Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Dores aguda.sub aguda, cronica

14,170 views

Published on

  • Login to see the comments

Dores aguda.sub aguda, cronica

  1. 1. Geralmente, se classifica a acuidade da lombalgia de acordo com o tempo, desde o seu início:  Fase aguda: entre 0 e 1 mês desde o início do episódio da dor lombar.  Fase subaguda: entre 2 e 3 meses desde o episódio da dor lombar.  Fase crônica: mais de 3 meses desde o episódio da dor lombar. Outra classificação comum é a baseada na capacidade funcional de cada paciente:  Aguda: representa os pacientes severamente limitados e incapazes de permanecer em pé por mais de 15 minutos, sentar por mais de 30 minutos ou caminhar mais do que ¼ de quilômetro sem agravar a dor.  Subaguda: representa os pacientes que conseguem fazer as atividades mencionadas na fase aguda (sentar, levantar ou andar por períodos mais longos), mas não conseguem realizar as atividades de vida diária, como limpar e levantar objetos pesados.  Crônica: representa os pacientes capazes de fazer as atividades de vida diária, mas que não conseguem realizar atividades de grande exigência física e de longa duração, como manusear material pesado, participar de esportes competitivos ou realizar tarefas domésticas pesadas. Pode-se classificar também a gravidade ou acuidade da dor lombar de acordo com a resposta do paciente aos movimentos ativos (por exemplo: flexão e extensão lombar) e passivos (por exemplo: manobra de Lasègue) da seguinte forma:  Se a dor ocorrer entre o início e a metade do movimento ativo ou passivo, a condição é considerada aguda;  Se a dor ocorrer na metade do movimento, a condição é considerada subaguda;  Se a dor ocorre apenas no final do movimento, a condição é classificada como crônica. Todas as classificações são igualmente importantes para que se possa orientar a escolha do melhor tratamento. Nesta tabela estão resumidas:
  2. 2. Cada etiologia deve receber tratamento individualizado específico. Fisioterapia tem se mostrado benéfica para pacientes com Lombalgia aguda ou subaguda ou com episódios recorrentes, eletroterapia para analgesia que são utilizados no controle inicial da dor. Prescrição de medicamentos orientados pelo medico; e posteriormente o fortalecimento da musculatura estabilizadora da coluna é o mais indicado para uma menor recidiva das lesões. O objetivo geral do tratamento é retornar as atividades que exigem grande demanda do sistema musculoesquelético (esporte ou trabalho), melhorando a força, a resistência e o controle do movimento de maneira que, durante as simulações das situações de alta demanda, os pacientes consigam manter a coluna em posição neutra sem exacerbação dos sintomas. A Educação do paciente é um componente importante do tratamento de indivíduos com dor lombar, independente da categoria em que eles se encaixam. As principais recomendações são: – evitar o repouso na cama – permanecer ativo e levar uma vida ativa – seguir orientação em relação a historia natural positiva da lombalgia.

×