Successfully reported this slideshow.

Olimpíada Internacional Matemática sem Fronteiras - unindo competição e cooperação

663 views

Published on

Palestra apresentada durante a 14a. Semana Integrada da PUC - Campinas, em 21 de setembro de 2012.

Resumo: panorama das olimpíadas de Matemática no Brasil e no mundo e seu papel como estimulador no Ensino de Matemática. Será destacada a Olimp. Int. Matemática sem Fronteiras, iniciativa da Academia de Estrasburgo, França, que estimula o trabalho em equipe e valoriza a comunicação escrita em contraposição ao modelo da maioria das olimpíadas em andamento.

CV Resumido do palestrante:
Licenciado em Física e Mestre em Ensino de Ciências pelo Instituto de Física e pela Faculdade de Educação - USP. Idealizador e ex-coordenador da Olimpíada Brasileira de Física e da Olimpíada Paulista de Física. Especialista em competições em Educação. Coordenador da Olimpíada Internacional Matemática sem Fronteiras no Brasil e diretor da Rede POC

Published in: Education
  • Be the first to comment

Olimpíada Internacional Matemática sem Fronteiras - unindo competição e cooperação

  1. 1. Olimpíada Internacional Matemática sem Fronteiras Unindo competição e cooperação Prof. Ozimar Pereira, MEdu Campinas, 21 de setembro de 2012
  2. 2. Resultados 1997- 201129 países em 5 continentes 6 milhões de estudantes 15.000 professores 10.000 escolas
  3. 3. Contexto AtualInternacionalizaçãoInterdependênciaCompetitividadeConectividadeIndividualidade
  4. 4. Por que competições na Educação? Proporcionam desafios e novas experiências Aumentam o interesse pelo estudo Auxiliam a escolha profissional Desenvolvem os talentos Colaboram para o autoconhecimento
  5. 5. Quais as vantagens de se participar de competições ? Aumento do conhecimento Desenvolvimento da perseverança, da disciplina, da organização e da auto-estima Facilidade para se lidar com frustrações e desafios Diversão construtiva Conhecimento de novos lugares Construção de novas amizades Ampliação de horizontes
  6. 6. Competições na Educação - HistóricoHungria – 1894Leningrado (S. Petersburgo) – URSS – 1934Sputnik - URSS – 4 de outubro de 1957International Mathematics Olympiad - Romênia – 1959International Physics Olympiad – Polônia – 1967Olimpíada Brasileira de Matemática – SBM - 1979
  7. 7. Competições no mundo hoje
  8. 8. Tipos de CompetiçãoOlimpíadas (Astronomia, Biologia, Física, Geografia, HistóriaInformática, Linguística, Matemática, Meio Ambiente,Oceanografia, Química, Robótica, Saúde)Produção de textos, vídeos, filmes, websites, desenhos(Ecogerma, NASA – Cassini Contest)Quizzes e jogos (NatGeo, DNA)Debates (Simulação das Nações Unidas, IYPT, Quanta)Projetos científicos e tecnológicos (ISEF, Google Science Fair,ICYS, Febrace, Mostratec, Fecitec, Jovens Inovadores – RedePOC)
  9. 9. Olimpíadas de Matemática INTERNACIONAISIMO – International Mathematics Olympiad – 1959Olimpíada Iberoamericana de Matemática – OEI - 1985Olimpíada do Cone Sul – 1988Olimpíada Internacional Matemática sem Fronteiras – 1990Canguru sem Fronteiras – Austrália/França – 1991Olimpíada de Maio – Argentina - 1994Olimpíada de Matemática da Comunidade dos Países da LínguaPortuguesa - 2011http://www.obm.org.br/opencms/competicoes/internacionais/
  10. 10. Olimpíadas de Matemática NACIONAISOBM – SBM – 1979OBMEP – SBM – IMPA – MEC – MCTI – 2005
  11. 11.  Criado em 1990 – Estrasburgo, França Inspection Pédagogique Régionale de Mathématiques IREM (Institut de Recherche sur l’Enseignement des Mathématiques) Académie de Strasbourg
  12. 12. Objetivos Aproximar o Brasil de outros países, os estudantes da Matemática , a Matemática e os idiomas e os estudantes de sua própria classe Incentivar a curiosidade e o interesse pela Matemática, o trabalho em equipe e a capacidade de organização, a responsabilidade compartilhada para alcançar resultados, a iniciativa dos alunos, a prática de um idioma estrangeiro, a imaginação e a iniciativa de cada um, a participação de quem não é “excelente em Matemática”
  13. 13. Características Modalidade Básica: 4º ao 6º. Ano EF Modalidades Júnior/Sênior: 7º. EF à 3ª. série EM Formato: 8 a 13 questões dissertativas Duração da prova: 50 min (EF) e 90 min (EM)
  14. 14. Diferenciais1. fase única2. consulta livre a qualquer material, sem acesso a internet ou ao professor3. envolvimento dos estudantes do EF14. 1 questão em Alemão, Espanhol, Francês, Inglês e Italiano5. cada classe forma uma equipe
  15. 15. Organização
  16. 16. Apoio
  17. 17. Logo
  18. 18. Cartaz
  19. 19. Website
  20. 20. Medalhas
  21. 21. Números 2011 2012 Classe Classe Year Schools Students Year Schools Students s sJunior (CM2 / Junior (CM2 / 80 50 3500 300 68 9000 6e) 6e)Senior (2e/3e) 199 50 7000 Senior (2e/3e) 600 68 18000 Total 279 56 10500 Total 900 68 27000
  22. 22. Alcance 2011 14 Estados 2012 16 Estados
  23. 23. Avaliação• Boa organização• Estrutura simples e eficiente• Problemas criativos e interessantes• Integração com outros países• Estímulo ao trabalho colaborativo• e interdisciplinar• Desmistificação da Matemática• Valorização do Idioma na Matemática
  24. 24. QUANTA18th International Competition for Science, Mathematics, Mental Ability and Electronics 15 a 18 de dezembro de 2012 – Lucknow – INDIA
  25. 25. Provas
  26. 26. Obrigado pela atenção! CONTATO www.redepoc.com www.facebook.com/RedePOC

×