E service

2,281 views

Published on

  • Be the first to comment

E service

  1. 1. E-Service Daiane, Luciano Ricardo e Rafael. Shibu lijack
  2. 2. INTRODUÇÃO Os serviços eletrônicos não surgiram, como se pode imaginar, com a InternetComercial, lançada em 1996.Na verdade, este fenômeno surgiu muito antes dela, no final dos anos 80
  3. 3. INTRODUÇÃOPorém, foi a partir de 1997 que os serviços eletrônicos ganharam um forte aliado, do ponto de vista de T.I., com a implantação da Internet Comercial, cuja popularidade não demorou muito para acontecer.
  4. 4. INTRODUÇÃO Surgiu quando os bancos e operadoras de cartões de créditocomeçaram a utilizar os recursos da rede telefônica ou da rede de dados, para implementarem serviços eletrônicos, na busca da projeção empresarial em nívelnacional e até mesmo internacional.
  5. 5. SERVIÇOS NA INTERNETA maioria das empresas querealizam negócios no “mundo real”agora tem websites. Além dessasempresas do mundo real, existemoutras que “nasceram” na Internete existem somente no mundovirtual “ponto com”. (FITZSIMMONS, 2005)
  6. 6. SERVIÇOS NA INTERNET O constante desenvolvimento da internet permitiu aocomércio uma alternativa para o atendimento das demandas de forma rápida e eficaz: a sua disponibilização em meio eletrônico.
  7. 7. SERVIÇOS NA INTERNETCom esta medida, os empreendimentospuderam economizar no tempo gasto na fase de atendimento ao cliente, nonúmero de funcionários e proporcionarao cliente mais satisfação e comodidadena contratação de serviços, uma vez que diante do computador ele participa de todos os processos e com o máximo de segurança.
  8. 8. SERVIÇOS NA INTERNET De acordo com pesquisa publicada pelo Comitê Gestor de Internet no Brasil (CGI.br), neste ano já é de 53% o índice dascorporações que possuem site nainternet e este número sobe para 88% em companhias de grande porte (2009)
  9. 9. SERVIÇOS NA INTERNETPor outro lado, ainda de acordocom a pesquisa, apenas 13% das corporações brasileiras disponibilizam meios de compras pela internet, evidenciando um nicho de mercado que ainda tem espaço para se desenvolver.
  10. 10. UTILIZAÇÃO DOS SITES• Como um canal para vender um produto ouserviço;• Como um canal suplementar;• Para suporte técnico;• Para incrementar um serviço já existente;• Para processar pedidos;• Para transmitir informações;• Para comunicar-se com os membros;• Para jogar.
  11. 11. MODELOS DE NEGÓCIOS ELETRÔNICOS• Provedor de conteúdo: informações,produtos digitais e serviços;• Direto para o cliente: produtos ouserviços diretamente ao cliente;• Fornecedor de serviços completos:fornece uma gama completa de serviços deforma direta ou através de parceiros;• Intermediário: reúne compradores evendedores concentrando as informações;
  12. 12. MODELOS DE NEGÓCIOS ELETRÔNICOS• Infraestrutura compartilhada: cooperaçãocom a utilização de estrutura de TI em comum;• Integrador de valor em rede: coordena asatividades através da rede de valor, reunindo,sintetizando e distribuindo informações;• Comunidade virtual: cria e auxilia umacomunidade on-line de pessoas com uminteresse em comum, proporcionando interaçãoe provisão do serviço.
  13. 13. COMPARAÇÃO MODELO TRADICIONAL E ELETRÔNICO Serviço ServiçoCaracterísticas eletrônico tradicionalEncontro do serviço Tela a face Face a face Horas de trabalhoDisponibilidade Qualquer hora padrão Deslocamento para oAcesso De casa localÁrea de mercado Todo mundo LocalAmbiente Interface eletrônica Ambiente físicoDiferenciação Conveniência PersonalizaçãocompetitivaPrivacidade Anonimato Interação social

×