Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Brasil colonia

3,982 views

Published on

Published in: Education
  • Be the first to comment

Brasil colonia

  1. 1. Brasil Colônia Economia e Sociedade
  2. 2. Brasil açucareiro• Nunca esquecer que o Brasil foi uma colônia de exploração: mão-de-obra escrava, latifúndio, monocultura e produção para o mercado externo. Primeiro engenho brasileiro: Em São Vicente por Martim Afonso de Sousa.• Auge da cultura: região Nordeste na Zona da Mata.
  3. 3. Brasil açucareiro• Escolha do açúcar: adaptado ao solo, grande procura, bom preço e mercado garantido na Europa.• ATENÇÃO: Quebra do mito do monopólio português. O financiamento da produção coube aos bancos holandeses, que também passaram a distribuir a produção.• Tráfico negreiro: solução para a falta de mão-de- obra e forma de a metrópole alcançar mais lucro com a colônia.
  4. 4. Economia canavieira• Produção monocultora para o mercado externo.• Economia subsidiaria ao açúcar: aguardente ( + o tabaco era trocado por escravos) e pecuária.• Auge: dominação holandesa (era Nassau)• Decadência: expulsão dos holandeses
  5. 5. Sociedade açucareira• Titulo de Senhor de Engenho: riquezas e privilégios sociais.• Família Patriarcal (extensão do direito de propriedade sobre familiares), aristocrática e escravista.• Casa Grande: extensão e símbolo da riqueza do Senhor de Engenho. Composta de senzalas e capela.• Pouca diversidade social: Senhor de Engenho, homens brancos (trabalhadores do engenho pequenos lavradores e sem terras) e escravos.
  6. 6. A pecuária• No inicio era atividade subsidiária (auxiliar) da cana-de-açúcar.• Com a Carta Regia de 1701 (que o obrigava a ser criado a 10 léguas da cana- de-açúcar) afastou-se da zona açucareira penetrando pelo interior do Nordeste.
  7. 7. Quadro esquemático sobre a pecuária no BrasilNORDESTE SUL• Correntes de • No inicio, praticava-se povoamento: Sertão de mais a caça ao gado do Dentro e Sertão de Fora. que sua criação.• Predomino da mão-de- • Ganhou força com o aumento do mercado obra livre, relações consumidor oriundo da paternalistas, da atividade mineradora,• algumas possibilidades passando a ser criado de ascensão social, nas estâncias.• surgimento de uma • Predomino da mão-de- “sociedade do couro” obra assalariada.
  8. 8. A mineraçãoConseqüências da descoberta do ouro no Brasil:• aumento populacional, e do mercado consumidor interno,• crescimento urbano e das relações interprovinciais,• deslocamento do eixo econômico para a região Sul e da capital para o Rio de Janeiro,• arrocho colonial.
  9. 9. A mineração• Criação da Superintendência das Minas: órgão responsável pelo controle da região das minas, subordinada apenas a Coroa.• Impostos: Quinto (20 % produção, depois passou a ser 10 arroubas anuais = 15 mil quilos), Capitação (imposto pago por “cabeça de escravos”). DERRAMA: cobrança dos impostos atrasados. Para evitar contrabandos foram criadas as
  10. 10. A mineração• Exploração: faiscadores e lavras.• Exploração dos Diamantes: contratadores.• Caminho das riquezas minerais no Brasil: Portugal ( por conta da exploração colonial) → Inglaterra (por conta do Tratado de Methuen ou “panos e vinhos”de 1703).
  11. 11. Quadro explocativo da mineraçao colonial
  12. 12. outras atividades• Tabagista: usado para o escambo na áfrica (por escravo). Auge: século XVII (coincidindo com o auge do açúcar).• Algodão: recuperação da economia tropical no século XVIII. Expansão da produção: revolução industrial, Guerra de Independência Americana (1774-83) e Guerra de Secessão americana (1861-65).• Mandioca: para a alimentação local (principalmente dos escravos). Ganhou impulso com a dominação holandesa. LEMBRAR DA “CONSTITUIÇÃO DA MANDIOCA” DE 1823
  13. 13. Mapa das atividade coloniais

×