Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Gestão de estoques em operações de logística humanitária

211 views

Published on

Apresentação de artigo no seminário sobre logística humanitária

Published in: Education
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Gestão de estoques em operações de logística humanitária

  1. 1. Rogério Fernandes da Costa costa_rf@outlook.com
  2. 2. Objetivo do estudo Desenvolver um modelo que permita testar três estratégias diferentes para gerenciamento de estoques aplicadas à emergência do Sudão do Sul. Abordagens estratégicas: 1. Heurística; 2. Matemática; 3. Instintiva (ingênua).
  3. 3. Limitações da pesquisa • Primeiro passo para o desenvolvimento de um sistema de gerenciamento de estoque para alívio humanitário. • Um trabalho futuro incluirá a correlação de itens múltiplos considerando o impacto da informação.
  4. 4. Gerenciamento de estoques De acordo com a Visão Mundial (World Vision International) um pedido individual de itens pode aumentar até 400% durante emergências maiores. Importante destacar que os custos com estoque podem representar de 25% a 30% do valor do produto por ano.
  5. 5. Variáveis de Decisão A ajuda em operações de resposta a desastres deve ser distribuída com base na necessidade das vítimas (IFRC, 2009). Metodologia adotada (pesos e custos): 1. Impacto da resposta; 2. Não atendimento à demanda.
  6. 6. Verificação e testes do modelo
  7. 7. Parâmetros do modelo
  8. 8. Verificação e testes do modelo Testes preditivos permitem calcular o valor estacionário do estoque após cada ciclo. Onde: Qe = itens atrasados por pedido/número de emergências no ano; E = Custo por emergência; K2 = Custo fixo; C2 = Custos variáveis; Be = Budget e Fv = Custo da emergência dado o número de ciclos por ano.
  9. 9. Verificação e testes do modelo
  10. 10. Implicações práticas Em um domínio marcado pela predominância de estudos qualitativos, este trabalho procura demonstrar os benefícios do uso de métodos quantitativos para gerenciamento de estoques em uma configuração de “lead time”.
  11. 11. Contribuição da pesquisa Para as organizações humanitárias: Ao apontar as principais características a serem consideradas e fornecer informações sobre como implementá-las, possibilita aplicação prática para gerenciamento de estoques com foco na minimização de custos e maximização do atendimento. Para a academia: fomenta o debate sobre a importância sobre simulação e modelagem matemática no contexto de resposta à desastres.
  12. 12. Resultados A pesquisa identificou pontos fortes e fracos para diferentes estratégias de gerenciamento de estoque em operações de emergência humanitária, apontando os fatores críticos para o desempenho do sistema.

×