Anelídios

2,749 views

Published on

Trabalho de Biologia Anelídios

Os anelídeos (Annelida, do latim annelus, pequeno anel + ida, sufixo plural) são um filo de animais portadores de metâmeros, segmentados, o qual inclui as minhocas, poliquetas e sanguessugas

Published in: Education
0 Comments
5 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
2,749
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
242
Comments
0
Likes
5
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Anelídios

  1. 1. Filo Annelida O filo Annelida (do latim annellus, anel) reúne os anelídeos, animais de corpo alongado por segmentos ou anéis dispostos em sequência. Há 15 mil espécies distribuídas em três grupos OligochaetaO, Polychaeta e Hirudinea.
  2. 2. As Oligoquetas Os oligoquetas (do grego oligos, pouco, e chaite, pelo, cerdas) são anelídeos com poucas cerdas corporais. Estas são projeções rígidas, constituídas por quitina, que se apoiam solo e facilitam a locomoção. É difícil ver as cedas da minhoca a olho nu.
  3. 3. Minhoca no meio ambiente As minhocas tem papel ambiental importante na reciclagem de materiais orgânicos e na fertilização do solo, o esterco das minhocas é conhecido como húmos de minhoca e constituído um adubo de alta qualidade. As minhocas escavam túneis que favorecem as raízes das plantas.
  4. 4. As poliquetas O nome Poliqueta ( do grego polys,muito) refere-se á presença de numerosas cerdas, implantada em expansões laterais de cada segmento corpo desses animais. Esses segmentos são chamados de parápodes, ou parapódios (do grego para, semelhantes, pé, perna).
  5. 5. Tipos de Poliquetas Os poliquetos vivem no mar; algumas espécies, como Nereis virens (nereida), são predadoras e rastejam ativamente pelo fundo marinho a procura de alimento. Outras poliquetas denominadas tubulares vivem dentro de tubos que elas fazem dentro da areia no leito marinho, a alimentam-se de organismos microscópicos e larvas.
  6. 6. Os Hirodíneos Os hirudíneos mais conhecidas como sanguessugas são anelíneos que não têm cerdas nem parápodes e cujo corpo é ligeiramente achatado dorsoventralmente. Muitas espécies de hirudíneos vivem em água doce e no mar, mas há algumas que vivem em brejos e pântanos.
  7. 7. Hirudíneos na Medicina Atualmente , as sanguessugas estão voltadas principalmente para remover hematomas produzidos por ferimentos traumáticos ou por cirurgia.
  8. 8. Anatomia e fisiologia dos anelídeos Os anelídeos têm simetria bilateral, são triblásticos e têm sistema digestório completo. Como os moluscos, eles são também animais celomados. A novidade evolutiva que apresentam em relação aos filos estudados até aqui é metameria, isto é, corpo dividido em segmentos ou metâmeros que se repetem ao longo do comprimento.
  9. 9. Revestimento corporal e Sistema muscular O corpo da minhoca e revestido externamente por uma cutícula fina e transparente, secretada pela epiderme; em baixo dela encontra-se a musculatura do animal. A parede de cada metâmero apresenta uma camada de musculatura externa, com fibras contráteis dispostas circularmente ao corpo, e uma camada de musculatura interna, com fibras dispostas em sentido longitudinal.
  10. 10. ingestão, digestão e eliminação O material ingerido segue pelo esôfago até o papo, uma região mais dilatada do tubo digestivo em seguida o alimento passa pela moela passa para o intestino,na intestinal posterior aos cecos intestinais , a parte superior do intestino apresenta uma prega longitudinal chamada tiflossole. O material que não foi aproveitado e eliminado pelo anus.
  11. 11. Sistema circulatório e respiração A minhoca e outros anelídios têm sistema Circulatório fechado, isso é, o sangue circula apenas dentro de vasos sanguíneos. Um vaso dorsal conduz o sangue da região postério para a anterior do corpo dois vasos ventrais conduzem o sangue e sentido inverso. A absorção de gás oxigênio e a eliminação de gás carbônico são efetuadas pela superfície corporal, caraterizando a respiração cutânea.
  12. 12. Sistema excretor A excreção da minhoca e de outros anelídios é realizada por metanefrídios, em geral um par por seguimento corporal. O principal produto de excreção é a amôni, essa substancia, juntamente com as fezes da minhoca, contribui para a fertilizar do solo.
  13. 13. Sistema nervoso e sensorial O sistema nervoso dos anelídeos é contituído por um par de gânglios cerebrais localizados dorsalmete sobre a faringe e por dois cordões nervosos ventrais, cm um par de gânglios por metâmeros.O sistema sensória das minhocas é pouco desenvolvido e consiste de células epidérmicas especializadas na captação de estímulos mecânicos, químicos e térmicos.
  14. 14. Reprodução dos anelídios Anelídeos têm reprodução sexuada, A maioria dos poliquetos é dioica, com fecundação externa e desenvolvimento indireto. Do ovo dos poliquetos surge uma forma larval denominada trocófora, que mais tarde se transforma em adulto.
  15. 15. Reprodução das minhocas Na região do clitelo, em posição ventral, há um par de orifícios denominados poros geniais femininos, que se conectam internamente a duas estruturas em forma de funil, ou ovidutos. As parte reprodutoras masculinas da minhoca consistem em dois pares de testículos, dois pares de vesícula seminal, um par de túbulos seminíferos e um par de glândulas prostáticas.

×