Comunicacao Ic

1,853 views

Published on

Published in: Travel, Technology
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Comunicacao Ic

  1. 1. EAD EM CURSOS DE GRADUAÇÃO: DESAFIOS E POSSIBILIDADES <ul><li>PROJETO INTERDEPARTAMENTAL DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA (COMFIL) </li></ul><ul><li>Departamentos Português, Inglês, Francês, Lingüística e Curso de Espanhol </li></ul>
  2. 2. OBJETIVOS INSTITUCIONAIS <ul><li>a bordar e discutir aspectos relativos ao design de cursos; à formação de docentes que atuarão em EAD; à leitura e escrita do hipertexto etc.; </li></ul><ul><li>e mbasar teoricamente a elaboração de material didático para cursos a distância (tipologia de exercícios, linguagem instrucional, formas de ampliar a interação entre participantes etc.); </li></ul><ul><li>o ferecer, pelo menos, uma disciplina piloto a distância na graduação de Letras (1 o . sem. 2005); </li></ul><ul><li>sistematizar o conhecimento para orientar e embasar a oferta de disciplinas semipresenciais na graduação. </li></ul>
  3. 3. Objetivos pedagógicos <ul><li>propiciar, ao aluno, o contato com a pesquisa científica em uma área emergente e significativa para a educação mundial; </li></ul><ul><li>auxiliar o aluno a desenvolver saberes e competências necessários à realização de pesquisas (organização, delimitação do tema, definição do problema, levantamento bibliográfico, sistematização das leituras, divulgação dos resultados etc.); </li></ul><ul><li>ampliar os horizontes da formação atual do curso de Letras pela inserção do aluno no contexto digital de atuação docente; </li></ul><ul><li>suscitar, no aluno, interesse pela investigação, buscando sempre relacioná-la a questões relevantes para a sociedade. </li></ul>
  4. 4. Planos de Trabalho Individuais <ul><li>6 Pesquisadoras de IC </li></ul><ul><li>6 Orientadoras </li></ul><ul><li>Objetivos e resultados </li></ul>
  5. 5. Análise de ambiente educacional virtual para a aplicação em cursos de graduação <ul><li>Entender o papel da Educação a distância (EaD) no âmbito educacional); </li></ul><ul><li>Analisar a plataforma de EaD, TelEduc, desenvolvida pela Unicamp, tendo em vista a sua aplicação em cursos de graduação. </li></ul>Orientanda: Aline Cristina Tomé Orientadora: Drª Paulina Dalva Artimonte Rocca Objetivo
  6. 6. Resultados <ul><li>TelEduc é um ambiente virtual de aprendizagem (AVA), cujas ferramentas são divididas em três grandes grupos: ferramentas de comunicação, ferramentas de coordenação, e as ferramentas de administração. </li></ul><ul><li>A plataforma apresenta grande influência construtivista do teórico russo Vygotsky em suas ferramentas de comunicação: possibilita o diálogo entre os participantes, levando em conta sua bagagem cultural na solução de problemas na medida em que se dá a construção do conhecimento. </li></ul><ul><li>O fato da plataforma TelEduc pressupor uma abordagem construtivista para a construção do conhecimento não garante que todo e qualquer curso veiculado por meio dela seja construtivista em sua concepção. Daí a importância da formação do professor para atuar em cursos online. </li></ul>
  7. 7. Funcionamento dos gêneros textuais de interação na EAD : o chat <ul><li>Objetivos: </li></ul><ul><li>A nalisar chats educacionais, utilizados para interação em EAD, com conceitos oriundos da Análise da Conversação e da relação fala e escrita e tendo como base a abordagem de gênero ; </li></ul><ul><li>D escrever as funcionalidades desse gênero e contribuir com a democratização do uso dessa ferramenta na interação educacional </li></ul>Orientanda: Luna Kalil de Almeida Orientadora: Dra. Mercedes Canha Crescitelli
  8. 8. Resultados e discussão Algumas considerações acerca da transposição dos conceitos da análise da conversação face a face ao contexto do chat: Existe sempre um motivo para participar de um chat e esse tema é pré-estabelecido pelo professor do curso, em geral está relacionado com a discussão de algum tópico que vem sendo desenvolvido na unidade em questão. Tópico discursivo No chat educacional , falas simultâneas e sobreposições não ocorrem, pois o próprio sistema não possibilita. A conversa é mais organizada e os turnos são, geralmente, mais curtos, o que favorece a dinamicidade da interação. Turno A interação no chat se dá, basicamente, por meio dos pares pergunta-resposta , que se estruturam e ocorrem de maneira diferente da conversaçãoface a face. Pares Conversacionais No chat observa-se a tentativa de criar símbolos gráficos com a função de traduzir os marcadores não verbais da conversação face a face, ou seja, aquilo que não é dito, mas que pode ser observado. É freqüente também o uso de reticências dentro do enunciado, que podem ou não representar pausas Marcadores conversacionais
  9. 9. Proposta de atividade de espanhol on-line a partir da perspectiva de gêneros discursivos. <ul><li>Objetivo: </li></ul><ul><li>Desenvolver atividades didáticas on-line para o ensino-aprendizagem de espanhol com base em três conceitos: aprendizagem significativa, gêneros e seqüência didática </li></ul><ul><li>Fundamentação </li></ul><ul><ul><li>Aprendizagem significativa (Ausubel; 1968) </li></ul></ul><ul><ul><li>Gêneros discursivos (Bakhtin; 1979 ) </li></ul></ul><ul><ul><li>Seqüência Didática (Doltz, Noverraz, Schneuwly; 1996 ) </li></ul></ul>Orientanda: Andrea Nora Pizzutiello Orientadora: Drª Claudia C. B. de Jacobi
  10. 10. Resultados - A atividade <ul><li>Apresentação da situação = Perfil web </li></ul><ul><li>Produção inicial = seleção de informações que o aluno considera fundamentais na hora de fazer um perfil. </li></ul><ul><li>Módulos (leitura, gramática, exercícios) </li></ul><ul><li>Produção do Perfil web </li></ul>
  11. 11. ANÁLISE E CLASSIFICAÇÃO DE TIPOS DE EXERCÍCIOS USADOS NO ENSINO/APRENDIZAGEM DE LÍNGUAS EM EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA (EAD) <ul><li>Objetivos: </li></ul><ul><li>Selecionar sites de ensino de língua inglesa </li></ul><ul><li>Classificar os tipos de exercícios usados e </li></ul><ul><li>Analisar os exercícios quanto ao Método, Teoria de aprendizagem, Interação e Nível </li></ul>Orientanda: Lucilene Santos Silva Fonseca Orientadora: Dra. Angelita Gouveia Quevedo
  12. 12. Resultados <ul><li>Os dois sites de línguas usam: </li></ul><ul><li>uma abordagem que mescla o Método Comunicativo com exercícios que enfatizam elementos cognitivos e construtivistas; </li></ul><ul><li>ferramentas que facilitam a troca de informações e a interação entre os diversos participantes. </li></ul><ul><li>Os exercícios e atividades virtuais devem: </li></ul><ul><li>ser criativos; </li></ul><ul><li>envolver o desafio, a fantasia e a curiosidade; </li></ul><ul><li>levar o estudante à construção do conhecimento. </li></ul><ul><li>Deve-se: </li></ul><ul><li>enfatizar a comunicação e discussão (interação); </li></ul><ul><li>levar em conta as características e o perfil do aprendiz; </li></ul><ul><li>oferecer ao estudante um feedback significativo; </li></ul><ul><li>levar o aluno a refletir para construir o conhecimento com autonomia; </li></ul><ul><li>enfatizar a colaboração e a autonomia. </li></ul>
  13. 13. Construindo a autonomia discente no contexto digital por intermédio do design. Uma proposta de atividades. <ul><li>Objetivo: </li></ul><ul><li>Contribuir para desenvolver a autonomia do aluno digital, por meio do design de curso. </li></ul><ul><ul><li>Para tanto, foram abordados a caracterização do contexto, as concepções de EAD (Belloni, 1999; Almeida, 2003; Valente 2003;), de tecnologia (Lantolf, 2000; Carneiro,2002), interação e interatividade (Silva, 2000; Cintra, 2003); construção conjunta de conhecimento (Prol et al., 2003; Maçada e Tijiboy, 1997) e autonomia (Holec, 1981; Preti, 2000). </li></ul></ul>Orientanda: Karina Noçais Orientadora: Drª Alexandra Geraldini
  14. 14. Resultados <ul><li>Foi elaborada uma proposta com a configuração ideal do ambiente e cinco atividades iniciais para um curso de língua francesa, nível básico. </li></ul><ul><li>Os seguintes tópicos foram abordados: apresentação, breve descrição da rotina cotidiana, gostos e preferências. </li></ul><ul><li>Conteúdo gramatical envolvido: verbos nos tempos presente, passado ( composé ), futuro próximo e artigos (definidos e indefinidos). </li></ul>
  15. 15. CONSTRUÇÃO DE UM HIPERTEXTO COM BASE NA OBRA UNE ENFANCE CRÉOLE I – ANTAN D’ENFANCE de Patrick Chamoiseau <ul><li>Objetivos: </li></ul><ul><li>Conhecer a realidade na qual a obra literária está inserida – Martinica - aspectos históricos, geográficos, lingüísticos e culturais; </li></ul><ul><li>Sistematizar os dados obtidos para a seleção de aspectos a serem definidos como os links de Une enfance créole 1 – Antan d´enfance para a construção do hipertexto </li></ul><ul><li>Ler, analisar e interpretar a obra literária Une enfance créole 1 – Antan d´enfance </li></ul>Orientanda: Renata Francino Leste Orientadora: Drª Heloisa B. de Albuquerque Costa
  16. 16. Resultados <ul><li>“ Une enfance créole 1 – Antan d’enfance” de Patrick Chamoiseau- links definidos: 1)contextualização da obra (autor e realidade geográfica, cultural e histórica da Martinica); 2) termos centrais da obra – a partir da análise literária da obra (estrutura – sentir et sortir e eixos centrais – vieille Maison, Man Ninotte, Fort de France, négrillon, entre outros) </li></ul><ul><li>Hipertexto – características: ferramenta que permite o acesso rápido a múltiplas informações; possibilita ao aluno reter informações, ao participar ativamente do processo de leitura; possui hetereogeneidade e simultaneidade de informações; permite o conhecimento não linear; relação leitor-mundo e mundo-leitor - possibilidade de traçar diferentes percursos ao acessar ao mesmo tempo diversos documentos. </li></ul><ul><li>  Formato final - análise literária contribui para o estabelecimento de relações inter e extra-texto e para a leitura hipertextual. A construção do documento final foi feita em doc. Word . </li></ul>

×