Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Marketing e divulgação de conteúdo científico nas mídias sociais (Germana Barata)

Apresentação da Profª Drª Germana F. Barata na Reunião de Editores Científicos do CRICS10, em 04/12/2018

http://crics10.org/eventos/pt/event/reuniao-de-editores-cientificos/

Related Books

Free with a 30 day trial from Scribd

See all
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Marketing e divulgação de conteúdo científico nas mídias sociais (Germana Barata)

  1. 1. Marketing e divulgação de conteúdo científico nas mídias sociais Germana Barata Laboratório de Estudos Avançados em Jornalismo (Labjor), da Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP) germana@unicamp.br #ScholCommLab da Simon Fraser University (SFU) Apoio Fapesp (no. 2016/14173-2)
  2. 2. América Latina • Crescimento em publicações em acesso aberto: SciELO • Crescimento em repositórios em acesso aberto 322 (Brasil 99) (OpenDOAR) • Espanhol é a terceira língua mais usada na internet e português a quinta • Crescimento no uso de redes sociais ~570 milhões de habitantes
  3. 3. Statista 2018
  4. 4. Escolha até 5 redes sociais que você mais utiliza academicamente 23.5% oferecem acesso ao perfil em rede social Survey Germana Barata, Juan Pablo Alpperin, Ronaldo Araújo, Críspulo Travieso 43.6% 8% 56% 49.4% Unicamp/ UFAL 1.2% 24.6% 29.9% Unicamp, UFAL, USAL, SFU
  5. 5. NEJM nas redes sociais Facebook (2012) 1,7 milhão Twitter (2013) 542.5K seguidores Instagram (2018) 67,7K seguidores Fator de impacto (2018): 79,258
  6. 6. The Lancet nas redes sociais Facebook (2010) 201K de seguidores; Twitter (2013) 349K seguidores Fator de impacto: 53,524
  7. 7. Potencial da altmetria • Medir “impacto” da ciência na sociedade via plataformas online • Novos filtros para informação científica • Métricas mais rápidas e variadas • Valorizar acesso aberto (Priem et al., 2010) • Dar visibilidade a ciência de países periféricos (Alperin, 2015 • Divulgar a ciência para a sociedade (SciELO, 2014)
  8. 8. Nashir & Ahmed, 2018
  9. 9. Zika • Zika papers no WoS, 2016. (Barata, Shores & Alperin, 2018) 844 publicações, 718 artigos • 15% publicações distintas de artigos (slides, notícias; 12% preprint e relatórios do CDC) • 90% Tweets , 74% posts Facebook em inglês (42.705 tweets and 2.275 Facebook posts) • Postagens português Facebook 13% + chances com autores do Brasil • Artigos não chegam aos mais atingidos por zika • Facebook mais local/regional para comunicar, relações mais pessoais, próximas
  10. 10. Revistas nas redes sociais 8.9K 8.9K 46K 21K 25.6K 3.8K 1.6K 10.2K 3.1K
  11. 11. Usos da altmetria • Baixa cobertura de altmetria para artigos científicos SciELO (Alperin, 2015; Nascimento, 2016) • Limitação de dados nas redes sociais como Facebook (Enkhbayar & Alperin, 2018). Muitas vias de acesso para mesmo artigo • Muitos artigos não têm DOI, ou não indexados no WoS, Scopus ou SciELO
  12. 12. Qualidade vs. Quantidade • Revistas SciELO com contas no Twitter melhoram seu desempenho (Fraumann et al., 2016) • SciELO 296 revistas apenas 18 tinham Twitter (6%), das quais 11 têm <100 seguidores!! (Fraumann et al., 2016) • Revistas científicas brasileiras aumentam uso de redes sociais, mas esforços, não aparecem no Altmetric (Barata et al., 2016; Kishi, 2017; Reis, 2018; Lemle, 2018) 53% das revistas USP no Facebook 53% revistas USP (2013) • 81 repositórios institucionais no Brasil, 33.6% dados bibliométricos e 17, 7% altmétricos (Reis, Spinola, Morato do Amaral, 2017)
  13. 13. Clique para adicionar texto Clique para adicionar texto Clique para adicionar texto
  14. 14. Altmetria com relevância nacional • Mostrar valor da ciência para públicos mais amplos • Avançar a coleta e análise de dados de redes sociais mais populares: Facebook e blogs têm pouca credibilidade acadêmica (Van Noorden, 2014; Harley et al., 2010); Youtube • Ampliar as coleções de Blogs e notícias do Altmetric maioria em inglês, países desenvolvidos • Incluir representatividade regional e nacional: ACADÊMICO SOCIEDADE
  15. 15. Altmetria com relevância nacional • Engajar o público e atingir o público leitor não acadêmico ("furar a bolha") • Investir em estratégias de comunicação, divulgação científica • Aperfeiçoar qualidade das interações com artigos • Aperfeiçoar coleta de dados em repositórios institucionais de acesso aberto
  16. 16. Obrigada! Gracias! Thank you! Email: germana@unicamp.br @germanabarata Facebook.com/germana.barata

×