Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.
Revista
Revista Literatura e Música -  Ano 1 -  Nº 004
Aintertextualidade da
música"Ravenheart"da
bandaXandriaeopoema
"The...
Próximo Lançamento
z
Sumário
05-
quem foi edgar allan poe
13-
o poema o corvo
15-
a banda xandria
19-
considerações finais e referências
04-
...
Apresentação
	 Nesta edição, a revista apresenta um estudo sobre as
características ultra–românticas existentes no poema T...
p. 05
quem foi edgar allan poe ?
[...] Como poeta, Edgar Allan Poe é um homem à parte. Representa quase
sozinho o moviment...
p. 06
	 Edgar Allan Poe foi escritor, crítico
literário e editor de jornais e revistas, que
nasceu em Boston, Massachusset...
p. 07
O Romantismo na Literatura Americana
No livro Basic Guide to American Literature, de Camargo (1986), a literatura
ro...
A influência de Poe na Música
ALiteraturaéaartedereferênciaparabandasdeumgênerodoRock,conhecido
como Heavy Metal e seus su...
o POEMA o CORVO
Num dado momento de sua vida, a saúde de
sua amada Virgínia piorava e no começo do verão
de 1844, Poe mudou–se para uma fa...
p. 11
	 O corvo surge como uma representação do medo, que está intimamente
ligado ao amor perdido ou a tentativa de recriá...
p. 12
p. 13
a banda xandria
p. 15
p. 16
	 Xandria é uma banda da Alemanhã fundada em Bielefeld em 1994, por
Marco Heubaum e inspirada em trabalhos de bandas...
p. 17
p. 17
Uma vez o amando, agora odiando o amor.
Eu tenho cometido erros meu coração de corvo.
Venha sobre...
Venha par...
As características ultra-românticas existentes na
música-videoclipe
	 É evidente que o ouvinte ou telespectador é transpor...
conclusão
Edgar Allan Poe e suas obras continuam influenciando o meio musical, se
estendendo a literatura e ao cinema. Por...
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS:
Biografia de Edgar Allan Poe por Spectrum. Disponível em: http://
www.spectrumgothic.com.br/Li...
http://pt.wikipédia.org/wiki/Xandria. Acessado em 30/07/2011.
http://www.poebrasil.com.br. Acessado em 2010.
http://www.tv...
Site Pensador Info. Frases de Oscar Wilde. Disponível em: http://
pensador.uol.com.br/frase/MTMzMzc/. Acessado em 30/07/20...
A intertextualidade da música "Ravenheart" da banda Xandria e o poema "The Raven" de Edgar Allan Poe
A intertextualidade da música "Ravenheart" da banda Xandria e o poema "The Raven" de Edgar Allan Poe
A intertextualidade da música "Ravenheart" da banda Xandria e o poema "The Raven" de Edgar Allan Poe
A intertextualidade da música "Ravenheart" da banda Xandria e o poema "The Raven" de Edgar Allan Poe
A intertextualidade da música "Ravenheart" da banda Xandria e o poema "The Raven" de Edgar Allan Poe
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

A intertextualidade da música "Ravenheart" da banda Xandria e o poema "The Raven" de Edgar Allan Poe

388 views

Published on

A intertextualidade da música "Ravenheart" da banda Xandria e o poema "The Raven" de Edgar Allan Poe

Published in: Education
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

A intertextualidade da música "Ravenheart" da banda Xandria e o poema "The Raven" de Edgar Allan Poe

  1. 1. Revista Revista Literatura e Música -  Ano 1 -  Nº 004 Aintertextualidade da música"Ravenheart"da bandaXandriaeopoema "TheRaven"deEdgar AllanPoe Literatura e Música
  2. 2. Próximo Lançamento
  3. 3. z Sumário 05- quem foi edgar allan poe 13- o poema o corvo 15- a banda xandria 19- considerações finais e referências 04- Apresentação ?
  4. 4. Apresentação Nesta edição, a revista apresenta um estudo sobre as características ultra–românticas existentes no poema The Raven (O Corvo), do escritor americano Edgar Allan Poe, e na música/ videoclipe Ravenheart (Coração de Corvo), da banda alemã Xandria, baseada em recortes de um estudo monográfica da autora deste projeto, Raquel Alves. Também será explorado a trajetória da escrita e elaboração do meu recente livro “As mulheres de Poe”. p. 04
  5. 5. p. 05 quem foi edgar allan poe ? [...] Como poeta, Edgar Allan Poe é um homem à parte. Representa quase sozinho o movimento romântico do outro lado do Oceano. É o primeiro americano que, propriamente falando, fez do seu estilo uma ferramenta. Sua poesia, profunda e gemente, é, não obstante, trabalhada, pura, correta e brilhante, como uma jóia de cristal [...] Os personagens de Poe, ou melhor, o personagem Poe, o homem de faculdades super agudas, o homem de nervos relaxados, o homem cuja vontade ardente e paciente lança um desafio às dificuldades, aquele cujo olhar está ajustado, com a rigidez duma espada, sobre objetos que crescem, à medida que ele os contempla - é o próprio Poe. - E suas mulheres, todas luminosas e doentes, morrendo de doenças estranhas e falando com uma voz que parece música [...] por suas aspirações estranhas, por seu saber, por sua melancolia incurável, participam fortemente da natureza de seu criador [...] (BAUDELAIRE, apud MENDES, 1997, p. 22-24).
  6. 6. p. 06 Edgar Allan Poe foi escritor, crítico literário e editor de jornais e revistas, que nasceu em Boston, Massachussets, EUA, no dia 19 de janeiro de 1809, filho de David Poe e da atriz inglesa Elisabeth Arnold. Órfão aos dois anos, foi adotado com os seus dois irmãos por um rico casal de comerciantes, John Allan e Frances Keeling Allan. Estudou grego, latim, francês, espanhol e italiano na Universidade de Charlottesville, em Londres, mas abandonou os estudos por causa do jogo. No dia 22 de setembro de 1835, Poe casa–se secretamente com sua prima de 13 anos, Virgínia Eliza Clemm. Em 1845, no jornal Evening Mirror, Poe publica o célebre poema O Corvo. Desiludido com a vida, Poe se entrega ao vício do alcoolismo. Numa manhã de outubro de 1849, após uma bebedeira, ele é encontrado por um amigo em estado de profundo desespero. Levado para um hospital, permaneceu delirando e chamando repetidamenteporummisterioso“Reynolds”. Depois, movendo devagar a cabeça, disse: "Senhor ajudai minha pobre alma". Morreu na manhã de 7 de outubro de 1849, aos 40 anos. Não se sabe ao certo o que de fato causou a morte de uma das mentes mais brilhantes do cenário da Literatura Americana.
  7. 7. p. 07 O Romantismo na Literatura Americana No livro Basic Guide to American Literature, de Camargo (1986), a literatura romântica americana é definida como uma arte verbal. Durante esse período, os românticos eram a “força dominante”, cujo movimento pode ser dividido em quatro períodos distintos: 1º EARLY ROMANTICISM (Romantismo Precoce). Os escritores de destaque são: William Cullen Bryant (1794-1878), James Fenimore Cooper (1789-1851), Herman Melville (1819-1891) e Edgar Allan Poe (1809-1849). 2º TRANSCENDENTALISM (Transcendentalismo), que enfatiza os aspectos naturais do homem, como intuição e fé. Os principais escritores são: Ralph Waldo Emerson (1803-1882) e Henry David Thoreau (1817-1862). 3º THE NEW ENGLAND TRADITION (A nova tradição da Inglaterra), onde podemos destacar: Henry Wadsworth Longfellow (1807-1882), Nathaniel Hawthorne (1804-1864) e James Russell Lowell (1819-1891). 4º THE IDEAL OF DEMOCRACY (O ideal de democracia), cujo escritor de destaque foi Walt Whitman (1819-1892).
  8. 8. A influência de Poe na Música ALiteraturaéaartedereferênciaparabandasdeumgênerodoRock,conhecido como Heavy Metal e seus sub–gêneros (Gothic, Symphonic, Power, Death....), que demonstram em suas composições uma intertextualidade muito nítida em relação ao movimento literário do Romantismo. A influência de Poe na arte da música tem sido considerável e de longa data. Porém, essa influência não se resume somente à sua obra; a imagem e a vida do escritor também inspiraram muitos músicos e compositores. Da metade do século XIX até os dias de hoje, a mistura peculiar do sobrenatural e do simbológico de Poe, tem fascinado compositores que experimentaram a narrativa literária e textos poéticos, como base para suas estruturas musicais.
  9. 9. o POEMA o CORVO
  10. 10. Num dado momento de sua vida, a saúde de sua amada Virgínia piorava e no começo do verão de 1844, Poe mudou–se para uma fazenda. Numa encantadorasolidãorural,gozoudeumbreveperíodo de paz. Durante este intervalo, escreveu “O Corvo”. Em janeiro de 1845, o poema foi publicado no Evening Mirror. A reputação de Poe tomou imediatamente o aspecto de fama, que nunca veio a perder. Leia aqui a tradução do poema “The Raven” por Fernando Pessoa Breve interpretação do poema e discutindo sobre as características ultra- românticas Em suma, o poema “O Corvo” reflete um amor que foi “levado” pela morte e o sofrimento causado pela perda desse ente amado: Lenore. Um jovem estudante, adormecido pela dor, caminha em direção à loucura, torturando–se com as lembranças de um amor que lutou incessantemente contra as garras da morte, mas não obteve vitória. O desânimo, as paixões, os ambientes apavorantes, a morbidez física e espiritual do homem, um mundo em que o devaneio ultrapassa o limite da razão, a solidão constante, o contato com a natureza turbulenta e sombria, a admiração pela noite, os fantasmas do passado que perturbam a vida do indivíduo, a dor e o luto, o profundo sentimentalismo, o fascínio pela morte, o sobrenatural, todas essas características fazem parte dos contos, poemas e romances (terror e policial) de Edgar Allan Poe. p. 10
  11. 11. p. 11 O corvo surge como uma representação do medo, que está intimamente ligado ao amor perdido ou a tentativa de recriá–lo, refletindo assim o desespero do jovem amante. O narrador é atormentado por um corvo, animal associado aos sentimentos negativos, a morte, anunciador de mau agouro, portador do azar e descrito na Mitologia Nórdica como o “Mensageiro do Além”. No poema, o corvo é enviado do deus Plutão/Hades, que governa o Mundo Inferior ou o Mundo dos Mortos, local onde as almas choram um pesar e lamento eterno, urram enlouquecidas pela dor, atormentadas pelos seus erros passados... Poe atribui a este animal o dom da fala, mas a única resposta para todas as indagações do jovem amante é “Nunca mais”, impossibilitando–o de esclarecer suas dúvidas. a simbologia do animal corvo
  12. 12. p. 12
  13. 13. p. 13
  14. 14. a banda xandria p. 15
  15. 15. p. 16 Xandria é uma banda da Alemanhã fundada em Bielefeld em 1994, por Marco Heubaum e inspirada em trabalhos de bandas como Paradise Lost e Tiamat. As músicas combinam elementos do Symphonic Metal, Doom Metal e Gothic Metal, o que dificulta definir exatamente a que gênero musical pertence. Em 2000, lança um projeto (demo) com cinco músicas e na internet conquistam inúmeros fãs. Em 2004, com o lançamento do álbum e vídeo “Ravenheart”, tornou–se conhecida mundialmente e o vídeo é considerado um clássico do cenário underground. Na época a banda Xandria era formada por Marco Heubaum, Philip Restemeier, Nils Middelhauve, Gerit Lamm e Lisa Middelhauve (vocalista até 2008). O auge do Xandria foi em 2004, quando lançaram o seu segundo álbum, Ravenheart, que ficou por sete semanas em 36º lugar nas paradas alemãs. O clipe “Ravenheart” inseriu a banda alemã de vez no cenário do metal gótico europeu.Ovideoclipedesfrutoudegrandepopularidadecomostelespectadores, pelas imagens, a atmosfera sombria, triste e mágica. Sobre esse álbum, vale ressaltar uma entrevista da vocalista Lisa Schaphaus à John Wolff do site SONIC CATHEDRAL em 2004, traduzida e adaptada por SPECTRUM e disponível no endereço http://www.spectrumgothic.com.br/musica/entrevistas/xandria01. htm. A vocalista Lisa, confessa sua inspiração em Edgar Allan Poe na composição de suas músicas. Tradução e breve interpretação da música ravenheart Veja o vídeo da música aqui Venha para mim, coração de corvo Mensageiro do mal. Sombra dos sonhos esquecidos Você vem para levar novamente Minha esperança sobre suas asas negras. Venha sobre... Venha para mim, coração de corvo Mensageiro do mal. Venha para mim Quais as novidades? Aqui ainda estou abandonada Do amor e do ódio os cantores falam. Mas eu sinto mais, mais que ambos, mais do que céu e inferno. Eu me submeto ao destino Agora que realmente aprendi minha parte p. 16
  16. 16. p. 17 p. 17 Uma vez o amando, agora odiando o amor. Eu tenho cometido erros meu coração de corvo. Venha sobre... Venha para mim, coração de corvo Mensageiro do mal. Venha para mim Quais as novidades? Aqui ainda estou, abandonada Eu terei de volta quem eu estimo? E assim falou o corvo: Nunca mais. Todos os sonhos e esperanças de uma vida feliz ao lado de seu amado foram arrancados e levados nas asas negras do Corvo, que praticamente roubou seu motivo de continuar vivendo. A jovem está “duelando” contra seus sentimentos, que pairam em seus pensamentos e dominam sua mente: amor e ódio (ela odeia o amor, visto que ele lhe trouxe sofrimento que se prolonga dia a dia, desde a perda de seu querido amor; ela associa o amor à dor que devora o seu ser), a relação entre o céu e inferno (ela sente os dois e ainda mais que eles, o que nos leva entender a tristeza dominante em sua alma, que reflete na dúvida entre o divino e o profano, entre o bem e o mal) e agora deixando nas mãos do destino a sua vida, já que a mesma encontra–se perdida, desorientada sobre o que fazer em tal situação que vive. Ousadamente, a mulher pergunta àquele sinistro mensageiro se terá de volta aquele que tanto amou, o que supõe–se que este esteja morto, mas o corvo lhe responde “Nunca mais!”, anulando qualquer resto de esperança que ainda luta em seu coração. E, por último, talvez como uma forma de negar a resposta que ouviu anteriormente, a jovem chama novamente o coração de corvo, perguntando–lhe quais são as boas novas e continua dizendo que está sozinha.
  17. 17. As características ultra-românticas existentes na música-videoclipe É evidente que o ouvinte ou telespectador é transportado para um nostálgico passado medieval (o que reafirma o seu ideal ultra–romântico), com ruínas de castelos, monges e cavaleiro, a moça perseguida, um ambiente medonho que propicia o clima poético necessário para a música, natureza sombria (árvores secas, névoa, nuvens escuras, clima frio), deformação da realidade acentuada pelo sobrenatural, o misticismo manifestado no final do clipe com a revelação da identidade do cavaleiro negro. Vale ressaltar que a vocalista da banda veste–se semelhante ao corvo em uma parte do videoclipe: uma roupa negra, com uma plumagem mais negra ainda. O corvo, que é também um dos personagens principais da “narrativa”, carrega em si toda uma simbologia sobrenatural, já explanada no capítulo anterior. Portanto, seu canto é um sinal de algo sinistro, ou seja, ele novamente reaparece como “porta voz do além”, desta vez alertando a protagonista de um perigo que se aproxima, gerando o fascínio da mesma, que não parece medir esforços para encontrá–lo, ao mesmo tempo que tenta fugir dessas ameaças: o cavaleiro negro e os monges. p. 18
  18. 18. conclusão Edgar Allan Poe e suas obras continuam influenciando o meio musical, se estendendo a literatura e ao cinema. Por meio desse estudo, descobrimos a importância de Poe no contexto literário americano, como também mergulhamos no incrível e sobrenatural mundo do poema “The Raven” e fomos transportados para o coração de um jovem melindroso, para um mundo ultra–romântico regado de tristeza, dor e solidão e no final vislumbramos o majestoso mensageiro, o Corvo, exercendo grande importância na narrativa e sendo um elemento decisivo para o desfecho dessa história. Por meio da música e videoclipe “Ravenheart”, vemos o reflexo dessa mesma história sendo recontada.
  19. 19. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS: Biografia de Edgar Allan Poe por Spectrum. Disponível em: http:// www.spectrumgothic.com.br/Literatura/autores/Allan.htm.Acessado em 30/07/2011. CAMARGO, Marisis Aranha. Basic Guide to American Literature. São Paulo, Editora Pioneira– Manuais de Estudo, 1986. Entrevista de Lisa Schaphaus a John Wolff do site Sonic Cathedral. Disponível em: http://www.soniccathedral.com. Acessado em 30/07/2011. Entrevista de Lisa Schaphaus, traduzida e adaptada por Spectrum. Disponível em: http://www.spectrumgothic.com.br/musica/ entrevistas/xandria01.htm. Acessado em 30/07/2011. Frases de Edgar Allan Poe. Disponível em: http://www.sitequente. com/frasesde/edgarallanpoe.html. Acessado em 30/07/2011. Frases sobre música. Disponível em: http://www.sitequente.com/ frases/musica.html. Acessado em 30/07/2011. http://otroth.org/?p=174. Acessado em 2010. http://pt.wikipedia.org/wiki/Sentimentalismo. Acessado em 30/07/2011. p. 20
  20. 20. http://pt.wikipédia.org/wiki/Xandria. Acessado em 30/07/2011. http://www.poebrasil.com.br. Acessado em 2010. http://www.tvcinemaemusica.wordpress.com http://www.xandria.de/bio http://www.xandria.de/index.php?data=multimedia_ content&content=vid-ravenheart JORDÃO, Rose e Clenir Bellezi de Oliveira. Letras e Contexto: Língua, Literatura e Redação. São Paulo: Editora Escola Educacional, 2005. MENDES, Oscar (Org). Edgar Allan Poe– Ficção Completa, Poesias e Ensaios. Rio de janeiro: Editora Nova Aguilar, 1997. OLIVEIRA, Solange Ribeiro de, Carlos Rennó, Paulo Freire, Maria Alice Amorim e Janaína Rocha. Literatura e Música. São Paulo, Editora SENAC e Instituto Itaú Cultural, 2003. O ultra romantismo por Spectrum. Disponível em: http://www. spectrumgothic.com.br/Literatura/ultraromantismo.htm. Acessado em 30/07/2011. Poema The Raven de Edgar Allan Poe. Disponível em: http://www. helderdarocha.com.br/literatura/poe/raven1.html. Acessado em 30/07/2011. p. 21
  21. 21. Site Pensador Info. Frases de Oscar Wilde. Disponível em: http:// pensador.uol.com.br/frase/MTMzMzc/. Acessado em 30/07/2011. TERRA, Ernani e José de Nicola. Gramática, Literatura e Produção de Textos. São Paulo: Editora Scipione, 2ª edição, 2004. Tradução da música Ravenheart por Drika. Disponível em: http:// letras.terra.com.br/xandria/132565/traducao.html. Acessado em 30/07/2011. Tradução do poema The Raven de Edgar Allan Poe por Fernando Pessoa. Disponível em: http://www.insite.com.br/art/pessoa/ coligidas/trad/921.php. Acessado em 30/07/2011. Vídeo:XandriaRavenheart.Disponívelem:http://www.youtube.com/ watch?v=8-QCDSV1ikI&feature=fvsr. Acessado em 30/07/2011. p. 22

×