O processo de criação da visão
Por Richard Allen – HSM Management 1998
Este artigo propõe um modelo de elaboração de visão...
Faça perguntas diretas e obtenha respostas sinceras
Qual é nosso objetivo? Qual é a força que nos impulsiona? Quais são no...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

O Processo de Criação da Visão

494 views

Published on

Published in: Business
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
494
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
3
Actions
Shares
0
Downloads
3
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

O Processo de Criação da Visão

  1. 1. O processo de criação da visão Por Richard Allen – HSM Management 1998 Este artigo propõe um modelo de elaboração de visão corporativa, onde, a visão ideal deve mostrar onde a empresa está aonde quer chegar e que meios serão necessários para atingir esse objetivo. As empresas avançaram para modelos administrativos mais descentralizados e com menos gerentes médios. Para o especialista C.Lee, "o conceito de visão nunca foi tão importante como no mundo de hoje, de organizações achatadas, desestratificadas e descentralizadas". Uma visão clara é igualmente importante para empresas e pessoas que nelas trabalham, em todos os níveis. A visão tem que claramente expressar os meios e os fins para o qual a organização existe. Saber qual dessas duas operações é à base do planejamento e da operação faz uma grande diferença na administração do dia-a-dia. Uma visão pode fornecer um mapa da direção futura e gerar entusiasmo por essa direção. Pode estabelecer ordem no caos e fornecer um critério para mediação do êxito. Para ser eficaz, a Visão deve ser coerente para criar uma imagem identificável do futuro, conveniente para gerar comprometimento com o desempenho, enfatizar o que pode ser e esclarecer o que deve ser. Em resumo, uma visão é, em parte, racional (produto da análise) e, em parte, emocional (produto da imaginação, intuição e valores), da estratégia e do desempenho da organização. A necessidade de uma visão nítida Uma visão nítida inspira e motiva, fornece orientação e promove o êxito, é essencial para as empresas do futuro e permite o benchmark do progresso e a avaliação dos resultados. É importante haver coerência entre as visões pessoais e a visão da organização. Essa coerência será difícil se as visões não forem claramente enunciadas. Uma empresa com visão tem rumo, planeja seu futuro de forma eficiente e tem condições de trabalhar em conjunto. A necessidade de uma visão, entretanto, vai além. Ao adotar uma visão, as empresas e as pessoas poderiam fazer escolhas mais sensatas em recursos humanos. Assim, a organização teria maior probabilidade de selecionar novos funcionários cuja visão pessoal fosse compatível com a empresa e vice-versa. Como nos certificar de " transformar a teoria em prática" Muitas organizações pregam na parede um belo quadro com o enunciado de sua visão ou o imprimem em cartões de visita. Portanto, se o processo de elaboração da visão for apenas um capricho e/ou não for adotado por todos, tudo não passará de um enfeite de parede ou algo para ocupar o bolso. Mesmo que compartilhada por todos, será preciso determinação para manter a visão, pois o mundo ao redor tentará constantemente ofuscá-la. Após estabelecer e enunciar uma visão, é preciso apropriar-se dela, acreditar, externá-la através do comportamento e das escolhas e pautar-se por ela todos os dias. É preciso transformar a teoria em prática. O Processo de elaboração da Visão Um bom enunciado de visão deve expor aspirações financeiras e espirituais (os fins) em cerca de 25 palavras ou menos, segundo o especialista D. Shaaf. Sua formulação implica perguntas diretas e repostas honestas. Para John Naisbitt, "em algum momento devemos nos perguntar qual é, efetivamente, a natureza do nosso negócio".
  2. 2. Faça perguntas diretas e obtenha respostas sinceras Qual é nosso objetivo? Qual é a força que nos impulsiona? Quais são nossos valores básicos? O que fazemos melhor? O que desejamos realizar? O que gostaríamos de mudar? Eis algumas perguntas que podem ajudar a saber quem somos e/ou quem desejamos ser. Os executivos que quiseram mudar a cultura organizacional precisam, antes, ter uma sólida compreensão da situação atual. Quem queremos ser e aonde queremos chegar é a visão ou fim desejado. As metas, os planos e os objetivos mensuráveis são os meios para chegar lá: um mapa do caminho, claramente definido. Para criar uma visão eficaz, deve-se estabelecer algumas diretrizes: - A Visão deve ser relativamente atemporal e estabelecida como se nunca fosse mudar; - Suficientemente flexível para a realização da visão; - Ter como base um conjunto de princípios ou parâmetros; - Participação total de todos os integrantes da organização. Depois de estabelecidos as diretrizes, criar um modelo de Visão, dividido em estágios. Os dois primeiros exigem a percepção individual e independente da atual visão da organização por parte de todos os seus membros. O terceiro estágio exige que a equipe gerencial chegue a um consenso sobre a visão da organização e estabeleça metas e objetivos mensuráveis. O estágio final exige que cada executivo se reúna com seus colegas (membros da equipe) e, juntos estabeleçam metas e objetivos individuais mensuráveis baseados na visão. As respostas da visão clara Uma organização sem visão compartilhada e claramente enunciada é como um avião sem plano de vôo. Conforme o especialista Warren Bennis, uma visão clara deve responder as seguintes perguntas: O que nos diferencia dos demais? Que valores são prioridades verdadeiras para o próximo ano? O que me faria comprometer minha mente e meu coração com esta visão durante os próximos cinco ou dez anos? O que o mundo realmente precisa que a organização possa e deve oferecer? O que a organização precisa fazer para que eu me sinta comprometido, alinhado e orgulhoso dela? Por melhores que o modelo e o processo de elaboração da visão sejam não significarão nada, a menos que todos compartilhem e a coloquem diariamente em prática.

×