uma supply chain eficiente é um caminho sem volta </li></ul>GESTÃO LOGÍSTICA SUPPLY CHAIN <ul><li>quando empresas trabalham de forma independente tendem a desenvolver custos altos e ineficiências nos seus processos produtivos e de distribuição </li></ul>
  103. 103. <ul><li>p ara que as cadeias produtivas funcionem com processos interligados é necessário: </li></ul>GESTÃO LOGÍSTICA tecnologia abertura confiança disposição para compartilhar informações SUPPLY CHAIN
  104. 104. Compras
  105. 111. UMA GRANDE EMPRESA VIRTUAL com interconexões eletrônicas
  106. 112. INFRA-ESTRUTURA EM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO GESTÃO
  107. 113. A INTRANET GESTÃO INFRA ESTRUTURA <ul><li>é uma poderosa ferramenta para empresas que precisam centralizar e estruturar o conhecimento corporativo mantendo a flexibilidade necessária para a colaboração </li></ul><ul><li>a concepção deve fazer parte da estratégia corporativa e precisa ser criada, desenvolvida e mantida com o máximo profissionalismo </li></ul>
  108. 114. <ul><li>sua principal função é alavancar o capital intelectual das empresas, dando sustentação à </li></ul><ul><li>a Intranet, por si só , não é capaz de transformar a cultura empresarial </li></ul><ul><li>seu desenvolvimento precisa estar focado primeiro nas pessoas e depois na tecnologia </li></ul>GESTÃO INFRA ESTRUTURA INTRANET GESTÃO DO CONHECIMENTO
  109. 115. <ul><li>é necessário que seja parte de um projeto muito maior de reestruturação e mudança </li></ul><ul><li>baseado em: </li></ul><ul><li>AÇÕES DE ENDOMARKETING </li></ul><ul><li>MUITA MOTIVAÇÃO </li></ul><ul><li>discussão de VALORES como a MISSÃO e a VISÃO da empresa </li></ul>GESTÃO INFRA ESTRUTURA INTRANET
  110. 116. <ul><li>não basta instalar essa </li></ul><ul><li>nova ferramenta para </li></ul><ul><li>usufruir de todos os benefícios </li></ul><ul><li>é preciso mudar a mentalidade </li></ul><ul><li>e os paradigmas da empresa </li></ul>GESTÃO INFRA ESTRUTURA INTRANET para aproveitar toda a sua potencialidade
  111. 117. <ul><li>PLANEJAMENTO </li></ul><ul><li>ANGARIAR O APOIO DA DIREÇÃO </li></ul>ETAPAS A SEREM VENCIDAS PARA A IMPLANTAÇÃO DA INTRANET GESTÃO INFRA ESTRUTURA – sem ele, o fracasso será o resultado mais óbvio – é preciso que os gestores estejam convencidos de que vale a pena o investimento
  112. 118. <ul><li>PESQUISAR O PÚBLICO-ALVO </li></ul>GESTÃO INFRA ESTRUTURA – s erá necessário conhecer a empresa a fundo e definir quem são e quais são as necessidades e as expectativas do público-alvo funcionários, fornecedores e clientes ETAPAS A SEREM VENCIDAS PARA A IMPLANTAÇÃO DA INTRANET
  113. 119. <ul><li>ESTABELECER PARCERIAS </li></ul>GESTÃO INFRA ESTRUTURA – c ontar com a colaboração de: diretores, gerentes, equipes de RH, de Comunicação, de Vendas, de Produção e de Tecnologia e dos fornecedores e clientes ETAPAS A SEREM VENCIDAS PARA A IMPLANTAÇÃO DA INTRANET
  114. 120. <ul><li>TECNOLOGIA ADEQUADA </li></ul>– avaliar: a viabilidade técnica, o design, a usabilidade, a atualização de conteúdos, a arquitetura da informação e a forma e hierarquia dos acessos GESTÃO INFRA ESTRUTURA – d imensionar: a capacidade da rede física e as características do parque de computadores ETAPAS A SEREM VENCIDAS PARA A IMPLANTAÇÃO DA INTRANET
  115. 121. <ul><li>LANÇAMENTO PROGRAMADO </li></ul>GESTÃO INFRA ESTRUTURA só deve ser realizado quando: – o conceito contar com o apoio da alta direção – após testes exaustivos de usabilidade – quando oferecer conteúdo relevante para todo o seu público ETAPAS A SEREM VENCIDAS PARA A IMPLANTAÇÃO DA INTRANET
  116. 122. <ul><li>DIVULGAÇÃO </li></ul>GESTÃO INFRA ESTRUTURA – mesclando: ações criativas com mensagens claras e sérias que abordem a importância da ferramenta e falem do seu papel estratégico para a organização ganhar visibilidade e iniciar a conquista da fidelidade do público-alvo ETAPAS A SEREM VENCIDAS PARA A IMPLANTAÇÃO DA INTRANET
  117. 123. <ul><li>COMUNICAÇÃO PERMANENTE </li></ul>GESTÃO INFRA ESTRUTURA – essencial criar canais onde a Intranet seja a estrela – tudo o que acontece nela e com ela deve virar notícia através de um mix de comunicação cartazes, mensagens de e-mail, no contra-cheque e até um “Intranet News ” ETAPAS A SEREM VENCIDAS PARA A IMPLANTAÇÃO DA INTRANET
  118. 124. <ul><li>POSICIONAMENTO </li></ul>GESTÃO INFRA ESTRUTURA – é uma via de mão dupla, a maioria dos consumidores é composta de co-produtores do conteúdo – é essencial estimular a participação e a troca e estar atento às idéias propostas pelo público-alvo – o ideal é posicionar como uma ferramenta corporativa e produtiva, mas também alegre ETAPAS A SEREM VENCIDAS PARA A IMPLANTAÇÃO DA INTRANET
  119. 125. <ul><li>DINAMISMO </li></ul>GESTÃO INFRA ESTRUTURA – a euforia é fruto de um lançamento bem feito, envolvente e alegre – crescer é moto-contínuo – a chance de chegar à maturidade é inovar e evoluir ETAPAS A SEREM VENCIDAS PARA A IMPLANTAÇÃO DA INTRANET A Intranet passa por três momentos: “ euforia ”, “ crescimento ” e “ maturidade ” e nasce mais estática do que dinâmica
  120. 127. BANCO DE DADOS <ul><li>o banco de dados tem sido um componente essencial no dia-a-dia dos negócios na sociedade moderna </li></ul>GESTÃO INFRA ESTRUTURA
  121. 128. <ul><li>são inúmeras as situações do nosso cotidiano em que encontramos atividades que envolvem alguma interação com </li></ul><ul><li>um banco de dados </li></ul><ul><li>existem hoje gigantescas bases de dados gerenciando nossas vidas </li></ul>GESTÃO INFRA ESTRUTURA BD
  122. 129. POR EXEMPLO : <ul><li>nossa conta bancária faz parte de uma coleção de contas em nosso Banco e quando sacamos dinheiro, nosso saldo e as movimentações realizadas estão à nossa disposição, a partir do acesso ao banco de dados da entidade bancária </li></ul>GESTÃO INFRA ESTRUTURA BD
  123. 130. <ul><li>nossos RG, CPF e TÍTULO DE ELEITOR estão armazenados em bancos de dados colossais que pertencem ao Governo </li></ul><ul><li>estas interações são exemplos de aplicações de banco de dados tradicionais onde as informações armazenadas e acessadas são TEXTUAIS ou NUMÉRICAS </li></ul>GESTÃO INFRA ESTRUTURA BD
  124. 131. <ul><li>BANCOS DE DADOS MULTIMÍDIA </li></ul><ul><li>SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GEOGRÁFICA - GIS </li></ul>GESTÃO INFRA ESTRUTURA <ul><li>nos últimos anos os avanços tecnológicos têm propiciado </li></ul><ul><li>novas aplicações: </li></ul>– que permitem armazenar figuras, vídeos e áudio – que podem armazenar e analisar mapas, dados climáticos e imagens de satélite BD
  125. 132. <ul><li>SISTEMAS DE DATA WAREHOUSES E ONLINE ANALYTICAL PROCESSING - OLAP </li></ul>GESTÃO INFRA ESTRUTURA <ul><li>nos últimos anos os avanços tecnológicos têm propiciado </li></ul><ul><li>novas aplicações: </li></ul>– que são usados por muitas companhias para extrair e analisar informações úteis de enormes bases de dados para tomada de decisões BUSINESS INTELLIGENCE BD
  126. 133. <ul><li>TECNOLOGIAS DE BANCO DE DADOS ATIVO E DE TEMPO-REAL </li></ul><ul><li>TÉCNICAS DE PESQUISA </li></ul>GESTÃO INFRA ESTRUTURA <ul><li>nos últimos anos os avanços tecnológicos têm propiciado </li></ul><ul><li>novas aplicações: </li></ul>– que são usadas hoje no controle de produção industrial – são aplicadas em bases de dados na Web para que as pessoas consigam achar as informações que desejam – sistemas de busca BD
  127. 134. <ul><li>todo banco de dados, além de manter o volume de dados organizado , deve permitir atualizações , inclusões e exclusões , sem perder a consistência </li></ul><ul><li>uma base de dados deve conter os dados dispostos numa ordem </li></ul><ul><li>pré-determinada , em função de um projeto de sistema, sempre com um propósito muito bem definido </li></ul>GESTÃO INFRA ESTRUTURA BD
  128. 135. <ul><li>um banco de dados é </li></ul>GESTÃO INFRA ESTRUTURA <ul><li>um catálogo de endereços comum, contendo uma série de informações sobre alguém, não pode ser considerado uma </li></ul><ul><li>base de dados real </li></ul>BD UMA COLEÇÃO LOGICAMENTE COERENTE DE DADOS COM DETERMINADA SIGNIFICAÇÃO INTRÍNSECA
  129. 136. <ul><li>existe uma separação clara entre Gerenciadores de Arquivo e os Gerenciadores de Base de Dados </li></ul>GESTÃO INFRA ESTRUTURA SGBD (Sistema de Gerenciamento de Banco de Dados) BD <ul><li>é uma coleção de programas que permitem ao usuário definir, construir e manipular bases de dados para as mais diversas finalidades </li></ul>
  130. 137. <ul><li>para segurança na troca de informações entre matriz e filiais, ou de acesso remoto seguro </li></ul><ul><li>ao banco de dados </li></ul>GESTÃO INFRA ESTRUTURA <ul><li>é necessária uma </li></ul><ul><li>VPN (Virtual Private Network) </li></ul><ul><li>que permite a comunicação entre redes de pontos distintos, de forma transparente e segura, formando uma única rede virtual </li></ul>BD
  131. 138. <ul><li>os recursos de segurança da VPN impedirão que pessoas não autorizadas tenham acesso aos dados transmitidos </li></ul>GESTÃO INFRA ESTRUTURA <ul><li>antes de serem transmitidos esses dados são criptografados </li></ul>BD
  132. 139. A VPN GESTÃO INFRA ESTRUTURA <ul><li>garante o sigilo das informações mesmo que haja algum tipo de interferência no percurso </li></ul><ul><li>oferece um canal seguro de comunicação, num ambiente ainda inseguro como a rede mundial de computadores </li></ul>A INTERNET BD
  133. 140. CASOS ONDE UMA VPN PODE SER EMPREGADA: <ul><li>empresas com filiais ou escritórios distantes entre si, </li></ul><ul><li>onde cada escritório tenha uma Intranet própria e exista um desejo de unificar essas Intranets </li></ul>GESTÃO INFRA ESTRUTURA BD
  134. 141. <ul><li>f uncionários que trabalham em casa ou que estão em viagem </li></ul>GESTÃO INFRA ESTRUTURA CASOS ONDE UMA VPN PODE SER EMPREGADA: BD precisam entrar na rede do escritório e usar os recursos como se estivessem em sua mesa de trabalho
  135. 142. <ul><li>e mpresas que queiram interligar sua rede com a de seus fornecedores ou clientes de uma forma mais direta </li></ul>GESTÃO INFRA ESTRUTURA CASOS ONDE UMA VPN PODE SER EMPREGADA: BD permitindo que uma empresa acesse diretamente o banco de dados da outra
  136. 143. <ul><li>é recomendável que a solução </li></ul><ul><li>de VPN venha acompanhada da implantação de um FIREWALL : </li></ul>GESTÃO INFRA ESTRUTURA <ul><li>permite maior controle do que </li></ul><ul><li>está sendo acessado </li></ul><ul><li>torna a rede segura mesmo quando a interligação for feita entre empresas diferentes ou pessoas que não tenham compromisso com a integridade </li></ul>BD
  137. 144. A TECNOLOGIA APLICADA AO MARKETING E VENDAS
  138. 145. AUTOMATIZAÇÃO DO MARKETING MKT VENDAS
  139. 146. “ Marketing é a atividade humana dirigida para a satisfação das necessidades e desejos, através dos processos de troca.” MKT AUTOMATIZAÇÃO DO MKT VENDAS
  140. 147. <ul><li>com o surgimento da Tecnologia da Informação essa troca, até então definida como troca de produtos e/ou serviços por valores monetários , passou a agregar um novo componente importante: </li></ul>MKT AUTOMATIZAÇÃO DO MKT VENDAS A INFORMAÇÃO
  141. 148. <ul><li>a automatização do marketing permite: </li></ul>MKT <ul><li>o aumento da produtividade das atividades geradoras de demanda </li></ul><ul><li>aumentar a receita ao produzir mais leads de melhor qualidade </li></ul><ul><li>reduzir os custos à medida que reduz o tempo e o trabalho na execução das tarefas </li></ul>AUTOMATIZAÇÃO DO MKT VENDAS
  142. 149. <ul><li>o acompanhamento analítico das atividades permite medir o ROI (retorno sobre o investimento) </li></ul><ul><li>das campanhas </li></ul>MKT AUTOMATIZAÇÃO DO MKT VENDAS
  143. 150. O SISTEMA DEVE CONTEMPLAR FUNCIONALIDADES COMO: <ul><li>seleção de audiências e segmentos </li></ul>MKT <ul><li>testes sofisticados </li></ul><ul><li>execução automatizada </li></ul><ul><li>definição da seqüência de contatos e follow-up </li></ul>AUTOMATIZAÇÃO DO MKT VENDAS <ul><li>Gerência de campanhas </li></ul>
  144. 151. <ul><li>Gerência de campanhas </li></ul><ul><li>interações personalizadas </li></ul><ul><li>através da Web </li></ul>MKT AUTOMATIZAÇÃO DO MKT VENDAS <ul><li>envio de e-mail com base em datas, eventos ou regras de negócio </li></ul>O SISTEMA DEVE CONTEMPLAR FUNCIONALIDADES COMO:
  145. 152. MKT <ul><li>“ Perfilização” </li></ul><ul><li>personalização de perfis </li></ul><ul><li>atualização automática de perfis </li></ul><ul><li>integração a outras fontes </li></ul><ul><li>de dados </li></ul><ul><li>acompanhamento de permissões </li></ul>AUTOMATIZAÇÃO DO MKT VENDAS O SISTEMA DEVE CONTEMPLAR FUNCIONALIDADES COMO:
  146. 153. DATABASE MARKETING <ul><li>identificado como um </li></ul><ul><li>elemento-chave no ambiente de negócios o DATABASE MARKETING é uma das mais fortes e mais confusas tendências </li></ul>MKT VENDAS
  147. 154. <ul><li>apenas um pequeno número de empresas sabe como utilizar a força inerente de um database marketing </li></ul><ul><li>possuir uma base de dados não significa praticar o verdadeiro database marketing ou se beneficiar das suas </li></ul><ul><li>reais recompensas </li></ul>MKT DATABASE MKT VENDAS <ul><li>o principal motivo é o pouco conhecimento sobre o assunto </li></ul>
  148. 155. <ul><li>utilizar o database marketing é: coletar , armazenar e utilizar o CONHECIMENTO SOBRE CLIENTES </li></ul>MKT VENDAS DATABASE MKT
  149. 156. <ul><li>existem no mercado duas formas de utilização do database marketing: </li></ul><ul><li>a utilização de MANEIRA ESTRATÉGICA torna o banco de dados o centro de operações das atividades de marketing da empresa </li></ul>MKT VENDAS - COMO ESTRATÉGIA - COMO FERRAMENTA TÁTICA DATABASE MKT
  150. 157. <ul><li>esta alternativa serve às empresas cuja estratégia corporativa envolve a customização </li></ul>- o serviço de atendimento ao consumidor MKT VENDAS - a qualidade orientada para o consumidor - o foco no consumidor são elementos de uma estratégia de negócios cujo ponto central é o banco de dados DATABASE MKT
  151. 158. <ul><li>o database marketing utilizado como FERRAMENTA TÁTICA pode ser explorado por empresas que ainda não alcançaram o estágio da abordagem estratégica </li></ul>MKT VENDAS <ul><li>permite o isolamento de grupos de consumidores, a análise de seus perfis e uma promoção segmentada dirigida a eles </li></ul>DATABASE MKT
  152. 159. <ul><li>esta é a abordagem mais comum considerando que: </li></ul>MKT VENDAS DATABASE MKT é muito mais FÁCIL implantar um banco de dados e utilizar suas informações PONTUALMENTE PARA AÇÕES ISOLADAS
  153. 160. <ul><li>o database marketing DEVE SER ESTRATÉGICO pois envolve uma maneira absolutamente diferente </li></ul><ul><li>de ver e conduzir os negócios </li></ul>MKT VENDAS que só pode ser obtida com o comprometimento e o envolvimento de toda a empresa DATABASE MKT
  154. 161. EFETUAR A COLETA DE DADOS
  155. 162. FILTRAR ESSES DADOS
  156. 163. E ANALISAR OS DADOS NÃO É O SUFICIENTE...
  157. 164. <ul><li>database marketing é </li></ul>MKT VENDAS DATABASE MKT COLETA ARMAZENAMENTO PROCESSAMENTO E A EFETIVA UTILIZAÇÃO de informações sobre MERCADO, PRODUTOS e CONSUMIDORES
  158. 165. MKT <ul><li>com os objetivos de aumentar a eficiência da segmentação e da customização </li></ul><ul><li>para criar e desenvolver relacionamentos duradouros </li></ul><ul><li>para melhorar a performance da administração da empresa </li></ul>VENDAS DATABASE MKT
  159. 166. CIC CENTRO DE INTERAÇÃO COM CLIENTES MKT VENDAS
  160. 167. <ul><li>A TENDÊNCIA É A IMPLANTAÇÃO DE UM QUE ENGLOBE : </li></ul>MKT <ul><li>o call center com todos os serviços de atendimento a clientes </li></ul><ul><li>ações de telemarketing e televendas </li></ul><ul><li>as informações da força de vendas </li></ul><ul><li>os contatos realizados via web </li></ul>CIC VENDAS
  161. 168. <ul><li>p ara melhorar o atendimento </li></ul>MKT CIC VENDAS <ul><li>as empresas têm de unificar a visão que tem do cliente </li></ul>a partir de dados que possam ser utilizados por todos os envolvidos no trato com esse mesmo cliente
  162. 169. CIC
  163. 170. CALL CENTER - SAC MKT VENDAS
  164. 171. <ul><li>o Call Center é a estrutura física </li></ul><ul><li>e tecnológica por onde passam </li></ul><ul><li>os contatos telefônicos de </li></ul><ul><li>uma empresa com seus </li></ul><ul><li>clientes e prospects </li></ul>MKT SAC VENDAS <ul><li>com objetivos ligados às funções de: </li></ul><ul><li>vendas </li></ul><ul><li>marketing </li></ul><ul><li>atendimento ao consumidor </li></ul><ul><li>telemarketing </li></ul><ul><li>suporte técnico </li></ul>
  165. 172. <ul><li>é o principal canal de interação entre uma empresa e seu público </li></ul>MKT <ul><li>m esmo com o crescimento do número de clientes que usam a Web, o atendimento adequado via telefone ainda é o melhor meio de construir e manter um relacionamento personalizado </li></ul>SAC VENDAS
  166. 173. <ul><li>existem muitas opções de tecnologias para a implantação de um Call Center </li></ul>MKT <ul><li>a escolha da tecnologia deve estar pautada em: </li></ul>SAC VENDAS <ul><li>INTERFACE AMIGÁVEL </li></ul><ul><li>SERIEDADE E SOLIDEZ DA EMPRESA FORNECEDORA </li></ul><ul><li>PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO </li></ul><ul><li>FOCO NO CLIENTE </li></ul>
  167. 174. parece óbvio mas para inúmeras empresas <ul><li>muitos já passaram pela experiência de ligar para um SAC e acabaram bastante frustrados </li></ul>MKT <ul><li>foram repassados para atendentes diferentes que não dispunham de informações a seu respeito </li></ul>SAC VENDAS FOCO NO CLIENTE AINDA NÃO É
  168. 175. <ul><li>é fundamental que as informações e o histórico de contatos do cliente ou prospect estejam disponíveis na tela </li></ul><ul><li>de cada atendente </li></ul>MKT <ul><li>só assim ocorrerão interações personalizadas e eficazes que resultarão em conquista e fidelização de clientes </li></ul>SAC VENDAS
  169. 176. TELEMARKETING MKT VENDAS
  170. 177. <ul><li>é preciso conhecer muito bem o cliente ou prospect </li></ul><ul><li>permite a abordagem focada </li></ul><ul><li>de clientes antigos e potenciais </li></ul><ul><li>oferece resultados bem mais significativos que outras estratégias de marketing direto </li></ul>MKT TELEMKT VENDAS <ul><li>o telemarketing ativo é uma excelente ferramenta de vendas </li></ul>quando utilizada adequadamente
  171. 178. <ul><li>o telemarketing ativo deve ser realizado por profissionais altamente treinados e motivados </li></ul><ul><li>que conheçam profundamente os produtos e serviços </li></ul><ul><li>que utilizem a abordagem adequada ao perfil do cliente </li></ul>MKT TELEMKT VENDAS
  172. 179. <ul><li>telemarketing eficiente requer </li></ul><ul><li>pegar a lista telefônica e ligar aleatoriamente não funcionará </li></ul><ul><li>liderança motivadora </li></ul><ul><li>muita preparação da equipe para fugir de scripts herméticos </li></ul><ul><li>o telemarketing ativo requer marketing de permissão </li></ul>MKT TELEMKT VENDAS
  173. 180. <ul><li>é uma estratégia a ser utilizada com antigos clientes e com prospects que visitaram o site da empresa ou fizeram outro tipo de contato e deixaram seus dados para contatos futuros </li></ul><ul><li>somente a tecnologia adequada permite aproveitar esta oportunidade de vender para quem já tem interesse no seu negócio </li></ul>MKT TELEMKT VENDAS
  174. 181. O PAPEL DA TECNOLOGIA NAS VENDAS MKT VENDAS
  175. 182. <ul><li>n a era do conhecimento como fator relevante para vender mais </li></ul><ul><li>a tecnologia pode ser uma </li></ul><ul><li>poderosa aliada </li></ul><ul><li>c om a tecnologia é possível: </li></ul><ul><li>agregar valor à relação com o cliente </li></ul><ul><li>reduzir o tempo entre a primeira abordagem e o fechamento da venda </li></ul>A TECNOLOGIA NAS VENDAS MKT VENDAS
  176. 183. <ul><li>e mpresas e profissionais que usam a tecnologia passam a ter uma visão melhor dos seus clientes </li></ul><ul><li>c om o acesso a informações relevantes o vendedor pode atender seu cliente de forma mais personalizada e com mais qualidade </li></ul>A TECNOLOGIA NAS VENDAS MKT VENDAS
  177. 184. <ul><li>a TECNOLOGIA ADEQUADA, usada a partir de PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO e DEFINIÇÃO CLARA DOS PROCESSOS DE VENDA, agrega valor à empresa e aos vendedores </li></ul><ul><li>disponibiliza informações sobre PRODUTOS, SERVIÇOS, </li></ul><ul><li>CLIENTES e MERCADO </li></ul>A TECNOLOGIA NAS VENDAS MKT VENDAS QUANDO E ONDE NECESSÁRIO!
  178. 185. OS BENEFÍCIOS QUE A TECNOLOGIA TRAZ A EMPRESAS E PROFISSIONAIS: <ul><li>mais agilidade </li></ul><ul><li>e qualidade na comunicação interna </li></ul>A TECNOLOGIA NAS VENDAS MKT VENDAS <ul><li>facilidade na avaliação de resultados </li></ul><ul><li>otimização do tempo </li></ul>
  179. 186. OS BENEFÍCIOS QUE A TECNOLOGIA TRAZ A EMPRESAS E PROFISSIONAIS: A TECNOLOGIA NAS VENDAS MKT VENDAS <ul><li>aquisição de conhecimento e </li></ul><ul><li>mais informação </li></ul><ul><li>melhor relação com os clientes </li></ul>
  180. 187. SFA AUTOMATIZAÇÃO DE VENDAS MKT VENDAS
  181. 188. <ul><li>e rros ou oportunidades, se não forem identificados imediatamente , podem se tornar grandes prejuízos </li></ul><ul><li>dispor da tecnologia adequada no processo de vendas traz à empresa um grande diferencial </li></ul>MKT VENDAS SFA
  182. 189. <ul><li>p ara a automação do processo de vendas existem vários sistemas com funções muito semelhantes </li></ul><ul><li>o maior desafio é a integração </li></ul><ul><li>com os outros módulos de </li></ul><ul><li>gestão do negócio </li></ul><ul><li>o mais importante é a integração da estratégia de automação de vendas com todas as iniciativas de CRM da empresa </li></ul>MKT VENDAS SFA
  183. 190. <ul><li>o sistema deve cobrir todas as fases do processo </li></ul><ul><li>d eve permitir acesso remoto que coloque as informações necessárias à realização da venda nas mãos do vendedor e colete dados do cliente e da operação durante a transação </li></ul><ul><li>a implantação do sistema em ambiente Web possibilita a transferência de dados através de uma conexão “local” </li></ul>MKT VENDAS SFA
  184. 191. <ul><li>com uma implementação adequada o sistema de automação de vendas propicia às empresas redução de custos com: </li></ul><ul><li>ligações telefônicas </li></ul><ul><li>talões de pedidos </li></ul><ul><li>bobinas de fax </li></ul><ul><li>papel para impressão de relatórios </li></ul>MKT VENDAS SFA
  185. 192. <ul><li>reduz a duração dos ciclos no processo de relacionamento com o cliente </li></ul><ul><li>a empresa passa a ter uma visão melhor do cliente, passando a tomar parte nessa relação que antes ocorria quase que exclusivamente através do vendedor </li></ul><ul><li>reduz o desperdício de tempo </li></ul><ul><li>agrega valor à relação com o cliente </li></ul>MKT VENDAS SFA
  186. 193. <ul><li>antes de implantar uma solução SFA a empresa precisa preparar </li></ul><ul><li>sua equipe (vendedores e seus líderes) para que eles possam extrair todos os benefícios que essa tecnologia traz </li></ul>MKT VENDAS SFA
  187. 194. <ul><li>as lideranças da força de vendas precisarão entender como essa tecnologia vai facilitar e agilizar </li></ul><ul><li>as suas tarefas, tipo: </li></ul><ul><li>e stes líderes precisarão </li></ul><ul><li>estar convencidos de que essa solução vai conduzir seu grupo a melhores desempenhos </li></ul><ul><li>elaboração de relatórios </li></ul><ul><li>análises de produtividade </li></ul>MKT VENDAS SFA
  188. 195. <ul><li>a implantação do uso da tecnologia na empresa é vista </li></ul><ul><li>pelo vendedor como uma ameaça, como se ele estivesse sendo espionado pela empresa e corresse o risco de ter seu </li></ul><ul><li>cliente roubado </li></ul>MKT VENDAS SFA
  189. 196. <ul><li>o que é um grande equívoco! </li></ul><ul><li>o vendedor pode se beneficiar muito com a utilização da tecnologia em sua rotina </li></ul>MKT VENDAS SFA
  190. 197. <ul><li>p ara esse entendimento será necessário muito treinamento </li></ul><ul><li>que o sistema não será </li></ul><ul><li>usado contra eles </li></ul><ul><li>que eles terão consideráveis benefícios com essa utilização </li></ul>demonstrando à força de vendas: MKT VENDAS SFA
  191. 198. <ul><li>c om o uso da tecnologia o vendedor passa a atender o cliente de forma mais personalizada e com mais qualidade, tendo acesso a toda história da relação dele </li></ul><ul><li>com a empresa </li></ul><ul><li>a tecnologia ajuda o vendedor </li></ul><ul><li>a cumprir seus objetivos e aumenta a sua produtividade </li></ul>MKT VENDAS SFA
  192. 199. CROSS-SELLING E UP-SELLING MKT VENDAS
  193. 200. <ul><li>sistemas de </li></ul><ul><li>cross-selling (venda cruzada) </li></ul><ul><li>e </li></ul><ul><li>up-selling (venda adicional) </li></ul><ul><li>são capazes de: </li></ul><ul><li>qualificar clientes e prospects </li></ul><ul><li>rastrear contatos </li></ul><ul><li>acionar o pessoal de vendas </li></ul>CROSS E UP SELLING MKT VENDAS
  194. 201. <ul><li>nas estratégias de </li></ul><ul><li>venda cruzada e venda adicional , </li></ul><ul><li>com aplicações para rastrear contatos de clientes, gatilhos podem ser introduzidos para identificar oportunidades </li></ul><ul><li>para vender mais </li></ul>CROSS E UP SELLING MKT VENDAS
  195. 202. POR EXEMPLO: <ul><li>em um banco, quando houver </li></ul><ul><li>um grande depósito, o gatilho acionaria uma pessoa de vendas para ligar para o cliente e perguntar se ele estaria interessado em </li></ul><ul><li>opções de investimento </li></ul>CROSS E UP SELLING MKT VENDAS
  196. 203. CROSS E UP SELLING MKT VENDAS bancos tentam construir relacionamentos duradouros ligando as necessidades de percurso com produtos e serviços complementares
  197. 204. <ul><li>as vendas cross-selling e </li></ul><ul><li>up-selling dependem da identificação das necessidades específicas do cliente ao longo de sua experiência com a empresa </li></ul>CROSS E UP SELLING MKT VENDAS <ul><li>as empresas devem vender produtos e serviços complementares para aprofundar seus relacionamentos com os clientes </li></ul>
  198. 205. CRM CUSTOMER RELATIONSHIP MANAGEMENT MKT VENDAS
  199. 206. <ul><li>a relação personalizada com cada cliente é conhecida como </li></ul><ul><li>um conjunto de estratégias que permitem o relacionamento com os clientes de forma individual, conhecendo suas preferências, costumes, hábitos de consumo e comportamento </li></ul>MKT VENDAS CRM CRM
  200. 207. <ul><li>s ua função é prover informações que apóiem às gerências e equipes em suas metas de agregar valor à empresa e a seus clientes </li></ul>MKT VENDAS CRM
  201. 208. <ul><li>c om uma estratégia de CRM consistente e consolidada internamente é possível: </li></ul><ul><li>melhorar o padrão de relacionamento com o cliente </li></ul><ul><li>estender esse relacionamento </li></ul><ul><li>a TODOS os envolvidos nos processos da empresa </li></ul>MKT VENDAS CRM
  202. 209. MKT VENDAS CRM
  203. 210. <ul><li>a TECNOLOGIA é fundamental na implantação das estratégias de CRM </li></ul><ul><li>a s ferramentas devem realizar a interface do banco de dados com os usuários da empresa </li></ul>MKT VENDAS CRM permitindo uma análise detalhada de dados e informações
  204. 211. <ul><li>os dados de um cliente, provenientes de hábitos de compra e de contatos diversos com a empresa para suporte ou reclamações, precisam de um tratamento especial </li></ul>MKT VENDAS CRM
  205. 212. <ul><li>esta estratégia proporciona: </li></ul><ul><li>uma visão mais precisa do andamento dos negócios </li></ul><ul><li>incrementa a eficiência </li></ul><ul><li>da gestão </li></ul><ul><li>ao representante de vendas -instrumentos para melhoria de seu desempenho e parâmetros para sua auto-avaliação </li></ul>MKT VENDAS CRM
  206. 213. <ul><li>para entender melhor o CRM é preciso lembrar que os tempos mudaram e empresas e profissionais necessitam se ajustar a isso </li></ul>MKT VENDAS CRM <ul><li>as empresas necessitam passar por um processo interno de reestruturação nos seus processos de negócios </li></ul><ul><li>mudanças no modo de pensar e </li></ul><ul><li>agir de seus profissionais </li></ul>
  207. 214. <ul><li>tratar o cliente dignamente </li></ul><ul><li>isso é o que estão chamando de CRM e tentando aplicar </li></ul><ul><li>acessar da forma mais adequada </li></ul><ul><li>ouvir </li></ul><ul><li>responder rapidamente e resolver seu problema ou insatisfação </li></ul>MKT VENDAS CRM
  208. 215. A ESTRATÉGIA CRM <ul><li>de um relacionamento individual com cada um </li></ul><ul><li>da permanente avaliação do nível de satisfação com os negócios realizados com a empresa </li></ul>MKT VENDAS CRM o uso da tecnologia adequada + <ul><li>permite a fidelização de clientes conquistada a partir: </li></ul>
  209. 216. <ul><li>e sta estratégia é uma preciosa aliada no alcance dos objetivos de qualquer negócio </li></ul>incrementar os seus resultados em vendas MKT VENDAS CRM
  210. 217. <ul><li>NÃO ESQUEÇA DO PRINCIPAL: </li></ul><ul><li>o cliente é o centro desse conceito </li></ul><ul><li>não adianta usar ferramentas que privilegiam processos e produtos </li></ul>MKT VENDAS CRM
  211. 219. USANDO A PODEROSA FERRAMENTA INTERNET NOS NEGÓCIOS
  212. 220. E-COMMERCE B USINESS TO C ONSUMMER <ul><li>o e-commerce ou B2C já é uma realidade nos negócios hoje </li></ul>Modismo? NÃO! uma firme e sólida tendência INTERNET B2C
  213. 221. <ul><li>1996 - quando implantou o seu site de comércio eletrônico, o supermercado Pão de Açúcar recebia via Web 4% de suas encomendas totais </li></ul>OS NÚMEROS DEMONSTRAM <ul><li>1999 - essa proporção subiu para 24% </li></ul>INTERNET B2C
  214. 222. <ul><li>2002 - o crescimento das vendas foi de 17% sobre o ano anterior - um excelente desempenho já que no mesmo período as vendas no setor de alimentos cresceram 5% </li></ul>INTERNET OS NÚMEROS DEMONSTRAM B2C
  215. 223. <ul><li>HOJE - num supermercado físico o valor médio das compras é R$ 40, já nas vendas pela Internet a média sobe para </li></ul><ul><li>R$ 290, ou seja, 625% </li></ul><ul><li>superior ao das lojas físicas </li></ul>INTERNET OS NÚMEROS DEMONSTRAM B2C
  216. 224. um sistema de vendas online deve ser simples porém completo
  217. 225. CARACTERÍSTICAS DESEJÁVEIS: <ul><li>Facilidade de Gerenciamento </li></ul>INTERNET B2C <ul><li>Ser uma Filial Completa </li></ul><ul><li>Dispor de Tecnologia Compatível </li></ul>
  218. 226. E-BUSINESS B USINESS TO B USINESS INTERNET B2B
  219. 227. <ul><li>o impacto dos negócios eletrônicos nas empresas é uma prova de que o e-business deu certo </li></ul>INTERNET B2B E POR QUÊ?
  220. 228. <ul><li>Porque reduz custos : empresas que levaram seus antigos processos para o mundo eletrônico estão executando-os mais rapidamente e com </li></ul><ul><li>custos menores </li></ul>Ralphe Manzoli Jr - Business Standard publicada no IDG Now! INTERNET B2B
  221. 229. <ul><li>Porque é mais um canal : ao contrário da época em que os consultores mandavam as empresas do mundo físico se canibalizarem, a regra agora é integrar-se - quem investiu na Web construiu mais um canal de vendas que não concorre com o tradicional </li></ul>INTERNET B2B Ralphe Manzoli Jr - Business Standard publicada no IDG Now!
  222. 230. <ul><li>Porque o intermediário </li></ul><ul><li>ficou mais forte : </li></ul><ul><li>em vez de eliminar a força indireta de vendas - ela se revigorou – </li></ul><ul><li>pois ninguém, em sã consciência, </li></ul><ul><li>bate de frente com os </li></ul><ul><li>parceiros de negócios </li></ul>INTERNET B2B Ralphe Manzoli Jr - Business Standard publicada no IDG Now!
  223. 231. <ul><li>Porque ele está </li></ul><ul><li>integrando as empresas : </li></ul><ul><li>o esforço de vendas online e a conexão com os parceiros forçam as empresas a contarem com processos informatizados que facilitem a interação, ajude a planejar a produção e ajuste os estoques - esta integração aumenta a eficiência operacional </li></ul>INTERNET B2B Ralphe Manzoli Jr - Business Standard publicada no IDG Now!
  224. 232. <ul><li>Porque seu quintal pode ser o mundo : </li></ul><ul><li>você pode vender para qualquer lugar do planeta com o mesmo nível, sem estar fisicamente na maioria deles </li></ul>INTERNET B2B Ralphe Manzoli Jr - Business Standard publicada no IDG Now!
  225. 233. <ul><li>Porque ele melhora o atendimento ao cliente : </li></ul><ul><li>a Web para muitos consumidores é um canal conveniente e prático para resolver problemas e realizar contatos - até porque o contato online é mais barato do que outros meios como o telefone </li></ul>INTERNET B2B Ralphe Manzoli Jr - Business Standard publicada no IDG Now!
  226. 234. <ul><li>Porque em alguns setores é a diferença entre a vida e a morte: determinadas áreas estão sofrendo de tal forma o impacto da digitalização dos negócios que a única alternativa é engatar-se no trem do e-business, sob o risco de ficarem ultrapassados diante das transformações do mercado </li></ul>INTERNET B2B Ralphe Manzoli Jr - Business Standard publicada no IDG Now!
  227. 235. <ul><li>o que algumas empresas </li></ul><ul><li>já sabiam há tempos </li></ul><ul><li>sem muito alarde elas investiram em infra-estrutura tecnológica </li></ul><ul><li>o que agora viabiliza suas estratégias empresariais </li></ul>INTERNET B2B
  228. 236. <ul><li>o resultado, que começa a ser vislumbrado , é o que muitos especialistas já previam: </li></ul>JÁ COMEÇOU! e sua empresa já aderiu? <ul><li>quando empresas de tijolo entrarem de fato na Web, a brincadeira vai começar para valer </li></ul>INTERNET B2B
  229. 237. a pesar da resistência de alguns... B2B QUE PRECISARÃO ADERIR CEDO OU TARDE! É O CAMINHO LÓGICO PARA TODOS OS NEGÓCIOS INTERNET B2B
  230. 240. COMO USAR A WEB a tecnologia web pode ser sedutora <ul><li>é relativamente simples implantar um servidor de rede, gerar alguns gráficos chamativos </li></ul><ul><li>e ter uma versão online das principais operações da empresa </li></ul>INTERNET
  231. 241. não significa apenas desenvolver um website, mas rever o modelo empresarial e adapta-lo a esse novo conceito de fazer negócios <ul><li>MAS, realizar uma entrada bem sucedida no e-business é muito </li></ul><ul><li>mais complicado </li></ul>INTERNET COMO USAR A WEB
  232. 242. <ul><li>uma entrada mal planejada não permitirá usufruir todas as oportunidades e pode até ser o caminho para o desastre </li></ul>INTERNET COMO USAR A WEB
  233. 243. como o modelo empresarial pode ser melhorado, para tirar proveito das oportunidades oferecidas pelo universo online <ul><li>o problema é que esse caminho, sem planejamento, não enfoca o </li></ul><ul><li>mais importante </li></ul>INTERNET COMO USAR A WEB
  234. 244. <ul><li>para adaptar um negócio ao </li></ul><ul><li>e-business, primeiro será necessário desenvolver um planejamento estratégico que ofereça uma visão macro da estrada a ser percorrida </li></ul><ul><li>uma entrada mal planejada no </li></ul><ul><li>e-business poderá deixar o caminho aberto para que um concorrente desenvolva uma estrutura mais eficiente </li></ul>INTERNET COMO USAR A WEB
  235. 245. <ul><li>como nos planos de negócios, a estratégia de e-business deve começar considerando: </li></ul>INTERNET COMO USAR A WEB <ul><li>a atual posição da empresa </li></ul><ul><li>no mercado </li></ul><ul><li>suas forças e fraquezas </li></ul><ul><li>produtos e canais de distribuição </li></ul><ul><li>a concorrência </li></ul><ul><li>o público-alvo </li></ul>
  236. 246. <ul><li>é preciso considerar as oportunidades e desafios propostos pela Internet </li></ul>– uma ferramenta com potencial para interagir diretamente com os clientes e azeitar os canais de distribuição INTERNET COMO USAR A WEB – que também oferece uma ameaça competitiva como surgimento de novos concorrentes
  237. 247. não permitir que apenas uma unidade da empresa faça esse trabalho <ul><li>aproveitar a oportunidade para </li></ul><ul><li>aprimorar o negócio </li></ul>isso representará o risco de que ela trabalhe exclusivamente para aperfeiçoar o seu próprio pedaço em lugar de trazer a revolução do e-business para a companhia inteira INTERNET COMO USAR A WEB
  238. 248. <ul><li>uma visão macro do processo possibilitará detectar se as unidades do negócio estão executando os mesmos procedimentos empresariais </li></ul>INTERNET COMO USAR A WEB
  239. 249. <ul><li>corrigir isso permitirá uma economia em escala, usando a mesma tecnologia para executar de forma uniforme todos os processos em: </li></ul>gestão logística inventário vendas atendimento ao consumidor INTERNET COMO USAR A WEB
  240. 250. <ul><li>aproveitar estas oportunidades com uma visão macro do negócio exigirá o envolvimento da alta administração atuando como uma força integradora </li></ul>INTERNET COMO USAR A WEB
  241. 251. <ul><li>é importante que o desenvolvimento de uma estratégia de e-business não enfoque apenas as necessidades da cúpula ou de alguma unidade do negócio, mas contemple a TODOS os usuários </li></ul>INTERNET COMO USAR A WEB
  242. 252. <ul><li>é fundamental segmentar a estratégia com vistas a atender necessidades individuais de diferentes usuários </li></ul>INTERNET COMO USAR A WEB
  243. 253. <ul><li>personalização é a chave para prover uma excelente experiência aos usuários do site </li></ul><ul><li>uma empresa de suporte técnico que oferece no site muitas informações sobre seus serviços pode acabar fracassando, pois na atende à demanda por </li></ul><ul><li>atendimento personalizado </li></ul>POR EXEMPLO: INTERNET COMO USAR A WEB
  244. 255. <ul><li>a solução para esse negócio está justamente em desenvolver uma aproximação mais personalizada, que ofereça muito mais vantagens que o suporte técnico tradicional </li></ul>INTERNET COMO USAR A WEB
  245. 257. <ul><li>quando o cliente acessar o site é preciso saber: </li></ul>INTERNET COMO USAR A WEB <ul><li>quem ele é </li></ul><ul><li>produtos que adquiriu </li></ul><ul><li>o tempo que é cliente </li></ul><ul><li>contatos que já fez </li></ul><ul><li>serviços que já contratou </li></ul>
  246. 258. <ul><li>disponibilizar informações detalhadas sobre a situação </li></ul><ul><li>dos pedidos do cliente e boletins técnicos sobre o equipamento </li></ul><ul><li>que ele possui </li></ul><ul><li>permitir que os clientes avaliem o site e expressem sua opinião </li></ul>INTERNET COMO USAR A WEB <ul><li>é preciso também: </li></ul>
  247. 259. <ul><li>não importa o bom trabalho feito no desenvolvimento de uma estratégia – ELE VAI ESTAR ULTRAPASSADO EM 6 MESES </li></ul><ul><li>é importante desenvolver um site flexível com arquitetura de escala que permita ao sistema utilizado adaptar-se </li></ul><ul><li>facilmente ao futuro </li></ul>INTERNET COMO USAR A WEB
  248. 260. <ul><li>o uso de padrões abertos e de ferramentas standards pode contribuir no desenvolvimento de uma arquitetura que veio para ficar </li></ul><ul><li>investigar a força financeira e a posição de mercado dos fornecedores, pois a habilidade deles em oferecer suporte por muito tempo é tão importante quanto o valor das tecnologias que oferecem </li></ul>INTERNET COMO USAR A WEB
  249. 261. INTERNET MARKETING COMEÇA COM O BÁSICO INTERNET
  250. 262. <ul><li>a Internet é um lugar fenomenal para: RECURSOS, FERRAMENTAS </li></ul><ul><li>e INFORMAÇÃO </li></ul>O ELEMENTO HUMANO <ul><li>mas tem um elemento importante que não pode ser ignorado </li></ul>INTERNET INTERNET MKT COMEÇA COM O BÁSICO
  251. 263. <ul><li>o ciberespaço é frio, sem emoção e movido através de máquinas </li></ul><ul><li>ainda é administrado e visitado por pessoas </li></ul>INTERNET INTERNET MKT COMEÇA COM O BÁSICO muitos ainda projetam seus sites ignorando o elemento humano
  252. 264. <ul><li>é fácil agir assim porque a Internet é o meio mais dinâmico </li></ul><ul><li>e automatizado que existe </li></ul>mas um negócio online é dirigido pelas mesmas forças que moldam um negócio offline: USUÁRIOS-FIM / O MERCADO INTERNET INTERNET MKT COMEÇA COM O BÁSICO
  253. 265. <ul><li>um site na Internet e qualquer mensagem de webmarketing são filtrados mais facilmente </li></ul><ul><li>as pessoas offline ou online </li></ul><ul><li>ainda chegam a conclusões na primeira impressão, julgam: </li></ul>LIVROS POR SUA CAPA SITES POR SUA HOMEPAGE INTERNET INTERNET MKT COMEÇA COM O BÁSICO
  254. 266. ANUNCIAR NA INTERNET DEVE SE TORNAR UMA REALIDADE PARA AS EMPRESAS INTERNET
  255. 267. <ul><li>empresas que não levam a Internet a sério </li></ul><ul><li>colocam apenas um ou outro banner para ter visibilidade e dizer que estão na Web </li></ul>não obtêm resultado algum é preciso planejamento como em outras mídias INTERNET ANUNCIAR NA WEB
  256. 268. um bom argumento para entender a importância de anunciar na web, são os dados divulgados pelo Ibope NetRatings recentemente: <ul><li>o número de usuários potenciais de Internet no Brasil </li></ul><ul><li>(pessoas que moram em domicílios com pelo menos um computador com acesso a Web) </li></ul><ul><li>saltou de 14,3 milhões </li></ul><ul><li>para 20,5 milhões </li></ul>INTERNET ANUNCIAR NA WEB
  257. 269. <ul><li>a publicidade online ou offline só tem sentido se gera resultados para o anunciante </li></ul><ul><li>os portais, as agências e os anunciantes precisam ter ferramentas de medição para comparar </li></ul>RESULTADOS OBTIDOS INTERNET ANUNCIAR NA WEB X OBJETIVOS
  258. 270. <ul><li>Unique Visitor - Visitante Único </li></ul>tecnologias e terminologias para mensurar o desempenho de uma campanha: – u suário que visita um site identificado por sistemas com senha/cookies – cada visitante é contado uma única vez, independente do número de páginas que ele acessou no site – método reconhecido internacionalmente como a medição correta da audiência de um site INTERNET ANUNCIAR NA WEB
  259. 271. <ul><li>Page View – m edição das páginas visitadas em um site, independente do número de visitantes </li></ul><ul><li>Click Rate – mede o percentual de clicks que um banner ou outro anúncio online produziu </li></ul><ul><li>Click Stream – analisa o caminho percorrido pelo internauta, ao clicar nos links de um ou mais sites, até chegar no local virtual da campanha </li></ul>tecnologias e terminologias para mensurar o desempenho de uma campanha: INTERNET ANUNCIAR NA WEB
  260. 272. <ul><li>a Internet voltou a ser percebida como uma mídia eficiente e complementar às outras mídias </li></ul><ul><li>já podemos constatar muita propaganda na Web </li></ul>INTERNET ANUNCIAR NA WEB
  261. 273. <ul><li>à medida que o número de usuários da Internet Brasil vai crescendo e criando uma chamada “MASSA CRÍTICA&quot;, a possibilidade de se realizar negócios através dessa rede aumenta </li></ul>INTERNET ANUNCIAR NA WEB
  262. 274. <ul><li>anunciantes de vários segmentos estão apostando nesta nova mídia e formando dentro dela um público específico e com grande poder de compra dos produtos e </li></ul><ul><li>serviços oferecidos </li></ul>INTERNET ANUNCIAR NA WEB
  263. 275. O SITE INTERNET
  264. 276. O QUE AS PESSOAS BUSCAM ONLINE? <ul><li>seja por diversão, trabalho ou outro motivo, entender a motivação de um visitante ao acessar seu site é uma necessidade </li></ul>O SITE INTERNET
  265. 277. <ul><li>parece que alguns </li></ul><ul><li>não têm essa preocupação </li></ul><ul><li>vêem a rede como um vasto campo novo para anunciar, presumindo que mesmo que os visitantes desejem fazer outra coisa, é possível atrai-los, através de efeitos especiais, a prestar atenção em seus produtos e serviços </li></ul>EQUIVOCADAMENTE O SITE INTERNET O QUE AS PESSOAS BUSCAM ONLINE?
  266. 278. <ul><li>parece que alguns </li></ul><ul><li>não têm essa preocupação </li></ul><ul><li>acreditam que as pessoas procuram apenas diversão na Internet e criam mensagens destinadas a persuadi-las </li></ul><ul><li>enquanto se divertem </li></ul>EQUIVOCADAMENTE O SITE INTERNET O QUE AS PESSOAS BUSCAM ONLINE?
  267. 279. <ul><li>apostam no modelo que visa obter resposta imediata dizendo: segure seu visitante enquanto pode, faça-o reagir no ato e então venda, venda e venda </li></ul><ul><li>parece que alguns </li></ul><ul><li>não têm essa preocupação </li></ul>EQUIVOCADAMENTE O SITE INTERNET O QUE AS PESSOAS BUSCAM ONLINE?
  268. 280. <ul><li>a resposta para a pergunta: </li></ul><ul><li>a falsa impressão de que </li></ul><ul><li>os webmasters estão no controle é uma ilusão </li></ul><ul><li>o consumidor tem e quer muito mais controle do que damos a ele </li></ul>são os visitantes que estão no controle! O SITE INTERNET O QUE AS PESSOAS BUSCAM ONLINE?
  269. 281. <ul><li>estudos realizados derramaram luz </li></ul><ul><li>sobre este dilema: </li></ul><ul><li>as pessoas querem realizar algo online </li></ul>O SITE INTERNET O QUE AS PESSOAS BUSCAM ONLINE? <ul><li>não são surfistas sem alvo </li></ul><ul><li>são focadas em encontrar informação e se comunicar com outros usuários </li></ul>
  270. 282. O que significam estas informações para o Marketing? <ul><li>se você está construindo um site para consumidores segmentados é melhor se certificar que está facilitando suas vidas para encontrar o que buscam </li></ul>O SITE INTERNET O QUE AS PESSOAS BUSCAM ONLINE?
  271. 283. <ul><li>diferente dos que enfocam em entretenimento, flash e efeitos especiais inúteis, os sites mais efetivos são aqueles que ajudam às pessoas a adquirirem a informação que elas querem, quando necessitam delas </li></ul><ul><li>dados objetivos, informação que permita comparações e conversa direta são uma fórmula garantida de sucesso </li></ul>O SITE INTERNET O QUE AS PESSOAS BUSCAM ONLINE?
  272. 284. UM SITE EM ETERNA CONSTRUÇÃO <ul><li>a maioria já se deparou com </li></ul><ul><li>um aviso do tipo: </li></ul><ul><li>esse tipo de aviso é proibido para sites que querem ser levados a sério </li></ul>O SITE INTERNET
  273. 285. <ul><li>um site que parou no tempo e </li></ul><ul><li>não está sendo constantemente repensado e atualizado nunca poderá ser um bom produto </li></ul><ul><li>os melhores sites devem ostentar o &quot;site em construção&quot; no conceito </li></ul>O SITE INTERNET SITE EM ETERNA CONSTRUÇÃO
  274. 286. <ul><li>repensar um site </li></ul><ul><li>não significa que: </li></ul>O SITE INTERNET SITE EM ETERNA CONSTRUÇÃO <ul><li>ele vai ter um design diferente a cada dia </li></ul><ul><li>os nomes das seções vão mudar ao gosto do webmaster </li></ul>
  275. 287. O DESAFIO DE USAR IMAGENS NA INTERNET <ul><li>a grande dúvida é como usar imagens gráficas em um site </li></ul>O SITE INTERNET
  276. 288. <ul><li>use o mínimo possível </li></ul>a resposta é: <ul><li>os usuários não toleram sites que levam muito tempo para carregar </li></ul>O SITE INTERNET IMAGENS NA WEB
  277. 289. PARECE ÓBVIO... <ul><li>mas ainda vemos sites de grandes empresas iniciando com uma demorada abertura em flash que leva uma eternidade para baixar e antes que termine muitos visitantes já foram embora </li></ul>O SITE INTERNET IMAGENS NA WEB
  278. 290. <ul><li>para alguns negócios, imagens são cruciais à sua missão de vender: </li></ul><ul><li>o dilema da exibição visual na Internet é bastante espinhoso </li></ul><ul><li>calçados onde o estilo é tão crucial quanto as especificações </li></ul><ul><li>aparelhos eletrônicos onde a cor do chassi pode inspirar uma compra </li></ul>O SITE INTERNET IMAGENS NA WEB
  279. 291. <ul><li>apresentar fotos minúsculas onde os produtos parecerão idênticos </li></ul><ul><li>ambas as opções podem levar muito tempo para carregar se a tecnologia não for apropriada </li></ul><ul><li>oferecer uma foto grande e detalhada de um produto pode induzir o comprador a recusar sem ver os demais produtos </li></ul>O SITE INTERNET IMAGENS NA WEB OU
  280. 292. <ul><li>imagine a venda de </li></ul><ul><li>um produto que: </li></ul><ul><li>o pré-requisito para a compra seja visualiza-lo muito bem </li></ul><ul><li>os compradores pesquisam sem saber muito bem o que procuram e precisam examinar várias possibilidades </li></ul>O SITE INTERNET IMAGENS NA WEB
  281. 293. <ul><li>dilema enfrentado por uma antiga loja de pôsteres de Boston </li></ul><ul><li>que dispõe de aproximadamente 10.000 pôster </li></ul>e que foi muito bem resolvido... O SITE INTERNET IMAGENS NA WEB
  282. 294. permite localizar um pôster através de pesquisa por: assunto, país, estilo, artista, tamanho ou palavra-chave
  283. 295. SITE DA INTERNATIONAL POSTER: <ul><li>são toneladas de conteúdo e os clientes são divididos em dois grupos difíceis de atender e satisfazer com o mesmo design: </li></ul><ul><li>usuários antigos que desejam rapidez para descobrir e acessar novidades </li></ul><ul><li>e novos usuários que não sabem ainda o que desejam </li></ul>O SITE INTERNET IMAGENS NA WEB
  284. 296. <ul><li>vencer o desafio de ser igualmente atraente e útil para clientes que retornam e para novos clientes </li></ul>O SITE INTERNET IMAGENS NA WEB <ul><li>é um antigo problema enfrentado por desenvolvedores de websites e esse exemplo representa uma ótima solução </li></ul>
  285. 297. <ul><li>as empresas ainda não monitoram o que seus competidores estão fazendo em termos de design e interação na Internet </li></ul><ul><li>é importante lembrar que sites que competem entre si podem ser visitados num curto período de tempo ou simultaneamente para comparar preços e efetuar compras </li></ul>O SITE INTERNET IMAGENS NA WEB
  286. 298. <ul><li>qualquer vantagem que um site exibe em cima do outro deve ser considerada e, se for o caso, implementada pelo competidor </li></ul><ul><li>em desvantagem </li></ul><ul><li>diferente de logomarcas e padrões visuais, as tecnologias de webdesign não são exclusividade de uma empresa e podem ser adotados por todos </li></ul>O SITE INTERNET IMAGENS NA WEB
  287. 299. PLANEJE SEU MARKETING ANALISANDO O TRÁFEGO DE SEU SITE O SITE INTERNET
  288. 300. <ul><li>conhecer e analisar os registros de acessos em um website é componente crucial para um mix bem sucedido de Marketing </li></ul>uma pesquisa de mercado bastante fidedigna <ul><li>através desses registros é possível saber o que os visitantes fazem e o que buscam em um site </li></ul>O SITE INTERNET ANALISE O TRÁFEGO DO SITE
  289. 301. <ul><li>os acessos de um único usuário e quanto tempo ele permanece no site </li></ul>se o site tem muito tráfego, mas o tempo médio gasto nele é inferior a um minuto, aí tem um problema e não uma vantagem devemos analisar: UNIQUE VISITOR O SITE INTERNET ANALISE O TRÁFEGO DO SITE
  290. 302. as mais populares indicam o que oferecer mais e as menos vistas podem mostrar que parte do conteúdo não é tão fascinante quanto se imaginava – aí pode estar o principal motivo para um tráfego inferior às expectativas <ul><li>as páginas mais e menos acessadas para saber o que funciona </li></ul>PAGE VIEW devemos analisar: O SITE INTERNET ANALISE O TRÁFEGO DO SITE
  291. 303. <ul><li>um dado importante é saber de qual endereço eletrônico o visitante veio </li></ul>CLICK STREAM devemos analisar: permite saber: quais sistemas de busca estão enviando tráfego para o site quais as estratégias de comunicação e webmarketing que estão funcionando quais sites interessam ao público-alvo O SITE INTERNET ANALISE O TRÁFEGO DO SITE
  292. 304. <ul><li>um site sempre tem páginas que apresentam um maior número de entradas e outras um maior número de saídas </li></ul><ul><li>isso serve como um lembrete de que nem todos os visitantes de um site chegam através da homepage </li></ul><ul><li>por isso é tão importante ter uma barra de navegação acessível em todas as telas do site </li></ul>O SITE INTERNET ANALISE O TRÁFEGO DO SITE
  293. 305. <ul><li>conhecer o perfil do tráfego do site é uma ferramenta importante no planejamento de estratégias de comunicação e marketing </li></ul><ul><li>entender as informações recebidas, através dos registros de acesso, torna mais fácil tomar grandes decisões estratégicas, não só para o website, mas para o negócio como um todo </li></ul>O SITE INTERNET ANALISE O TRÁFEGO DO SITE
  294. 306. DIVULGUE SEU SITE OFFLINE <ul><li>ao planejar as suas estratégias de comunicação certifique-se de distribuir seus esforços em estratégias online e offline </li></ul>O SITE INTERNET
  295. 307. É IMPORTANTE: O SITE INTERNET DIVULGUE SEU SITE OFFLINE <ul><li>inserir em sistemas de busca na Web </li></ul><ul><li>publicar banners e </li></ul><ul><li>anúncios online </li></ul>MAS, TAMBÉM:
  296. 308. <ul><li>incluir o endereço do site e do seu e-mail em todas as comunicações com o mercado: </li></ul>materiais impressos cartões de visita folhetos camisetas anúncios O SITE INTERNET DIVULGUE SEU SITE OFFLINE <ul><li>enviar mala direta para </li></ul><ul><li>o mailing certo </li></ul>
  297. 309. <ul><li>anunciar em revistas </li></ul><ul><li>ou jornais - publicar pequenos anúncios, até classificados, em alguns veículos e monitorar os que trarão resultados </li></ul>O SITE INTERNET DIVULGUE SEU SITE OFFLINE <ul><li>distribuir seu cartão de visitas ou folheteria, com o endereço eletrônico, ao visitar um cliente ou ao participar de uma convenção ou de outro evento </li></ul>
  298. 310. <ul><li>fazer imãs de geladeira, canetas, mouse pads, ou outros brindes e distribuir estrategicamente junto </li></ul><ul><li>a seu público alvo </li></ul>O SITE INTERNET DIVULGUE SEU SITE OFFLINE <ul><li>realizar parcerias com outras empresas e incluir seu folheto ou outro material promocional de seu negócio nas ações delas </li></ul>
  299. 311. <ul><li>promover palestras e outros encontros com seu público-alvo </li></ul><ul><li>e distribuir seu </li></ul><ul><li>material promocional </li></ul>O SITE INTERNET DIVULGUE SEU SITE OFFLINE <ul><li>participar de feiras e eventos ligados à sua indústria – circular muito, falar com muitas pessoas e entregar seu cartão, folder e demais materiais promocionais </li></ul><ul><li>– Rede de Contatos </li></ul>
  300. 312. <ul><li>o tráfego gerado por uma breve nota em um jornal ou revista de grande penetração pode ser grande o bastante para garantir visibilidade a um site durante algum tempo </li></ul><ul><li>Seja criativo que o tráfego do seu site vai aumentar, gerando mais negócios! </li></ul>O SITE INTERNET DIVULGUE SEU SITE OFFLINE
  301. 313. O EMAIL INTERNET
  302. 314. SEU USO E SUAS VANTAGENS O EMAIL INTERNET
  303. 315. <ul><li>usado de forma equilibrada </li></ul>O EMAIL INTERNET USO E VANTAGENS <ul><li>levando em conta as </li></ul><ul><li>convenções do ciberespaço </li></ul><ul><li>integrado a outros métodos de marketing direto </li></ul>o e-mail pode se transformar numa arma extraordinária por ser capaz de criar 3 importantes vantagens QUE SÃO:
  304. 316. 1 - Maior velocidade, impacto e flexibilidade no envio de comunicações de Marketing O EMAIL INTERNET USO E VANTAGENS
  305. 317. 2 - Retorno ampliado sobre o capital, representado pelos clientes, para empresas com estratégias centradas no Marketing ao consumidor O EMAIL INTERNET USO E VANTAGENS
  306. 318. 3 - Maior retorno sobre investimentos de Marketing objetivando vendas e fidelização de clientes O EMAIL INTERNET USO E VANTAGENS
  307. 319. ERROS FATAIS AO USAR O E-MAIL COMO FERRAMENTA DE MARKETING O EMAIL INTERNET
  308. 320. <ul><li>muitos marketeiros estão cometendo enganos fatais com suas campanhas por e-mail </li></ul><ul><li>vejamos alguns erros - para </li></ul><ul><li>evita-los e fazer com que os </li></ul><ul><li>nossos e-mails sejam lidos: </li></ul>– das mensagens que recebemos, muitas contém enormes equívocos que se repetem constantemente O EMAIL INTERNET ERROS FATAIS
  309. 321. Erro N.º 1 - Usar frases inadequadas no item assunto <ul><li>a primeira coisa que o receptor lê é a linha de assunto e se você quer que abram sua mensagem escreva algo que </li></ul><ul><li>VOCÊ abriria </li></ul>O EMAIL INTERNET ERROS FATAIS
  310. 322. <ul><li>a linha de assunto DEVE instigar o interesse do leitor: </li></ul>Erro N.º 1 - Usar frases inadequadas no item assunto – convide ele a ler sua mensagem – demonstre que você está a ponto de compartilhar notícias importantes ou ajuda-lo a resolver seus problemas, – ofereça algo de valor - é preciso conquistar a atenção dele depressa O EMAIL INTERNET ERROS FATAIS
  311. 323. <ul><li>tenha sempre em mente que </li></ul><ul><li>seu assunto deve ser confiável </li></ul><ul><li>e interessante </li></ul><ul><li>ao remeter seu jornal eletrônico em vez de usar: </li></ul><ul><li>“ Newsletter da Empresa X. Assunto Número Y&quot; </li></ul>Erro N.º 1 - Usar frases inadequadas no item assunto – use a linha de assunto para adiantar o que está dentro do e-mail O EMAIL INTERNET ERROS FATAIS
  312. 324. <ul><li>muitos marketeiros estão atirando no próprio pé, enviando mensagens de e-mail com retratações </li></ul>Erro N.º 2 – A &quot;abertura com retratação&quot; – algumas mensagens que passam no teste da linha de assunto falham no próximo teste colocando no inicio do texto retratações corretivas O EMAIL INTERNET ERROS FATAIS
  313. 325. <ul><li>as retratações mais comuns são: &quot;Isto não é um spam...“ ou &quot;Nós lamentamos se você recebeu este e-mail por engano...&quot; </li></ul><ul><li>a verdade é uma só: mensagens contendo este tipo de texto são excluídas pelo leitor imediatamente </li></ul>Erro N.º 2 – A &quot;abertura com retratação&quot; O EMAIL INTERNET ERROS FATAIS
  314. 326. <ul><li>se você esta agindo corretamente não há necessidade de incluir este tipo de frase nas suas mensagens, pois ao </li></ul><ul><li>inclui-las você está falando </li></ul><ul><li>que a mensagem não foi solicitada </li></ul>Erro N.º 2 – A &quot;abertura com retratação&quot; – isso motivará o receptor a apertar a tecla &quot;delete&quot; O EMAIL INTERNET ERROS FATAIS
  315. 327. <ul><li>webmarketing implica em marketing de permissão e ao obter a permissão você nunca precisará de retratações </li></ul><ul><li>não esqueça de oferecer uma opção para aqueles que não desejam mais receber suas mensagens, solicitar o cancelamento desse envio </li></ul>Erro N.º 2 – A &quot;abertura com retratação&quot; O EMAIL INTERNET ERROS FATAIS
  316. 328. PUBLIQUE SEU JORNAL ELETRÔNICO O EMAIL INTERNET
  317. 329. <ul><li>não há nenhum grande segredo de sucesso escondido na Internet </li></ul>se houvesse não ficaria escondido por muito tempo O EMAIL INTERNET JORNAL ELETRÔNICO <ul><li>sucesso na Internet é muito simples - significa trazer tráfego qualificado para o site </li></ul>
  318. 330. <ul><li>existe um modo de divulgar a sua mensagem efetivamente </li></ul>a melhor e mais barata ferramenta de marketing já inventada só não abuse enviando SPAM! O EMAIL INTERNET JORNAL ELETRÔNICO O E-MAIL
  319. 331. <ul><li>se quer resultados melhores, sem correr riscos, envie suas mensagem para aqueles que de fato QUEREM receber informações sobre seu negócio </li></ul><ul><li>a melhor forma de usar o e-mail </li></ul><ul><li>é criar e publicar seu JORNAL ELETRÔNICO que pode ser muito lucrativo e é uma ferramenta com custos de manutenção muito baixos </li></ul>O EMAIL INTERNET JORNAL ELETRÔNICO
  320. 332. – para captá-los comece por sua atual cartela de clientes, criando neles o desejo de receber suas informações <ul><li>é fundamental enviar um jornal eletrônico com conteúdos interessantes e úteis ao seu público-alvo </li></ul>O EMAIL INTERNET JORNAL ELETRÔNICO
  321. 333. <ul><li>divulgue seu site e crie nele ações que motivem seus visitantes a solicitarem receber seu jornal eletrônico </li></ul><ul><li>esta ferramenta, como tudo no mundo dos negócios, demandará investimento a médio e longo prazo para trazer os resultados desejados </li></ul>O EMAIL INTERNET JORNAL ELETRÔNICO
  322. 335. O NOVO CENÁRIO DOS NEGÓCIOS AS MUDANÇAS
  323. 336. AS MUDANÇAS <ul><li>vivemos um momento de incertezas geradas pela acomodação natural do mercado a um novo contexto econômico </li></ul>O NOVO CENÁRIO
  324. 337. <ul><li>vivemos uma revolução que: </li></ul><ul><li>a Tecnologia da Informação </li></ul><ul><li>e a Internet são as principais ferramentas desta nova era </li></ul>AS MUDANÇAS O NOVO CENÁRIO <ul><li>fará surgir uma nova sociedade onde o conhecimento será seu principal recurso </li></ul><ul><li>os trabalhadores do conhecimento constituirão o grupo dominante na força de trabalho </li></ul>
  325. 338. <ul><li>tem o poder de virar tudo de cabeça para baixo </li></ul>NÃO <ul><li>revolucionam a comunicação e a maneira de fazer negócios </li></ul>SIM AS MUDANÇAS <ul><li>subverter o conhecimento histórico e a sabedoria do passado </li></ul><ul><li>quebram paradigmas </li></ul>O NOVO CENÁRIO
  326. 339. <ul><li>este processo iniciou de forma intuitiva - impulsiva até </li></ul>AS MUDANÇAS O NOVO CENÁRIO <ul><li>com o baixar da poeira da euforia fica a certeza de é preciso: aprender a usar as facilidades que a REVOLUÇÃO DO CONHECIMENTO nos propicia </li></ul><ul><li>sem perder de vista os fundamentos básicos </li></ul>
  327. 340. <ul><li>as empresas destinadas a crescer são aquelas que estão buscando maneiras de integrar a TI e a INTERNET aos seus modelos de negócios </li></ul>AS MUDANÇAS <ul><li>investimentos bem feitos serão a arma mais poderosa na performance </li></ul><ul><li>de qualquer empresa </li></ul>O NOVO CENÁRIO
  328. 341. a concorrência vem de todos os cantos AS MUDANÇAS O NOVO CENÁRIO
  329. 342. <ul><li>NA ANTIGA ECONOMIA O FLUXO DE INFORMAÇÕES ERA FÍSICO: </li></ul>AS MUDANÇAS dinheiro cheques faturas conhecimento de carga relatórios reuniões face a face chamadas por telefones analógicos plantas mapas fotografias propaganda via mala direta O NOVO CENÁRIO
  330. 343. <ul><li>NA NOVA ECONOMIA A INFORMAÇÃO É DIGITAL: </li></ul>AS MUDANÇAS <ul><li>reduzida a bits armazenados em computadores e correndo na velocidade da luz por redes </li></ul><ul><li>criando um novo mundo de possibilidades que é tão significativo quando a invenção </li></ul><ul><li>da própria linguagem </li></ul>o antigo paradigma em que ocorriam todas as interações O NOVO CENÁRIO
  331. 344. <ul><li>na era da inteligência em rede </li></ul>AS MUDANÇAS O NOVO CENÁRIO <ul><li>o silício, os microprocessadores </li></ul><ul><li>e as estradas de fibra estão possibilitando que seres humanos, de todo o planeta, apliquem seu know-how a cada aspecto da produção e da vida econômica </li></ul>
  332. 345. <ul><li>esta é uma era de interligação em rede, não apenas da tecnologia , mas também de seres humanos, organizações </li></ul><ul><li>e sociedades </li></ul><ul><li>a INOVAÇÃO, mais do que o acesso a recursos, instalações e capital, É O QUE CONTA! </li></ul>AS MUDANÇAS O NOVO CENÁRIO
  333. 346. <ul><li>os clientes mudaram e </li></ul><ul><li>hoje desejam: </li></ul>AS MUDANÇAS O NOVO CENÁRIO <ul><li>mais qualidade </li></ul><ul><li>produtos ecológicos </li></ul><ul><li>rapidez </li></ul><ul><li>menor preço </li></ul><ul><li>o melhor serviço </li></ul><ul><li>responsabilidade social </li></ul><ul><li>das empresas </li></ul>
  334. 347. <ul><li>assim como o mundo geopolítico bipolar se desintegrou abrindo espaço para um ambiente novo, dinâmico, volátil e global, as barreiras econômicas também estão caindo </li></ul>AS MUDANÇAS O NOVO CENÁRIO
  335. 348. PETER DRUCKER: uma nova forma de fazer negócios em âmbito mundial “ o conhecimento não conhece fronteiras” AS MUDANÇAS está se tornando o recurso-chave O NOVO CENÁRIO
  336. 349. <ul><li>isso leva à reformulação da estrutura organizacional dos negócios e a tecnologia é uma importante ferramenta para chegarmos lá </li></ul><ul><li>a tecnologia muda mais rápido do que o conjunto de habilidades da maioria dos profissionais e a cultura da maioria das empresas </li></ul>AS MUDANÇAS O NOVO CENÁRIO
  337. 350. <ul><li>se avaliarmos a rapidez que a tecnologia está avançando, teremos um panorama da velocidade que os negócios precisarão mudar nos próximos meses e anos </li></ul>a seguir cinco ações para preparar sua empresa para competir nesses novos tempos... AS MUDANÇAS O NOVO CENÁRIO
  338. 351. Ensine sua equipe a gerenciar informações <ul><li>informações sobre dinheiro se tornaram tão valiosas quanto o próprio dinheiro </li></ul>AS MUDANÇAS <ul><li>use a informação como ferramenta para construir vantagem competitiva </li></ul><ul><li>banco de dados é elemento crítico em qualquer estratégia de negócio </li></ul>O NOVO CENÁRIO
  339. 352. <ul><li>o velho papel do Marketing era criar mensagens e posicionar produtos - o novo papel deve ser gerar feedback </li></ul>AS MUDANÇAS Ensine seu pessoal de Marketing a gerar &quot;feedback&quot; O NOVO CENÁRIO <ul><li>empresas continuam falando PARA os clientes através de mensagens publicitárias - devem falar de forma direta COM os clientes </li></ul>
  340. 353. <ul><li>o pessoal de marketing para gerar informações sobre os clientes precisa: da potência da base de dados, de mídia interativa, da automatização do marketing e de sistemas de gerenciamento de contatos </li></ul>AS MUDANÇAS Ensine seu pessoal de TI sobre Marketing e seu pessoal de Marketing sobre TI O NOVO CENÁRIO
  341. 354. <ul><li>o pessoal de tecnologia para tomar decisões inteligentes precisa de discernimento sobre os clientes - saber quais são os mais valiosos e quais são as necessidades deles </li></ul>AS MUDANÇAS O NOVO CENÁRIO Ensine seu pessoal de TI sobre Marketing e seu pessoal de Marketing sobre TI
  342. 355. <ul><li>muitas empresas acreditam que conhecem bem seus clientes, mas a maior parte do conhecimento está na mente do pessoal de vendas </li></ul>AS MUDANÇAS Ofereça incentivos a sua equipe para que divida informações O NOVO CENÁRIO <ul><li>clientes estão provendo a empresa com informações valiosas e essas informações nunca encontram a pessoa certa </li></ul>
  343. 356. <ul><li>não predizer resultados mas estar pronto para a constante mudança </li></ul>AS MUDANÇAS Ensine sua equipe a antecipar a mudança O NOVO CENÁRIO quem antecipa a mudança reconhece que deve ficar aberto às novas idéias e aprender continuamente novas habilidades
  344. 357. no instante que a pessoa para de aprender, seu valor profissional começa declinar AS MUDANÇAS O NOVO CENÁRIO Ensine sua equipe a antecipar a mudança <ul><li>algumas pessoas acreditam que a mudança ocorre apenas uma vez e basta um treinamento para se adaptar </li></ul>
  345. 358. OBRIGADA PELA ATENÇÃO! rosanesevero@rgsevero.com.br Tel: 48 99985114 Consulte sobre evento fechado para a sua empresa, que incluirá uma avaliação da tecnologia já disponível e conteúdo personalizado de acordo com a realidade do seu negócio!

×