Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Palavras

Um power point relativo às conjunções coordenativas, às locuções conjuncionais coordenativas e aos processos de coordenação (orações coordenadas.

  • Login to see the comments

Palavras

  1. 1. B. Linguística Descritiva B.3. Classes de PalavrasAs palavras são elementos que fazem parte do léxico da língua e que utilizamosnum enunciado para comunicar, quer pelo seu significado quer pela sua funçãogramaticalAs palavras estabelecem relações entre si e, segundo determinadas regras,quando estão integradas numa frase. Essas relações realizam-se num eixohorizontal (ou sintagmático). José Carlos Maciel Pires de Lima 1 2011/2012
  2. 2. O rapaz come muitos legumes. EIXO HORIZONTAL José Carlos Maciel Pires de Lima 2 2011/2012
  3. 3. Por outro lado, cada uma das palavras que constituem a frase poderia sersubstituída por outras de modo a manter a frase gramaticalmente correta,estabelecendo. Assim, relações segundo um eixo vertical (ou pardigmático). E i O rapaz come muitos legumes. x o Este miúdo vê aquela borboleta. v e r Todos os meninos adoram os animais. t i c Um garoto desenhou esta árvore de natal. a l José Carlos Maciel Pires de Lima 3 2011/2012
  4. 4. Não seria, pois, possível, por exemplo, substituir a palavra rapaz porresponde: não resultaria uma frase gramaticalmente correta. Já que elaspertencem a diferentes classes de palavras. *O responde come muitos legumes. * Este responde vê aquela borboleta. * Todos os responde adoram os animais. *Um responde desenhou esta árvore de natal. * frase agramatical José Carlos Maciel Pires de Lima 4 2011/2012
  5. 5. A classes de palavras são dez: nomes determinantes pronomes advérbios conjunções adjetivos interjeições quantificadores verbos preposições José Carlos Maciel Pires de Lima 5 2011/2012
  6. 6. Dentro de algumas destas classes de palavras encontramos casos desequências de duas ou mais palavras que funcionam como se tratasse deuma só. Repara nas frases: 1. O aluno estuda afincadamente. 2. O aluno estuda com afinco.Notas, com certeza, que na primeira frase a palavraafincadamente foi substituída por uma expressão quedesempenha a mesma função: com afinco.A esta sequência de palavras que funciona, quer a nívelsintático quer a nível semântico, como se fosse uma sódamos o nome de locução. José Carlos Maciel Pires de Lima 6 2011/2012
  7. 7. Classes abertas e classes fechadasAs classes de palavras podem ser abertas ou fechadas conforme sãoconstituídas, respetivamente, por um número ilimitado de palavras (ao qual aevolução da língua vai acrescentando novas palavras, como o caso dos nomesou dos verbos) ou por um número limitado de palavras (ao qual é raroacrescentar-se novos elementos, como é o caso das conjunções ou daspreposições). José Carlos Maciel Pires de Lima 7 2011/2012
  8. 8. Em algumas classes podemos ainda distinguir várias subclasses, em queagrupamos palavras com determinadas caraterísticas comuns.O estudo das caraterísticas dessas classes e subclasses não se pode dissociarda integração da palavra na frase. José Carlos Maciel Pires de Lima 8 2011/2012
  9. 9. Palavras variáveis e invariáveisEste rapaz refere que também gosta muito de chocolate.Se quiséssemos referir-nos a mais do que um aluno que também aprecia chocolates,diríamos:Estes rapazes referem que também gostam muito de chocolates.Verificas que algumas palavras sofrerammodificações. Às palavras que alteram a sua formachamamos palavras variáveis; aquelas que nãosofrem alterações são as palavras invariáveis . José Carlos Maciel Pires de Lima 9 2011/2012
  10. 10. As palavras invariáveis pertencem às classes: Preposições conjunções interjeições advérbios (invariáveis em género e número)Nas outras classes, as palavras são variáveis embora possam também existiralgumas invariáveis. José Carlos Maciel Pires de Lima 10 2011/2012
  11. 11. SÍNTESE: Palavras – elementos do léxico de uma língua. Locuções – expressões constituídas por duas ou mais palavras e quefuncionam a nível sintático e semântico como se tratasse de uma só . Classe de Palavra – conjunto de palavras com caraterísticas comuns quepodem ocupar o mesmo lugar numa frase e podem ser agrupadas namesma categoria. Classes abertas – classes com um número ilimitado de palavras. Classes fechadas – classes com um número limitado de palavras. Palavras variáveis – palavras que sofrem alterações da sua forma. Palavras invariáveis – palavras que não sofrem alterações da sua forma. José Carlos Maciel Pires de Lima 11 2011/2012
  12. 12. A classe das conjunções: 1. Examinemos os seguintes provérbios:i) O mal e o bem à face vêm.ii) Deseja o melhor e espera o pior.iii) Só dura a mentira enquanto a verdade não chega. No primeiro, encontramos a palavra e, que liga dois termos de umaoração: o mal e o bem. No segundo, vemos a mesma palavra e, que liga duas orações de sentidocompleto e independente: Deseja o melhor. Espera o pior.  No terceiro, aparece a palavra enquanto unindo duas orações que nãopodem ser separadas sem que fique alterado o sentido que expressam,pois a segunda depende da afirmação contida na primeira. José Carlos Maciel Pires de Lima 12 2011/2012
  13. 13.  Os vocábulos invariáveis que servem para relacionarduas orações ou dois termos semelhantes (desempenhama mesma função sintática) da mesma oração chamam-seCONJUNÇÕES.As conjunções que relacionam termos ou orações de idêntica funçãogramatical têm o nome de COORDENATIVAS.Denominam-se SUBORDINATIVAS as que ligam duas orações, uma dasquais determina ou completa o sentido da outra. José Carlos Maciel Pires de Lima 13 2011/2012
  14. 14. 2. Percebe-se facilmente a diferença entre asconjunções coordenativas e as subordinativasquando comparamos construções de orações aconstruções de nomes. José Carlos Maciel Pires de Lima 14 2011/2012
  15. 15. Já nos enunciados seguintes:i) Quando tiver lido o livro, escreva a carta.ii) Após a leitura, a escrita.Observamos a dependência do primeiro termo ao segundo.No último exemplo, em lugar da conjunção subordinativa (quando), temosuma preposição (após), que está a indicar a dependência de um elemento emrelação a outro. José Carlos Maciel Pires de Lima 15 2011/2012
  16. 16. Conjunções coordenativas:1. Classificação (subclasses):Classificam-se as conjunções coordenativas em COPULATIVAS, ADVERSATIVAS, DISJUNTIVAS, CONCLUSIVAS e EXPLICATIVAS. José Carlos Maciel Pires de Lima 16 2011/2012
  17. 17. Conjunções e locuções conjuncionais coordenativas:1. COPULATIVAS, que servem para ligar simplesmente dois termos ou duas orações de idêntica função: e, nem [= e não]i) Tinha saúde e robustez.ii) Saltei do banco e gritei de alegria.iii) Não é inveja nem interesse mesquinho. José Carlos Maciel Pires de Lima 17 2011/2012
  18. 18. 2. ADVERSATIVAS, que ligam dois termos ou duas orações de igual função, acrescentando-lhes, porém, uma ideia de contraste: mas, porém, todavia, contudo, no entanto, entretanto.i) O Seu quarto é pobre, mas nada lhe falta.ii) Cada uma delas doía-me intensamente; contudo não me indignavam. José Carlos Maciel Pires de Lima 18 2011/2012
  19. 19. 3. DISJUNTIVAS, que ligam dois termos ou orações de sentido distinto, indicando que, ao cumprir-se um facto, o outro não se cumpre: ou...ou, ora...ora, quer...quer, seja...seja, nem...nem, já...já…i) O governo ou agrava a carga fiscal ou o país caí na bancarrota.ii) Nem chove, nem faz sol. José Carlos Maciel Pires de Lima 19 2011/2012
  20. 20. 4. CONCLUSIVAS, que servem para ligar à anterior uma oração que exprime conclusão, consequência: logo, pois, portanto, por conseguinte, por isso, assim, então.i) Não cumpre com a ordem, pois é um rebelde.ii) Ouço música, logo ainda não me enterraram. José Carlos Maciel Pires de Lima 20 2011/2012
  21. 21. 5. EXPLICATIVAS, que ligam duas orações, a segunda das quais justifica a ideia contida na primeira: que, porque, pois, porquanto.i) Dorme, que eu penso. José Carlos Maciel Pires de Lima 21 2011/2012
  22. 22. Quadro das Principais Conjunções e Locuções Conjuncionais Coordenativas DESIGNAÇÃO CONJUNÇÕES LOCUÇÕES não só… mas também Copulativas e, também, nem, não só como… também (indicam adição) que (=e) tanto… como mas, porém, todavia, não obstante, no entanto, apesar Adversativas contudo, entretanto, disso, ainda assim, mesmo assim, de (indicam oposição) que(=mas), e (=mas) outra sorte, ao passo que Disjuntivas ora... ora, ou... ou, quer… quer, seja... (indicam distinção ou Ou, que (=ou) seja, nem… nem, já… já, seja... ou alternativa) Explicativas(exprimem uma explicação ou pois, porquanto, justificação de afirmações que (=pois) feitas) Conclusivas (exprimem a conclusão ou a por conseguinte consequência que se pode logo, portanto, pois por consequência retirar de uma afirmação pelo que feita) José Carlos Maciel Pires de Lima 22 2011/2012

×