Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.
Departamento DH e DP
Considerações e material de apoio
Departamento Pessoal na Prática
Basicamente o
Departamento Pessoal,
é constituído por três
setores: Admissão,
Compensação ...
O setor de Admissão de Pessoal tem por
atribuição cuidar de todo o processo de
integração do indivíduo na empresa, dentro
...
O setor de Compensação de Pessoal tem por
atribuição cuidar de todo processo de controle de
freqüência, pagamento de salár...
O Setor de Desligamento de Pessoal tem por
atribuição cuidar de todo processo de
desligamento e quitação do contrato de tr...
DEPARTAMENTO PESSOAL
SETOR DE ADMISSÃO
Recrutamento e Seleção
Integração
Registro
SETOR DE
COMPENSAÇÃO
Jornada de Trabalho...
Cálculos de Folha de Pagamento
Férias e Décimo-Terceiro
Férias – Finalidade
A finalidade básica da concessão das férias é
...
Férias - Direito
As férias são concedidas após cada período
de 12 meses de vigência do contrato de
trabalho (período aquis...
Férias – Duração:
A duração do período de descanso é regulada pela
quantidade de faltas injustificadas pelo empregado no d...
Férias – Faltas Injustificadas
Faltas injustificadas ao serviço é
a ausência do empregado para
cuja ocorrência não haja mo...
Férias – 13º Salário
Juntamente com o pagamento das
férias, pode ser antecipada a primeira
parcela do 13º salário para os
...
Férias – Prazo de Pagamento
O pagamento das férias e do abono
pecuniário, quando for o caso, deverá ser
feito até 2 (dois)...
Férias – Cálculos
Salário: R$ 850,00
Dias de férias: 30 dias
Férias: R$ 850,00
1/3: R$ 283,33
Total Bruto: R$ 1.133,33
INS...
Gratificação Natalina 13º Salário
Era prática de algumas empresas
gratificar, ao ensejo das festas natalina,
seus respecti...
Adiantamento (1ª. parcela)
A primeira deve ser paga entre os meses de
fevereiro e novembro de cada ano, ou por
ocasião das...
Cálculos básicos 13º
Mensalista – Integral
1ª Parcela
- Mês de pagamento: maio
- Salário de abril: R$ 600,00
-Valor da pri...
Comissionista – Integral
1ª Parcela
- Mês de pagamento: agosto
- Média de comissão (janeiro a julho): R$
500,00
- Valor da...
http://www.sato.adm.br/guiadp/paginas/estrutura_basica_do_dp.htm
Referências:
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

15

Share

Download to read offline

Departamento pessoal na prática noçoes ppt

Download to read offline

criado por Priscila Pincela Garcia - prof. Gestão de Pessoas- ETEC Getúlio Vargas - SP

Departamento pessoal na prática noçoes ppt

  1. 1. Departamento DH e DP Considerações e material de apoio
  2. 2. Departamento Pessoal na Prática Basicamente o Departamento Pessoal, é constituído por três setores: Admissão, Compensação e Desligamento. O Departamento Pessoal cuida de toda rotina administrativa relacionada com a contratação e gerenciamento de tarefas ligadas aos funcionários da empresa, bem como as anotações , orientações e diretrizes de trabalho estabelecidas pela Lei e pelo código e normas regulamentares internas da organização.
  3. 3. O setor de Admissão de Pessoal tem por atribuição cuidar de todo o processo de integração do indivíduo na empresa, dentro dos critérios administrativos e jurídicos. Tem início na busca do profissional no mercado de trabalho, adequar nas funções do cargo e efetuar o registro de acordo com as conformidades da legislação do trabalho. Admissão:
  4. 4. O setor de Compensação de Pessoal tem por atribuição cuidar de todo processo de controle de freqüência, pagamento de salários e benefícios, bem como de pagamentos de taxas, impostos e contribuições. A partir da integração dos empregados na empresa, tem início no controle do fluxo de freqüência ao trabalho, elaboração da folha de pagamento, controle de benefícios e finaliza em cálculos de tributos. Compensação:
  5. 5. O Setor de Desligamento de Pessoal tem por atribuição cuidar de todo processo de desligamento e quitação do contrato de trabalho, estendendo-se na representação da empresa junto aos órgãos oficiais (DRT, Sindicato, Justiça do Trabalho, etc.) e cuidar de toda rotina de fiscalização. Tem início a partir do desligamento do empregado e termina quando da sua efetiva quitação do contrato de trabalho. Desligamento:
  6. 6. DEPARTAMENTO PESSOAL SETOR DE ADMISSÃO Recrutamento e Seleção Integração Registro SETOR DE COMPENSAÇÃO Jornada de Trabalho Folha de Pagamento Benefícios Tributação SETOR DE DESLIGAMENTO Rescisão do contrato de Trabalho Justiça do Trabalho Fiscalização
  7. 7. Cálculos de Folha de Pagamento Férias e Décimo-Terceiro Férias – Finalidade A finalidade básica da concessão das férias é o restabelecimento das forças físicas gastas pelo empregado no decurso de cada ano, por serviços prestados ao mesmo empregador. Obs.: O direito a férias é assegurado pela CF (art. 7º, XVII) e compreendido nos arts. 129 a 153 da CLT.
  8. 8. Férias - Direito As férias são concedidas após cada período de 12 meses de vigência do contrato de trabalho (período aquisitivo), nos 12 meses subseqüentes (período concessivo). Exemplo: Admissão: 01/10/2007 Período Aquisitivo: 01/10/2007 à 30/09/2008 Período Concessivo: 01/10/2008 a 30/09/2009
  9. 9. Férias – Duração: A duração do período de descanso é regulada pela quantidade de faltas injustificadas pelo empregado no decorrer do período aquisitivo (Art. 130 da CLT). Nº de dias corridos de férias N º de faltas injustificadas ao serviço no decorrer do período aquisitivo 30 até 5 24 de 6 a 14 18 de 15 a 23 12 de 24 a 32 Obs. Ao empregado com mais de 32 faltas injustificadas no curso do período aquisitivo, implica a perda do direito às férias correspondentes.
  10. 10. Férias – Faltas Injustificadas Faltas injustificadas ao serviço é a ausência do empregado para cuja ocorrência não haja motivo ou justificativa legal, não se considerando, contudo, faltas ao serviço às ausências expressamente justificadas pela lei ou abonadas por liberalidade do empregador. Férias – Faltas Justificadas/Abonadas Faltas justificadas Quando o empregado, apesar de deixar de comparecer aotrabalho, demonstra os motivos que o levaram a praticar tal conduta. Um exemplo de faltas justificadas é quando a empregada mãe leva seu filho ao médico e apresenta um atestado de comparecimento. O referido atestado justifica a ausência, para fins de punição disciplinar, por exemplo, mas não abona o referido dia. Ou seja, por lei, a empresa poderá descontar o salário referente ao dia não trabalhado.
  11. 11. Férias – 13º Salário Juntamente com o pagamento das férias, pode ser antecipada a primeira parcela do 13º salário para os empregados que saírem de férias entre o meses de fevereiro e novembro. Para fazer jus a esse direito, o empregado deve requerê-lo durante o mês de janeiro (Lei nº 4.749/65, art.2º, § 2º). Férias – Terço Constitucional A Constituição Federal, em vigor deste de 5 de outubro de 1988, determinou que as empresas estão obrigadas ao pagamento de 1/3 a mais que o salário normal quando do gozo das férias anuais (inciso XVII, art. 7º). Férias – Abono Pecuniário É facultado ao empregado converter 1/3 (um terço) do período de férias a que tiver direito em abono pecuniário, no valor da remuneração que lhe seria devida nos dias correspondentes. (art. 143 CLT.) O abono de férias deverá ser requerido até 15 (quinze) dias antes do término do período aquisitivo. Caso o mesmo seja requerido após o citado prazo, o seu deferimento ou não ficará a critério do empregador. (§ 1º do art. 143 da CLT)
  12. 12. Férias – Prazo de Pagamento O pagamento das férias e do abono pecuniário, quando for o caso, deverá ser feito até 2 (dois) dias antes de o empregado entrar em férias. O pagamento das férias dois dias antes do início visa possibilitar ao empregado usufruir do descanso com a devida suficiência econômica. Férias – Pagamento em Dobro Se o empregador não conceder férias dentro do período concessivo, esta obrigado a pagar remuneração em dobro, além de assegurar o descanso do empregado (art. 137 da CLT e a Súmula nº 81 do TST). Férias – Anotações O empregado deverá apresentar empregador sua Carteira de Trabalho e Previdência Social para as anotações regulares, antes de sair de férias ( art. 135, parágrafo 1º, da CLT).
  13. 13. Férias – Cálculos Salário: R$ 850,00 Dias de férias: 30 dias Férias: R$ 850,00 1/3: R$ 283,33 Total Bruto: R$ 1.133,33 INSS s/ Férias: R$ 102,00 IR: R$ 0,00 Total descontos: R$ 102,00 Total líquido: R$ 1.031,33 Salário: R$ 850,00 Dias de férias: 20 dias Abono: 10 dias Férias: R$ 566,67 (R$ 850,00/30*20) 1/3 s/ férias: R$ 188,89 (1/3 sobre o valor das férias) Abono: R$ 283,33 (R$ 850,00/30*10) 1/3 s/ abono: R$ 94,44 (1/3 sobre o valor do abono) Total Bruto: R$ 1.133,33 INSS s/Férias: IR: R$ 0,00 Total descontos: Total líquido:
  14. 14. Gratificação Natalina 13º Salário Era prática de algumas empresas gratificar, ao ensejo das festas natalina, seus respectivos empregados. A Lei nº. 4.090, de 13 de julho de 1962, tornou obrigatório a todos os empregadores a concessão aos seus empregados, no mês de dezembro de cada ano, uma gratificação salarial. Esta nova obrigação causou um grande impacto sobre a economia, pois as empresas dobraram suas folhas de pagamento num curto tempo, acarretando-lhes dificuldade financeiras. O Governo Castelo Branco, após longo debate, decidiu manter a referida obrigação, mas, para atenuar-lhe os efeitos na economia nacional, impôs seu parcelamento, mediante adiantamento entre os meses de fevereiro e novembro, de metade do salário (arts. 1º e 2º da Lei nº. 4.749, de 12/08/1965). CÁLCULO: Esta gratificação corresponde a 1/12 por mês trabalhado da remuneração devida em dezembro ao empregado. O Décimo Terceiro é devido por mês trabalhado, ou fração do mês igual ou superior a 15 dias. Desta maneira, se o empregado trabalhou, por exemplo, de 1 o. de janeiro a 14 de março, terá direito a 2/12 (dois doze avos) de 13 o. proporcional, pelo fato da fração do mês de março não ter sido igual ou superior a 15 dias. Desta forma, o cálculo é feito mês a mês.
  15. 15. Adiantamento (1ª. parcela) A primeira deve ser paga entre os meses de fevereiro e novembro de cada ano, ou por ocasião das férias. Neste caso deverá ser solicitada por escrito ao empregador até o mês de janeiro do respectivo ano. Este adiantamento corresponde à metade do salário recebido pelo trabalhador no mês anterior ao pagamento. O prazo máximo para o pagamento deste adiantamento é 30 de novembro. Gratificação Natalina 13º Salário 2ª. parcela A segunda parcela deve ser paga até do dia 20 de dezembro e a terceira até o 5º. dia útil de Janeiro do ano subseqüente. Obs: O acerto até o 5º dia útil decorre da Lei nº. 7.855/1989, muito embora o regulamento do 13º salário mencione o dia 10 de janeiro do ano seguinte.
  16. 16. Cálculos básicos 13º Mensalista – Integral 1ª Parcela - Mês de pagamento: maio - Salário de abril: R$ 600,00 -Valor da primeira parcela: R$ 300,00 2ª Parcela - Mês de pagamento: dezembro - Salário dezembro: R$ 700,00 - Valor bruto da 2ª parcela: R$ 400,00 (R$ 700,00 - R$ 300,00) Mensalista - Proporcional 1ª Parcela - Admissão: 03 de junho - Mês de pagamento: novembro - Salário de outubro: R$ 600,00 - Valor da 1ª parcela: R$ 125,00, ou seja: [(R$ 600,00 : 12) x 5] : 2 = R$ 125,00 2ª Parcela - Mês pagamento: dezembro - Salário de dezembro: R$ 800,00 - Valor da 2ª parcela: R$ 341,67, ou seja, [(R$ 800,00 : 12 ) x 7] - R$ 125,00 = R$ 341,67
  17. 17. Comissionista – Integral 1ª Parcela - Mês de pagamento: agosto - Média de comissão (janeiro a julho): R$ 500,00 - Valor da 1ª parcela: R$ 250,00 2ª Parcela - Mês de pagamento: dezembro - Média de comissão (janeiro a novembro): R$ 800,00 - Valor bruto da 2ª parcela: R$ 550,00, ou seja, R$ 800,00 - R$ 250,00. Ajuste - Média de comissão (janeiro a dezembro): R$ 1.000,00 - Valor do ajuste: R$ 200,00, ou seja, R$ 1.000,00 - (valor da 1ª parcela - valor da 2ª parcela) Comissionista - Proporcional 1ª Parcela - Data de Admissão: 02 de abril - Mês de pagamento: novembro - Média de comissões (abril a outubro): R$ 400,00 - Valor da 1ª parcela: R$ 116,67, ou seja, [(R$ 400,00 : 12) x 7] : 2 = R$ 116,67 2ª Parcela - Mês de Pagamento: dezembro - Média de comissão (abril a novembro): R$ 600,00 - Valor da bruto da 2ª parcela: R$ 333,33, ou seja, [(R$ 600,00 : 12) x 9 ] - R$ 116,67 = R$ 333,33 Ajuste -Média de comissões (abril a dezembro): R$ 700,00 - Valor do ajuste: R$ 75,00, ou seja, [(R$ 700,00 : 12) x 9] - R$ 450,00 = R$ 75,00
  18. 18. http://www.sato.adm.br/guiadp/paginas/estrutura_basica_do_dp.htm Referências:
  • DborahSilva2

    Feb. 4, 2021
  • GiselaPereira1

    Apr. 28, 2020
  • SolangeSouza53

    Jan. 31, 2020
  • NiviaSantana3

    Mar. 9, 2019
  • AnaGarcia867

    Sep. 13, 2018
  • jakelinenevesjakelineneves

    Apr. 12, 2018
  • Lua_Mel

    Apr. 10, 2018
  • GiuliaMorais2

    Feb. 5, 2018
  • JeaneAraujo4

    Jan. 8, 2018
  • RogerGuerreiro1

    Nov. 6, 2017
  • MaxCavalcante2

    Feb. 22, 2017
  • SirlenyRodrigues

    Feb. 20, 2017
  • DboraLopes28

    Oct. 12, 2016
  • fernandamarante

    Oct. 5, 2016
  • BarbaraMello9

    Jul. 21, 2016

criado por Priscila Pincela Garcia - prof. Gestão de Pessoas- ETEC Getúlio Vargas - SP

Views

Total views

10,330

On Slideshare

0

From embeds

0

Number of embeds

21

Actions

Downloads

562

Shares

0

Comments

0

Likes

15

×