Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Monografia em 10 passos

16,869 views

Published on

Apresentação realizada para residentes de Medicina de Família e Comunidade em Betim

Published in: Health & Medicine

Monografia em 10 passos

  1. 1. MONOGRAFIA EM 10 PASSOS, OU MAIS, SEI LÁ Ricardo Alexandre de Souza
  2. 2. Apresentação  Pré-projeto  Projeto e suas partes  Tipo de escrita científica
  3. 3. Pré-projeto Formulário para elaboração de proposta de monografia  Esse formulário é uma etapa de seu processo de elaboração da monografia. Ao preenchê-lo, você estará construindo a sua Proposta de MONOGRAFIA
  4. 4. Pré-projeto  Considere as informações sobre MONOGRAFIA repassadas em encontros, em textos disponibilizados e nos contatos com seu orientador, que o ajudará a definir os aspectos solicitados nesse formulário e preenchê-lo.
  5. 5. Pré-projeto  Esse formulário é importante para definir o tema e a estrutura geral de sua monografia, o que é fundamental para designação de orientador que possa estar mais ligado ao tema e à sua proposta.
  6. 6. Pré-projeto
  7. 7. Proposta de monografia 1. Diagnóstico situacional: 2. Problema priorizado: 3. Descrição do problema 4. Justificativa / relevância do trabalho 5. Objetivo geral 6. Objetivos específicos 7. Tipo de MONOGRAFIA 8. Título do trabalho de conclusão de curso 9. Método 10. Cronograma
  8. 8. Pré-projeto  Elaboração de plano de intervenção (plano de ação)  Elaboração de protocolo ou instrumento de organização do processo de trabalho  Relato de experiência
  9. 9. Pré-projeto  Análise da produção científica sobre o tema proposto  Análise de dados secundários de banco de dados do sistema de informação disponível.  Análise de dados primários
  10. 10. Projeto:  Adicionar ao pré-projeto:  Elementos pré-textuais (identificação)  Elementos pós-textuais (bibliografia ou referências, anexos, apêndices)
  11. 11. Projeto – Pré-textuais:  Capa  Folha de rosto  Folha de aprovação  Dedicatória (opcional)  Agradecimento (opcional)  Epígrafe (opcional)  Resumo língua original e em inglês  Sumário
  12. 12. Projeto:  Introdução (O que foi perguntado?)  Desenvolvimento  Métodos ou Metodologia (Como foi estudado?)  Resultados (O que foi encontrado?)  Conclusão (O que seus achados significam?)
  13. 13. Projeto - Introdução:  Deve ser clara e direta ao ponto  Rever a literatura brevemente  Reforçar tudo o que escrever com referências
  14. 14. Projeto - Introdução:  Não deve conter uma revisão da literatura  Nunca ignore literatura pertinente na área a ser discutida
  15. 15. Projeto – Introdução - Revisão da literatura: Revisões da literatura são caracterizadas pela análise e pela síntese da informação disponibilizada por todos os estudos relevantes publicados sobre um determinado tema, de forma a resumir o corpo de conhecimento existente e levar a concluir sobre o assunto de interesse. Existem diversos tipos de estudos de revisão e cada um deles segue uma metodologia específica. MANCINI, Marisa Cotta and SAMPAIO, Rosana Ferreira. Quando o objeto de estudo é a literatura: estudos de revisão. Rev. bras. fisioter. [online]. 2006, vol.10, n.4, pp. 0-0. ISSN 1413-3555. doi: 10.1590/S1413-35552006000400001.
  16. 16. Projeto – Introdução - Revisão da literatura: Revisão crítica da literatura, também conhecida como estudos de revisão passiva (sintetizam estudos sobre um tema) ou revisões opinativas (analisam a evidência existente sobre um assunto), são estudos nos quais os autores resumem, analisam e sintetizam as informações disponibilizadas na literatura, mas não seguem necessariamente uma metodologia pré- definida. MANCINI, Marisa Cotta and SAMPAIO, Rosana Ferreira. Quando o objeto de estudo é a literatura: estudos de revisão. Rev. bras. fisioter. [online]. 2006, vol.10, n.4, pp. 0-0. ISSN 1413-3555. doi: 10.1590/S1413-35552006000400001.
  17. 17. Projeto – Introdução - Revisão da literatura: Revisão crítica da literatura: Uma revisão crítica da literatura pode ser desenvolvida sobre temas variados. Muitos periódicos nacionais e internacionais têm adotado a política de publicar esse tipo de artigo de revisão a partir de convites a autores de reconhecida competência no assunto/área. MANCINI, Marisa Cotta and SAMPAIO, Rosana Ferreira. Quando o objeto de estudo é a literatura: estudos de revisão. Rev. bras. fisioter. [online]. 2006, vol.10, n.4, pp. 0-0. ISSN 1413-3555. doi: 10.1590/S1413-35552006000400001.
  18. 18. Projeto – Introdução - Revisão da literatura: Por outro lado, estudos de revisão sistemática da literatura e de metanálise adotam uma metodologia padronizada, com procedimentos de busca, seleção e análise bem delineados e claramente definidos, permitindo ao leitor apreciar a qualidade das pesquisas e a validade das conclusões feitas pelos autores. MANCINI, Marisa Cotta and SAMPAIO, Rosana Ferreira. Quando o objeto de estudo é a literatura: estudos de revisão. Rev. bras. fisioter. [online]. 2006, vol.10, n.4, pp. 0-0. ISSN 1413-3555. doi: 10.1590/S1413-35552006000400001.
  19. 19. Projeto – Introdução - Revisão da literatura: Revisões sistemáticas geralmente utilizam escalas ou formulários que definem critérios que norteiam a apreciação critica da qualidade da evidência científica disponibilizada pelos artigos selecionados. Estudos de metanálise acrescentam a esse procedimento padronizado de análise da evidência, uma síntese quantitativa dos efeitos disponibilizados pelos artigos originais. MANCINI, Marisa Cotta and SAMPAIO, Rosana Ferreira. Quando o objeto de estudo é a literatura: estudos de revisão. Rev. bras. fisioter. [online]. 2006, vol.10, n.4, pp. 0-0. ISSN 1413-3555. doi: 10.1590/S1413-35552006000400001.
  20. 20. Projeto – Introdução - Revisão da literatura: Tanto a revisão sistemática quanto a metanálise são estudos de revisão que resumem, analisam e sintetizam temas relacionados especificamente a uma intervenção ou protocolo terapêutico.. MANCINI, Marisa Cotta and SAMPAIO, Rosana Ferreira. Quando o objeto de estudo é a literatura: estudos de revisão. Rev. bras. fisioter. [online]. 2006, vol.10, n.4, pp. 0-0. ISSN 1413-3555. doi: 10.1590/S1413-35552006000400001.
  21. 21. Projeto – Introdução - Revisão da literatura: Esses dois tipos de revisão da literatura estão localizados em níveis superiores na hierarquia da evidência científica, comparados com revisões críticas, indicando que os mesmos tendem a apresentar maior rigor metodológico. Conseqüentemente, a revisões sistemáticas e metanálise são geralmente consideradas de melhor qualidade científica e mais conclusivas, quando comparadas com as revisões críticas. MANCINI, Marisa Cotta and SAMPAIO, Rosana Ferreira. Quando o objeto de estudo é a literatura: estudos de revisão. Rev. bras. fisioter. [online]. 2006, vol.10, n.4, pp. 0-0. ISSN 1413-3555. doi: 10.1590/S1413-35552006000400001.
  22. 22. Projeto - Método:  Importante parte do manuscrito é a principal causa de rejeição de artigos  Dê completos detalhes de qualquer método usado  Dê a precisão das medidas tomadas e aferidas  Use análise estatística de forma cuidadosa
  23. 23. Projeto - Resultados:  Não deve conter nenhum julgamento  Maiores achados do seu estudo  Informação apresentada de forma clara e concisa
  24. 24. Projeto - Discussão:  Deve conter seu julgamento  Sumarize seus principais achados  Discuta possíveis problemas ao usar a sua metodologia
  25. 25. Projeto - Discussão:  Compare seus resultados com trabalhos prévios  Discuta implicações clínicas e científicas dos seus achados  Sugira mais trabalhos e trabalhos futuros  Produza uma conclusão sucinta
  26. 26. Projeto – Pós-textuais:  Bibliografia:  http://www.library.uq.edu.au/training/citation/van couv.pdf  Ou procurem: Vancouver Reference Style  Ou usem o Zotero no Firefox, é uma maravilha!
  27. 27. Tipos de escrita científica  Clareza  Concisão  Revisão crítica  Estilo para quem você publica  Acurácia: cheque seus números

×