O Uso Da Tecnologia No Ensino De Línguas

1,494 views

Published on

Apresentação referente ao texto de Vera Lúcia Menezes e Paiva. O Uso da Tecnologia no Ensino de Línguas Estrangeira: breve retrospectiva histórica.

Published in: Travel
0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
1,494
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
50
Actions
Shares
0
Downloads
60
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

O Uso Da Tecnologia No Ensino De Línguas

  1. 1. O USO DA TECNOLOGIA NO ENSINO DE LÍNGUAS ESTRANGEIRAS: breve retrospectiva histórica Vera Lúcia Menezes de Oliveira Paiva
  2. 2. A tecnologia da escrita <ul><li>Textos editados no volumen rolo de folhas de papiro; </li></ul><ul><li>Formato do códex; </li></ul><ul><li>Invenção da imprensa por Gutemberg; </li></ul><ul><li>Censura da Igreja ao códex; </li></ul><ul><li>Censura nas novas tecnologias; </li></ul>
  3. 3. As tecnologias no ensino de línguas <ul><li>Primeiros livros: gramática </li></ul><ul><li>Era medieval: aprender uma língua = aprender a sintaxe dessa língua; </li></ul><ul><li>Primeiro livro com imagem (Comenius); </li></ul><ul><li>Auxilio de imagens para estudo de vocabulário; </li></ul><ul><li>Sauveur: Escola local para preencher os ouvidos; </li></ul>
  4. 4. Tecnologias de áudio e vídeo <ul><li>Segundo Kelly a grande revolução no ensino de línguas começou com a invenção do fonógrafo; </li></ul><ul><li>Gravação de áudio possibilitou aos professores levar a sala de aula gravações de fala de nativos; </li></ul><ul><li>Material escrito e acompanhamento em áudio; </li></ul>
  5. 5. <ul><li>Walt Disney: cria cartoons para ensino de línguas 1930; </li></ul><ul><li>Gravador: na década 40, possibilitou que os alunos gravassem suas leituras e exercícios de repetição e avaliassem seu desempenho; </li></ul><ul><li>Criação dos laboratórios: década de 50; </li></ul>
  6. 6. <ul><li>Rádio usado como tecnologia de áudio; </li></ul><ul><li>Invento da televisão 1926. Chegada ao Brasil 1950. Difusão da tecnologia as camadas sociais; </li></ul><ul><li>Uso da televisão em sala de aula. TV a cabo. Tele cursos Roberto Marinho; </li></ul><ul><li>Escola e o uso de novas tecnologias; </li></ul>
  7. 7. <ul><li>Linha do tempo que sintetiza percurso de tecnologias: </li></ul>Volumen/codex/livro fonógrafo/gramofone/gravador projetor/TV/vídeo
  8. 8. O computador <ul><li>Criado para atender as exigências dos Estados Unidos durante a Guerra Fria; </li></ul><ul><li>Ensino mediado por computador: PLATO ( Programmed Logic for Automatic teaching operations) Universidade de Illinois 1930; </li></ul><ul><li>Crescimento do programa e conflitos gerados por ele; </li></ul>
  9. 9. <ul><li>Década de 80: primeiros PCS pessoais no Brasil; </li></ul><ul><li>Inglaterra: primeiro programa reconstrução de texto; </li></ul><ul><li>Acesso do Brasil a rede mundial de computadores (1991) </li></ul><ul><li>Acesso ao público em 1999; </li></ul><ul><li>Novas formas de comunicação: interação com outros falantes através de emails </li></ul>
  10. 10. <ul><li>Primeiras páginas com material gratuito: ESL cafe criada por David Sperling </li></ul><ul><li>Evolução da informática; </li></ul><ul><li>Usuário passa de mero consumidor a produtor de produto; </li></ul>
  11. 11. Rumo a normalização <ul><li>Pennington (1996): socialização dos computadores e seu uso na educação podem ser descritos em 7 fases </li></ul><ul><li>1- uso de computadores para cálculo matemático por cientistas; </li></ul><ul><li>2- acesso de professores e estudantes; </li></ul><ul><li>3- acesso a toda esfera educacional incluindo escola pública; </li></ul>
  12. 12. <ul><li>4- objeto de massa atingindo a classe média; </li></ul><ul><li>5- educadores usam computador na prática pedagógica; </li></ul><ul><li>6- crianças tornam digitalmente letradas </li></ul><ul><li>7- acesso universal a informações e pessoas; </li></ul>
  13. 13. <ul><li>Bax (2003, p.24-25) propõe sete estágios até a normalização das atividades de ensino de línguas mediadas por computador </li></ul><ul><li>1- professores e escolas adotam a tecnologia por curiosidade. </li></ul><ul><li>2- a maioria das pessoas ignora a tecnologia ou demonstra ceticismo. </li></ul>
  14. 14. <ul><li>3- as pessoas experimentam a </li></ul><ul><li>tecnologia, mas rejeitam o novo frente aos primeiros obstáculos; </li></ul><ul><li>4- tentam outra vez porque alguém os convence que a tecnologia funciona e aí conseguem ver vantagens relativas. </li></ul><ul><li>5- mais pessoas começam a usar a novas ferramenta, mas ainda existe medo ou expectativas exageradas. </li></ul>
  15. 15. <ul><li>6- tecnologia vista como algo normal </li></ul><ul><li>7- integram-se em nossas vidas </li></ul><ul><li>Normalização atingida nos serviços bancários; </li></ul><ul><li>Ensino de línguas estrangeiras em Universidades três tipos de experiências: extensão, atividades curriculares e projetos opcionais </li></ul>
  16. 16. <ul><li>Extensão: pioneira professora Heloísa Collins oferta de cursos pela PUCSP; </li></ul><ul><li>Atividade curricular: Experiência de Paiva na UFMG; </li></ul><ul><li>Extracurricular: Teletandem Brasil UNESP; </li></ul><ul><li>Vilson Leffa: Pioneiro em materiais digitais; </li></ul>
  17. 17. Referências: <ul><li>PAIVA, V.L.M.O. O uso da tecnologia no ensino de línguas estrangeiras: breve retrospectiva histórica (submetido à  publicação) 2008 disponível em http://www.veramenezes.com/techist.pdf </li></ul>

×