Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Apresentação Relatório Final - PPT

6,666 views

Published on

Apresentação do Relatório Final na UC de Prática I

Published in: Education
  • Be the first to comment

Apresentação Relatório Final - PPT

  1. 1. Universidade do AlgarveEscola Superior de Educação e ComunicaçãoLicenciatura em Educação SocialUnidade Curricular de Práticas I3º Ano – 1º Semestre1
  2. 2. • Características territoriais- Património histórico, arqueológico e paisagístico;- Recursos;- Localização sociogeográfica;- “Rurbano”.• Entidade/Instituição acolhedora - Junta de Freguesia- Administração local; serviços administrativos;- Prestação de serviços à comunidade;- Apoio Social;- Representante de todas as outras junto do CLAS.• Áreas de intervenção- Apoio à população mais idosa e desfavorecida;- Emprego ao abrigo do RSI e Instituto de Emprego;- Toxicodependência (CAT).2
  3. 3. 3Dados primários:Qualitativos - observação não participante;- conversas informais;- fóruns auto diagnóstico;- entrevistas semi-diretivas.Dados secundários:Qualitativos - pesquisas documentais; bibliografia.Quantitativos - organigrama institucional; dadosoficiais; estatísticas; relatórios…
  4. 4. 4- Desemprego;- Êxodo;- Parca produtividade agrícola;- Proximidade geográfica e vias de acesso;- Isolamento.- Envelhecimento populacional;- Fraca atratividade do sector agrícola;- Dependência socioeconómica de serviços;- Baixa taxa de natalidade;- Dificuldades em fixar os jovens comformação superior;- Serviços de saúde insuficientes;- Pouca dinamismo e criatividade(empreendorismo);- Resistência à mudança e desmotivação;- Pouca participação em ações socioculturais;- Desânimo para o reaproveitamento dosrecursos (naturais, físicos, humanos).- Forte identificação com o território;- Recursos naturais;- Exploração agrícola;- Gastronomia;- Presença de estruturas de apoio ao turismorural e lazer;- Associativismo;- Serviços e equipamentos (sociais,culturais, educacionais, etc.);- Segurança;- Património natural, paisagístico, histórico ecultural.- Localização geográfica;- Turismo Rural e lazer;- Transportes e Serviços;- Recursos endógenos, energéticos ecinegéticos;- Utilização das atividades rurais comoanimação;- Elevada paisagem acessível
  5. 5. 5Afetos à Junta de Freguesia de Almodôvar:• Físicos: vários espaços públicos (ruas, jardins, parques, etc.);instalações próprias e salas de formação.• Materiais: equipamento informático, maquinaria de apoioe transportes próprios.• Humanos: alguns funcionários e grupos corais.Instalações afetas à Câmara Municipal (pavilhões; salas deconferências; biblioteca; polidesportivos, etc.); instalações dasEscolas (primárias, E,B 2+3/S e CNO); instalações dosBombeiros Voluntários; instalações das várias associações.
  6. 6. FRACA PARTICIPAÇÃO DA COMUNIDADEEM ATIVIDADES SOCIO-CULTURAIS6Espinoza (1986, citado por Serrano, 2008), refere queum diagnóstico «(…)é o reconhecimento que serealiza, no próprio terreno em que se projeta aexecução de uma acção determinada, dos sintomasou signos reais e concretos de uma situaçãoproblemática» (p.29)
  7. 7. 7Recursos Institucionais• Financeiros e logísticos: combustível e transportes.• Materiais: equipamento de som e imagem.• Humanos: oradores para temáticas e motoristas.Adesão às atividades programadas.Existência de grupos comunitários motivados;identidade territorial; forte sentimento de pertença;presença de estruturas de apoio (turismo rural, delazer e espaços lúdicos); movimento associativo;segurança; património natural/paisagístico,ambiental, histórico e cultural; localizaçãogeográfica; serviços e equipamentos.
  8. 8. 83 Dimensões:• Informativa/Formativa• Socioeducativa• CulturalAnder-Egg (1987, citado por Pérez Serrano, 2008), «(…) consisteessencialmente em organizar um conjunto acções e actividades arealizar que implicam o uso e aplicação de recursos humanos,financeiros e técnicos, numa determinada área ou sector, com ofim de alcançar certas metas ou objetivos» (p. 19)
  9. 9. 9Promover a participação comunitária- Realizar ações de desenvolvimento (in)formativo e educativo nacomunidade (sobre temáticas pouco abordadas relacionadas com asTIC - Internet);- Desenvolver atividades práticas e educativas ao nível dos recursos epatrimónio (desenvolvimento humano e sustentável);- Incentivar a participação efetiva da comunidade na prática de hábitosde vida saudáveis (envelhecimento ativo);- Reforçar a relação intergeracional (unir gerações);- Potenciar a difusão cultural, com vista a promover a cultura interna emoutros territórios – “interculturageracionalidade”).
  10. 10. 10Recursos HumanosElementos do grupo de Práticas I;Comunidade em geral; técnicos efuncionários das várias entidadesenvolvidas no projeto; oradoresexternos.Recursos FísicosJunta de Freguesia; Escolas, CNO,Bombeiros Voluntários; CâmaraMunicipal, Piscinas; Jardins;Pavilhão…Recursos Institucionais(Financeiros e Logísticos)Junta de Freguesia e CâmaraMunicipal.
  11. 11. 11
  12. 12. 12
  13. 13. 13
  14. 14. 14Espinoza (1986) «(…) é comparar num determinado instante oque foi alcançado mediante uma acção e o que se deveria teralcançado de acordo com a prévia programação» (p. 14)Avaliação mista• Quem a faz?Avaliadores InternosAvaliadores ExternosComo?- Se correu como o planeado?- A expetativa foi atingida ou superada?- Qual o feedback da comunidade?- O que se poderia fazer para melhorar a perfomance?• Entrevistas, observações, o “face a face”.Dadosqualitativos
  15. 15. 15Quando?- Realizada após o diagnóstico (antes do projeto);- Durante o processo, isto é, avaliação formativa;- No fim do processo, isto é, avaliação sumativa.- Perguntas e respostas diretas;- Adesão da comunidade (n.º);- Números de oradores/formadores;- Número de entidades envolvidas.• Através formulários ou questionáriosDadosquantitativos
  16. 16. 16COMUNIDADEPARTICIPAÇÃOINTERGERACIONALIDADECULTURAEMPOWERMENTINTERAÇÃO(IN)FORMAÇÃOSENSIBILIZAÇÃOEDUCAÇÃO
  17. 17. 17• Ander-Egg, E. (2001), “Metodologia y prática de la animacionsociocultural”, 16ªEdição, Editorial CCS, Madrid;• Cardoso, A. (2006), “Alguns desafios que se colocam àEducação Social”. Cadernos de Estudo. Porto, EscolaSuperior de Educação de Paula Frassinetti, n.º 3, pp. 7-15.• Fragoso, A. (2005), “Desenvolvimento Participativo: umasugestão de reformulação conceptual”. Revista Portuguesa deEducação. Braga. Volume 18, n.º 1, pp. 23-51;• Freire, P. (1987), “Acção Cultural para a Liberdade”. SãoPaulo: Editora Paz e Terra.• Pérez Serrano, G. (2008), “Elaboração de Projectos Sociais”.Casos práticos. Porto: Porto editora.
  18. 18. 18
  19. 19. 19

×