Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Ruido

34,015 views

Published on

Published in: Education
  • Be the first to comment

Ruido

  1. 1. Ruído e as suas consequências<br />Ano Lectivo: 2009/2010<br />Disciplina: Área de Projecto<br />Professora: Graça Bento<br />Trabalho realizado por: Andreia Silva nº4 <br /> Fábio Santos nº11<br /> Ricardo Ferreira nº16<br /> Tiago Castro nº17 <br />Ano/turma: 7ºC<br />
  2. 2. Índice<br />Introdução…………………………………………………………………………….……pág.3<br />O ruído……………………………………………………………………………….………pág.4<br />O ruído(continuação)…………………………………………………………..……..pág.5<br />Ruído(efeitos nos animais)………………………………………………………....pág.6<br />Poluição Sonora……………………………………………………………………….….pág.7<br />Consequências do ruído………………………………………………………………pág.8<br /> Onde se localiza o ruído……………………………………………………………..pág.9<br />Que medidas devo tomar para reduzir os níveis de ruído………….pág.10<br />Tipos de ruído…………………………………………………………………………...pág.11 <br />Efeitos do ruído na saúde humana………………………………………….…pág.12<br />A escala do decibel…………………………………………………………………...pág.13 <br />Bibliografia…………………………………………………………………………….….pág.13<br />Conclusão…………………………………………………………………………….……pág.14<br />
  3. 3. Este trabalho foi realizado para a disciplina de Área de Projecto e tem como tema “Ruído e as suas consequências”. <br />Com este trabalho pretendemos que os nossos colegas fiquem a saber mais sobre o ruído e algumas formas de o reduzir.<br />Este trabalho ajudou-nos a perceber as consequências que o ruído pode causar na saúde humana tais como: perdas de audição, dificuldades de comunicação, etc.<br />Introdução<br />
  4. 4. O som pode ser definido como qualquer variação da pressão atmosférica que o ouvido humano pode detectar.<br />O ruído pode ser caracterizado através da sua frequência.<br />A pressão sonora é a diferença entre agressão ambiental e a pressão atmosférica.<br />O ouvido humano possui uma sensibilidade muito elevada.<br />Ruído<br />
  5. 5. O problema do ruído no meio ambiente tem-se tornado, cada vez mais, numa fonte de preocupação para a comunidade, constituindo uma causa de incómodo para o trabalho, um obstáculo às comunicações verbais e sonoras, podendo provocar fadiga geral e, em casos extremos, trauma auditivo e alterações fisiológicas extra-auditivas. As fontes de ruído são inúmeras, podendo destacar-se as seguintes:- Tráfego (rodoviário, ferroviário e aéreo);- Indústria;- Unidades de comércio e serviços;- Estaleiros de obras;- Actividades de lazer (espectáculos e diversões).<br />Ruído(continuação)<br />
  6. 6. Ruído(efeitos nos animais)<br />
  7. 7. Poluição Sonora<br />
  8. 8. Os efeitos nocivos do ruído sobre o ambiente e a saúde humana dependem de vários factores, nomeadamente do tempo de exposição, da sua intensidade, do tipo de ruído (temporário ou permanente), da distância da fonte e da sensibilidade individual. Ao nível da saúde humana podem destacar-se os seguintes efeitos:<br />- Perda da capacidade auditiva;- Dificuldades de comunicação;- Diminuição da capacidade de concentração;- Perturbações do sono;- Fadiga;- Efeitos ao nível cardiovascular e fisiológico;- Efeitos na saúde mental (ansiedade, stress emocional, dores de cabeça,…).<br />Consequências do ruído<br />
  9. 9. Onde se localiza o ruído<br />Ruído Rodoviário:<br />Não acelerar o carro quando este está parado<br />Evitar o uso da buzina<br />Controlar o volume do rádio<br />Regular periodicamente o motor do carro<br />Utilizar os transportes públicos<br />Ruído Industrial:<br />Utilizar máquinas, aparelhos e ferramentas pouco ruidosas<br />Verificar o correcto funcionamento e operação do equipamento<br />Promover a manutenção periódica dos equipamentos<br />Utilizar coberturas e revestimentos para isolamento acústico da fonte<br />Utilizar paredes exteriores e “entre fogos” duplas com caixa de ar preenchida com material fono-absorvente<br />Utilizar silenciadores e atenuadores sonoros<br />Ruído Doméstico:<br />Falar em tom moderado, principalmente em ambientes fechados<br />Introduzir elementos elásticos nos revestimentos de pisos nas habitações (alcatifas, soalhos em parquet de corticite, …)<br />Utilizar portas acústicas em casos de acesso directo da rua para a habitação<br />Utilizar janelas com bom isolamento<br />
  10. 10. Que medidas deves tomar para reduzir o ruído<br />As medidas para reduzir os riscos ligados à exposição dos trabalhadores ao ruído devem ser implementadas pela seguinte ordem de prioridades: - Medidas técnicas de protecção colectiva (ex.: aquisição de máquinas menos ruidosas, encapsulamento de máquinas, colocação de barreias acústicas, tratamentos de superfícies reflectoras com materiais absorventes, etc.);- Organização do trabalho (ex.: rotatividade dos trabalhadores, execução dos trabalhos mais ruidosos fora do horário normal de trabalho, limitação da duração do trabalho em ambientes muito ruidosos, etc..);- Protecção individual.<br />
  11. 11. Ruído branco - Aplica-se aos ruídos cuja potência é constante em todas as faixas de frequência, por exemplo, ruído térmico <br />Ruído rosa - Aplica-se à testagem se sistemas de áudio <br />Ruído vermelho ou ruído marrom - Aplica-se a ruídos ricos em baixas frequências <br />Ruído térmico - Aplica-se a qualquer corpo aquecido <br />Ruído flicker - Aplica-se a semicondutores, válvulas e resistores <br />Ruído browniano - Aplica-se a ruídos que podem ser modelados por movimentos brownnianos da estatística <br />Ruído balístico - do inglês shot noise. Aplica-se a válvulas e junções semicondutoras <br />Ruído pipoca - do inglês popcorn noise. Aplica-se a semicondutores <br />Tipos de ruído<br />
  12. 12. Foram efectuados vários estudos que revelaram a existência de fenómenos de habituação<br />ou de adaptação ao ruído pelo Ser Humano. Estes fenómenos ocorrem, no entanto, à custa<br />de alterações fisiológicas e psicológicas de cada indivíduo.<br />Os efeitos do ruído na saúde humana podem agrupar-se em:<br />Efeitos físicos - quando se observam alterações nas propriedades físicas do sistema auditivo<br />(perdas auditivas).<br />As perdas auditivas podem ser temporárias ou permanentes. Estas últimas resultam da<br />exposição a níveis sonoros elevados ao longo de vários anos e verificam-se principalmente<br />em trabalhadores do ramo industrial.<br />Efeitos fisiológicos - quando se observam alterações na actividade do corpo humano (por<br />exemplo: alterações da pressão sanguínea, do ritmo cardíaco e respiratório, e tensões<br />musculares).<br />Efeitos psicológicos - quando se observam alterações no comportamento (por exemplo:<br />irritabilidade, stress, fadiga, diminuição da capacidade de concentração<br />Efeitos do ruído na saúde humana<br />
  13. 13. 1 No campo, à noite (raramente os níveis de pressão sonora descem abaixo).<br />2 No campo, durante o dia.<br />3 Escritório movimentado. Atenção: sons agudos e de curta<br />duração, mesmo de fraca amplitude, podem tornar-se<br />particularmente incomodativos.<br />4 Estradas.<br />5 Concerto de música rock(em alguns casos podem observar-se<br />ruídos de amplitudes ainda maiores).<br />6 Foguetão, reactor.<br />A escala do decibel<br />
  14. 14. http://pt.wikipedia.org/wiki/Ru%C3%ADdo<br />www.apambiente.pt/.../RUIDO/.../default.aspx<br />www.univ-ab.pt/formacao/.../ruido/.../ruido.html<br />Bibliografia<br />
  15. 15. Com este trabalho concluímos que o ruído pode ser perigoso, para o ambiente e para a saúde humana, quando é emitido num tom de elevada intensidade.<br />Concluímos também que existem vários tipos de ruído que são emitidos em várias situações diferentes.<br />Agora as perguntas que tínhamos no inicio em relação ao ruído já não são problema. Pois agora sabemos muito mais sobre ele.<br />Conclusão<br />

×