Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Revista Perfil Náutico ed 34

2,187 views

Published on

Edição 34 Revista Perfil Náutico

Published in: Marketing
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Revista Perfil Náutico ed 34

  1. 1. CANAL PLANETA ÁGUA: RIO+20 – CONFERÊNCIA SOBRE DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL R$ 14,00 · Ano 07 · nº 34 · 2012 · www.perfilnautico.com.br RIO DE JANEIRO 2016 ÁREA DE CONVÍVIO COMO SE FOSSE A SUA CASA... OS PREPARATIVOS PARA O MAIOR EVENTO ESPORTIVO DO PLANETA SEGREDOS QUE TORNAM O SALÃO PRINCIPAL O ESPAÇO MAIS NOBRE DO BARCO E MAIS! O PERFIL DE TRÊS NOVAS EMBARCAÇÕES E DE UM ESTALEIRO: Etna 25 AQUA 400 HT PRINCESS 85 ESTALEIRO BENETEAU
  2. 2. Canal News Editorial Conselho Diretor Aldo Alfredo Malucelli aldo@grupocanal.com.br Carlos Alberto Gomes carlos@grupocanal.com.br José “Juca” Kolling jose.juca@grupocanal.com.br Luiz Alfredo Malucelli luiz@grupocanal.com.br Depto. de Jornalismo Editor e jornalista responsável Marcelo Fabiani (Buda) — DRT-PR/ 6633 marcelo.buda@grupocanal.com.br Fechamos a edição 34 da Perfil Náutico no lugar mais aconchegante possível do barco, uma área de convívio que pode ser considerada a alma da embarcação E ntramos no salão principal, o espaço nobre dos anfitriões, dos convidados especiais e da harmonia em família. Você é o nosso convidado para explorar cada centímetro dessa área, conhecer projetos de construção e decoração que proporcionam o máximo de conforto que uma sala de estar deve ter, aproveitando a integração com a cozinha e aquela área que só um barco pode ter: a praça de popa, como uma sacada de luxo com a visão plena do melhor quintal do mundo, a imensidão do mar e seus maiores encantos. O Rio de Janeiro é tema de duas reportagens nesta edição 34. A primeira porque foi sede, entre 13 e 22 de junho, da Rio+20, Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável. A água teve um espaço de destaque no evento, com painéis, discussões, propostas e soluções que possam ser abraçadas pelos países de todo o mundo. A segunda porque o Rio vai ser sede do maior evento esportivo do planeta. Saiba como a Cidade Maravilhosa está se preparando para os Jogos Olímpicos de 2016. Mergulhamos no primeiro Shootout Brasil de Fotografia Sub, fomos para Maceió (AL) a turismo e acompanhamos de perto grandes competições de vela, em Ilhabela (SP), mais uma etapa da Mitsubishi Sailing Cup, e em Veneza, na Itália, com os surpreendentes veleiros da America´s Cup. Na Seção Perfil trazemos três novas embarcações, de porte, estilo e tamanhos diferentes: o grande inflável da Gamper, o Etna 25, o capricho nos detalhes da Aqua 400 HT e a imponência da Princess 85, além do grupo francês Beneteau, que acaba de inaugurar nova fábrica no Brasil, em Angra dos Reis (RJ). S Colaboram nesta Edição Angelo Sfair, Amanda Kasecker, Carolina Schrappe, Dhelyo Pereira Rodrigues, Família Müller, Guilherme Aquino, Jorge Nasseh, Kadu Pinheiro, Liz Boggiss, Luiz Alfredo Malucelli, Marta Villela, Sebastião Fernandes, Thaís Zago Edição de Arte e Projeto Gráfico Eduardo Zuchowski Impressão e Acabamento Gráfica Capital Distribuição Exclusiva FC Comercial Distribuidora Ltda. Central de Publicidade Comercial (41) 3331-8300 comercial@perfilnautico.com.br José “Juca” Kolling (41) 8446-5341 jose.juca@grupocanal.com.br - © Roldan - Jeanneau A alma da embarcação Revisão João Batista Ribeiro Navegar é puro prazer. Rua Jorge Cury Brahim, 712, Pilarzinho, 82.110-040, Curitiba – PR. Fone (41) 3331-8300 Fax (41) 3331-8305 Revista Perfil Náutico Rádio Mix Curitiba - 91,3 MHz 91 Rock Web www.91rock.com.br LANÇAMENTO : NC11 Já imaginou uma nova forma de aproveitar o prazer de estar no mar ? Desfrute de cada momento de liberdade. Viva sensações mais fortes e mais intensas. Compartilhe emoções. Navegue Jeanneau ! Artigos assinados não representam necessariamente a opinião da revista. As imagens sem créditos foram fornecidas para divulgação. Revista Perfil Náutico, ano 7, n° 33, é uma publicação da Editora Canal/mid, divisão de mídia do Grupo CANAL/com. Todos os direitos reservados. Fale com a gente Redação redacao@perfilnautico.com.br Boa leitura e bons ventos Marcelo Buda Canal Técnico Envie sua pergunta para canaltecnico@perfilnautico.com.br Assinatura assinatura@perfilnautico.com.br Perfil Náutico na Internet www.perfilnautico.com.br NOVIDADE : NC9 - NC11 8  PERFILNÁUTICO www.jeanneau.com MD-BALLY MARDIESEL Iate Clube do Rio de Janeiro Tel. +55 (21) 2543 1131 jorgebally@md-bally.com.br www.md-bally.com.br LE’MON GROUP DO BRASIL Iate Clube de Santos Tel. +55 (11) 7308 7549 brasil@le-mon-group.com www.le-mon-group.com 23  9 PERFILNÁUTICO PERFILNÁUTICO 
  3. 3. Índice Índice Canal 12 14 108 110 114 134 136 154 158 160 162 Leitor News Construtor Náutico Decor Estilo Esporte Planeta Água Gourmet Cultura Click Especial 20 Rio 2016 Fomos à Conferência Rio+20 e aproveitamos para conferir os preparativos do Rio de Janeiro e região para receber atletas e turistas para os Jogos Olímpicos de 2016 Mundo Náutico 94 102 106 Amilibia Marinas Empresa traz ao Brasil e à América Latina o que há de mais moderno em termos de componentes de marinas Nautcap Soluções fantásticas em tecnologia digital para embarcações Carteira de habilitação Novas normas para pilotar valem a partir do dia 2 de julho de 2012 Nesta Edição 116 126 48 Capa Como se fosse a sua casa... Peça fundamental do barco, o salão principal é o espaço onde se concentra o maior número de cômodos com diferentes objetivos Perfil 62 68 76 84 Etna 25 Inflável da Gamper Náutica segue os padrões europeus de construção naval Aqua 400 HT Lancha da Aqua Yachts foge dos padrões do mercado náutico Princess 85 Peça única no Brasil e no mundo, sonho de consumo de todos Estaleiro Beneteau Grupo francês inaugura fábrica em Angra dos Reis (RJ) dentro da Marina Verolme Turismo Alagoas História, ecoturismo, cultura e aventura pelo litoral, pelo agreste e pelo sertão até a foz do Velho Chico Mergulho - 1° Shootout Brasil O evento de fotografia sub teve workshops e, claro, mergulhos todos os dias 10  PERFILNÁUTICO PERFILNÁUTICO  11 
  4. 4. Especial Canal do Leitor Canal Esporte Canal do Leitor Perfil Estaleiro É muito interessante conhecer melhor os estaleiros que constroem as embarcações que navegam pela nossa costa. Os perfis de estaleiros levam-nos praticamente para um tour! Essa seção é uma das que eu mais aprecio na Perfil Náutico. Vanderson Sayo Mundo Náutico Achei relevante e de extrema importância a reportagem sobre condições climáticas – principalmente para travessias. Já passei por condições muito ruins e não desejo essa sensação para ninguém. E a informação é a melhor maneira de prevenção! Ademar Antunes Estou adorando o novo formato da revista Perfil Náutico. Está mais fácil e gostoso de acompanhar visualmente... e do conteúdo nem se fala! Parabéns para toda a equipe e continuem evoluindo. Bons ventos! Sylvio Catojo Vida em alto luxo Londres 2012 Os Jogos Olímpicos já estão aí e estaremos todos torcendo muito para o sucesso dos atletas brasileiros. Muito interessante a reportagem da última edição sobre Londres, realmente é uma bela estrutura. Legal também saber quais atletas estarão representando as cores verde e amarelo. Não sabia que eram tantos, mas estarei torcendo por todos! Valdir Viegas Eu e meu marido gostamos muito da última reportagem de capa. Luxo e conforto são aspectos essenciais na hora da compra de um iate. Cada um tem sua própria opinião sobre o que é luxo e vocês buscaram todos os pontos de vista. Continuem trazendo reportagens interessantes e abrangentes como esta! Thaina Rangel Perfil Gosto muito da seção Perfil, principalmente pela pluralidade de opções selecionadas pela revista. Sou um verdadeiro apaixonado pela arte de navegar e é gratificante saber que há pessoas que ainda dão valor para os veleiros. Ricardo Ozorio Mergulho Muito lindos os fatos registrados em Cuba. Esta ilha é realmente fantástica e pretendo voltar a visitála, desta vez com meus filhos. As fotos, os relatos, as experiências compartilhadas... adorei a matéria. Estão de parabéns! Vanderleia Mendonça ERRATA: O crédito da matéria Perfil Oceanis 45 da edição 33 é de Flávia Figueirêdo, e não de Amanda kasecker Fale Conosco Para falar com a Perfil Náutico, mande e-mail para: redacao@perfilnautico.com.br ou canaltecnico@perfilnautico.com.br. As mensagens devem ser enviadas à redação e à equipe técnica com identificação do autor, endereço e telefone. Em virtude do espaço disponível, os textos podem ser resumidos ou editados. A revista reserva-se o direito de publicar ou não as colaborações. 12  PERFILNÁUTICO PERFILNÁUTICO  13 
  5. 5. A MSC Cruzeiros encerrou a temporada 2011-2012 superando suas expectativas. De outubro de 2011 a abril de 2012, a armadora embarcou um total de 204 mil hóspedes na América do Sul, sendo 162 mil brasileiros a bordo de seus transatlânticos. Foram mais de 80 roteiros e 350 escalas durante as viagens de seus quatro navios, por praias e cidades de beleza cenográfica. Com este resultado, a MSC ultrapassou a marca de um milhão de hóspedes embarcados nos últimos cinco anos na América do Sul, registrando assim um recorde conquistado pela primeira vez por uma companhia marítima na região. MSC - mais de um milhão de hóspedes na América do Sul Canal News Canal Esporte Canal News Recorde brasileiro Casamento em alto-mar Casar a bordo de um cruzeiro sempre foi o sonho de muitos noivos e noivas. Agora isso é possível com os pacotes para a próxima temporada 2012-2013 do Splendour of the Sea, da Royal Caribbean. Com três opções de pacotes personalizados, os noivos podem contar com atendimento de consultores especializados, recepção nos portos, espaço privativo para o casamento a bordo, decoração com arranjos de flores, mestre de cerimônias, buquê nupcial e fotógrafos profissionais para o acompanhamento da cerimônia. Os casamentos são realizados nos principais portos de paradas do Brasil (Santos, Rio de Janeiro e Salvador) e os pacotes estão disponíveis para até 40 convidados (hóspedes ou não hóspedes). Novidades para Patagônia e Terra do Fogo O navio de expedição Via Australis, da companhia Cruceros Australis, oferece aos turistas uma nova rota. Passando em meio aos lugares mais bonitos da Patagônia e da Terra do Fogo, entre Ushuaia, na Argentina, e Punta Arenas, no Chile, o novo itinerário durará quatro noites. Diferente das outras rotas, a grande atração serão as geleiras Pia e Garibaldi, onde é possível realizar uma excursão pela selva fria da Patagônia. Tradicionalmente com o sistema all inclusive em todos os navios, a Cruceros Australis oferece para essa rota sete excursões. As saídas entre Ushuaia e Punta Arenas são oferecidas entre os meses de outubro de 2012 e março de 2013. j 14  PERFILNÁUTICO PERFILNÁUTICO  15 
  6. 6. Canal News Canal News Canal Esporte Por praias mais limpas Transportes alternativos Instituto ecológico Aqualung e o Evento Limpando & Reciclando Pelo décimo ano consecutivo, comemorando a Semana Mundial do Meio Ambiente, o Instituto Ecológico Aqualung e seu Projeto Limpeza na Praia promoveram o Evento Limpando & Reciclando. A ação incentivou a conscientização da população para descartar detritos corretamente nas latas de lixo. Além disso, os voluntários retiraram resíduos das areias das praias cariocas. Segundo o Instituto, os detritos sólidos e o microlixo descartados de forma incorreta e em locais inapropriados, além de deixarem as regiões costeiras e as praias brasileiras sujas, ainda podem provocar uma significativa mortandade de animais marinhos. Um comparativo feito recentemente entre a locomoção de um carro e de um barco da Ecobalsa mostrou o que muitos já desconfiavam: utilizar o carro já não é mais vantagem. Além da redução no tempo, a Ecobalsa ainda reduz a emissão de poluentes em 90%. Já é uma alternativa de transporte de carga oferecida em alguns bairros do Rio de Janeiro. Os barcos são produzidos pelo processo de infusão, que assegura a redução de energia de processamento dos materiais compostos. Com a utilização deste processo, desenvolvido pela equipe de engenharia da Barracuda Advanced Composites, as embarcações são 40% mais leves. Nova norma para embarcações de recreio Entrou em vigor em 15 de maio deste ano a nova norma ABNT NBR 14574 para construção de embarcações de recreio de plástico reforçado com fibra de vidro. A NBR dita as regras e regulamentos para barcos de recreio com comprimento igual ou inferior a 24 metros. A Norma ABNT 14574 foi editada no ano 2000 e em 2010 começaram os trabalhos, coordenados pela Acobar (Associação Brasileira dos Construtores de Barcos e seus Implementos), para que a ABNT chegasse a esta versão. Agora com 15 capítulos, ela traz para o fabricante nacional as ferramentas para projetar e construir uma embarcação com segurança e qualidade. A NBR 14754 pode ser acessada em: www.abntcatalogo.com.br/norma. aspx?ID=90829 16  PERFILNÁUTICO PERFILNÁUTICO  17 
  7. 7. Aconteceu entre 7 e 10 de junho, a décima edição do Encontro Nacional da Associação Brasileira de Velejadores de Cruzeiro, no Bracuhy (Angra dos Reis – RJ). A programação contou com palestras e workshops voltados para a comunidade dos velejadores. A principal atração ficou por conta de Aleixo Belov, que acaba de chegar ao Brasil de sua volta ao mundo, a bordo de seu veleiro construído especialmente para esse fim, o “Fraternidade”. O evento ainda teve a presença de Raimundo Nascimento, que alcançou duas marcas inéditas no Brasil com o veleiro Caroll: o brasileiro mais velho a fazer uma circum-navegação em solitário e em tempo recorde. Aleixo Belov, que acaba de chegar de mais uma volta ao mundo Canal News Canal News Canal Esporte Encontro Nacional de Velejadores Chapa de Lars Grael assume direção da ABVO A chapa que tinha Lars Grael como comodoro foi eleita por unanimidade para assumir o controle da Associação Brasileira de Veleiros de Oceano. A chapa contava com nomes importantes do esporte brasileiro, como Torben Grael, Eduardo Penido, Horácio Carabelli e Nelson Ilha. Entre as principais propostas da chapa vencedora estão transformar a ABVO numa entidade proativa e prestadora de serviços. Outra intenção do grupo de Lars é limitar o mandato em apenas uma gestão e também valorizar a categoria, uma das mais ativas de vela oceânica do Brasil. Exponáutica em nova data Considerada a terceira maior feira do seguimento náutico no Brasil, a nova edição da Exponáutica em Biguaçu (SC) está confirmada para acontecer entre os dias 15 e 18 de novembro de 2012. O evento que cresce a cada ano vai apresentar uma nova estrutura, para receber com ainda mais conforto os visitantes e para dar mais visibilidade aos expositores. Tratase de um evento que contribui muito para o fortalecendo o mercado náutico em geral, contando com grandes estaleiros e uma gama enorme de acessórios, alguns com lançamentos previstos para 2013. A nova data vem de encontro com a abertura da temporada de verão, quando os amantes do mar e da navegação buscam por uma nova embarcação ou por novidades para tornar a navegação ainda mais agradável. S 18  PERFILNÁUTICO 175   19 PERFILNÁUTICO PERFILNÁUTICO 
  8. 8. Especial Rio de Janeiro De olho no Rio, para 2016 ALEXANDRE MACIEIRA Cidade de passado nobre, belezas naturais estonteantes e um grande berço de cultura, o Rio de Janeiro tornou-se uma verdadeira vitrine para o mundo, ao ser escolhido para sediar megaeventos como a Rio+20, a final da Copa do Mundo 2014 e as Olimpíadas 2016 Por Liz Boggiss Pôr do sol na Praia de Ipanema 20  PERFILNÁUTICO PERFILNÁUTICO  21 
  9. 9. Rio de Janeiro culturamix.com RICARDO ZERRENCER Especial MAC e Praia de Icaraí 22  PERFILNÁUTICO Olimpíadas 2016 petrolífero na Bacia de Campos, atual região mais produtiva do país. Nos dias de hoje, o Rio de Janeiro é o segundo maior PIB do Brasil (5,4%), superado apenas por São Paulo. Para receber os Jogos a cidade precisa realizar obras e atender às exigências do COI (Comitê Olímpico Internacional) ALEXANDRE MACIEIRA A cidade do Rio de Janeiro foi fundada em 1565 por Estácio de Sá com o objetivo de expulsar os corsários franceses e os colonizadores portugueses que invadiam o litoral em busca do rendoso comércio de pau-brasil. Por sua posição estratégica, a população começou a crescer na região portuária. Foi capital federal de 1763 a 1960, quando o governo se transferiu para Brasília. Após um período de decadência política e econômica, os governos militares resolvem investir no estado, foram construídas as usinas nucleares Angra I e II e foi implantado o polo Cristo Redentor visto de um ângulo diferente Corcovado e Cristo Redentor visto da Lagoa Rodrigo de Freitas Em 2009, o Brasil ganhou a disputa para sediar os Jogos Olímpicos (de 5 a 21 de agosto) e Paraolímpicos (de 7 a 18 de setembro) de 2016, que, pela primeira vez, serão realizados na América do Sul. Para receber os Jogos, a cidade precisa realizar obras e vários empreendimentos e atender às exigências do COI (Comitê Olímpico Internacional). Afinal, serão mais de 10.500 atletas de 205 nações competindo em 28 modalidades esportivas. Com este objetivo, estão previstos investimentos de mais de R$ 12 bilhões, realizados em parceria entre os governos federal, estadual e municipal. Na opinião do superintendente-executivo do COB (Comitê Olímpico Brasileiro), Marcus Vinícius Freire, fazer do Brasil j PERFILNÁUTICO  23 
  10. 10. Especial Rio de Janeiro uma potência olímpica vai ficar mais fácil por conta da vontade política. Investimentos nos locais das competições Públicas do Estado (Emop), a previsão é entregar o novo estádio em fevereiro de 2013. As obras vão beneficiar também três bairros históricos do seu entorno. Na Lagoa Rodrigo de Freitas acontecerão as provas de remo e de canoagem de velocidade. Além das instalações temporárias, como uma arquibancada para 10 mil pessoas, estão previstas melhorias permanentes, como a reforma do estádio de remo, acomodações para atletas em treinamento, nova garagem de barcos e outras. A construção do Parque Radical no bairro de Deodoro vai permitir a realização de provas de seis modalidades de esportes radicais, entre elas, a canoagem slalom (praticada com caiaques ou canoas em águas rápidas). A Marina da Glória, no Parque do Flamengo, abrigará as competições olímpicas e paraolímpicas de vela. Nesse local, serão realizadas reformas permanentes, incluindo a construção de uma nova área de competição, um novo pavilhão de exposições e um estádio temporário O Maracanã vai receber a tocha olímpica, os jogos preliminares, as finais do futebol e a festa de encerramento PORTAL IG panomarico.com As provas acontecerão na cidade do Rio de Janeiro, em quatro zonas de concentração de instalações esportivas: Barra da Tijuca, Copacabana, Deodoro e Maracanã. As instalações que foram desenvolvidas ou reformadas para eventos esportivos anteriores serão utilizadas reduzindo 26% de novas instalações permanentes. O Maracanã, inaugurado em 1950, é um marco na cidade e está sendo remodelado para receber a Tocha Olímpica, os jogos preliminares, as finais do futebol e a festa de encerramento, no dia 21 de agosto de 2016. Segundo Ícaro Moreno, presidente da Empresa de Obras com capacidade para 10 mil espectadores na Praia do Flamengo. Posteriormente, as instalações poderão ser adaptadas para outros eventos náuticos. O tráfego também faz parte dos cuidados e preparativos da cidade: a implantação do sistema BRT (Bus Rapid Transit) – cuja primeira etapa foi j Projeto do Porto Maravilha e obras do Maracanã 24  PERFILNÁUTICO Lagoa Rodrigo de Freitas PERFILNÁUTICO  25 
  11. 11. Especial Rio de Janeiro Pedra da Gávea vista do Parque da Catanduva O COB traçou metas ousadas: pular das 15 medalhas previstas para Londres 2012 para 30 nos Jogos do Rio 2016 inaugurada na primeira semana de junho – oferecerá à população e aos visitantes 140 km de corredores exclusivos de transporte público, ligando a Barra da Tijuca a Deodoro (Transolímpica), ao aeroporto (Transcarioca) e a Santa Cruz (Transoeste). Ainda estão previstas expansões da rede ferroviária, das linhas de metrô e da malha viária. Locais de chegada como o aeroporto internacional e o porto já começaram a realizar as melhorias planejadas. 26  PERFILNÁUTICO Uma das metas mais importantes é a realização dos Jogos Olímpicos com Selo Verde, o que significa a preservação do meio ambiente tendo como foco a conservação das águas, as energias renováveis, emissão de carbono zero, o gerenciamento de lixo e a responsabilidade social. O aterro sanitário de Gramacho, em Duque de Caxias, o maior lixão da América Latina, foi fechado no início de junho, e o terreno vai ser recuperado para produzir biogás. Na ocasião, a ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, declarou: “O Rio de Janeiro vai fechar todos os aterros do entorno da Baía de Guanabara e isso representa um verdadeiro avanço para a área ambiental e para o país.” O lixo de Gramacho e do município do Rio irá para a Central de Tratamento de Resíduos (CTR), em Seropédica. “A CTR é a primeira da América Latina em aterro de lixo urbano”, declara Priscila Zidan, superintendente de operações da CTR. Mas, para que a cidade tenha um sistema orgânico de tratamento de lixo, é necessária a ampliação da coleta seletiva para os seus 160 bairros e a construção de seis centrais de triagem de resíduos na cidade. A Secretaria de Agricultura lançou a campanha “Água Limpa”, como meta para chegar às Olimpíadas do Rio com 2016 nascentes protegidas, o que equivale aproximadamente a 2,6 mil piscinas olímpicas cheias por ano. Hoje temos 393 nascentes protegidas no estado. “A qualidade das águas melhorou nas bacias porque foram feitos investimentos em tratamentos e em saneamento”, explicou o superintendente de planejamento da ANA – Agência Nacional de Águas, Ney Maranhão. A população tem cobrado melhorias há muito prometidas, como a despoluição da Baía de Guanabara e das lagoas da Barra da Tijuca. O programa de compensação dos jogos neutros em carbono vai fazer um “parque do carbono” de 1.360 hectares no Parque Nacional da Pedra Branca (Zona Oeste), onde 3 milhões de árvores serão plantadas em associação com o Instituto Estadual de Florestas, do total de 24 milhões de mudas nativas a serem plantadas até 2016. PEDRO KIRILOS ALEXANDRE MACIEIRA Jogos Olímpicos limpos Marina da Glória e entre as modalidades estão vela, canoagem e remo. Desde 1920, o Brasil conseguiu 20 medalhas de ouro, sendo seis no iatismo. Na modalidade vela, foram três de prata e sete de bronze. Esportes náuticos na mira de medalhas de ouro O COB traçou metas ousadas: fazer o Brasil pular das 15 medalhas previstas para Londres 2012 para 30 nos Jogos do Rio 2016. De acordo com Marcus Vinícius Freire, superintendente do COB, a meta agressiva para 2016 é duplicar o número de medalhas e chegar ao top 10. O objetivo é conquistar 25 das 30 medalhas em 2016 Provas náuticas Veleiro em Saco do Céu, Ilha Grande Canoístas, remadores e velejadores competem com equipamentos distintos e regras específicas. Os três esportes apresentam diferenças também em suas origens. Em Atenas 1896, a vela já fazia parte das competições. Com problemas de mau tempo, o esporte só veio a competir em Paris 1900, assim como o remo. A canoagem entrou nos Jogos de Berlim 1936.j PERFILNÁUTICO  27 
  12. 12. Especial Rio de Janeiro Canoagem A canoagem é disputada em canoas (embarcações abertas) ou caiaques (fechadas). Existem duas provas olímpicas: a canoagem de velocidade e a slalom. A canoagem de velocidade será na Lagoa Rodrigo de Freitas, separada por raias. A slalom, que requer uma pista especial com um percurso de 300 metros em águas turbulentas, será disputada no Parque Radical de Deodoro. A paracanoagem constará do programa dos Jogos Paraolímpicos a partir do Rio 2016, juntamente com o paratriatlo e o remo – que foi integrado aos Jogos em Pequim 2008. A vela paraolímpica passou a ser modalidade em 1996. Participam atletas com amputações, paralisia cerebral, lesão medular, cegueira ou deficiência visual parcial. Remo Vela Como esporte, a vela é uma combinação de resistência, habilidade e tecnologia, com o intuito de domar o poder do vento e das ondas. Os barcos das regatas olímpicas são categorizados por classes, definidas de acordo com as medidas e o peso das embarcações e seus equipamentos. As provas serão na Marina da Glória e cada evento consiste em uma série de regatas, para as quais pontos são atribuídos de acordo com a posição de chegada das embarcações. Os pontos são somados e os dez melhores vão para a regata final (Medal Race). A vela foi a modalidade que conquistou o maior número de medalhas para o Brasil. Os recordistas de ouro são os velejadores Torben Grael/Marcelo Ferreira (categoria Star) e Robert Scheidt (categoria Laser), que conquistaram o pódio em 1996 (Atlanta) e em 2004 (Atenas). A vela ainda trouxe duas medalhas de prata e cinco de bronze. Agora, vamos aguardar Londres 2012 e torcer para que esse número aumente para todos os atletas brasileiros. j ALEXANDRE MACIEIRA GONZALO ARSELLI BNDES A corrida de 2 mil metros em que os barcos atingem velocidades de até dez metros por segundo será realizada na Lagoa Rodrigo de Freitas. A prova feminina foi introduzida em 1976 e, atualmente, as atletas competem em seis das 14 provas que valem medalha. Os barcos possuem um, dois, quatro ou oito remadores, nesta última modalidade há um timoneiro, que conduz o barco e comanda a tripulação. Disputas de vela prometem ser emocionantes em águas cariocas 28  PERFILNÁUTICO Treinamento e competição de remo na Lagoa Rodrigo de Freitas PERFILNÁUTICO  29 
  13. 13. Especial Rio de Janeiro Circuitos turísticos fluminenses conhecendoniteroi.wordpress.com Surfe na Praia do Arpoador Praia de Itacoatiara O Rio de Janeiro continua lindo Inacreditável é o Rio ainda ter praias selvagens no meio das 71 do seu litoral. As belas e desertas praias ficam entre Grumari e Barra de Guaratiba, na Zona Oeste – Búzios, Perigoso, Meio (350 metros de extensão e mais procurada por surfistas), Funda e Inferno. O acesso é através de 1,5 km de trilha (Projeto Ar Livre Ecoturismo – (21) 97312910) ou pelo mar com barqueiros da Praia do Canto (depois do Pontal), a um custo médio de R$ 30 por pessoa. Localizado a apenas 13 km da capital, o município de Niterói é a segunda cidade do mundo com o maior número de obras projetadas por Oscar Niemeyer, superada apenas por Brasília. Niterói abriga, à beira-mar, um complexo arquitetônico com edificações que, juntas com o MAC – Museu de Arte Contemporânea, formam o Caminho Niemeyer. Suas praias na Baía da Guanabara têm a visão panorâmica do Pão de Açúcar e Corcovado e as oceânicas — Piratininga, Itaipu, Camboinhas e Itacoatiara — são paraísos naturais com um mar cristalino e opções para vários esportes náuticos. É aqui, na Praia de Jurujuba, que um grupo de velejadores liderados pelos medalhistas olímpicos Torben e Lars Grael e Marcelo Ferreira fundou, em 2000, o Instituto Rumo Náutico como forma de desenvolver e profissionalizar a educação através da vela no Projeto Grael. Hoje tem cerca de 10 mil alunos da rede pública de ensino que são instrutores de vela, outros conseguiram empregos em empresas do mercado náutico e alguns já são parte da tripulação de embarcações de regatas, como a famosa Regata Cape Town-Rio. j Mergulho e atrações históricas em alto-mar Que tal curtir o Rio de outro ângulo? Dá para embarcar em saveiro, veleiro, lancha, iate, até num navio remanescente da Primeira Guerra Mundial, construído em 1910 na Inglaterra. Os roteiros exploram a Baía de Guanabara, Niterói, ilhas e pontos históricos. Os barcos partem de manhã ou ao entardecer e os preços variam de R$ 15,00 (rebocador) a R$ 800,00 (aluguel de uma lancha de 22 pés). Stand up paddle Eduardo, no Posto 6, em Copacabana - (21) 9828-2566; Surfe Marcelo Bispo - (21) 8759-9915; Escola Carioca de Surf com Pedro Cunha - (21) 7830-6017; Windsurfe Claudio Mello - (21) 9106-10450; Marlin Yacht Charters (Marina da Glória) - (21) 2225-7434 e -2225-9678; Saveiros Tur (Marina da Glória) - (21) 2225-6062 e 9947-5140; Orion Iate Clube do RJ - (21) 2295-8579 e 7836-1720 e Rebocador Laurindo Pitta (centro) - (21) 2233-9165 As atrações da região do Rio de Janeiro convidam para o prazer iluminado pelo sol A Por Liz Boggiss 30  PERFILNÁUTICO Orla carioca radical Stand up paddle, bodyboard, surfe ou windsurfe? Nas praias de Copacabana, Ipanema, Leblon, Barra da Tijuca ou Recreio dos Bandeirantes? Faça frio ou calor, todo dia é bom para praticar esses esportes no Rio. Vale a pena tirar onda e até fazer surfe noturno no Arpoador. Se não sabe onde arrumar equipamento ou fazer algumas aulas para aprender, veja as dicas: MARINA HERRIGES cidade do Rio de Janeiro, em qualquer época do ano encanta por sua beleza e infinidade de atrativos. Praias, pontos turísticos, museus, festas, shows e gastronomia são apenas algumas peças do enorme leque de opções que o visitante pode escolher na cidade. Canoa polinésia tem como característica um flutuador do lado esquerdo PERFILNÁUTICO  31 
  14. 14. Especial Rio de Janeiro Marco Yamin Arraial do Cabo: com riquíssima biodiversidade marinha, é o destino ideal para quem gosta de contemplar as belezas do fundo do mar, em mergulhos inesquecíveis, 365 dias do ano, com ótima visibilidade debaixo d’água e proximidade dos pontos de mergulho. Imperdíveis: a Gruta Azul e a Ilha do Farol. Araruama: sua grande lagoa é ideal para as manobras de windsurfe. Praias perfeitas para a pesca esportiva, os visitantes vão encontrar em Rio das Ostras, com 28 km de litoral e 15 praias bem preservadas e com boa infraestrutura. Considerada a capital fluminense do surfe, Saquarema recebe os campeões do esporte do mundo inteiro. j No mar ou em terra firme o Rio é um destino que encanta turistas do mundo todo Sede do Iate Clube de Santos em Angra dos Reis Costa do Sol Além do Rio de Janeiro e das olimpíadas, o estado do Rio oferece um grande número de atrações O s 13 municípios que compõem a região oferecem praias para todos os gostos: com mar bravio (ideal para o surfe), tranquilas (para as crianças), ventosas (atraem os apreciadores de wind e kitesurfe). Armação dos Búzios: porto para os maiores transatlânticos, principalmente na alta temporada, 32  PERFILNÁUTICO Búzios é o quinto destino turístico mais visitado no Brasil e oferece 23 praias, passeios de barco, compras e noites agitadas. Os velejadores encontram no balneário uma das melhores raias do mundo. Cabo Frio: famosa por suas praias oceânicas e suas dunas de areia muito fina e branca. Os amantes das pranchas devem fazer uma visita ao Museu do Surf (Centro), para ver cerca de 400 pranchas de todas as épocas. Alberto Trouche Por Liz Boggiss Búzios é conhecido pelas suas praias paradisíacas PERFILNÁUTICO  33 
  15. 15. Especial Rio de Janeiro Familia Muller 193 km2. Passeios de escuna e mergulho são as melhores pedidas. A baía da Ilha Grande abriga uma das maiores concentrações de naufrágios do mundo. Paraty: as montanhas cobertas pela Mata Atlântica, terminando em praias ou costões rochosos junto ao mar, fazem da baía de Paraty um dos lugares mais bonitos do mundo. Acrescente a tranquilidade de um mar protegido de ondas pelas suas enseadas, ilhas e penínsulas. É quase impossível conhecer Paraty sem um passeio de barco, que pode ser feito de duas formas: em escuna com outras pessoas ou alugando lancha, baleeira, veleiros ou botes. O site www.paraty.tur.br dá as dicas para aluguel de embarcações. Os mergulhos autônomos são feitos em ilhas e nas tocas onde nadam dezenas de peixes coloridos. Há poucos corais na região, mas é possível avistar arraias, tartarugas e estrelas-do-mar e durante o verão a visibilidade é melhor. Setor naval e polo náutico A baía de Paraty é um dos lugares mais bonitos do mundo Costa Verde A cidade reúne os principais grupos nacionais e internacionais do setor naval e os maiores estaleiros do estado e de todo o Brasil. Detém cerca de 90% da produção de navios e de equipamentos offshore e náuticos. A região do Porto Maravilha, seus Armazéns e Cais do Porto do Rio, porta de entrada de transatlânticos, está sendo totalmente recuperada. O local receberá uma nova atração turística – o Museu do Amanhã, com 15 mil m2 e arquitetura sustentável. Hoje o Píer Mauá recebe grandes eventos como Rio Fashion Week e o Rio Boat Show. O Centro Náutico do Rio é parte do projeto Polo Náutico da UFRJ – Universidade Federal do Rio de Composta por cinco municípios, a Costa Verde atrai os turistas por suas ilhas paradisíacas, praias e enseadas A ngra dos Reis: tem centenas de ilhas e muitas alternativas, tanto para praticar pesca submarina, como para passeios por trilhas, cachoeiras e rios. Os maiores eventos náuticos do município são: Procissão Marítima, que acontece desde 1978 e hoje chega a reunir mil embarcações, e as grandes regatas nacionais: Peugeot Veleiros Clássicos, do Colégio Naval e da Revista Caras. Aqui também acontecem etapas do circuito nacional de canoagem e a Associação de Canoagem Oceânica de Angra dos Reis – Acoar (24) 3365-4488, em parceria com a Prefeitura Municipal de 34  PERFILNÁUTICO Angra, oferece cursos de canoagem e caiaque. Quem quiser praticar o surfe encontra boas ondas na Praia Brava e em Mambucaba. Segundo Carlos Henrique Carloni, presidente da TurisAngra, o setor está aquecido: “O interesse crescente pelo lazer náutico nos últimos 15 anos fez com que a indústria do setor tivesse um aquecimento significativo. A nossa região tem centenas de ilhas em águas abrigadas e mornas.” Ilha Grande: para quem quer conhecer 86 praias de diferentes características, enseadas, rios, lagoas, cachoeiras, planícies, montanhas e picos espalhados em PEDRO KIRILOS Por Liz Boggiss Turismo em Ilha Grande em veleiros ou passeios de canoa Janeiro, que tem como objetivo formar mão de obra especializada e construir uma marina pública (uma rampa, um píer flutuante e local para manutenção e guarda de embarcações), visando implementar um conjunto de facilidades para garantir o acesso ao mar, de forma a estimular o turismo e as atividades oceânicas de lazer, e paralelamente aumentar a demanda por novas embarcações de recreio. A vocação para inovar é tanta que o Polo Náutico projetou e construiu um barco movido a energia solar especialmente para participar do rali Desafio Solar Brasil, que obteve o sétimo lugar na classificação geral, entre 48 equipes europeias. Destino turístico internacional A Cidade Maravilhosa é a segunda maior metrópole do Brasil, a mais conhecida no exterior e principal destino turístico na América Latina e no Hemisfério Sul. É um dos principais centros econômicos, culturais e financeiros do país, conhecido mundialmente por seus ícones culturais e paisagísticos – Corcovado, Pão de Açúcar, praia de Copacabana, Floresta da Tijuca, entre outros. O município tem 1.255,3 km2 e fica entre a Serra do Mar e o Oceano Atlântico. Repleto de contrastes arquitetônicos, atrações históricas e culturais, ainda conta com um litoral de 197 km de extensão, incluindo mais de 100 ilhas, na Baía de Sepetiba, o mar e a Baía da Guanabara, totalizando 37 km2. O clima tropical mantém a agradável média de 26 a 24 °C, no verão os termômetros passam dos 40 °C. O jeito é se refrescar nas belas praias, em passeios nos parques e nos quiosques à beira-mar ou na Lagoa Rodrigo de Freitas. A cidade, por suas características geográficas e excelente infraestrutura, foi escolhida como palco de grandes eventos esportivos, destacando-se o Grande Prêmio Brasil Class One, o Campeonato Brasileiro de Stock Boat, o Class Match Race, a etapa final da Mitsubishi Sailing Cup, os Jogos Mundiais Militares, o Red Bull Air Race, além de um leque de atrações culturais, shows e exposições internacionais. Por muitas décadas a cidade sofreu com o aumento da violência. A partir de 2010, quando foram introduzidas as UPPs (Unidade de Polícia Pacificadora) nas comunidades, a cidade passou por profundas transformações. Favelas como Santa Marta, Rocinha, Babilônia, Cantagalo e Vidigal agora são atrações turísticas. O Complexo do Alemão, com seu belo teleférico, vai inaugurar a primeira Agência de Turismo Receptivo, com seis roteiros já definidos. O Rio de Janeiro é uma cidade para ser ouvida, admirada, percorrida, descoberta. Esta é a única maneira de entender por que o Rio é incomparável! S PERFILNÁUTICO  35 
  16. 16. Capa ÁREA DE CONVÍVIO Como se fosse A sua casa... Os salões dos barcos estão ficando cada vez mais parecidos com as salas de nossas casas. Veja as tendências e os truques utilizados por alguns estaleiros para o aproveitamento deste ambiente Gilles MARTIN-RAGET Amanda Kasecker 36   PERFILNÁUTICO 36 PERFILNÁUTICO PERFILNÁUTICO  PERFILNÁUTICO  37   37
  17. 17. E a fórmula parece ser bastante comum, já que ao detectar as diversas finalidades do salão, fica mais fácil identificar alguns itens que são praticamente obrigatórios. Nos barcos Intermarine o que não pode faltar no salão são bons espaços para circulação, acomodações confortáveis para um bom número de pessoas, muita luminosidade natural e soluções inteligentes para acomodar equipamentos de áudio e vídeo e itens como louças, taças, copos e talheres. Com a francesa Beneteau também não é diferente. Capa ÁREA DE CONVÍVIO Para ela, um bom sofá, mesa de apoio, som, televisão, ar-condicionado, espaço gourmet (cozinha) e bastante opções para armazenamento é o essencial. “O salão é uma área de uso de familiares ou de amigos para descansar, cozinhar e ver televisão”, afirma Thiago von Lachmann, coordenador-comercial do estaleiro. “Nossa prioridade é ter um ambiente com um ótimo aproveitamento de espaço, soluções práticas e funcionais de layout e acabamento elegante e simples, oferecendo muito conforto e bom gosto.” j Peça fundamental do barco, o salão é o espaço onde se encontra o maior número de cômodos com diferentes objetivos Praça de popa da Intermarine 760 Full em integração perfeita com o salão A comodar o maior número de pessoas, com o máximo de conforto, aproveitando bem os espaços multifuncionais. Esse é o grande desafio dos estaleiros quando se pensa nos salões de cada embarcação. Peça fundamental do barco, o salão é o espaço onde se concentra o maior número de cômodos com diferentes objetivos. Em poucos metros, vemos sala de estar, sala de jantar, sala de televisão, cozinha e posto de comando, além de outros recursos que essa área pode oferecer, como bar, por exemplo. “O salão virou um ambiente integrado, que agrega toda a família”, exemplifica a diretora do estaleiro 38  PERFILNÁUTICO Schaefer, Raquel Schaefer. “Temos o setor gourmet, com cozinha moderna e equipada com os últimos lançamentos: sala espaçosa para ver TV com os filhos ou desfrutar de uma boa leitura e a churrasqueira externa, para convidar amigos a desfrutar um camarão grelhado com um espumante gelado, simplesmente atividades que nos fazem relaxar.” Levar em consideração que este é o ambiente de maior convivência do barco parece ser um dos truques de cada estaleiro para projetar um espaço adequado ao gosto de seus clientes. Na Intermarine, por exemplo, o principal conceito na hora de se montar o salão dos barcos é de que esta é a área de convivência interna de um barco, ou seja, uma área de uso social que reúne não apenas a família, mas hóspedes do barco. Grandes área envidraçadas permitem a estrada de luz natural na Phantom 600 PERFILNÁUTICO  39 
  18. 18. Capa ÁREA DE CONVÍVIO A extensão da sua casa “Tentamos decorar nossos barcos como uma extensão de nossas casas, um lugar para relaxar, descansar e se divertir”, pondera Raquel Schaefer, diretora do estaleiro Schaefer. “É importante ter calor humano como almofadas diversas que convidem para sentar, com livros atuais de carros, decoração ou cinema e uma mesa espaçosa para uma boa refeição!” O conceito dos salões de os barcos serem uma extensão da nossa própria casa aparece muito forte quando falamos em tendências de decoração dos salões. Nas embarcações da Intermarine essas tendências costumam acompanhar as da decoração residencial e até as de moda. No Brasil, as cores claras Na Intermarine 60 a cozinha fica ao lado do posto de comando 40  PERFILNÁUTICO O salão é a área de uso dos familiares ou de amigos para descansar, cozinhar e ver televisão e luminosas e os tecidos naturais, como algodão e linho, costumam ter a preferência em acessórios como almofadas e mantas, assim como nos enxovais de cama, mesa e banho. Nas áreas internas, já é j Posto de comando e cozinha da Princess 85, que pode ser fechada para maior privacidade PERFILNÁUTICO  41 
  19. 19. Todos os materiais nobres, aliados à melhor tecnologia, são sempre bem-vindos a bordo Capa ÁREA DE CONVÍVIO para que ele sinta posteriormente como se estivesse em sua casa. Definimos a cor da madeira, os móveis a serem utilizados, os revestimentos de parede, de teto, piso, a decoração em si, até a roupa dos marinheiros, enfim até as bebidas que eles tomam, pois temos que fazer os suportes dos copos, se tem muitas crianças, se é um barco de muito agito, de festas, só de adultos, enfim, procuramos adequar a qualquer estilo de vida de cada cliente.” Quando se fala em materiais, a Raquel Schaefer destaca inox, couro, vidro e madeira. “Todos os materiais nobres, aliados à melhor tecnologia, são sempre bem-vindos a bordo. Tudo muito clean, leve e agradável, sempre pensando em materiais adequados para enfrentar a maresia e evitar a ferrugem.” As mulheres comandam De acordo com Raquel Schaefer, antigamente o mundo náutico era exclusivamente masculino, mas hoje a mulher entrou para agregar. “Ela e toda a família j Espaço bem distribuído na Azimut 45, com a cozinha em um nível mais baixo comum o uso de cristal e louças, enquanto nas áreas externas usam-se mais materiais inquebráveis e muito coloridos, como copos e pratos de acrílico. Para Tânia Ortega, proprietária da loja Tutto a Bordo, especializada em design de interiores de embarcações de luxo, o ideal para a decoração e o projeto de um barco terem sucesso em todos os sentidos é a sua praticidade, seja nos materiais e revestimentos, seja nos móveis utilizados, e tudo com muita harmonia.  “Procuro trazer o conforto da casa 42  PERFILNÁUTICO do cliente, do que ele usa, dos seus hábitos para o barco, óbvio que de acordo com o que se pode usar em embarcações, desde que seja bem dosado. No barco tem que ser prático e estar tudo nos seus devidos lugares, superorganizado, esse é o diferencial.” Tânia comenta que normalmente atende o cliente entre quatro meses e um ano antes da entrega do barco. “Procuro saber o estilo, os hábitos, os gostos de cada família, para que o projeto tenha a cara do proprietário, é um processo de várias reuniões dependendo do tamanho do barcoj Soluções inteligentes em espaços compactos, possível até em barcos menores PERFILNÁUTICO  43 
  20. 20. Capa ÁREA DE CONVÍVIO curtem os prazeres que o mar nos oferece.” Com isso, de acordo com ela, vieram os arranjos florais sintéticos, muito semelhantes aos naturais, as colchas e lençóis de fio egípcio e todo o arsenal da cozinha para alimentar a família. Aliás, uma prova da importância das mulheres no mundo náutico é a nova Princess 85 by Fendi, do estaleiro inglês Princess Yatchs, inteiramente decorada com o duplo F do logo da Fendi. Desde os estofados e móveis das quatro cabines, incluindo a suíte máster, até a decoração da sala de jantar para oito pessoas, da sala de estar e os móveis do deque da embarcação de 85 pés. Outro aspecto em que o mundo náutico acaba acompanhando as casas é na predominância de algumas disposições. Um exemplo são as novas construções de Para chegar à fórmula do salão perfeito cada estaleiro tem o seu jeito de trabalhar cozinhas interligadas com as salas. Os barcos maiores da nova linha da Intermarine, lançada em 2011, introduziram essa nova tendência. Atualmente muita gente gosta de cozinhar para a família e para os amigos e assim pode fazer isso se mantendo em integração com os convidados. j Em barcos maiores, como a Pershing 92, o salão acomoda a família e diversos convidados 44  PERFILNÁUTICO Posto de comando da Azimut 47 e mesa de jantar em nível elevado da Segue 72 PERFILNÁUTICO  45 
  21. 21. O papel da decoração é adequar o gosto pessoal do proprietário às limitações impostas pelo próprio barco Capa ÁREA DE CONVÍVIO Aproveitamento do espaço do sofá integrado à mesa de jantar na Prestige 60 S Outra disposição que vem sendo bastante feita nas embarcações é a sala de jantar instalada em frente à cozinha, da qual é separada por um balcão. Essa disposição estimula a interação a bordo e também foi tirada das nossas casas. Sua casa com os truques deles Apesar de o salão de um barco ser quase a sala de casa, alguns segredos dos estaleiros para a durabilidade e adequação ao meio náutico estão guardados nos materiais utilizados. Nas embarcações da Intermarine, o revestimento das paredes costuma ser de tecidos de alta maciez ou couro ecológico, específicos para o uso náutico. Já o revestimento do teto costuma ser de couro 46  PERFILNÁUTICO ecológico e o piso costuma ser carpete ou madeira. Outro truque já bastante utilizado na decoração de casas e que foi transferido para o mundo náutico são as cores. Na parede, passando pelo teto e acabando no piso, elas costumam ser sempre claras. A exceção fica nos modelos maiores e, claro, sempre existe a possibilidade de personalização. No revestimento de estofados, cada barco possui seu padrão de tecido, que geralmente o cliente pode escolher entre outras opções com a decoradora de cada estaleiro. A Beneteau, possui coleções de estofados customizados criados pelo departamento de estilo, com materiais de luxo como couro, ultra leather, alcântara, PVCs e tecidos. Todos altamente duráveis e ideais para navegação. j Posto de comando da Intermarine 53 e mesa ratrátil da Sessa 45 Fly PERFILNÁUTICO  47 
  22. 22. Capa ÁREA DE CONVÍVIO Na questão de cores para tecidos, o bege e o cinza agradam muito, sempre quebrando com algum detalhe em cor quente, como vermelho ou alaranjado. “As tendências na decoração náutica seguem muito os últimos lançamentos das decorações residenciais; claro que sempre respeitando os materiais mais indicados para enfrentar a umidade e o calor excessivo”, reforça Raquel Schaefer. Para aproveitar os espaços, uma preocupação constante no mundo náutico, a solução bastante utilizada são os sofás em formato de U. “Além de conseguirmos o melhor aproveitamento de espaços, ele também confere mais design à embarcação”, afirma Von Lachmann, da Beneteau. O aproveitamento de espaços vai muito além do sofá. A Beneteau afirma que normalmente todas as mesas, do salão ou do cockpit, se convertem em camas e solários, respectivamente para melhor aproveitamento. Todo design de interior, via de regra, também considera armários e lugares para armazenar de forma que não haja Espaços integrados dão a sensação de amplitude espaço morto (não aproveitado), e sim muito espaço. Para se chegar a essa fórmula do salão perfeito, cada estaleiro tem seu jeito de trabalhar e isso também pode variar de acordo com cada barco. Na Schaefer, tudo é realizado dentro do estaleiro, em parceria com empresas nas mais variadas áreas. Na Intermarine, a decoração é feita com a equipe da decoradora do estaleiro, Karol de Paula. O cliente recebe o barco já decorado, mas de acordo com suas próprias escolhas. O papel da decoradora é adequar o gosto pessoal dos proprietários às limitações impostas pelo próprio barco. Por exemplo, não se usa prata a bordo, pois a maresia a deixa escura imediatamente, e todos os objetos que ficam expostos (como abajures e pequenos eletrodomésticos) precisam ter bases retas e j Praça de popa bem planejada é um ambiente a mais para o salão 48  PERFILNÁUTICO Projetos que permitem entrada de luz natural e ao mesmo tempo proporcionam privacidade são os mais valorizados PERFILNÁUTICO  49 
  23. 23. Capa ÁREA DE CONVÍVIO Móveis espelhados como o da Sessa C68 são recursos para dar a sensação de mais espaço coladas às superfícies sobre as quais estão. Já a Princess está apostando em parcerias inusitadas e luxuosas, como no caso da Princess 85, em que toda a decoração foi projetada pelo badalado estilista alemão Karl Lagerfeld e decorada 100% com a marca italiana Fendi. “O importante é saber simplificar a vida a bordo, trazendo coisas práticas e utilitárias, em quantidade limitada para não ocupar muito espaço”, resume Raquel. Sala com varanda Uma bela sala deve ter também uma confortável varanda, ainda mais com o mar inteiro à disposição. A praça de popa é o lugar onde a maioria das pessoas gosta de ficar quando o barco está parado, especialmente em dias de sol. Já a plataforma de popa é a parte do barco mais próxima da água. O gosto do brasileiro é aproveitar ao máximo o contato com a água, para mergulhos e banho de mar, por isso as praças de popa estão cada vez maiores e repletas de recursos, uma extensão natural para um grande salão principal. Servem como solários e trampolim e, nos barcos maiores, também como 50  PERFILNÁUTICO Além de uma grande sala, o barco deve ter uma bela varanda para que se possa apreciar o mar garagem para jet ski ou bote inflável. Uma praça de popa bem aproveitada aumenta consideravelmente a área social dos barcos. A seguir destacamos as características de diferentes embarcações, de 50 a 85 pés. Como exemplos: Phantom 500 Fly e 500 HT, Intermarine 53, Intermarine 60, Schaefer 620, Intermarine 75 e Princess 85 by Fendi. j Salão da Intermarine 53 em harmonia com o lado de fora PERFILNÁUTICO  51 
  24. 24. Capa INTERMARINE 53, 60 E 75 Intermarine 53 Separado da praça de popa por uma porta de vidro de três folhas que oferece ampla abertura e perfeita integração entre ambientes interno e externo, o salão da Intermarine 53 recebe até 12 pessoas em sofás espaçosos. O mobiliário de linhas retas permite excelente aproveitamento dos espaços. A mesa de centro possui regulagem elétrica de altura e transforma-se em uma grande mesa para refeições. O salão possui ainda um elegante e funcional bar equipado com adega, cafeteira, vários compartimentos e uma bancada para preparo de alimentos e bebidas. Intermarine 60 No deque principal, o salão é dividido em sala de estar, cozinha, sala de jantar e posto de comando. A área de estar possui um sofá em U e um móvel que reúne A praça de popa da Intermarine 75 é bem generosa armários, TV com lift hidráulico e equipamentos de áudio e vídeo. A embarcação também satisfaz os que apreciam a arte da gastronomia, com a cozinha integrada ao salão, ao lado da sala de jantar. No posto de comando, destacam-se a poltrona de couro e o parabrisa sem colunas no centro, que permite pilotar com mais visibilidade. Intermarine 75 Intermarine 53 e 60, o aproveitamento do salão de cor âmbar é perfeito 52  PERFILNÁUTICO O imponente salão é dividido entre sala de estar, sala de jantar, cozinha e posto de comando. A área de estar é composta por um grande sofá em U, um sofá adicional, uma mesa de centro com bar integrado e um móvel que reúne os equipamentos de áudio e vídeo. Adiante, a bombordo (à esquerda), encontra-se a cozinha. Totalmente equipada e integrada ao salão. A boreste (à direita) está a mesa de jantar que comporta oito pessoas. Uma porta na lateral do salão dá acesso ao passadiço. No posto de comando, com duas confortáveis poltronas de couro, um grande teto de vidro estende-se após o topo do para-brisa, trazendo muito mais luminosidade. j PERFILNÁUTICO  53 
  25. 25. Capa PHANTON 500 E SCHAEFER 620 PRINCESS 85 Capa Phantom 500 Fly e 500 HT As lanchas de 50 pés da Schaefer Yachts têm duas versões, com flybridge ou com hardtop. Nos salões, praticamente uma casa completa. Além de mesa, tapete e estofamentos diferenciados, o espaço é equipado com TV LED 32, Blu-Ray e sistema de som com home theater. Na cozinha, freezer, geladeira, micro-ondas, cafeteira, exaustor e fogão elétrico. Famosa pelo seu gigantesco teto solar, que transforma o convés principal num terraço, a Phantom 500 HT pode acomodar até seis pessoas e um marinheiro para pernoite e 15 pessoas, mais um tripulante, durante um passeio. No salão, um espaçoso sofá branco em U acomoda muitas pessoas. A cozinha vem equipada com diversos itens e os móveis são todos laminados. Schaefer 620 A Schaefer 620 tem grandes espaços internos. A área social, integrada à plataforma móvel da popa, abriga um salão principal em dois níveis, um deles com ampla sala de estar e cozinha gourmet totalmente equipada. No outro, a sala de televisão. O interior do barco pode ser assinado pela Schaefer, pelo seu decorador ou pelo renomado estúdio italiano Pininfarina, nova parceria do estaleiro. Praça de popa e acesso ao flybridge da Phanton 500 Fly e salão do modelo Hardtop Detalhes que fazem a diferença na Princess 85 Princess 85 by Fendi Cozinha bem ao lado da praça de popa na Phanton 500 HT 54  PERFILNÁUTICO O duplo F do logo da Fendi está presente em praticamente toda a embarcação, desde os estofados, móveis e decoração da sala de jantar para oito pessoas, até a sala de estar e os móveis do deque da embarcação de 85 pés. Quanto às cores, os tons claros, como marfim, pérola e areia, foram os eleitos para compor o visual das áreas internas do iate. O salão da 85 ainda é equipado com TV LCD com DVD e surround sound system. j Um modelo exclusivo, de encher os olhos, com a assinatura Fendi PERFILNÁUTICO  55 
  26. 26. Capa ÁREA DE CONVÍVIO 50 pés 60 pés 70 pés 80 pés 90 pés comprimento* 12 m 15 m 18 m 21 m 24 m 27 m boca* 4,60 m 4,90 m 5,30 m 6,00 m 6,50 m CATEGORIA 40 pés 4,10 m * medida aproximada área de Convívio Para se chegar a um valor aproximado da área (em m²) do salão de um barco, pode se ter uma ideia inicial fazendo o cálculo a partir do comprimento (pés) e da largura (boca). Esse cálculo, porém, refere-se às áreas internas e externas juntas, e o espaço do salão vai depender muito do projeto do barco. A importância que se dá para as áreas de proa, plataforma de popa e passagens laterais pode aumentar ou diminuir o espaço do salão principal. A medida do comprimento se dá de ponta a ponta (proa a popa), e determina o número de pés da embarcação. A medida da boca (largura) é determinada de um lado (bordo) ao outro. Q W Y E R T O salão principal é a área de maior movimentação da embarcação, é por ele que embarcamos, a maior área de convívio dos iates. em barcos maiores, ou integrada nível inferior, na passagem para T Para quem gosta de pilotar, ao grande sofá do salão, como as cabines. Deve ser completa o posto de comando é o lugar maneira de ganhar espaço útil no e ter equipamentos à mão, sagrado do proprietário do barco. salão. A mesa não pode atrapalhar preferencialmente perto da mesa Os instrumentos e botões devem o fluxo de passageiros e deve de jantar ou dinete. ficar ao alcance do comandante. ser espaçosa o suficiente para R As plataformas de popa estão cada A visão do capitão não pode acomodar, no mínimo e sem vez maiores, especialmente para o ser atrapalhada pelas vigas do aperto, tantas pessoas quantas público brasileiro. Funciona como para-brisa. Preferencialmente, a Q A área dos sofás deve ser muito couberem em camas a bordo. uma sacada de luxo do salão, um visão precisa ser ampla não só nas bem iluminada com a luz natural E A localização da cozinha, muitas espaço social concorrido dotado laterais, mas também à ré, para as do para-brisa e das janelas vezes dotada de bar, pode ser de espaço gourmet, churrasqueira, manobras de docagem. laterais. Opções de mesas um grande diferencial para o geladeira e mesa de jantar ao ar Y A dinete é uma mesa para rebatíveis, reversíveis em cama espaço do salão. Dependendo da livre. Portas de correr que dividem refeições mais rápidas, e pode ser dão a oportunidade de mais necessidade do proprirtário, pode o salão da praça de popa são reversível para sofá ou poltrona convidados a bordo. estar em um ambiente integrado ótimas para fundir (ou separar) os num ambiente integrado ao posto W A mesa de jantar pode ficar em ou separado, inclusive em um ambientes internos e externos. de comando. S um ambiente separado, como 56  PERFILNÁUTICO PERFILNÁUTICO  57 
  27. 27. 58  PERFILNÁUTICO PERFILNÁUTICO  59 
  28. 28. 76 84 Beneteau PERFIL 62 60  PERFILNÁUTICO Princess 85 Etna 25 A Beneteau acaba de inaugurar fábrica no Brasil, em Angra dos Reis (RJ). Nesta edição traçamos um perfil deste estaleiro francês que, agora ainda mais perto dos brasileiros, tem à disposição diversas opções de embarcações. Nas páginas da edição 34 você ainda vai conhecer detalhes da Etna 25, um inflável com design italiano; a lancha Aqua 400 HT, que traz excelentes diferenciais para um barco deste porte; e a imponente Princess 85, literalmente um barco exclusivo, no Brasil e no mundo. j 68 Aqua 400 HT PERFILNÁUTICO  61 
  29. 29. PERFIL ETNA 25 www.gampernautica.com.br conforto E Segurança Desenvolvido com design italiano, o inflável segue os padrões de construção naval exigidos na Europa POR THAíS ZAGO 62  PERFILNÁUTICO L Comprimento total de 7,60 metros com opcional da plataforma para dois motores ançado em 2011, o Etna 25 é uma das novidades da Gamper Náutica, estaleiro catarinense conhecido por trazer ao Brasil embarcações diversificadas no segmento de infláveis. O modelo tem comprimento total de 7,60 metros, com opcional da plataforma para dois motores, design diferenciado, equipado com mesa removível na popa e assento do piloto rebatível, entre outros acessórios. O casco possui desenho que proporciona um navegar macio em altas velocidades. O projeto original é do estaleiro siciliano Maestrale Boats e foi destaque nos últimos salões de Gênova. Testado e aprovado pelo RINA (Registro Italiano Novale), é um produto de primeira linha, aprovado também pelos órgãos mais exigentes em construção naval. Segundo Gustavo Gamper, diretor da Gamper Náutica, o principal motivo para trazer essa embarcação ao Brasil foi a inovação das linhas. Além disso, a embarcação traz uma série de inovações tecnológicas interessantes para o mercado brasileiro. “Nossa intenção foi trazer um inflável que fosse bonito e tirasse aquela impressão de j PERFILNÁUTICO  63 
  30. 30. PERFIL ETNA 25 Características e acessórios O Etna 25 possui diversas soluções para problemas típicos de embarcações infláveis. Por exemplo, o banco do piloto, construído em fibra de vidro, possibilita a pilotagem sentada; mas também – ao levantar o assento – serve como um apoiador para as costas enquanto se pilota em pé e, quando a embarcação estiver fundeada ou atracada, o banco vira uma espécie de sofá na popa, com uma mesa removível de fácil instalação. Outra inovação é o banheiro, com pé-direito de 1,35 metros e equipado com vaso elétrico, pia de aço inox e ducha, iluminação interna, vigias e sistema de escoamento de água em uma caixa de água servida, que é esgotada automaticamente, evitando acúmulo no porão. Também acompanha targa invertida construída em fibra de vidro e guincho elétrico de âncora na proa. Mesa de comando com assento do piloto rebatível que inflável não dá status porque é barco de trabalho.” No Brasil o Etna 25 tem sido um sucesso de aceitação. “Estamos alcançando uma nova faixa de público, que se impressiona com as linhas do modelo e experimenta pela primeira vez a navegação em um inflável. Estamos conquistando novos clientes e abrindo mercado.” O desenho do casco proporciona o máximo de estabilidade possível. Banheiro com pé-direito de 1,35 m, com vaso, pia e ducha Vantagens do inflável O barco inflável é sempre mais caro que uma lancha. No entanto, a superioridade na segurança de navegação e o custo para navegar mais baixo representam uma grande vantagem. Com relação aos custos, Gustavo Gamper explica que, no que diz respeito ao material aplicado na construção, o inflável é uma lancha acrescida de tubos infláveis, ou seja, possui um acréscimo significativo de material. Porém, os custos de manutenção são os mesmos que para uma lancha. “Além disso, o calado mais raso diminui sua linha d’água, o arrasto e o consumo de combustível, e o torna mais ágil em manobras”, revela Gustavo. Com relação à segurança, o desenho de casco é feito de tal forma que o barco possua o máximo de estabilidade possível. “Sua segurança é inquestionável, pois não afunda, não vira e é extremamente estável, mesmo havendo desequilíbrio de peso no convés. Uma lancha de proporções iguais não consegue navegar nas mesmas condições, principalmente enfrentando condições severas de navegação e estando totalmente carregada.” 64  PERFILNÁUTICO Materiais de qualidade O material do Etna 25 é o já conhecido hypalon/ neoprene ORCA, 1670 decitex, altamente resistente a abrasões, ações de intemperismo, ataque de hidrocarburetos, como os combustíveis, e alta resistência mecânica. Na confecção dos estofados, todas as suas almofadas são construídas em poliuretano de célula fechada de alta densidade, não encharcando nem deformando com a ação do tempo. Os estofados também são flutuantes e, apesar de não serem salvavidas, podem ser utilizados como suporte em caso de uma emergência. As ferragens são todas de aço inox 316, com excelente resistência a corrosão, cuidado também j Especificações técnicas Paiol, púlpito e detalhe do guincho elétrico instalado na proa Comprimento externo: 7,60 m Comprimento com plataforma: 8,00 m Comprimento Interno: 6,70 m Boca externa: 3,09 m Boca interna: 2,09 m Calado: 0,42 m Ângulo de popa: 15° Capacidade: 20 pessoas Tanque de combustível: 400 L Tanque de água: 90 L Peso sem motor e combustível: 1.100 kg Velocidade projetada: 38 nós Capacidade de carga: 2.500 kg PERFILNÁUTICO  65 
  31. 31. PERFIL ETNA 25 encontrado na parte elétrica. Todos os fios e conectores são de estanho e unidos por solda. Sistemas inteligentes “O porão do Etna 25 é amplo, permitindo espaço com folga para realizar a instalação de equipamentos da parte elétrica, cabeamento dos motores e até sua fixação”, informa Gustavo Gamper. Além disso, o porão possui iluminação de LED, o que facilita o trabalho do operador. Com relação à parte elétrica, o Etna 25 vem equipado com fiação em estanho, painel com oito teclas, duas baterias de 100 ampères, chave geral para duas baterias Grandes inovações e soluções para problemas típicos de embarcações infláveis e painel de fusível com descrição detalhada das funções de cada um. O sistema de deságue do convés é todo autoesgotante, ou seja, a água é eliminada por dutos ligados direto no espelho de popa, sem molhar o porão. Estabilidade de navegação A concepção do desenho é inovadora para o mercado de infláveis no Brasil. O casco é todo construído com fibra de vidro, tecidos biaxiais e mantas, gelcoat isoftálico com NPG e anti-UV, evitando a aparência amarelada ou fosca causada pela ação do sol. “As linhas do casco foram concebidas para enfrentar tanto o mar picado quanto o mar grosso, possui habilitação para navegação em mar aberto e ainda conta com excelente estabilidade”, declara Gustavo Gamper. O Etna 25 é equipado com motor de popa, podendo ser somente um a partir de 225 HP ou até uma parelha de 200 HP. No caso da parelha, é instalada uma plataforma prolongadora na popa para acomodar os dois motores, sem prejuízos à navegação da embarcação. S Serviço Telefone: (47) 3442-2456 E-mail: contato@gampernautica.com.br Endereço: Rua Felipe Musse, 1.800. Ubatuba, São Francisco, SC. O Etna 25 está conquistando novos clientes e abrindo mercado 66  PERFILNÁUTICO Contact Condutores Elétricos Ltda. Rua Biguaçu, 685 - Bairro dos Municípios - 88337-450 Balneário Camboriú, Santa Catarina. (47) 3366 3835 - www.csnautica.com.br PERFILNÁUTICO  67 
  32. 32. PERFIL AQUA 400 HT www.aquayachts.com.br Uma lancha com personalidade Eleita a melhor embarcação de 40 pés do último Rio Boat Show, com linhas e vincos arrojados, interior sofisticado e soluções tecnológicas inovadoras POR Thaís ZAGO 68  PERFILNÁUTICO S Projeto desenvolvido pela Aqua Yachts, liderada por Paulo Roberto Leite eguindo a filosofia de trabalho da Aqua Yachts, o Aqua 400 HT é um iate que foge dos padrões do mercado náutico. O projeto oferece duas espaçosas suítes, pé-direito alto, hardtop com grande abertura, vidros laterais elétricos, escada e toldo inteligente elétricos e embutidos, colchões de proa reclináveis e um arrojado painel inspirado em aviões de caça, com um iPad acoplado. Para completar, um casco diferenciado e de alta qualidade, conciliando velocidade e navegabilidade com sofisticação e conforto. O projeto foi 100%  desenvolvido pela equipe Aqua Yachts, liderada por Paulo Roberto Leite, que tem mais de 30 anos de experiência projetando e construindo embarcações – à frente de estaleiros renomados, como Cobra e Runner Yachts. “A julgar pela receptividade que tivemos durante o Rio Boat Show, em termos de percepção do público, muitos foram os elogios aos diferenciais do Aqua 400 HT e às características únicas no mercado, como a escada e o toldo elétricos retráteis embutidos, o arrojado desenho do painel com iPad, a grande abertura do hardtop, o sistema de suspensão j PERFILNÁUTICO  69 
  33. 33. PERFIL AQUA 400 HT automática do sofá interno, alongando a cama de casal da cabine, o alto pé-direito de toda a embarcação, os dois amplos e completos banheiros e o interior com personalidade da cabine”, declarou Paulo Roberto Leite. “Uma observação constante dos visitantes de nosso estande foi a de que tudo, absolutamente tudo, foi pensado na construção do Aqua 400 HT.” O sucesso é refletido na venda de toda a produção para 2012. “Temos recebido elogios atrás de elogios. Ter o Aqua 400 HT eleito o melhor barco de 40 pés do último Rio Boat Show e termos vendido, já em junho, 20 barcos, o que representa toda a produção de 2012, são provas irrefutáveis de que estamos superando as expectativas”, afirmou Felipe Leite, diretor-financeiro da Aqua Yachts. Além disso, segundo Felipe, adquirir um Aqua 400 HT é ter a certeza de se ter o melhor iate de 40 pés do mercado, por um preço justo, com uma série de diferenciais exclusivos, dotado de beleza, tecnologia de ponta, experiência de navegabilidade superior, materiais da mais alta qualidade nas mãos de profissionais qualificados, experientes e valorizados no mercado, além da expertise de quem tem mais de 30 anos projetando e construindo embarcações de luxo. Dois banheiros e espaço Aqua Ella, para as mulheres Para quem prioriza o melhor A experiência de navegação está no centro da filosofia da Aqua Yachts. “Apesar de nossos perfis de público serem bastante variados, todos buscam momentos únicos, seja para desfrutar alegria ao lado de suas famílias e amigos, seja para se recompensar com prazer após uma semana intensa. O que buscamos na Aqua Yachts é proporcionar aos nossos clientes o meio ideal para o alcance dessa experiência única, atendendo aos seus desejos e realizando os seus sonhos”, declarou Jonathan Carvalho, diretor de marketing do estaleiro. A empresa oferece assistência técnica premium com total cobertura nacional. “O cliente está no centro da filosofia de Qualidade Total da Aqua Yachts, e qualidade no atendimento é estar sempre atento ao público e à disposição do cliente, onde quer que ele esteja.” Beleza e sofisticação Desenho do painel arrojado, com ipad Todo o interior do Aqua 400 HT é forrado com um confortável carpete antifungo, antimanchas e à prova d’água, acolchoando os pés dos ocupantes. O pédireito na sala e nos banheiros é de 2,10 metros, os armários são extremamente espaçosos, com portas j Sucesso de vendas, 20 barcos comercializados já em junho, o que representa toda a produção de 2012 70  PERFILNÁUTICO Sistema de suspensão do sofá alonga a cama de casal PERFILNÁUTICO  71 
  34. 34. PERFIL AQUA 400 HT Na proa, os colchões são reclináveis, feitos com espumas de EVA e NBF e revestidos com neoprene, completamente à prova d’ água, antiabsorvente e de fácil lavagem. O toldo retrátil é elétrico e embutido, com tecnologia inteligente que aumenta a superfície coberta da embarcação. Todas as tampas da embarcação têm revestimento com borrachas vedadoras, amortecendo a fechadura e impedindo vibrações e barulhos trepidantes durante a navegação. O barco é o único no uso da tecnologia de fixação flexível do guarda-mancebo, sem parafusos Solário de proa com colchões reclináveis amortecidas por fechaduras hidráulicas inteligentes, impedindo impactos, vibrações e entrada de água. O amplo e confortável banheiro principal oferece um box fechado, armários, espelho na altura do rosto e uma chique torneira quadrada cromada. Um notável diferencial é o espaço Aqua Ella, projetado especialmente para as mulheres, com espelhos, secador de cabelos e produtos de beleza das mais conceituadas marcas de luxo mundiais. O Aqua 400 oferece três espaços gourmets abordo: dentro da cabine, com fogão digital, geladeira, forno micro-ondas e adega de vinhos; no espaço de navegação, com geleira, cristaleira, mesa de apoio e lixeira; e na plataforma de popa de 2,5 metros de comprimento, com uma churrasqueira elétrica de pedra vulcânica, pia e chuveiro com água quente e fria. Além disso, um sistema de iluminação de 300 LEDs traz, além da economia de energia, redução do calor interno, distribuído entre luzes diretas e de cortesia e saias de LED. Um ar-condicionado de 12.000 BTUs e outro de 6.000 BTUs garantem um ambiente fresco e aprazível a bordo. Iluminação de LED reduz o calor interno e traz economia de energia e rebites, mesma tecnologia utilizada na fixação de aviões e caças supersônicos, gerando maior resistência e segurança perante impactos mais fortes. Os cabos estanhados são revestidos com isolante antichamas duplamente maior, evitando superaquecimento e aumentando a vida útil do sistema elétrico. A garantia de segurança é ainda maior com fusíveis NH, para cada circuito e equipamento, e interruptores protegidos em caixa de acrílico, acessíveis pelo painel central. Uma unidade elétrica auxiliar de fácil manuseio automatiza partidas frias em caso de queda da carga da bateria. Toda a fiação numerada e o diagrama elétrico são facilmente identificáveis através do iPad acoplado ao painel. j Cabine de convidados acomoda duas pessoas na cama de casal Alta tecnologia O Aqua 400 HT tem sistema único de abertura de 1,60 metro do hardtop, deslizando automaticamente sobre esferas circulantes. Os vidros laterais são inteiramente elétricos, assim como a escada escamoteável com corrimão – esta inteiramente embutida na plataforma de popa, feita de aço, mergulhando mais de um metro água adentro. 72  PERFILNÁUTICO Especificações técnicas Espaço na popa com direito a churrasqueira e toldo elétrico retrátil Comprimento total: 12,60 m Boca: 3,80 m Calado: 0,90 m Pé-direito da cabine: 2,10 m Velocidade máxima: 35 nós Velocidade de cruzeiro: 30 nós Tanque de combustível: 800 L Tanque de água doce: 350 L Capacidade dia: 14 Capacidade noite: 4 Cabines: 2 Banheiros: 2 Motorização: 2 X Volvo D4 300 Hp DPH – Hélice G5 PERFILNÁUTICO  73 
  35. 35. PERFIL AQUA 400 HT Navegação prazerosa O assento do piloto é eletricamente ajustável, adaptandose à altura do condutor e à distância do volante, que também pode ter a sua altura ajustada. O painel de pilotagem tem o seu desenho inspirado em aviões de caça e carros esportivos, contendo uma bússola 3D de helicóptero, GPS de 10 polegadas e um iPad acoplado, com todos os manuais, plantas elétricas e certificados. O Aqua 400 HT tem três espaços gourmets a bordo: dentro da cabine, no espaço de navegação e na plataforma de popa Mas seu grande diferencial é o Aqua Hull, “uma complexa e exclusiva tecnologia de casco, com um Step Drive altamente eficiente, que consiste em uma superfície descontínua e segmentada, amortecendo o impacto com as ondas, melhorando a eficiência dos motores e tornando a navegação mais prazerosa” – explica o diretor-industrial Paulo Roberto Leite. O Aqua Hull contempla também o Aqua Air, um sistema que suga o ar quente do topo da casa de máquinas, soltando-o sob o casco, criando uma camada de ar entre o barco e a água. “Isso reduz a resistência da água contra o movimento do barco e resfria a casa de máquinas, resultando em economia de combustível e conservação dos motores, que trabalham em temperatura mais baixa”, conclui Paulo Roberto. “Além disso, dois estabilizadores garantem uma melhor manobrabilidade ao barco.” S Serviço Site: www.aquayachts.com.br Telefones: (21) 3654-3056 / (21) 7235-9593 / (21) 7822-6214 C M Y CM MY CY CMY K A tecnologia do casco amortece o impacto das ondas e melhora a eficiência dos motores 74  PERFILNÁUTICO PERFILNÁUTICO  75 
  36. 36. PERFIL PRINCESS 85 www.princessyachts.com Como uma joia A Princess Yatchs traz ao Brasil a 85 Fendi, uma peça única no design, no luxo e na performance Por Amanda Kasecker S uspiros. Foi isso que se ouviu por todos os lados assim que a Princess 85 foi lançada, no início deste ano, no Rio Boat Show. Pudera. O iate é a única peça no Brasil e no mundo e promete ser o sonho de consumo de todos. Para os homens, a nova menina dos olhos do estaleiro inglês Princess Yatchs promete alta performance. E para as mulheres, que sempre se sentiram um pouco out do universo dos barcos, a 85 vem com uma decoração de interior completa assinada pela Fendi. A marca italiana agrega roupas masculinas e femininas, artigos de couro e perfumes, e ainda uma linha de produtos para casa desde 1989. A parceria, que reflete uma das atuais tendências do mundo do luxo de unir montadoras e estaleiros com grifes de moda, surgiu após algumas boas experiências com a Fendi. “A Princess tinha feito algumas parcerias com a Fendi que foram muito positivas, então surgiu a ideia de ter um barco integralmente decorado pela marca italiana”, explica Vasco Trindade, diretor da Princess Brasil. E esta nova parceria deu mais do que certo. O barco, que demorou cerca de um ano para ser totalmente projetado, é realmente uma peça única e singular. Cada detalhe, segundo Vasco, foi tão bem planejado que ficaria difícil até fazer uma outra 85 idêntica a esta que está desfilando pelo país. j 76  PERFILNÁUTICO PERFILNÁUTICO  77 
  37. 37. PERFIL PRINCESS 85 Brasileiros interessados Para desfrutar do trio alta performance, sofisticação e exclusividade, o investimento na 85 Fendi é de cerca de 9,5 milhões de libras esterlinas ou R$ 27 milhões. O valor deste sonho de consumo já está sendo negociado com três interessados, revela o estaleiro: dois paulistas e um carioca. Ao ser questionado se a venda deve A parceria entre a Princess e a Fendi segue a tendência de unir estaleiros e grifes de moda ser concluída até o fim do ano, o diretor da Princess Brasil não titubeia: “Com certeza.” E, para quem ficar com um gostinho de quero mais, ele ressalta: existe a possibilidade de a Princess fazer parcerias com diversas marcas que integram o grupo LVMH, holding francesa que inclui algumas das marcas mais famosas do mundo, leia-se aí Louis Vuitton, Bulgari, Donna Karan, Marc Jacobs e a própria Princess Yatchs. Única em tudo Ser única. Foi essa a ideia que a Princess Yatchs tinha na cabeça quando projetou a 85. Não só pela parceria com a italiana Fendi, mas também pelo tamanho do iate – que já é o maior do estaleiro inglês no Brasil – e os diferenciais que ele apresenta. Na parte tecnológica, segundo a Princess, o sistema de navegação da 85 funciona com GPS, radar e sonda em duas telas, tudo o que há de mais novo e moderno. O iate ainda apresenta uma excelente performance de 28 nós. Pelos 85 pés – cerca de 26 metros de comprimento – também já dá para se ter uma ideia da singularidade dessa embarcação. São quatro cabines, sendo duas suítes e a opção de transformar em três suítes, e mais dois quartos Linda e para a tripulação com cama de tecnológica casal e beliche. A suíte máster 78  PERFILNÁUTICO Espaços generosos no banheiro e conforto na sala de jantar é maior do que muitos quartos de apartamentos: é equipada com closet, frigobar e banheira. No flybridge tudo de que se precisa para receber bem. Churrasqueira elétrica, refrigerador, lavalouça, um grande sofá e ainda uma banheira spa como opcional. O salão da 85 também é especial. Equipado com TV LCD com DVD e surround sound system. Tudo superiluminado com as grandes janelas da embarcação. E, para deixar “a casa” em ordem, a embarcação vem com uma completa lavanderia. O toque que o brasileiro adora e que já está presente nas outras embarcações da Princess também não poderia faltar na 85: a plataforma hidráulica. “O brasileiro gosta muito de fazer a sua praia particular”, conta Trindade. j Decoração do interior completa assinada pela Fendi PERFILNÁUTICO  79 
  38. 38. PRINCESS 85 Especificações técnicas Comprimento total: 25,68 m Boca: 6,3 m Calado: 1,65 m Capacidade de combustível: 8.400 L Capacidade de água: 1.500 L Comprimento total: 25,68 m PERFIL Motores a diesel: MTU 12V 2.000 M93: 2 x 1.822 HP Velocidade: 26-28 nós Caterpillar C32 Acert: 2 x 1.825 HP Velocidade: 26-28 nós Caterpillar C32 Acert: 2 x 1.925 HP Velocidade: 28-30 nós Boca: 6,3 m Um barco exclusivo, para homens e mulheres De acordo com o diretor do estaleiro no Brasil, os barcos da Princess já são desenvolvidos para um mercado tropical, o que contribui para o sucesso da marca entre os brasileiros. O encanto do duplo F Pelo luxo da decoração se entende por que o projeto durou mais de um ano para ser concluído. O diferencial é visível ao primeiro olhar. O duplo F do logo da Fendi está presente em praticamente toda a embarcação, desde os estofados e móveis das quatro cabines, incluindo a suíte máster, até a decoração da sala de jantar para oito pessoas, da sala de estar e os móveis do deque da embarcação de 85 pés. Quanto às cores, os tons claros, como marfim, pérola e areia, foram os eleitos para compor o visual das áreas internas do iate, enquanto as cores mais escuras, como o café, o preto e o cinza, aparecem em um ou outro acessório, arrematando com discreta elegância o projeto do badalado estilista alemão Karl Lagerfeld. Já na parte externa, o azul-marinho e o branco destacam-se e dão o clima navy da decoração. Como opcionais, o dono deste luxuoso barco pode ainda ter até as roupas de cama da famosa grife italiana. Veio para ficar A Princess Yatchs é um estaleiro originalmente inglês, onde também fica a única fábrica da empresa. A marca j Como opcionais, o dono deste luxuoso barco pode ainda ter até roupas de cama da famosa grife italiana 80  PERFILNÁUTICO Painel de controle do flybridge, tecnologia e plena visibilidade PERFILNÁUTICO  81 
  39. 39. PERFIL PRINCESS 85 C M Y O próximo passo da Princess Brasil é instalar uma fábrica no país CM MY CY chegou ao Brasil no final de 2009 e em 2010 começou a mostrar seus primeiros barcos. O auge foi no início deste ano com o lançamento exclusivo da 85 Fendi. Segundo Trindade, o iate exclusivo apresenta a marca e a sinergia do grupo. Peças da Fendi também no flybridge 82  PERFILNÁUTICO O iate chega ao Brasil em um momento em que as vendas de embarcações deste estilo não param de crescer no país. Entre 2008 e 2012, o crescimento foi de 40%, segundo a Associação Brasileira dos Construtores de Barcos e seus Implementos (Acobar). Para este ano, os iates que navegarão pelos mares brasileiros devem movimentar US$ 750 milhões. Trindade só se mostra um pouco desanimado quando o assunto são os tributos brasileiros para produtos importados. “Quem acaba sofrendo é o cliente”, diz. Inclusive, esta foi a razão do modelo de 85 pés vir para o Brasil. Segundo o diretor da Princess, “só não foi uma 98 por esse motivo”. “Vimos que seria muito complicado pela carga tributária e este iate acabou ficando na Inglaterra”, conta. O próximo passo da Princess Brasil é instalar uma fábrica aqui, a primeira do grupo fora do “QG” do estaleiro na Inglaterra. “Estamos empenhados com este projeto e a Princess veio para o Brasil para ficar”, completa. E não há quem duvide disso. S CMY K Serviço SITE: www.princessyachts.com PERFILNÁUTICO  83 
  40. 40. PERFIL ESTALEIRO BENETEAU www.beneteau.com.br Beneteau Brasil Flyer Gran Turismo 34 e 38 serão as primeiras lanchas fabricadas pelo grupo francês no Brasil, na recéminaugurada fábrica em Angra dos Reis (RJ) Por Marta Villela 84  PERFILNÁUTICO Modelos customizados Brazilian Edition foram apresentados pela primeira vez ao público brasileiro nesse ano O Grupo Beneteau está no mercado náutico há mais de 120 anos. A empresa deu seus primeiros passos no Brasil em parceria com Marcos Soares, medalhista olímpico de vela, que se estabeleceu em 1994 como distribuidor dos veleiros da marca no país.  Hoje, Soares é o CEO da empresa no Brasil. Nesses 17 anos de atuação, o grupo francês é o único a oferecer mais de cem modelos de barcos para o mercado brasileiro.  Em 2011, a Beneteau lançou suas linhas de lanchas Flyer Gran Turismo e Trawlers durante o Rio Boat Show, sendo bem recebida no mercado que reconheceu a qualidade dos barcos e toda a tecnologia empregada em sua fabricação.  Hoje, o Grupo tem o Brasil como ponto estratégico de vendas dos segmentos de barcos de lazer, lanchas e os famosos veleiros. Beneteau brasileira Para dar vazão ao crescimento da indústria e do comércio no Brasil, o Grupo decidiu fazer seu primeiro estaleiro em Angra dos Reis, cidade considerada o coração da náutica no país. A inauguração em abril j PERFILNÁUTICO  85 
  41. 41. ESTALEIRO BENETEAU Produção nacional Tidia Bottini PERFIL Marcos Soares no Iate Clube de Santos As primeiras embarcações produzidas no país são os modelos Flyer Gran Turismo 34 e 38, com customizações específicas desenvolvidas especialmente para atender o mercado brasileiro. Algumas dessas customizações são: plataforma estendida, churrasqueira elétrica e espaço gourmet com geladeira, icebox, etc. Esses modelos “Brazilian Edition” foram apresentados pelo grupo no Rio Boat Show 2012. Esta é a primeira etapa de um projeto de longo prazo.  De acordo com Marcos Soares, o objetivo para 2013 é produzir um terceiro modelo de lancha. Para que o custo de produção para exportação no Brasil fique tão ou mais competitivo do que o europeu, a Beneteau pretende construir uma segunda fábrica com 50 mil m² de área e capacidade dez vezes maior do que a atual, também em Angra dos Reis. “O Brasil é um dos focos da Beneteau para o desenvolvimento de novos mercados; temos planos de longo prazo para o país, por isso estamos nos instalando aqui definitivamente!”, afirma Soares. j de 2012, com a presença do governador do estado Sérgio Cabral, autoridades locais e executivos da Beneteau França, foi mais uma confirmação de que a indústria náutica brasileira está atraindo novos investimentos do exterior. A fábrica ocupa 10 mil m² dentro da Marina Verolme, terá capacidade anual para produzir 50 barcos e sua linha de produção será de embarcações para o mercado doméstico e outros da América do Sul.  Toda a tecnologia de ponta hoje utilizada na Beneteau da França é transferida e aplicada nos modelos brasileiros. A produção já começou e as primeiras entregas estão previstas para julho. São 27 fábricas, duas fora da França – Polônia e Itália – e duas não europeias – Estados Unidos e Brasil. Fazer essa nova fábrica demonstra que o bom momento vivido pela Beneteau é marcado não só pela chegada de iates de altíssimo luxo ao Brasil, como os Monte Carlo Yatchs 65 & 76, mas também pelo crescimento econômico que favoreceu na escolha do país para receber o empreendimento. 86  PERFILNÁUTICO Luis Filipe Santos / Premier Studio A fábrica ocupa 10 mil m2 dentro da Marina Verolme. A produção anual será de 50 barcos Inauguração da fábrica em Angra dos Reis e do ateliê de montagem Fabricação do molde e máquina tipo robô que molda casco em 3D PERFILNÁUTICO  87 
  42. 42. PERFIL ESTALEIRO BENETEAU Casco com tecnologia Air Step, patenteado pela Beneteau O conceito italiano da linha Flyer Gran Turismo faz da Flyer GT 38 uma embarcação de vanguarda   Flyer Gran Turismo 38 O modelo de 49 pés é o maior da linha Flyer Grand Turismo 88  PERFILNÁUTICO O conceito italiano da linha Flyer Gran Turismo que vem dos escritórios de P. Andreani, o mesmo designer dos carros Ferrari e Maserati, faz da Flyer GT 38 uma embarcação de vanguarda, perfeita para navegar em toda a costa brasileira com conforto e grande estilo. A lancha possui casco com Air Step®, tecnologia única patenteada pela Beneteau, permitindo assim aumentar o alcance em função do consumo de dois motores diesel de centro-rabeta Volvo D4 300 HP, que oferecem o melhor desempenho para esse casco.  Uma performance invejável em todas as condições de mar.   Na plataforma da popa há passagens laterais para chegar à proa, o que facilita o trânsito dos passageiros. No convés, o guarda-mancebo tem púlpito de proa semiaberto de inox, como também os dois corrimãos no passadiço. Aliado ao conceito de excelente pilotagem e do painel comparável ao de uma aeronave, a GT 38 tem um cockpit central e para-brisa monobloco que oferece novas soluções de interior, permitindo uma visibilidade de 360 graus, tanto durante a navegação quanto no porto, onde o joystick consegue ajudar nas manobras com absoluta precisão em espaços reduzidos, mesmo com fortes ventos laterais. No espaço gourmet do salão, um bom fogão elétrico, micro-ondas, geladeira e lixeira com separação de lixo são perfeitos para se sentir como se estivesse em casa. j PERFILNÁUTICO  89 
  43. 43. PERFIL ESTALEIRO BENETEAU O modelo, como a maioria da sua linha, possui grandes janelas panorâmicas, o que pode ser traduzido por muita iluminação natural e circulação de ar.  Com um confortável pé-direito de dois metros e cama king size, as duas cabines com janelas panorâmicas e um salão conversível em camarote comportam um total de seis pessoas para pernoite. Todo o acabamento é de madeira Alpi, com diferentes opções de coloração e os cascos nas cores cinza-relâmpago, vermelho-rubi e azul-aço são escolhidos pelo cliente. Os tecidos dos revestimentos são exclusivos e importados. Como opcional, o modelo pode vir com radar digital, piloto automático exclusivo e sistema de segurança VHF AIS. Flyer Gran Turismo 34  A surpresa do seu interior espaçoso é o que chama a atenção neste modelo de 34 pés, desenhada por P. Andreani com seu sofisticado e inconfundível toque italiano. A embarcação têm dois espaços distintos de cabine, opção de madeira laminada tipo Parquet Mahogany (avemelhada) ou tipo Wéngé  blondoak (amarelada) e possui todos os equipamentos necessários para um agradável cruzeiro com a família ou com os amigos.  Nessa lancha de 34 pés, o espaço interior é otimizado.  São dois espaços para acomodações de dormir com 1,95 metro de altura, uma solução única para esse tamanho de embarcação.  Além da suíte máster e do camarote com duas camas de solteiro, Solário de proa da Flyer Gran Turismo 38 Espaço interno do modelo de 38 pés o salão, com o teto solar retrátil fechado e a mesa de centro abaixada, transforma-se em um quarto de casal.   O cockpit dispõe de inúmeros equipamentos funcionais, como: um  grande salão em formato de “U”, que pode ser convertido em solário, além do excelente espaço gourmet, com cristaleira, icebox, lixeira ecológica. Na popa fica a churrasqueira elétrica.  Esta lancha permite que o cliente escolha entre dois motores Volvo Diesel D3 200 HP ou dois motores a gasolina Volvo 5.7 GIDPS de 300 HP que oferecem maior aceleração.  Fácil de manobrar, a Flyer GT 34 vem com propulsão Stern Drive e  joystick, ambos de fábrica. A linha Flyer Gran Turismo é o resultado da busca incessante da Beneteau pelo desempenho superior, navegabilidade, conforto e estilo no segmento de lanchas. Inspirado no mundo dos carros esportivos, a empresa teve a colaboração do designer italiano de renome mundial, Pierangelo Andreani para criar uma série lanchas com linhas modernas, poderosas, no estilo esporte clássico.j A Beneteau pretende construir uma segunda fábrica com capacidade 10 vezes maior do que a atual 90  PERFILNÁUTICO Convés integrado com a praça de popa na Flyer Gran Turismo 34 PERFILNÁUTICO  91 
  44. 44. PERFIL ESTALEIRO BENETEAU Monte Carlo 76, linhas clássicas para um grande iate Lanchas, iates, veleiros, trawlers... Veleiro e trawler com a marca Beneteau, sinônimo de qualidade 92  PERFILNÁUTICO Desde sua primeira embarcação construída há mais de 120 anos, até os milhares de barco produzidos ao longo de todo esse tempo, o Grupo Beneteau destacou-se pelo comprometimento, excelência e paixão com que trata seu ofício. Aperfeiçoando e diversificando suas atividades, tornou-se um dos líderes mundiais no segmento de barcos de lazer. Atualmente, a estimativa de produção é de cerca de 11 mil barcos por ano, contando com aproximadamente 5 mil funcionários e 450 revendedores espalhados em mais de 50 países. Consagrada por uma participação substancial do mercado mundial de veleiros, a Beneteau também se destaca no segmento de lanchas e iates, e possui marcas conhecidas, como Jeanneau, Lagoon, Prestige e Monte Carlo, oferecendo uma gama de mais de cem modelos, mantendo a tradição de barcos elegantes, sempre com uma qualidade de acabamento Mais de cem modelos com acabamento irrepreensível irrepreensível. Tradicionalmente a Beneteau traz criatividade e maestria no uso inteligente do espaço e, juntamente com sua comprovada capacidade de projetar lanchas tecnologicamente avançadas, confirma sua representatividade no mundo das lanchas e iates. S Serviço Site: Beneteau – www.beneteau.com.br Telefones: SC – (48) 3066-2222; RJ – (21) 2443-1010; SP – (11) 3073-1550 PERFILNÁUTICO  93 
  45. 45. Mundo Náutico Investimento à beira-mar Da fusão entre a espanhola Amilibia com a brasileira Float Marinas surgiu a Amilibia Marinas, empresa com uma vasta experiência na construção de píeres náuticos flutuantes Por Angelo Sfair 94  PERFILNÁUTICO PERFILNÁUTICO  95 
  46. 46. Mundo Náutico O que há de mais moderno em termos de componentes de marinas Pesquisando sobre o mercado brasileiro, a Amilibia conheceu a Float Marinas, surgindo assim uma parceria A Projetos de marinas com o máximo de funcionalidade e comodidade 96  PERFILNÁUTICO Amilibia instalou-se no país para trazer ao Brasil e à América Latina o que há de mais moderno em termos de componentes de marinas. Além dos materiais de última geração, a empresa busca levar aos seus projetos de marinas o máximo de funcionalidade e comodidade, sem esquecer o respeito para com a natureza. Dois fatores foram fundamentais para a Amilibia se instalar no Brasil. Primeiro a vocação natural para o setor náutico do país, que acumula cerca de 8 mil quilômetros de extensão da costa banhada pelo Oceano Atlântico e quase 10 mil quilômetros de margens de reservatórios de água doce. Outro fator importante foi o crescimento da economia brasileira – que resultou em um aumento de oferta e qualidade dos produtos náuticos – aliado à crise na Zona do Euro e nos Estados Unidos. O mundo passou a olhar o país com outros olhos, passando a ser o alvo preferido para investimentos dos maiores estaleiros internacionais. Além, é claro, de ter encontrado um parceiro condizente com o projeto aqui no Brasil. “A Amilibia decidiu expandir a oferta de produtos para o mercado internacional e, em pesquisa de mercado no Brasil, conheceu a Float Marinas”, explica Felisberto Azevedo, na época proprietário da Float. “Houve uma empatia e, como nossas ideologias de atendimento e visão de mercado e negócio são muito parecidas, tudo facilitou essa união”, completa. Para Azevedo, que depois da fusão entre Amilibia e Float se tornou gerente da Amilibia Marinas, a questão econômica também influenciou na maneira j PERFILNÁUTICO  97 
  47. 47. Mundo Náutico de trabalhar, agregando ainda mais importância à qualidade dos produtos. “Não há substituto para projetos e empreendimentos de qualidade”, afirma Azevedo. “Fazer um projeto de qualidade é, na realidade, entender a visão e as necessidades do usuário e transformá-las em realidade. Nós trabalhamos com sonhos.” Squalo Marinas A Amilibia Marinas ainda conta com outro parceiro, a Squalo Engenharia e Consultoria, que também já obteve experiências internacionais ao desenvolver projetos para Estados Unidos, Chile, Peru, México, Jamaica e Caribe. Em toda a sua história, a Squalo já projetou mais de 20 mil vagas. “Nós desenhamos e Controle de acesso 98  PERFILNÁUTICO construímos píeres flutuantes; para algo mais, como um projeto de uma marina ou sua modernização, entregamos à parceira Squalo, o mais conceituado escritório de engenharia de marinas do Brasil”, esclarece Azevedo. Sustentabilidade A preocupação com a natureza é uma das prioridades da Amilibia Marinas. Todos os materiais utilizados na construção dos píeres são sustentáveis e neste processo a Squalo também é fundamental, viabilizando os estudos e licenciamentos ambientais. Diferenciais Implantar uma marina não é tão simples quanto parece. Isto exige uma série de estudos prévios, entre eles sobre as condições geográficas, marítimas, geológicas e eólicas. A Amilibia oferece todo este suporte, evitando assim episódios que diminuiriam a vida útil dos píeres flutuantes. Os píeres construídos com perfis de alumínio (liga 6005 T6) dispensam manutenção. Esse fator agrega muito ao custo-benefício da compra, tendo em vista que outros materiais, como aço galvanizado e fibra de vidro, necessitam de manutenção periódica a partir de cinco anos de instalação. A durabilidade em condições normais de uso do alumínio 6005 T6 também impressiona, podendo superar os 40 anos de vida útil. “Além do excelente desempenho e propriedades superiores que garantem longa durabilidade ao produto, o aspecto externo do alumínio agrega beleza, modernidade e sofisticação, mais sua leveza, que permite uma excelente mobilidade”, aponta Azevedo. Segundo ele, ainda é possível manter facilmente o aspecto original do alumínio com pequenos cuidados de limpeza. j Propriedades superiores garantem longa durabilidade ao produto Os píeres construídos com perfis de alumínio dispensam manutenção PERFILNÁUTICO  99 
  48. 48. Mundo Náutico Outro serviço oferecido são os atenuadores de ondas. São ideais para locais que necessitam de maior proteção contra as ondulações ou para obter maior conforto ao embarcar e desembarcar. Os atenuadores de ondas são construídos com concreto e fibras de polipropileno e são projetados especialmente de acordo com as condições de construção. Sediada no Rio de Janeiro, a Amilibia oferece o apoio total de sua equipe técnica. Além de vender, importar e instalar, a empresa também está preparada para realizar toda a assistência técnica necessária para os píeres flutuantes. Marinas públicas Mesmo com as recentes recessões e a grande crise que assola a Zona do Euro, as marinas públicas surgiram como uma excelente forma de desenvolvimento econômico e social. O exemplo está sendo dado pela Astileros Amilibia, responsável por iniciativas deste tipo, como em Llanes (uma pequena cidade espanhola da região das Astúrias), que já tem a visão de que marinas públicas são uma ótima forma de distribuir renda, investindo no lazer náutico ao mesmo tempo em que se criam diversos empregos diretos e indiretos. No Brasil, algumas cidades já se inspiram neste exemplo e iniciaram estudos para viabilizar os projetos. Entre as cidades estão Maricá, Saquarema e Arraial do Cabo (RJ), Vila Velha (ES), Belém (PA), Palmas e São Salvador (TO) e São Luís (MA). Conforto A Amilibia Marinas desenvolveu também uma maneira de fornecer água e energia elétrica para as embarcações que utilizam os píeres. Os chamados “postes de facilidades” são construídos com aço inoxidável e fibra de vidro e contam com tomadas elétricas, disjuntores de segurança e pontos de água e iluminação. Para tornar o recurso mais viável para os proprietários das marinas, o sistema dos postes de facilidades possui recursos tecnológicos que permitem a cobrança de água e energia. Os postes possuem um sistema que armazena os gastos de cada usuário remotamente (PC) ou o controle pode ser feito através de smart cards. Desta maneira, é possível tornar o sistema viável, além de contribuir para que os usuários economizem os recursos elétricos e hidráulicos. S Para saber mais C M Amilibia Marinas: (21) 2137-9118 Site: www.amilibiamarinas.com.br; www.floatmarinas.com.br Y CM MY Dicas CY CMY K De acordo com Felisberto Azevedo, é importante dar atenção para alguns detalhes na hora de construir uma marina. Ele lista oito dicas importantes para quem está adquirindo píeres importados: Q Solicite de cada empresa os projetos executivos dos produtos ofertados nas propostas. W Exija o projeto de responsabilidade técnica de acordo com as condições marítimas de sua marina. E Faça a comparação clara antes da encomenda considerando a análise do projeto antes da definição do fornecedor. Você pode estar comprando gato por lebre. R Exija a inspeção dos equipamentos por uma sociedade classificadora (Bureau Veritas – Lloyds Register – ABS) antes do embarque. T Peça o sacrifício de um flutuador dentro do lote para inspeção dimensional da espessura da parede e da densidade do EPS. Y Meça o dimensional exato de 10% do lote das estruturas dos píeres, mais especificamente dos perfis. 100  PERFILNÁUTICO Marinas públicas surgiram como excelente forma de desenvolvimento social U Solicite a garantia formal de assistência técnica em prazos curtos em qualquer condição de necessidade. Seja em garantia do fabricante, seja em garantia por danos alheios. Afinal o seu cliente não pode esperar tanto. I O custo destes pequenos atos é irrisório comparado com os problemas que o perfil e os flutuantes inadequados de um fornecedor do outro lado do continente possam lhe causar. PERFILNÁUTICO PERFILNÁUTICO  157   101

×