Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.
FOLHA DE S.PAULO QUARTA-FElRA, 25 DE SETEMBRO DE 2013 * * * mercado B7
/
VAIVEM DAS COMMODITIES MAURO ZAFALON mouro.zafalo...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Granbio CEO confirmed investment of 450 million reais in new ethanol 2G plant

2,109 views

Published on

GranBio CEO, Bernardo Gradin, confirmed in a interview to a Brazilian newspaper that the first cellulosic ethanol plant had a total investment of about 450 million Brazilian Reais (around 205 million US dollars). The new plant will be have a nominal production capacity of 82 million liters per year.

Published in: Business
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Granbio CEO confirmed investment of 450 million reais in new ethanol 2G plant

  1. 1. FOLHA DE S.PAULO QUARTA-FElRA, 25 DE SETEMBRO DE 2013 * * * mercado B7 / VAIVEM DAS COMMODITIES MAURO ZAFALON mouro.zafalon@uol-com.br Pioneira em etanol celul6sico quer construir 1usina por ano ate 2020 Umadas pioneirasem eta- no! celulosico no Brasil, a GranBio comec;a pequena, mas com pianos de voos al- tos. Ate 2020, a empresa es- peracolocarpelomenos1bi- lhaodelitrosdeetanol dese- gunda gerar;ao no mercado. Para isso, planeja ter pelo menos 15 milhoes de toneIa- dasde"canaenergia"propria nesseperiodo. Seconcretiza- do esse plano, a empresa se tomara umadas maiores pro- cessadoras de cana do pais, pois, alem de materia-prima propria, a GranBio vai utili- zarpalhadecanaebagac;ode terceiros. Aexpansao ocorrera aos poucos.Aprimeira usina co- mec;a a operar no ano que vern, com a produc;ao de 82 milhiies de litros. 0 plano e ambicioso: construir uma unidade poranoate 2020. Urn dos focos da empresa e o mercado norte-america- no, que paga urn premio pe- loetanoldesegundagerac;ao. "0 nosso plano de neg6- ciospreveque50o/oda produ- c;ao sejadestinada paraa ex- portar;ao, mas esse percen- tual vai dependerdas condi- - - - - - - - - - - - - - - - - - - -"'=arco Pomarico /Divutg:a~ao GranBio - :!>-- - ~ • <.;;;"'~;a~- Fardosde palhadecana armazenadosemSaoMigueldos Campos (AL);insumoserausado paraproduziretanolcelul6sico <;iies demercado",dizBemar- do Gradin, presidente da GranBio. Hoje, o mercado americano remunera bern melhor do queo brasileiro. Para consolidar esse cres- cimento, a companhia faz parcerias em vanas frentes, incluindo agricola, pesquisa e tecnologia, industrial e lo- gistica, segundo Gradin. Eledestacaasdificuldades nesse projeto,devido ao pio- neirismo. Como ainda nao existe escala comercial na produc;aodeetanol celulosi- cono pais, tudoenovoepre- cisaserdesenvolvidoouade- quadoa essa atividade. Essa adaptac;ao vai desde novasmaquinasapropriadas para a coleta de palha daca- naatealta tecnologiautiliza- da na transformac;ao dessa materia-primaem etanol. Naarea agricola, a empre- sa ja tern 26 memorandos de entendirnentoassinadoscom usinas que ja atuam na pro- duc;ao de etanol para parce- rias na segunda gerar;ao. Apesardasclificuldadesno desenvolvimentoda novatee- nologia, Gradinacreditaque conseguira oferecero etanol celul6sico a urn prec;o 20o/o mais baixo do que oatual. 'CANAENERGIA' AGranBio utilizara a cha- mada "canaenergia". Coma variedade trazida de Barba- dos, a empresadizque ama- teria-primaea maisadequa- da paraa produc;aodeetanol desegunda gera<;ao. Alem da alta produtivida- de,queemareasirrigadaspo- dechegara250toneladas por hectare, a "cana energia" e uma planta rustica, que exi- gemenosaguaeinsumos na produ<;iio,apontaaempresa. Com investimento totales- timado em ate R$ 450 mi- lhoes,aprimeita unidadees- ta sendo erguida em Sao Mi- guel dos Campos, em Ala- goas. Alem da facilidade de coleta de materia-prima na regiao, a empresa quer se aproveitar da logistica favo- ravel para exportac;ao, por meiodo porto de Macei6. Essa tecnologia que a em- presa busca abre outraspos- sibilidades de uso alem do combustive!. Empresascomo BasfeToyota jaflzeram con- tato com a GranBio para fu- tura utilizac;ao de produtos advindos do etanol celul6si- co. Aprimeira quer produzir tinta "verde", enquanto a montadora visa substituir o petr6leo em paineis e per;as deautom6veis, porexemplo. »Com TATIANA FREITAS

×