Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Vencendo a Tuberculose

64 views

Published on

Pôster apresentado no CRICS10, no eixo temático de Pesquisa e Comunicação Científica

Published in: Healthcare
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Vencendo a Tuberculose

  1. 1. Vencendo a Tuberculose Carolina Fanaro da Costa Damato, Beatriz da Silva Pio,Bruno Cesar dos Santos Shinmoto, Edna Cardoso dos Santos Nunes, Elaine Barbosa da Silva, Nadia Regina Supino Muzatto,Priscila Mergulhão Garcia,Tayane Quintino Domingos, Marcilene da Silva Martins SAS-SECONCI/ STS Ermelino Matarazzo/CRSLeste/SMS
  2. 2. Introdução Tuberculose é uma doença infecciosa e transmissível, causada pelo Mycobacterium tuberculosis. A apresentação pulmonar, além de ser mais frequente, é também a mais relevante para a saúde pública, pois é a principal responsável pela transmissão da doença. Saúde de A a Z, Ministério da Saúde http://portalms.saude.gov.br
  3. 3. Objetivo Aumentar em 30% o número de interrogados em 2017, relação ao ano anterior; aumentar o número de coleta de BK em 50%, em relação a 2016; realizar ações de sensibilização e de promoção de saúde na unidade e espaços do território.
  4. 4. Metodologia • Trata-se de relato de experiência de caráter descritivo • A equipe organizou ações visando aumentar o interrogatório e coleta de baciloscopia de usuários na unidade e em espaços externos, com sensibilização sobre o tema explicando formas da doença, formas de contágio, diagnóstico e tratamento
  5. 5. Resultados 34355 49518 2016 2017 Interrogatórios SR 74 338 2016 2017 Coleta de BK 1 8 2016 2017 Casos Confirmados 2 19 2016 2017 Comunicantes Examinados 100% 82% 2016 (N =1) 2017 ( N=8) Pacientes em TDO ( meta > 80%) 7 2 Alta por cura Abandono Alta 44% 456% 80% Nos dois casos de abandono, os pacientes foram para sistema prisional e as buscas ativas da equipe só tiveram sucesso com essa informação após 30 dias da última tomada de medicação, sendo os casos considerados abando.
  6. 6. Conclusão • O aumento de 44% dos interrogatórios e 456% das coletas de escarro para baciloscopia evidencia que o trabalho de orientação e educação em saúde é primordial para que a população seja sensibilizada e tenha consciência da importância das ações para prevenção e tratamento da tuberculose • O tratamento adequado, em tempo oportuno propiciou cura de 78% dos casos. Os 22% de abandono , os pacientes foram para sistema prisional e as buscas ativas da equipe só tiveram sucesso com essa informação após 30 dias da última tomada de medicação, devido a dificuldade de acesso aos pacientes e seus familiares.

×