Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Disclosure (Abertura de Informação)

57,984 views

Published on

Aula apresentada por Fernanda Fernandes durante Webinar organizado pelo Proqualis onde apresenta a experiência do Hospital Israelita Albert Einstein (HIAE) na aplicação do tema Disclosure (Abertura de Informação) frente à ocorrência de eventos adversos no cuidado de saúde.
janeiro 2016

Published in: Healthcare

Disclosure (Abertura de Informação)

  1. 1. Disclosure (Abertura de Informação) Aula apresentada durante Webinar sobre Abertura de Informação promovido pelo Centro Colaborador para a Qualidade do Cuidado e a Segurança do Paciente – Proqualis RJ, 26 de Janeiro de 2016
  2. 2.  Uma das premissas para o alcance da cultura de segurança, é a existência de uma comunicação aberta, honesta e transparente entre os serviços de saúde e seus pacientes  É um direito dos pacientes receber informações sobre sua saúde, enfermidades bem como os riscos inerentes ao tratamento de saúde:  8º direito: O paciente tem direito a informações claras, simples e compreensivas, adaptadas à sua condição cultural, sobre as ações diagnósticas e terapêuticas, o que pode decorrer delas, a duração do tratamento, a localização, a localização de sua patologia, se existe necessidade de anestesia, qual o instrumental a ser utilizado e quais regiões do corpo serão afetadas pelos procedimentos.  9º direito: O paciente tem direito a ser esclarecido se o tratamento ou o diagnóstico é experimental ou faz parte de pesquisa, e se os benefícios a serem obtidos são proporcionais aos riscos e se existe probabilidade de alteração das condições de dor, sofrimento e desenvolvimento da sua patologia.  A comunicação com o paciente se torna um desafio a medida que ocorre um dano a sua saúde Canadian Safety Institute. Canadian Disclosure Guidelines: Being with patients and families. Ottawa: 2011 Canadian Medical Protective Association. Communicating with your patient about harm: disclosure of adverse events. Ottawa: 2008 Portaria do Ministério da Saúde nº1286, de 26/10/93, art.8º e nº74, de 04/05/94 Disclosure - Premissas
  3. 3. • O processo de disclosure reconhece e informa ao paciente a ocorrência de um evento adverso mantendo a confiança e confiabilidade no sistema de saúde; • Uma explicação honesta, transparente e o comprometimento com a continuidade do cuidado pode aumentar a confiança do paciente e fortalecer o relacionamento com o serviço de saúde; • Não fornecer explicações após um resultado adverso é uma causa relevante de processo e uma fonte de insegurança para o paciente; • Disclosure inclui suporte para o paciente, familiares e profissionais de saúde. Canadian Safety Institute. Canadian Disclosure Guidelines: Being with patients and families. Ottawa: 2011 Canadian Medical Protective Association. Communicating with your patient about harm: disclosure of adverse events. Ottawa :2008 Portaria do Ministério da Saúde nº1286, de 26/10/93, art.8º e nº74, de 04/05/94 Disclosure - Conceito
  4. 4. O que os pacientes esperam após a ocorrência de um evento? • Reconhecimento da organização sobre o que aconteceu – preocupação e desculpas pelo ocorrido; • A revelação dos fatos sobre o evento; • As etapas do que foi e do que será feito para minimizar o dano; • Quais medidas adotadas para evitar a ocorrência de eventos semelhantes. Canadian Safety Institute. Canadian Disclosure Guidelines: Being with patients and families. Ottawa: 2011 Canadian Medical Protective Association. Communicating with your patient about harm: disclosure of adverse events. Ottawa:2008 Disclosure
  5. 5. * Foi detectado que houve falha no processo de esterilização de instrumentais cirurgicos que foram utilizados em dois pacientes operados na data 25/02/2011. Os pacientes foram rastreados e não foi identificado sinais clínicos ou resultados de exames que pudessem evidenciar a ocorrencia de dano. No entanto, há um risco de infecção e as opções de tratamento e monitoramento devem ser discutidas com os médicos e pacientes envolvidos. ** Sr José dos Santos e João dos Santos estão internados na mesma enfermaria, e a técnica de enfermagem quase administrou Penicilina no paciente errado. Ao perceber a possibilidade de confusão dos nomes no momento da checagem dos 9 certos, não administrou o medicamento. Nesta situação, seria prudente alertar ambos os pacientes do risco da confusão dos nomes para que eles também possam ser vigilantes na gestão do risco até que os mesmos sejam trocados de leitos. Canadian Safety Institute. Canadian Disclosure Guidelines: Being with patients and families. Ottawa: 2011 Disclosure – Quando realizar?
  6. 6. Canadian Safety Institute. Canadian Disclosure Guidelines: Being with patients and families. Ottawa: 2011 Disclosure – Como realizar?
  7. 7. • Atender às necessidades clínicas • Resolver as situações de emergência • Comunicar o médico responsável e a liderança da área • Realizar registro do evento e das condutas adotadas para minimizar ou reverter o dano Disclosure – incidente com dano (Evento Adverso)
  8. 8. • Prazo: 24h após o evento • Identificar quais são os fatos inicialmente conhecidos pela equipe assistencial, paciente e família • Dizer apenas o que ocorreu, não os motivos pelos quais ocorreram (investigação posterior) • Não fornecer informações cujo conhecimento seja superficial, por exemplo, relacionados a causas do evento e fatores contribuintes • Não utilizar a palavra ERRO • Explicar as medidas adotadas para minimizar o dano e os próximos passos (terapêutica, prognóstico) • Verificar a necessidade de suporte psicológico ao paciente e familiares • Acordar nova reunião para detalhamento dos fatos em até 45 dias e deixar um meio de contato Disclosure Inicial: informações sobre os fatos do evento, impacto para o paciente e medidas adotadas para minimizar ou reverter o dano Disclosure inicial
  9. 9. • Envolver a diretoria e gerência • Pedir desculpas quando uma falha estiver associada • Assumir responsabilidades • Explicar ao paciente e a família o que aconteceu, considerando as causas e fatores contribuintes • Explicar o que será feito para evitar futuros eventos adversos (lições aprendidas e as oportunidades de melhoria) • Verificar a necessidade de fornecer suporte psicológico, social e financeiro Disclosure Final: informações complementares com exposição das causas e lições aprendidas Disclosure final
  10. 10. • Não postergar a comunicação dos fatos (aumento de estresse e ansiedade) • O disclosure deve ocorrer em local reservado com horário marcado • Garantir que a conversa final contará com a presença de todas as pessoas importantes para a tomada de decisões necessárias • A comunicação deve transcorrer de forma clara, simples, sensível e compreensiva • Reações emocionais devem ser esperadas. Dê tempo ao paciente e seus familiares para que eles possam pensar sobre o que aconteceu • Expressar genuína preocupação • Avaliar o risco de imagem - orientação jurídica Disclosure – Pontos Críticos
  11. 11. • Estudo conduzido nos EUA apontou que apenas 30% dos médicos que vivenciaram um evento adverso grave em sua prática relataram que os profissionais de saúde haviam realizado disclosure e se desculpado pela falha. • Dificuldades no processo • Medo de processos; • Desconforto em enfrentar o paciente; • Receio do impacto em sua reputação; • Falta de conhecimento e habilidade nesse processo (treinamento). Gallagher TH, Studdert D, Levinson W. Disclosing Harmful Medical Errors to Patients. N Engl J Med 2007;356:2713-9. Disclosure – Dificuldades
  12. 12.  Apesar da maioria dos médicos concordarem que os erros devem ser inteiramente divulgados aos pacientes, na prática, os erros não são revelados de forma clara. Gallagher TH, Garbutt JM, Waterman AD, et al. Choosing your words carefully: how physicians would disclose harmful medical errors to patients. Arch Intern Med. 2006;166:1585-1593. Disclosure parcial: menção sobre evento adverso, mas não sobre os erros Disclosure completo: explicações sobre os erros ocorridos Disclosure – Dificuldades
  13. 13. Percentual de retorno do paciente após disclosure nos anos de 2011 a 2015 (n=93) 88% Retornou ao hospital 12% Não retornou ao hospital Percentual de Ação Jurídica após disclosure nos anos de 2011 a 2015 (n=93) 98% Ausência de ação judicial 2% Ação Judicial Disclosure – Experiência Einstein
  14. 14.  Comunicação com transparência, honestidade, verdade e empatia  Manutenção da confiança institucional  Ações em parceria com familiares e amigos – criação de conselho consultivo pela segurança do paciente  Criação do Programa Julia Lima pela Segurança do Paciente  Memorial Júlia Lima  Publicação para compartilhamento das lições aprendidas Disclosure – Experiência Einstein
  15. 15. • Integrar as atividades de disclosure a segurança do paciente e gerenciamento de risco • Estabelecer um sistema de suporte ao disclosure • Prover capacitação dos profissionais - comunicação • Garantir a disponibilidade de coaching • Garantir suporte emocional aos profissionais, paciente e familiares. Gallagher TH, Studdert D, Levinson W. Disclosing Harmful Medical Errors to Patients. N Engl J Med 2007;356:2713-9. Disclosure – Aspectos Institucionais
  16. 16. • A ocorrência de um incidente com dano (evento adverso), pode significar problemas sérios para os profissionais envolvidos, principalmente se forem considerados, de forma incorreta, como os principais responsáveis pelo resultado negativo • O envolvimento de um profissional em um evento adverso ao paciente, pode interferir na atenção e no estado emocional do colaborador, podendo comprometer a segurança dos pacientes e do próprio colaborador • É papel da liderança identificar os colaboradores que necessitam de apoio emocional e encaminhá-los para serviço especializado Canadian Safety Institute. Canadian Disclosure Guidelines: Being with patients and families. Ottawa: 2011 Disclosure – Suporte aos profissionais
  17. 17. • Estabelecer um programa de apoio psicológico aos profissionais • Adequar atividades e descanso se necessário • Orientar os profissionais na comunicação com a família e com o paciente • Envolver os profissionais na revisão do evento como forma de estimular o desenvolvimento de melhorias no processo Canadian Safety Institute. Canadian Disclosure Guidelines: Being with patients and families. Ottawa: 2011 Disclosure – Suporte aos profissionais
  18. 18. • Processo crítico e delicado que exige preparo e maturidade organizacional para a implantação e efetividade do processo • O disclosure deve estar adequado aos valores da instituição de saúde • Os profissionais devem ser treinados e desenvolvidos para este processo • O suporte jurídico é fundamental – cultura da culpabilidade • Fornecer suporte ao paciente, familiar e profissional na mesma proporção Disclosure – Considerações Finais
  19. 19. Obrigada! fernanda.fernandes@einstein.br proqualis.net Disclosure

×