Successfully reported this slideshow.
Your SlideShare is downloading. ×

Ad

EQUIPAMENTO DE APLICAÇÃO
Engenheiro Cláudio Gonçalves Cabello

Ad

Fonte: Boletim Técnico – 1176-01 Guarany
PULVERIZADOR DE COMPRESSÃO PRÉVIA SUPER 2S
Especificações:
PULVERIZADOR DE 11,4 L...

Ad

PULVERIZADOR DE COMPRESSÃO PRÉVIA SUPER 2S

Ad

Ad

Ad

Ad

Ad

Ad

Ad

Ad

Ad

Ad

Ad

Ad

Ad

Ad

Ad

Ad

Ad

Ad

Ad

Ad

Ad

Ad

Ad

Ad

Ad

Ad

Ad

Ad

Ad

Ad

Ad

Ad

Ad

Ad

Ad

Ad

Ad

Ad

Ad

Ad

Ad

Ad

Ad

Ad

Ad

Check these out next

1 of 48 Ad
1 of 48 Ad

More Related Content

More from BVS Rede de Informação e Conhecimento – SES/SP Centro de Documentação

EQUIPAMENTO DE APLICAÇÃO

  1. 1. EQUIPAMENTO DE APLICAÇÃO Engenheiro Cláudio Gonçalves Cabello
  2. 2. Fonte: Boletim Técnico – 1176-01 Guarany PULVERIZADOR DE COMPRESSÃO PRÉVIA SUPER 2S Especificações: PULVERIZADOR DE 11,4 L – código 441-10 Capacidade total do tanque 11,4L (3,0 Galões americanos) Capacidade útil do tanque 8,0L (2,0 Galões americanos) Diâmetro do tanque 200mm (7,9”) Altura 420mm (16,5”) Curso da bomba 300mm (11,8”) Diâmetro da bomba 36,5mm (1,44”) Peso líquido 5,5 kg (12,1 lb) Vazão da Ponta Leque 757ml/min
  3. 3. PULVERIZADOR DE COMPRESSÃO PRÉVIA SUPER 2S
  4. 4. Conjunto de descarga Super 6 Argola de descanso Tanque de aço inox resistente Graduação do tanque (Unidades de medida) Litros (de 2 em 2 litros) Galão americano 1 Galão = 3,7 litros.
  5. 5. Pino trava da haste com cabo Correia de sustentação Suporte apoio Pé Estabiliza no ato de bombear.
  6. 6. Haste com cabo 11,4L Tampa com trava Válvula de segurança (60Psi)
  7. 7. Marca graduação Dentro do tanque
  8. 8. Pescador Embolo
  9. 9. Corrente de metal (prende a tampa ao corpo da maquina) Borracha vedante da tampa removível Tampa do tanque do pulverizador
  10. 10. Trava da tampa
  11. 11. Trava da haste aberta Trava da haste fechada Fenda da trava da haste
  12. 12. Torneira “In line” completa Abraçadeira Mangueira Fluxo Fechado Aberto
  13. 13. Mangueira de saída do fluxo Suporte inferior do conjunto de descarga
  14. 14. Bico para pneu
  15. 15. Válvula de segurança Válvula travada (aberto) Válvula destravada (fechada) Orifício de alivio da pressão (Liberação do ar)
  16. 16. MANÔMETRO Medidas de Pressão: Externo: 0 a 7 bares (kgf/cm²) Interna: 0 a 100 psi (lbs/pol²)
  17. 17. MANÔMETRO Faixa de Pressão: 55 a 21lbs/pol² (PSI) 55lbs 21lbs
  18. 18. Conjunto de Descarga Super 6
  19. 19. Ponto de conecção da haste
  20. 20. Válvula súper 6 Filtro da válvula
  21. 21. Filtro Primário
  22. 22. Conjunto Ponteira de Pulverização
  23. 23. Filtro secundário
  24. 24. Elementos da Ponteira
  25. 25. Pontas dosadoras Ponta indicada Marca ou fabricante 80 = ângulo gerado (80 graus) 02 = Vazão em galões americanos 757ml/min E = Evin = Constante, uniforme VS = Aço inoxidável com codificação de cores Visiflo®.
  26. 26. I N O V A Ç Õ E S
  27. 27. Qualidade de Aplicação Fonte: Catálogo 51ª-PT Teejet Tecnologies
  28. 28. Válvulas para Controle de Vazão e Pressão 1,5 Bar = 21,7psi 1,0 Bar = 14,5psi 2,0 Bar = 29psi 3,0 Bar = 43,5psi Outros modelos para outros equipamentos e fins
  29. 29. Conjunto Regulador de pressão e vazão Vermelho = 21 lbs/pol² Nota: O regulador de vazão ira desarmar (parar) na pressão de 21 lbs/pol². A pressão será constante de 21lbs/pol² em toda faixa de pressão com em torno de 560ml/min. de vazão
  30. 30. Conjunto rotativo Conjunto descarga Curva Cotovelo regulável / direcionável Outra novidade (utilizada no Projeto BRI): Partes móveis (flexível)
  31. 31. Peças reservas
  32. 32. Válvula Súper 6 • Filtros: • O-rings (anéis)
  33. 33. Posição de Bombeamento Segura Suporte de apoio e estabilização De bombeamento retrátil
  34. 34. Lubrificação e Manutenção do Conjunto de Bombeamento e Válvula de Retenção
  35. 35. Separação das Partes (Embolo e Haste de Bombeamento)
  36. 36. Local para lubrificação (óleo)
  37. 37. Válvula de retenção
  38. 38. Alinhamento da Ponta de Aplicação
  39. 39. MANUTENÇÃO EQUIPAMENTO
  40. 40. - Sempre contar com a orientação técnica de um mecânico; - Sempre estar com os Equipamentos de Proteção indicados; - Revisar o equipamento sempre antes do inicio da atividade a ser executada; - Não comer, beber ou fumar durante esta ação de manutenção e limpeza; - Realizar em local adequado a este fim; - Não realizar em locais que tenha a concentração de curiosos; - Ter um local onde tenha local de apoio do equipamento (mesa) ergonomicamente adequada; - Resíduo/sobra de calda deve ser acondicionado em galão devidamente sinalizado (rotulado) para posterior destinação; - Aferir o equipamento regularmente; - Se o equipamento apresentar problemas mecânicos que não poderão ser sanados por momento e após avaliação do mecânico, devera ser substituído, garantindo assim a qualidade da aplicação e segurança de todos.
  41. 41. Claudio Gonçalves Cabello Engenheiro IV SR -11 SUCEN sr11bauru@sucen.sp.gov.br Fone: (14)32238669

×