Boletim esperança 06

230 views

Published on

Informativo mensal do Grupo Espírita Caminho da Esperança, instituição fundada por Geraldo e Ana Guimarães, pais de Anete Guimarães.

  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Boletim esperança 06

  1. 1. Boletim EsperançaInforme de Estudos Espíritas, RJ, Ano 1, N. 6 OUTUBRO, 2009 EDITORIAL Leitor amigo, este exemplar, produto das vibrações cariciosas de nossos pensamentos, configura mais uma vitória. Já estamos no número seis! Manter a divulgação do bem é compromisso inadiável. Aqui você vai encontrar uma novidade: o expediente e o índice, na página 3, porque priorizamos as homenagens a Kardec, na página 1, com o artigo internacional “Períodos outonais” e a “Ode a Kardec”. Destaca-se a mensagem do mês ”Caridade”, de Geraldo Guimarães. Deus, Jesus, família e educação constituem temas deste número. Não se esqueça de fazer a Cruzadinha Espírita, hein! As efemérides espíritas estão no ar. Boa leitura! O Espiritismo está no ar. Boa l itura!A EQUIPE PERÍODOS OUTONAIS Caminhando nos bosques das Ardenas, onde moro, admirava as belas cores outonais. Folhas de vários matizes variavam do vermelho ao ODE A ALLAN KARDEC pastel, passando por várias tonalidades. Há muito estava previsto Hippolyte Léon Denizard Rivail Meu pensamento vagava, quando a imagem de um vulto No evangelho de João Francês, nascido em Lyon importantíssimo se fez presente. Era aquele que, exatamente nessa mesma Viria o consolador Foi estudar na Suiça estação, no ano de 1804, final do período iluminista (séc. VII e VIII) e A terceira revelação Com Pestalozzi, em Yverdon início das Guerras Napoleônicas (1799-1815), veio ao mundo no dia 3 de Kardec foi responsável O seu notável saber Pela codificação Utilizou como um dom outubro: Hippolyte Léon Denizard Rivail. Esse ilustre senhor, com o cognome de Allan Kardec, o qual lhe O emissário de Jesus Professor de Anatomia pertenceu no período gaulês, viria marcar a história da Humanidade com a O Espiritismo consolidou Física e Química lecionou Observando fenômenos Até mesmo Astronomia codificação do Espiritismo. Que a princípio duvidou Foi contador e escritor Deixado quase que de lado, por mais de um século e meio, em Ao ver as mesas girantes Escrevendo as apostilas consequência do materialismo desequilibrado, ele emerge das profundezas Jamais se entusiasmou Nesse ofício iniciou de nossas consciências, fazendo germinar, na Europa contemporânea, De espírito cartesiano Foi na década de trinta aquela semente tirada do fruto de seu trabalho árduo e minucioso, no Metódico e disciplinado Allan Kardec se encantou momento propício. Racional e cauteloso Com a Professora Amélie E com os cuidados que exige uma germinação, eu vos proponho Era “o bom senso encarnado” E em Paris se casou Mas aos sessenta e cinco anos alguns pensamentos de irmãos da Europa, mais especificamente, da Para cumprir sua missão O ilustre desencarnou Bélgica: Primeiro ele investigou “Allan Kardec veio trazer uma nova luz sobre os fenômenos Aprofundando seu método Ao deixar nosso planeta inexplicados, trazendo respostas racionais ao que parecia, até então, A Doutrina validou Com prematura idade Legião de seguidores irracional” (Jean-Paul Évrard, presidente da Union Spirite Belge – USB). Sob a égide do Espírito Contou com a espiritualidade “Kardec, aquele que, verdadeiramente, me fez compreender a De Verdade, anunciou E a Doutrina não sofreu importância da moral e da prática do bem” (Marie-France Doyen, iniciante Os mistérios insondáveis Solução de continuidade no espiritismo, Virton-Be). Que o outro plano revelou Rita Pontess “Allan Kardec é uma das grandes personalidades da história; ele Com o Livro dos Espíritos obrou toda a sua vida com os Espíritos, para responder às nossas questões A Doutrina se fundou sobre o além e para nos ensinar a combater o orgulho” (Bastien Goffete, 15 Suas obras basilares O Pentateuco formou anos, membro do Centre Philosophique Spirite − CPS « Nosso Lar », Bertrix-Be). Marcia Alves (CPS « Nosso Lar »-Bélgica ) Boletim Esperança – Página 1
  2. 2. DA ESCOLA ESPERANÇA PARA VOCÊ COLUNA DO CAMINHO HARMONIA E FELICIDADE Livraria Julio Trindade EXERCÍCIO DE HARMONIZAÇÃO II Enriqueça sua biblioteca ou presenteie Em estado de quietude, inspire e expire o ar longa e um amigo com livros de Allan Kardec,calmamente, por três vezes. O ar, obra divina, é a sustentação da Chico Xavier, Divaldo Franco,vida, é como se fosse Deus entrando em seus pulmões, Herculano Pires, Yvonne Pereira erenovando suas energias, e saindo deles suavemente, muitos outros.concedendo-lhe a graça da vida. Lojinha Agora, observe sua respiração, concentre-se nela. Panos de prato bordados, lembrancinhas, embalagens paraSinta-se, veja-se num ambiente sereno repleto de árvores; você presente, mel, melado, própolis, pólen e tantas outras coisasestá sentado (a) sobre a relva e observa o entardecer. A noite se podem ser encontradas na nossa lojinha.aproxima, o Sol vai desaparecendo de um lado e, de outro, Cantinacomeça a surgir a Lua. Algumas estrelas salpicam o firmamento Aproveite e faça um bom lanche!e as tonalidades do céu variam do amarelo-alaranjado para o SEMINÁRIO DO MÊSrosa-azulado. Enfim, anoitece. A Lua e miríades de estrelasiluminam o local onde você está. Sinta-se em plenitude, em No dia 20 de setembro tivemos o prazer de receber maiscompleta paz e harmonia com o Universo. Só há você e o uma vez o professor José Carlos Leal em nossa casa, OUniverso. Contemple-o por alguns minutos. Agora, depois dessa seminário, sob o tema A História do Conceito de Deus, foipequena viagem astral, volte-se para seu corpo, vá retornando excelente e nos foi bastante proveitoso. Alguns dos livros doaos poucos, sentido o ambiente da sala, abrindo os olhos professor Carlos Leal podem ser encontrados na livraria dacalmamente e percebendo a quietude do espaço em que está. nossa instituição. Agradeça a Deus orando o Pai Nosso. CURTINHAS Giannina Laucas No dia 2 de outubro, às 18h30, haverá Palestra na Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro, tendo como convidado o presidente da FEB, Nestor João Masotti. Na Sede Seccional da FEB, no Rio, o CEERJ promove, emDATAS IMPORTANTES DO MÊS DE OUTUBRO parceria com a FEB, no dia 3, das 10h às 13h, o Seminário "60 Anos do ‘Pacto Áureo’ - Unificação do Movimento Espírita em Solo Brasileiro",03/10/1804 NASCIMENTO DE ALLAN KARDEC. com atuação do presidente da FEB e do secretário-geral do CFN da03/10/1943 Publicado Nosso Lar. FEB, Antonio Cesar Perri de Carvalho.05/10/1949 É assinado o Pacto Áureo na FEB, objetivando a Nos dias 09, 10, 11 e 12 de outubro, no Instituto de Difusão Espírita (IDE), Araras/SP, acontece a VIII Mostra Espírita de Dança eunificação do Espiritismo em todo o País. Oficina do Espírito. Trata-se de um evento espírita que expõe estudos e09/10/1861 É realizado o Auto-de-Fé de Barcelona, quando, por oficinas sobre a dança e arte espírita com o tema central: A Criação: sou criador, sou criatura.ordem da Igreja Católica, através de um de seus ministros, foram Com o tema central "Mediunidade no período de transiçãoqueimados os livros enviados por Kardec a um livreiro espanhol. planetária", o Centro espírita Caminho de Damasco realizará o Entremédiuns - Noroeste Paulista 2009, de 16 a 18 de outubro, no19/10/1909 Desencarna na Itália, César Lombroso, criminalista e Lions Clube de Votuporanga.pesquisador espírita. O Conselho Espírita do Estado do Rio de Janeiro - CEERJ22/10/1922 Nascimento de Irma Castro Rocha, mais conhecida realizará nos dias 31 de outubro, 1º e 2 de novembro de 2009, no Macaé - Centro de Convenções Jornalista Roberto Marinho, o IIentre nós como Meimei, apelido carinhosamente usado por seus Congresso Estadual Espírita do Estado do Rio de Janeiro, tendo comopais e, mais tarde, adotado por ela para se referir ao seu marido. tema: “Espiritismo: rumo para ser feliz”.26/10/1943 Desencarna no Rio de Janeiro, Luís Olimpio Guillon Acontecerá de 05 a 11 de outubro, das 09h às 20:30h, a “Feira do Livro Espírita”, na Sede da União Espírita Mineira, que fica naRibeiro, escritor e tradutor de Kardec e Roustaing. Rua Guarani, 315, Centro, Belo Horizonte – MG.27/10/1937 Numa ação arbitrária da policia, sem qualquer A Rádio RJ transmite o programa Cultura Espírita às quintas,justificativa, a FEB é fechada por um período de 3 dias. 12:00h, com Geraldo Guimarães e outros. VALE A PENA CONFERIR! Sempre surpreendendo, Divaldo Franco provou que está atualizado ao usar o Datashow, com desenvoltura, ao realizar no diaANIVERSARIANTES DO MÊS 27/09 o seminário Fidelidade a Jesus, em Santo André (SP).Romildo 02/10 Rogamos a Jesus que proteja e abençoe o nosso companheiro Geraldo Guimarães, após o leve susto provocado àRayana Costa 03/10 Família Esperança, em virtude do pequeno acidente de carro, semMaria das Graças 07/10 conseqüências. Que o Mestre ilumine seus dias para que eles sejam sempre transbordantes de Saúde, Paz e Felicidade.Rose Laucas 13/10 Lojinha sob nova administração: Júlia Solino. Boletim Esperança – Página 2
  3. 3. CARIDADE Dentre a fé, a esperança e a caridade, a maior é a caridade, afirma Paulo, no capítulo 11 de O Evangelho Segundo o Espiritismo. Exalta-lhe a grandeza dentre as virtudes teologais. É, ainda, Allan Kardec que afirma: “Fora da caridade não há salvação” − fazendo desse conceito a razão de ser do Espiritismo. Ela, a caridade, não julga mal, não é soberba, não é egoísta nem orgulhosa, é paciente, tolerante; a caridade tudo suporta, tudo crê, tudo espera, tudo sofre. A caridade tem sido a alavanca dos heróis da fé: Francisco de Assis, Francisco de Paula, Madre Teresa de Calcutá e de muitos outros notáveis que marcaram a história. Homens e mulheres extraordinários intermediaram a libertação de judeus, na Alemanha nazista, evitando que estes fossem aos campos de concentração. Na Bahia, Divaldo Franco é uma referência do Evangelho e do Espiritismo aplicados. Sua Mansão do Caminho se tornou um símbolo do bem para crianças, jovens, adultos e idosos no campo material e, principalmente, no moral. O Lar Fabiano de Cristo é símbolo mundial de educação e serviço social. Foi considerado pela UNESCO como “Órgão Consultor da Educação Básica” e ampara, aproximadamente, oitenta mil pessoas em todo o Brasil. Suas “Unidades de Promoção Integral – UPIs” transpiram trabalho e amor. São cinquenta unidades próprias mais associação com duzentas e seis instituições espíritas. Talvez, não haja, no Brasil e fora dele, uma instituição desse porte. No entanto, a caridade mais legítima é aquela que confraterniza o ser humano em todos os níveis da sociedade. Aceitação, que significa tolerância com as diferenças do outro. Compreensão, que entende as diferenças e a evolução individual. Respeito pelo conteúdo divino de cada ser, que se manifestará na madureza individual. Podemos afirmar que a caridade, que é amor, é a mais expressiva manifestação de Deus. Mesmo que o ser humano ainda não tenha luz própria, ele pode tranquilizar-se para ser uma superfície polida a refletir a luz de Deus. A prática da verdadeira caridade aproxima permanentemente o homem de Deus. Desdobra o teu mundo interior onde as virtudes já se encontram em latência. Basta desenvolvê-las com a prática e a ação no bem. GERALDO GUIMARÃES LIVRO DO MÊS NESTE BOLETIMEXPEDIENTE Capa NOS BASTIDORES DA OBSESSÃO - EDITORIALDireção do Jornal: Rafael Rodrigues O autor espiritual, grande estudioso o - PERÍODOS OUTONAISSecretária: Regina Celia tema, focaliza a retaguarda do proble- - ODE A ALLAN KARDEC ma da obsessão que, segundo AllanRevisora: Giannina Laucas Página 02 Kardec, é o domínio que alguns - ESCOLA ESPERANÇAColaboradores: espíritos logram adquirir sobre certas pessoas. - DATAS IMPORTANTES Através de 16 capítulos, precedidos de Ana Guimarães Geraldo Guimarães - ANIVERSARIANTES DO MÊS valiosas anotações sobre os conceitos da obsessão, apresenta os acontecimentos - COLUNA DO CAMINHO Vanessa Bianca Allan Laucas Pereira ocorridos entre os anos de 1937 e 1938, em - CURTINHAS Jurandyr Paulo Júlia Solino Salvador, Bahia, com a família Soares, que se Página 03DIREÇÃO DA INSTITUIÇÃO encontra sob regime de intensa perturbação - MENSAGEM DO MÊS espiritual. - LIVRO DO MÊSPresidente: Jurandyr Paulo APROVEITE!!! ESSE LIVRO ESTÁ COM PREÇO Página 04Vice-presidente: Geraldo Guimarães PROMOCIONAL NA LIVRARIA DO CAMINHO DA - ENCONTRO COM A CIÊNCIA ESPERANÇA.Secretária: Vanessa Bianca - PROGRAMAÇÃO DA CASA - O CONCEITO DE DEUSTesoureiras: Cristiane Drummond e Cláudia Passarelli Boletim Esperança – Página 3
  4. 4. ENCONTRO COM A CIÊNCIA – KARDEC E A FAMÍLIA A HISTÓRIA DO CONCEITO DE DEUS Há 205 anos, nascia Hippolyte Léon Denizard Rivail. “A história do homem é a história do conceitoComo todos os Espíritos, sua tarefa, na Terra, tinha objetivos que ele faz de Deus”. Com essa afirmação, oespecíficos relacionados ao seu grau de adiantamento professor José Carlos Leal sintetizou o tema doespiritual, conforme nos ensina O Livro dos Espíritos. Por essa seminário ocorrido no dia 20 de setembro, em nossarazão, os Benfeitores afirmam que a Humanidade inteira está instituição.na situação de missionária, portanto, todos temos uma missão O professor fez uma incursão erudita, poréma cumprir na vida. Como professor, a preocupação maior do mestre simples, dos fastos históricos das religiões antigaslionês foi com a educação − “não esta que informa, mas aquela demonstrando como o pensamento humano sobreque faz desabrochar e cultivar hábitos bons, formando homens Deus evolveu, desde o pensamento mitológico até ode bem” − no dizer de Kardec. ponto de vista da lógica espírita. Sua atuação em sala de aula era exemplar. Dizia que Para tanto, ele desenvolveu o seguinte roteiro:“o professor era um jardineiro e os alunos, suas flores”. (i) distinção entre definição e conceito; (ii) O fato de não ter tido filhos biológicos jamais o antropomorfismo; (iii) distinção entre templo e igreja;impediu de observar as crianças, afirmando ser a infância a (iv) sacerdotes, mitos, rituais e oferendas; (v) Jesus, oépoca propícia para o desenvolvimento intelectual, moral e missionário; (vi) a segunda revelação: Deus – Pai; (vii)espiritual do indivíduo. a questão do amor; (viii) a limitação do povo; (ix) Deus Conta-nos Allan Kardec que foi testemunha de umfato bem característico nesta área. A cena que se desenvolveu da teologia; (x) provas da existência de Deus; (xi)a seus olhos foi assim: uma criança de aproximadamente 2 Santo Anselmo; (xii) as cinco vias de Tomás deanos e meio, por se não querer alimentar, foi advertida de que Aquino; (xiii) Deus segundo o espiritismo.sua porção seria oferecida ao irmão. Diante da reprimenda, Dois marcos referenciais, na história damanteve capricho de criança mimada e a mãe cumpriu a Humanidade, se complementam: com Jesus, acabampalavra. O irmão comeu a porção, bem satisfeito. Diz Kardec: as lutas dos gladiadores, inicia a ideia de perdão entre– “Não era preciso ser pai ou mãe para não ver o relâmpago os homens, concebe-se a existência de Deus-Amor,de cólera e de ódio que brilhou em seus olhos – e acrescenta – em lugar de Deus-violência, e afirma-se a pluralidadea semente foi lançada, poderia produzir bom grão?” A Terra é ainda habitada por Espíritos que, na sua dos mundos habitados; com Kardec, elimina-se omaioria, sofrem do grave vício do egoísmo, defeito que chega antropomorfismo por meio do uso do pronome neutrodisfarçado de capricho, teimosia, personalidade forte. logo na primeira questão de O Livro dos Espíritos: A Doutrina Espírita abre novos horizontes para a Que é Deus?Humanidade, encorajando os pais na nobre missão de educar. Giannina LaucasO enfoque da família está na pauta do dia. Na sua “Oração da Família”, o padre Zezinho afirma:– “Que as crianças aprendam, no colo, o sentido da vida.”Pestalozzi assevera que a educação começa no ventrematerno. E Allan Kardec, transcendendo o limite do corpofísico, orienta os pais a ver, em cada filho, um Espírito carentede educação. Vanessa BiancaPROGRAMAÇÃO DA CASA 2ª Feira (20:00 às 21:00)PALESTRAS DOUTRINÁRIAS: LIVRO DOS ESPÍRITOS05/10 – Geraldo Guimarães Allan Kardec, o homem e sua obra12/10 – Vanessa Laucas Questões 228 a 23319/10 – Ana Guimarães LIVRE26/10 – Josué Bezerra Questões 234 a 236 3ª Feira (14:50 às 15:25)06/10 – Giannina Laucas Allan Kardec, o educador O programa é apresentado pelo Casal Guimarães, sendo13/10 – Zezé Silva Ev. cap. 4, item 4 recomendado, para toda a família por abordar temas e casos diferenciados, sempre relacionados à convivência familiar, com20/10 – Jair Costa Ev. cap. 4, itens 5 a 9 orientações para a solução de eventuais conflitos.27/10 – Claudia Costa Ev. cap. 4, itens 10 a 11 5ª Feira (19:30 às 21:00) REUNIÃO MEDIÚNICA e GRUPO ESPÍRITA CAMINHO DA ESPERANÇA ESTUDO DO LIVRO “MEMÓRIAS DE UM SUICIDA” Rua Aristides Lobo, 51 – Rio Comprido Sábado (8:30 às 15:00) Rio de Janeiro/RJ CEP.: 20.250-450 ESCOLA DE ESTUDOS ESPÍRITAS ESPERANÇA Tel.: (21) 2504-8512 Boletim Esperança – Página 4
  5. 5. Reconhecidamente um dos palestrantes mais respeitados no meio empresarial, Alkíndar deOliveira vive em São Paulo e ministra palestras e treinamentos comportamentais em todo o Brasil (entre seusclientes estão a Petrobras, Banco Itaú, Bradesco, Correios, McDonald’s, Mercedes-Benz do Brasil, Tramontina eVolkswagem Serviços). Suas teses e artigos são expostos em renomados veículos de comunicação, como asrevistas Você S/A, Bons Fluidos, Pequenas Empresas Grandes Negócios, Venda Mais; e os jornais ValorEconômico, O Estado de São Paulo e Jornal do Brasil. Tem seis livros publicados: Liderança saudável; Torne possível o impossível; Viver bem ésimples, nós é que complicamos; Espiritualidade na empresa; O trabalho voluntário na Casa Espírita;Aprimoramento Espírita. O que é mais importante, a quantidade ou a qualidade dos Centros Espíritas? De vez em quando ouço um espírita dizer: “o importante não é a quantidade de CentrosEspíritas, é a qualidade”. Será que afirmar “o importante não é a quantidade de Centros Espíritas, é a qualidade” não éimaginar que o Espiritismo não veio para o mundo, mas sim para um grupo de privilegiados? Será que a TerceiraRevelação é só para nós? Será que não seria melhor dizer, pela importância (para o mundo) dos princípios espíritas, que“o importante é a qualidade e a quantidade”? Outros argumentam: “é preciso esperar melhorar qualitativamente os Centros Espíritas, parasó então divulgarmos intensamente nossa Doutrina”. Será? Penso que temos que trabalhar com o que temos. Uma coisa é pensar e sonhar com o “ideal”,outra é fazer o “possível”. Pensar que primeiro é preciso melhorar a qualidade dos Centros Espíritas, para só depoismelhor divulgar a Doutrina, é semelhante à atitude de um governador de Estado que resolvesse oferecer vagasàs escolas públicas só depois que todo o corpo docente melhorasse a qualidade! É semelhante ao fato de começarmos a ensinar às pessoas que é preciso primeiro esperarconseguir amar ao próximo como a si mesmo, para só depois começar a fazer a caridade!Uma pergunta: Sabendo que os discípulos de Jesus eram pessoas simples, comuns, sem destaque social oucultural, pescadores, Jesus esperou que eles melhorassem qualitativamente para só depois convidá-los a segui-Lo? Esperar ficarmos prontos, para só então começar a trabalhar, é uma grande ilusão. Nós nunca estamos - nem estaremos - “prontos”. Nós nunca seremos um produto acabado. E o mesmo ocorre com os Centros Espíritas: sempre haverá alguma deficiência. Mas é precisotrabalhar. É preciso divulgar nossa Doutrina. E de forma ousada! Alkíndar de Oliveira
  6. 6. VERTICAIS HORIZONTAIS2 O mesmo que voz direta. Fenômeno em que o desencarnado fala através 1 Antigo sacerdote da Gália e da Bretanha.de aparelhos ou peças capazes de permitirem que ele transmita sua Sábio de modos solenes.mensagem oral. 3 Aparição tangível.4 Diz-se da aparência da roupagem espiritual com que as aparições se 4 Dispersão dos judeus no decorrer dosmostram. séculos, depois do ano setenta.6 Amor que move a vontade à busca efetiva do bem de outrem e que 5 Exercício prático que leva à efetivaprocura identificar-se com o amor de Deus. realização da virtude, à plenitude da vida7 Esquecimento da vida presente, lembrando-se, todavia, dos fatos antigos. moral.9 Doutrina que defende a hipótese de que nada acontece sem que a isso 8 Processo pelo qual cada um se redime decorresponda uma prévia programação. suas faltas e erros passados.14 Quantum vital. Elemento espiritual correspondente à vida material, como 10 Nome dado à força do pensamentoforma estruturada pelo mesmo. (Teoria Corpuscular do Espírito de onde as vibrações mentais são capazes deE.G.Andrade) irradiar poderes além do normal.16 Mediunidade aquisitiva através da qual o psicofônico passa a falar uma 11 Reação do temperamento de cada umlíngua estranha a seu conhecimento e que tanto pode ser real como às ações de agentes externos.estrutural, ou seja, tenha formação idiomática, contudo, não seja falada por 12 Faculdade sensitiva dos centros denenhum povo. percepção que estabelece a relação entre17 Movimento paranormal de objetos ao contacto das mãos, como no caso uma percepção e outra. Captaçãodo copinho sobre uma cartolina ou um quadrante contendo letras. paranormal.18 Desprovido da forma material. 13 Capacidade de certos sensitivos de20 Designa aqueles que aproveitaram todas as oportunidades construtivas perceber, através das radiações, as maisoferecidas pela reencarnação. diversas e estranhas reações de um paciente.21 Sensibilidade capaz de captar as radiações de pessoas ou coisas. 15 Tratamento das obsessões orientado22 Mediunidade aquisitiva através da qual o psicógrafo passa a escrever em pela Doutrina Espírita, em reuniõesum idioma totalmente desconhecido, quer usando letras dos alfabetos especializadas.existentes, quer com recursos de símbolos devidamente estruturados. 19 Batidas paranormais provocadas por23 Formação de organismos vivos sob ação paranormal. Consiste, Entidades espirituais durante uma sessãoprincipalmente, em fazer vegetais crescerem de forma anômala e rápida. dita de efeitos físicos (ectoplásmica).24 Distúrbios psicóticos causados sob influência de ação paranormal.

×