Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Perfil Nautico 43

1,553 views

Published on

Revista Perfil Náutico Edição 43

Published in: Lifestyle
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Perfil Nautico 43

  1. 1. Itajaí recebe versão brasileira de Salão Náutico Francês: o Le Salon Itajaí R$ 15,90 - Ano 09 - n° 43 - 2014 - www.perfilnautico.com.br CINCO DESTINOS PARA CURTIR O BRASIL E AS FÉRIAS com o seu barco VERÃO ABORDO PANTHERA DOS MARES O 100% Customizado da Benetti e mais, Entrevistas, lançamentos e o que está por vir carlos burle O BARCO DA MERCEDES-BENZ BENETEAU BRASIL AZIMUT 60 ISSN1980-9794
  2. 2. O MAIOR SALÃO DE VEÍCULOS DO NORDESTE. EMOÇÃO E VELOCIDADE EM UM SÓ LUGAR. MELHOR PLATAFORMA DE NEGÓCIOS E EXPOSIÇÃO DE MARCA MELHOR CUSTO X BENEFÍCIO MENOR CUSTO POR CONTATO + DE 10 MILHÕES DE IMPACTOS GERADOS EM 2013 90,3% DE EXPOSITORES SATISFEITOS EM 2013 DE�10�A�13�DE� ABRIL�DE�2014 CENTRO�DE� CONVENÇÕES�DE� PERNAMBUCO� OLINDA-PE� ACESSE: WWW.NORDESTEMOTORSHOW.COM.BR FACEBOOK.COM/NORDESTEMOTORSHOW RESERVE JÁ O SEU ESPAÇO Recife / PE | Telefone: ( 81 ) 2122-8182 / ( 81 ) 9488-1848 diego.montenegro@reedalcantara.com.br São Paulo / SP | Telefone: ( 11 ) 3060-5025 nordestemotorshow@reedalcantara.com.br Apoio de Mídia Apoios Organização e Promoção RESERVE JÁ O SEU ESPAÇORESERVE JÁ O SEU ESPAÇORESERVE JÁ O SEU ESPAÇORESERVE JÁ O SEU ESPAÇO 2RODAS4RODASENÁUTICO O Nordeste Motor Show 2014 é o maior evento do setor na Região, e reúne a Emoção e a Velocidade de 2 RODAS, 4 RODAS E NÁUTICO em um só lugar! A melhor oportunidade de interagir com seu consumidor final e público trade.
  3. 3. Prêmio Design - Milão / Itália Portofino fly|38 Fly|47 - Fly|41 - Fly|38 - HT|41- HT|38 - Sport|35Yachts A exclusividade de saber ousarEsportividade e excelência em navegação www.portofinoyachts.com.br info@portofinoyachts.com.br São Paulo Sua lancha 11.5181 1500 / 11.7853 7552Representantes autorizados Litoral SP Mar & Vela 12.3896 6537 12.8145 6537 / id 7*88558
  4. 4. Abraços Amanda e Rafaella CENTRAL DE PUBLICIDADE Rua Jorge Cury Brahim, 712, Pilarzinho, 82.110-040, Curitiba - PR. Fone (41) 3331 8300 Fax (41) 3331 8305 Artigos assinados não representam necessariamente a opinião da revista. As imagens sem créditos foram fornecidas para divulgação. Revista Perfil Náutico, ano 9, no 43, é uma publicação da Editoral CANAL/mid, divisão de mídia do Grupo CANAL. Todos os direitos reservados. FALE COM A GENTE redacao@perfilnautico.com.br ASSINATURA assinatura@perfilnautico.com.br PERFIL NÁUTICO NA INTERNET www.perfilnautico.com.br Revista Perfil Náutico Rádio Mix Curitiba - 91,3 MHz 91 Rock Web www.91rock.com.br CONSELHO DIRETOR Aldo Alfredo Malucelli aldo@grupocanal.com.br Carlos Alberto Gomes carlos@grupocanal.com.br José “Juca“ Kolling jose.juca@grupocanal.com.br Luiz Alfredo Malucelli luiz@grupocanal.com.br DEPTO. DE JORNALISMO NoAR COMUNICAÇÃO EDITORA MUNDO NÁUTICO Rafaella Malucelli COLABORAMNEStAEDIÇÃO Amanda Vicentini, Ana Luísa Pereira, Angelo Sfair, Arthur Azevedo, Bruna Righesso, Jorge Nasseh, Luiz Alfredo Malucelli, Nicole Lemaczyk, Reinaldo Alberti, Thaís Zago. IMPRESSÃO E ACABAMENTO Gráfica Monalisa DISTRIBUIÇÃO EXCLUSIVA FC Comercial Distribuidora Ltda. EDIÇÃO DE ARTE E DIAGRAMAÇÃO Grupo CANAL (Leonardo Malucelli) REVISÃO Ana Luísa Pereira rafaella@noarcomunicacao.com amanda@noarcomunicacao.com EDITORA ESTILO NÁUTICO Amanda Kasecker DRT-PR / 6481 DRT-PR / 7146 José“Juca”Kolling Marcos Paulo Gurgel jose.juca@grupocanal.com.br marcos.gurgel@grupocanal.com.br 41 8446-5341 11 99619-2525 Sucursal São Paulo ANO NOVO, TRIPULAÇÃO NOVA É com muita honra que escrevemos este nosso primeiro editorial. Marcelo Buda nos passou o comando da Perfil Náutico, que assumimos com muito orgulho e garra para continuarmos um trabalho que há nove anos a revista vem construindo. Com as mudanças vêm as novidades e nesta primeira edição comandada por nós, Rafaella Malucelli e Amanda Kasecker, vocês já vão sentir os novos ventos que sopram para uma Perfil renovada, que se inspira na chegada do novo ano de 2014. Com novo fôlego e empolgação, a revista segue a partir de agora uma linha mais diversificada, não apenas explorando todo o Mundo Náutico, mas também todo o Estilo Náutico que cerca esse universo. Mais pessoas, mais histórias e mais experiências nas páginas da Perfil Náutico. Fomos além-mar para buscar informações e entrevistas exclusivas sobre os barcos e eventos que abordamos nesta edição, além de trazer mais charme e luxo com viagens, destinos, carros, gastronomia e muito mais. NO CALOR DO VERÃO BRASILEIRO Inspirada na temporada de verão, a edição 43 da Perfil Náutico traz todas as dicas para você curtir cinco roteiros nacionais para fazer tudo a bordo de seu barco. Como é também período de férias, fomos atrás dos principais e mais sofisticados cruzeiros desta estação. Para quem gosta de explorar o mundo subaquático, Carol Schrappe traz as belezas do mar de Fiji. Focada em embarcações para curtir a época mais quente do ano, a seção Perfil traz diferentes barcos e tamanhos com uma mesma característica: espaço externo. Destaque para a Azimut 60 com seu flybridge entre os mais amplos da categoria, o premiado veleiro Dufour 410 com amplo cockpit, o retorno da Intermarine ao mundo offshore, o primeiro barco da Mercedes-Benz e o exclusivíssimo yacht Panthera da linha 500, 100% customizada da Benetti. Lanchas são o forte da estação e você vai conhecer mais sobre a Four Winns 295, a novíssima Malibu 23LSV com o exclusivo surfgate, além de uma nova forma de curtir a água, o Pontoon. Ainda dicas sobre segurança no mar, a melhor churrasqueira para seu barco e tudo sobre o Le Salon Itajaí, que acontece em fevereiro. No esporte entrevistamos Carlos Burle, o corajoso surfista de ondas gigantes. Você vai conhecer as diferentes pranchas de Stand Up Paddle e ainda o mais novo Porshe Panamera Turbo S. Tudo isso brindando com os melhores vinhos para consumir no verão. Deguste sua Perfil Náutico a bordo de seu barco e divirta-se. Toda nossa equipe deseja um 2014 com os melhores mares a seu favor! LoteamentofechadoLazercompletoUmavaganáuticaporterrenoTerrenosapartirde1.000m² SimilServiçosImobiliáriosLtda.–Creci7159J–Av.FranciscodeAssisDinis,1.066–Cep:06030-380–Osasco–SP-Tel.:(11)3782-7974.OloteamentoACQUAIBIÚNAteveoCertificadodoGRAPROHABemitidosobonº029em18dejaneirode2011,foiaprovadopelaPrefeituradaEstânciaTurísticadeIbiúnapelodecretonº1.803,assinadoem15dedezembrode2011eRegistradonoOficialdeRegistrodeImóveisdacomarcadeIbiúnanoR.1damatrículanº19.746,em11/07/2012. informações 113782.7974 1195655.6303 8  PERFILNÁUTICO Editorial
  5. 5. Índice MUNDO NÁUTICO ESTILO NÁUTICO PERFIL CANAL NÁUTICO CAPA 38 22 112 70 50 62 CINCO DESTINOS PARA CURTIR A BORDO VENHA NAVEGAR Campanha da Acobar incentiva vida a bordo CARLOS BURLE Entrevista exclusiva com o desafiador de ondas gigantes AZIMUT 60 A escolha certa para curtir o verão CHURRASQUEIRA A BORDO CANAL DO CONSTRUTOR LE SALON ITAJAÍ Direto da França, um Salão Náutico como nunca visto antes STAND UP PADDLE MERGULHO NAS ILHAS FIJI PESCA ESPORTIVA TEMPORADA DE CRUZEIROS Opções para curtir o verão ou fugir dele ESTILO AUTO Novo Porshe Panamera Turbo S ESTILO GOURMET Vinhos e verão. Uma combinação que dá certo! RESIDENCIAL MARINE CASA E ESTILO OFFSHORE 48 O lado veloz da Intermarine ARROW 460 O primeiro barco da Mercedes-Benz CANAL DÉCOR Simone Gaviole tedesco marina A bela da costa verde catarinense PANTHERA 47 metros de alumínio da Benetti charters Não deixe de navegar durante as férias DUFOUR 410 O veleiro do ano BENETEAU BRASIL Glamour francês com charme brasileiro 26 120 122 126 128 142 133 136 146 82 56 64 32 92 36 100 108 10  PERFILNÁUTICO
  6. 6. A moto aquática Spark mostrada na edição 42 da Perfil é demais! Não é à toa que o projeto demorou oito anos para ser finalizado. Mais leve, mais barata e mais sustentável! Muito legal a revista trazer essa novidade em primeira mão. Roberto Carvalho A Intermarine se superou mais uma vez com seu barco de 75 pés. Além de ser um produto de qualidade, com muito espaço e conforto, o fato de poder personalizar totalmente o barco traz um grande diferencial. Com certeza ter um barco potente como esse e ainda único, com a minha cara, é um sonho que ainda vou realizar! Carlos Campos Marcos e Carolina realmente formam uma dupla incrível e que vem dando o que falar. Apesar da pouca idade da menina, apenas 18 anos, ela mostrou que é mais um talento da vela brasileiro. Espero que a dupla oficial de Marcos, Priscila, se recupere logo e fique bem, mas que Carol continue tendo um espaço de destaque por tudo que tem feito. Alice Koniush A cada nova edição da Perfil Náutico me surpreendo com os lugares fantásticos para mergulhar que temos pelo mundo. Sempre soube que Cuba era um ótimo lugar para se conhecer pela cultura local, totalmente diferente do que estamos acostumados, mas nunca soube da beleza debaixo d’água. Muito legal o relato da expedição. Kauã Reis FALE CONOSCO Para falar com a Perfil Náutico, mande e-mail para: redacao@perfilnautico.com.br ou canaltecnico@perfilnautico.com.br. As mensagens devem ser enviadas à redação e à equipe técnica com identificação do autor, endereço e telefone. Em virtude do espaço disponível, os textos podem ser resumidos ou editados. A revista reserva-se o direito de publicar ou não as colaborações. CAPA CanaldoLeitor Adorei a matéria sobre as diferenças de barcos à vela e motor da última edição. Realmente é uma realidade do mundo náutico, ver o tradicional e o moderno lado a lado e cada um com seu devido valor. Parabéns! Camila Freitas Machado 12  PERFILNÁUTICO
  7. 7. VELA BRASILEIRA NATELONA A relação do brasileiro com o mar é contado de forma primorosa e dedicada em Mar me Quer, da diretora Isabella Nicolas. O filme conta a história da vela desde a chegada das naus portuguesas até os grandes campeões da vela de competição da atualidade, passando pelos jangadeiros e saveiristas do norte/ nordeste e pela formação dos diversos clubes náuticos com a chegada de estrangeiros no em SP, Rio e Porto Alegre na década de 1920. Com o auxílio de um videografismo impecável, da locução do ator Danton Mello e da trilha sonora do lendário produtor musical Liminha, a diretora traça um perfil ágil da relação do brasileiro com o mar nestes 500 anos de vida. Grandes velejadores dão seu depoimento nesse documento épico sobre a vela brasileira. Texto, direção e montagem: Isabella Nicolas. Produção: BOOK FILMES. NOVA LOJA DETÂNIA ORTEGA Uma das maiores yacht designers do país inaugurou o primeiro espaço Tutto a Bordo, em São Paulo. Com mais de 20 anos de carreira, Tânia Ortega entra em nova fase profissional e novidades para a sua marca, a Tutto a Bordo. Em sociedade com os irmãos e designers Sérgio Fahrer e Jack Fahrer e a Avantime, empresa especializada em automação, Tânia abre uma charmosa loja de três andares em um dos principais pontos de decoração da capital paulista, a Alameda Gabriel Monteiro da Silva. A expertise de cada um dos profissionais estará unida para oferecer o melhor para especificadores e clientes finais. “Será uma experiência inovadora, na qual pessoas versáteis constroem um ambiente dinâmico, multidisciplinar, cheio de efervescência criativa”, conta. atingiram o objetivo”, ressalta o diretor da empresa André Motta. O conteúdo do plano de metas da Ventura conta com 25 indicadores de qualidade e promove um processo de melhoria contínua para aprimorar o processo produtivo e garantir a qualidade dos produtos e a satisfação dos clientes e colaboradores. LOJA BRAND STARS – PORTO ALEGRE Rua Edu Chaves, 101. LOJA AVENTURA NÁUTICA – SÃO PAULO Av. Washington Luis, 4521. ISO 9001 PARA AVENTURA MARINE A Ventura Marine que recém inaugurou duas novas revendas, uma em São Paulo e outra em Porto Alegre, é o único estaleiro brasileiro de barcos de lazer e recreio a obter a certificação na norma NBR ISO 9001:2008. A certificação é uma garantia de que os barcos Ventura Marine são produzidos de acordo com normas de qualidade reconhecidas mundialmente, já que a ISO é utilizada em mais de 150 países. “Buscamos a cada dia melhorar nossos produtos e processos de fabricação e receber o certificado foi o reconhecimento de que todos os nossos esforços mundo náutico news 11/16 DE FEVEREIRO 2014 SALÃO NÁUTICO INTERNACIONAL ~ B R A S I L ~ ACATMARASSOCIAÇÃO NÁUTICA CATARINENSE PARA O BRASIL Com o apoio de Organização www.salao-nautico-itajai.com Organização Das 12 às 19 horas entrada COM CONVITE Das 19 às 22 horas entrada GRATUITA CENTREVENTOS ITAJAÍ 14  PERFILNÁUTICO
  8. 8. news BarracudaapoiaoCursoNavaldaUnivali Em 2014 o Curso Superior de Tecnologia em Construção Naval da Univali irá inserir em sua matriz curricular a disciplina de Construção Naval em Materiais Compostos, que terá como referencial bibliográfico os três livros escritos pelo CEO da Barracuda e colunista da Perfil Náutico, Jorge Nasseh: “Manual de Construção de Barcos”, “Métodos Avançados de Construção em Composites” e “Técnica e Prática de Laminação em Composites”. O curso tem como objetivo promover a interação da parte teórica com a parte prática de construção naval em materiais compostos, de modo a qualificar futuros profissionais com o que há de mais moderno para indústria náutica. Campanha da ABVC contra IPVA para embarcações A ABVC - Associação Brasileira de Velejadores de Cruzeiro iniciou um abaixo-assinado contra a cobrança de IPVA para embarcações. A Proposta de Emenda à Constituição (PEC 140/2012), que trata da cobrança de impostos para veículos aéreos e aquáticos encontra-se em tramitação e visa ao aumento da arrecadação de impostos, por meio da alteração da Constituição Federal para permitir aos estados a cobrança do IPVA sobre aviões e embarcações. Para participar acesse: www.abvc.com.br. NOVA 72 PÉS DA PRESTIGE A linha de iates Prestige, do estaleiro francês Jeanneu, acaba de lançar Prestige 720. Com projeto inovador, segundo o estaleiro possui o maior espaço interno da categoria, cozinha gourmet voltada para popa, deck e flybridge. Com quatro cabines, sendo duas suítes com banheiros privativos e um social, o iate conta com algumas das principais características da Prestige: bastante área envidraçada nas laterais, suítes com entradas independentes, acabamentos sofisticados e alta tecnologia. O iate possui motores MAN de 1000 a 1200 hp, atingindo uma velocidade de 28 nós. O valor inicial é de R$ 11 milhões, podendo variar de acordo com as especificações do cliente. A linha Prestige é representada no Brasil pela Yacht Center Group. ACATMAR FAZ CINCO ANOS E PREMIA MELHORES DO SETOR A Perfil Naútico teve a honra de estar contemplada entre as três melhores publicações impressas do mercado náutico, prêmio concedido durante o Acatmar Awards, realizado em novembro junto com a comemoração de cinco anos da instituição. A Associação Náutica Catarinense para o Brasil (Acatmar) premiou as mais representativas empresas e pessoas que tornam o segmento cada dia mais forte. A lista completa está no site acatmarawards.com.br. mundo náutico news Mané Ferrari presidente da Acatmar. 16  PERFILNÁUTICO PERFILNÁUTICO  17
  9. 9. aSCLÁSSICASCANOaSDAKALMAR Para curtir o verão de forma diferente, mas ainda dentro da água, a Kalmar apresenta novos modelos de canoas: a Simples e a Canadense, para a prática de remo e passeio, e o caiaque Duck, uma embarcação fácil de usar, estável com ótima performance. As duas opções de canoas do estaleiro Kalmar são construídas com todo o charme de uma embarcação em madeira. Fabricadas pelo método Strip Planking, têm a opção de dois tipos de madeira, Cedro ou Kiri, coladas e impregnadas com resina epóxi. Já o caiaque Duck é fabricado em compensado naval, com uma técnica de construção denominada stitch and glue, e o acabamento pode ser em pintura ou verniz PU. A qualidade também é vista no casco, que recebe uma fina camada interna e externa de fibra de vidro para garantir a impermeabilidade e oferecer maior resistência e durabilidade a pequenos atritos. Os remos das canoas são esculpidos à mão, garantindo ótimo desempenho das pás e uma pegada ergonômica. Todas as embarcações ainda recebem aplicação de verniz PU para concluir o acabamento. Os modelos possuem bancos estofados para que os passeios tornem-se mais confortáveis. GIGANTESTRANSOCEâNICAS O estaleiro italiano Cantieri Navale di Ostia – Canados lança a linha Oceanic de iates transoceânicos em 2014. Com gigantes que variam entre 90 e 114 pés, as embarcações vêm com o novo conceito “Displanin” de casco, que garante uma navegação exploradora com velocidade e consumo econômico de combustível, o que resulta em redução nos custos operacionais. Possui o sistema “Dielec”, que significa propulsão elétrica a diesel, uma inovação da linha Oceanic. Com todo esse tamanho há espaço de sobra para aproveitamento de espaço interno e externo de todos a bordo, bem como estrutura para transporte de botes, motos aquáticas e pequenas embarcações. mundo náutico news Oceanic 114 Caiaque Duck Canoa Canadense Oceanic 90 (11) 2524-3333 • www.sednayachts.com.br Embarcações únicas em seus segmentos, essa é a família Sedna. Voltadas para pesca oceânica, oferecem o que um grande pescador necessita para uma saída bem sucedida; torres de pesca montadas de acordo com sua preferência, excelentes cockpits em dois níveis, aeradores de iscas vivas, além de conforto para seus convidados como solário, e cabines internas com sala, cozinha e cama de casal. Conheça toda a linha Sedna e supreenda-se com embarcações feitas por pescadores para pescadores como você! sedna Para Pescadores que leVam suas aVenturas a sério CV 405 XF 335 LF 365 18  PERFILNÁUTICO
  10. 10. mundo náutico segurança são o naufrágio, seguido do abalroamento, colisão com objeto fixo e incêndio. Brancante ressalta que as motos aquáticas são as campeãs em ocorrências, principalmente por serem máquinas potentes cujas reações são radicalmente diversas às das embarcações tradicionais. Ele ressalta que por vezes o condutor sequer é habilitado e ainda circula próximo à praia para mostrar as manobras, aumentando o risco para os banhistas. Durante a temporada, a Operação Verão intensifica a fiscalização do tráfego aquaviário nas áreas de maior concentração de embarcações em todo o país, com o objetivo de minimizar a possibilidade de ocorrência de acidentes no litoral, nos rios e lagos. Segundo as autoridades marinhas, o resultado dessas ações tem demonstrado que, embora o número de embarcações esteja aumentando ano a ano em níveis consideráveis, o número de acidentes vem se reduzindo de forma também acentuada. C om a chegada do verão, mais pessoas frequentam o mar. Consequentemente, o número maior de embarcações de esporte e recreio, bem como de motos aquáticas na água, aumentam os riscos de acidentes. Falta de atenção e inexperiência do piloto estão no topo da lista das causas. Contudo, saiba como se prevenir e promover uma convivência harmônica entre Segundo a Lei da Marinha brasileira, a distância mínima para uma embarcação navegar é a 200 metros da praia, e é aí que o desconhecimento das normas de segurança no mar gera tantos acidentes entre embarcações e banhistas, por exemplo. Para ir ao mar é preciso ter conhecimentos de navegação, sinalização, regras de tráfego, meteorologia, marinharia, prática de manobras e ter no mínimo oito horas de aulas barcos, banhistas e esportistas. A Diretoria de Portos e Costas pontua fatores que aumentam os riscos de ocorrências na água: velocidade excessiva, falha na propulsão, ingestão de álcool e navegação em locais perigosos. A região sudeste, contemplando Rio de Janeiro e São Paulo são os estados com maior incidência de acidentes. Segundo ainda a Diretoria de Portos e Costas, os acidentes mais comuns práticas. É necessário também deixar sempre a revisão da embarcação em dia. Em entrevista à Perfil Náutico, a Diretoria de Portos e Costas ressaltou o aumento de fiscalização, bem como do aprimoramento da segurança na navegação. Segundo o órgão, há o empenho na conscientização do navegador amador em aumentar a segurança da navegação, a salvaguarda da vida humana no mar e a prevenção da poluição ao meio ambiente aquaviário, por meio de simpósios de segurança do navegador amador, por exemplo. VERÃO NO MAR: COMO CONVIVER COM SEGURANÇA - Faça a manutenção correta da sua embarcação. - Deve-se manter distância mínima de 200m das praias, de objetos e de outras embarcações. -Todos os ocupantes devem usar colete salva-vidas classe“V”ou superior, homologado pela Marinha. -Tenha a bordo todo o equipamento de salvatagem. - Mantenha o extintor de incêndio em bom estado e dentro da validade. - A bordo de motoaquáticas não pule marolas ou ondas. Esse tipo de manobra aumenta o risco de lesões na coluna e em outras partes do corpo. - Antes de navegar, inspecione o casco quanto à sua estanqueidade. - Informe-se sobre as particularidades da região que vai navegar, como as previsões metereológicas e as condições das marés. - Informe seu plano de navegação ao seu Iate Clube, Marina ou Condomínio. - Conduza sua embarcação com prudência e em velocidade moderada. - Não se deve desacelerar para desviar objetos. A melhor forma para desviar obstáculos é acelerar o veículo. - Negue o uso de sua embarcação a inabilitados. - Se beber passe o timão a alguém habilitado. - Respeite a vida, seja solidário, preste socorro. - Não polua o mar, rio ou lago. Confira algumas dicas de segurança da Marinha do Brasil 20  PERFILNÁUTICO PERFILNÁUTICO  21 Por Redação
  11. 11. mundo náutico venha navegar explorado, sem contar os inúmeros rios, lagos e represas navegáveis. Para ajudar a mudar esse cenário, a Acobar lançou um guia para iniciantes, que será publicado de forma adaptada em duas edições da revista, com o objetivo de conscientizar aqueles que tiveram pouco contato com esse meio de que ter um barco é mais fácil do que se imagina. A revista Perfil Náutico a partir desta edição adere à campanha Venha Navegar. Uma iniciativa da Acobar – Associação Brasileira de Construtores de Barcos, que tem como objetivo incentivar não apenas a compra de barcos, mas Para começar, que tal escolher o barco certo para você? Confira as melhores dicas dos especialistas. Antes de tudo é necessário pensar o porquê se quer ter um barco, quem são as pessoas que vão navegar com você, e para onde você quer ir. O mercado oferece uma enorme variedade de modelos, tamanhos e preços. Por isso é necessário pensar em aspectos como: será utilizado em águas abrigadas ou mar aberto? A navegação será em água doce ou salgada? Será um barco para pesca, passeio ou cruzeiro? Veja abaixo qual você se identifica mais. sim a vida a bordo, mostrando as ótimas experiências que se pode ter ao navegar seja com amigos, com a família ou, por que não, sozinho. A campanha visa despertar o interesse náutico do brasileiro por navegar. Por mais que seja um país com quase nove mil metros de costa, ainda tem um mundo náutico pouco BARCOS DE PASSEIO - para águas abrigadas, o ideal é que a lancha tenha muitos assentos e conforto para os passageiros. Existem as de proa aberta, para melhor aproveitamento do espaço externo e os modelos cabinados, que oferecem mais conforto para passeios longos e pernoites no barco. BARCOS DE PESCA - versáteis, esses barcos podem ser usados em água salgada e em água doce. São projetados para navegar em diferentes cursos de água, tudo pensando no comportamento de todas as espécies de peixes. Normalmente apresentam poços de armazenagem, viveiros para isca, armários e motor de popa com boa performance. São equipados com porta varas, viveiros para iscas e plataforma. IATES - essas embarcações são indicadas para quem gosta de conforto para cruzeiros em mar aberto, grandes lagos ou rios. Com tamanhos a partir de 40 pés (12 metros), eles têm gerador de eletricidade próprio, o que faz dele um barco autossuficiente para moradia e longos passeios. Uma grande área aberta e um flybridge complementam a luxuosa sala de estar. BARCOS OFFSHORE - clássicos e esportivos são ideais para quem gosta de adrenalina. Navegam acima de 30 nós e oferecem assentos que proporcionam segurança mesmo em alta velocidade. VENHA NAVEGAR! Campanha da Acobar incentiva o estilo devida a bordo 22  PERFILNÁUTICO Por Amanda Vicentini/ Fotos Divulgação Acobar
  12. 12. mundo náutico venha navegar BOTE INFLÁVEL - ótima opção se você procura por uma embarcação leve e de fácil manuseio. São indicados para salvatagem e também podem ser usados para mergulho, pesca, passeio ou apenas como apoio de embarcações maiores. São muito seguros, pois não afundam, mesmo se completamente alagados e com as câmaras de ar furadas. JET BOAT - com propulsão a hidrojato ao invés dos hélices, permite navegação com baixo calado. Não possui leme e a direção é dada pelo sistema de jato d’água. São fáceis de pilotar e ágeis nas manobras. MOTO AQUÁTICA - com opções variadas no mercado, podem-se encontrar modelos de um só lugar e pilotagem de pé, até os mais confortáveis com capacidade para quatro pessoas. A diversão é garantida. BARCOS ESPORTIVOS - para esqui aquático ou prática de wakeboard é preciso uma lancha estável, entre 16 e 23 pés, com boa motorização (90hp no mínimo), equipada com plataforma de popa larga, para facilitar a entrada e saída do praticante. BARCO À VELA - dos modelos de diferentes classes esportivas aos de cruzeiro, que vão dos simples aos luxuosos, são mais que barcos, são um estilo de vida movido à força do vento. Escolhi meu tipo de barco. e agora, Comprar um barco novo ou usado? Quando for comprar um barco, é interessante conhecer os estaleiros, os modelos e o que tem de novo no mercado. As feiras de barcos são um ótimo começo para sua pesquisa. Tratando-se do primeiro barco, é preferível optar por uma embarcação fácil de pilotar, e de manutenção simples. Lembre-se de reservar dinheiro para despesas com seguros, licenciamentos, equipamentos eletrônicos essenciais como GPS e rádio VHS e todo o material de salvatagem. Quando se compra um barco novo, significa que estará saindo na água com o casco, equipamentos e motor em perfeitas condições, e se algo der errado, terá a garantia de suporte e ajuda, se necessário. Entretanto, com a compra de um barco novo, é necessário equipá- -lo com tudo que for necessário para sair na água. Isso já não acontece com os barcos usados, que já vêm equipados. No entanto, é preciso verificar cuidadosamente possíveis defeitos estruturais ou mecânicos. Outra questão importante é em relação à documentação exigida. Quando comprar um barco novo, deve-se exigir a nota fiscal do casco, do motor, da embarcação do motor de centro. Motor, acessórios e eletrônicos deve constar em um único documento. O termo de responsabilidade de construção assinado pelo estaleiro e por um engenheiro naval, o termo de garantia e o manual do proprietário também são documentos indispensáveis. Se o barco for usado documentos como: o Título de Inscrição de Embarcação (TIE), para barcos maiores que 5 metros ou o Título de Inscrição de Embarcação Miúda (TIEM), se o barco for menor que 5 metros; o bilhete do seguro obrigatório (DPEM), e recibo de compra e venda do vendedor para o comprador, devem ser exigidos no ato da compra. 24  PERFILNÁUTICO PERFILNÁUTICO  25
  13. 13. mundo náutico le salon itajaí A França escolheu o Brasil 26  PERFILNÁUTICO PERFILNÁUTICO  27 LE SALON ITAJAÍ Por Rafaella Malucelli/ Fotos Divulgação
  14. 14. A associação sem fins lucrativos Grand Pavois já organizou três salões fora da Europa, na China. “Na China foi mais difícil, eles não têm a cultura de curtir o mar e o barco é para status. não era o que queríamos, não deu certo. No Brasil a cultura é a mesma que a nossa, é mais fácil trazer o que funciona na França para cá. É mais fácil trabalhar com brasileiros”. Christophe também destaca o enorme potencial do mercado brasileiro como um dos motivos para a escolha do país para sediar o Salão. “O mercado ainda está no início em comparação com países na Europa, não tem tantos barcos, não tem tantas marinas, mas tem a geografia, quase nove mil quilômetros de litoral, é acessível e com bom tempo. Tem mais potencial que a Europa, mas tem que se desenvolver mais”, acredita. Entretanto, a relação do diretor da Grand Pavois com o Brasil já tem anos, o que ajudou ainda mais a escolha. “Eu gosto muito do Brasil. Por dez anos organizei a Regata Transat 6.50 Transatlântica, de 2001 a 2011, que saía de La Rochelle chegando a Salvador”. Diferente do que já acontece no país, o Le Salon Itajaí tem o objetivo de promover atividades que envolvam a população, como a introdução de jovens aos esportes náuticos. Será um evento de portas abertas e com entrada livre. “Queremos ajudar a desenvolver o turismo e o mercado, além de trocar experiências. O salão terá seis dias. Das 12h às 19h a entrada será com convite para clientes, parceiros, empresários do meio náutico. Das 19h às 22h será entrada livre para o público geral, e isso demonstra a nossa vontade de divulgar mais o lazer náutico”. Vieux acredita que o sucesso do evento na França é ser democrático, “vamos ter barcos da organização para convidar o público geral para andar de barco. A vontade é criar o desejo, demonstrar as possibilidades náuticas: barco a motor, à vela, grandes e pequenos”. A organização também propõe aos estaleiros expositores que ofereçam essa experiência ao público, não apenas a clientes. mundo náutico le salon itajaí A cada ano que passa, o mundo náutico volta cada vez mais seus olhos para a então pequena cidade portuária de Itajaí, em Santa Catarina. Hoje considerada um dos maiores polos náuticos brasileiros, é palco de grandes eventos náuticos internacionais e sede do reformulado Porto de Itajaí, bem como de importantes estaleiros nacionais e internacionais. Essa cidade, de quase 175 mil habitantes e vizinha da famosa Balneário Camboriú, recebe em 2014 mais um importante evento, o Le Salon – Salão Náutico Internacional de Itajaí. Com data marcada para acontecer de 11 a 14 de fevereiro de 2014, no Centreventos de Itajaí, o Le Salon trará um conceito novo em salão náutico ao país. Nos mesmos formatos do Grand Pavois, uma das cinco maiores feiras náuticas internacionais e flutuantes do mundo, que acontece desde 1973, na França, o objetivo é tornar o mundo náutico mais democrático. “Em 2012, o Brasil foi o país convidado para o Grand Pavois. O ministro do Turismo foi para o evento e gostou muito do estilo do salão, aberto a todos, que visa mostrar as possibilidades do meio náutico para o maior número de pessoas. O ministro pediu uma proposta para fazer o mesmo no Brasil”, explica o diretor-geral da Associação Grand Pavois, Christophe Vieux. Ele ainda destaca que, sem vontade de competir com o que já acontece no mercado, a escolha mais certa seria realizar no nordeste ou no sul. “Vim para Itajaí durante a Volvo Ocean Race em 2012. Vi um evento fantástico, um sucesso popular. Falei com o prefeito de Itajaí e depois desse encontro não teve jeito, escolhemos onde organizar o Le Salon”. O Le salon acontece desde 1973 em La Rochelle, na França. O objetivo é promover a vida náutica e popularizar a experimentação. “O mercado ainda está no início em comparação com países na Europa (...), mas tem muito potencial para se desenvolver”.w 28  PERFILNÁUTICO PERFILNÁUTICO  29
  15. 15. mundo náutico le salon itajaí Por telefone, direto da França, Christophe Vieux conversou com a Perfil Náutico. Veja abaixo o que mais ele nos contou sobre o Le Salon Itajaí. Perfil Náutico – Qual será a periodicidade do Salão aqui no país? Christophe Vieux – vontade é anual. Acredito muito no mercado para termos um evento uma vez por ano. PN – Vocês anunciaram que serão 100 expositores e 70 barcos expostos. Quem são eles? CV – Está andando bem, na fase de fechamento de contratos e acredito que o objetivo será atingido. Temos a equipe da Brasil Ocean Consulting, empresa que me associei em Florianópolis, que está trabalhando na venda dos espaços. PN – Afeirateráoutroseventosparalelos,nãoé? CV– Será uma grande festa do mar. No período do salão terão outros três eventos, a chegada da Regata das Velas Latinas, com veleiros das Marinhas da América Latina, no domingo haverá a saída da família Schurmann para a sua próxima expedição ao redor do Mundo e também o evento do Ministério do Turismo, um Fórum Náutico sobre o desenvolvimento do turismo náutico no Brasil. O Fórum terá a presença de representantes de outros países que contarão suas experiências em promover o turismo náutico em seus países. Também promoveremos pequenos eventos de vela para as crianças, aulas e passeios. PN – Qual é o público esperado aqui? CV – O que percebi nas feiras do Rio de Janeiro e de São Paulo é que é um público selecionado, mas acredito que temos que atrair mais pessoas, de outros meios que vão acabar tendo vontade de entrar no mundo náutico. Eu vi isso no evento da Volvo Ocean Race, que o público que estava lá participou, fez o evento acontecer. entrevista com Christophe Vieux 30  PERFILNÁUTICO
  16. 16. mundo náutico marinas horas estão à disposição para os navegadores mais exigentes da costa verde de Santa Catarina. Juliana Tedesco dos Santos, diretora executiva da Marina afirma: trabalhamos com qualidade para que as pessoas se sintam satisfeitas e nunca precisem voltar, pois não irão embora. as 70 vagas molhadas atendem tamanhos até 100 pés. Projeto de proporções pouco vistas em marinas no país, teve grande pesquisa em países referências como Estados Unidos e Canadá para chegar ao conceito de hoje. O alto padrão da tecnologia implantada e dos serviços oferecidos elevaram a Tedesco Marina a outro patamar. “O que torna a Marina padrão internacional são as tecnologias dos equipamentos para o içamento e guarda das embarcações. Os equipamentos atualmente são três fork lifts para até 12 toneladas e um travel lift para içamento até 50 toneladas importados dos Estados Unidos e comprados de empresas com mais de 70 anos de atuação nesse mercado. Assim como a localização, nossas vagas molhadas são em águas abrigadas com fácil acesso ao mar e ao centro da cidade. Além disso, oferecemos o pump out, equipamento de tecnologia Com capacidade para 500 embarcações em uma estrutura que ocupa 30 mil metros quadrados e que logo terá sua área de vagas molhadas ampliada, a Marina recebe embarcações de 15 a 100 pés. Três hangares com até quatro andares têm capacidade para abrigar 430 barcos de 21 a 76 pés, enquanto americana para retirada dos dejetos das embarcações que não possuem biodegrador”, explica Juliana. A preocupação com o meio ambiente fez da Tedesco referência em práticas sustentáveis. A iniciativa já tem até nome: Tedesco Marina Green, e foi até premiada. “Nossas práticas sustentáveis englobam coleta das águas de chuva para lavação dos barcos, aquecimento solar das águas dos chuveiros, uso único e exclusivo de estopas retornáveis, coleta seletiva de lixo em toda a Marina, coleta de pilhas, área verde preservada de mil metros quadrados, caixas separadoras de água e óleo em todo o pátio e o sistema pump out”, conta. CONFORTO E LAZER PARA A FAMÍLIA “As vagas molhadas possuem no cais postes de serviços com água, luz, TV a cabo e internet wireless, além de carrinho elétrico para o U ma das mais charmosas marinas do Brasil, a Marina Tedesco surpreende desde a sofisticação de suas instalações até a modernidade dos equipamentos utilizados. Localizada na badalada praia de Balneário Camboriú, a Marina oferece tecnologia e suporte 24 Tedesco MarinaPadrão internacional para seu barco 32  PERFILNÁUTICO PERFILNÁUTICO  33 Por Redação/ Fotos Divulgação
  17. 17. mundo náutico marinas conforto e locomoção dos clientes até as suas embarcações”, conta Juliana Tedesco. Junto a essa comodidade, toda a família pode desfrutar da estrutura social, que ainda conta com loja de conveniência AM/PM com produtos diferenciados, produtos náuticos e alimentos práticos para serem preparados nas embarcações. Há o Espaço Deck, onde todos os sábados é servida a Feijoada Gourmet, o Espaço Gourmet, e os restaurantes Bistrô, Puerto Mexicano e Píer Sushi Bar para paladares mais exigentes. FESTIVAL NÁUTICO TEDESCO MARINA “Há seis anos realizamos e organizamos o Festival Náutico Tedesco Marina, sendo uma referência de feira de negócios no Sul do país pelo volume gerado em vendas a cada edição”, conta. Todos os anos o festival recebe os maiores e melhores estaleiros de barcos nacionais e muitas marcas internacionais, além de produtos e serviços náuticos. Além disso, o universo que cerca o consumidor de barco também está presente no evento. “Vários produtos de luxo fazem parte do Festival Náutico, desde carros a empreendimentos imobiliários de alto padrão”, finaliza. Apreocupaçãocom omeioambientefezda Tedescoreferênciaem práticassustentáveis. Éaúnicaquepossui osistemapumpout. Marina Tedesco www.tedescomarina.com.br Av. NormandoTedesco, Nº 1350 Barra Sul - Balneário Camboriú/SC - Brasil Latitude 27º 00’28’’S Longitude 48º 36’25’’W Canal doVHF - 16 Equipamentos para içamento e guarda das embarcações de padrão internacional. 34  PERFILNÁUTICO
  18. 18. mundo náutico charters marinho e a aventura encontram nesse serviço a oportunidade de navegar em qualquer lugar do mundo. “O brasileiro está descobrindo que o turismo náutico é muito melhor do que o turismo convencional, afinal, você está no hotel flutuante e pode levar sua casa para onde quiser. Sem falar nos lugares belíssimos que temos para navegar ao redor do mundo”, destaca Eduardo Harabedian, gerente do Brasil Yacht Charter. O mercado dos charters é promissor para quem tem barco e uma nova tempo, ler mapas ou cartas náuticas e marcar o charter com antecedência são essenciais. Empresas especializadas como a Brasil Yatch Charter, por exemplo, oferecem suporte para quem não é experiente, como skippers capacitados para navegar com os clientes. Esses skippers podem até dar uma aula básica de como navegar. Para quem aluga online, encontra uma plataforma simples e segura. “Estamos criando uma plataforma onde barcos podem ser alugados de forma rápida e descomplicada. Inclusive oferecemos seguro para o aluguel, basta acessar o site e inserir os dados para receber a cotação. Futuramente ofereceremos aos usuários, da mesma forma que as locadoras de carro fazem. Assim já podem alugar barcos com seguro contratado. De forma que ambas as partes estejam protegidas”, conta Thomas. NAVEGAR DEMOCRÁTICO O mais interessante desse mercado é que todos saem ganhando e desperta em oportunidade para quem não tem. “Os proprietários usam seus barcos cerca de 20% dos dias do ano. Por que não alugá-los nos períodos ociosos, como acontece no mercado imobiliário?”. Baseado nesse questionamento é que Thomas Low-Beer, ao lado de seu sócio Norman, surfou na onda promissora do mercado e criou o primeiro e único site que reúne barcos para aluguel de todo o mundo, o naveguetemporada.com.br. Thomas ainda pontua que os custos para manter um barco, em média, são de 8 a 15% ao ano. diferentes públicos o prazer de navegar, mostrando que ter uma experiência no mar é possível. “O perfil de quem aluga um barco normalmente é de pessoas que querem ter mais contato com o mar, o vento e o mundo marinho. Há aqueles que gostam de aventura também, já que a sensação de dormir e navegar em um barco é de exploração, novidade! Também temos clientes que nunca pisaram em um veleiro e querem experimentar essa sensação de habitar uma casa flutuante. Thomas vai além e vê no charter uma grande oportunidade para o mercado náutico. “Esse serviço beneficia até a indústria náutica, já que ao perceber que podem neutralizar os custos de manutenção e de manter o barco, mais pessoas vão decidir adquirir um”, afirma. “Nosso objetivo é diminuir a distância entre as pessoas e o mar e mostrar ao grande público que ele pode navegar mesmo sem ter experiência e que existem opções para todas as classes sociais”, finaliza. B om negócio para quem aluga ou quem quer alugar. O mercado de charters no Brasil está encontrando uma rota mais certeira e com ventos soprando cada vez mais forte. Ainda a passos pequenos – o mercado de barcos no Brasil não representa 1% do disponível nos EUA, por exemplo - mas com um crescimento de 10% ao ano, a procura por aluguéis de barcos tem aumentado. Famílias e grupos de amigos em busca de contato com a natureza, o mundo Porém, o barco pode se tornar um ativo valioso e rentável com aluguéis que começam em 950 reais a diária até o tamanho e o conforto que você precisar. Entretanto, segundo Eduardo da BYC, os valores chegam a 2.600 reais a diária sem custos de manutenção e seguro. Harabedian ressalta que os barcos mais procurados são os que têm mais cabines e também os veleiros Catamaran, pois não adernam, e proporcionam um ambiente com muito conforto e espaço. “Durante o ano todo há procura, principalmente nos finais de semana. Nas datas festivas como Réveillon, Carnaval e feriados e na temporada do verão, que começa em dezembro e termina em abril, a demanda aumenta bastante”. O sudeste concentra o maior número de interessados, visto que é a região que reúne a maioria dos barcos. De acordo com Low-Beer do Navegue Temporada, “tratando de mundo os principais destinos para aluguel de barcos é o Caribe, a Grécia e a Croácia. No entanto, o foco do site está no mercado de barcos de pessoas físicas, barcos que ficam parados. Esses barcos não são encontrados nos principais destinos, e pode ser feita em qualquer lugar como na Baía de Guanabara, ou na Represa de Guarapiranga”, explica. Para ambos os empresários, o Caribe é o destino estrangeiro preferido dos brasileiros. SEGURANÇA AO ALUGAR É também preciso se atentar para os cuidados e responsabilidades que se deve ter ao alugar um barco. É necessário estar devidamente habilitado pela Marinha e ter experiência com o mar. Conhecer as regras marítimas, saber verificar a previsão do Thomas Low-Beer, fundador do site www.naveguetemporada.com.br. Se viajar... Não deixe de navegar! Serviço de charter engatinha no Brasil, mas já está ganhando adeptos. Por Redação/ Fotos Divulgação 36  PERFILNÁUTICO PERFILNÁUTICO  37
  19. 19. mundo náutico capa PARA CURTIR OVERÃO BRASILEIRO, A BORDOPor Bruna Righesso Não importa se você está no Sul, Sudeste, Nordeste ou Centro-Oeste. Sempre há uma maneira de desfrutar belos destinos a bordo. Para isso, preparamos cinco roteiros para você curtir com amigos e com a família, sem precisar deixar seu barco de lado. Bem-vindo a bordo e aproveite! FotoBrunaRighessoFotoClubedeVelaMorrodeSãoPaulo FotoBrunaRighesso FotoBrunaRighesso FotoResortPontadosGanchos 38  PERFILNÁUTICO PERFILNÁUTICO  39
  20. 20. mundo náutico capa e os nomes não deixam você se confundir: A Primeira Praia é para os surfistas, a Segunda Praia para quem gosta de agito e badalação, a Terceira Praia atende ao gosto de quem quer sossego, caminhadas e mergulho, a Quarta Praia reúne as piscinas naturais e a Quinta Praia tem ampla faixa de areia e uma paisagem exuberante. Vale desembarcar se... Você gostar de história e quiser conhecer a arquitetura preservada da região, como a Fortaleza com 700 metros de muralhas, a Igreja Nossa Senhora da Luz e o Farol do Morro, todos exemplos de edificações marcados por momentos da beleza do Lago de Furnas e municípios vizinhos. Há quem não se contente com lagos e queira ver praia de verdade. Aí a opção mais próxima pra quem está em Minas é visitar o estado vizinho, Espírito Santo, e a badalada praia de Guarapari. Por que conhecer? Para desfrutar da deliciosa comida capixaba, na beira do mar, cercado de toda a hospitalidade local. Pertinho de Vitória e Vila Velha, de onde se pode sair de barco, desfrutando do passeio. Vale desembarcar se... Você é fã de frutos do mar e quer conhecer o Melhor Restaurante de Pescados do Brasil, eleito por nove anos consecutivos pelo Guia Quatro Rodas. Saia do barco direto para o Guaramare, cujo excêntrico proprietário é o artista macedônio Vicente Bojovski. Ele próprio decide na hora o que você vai comer, não tem cardápio, mas acredite: você irá se surpreender! Q uem está na região de Salvador não precisa ficar restrito à capital, que possui boas opções de clubes e marinas. Aproveite também aqueles destinos aonde só se chega por mar, como a famosa Morro de São Paulo, ou desfrute do sossego de outro paraíso ali perto, a Ilha de Boipeba. A primeira fica a 34 milhas náuticas da capital e não possui marina, mas sim o “Clube de Velas Morro de São Paulo”, que recebe todo tipo de embarcação, na Praia da Gamboa. Por que conhecer? A ilha tem praias para todos os gostos, são cinco ao todo, Quem diz que Minas não tem mar não conhece a região de Furnas. Graças ao lago que foi criado artificialmente pelo represamento das águas dos rios Grande e Sapucaí, entre outros, a região ganhou o apelido de “mar de Minas”, e hoje os esportes náuticos e a exuberância natural são os pontos fortes da região. Quem prefere mar de verdade sempre pode recorrer ao estado vizinho, e se jogar nas águas de Guarapari, a praia mais famosa do Espírito Santo. A Represa de Furnas fica no município de Capitólio em Minas Gerais, e é possível chegar de barco se você sair da cidade de Escarpas do Lago; navegando a viagem leva no máximo duas horas. Ao chegar é só procurar pelo Clube Náutico de Furnas, que oferece piscina, bar, restaurante e posto de abastecimento de combustíveis diretamente na embarcação dentro d’água. Por que conhecer? Além da bela represa, há também os cânions que chegam a 20 metros de altura, cachoeiras, grutas... Precisa de mais? Vale desembarcar se... Você gosta de caminhar e não tem medo de altura. Suba o Morro do Chapéu para ver do alto toda a NO CALOR DA BAHIA DO MAR DE MINAS AO ESPÍRITO SANTO história da Bahia. Não deixe de baixar âncora em Boipeba, ilha onde carro não entra. Para chegar de lancha são aproximadamente três horas desde Salvador; os barcos costumam ficar ancorados em amarração, na foz do Rio Inferno. Mas se não quiser deixá- -lo exposto, a opção é fazer um bate-volta desde Morro de São Paulo, onde há mais estrutura. Por que conhecer? O progresso ainda não chegou à ilha, então vale a pena para quem gosta de curtir a natureza, sem todo o agito dos pontos turísticos. Vale desembarcar se... Você é fã de lagosta. Vá até o restaurante do seu Guido, que tem as melhores lagostas da região. Salvador Para atracar: Bahia Marina (71) 3320-8888 - www.bahiamarina.com.br Para comer bem: Restaurante Lafayette (71) 3321-0800 Para dormir bem: Hotel Sol Victoria Marina - www.solexpress.com.br/hoteis/sol-victoria-marina Morro de São Paulo Para atracar: Clube de Velas Morro de São Paulo - www.clubedevelamorrodesaopaulo.com Para comer e dormir bem: Resort Patachocas - www.patachocas.com.br Boipeba Para comer bem: Barra do Guido e da Eliana - Praia da Cueira. (75) 3653-6070 Para dormir bem: Pousada Mangabeiras: (75) 3653-6214 - www.pousadamangabeiras.com.br serviço serviço Vitória Para atracar: Iate Clube do Espírito Santo. Na praia do Canto. (27) 3225-0422 - www.ices.com.br Para comer bem: Soeta Restaurante.(27) 3026-4433 - www.soeta.com.br Para dormir bem: Sheraton Vitória Hotel. (27) 2125 8000 - www.starwoodhotels.com Furnas Para atracar: Furnas Náutico Clube. (37) 3371-3886 - www.furnasnauticoclube.com.br Para comer e dormir bem: Resort Furnas Park. (37) 3329-2900 - www.furnaspark.com.br/o-resort Guarapari Para atracar: Marina das Gaivotas, capacidade para embarcações de até 40 pés. (27) 3261-0369 Para comer bem: Guaramare. (27) 3272 1300 - www.guaramare.com.br Para dormir bem: Hotel Fazenda Flamboyant. (27) 3311 3500 - www.hotelflamboyant.com.br Morro de São Paulo Restaurante Lafayette em Salvador Iate Clube do Espírito Santo Por do sol em Furnas FotoIKComunicação 40  PERFILNÁUTICO
  21. 21. mundo náutico capa serviço serviço as eternas belezas do rio O BELO LADO DE SÃO PAULO Rio de Janeiro Para ancorar: Marina da Glória. (21) 2555-2200 - www.marinadagloria.com.br Para comer bem: Le Pré Catelan - www.leprecatelan.com.br Para dormir bem: Windsor Barra Hotel. (21) 2195-5000 - www.windsorhoteis.com.br Angra dos Reis Para ancorar: Marina Verolme - www.marinaverolme.com.br Para comer bem: Chez Dominique. (24) 3369-5458. Para dormir bem: Resort Meliá Angra Marina - www.melia-angra-marina.com Paraty Para ancorar: Marina Porto Imperial. (24) 3372-1313 - www.marinaportoimperial.com.br Para comer e dormir bem: Resort e Safari Portobello. 0800-2820868 - www.portotel.com.br Ubatuba Para ancorar: Ubatuba Iate Clube. (12) 3842-8080 - www.ubatubaiateclube.com.br Para comer e dormir bem: Itamambuca Eco Resort. (12) 3834-3000 - www.itamambuca.com.br Ilhabela Para ancorar: Yacht Clube de Ilhabela. (12) 3896-2300 - www.yci.com.br Para comer e dormir bem: DPNY. (12) 3894-3000 - www.dpny.com.br As opções são infinitas em todo litoral do estado para passar um dia inesquecível a bordo. Sugerimos duas paradas que com certeza não irão decepcionar: a preservada e paradisíaca Ilha Grande, na também convidativa Angra dos Reis; e ainda no litoral sul, a histórica Paraty. Ilha Grande ficou preservada durante décadas por abrigar o famoso presídio até 1994, quando foi implodido e só restaram suas ruínas. O isolamento tornou a ilha uma das mais preservadas do país. É fácil chegar de barco desde Angra dos Reis, o ideal é apenas passar o dia, já que a Ilha ainda é muito rústica e não possui marina, apenas um cais. Por que conhecer? São inúmeras praias de natureza selvagem como Lopes Não só de prédios, trânsito e festas São Paulo vive. Fora da capital, encontra-se um litoral que guarda belezas e atrai milhares de turistas. É o caso de Ubatuba e Ilhabela, os dois pontos mais marcantes do litoral paulista. Ubatuba é famosa por ser point de jovens e amantes de esportes radicais, mas atrai também famílias em busca de sossego, afinal, ao longo dos seus 100 quilômetros de costa há mais de 80 praias, desde as mais desertas até as mais urbanizadas. Por que conhecer? Se a frase anterior não Mendes, ideal para o surfe; Aventureiro, onde é preciso autorização da prefeitura de Angra para desembarcar; e Dois Rios, antiga sede do presídio. Vale desembarcar se... Além de belas praias quiser conhecer melhor o estilo de vida na Ilha. Aí é só passear pela Vila do Abrahão onde se encontra pousadas e restaurantes, além de feirinha de artesanato e, dependendo da época, festivais de dança e música. No continente, Paraty consegue unir ecoturismo, história e cultura em uma charmosa cidade praiana que atrai todos os estilos de pessoas do mundo inteiro, dos descolado aos luxuosos. Por que conhecer? Para navegar no Saco de Mamanguá, um braço de mar que entra em linha reta terra adentro, com oito quilômetros de extensão por um quilômetro de largura. A região é protegida das correntes marinhas e das grandes ondulações, por isso a temperatura da água é superior às outras regiões, o que a torna um berçário natural de inúmeros seres marinhos. Vale a pena desembarcar se... Você gosta de trilhas (são muitas) ou de livros. No segundo caso, vá na época da Flip, a famosa feira literária que acontece todo mês de julho. foi suficiente para convencê-lo, aqui vai mais um motivo: você também encontra cachoeiras, rios e quase toda a região é coberta por Mata Atlântica. Vale desembarcar se... Você é um amante das tartarugas. É que Ubatuba é uma das sedes do Projeto Tamar, que visa à preservação das tartarugas marinhas. O local é aberto ao público e costuma encantar principalmente as crianças. Em Ilhabela o progresso chegou faz tempo. Praias selvagens ainda existem, porém dividem espaço com hotéis de luxo. O que, cá entre nós, não é nenhum defeito. Por que conhecer? Há uma distância de apenas três milhas náuticas de São Sebastião, é fácil chegar e encontrar toda a estrutura para sua embarcação. Difícil é ter vontade de sair, há praias com acesso apenas por mar, praticamente intocadas. Além disso, Ilhabela é considerada a Capital Nacional da Vela, já que o canal de São Sebastião oferece águas abrigadas e ocorrência constante de vento ao longo do ano, favorecendo a prática de esportes náuticos. Vale desembarcar se... Você não resistir ao mais luxuoso e tradicional hotel da Ilha, o premiado DPNY Beach Hotel, eleito pela Condé Nast o melhor da América do Sul, oferece gastronomia top de linha, spa, beach club e uma vista do pôr do sol imbatível. Yacht Clube de Ilhabela Paraty Ilha Grande Apartamento Luxo no Windsor Barra Projeto Tamar Ubatuba Itambuca Ecoresort FotoBrunaRighesso FotoAlineBassi FotoBrunaRighesso FotoBrunaRighesso 42  PERFILNÁUTICO PERFILNÁUTICO  43
  22. 22. mundo náutico capa a costa verde do sul Famosa pela beleza do litoral e de seu povo, durante o verão o sol brilha forte e torna os cenários ainda mais dignos de cartão postal. A própria capital, Florianópolis, já oferece inúmeras opções de praia e lazer, mas vale navegar também para outros destinos. Considerado o maior polo turístico do Sul do Brasil, Balneário Camboriú é o lugar para “ver e ser visto”, mas sem perder a atmosfera familiar. Esportistas de final de semana dividem espaço com famílias inteiras no democrático calçadão à beira-mar que corta a cidade. Por que conhecer? Infraestrutura não falta, como a da Marina Tedesco, que tem vagas para 500 embarcações; há dezenas de restaurantes e hotéis incríveis, além da possibilidade de navegar até as praias vizinhas de Estaleiro, Estaleirinho, Taquaras, Taquarinhas... Vale desembarcar se... Gostar de festa e quiser curtir a noite. Baladas conhecidas internacionalmente como Warung e Green Valley estão sediadas por aqui. Dois destinos que você não deve deixar de desfrutar caso esteja de barco em Floripa são as praias de Bombinhas e Porto Belo, na primeira para mergulhar e na segunda para se divertir. Por que conhecer? Pela beleza natural, principalmente se você gosta de mergulho com cilindro. Vale a pena passar um dia nas águas azuis e limpas cercadas de muito verde e praias como a de Zimbros, que possui as águas mais tranquilas e, portanto, ideais para ancoragem de barcos. Vale desembarcar se... Estiver em Porto Belo e quiser conhecer o famoso Bali Hai, festa que acontece também em Piçarras e Garopaba. O evento acontece em uma Pedreira, perto de vários píeres onde os barcos podem parar e a própria organização da festa oferece serviço de leva e traz. serviço Florianópolis Para ancorar: Iate Clube de Santa Catarina. (48) 3225-7799 - www.icsc.com.br Para comer bem: Recanto dos Brunidores. (48) 9937-3910 - www.recantodosbrunidores.com.br Para dormir bem: Ponta dos Ganchos Exclusive Resort. (48) 3953 7000 - www.pontadosganchos.com.br Balneário Camboriú Para ancorar: Marina Tedesco - www.tedescomarina.com.br Para comer bem: LUCCA Lounge & Bistrô. (47) 9245-1100 - www.luccabistro.com.br Para dormir bem: Infinity Blue Resort e Spa. (47) 3261-0300 - www.infinityblue.com.br Bombinhas e Porto Belo Para ancorar em Porto Belo: Iate Clube de Porto Belo: (47) 3369-4333 Para comer e dormir bem: Resort Refúgio do Estaleiro, em Porto Belo - www.refugiodoestaleiro.com.br FotoBrunaRighesso 44  PERFILNÁUTICO Resort Ponta dos Ganchos Bombinhas FotoBrunaRighesso
  23. 23. CANAL NÁUTICO ELETRÔNICOS SUPERPROTEGIDOS Acabou de chegar ao Brasil a película Water Shield, que promete proteger aparelhos eletrônicos como GPS, eletrônica de barco e ferramentas contra danos causados por líquidos e ferrugem. Como um escudo invisível a olho nu, a película de proteção é uma camada de moléculas ligadas que veda os componentes internos de dispositivos eletrônicos. Esse processo de vapor químico serve para proteger os circuitos eletrônicos e até mesmo os dispositivos mais sensíveis de danos por água, contaminação de partículas e umidade. A proteção hidrofóbica não protege em caso de imersão contínua na água. Se você derramar água ou alguma outra bebida no aparelho será possível “escorrer” a água e não haverá perigo dela atingir os componentes internos do dispositivo. A WaterShield é um revestimento inteligente de polímero de carbono amorfo altamente durável, similar ao “Teflon”, com revestimento plasma aplicado na espessura do filme de nanômetro. Testes demonstraram que pode reduzir a infiltração de água por 3x até 5x mais de um produto desprotegido. DETALHES DO FUNDO DO MAR A nova linha de sondas Clear Pulse CP100 e Clear Pulse CP300 da Raymarine chegam explorando o melhor da tecnologia de sondagem de altíssima resolução DownVision. Disponibilizada para os displays das séries A, C, E e GS com o lançamento do novo módulo de sonda CP100, possui dois canais de sondagem. O primeiro utiliza a tecnologia digital de segunda geração Clear Pulse para sondagem em águas mais profundas. Tem frequência dupla (50/ 200KHz), 600W e ajustes ativos que permitem a sonda procurar sempre o melhor ajuste. O segundo canal utiliza a tecnologia DownVision, parecendo até uma fotografia do fundo do mar. O sensor despeja um trem de pulsos com todas as frequências dentro da faixa de operação da sonda, aproveitando apenas as frequências com maior definição. Essa combinação oferece ao comandante algo similar a duas sondas distintas em um mesmo equipamento. A sonda CP100 transmite até 50 pulsos por segundo e o módulo de sonda CP300 é a opção para os clientes que desejam apenas a sondagem com a tecnologia digital de segunda geração Clear Pulse com maior potência (até 1000W). Alguns dos benefícios do revestimento nano plasma incluem: revestimento protetor; propriedades hidrofóbicas; resistência à corrosão; capaz de aderir a vários materiais, incluindo metais, plásticos, borrachas e muito mais; barreira eficaz contra umidade; baixo coeficiente de atrito. www.icenter.com.br www.marinexpress.com.br 46  PERFILNÁUTICO
  24. 24. CANAL NÁUTICO PILOTO AUTOMÁTICO PARA SUA COMODIDADE A nova linha de pilotos automáticos Evolution da Raymarine aposenta definitivamente os sensores magnéticos de rumo – fluxgate – e apresenta o novo sensor de estado sólido à prova de água EV-1, com tecnologia usada pela NASA. Os sensores internos possuem leitura em nove eixos, permitindo ao piloto automático sentir todas as movimentações da embarcação com precisão. Não sofre interferência magnética, podendo ser instalado praticamente em qualquer lugar da embarcação. Adaptável a qualquer embarcação e a qualquer condição de mar se ajusta SOMBRA DIGITAL O Yatch IBlinder é um novo sistema de sombreamento para janelas de iate. É baseado num sistema de tenologia digital, que permite mudar a cor do filme da janela do barco por meio de um aplicativo gratutito para Iphone e Ipads. É possível controlar o sombreamento em qualquer lugar com um toque de botão. A película vai de transparente à opaca e promete mais de 50% de proteção da entrada de luz solar dentro da embarcação. Promove a privacidade ou a total penetração da luz do sol. Possui proteção contra raios ultravioletas e infravermelhos. MAIS LUZ DEBAIXO D´ÁGUA A iluminação subaquática em LED Lumitec Seablaze é fabricada nos Estados Unidos e é considerada top de linha no mercado por oferecer até cinco vezes mais luminosidade submersa. O circuito interno é preparado para operar com duas cores, branca e azul, ou com as cores individualmente. Possui resistência à corrosão e mais durabilidade. De fácil instalação, é necessário apenas um pequeno orifício para passar a fiação, minimizando futuras infiltrações na embarcação. A voltagem é de 12 volts (12V), com tensão de 10 a 30VDC e corrente de 950mA@12VDC. automaticamente, buscando sempre a navegação ideal. Não precisa de calibração na instalação e é oferecido em três modos de navegação: Economy, Cruise e Performance. www.marinexpress.com.br www.yacht-iblinders.com www.marinecenter.com.br 48  PERFILNÁUTICO
  25. 25. CANAL NÁUTICO V erão, mar e um bom churrasco entre os amigos. Quem resiste? Essas paixões bem brasileiras cada vez mais demonstram uma união bem estável no meio náutico. Não apenas os estaleiros nacionais já há muito tempo oferecem esse item, mas também se observa a vinda de iates estrangeiros para o Brasil tropicalizados com ela em destaque: a churrasqueira. A procura por barcos com churrasqueiras pelos brasileiros tem aumentado muito e os estaleiros cada vez mais têm investido nesse item para agradar esse público. Guilherme Andrade, gerente de vendas da Shaefer Yachts, diz que o brasileiro gosta de receber as pessoas, de festejar e preza pela vida em família. Ele acredita que a churrasqueira é um item importante e agregador para essas ocasiões e ressalta que os barcos com churrasqueiras são decisivos na escolha do cliente. Bem por isso, o estaleiro, que é um dos primeiros a adotar o item ao seu portfólio de barcos, possui oito modelos entre 36 e 80 pés com o equipamento. A Sessa Marine fez uma pesquisa com clientes e em feiras náuticas para sentir a necessidade do mercado em relação às churrasqueiras. A partir daí foram lançados os modelos Cruiser 40 e o Sessa Fly 42 com o item tipicamente brasileiro. “O layout foi tão bem aceito no mercado que a Sessa está começando a produzir barcos na Europa com essa característica”, conta Massimo Radice, presidente do estaleiro no Brasil. Churrasco a bordo Uma paixão bem brasileiraPor Amanda Vicentini Churrasqueira de popa da Tecnautika com opção a carvão e a gás. FotoEstaleiroFibrafort FotoEstaleiroFibrafort PERFILNÁUTICO  5150  PERFILNÁUTICO
  26. 26. COM EXCLUSIVIDADE PARA O BRASIL, A AMERICAN BOAT REALIZA SEU SONHO DE POSSUIR UMA CHRIS CRAFT. Lançamento CAPRI 21 A incomparável sensação de desfrutar o tempo na água “Os brasileiros gostam de barcos com o espaço de popa amplo, com área de convívio social grande, mesa para acomodar bastante gente e a churrasqueira é um ótimo acessório para agregar valor a esse espaço e reunir todo mundo. Outra tendência que tem crescido no Brasil são os barcos com fly”, finaliza. Outros grandes estaleiros nacionais e internacionais também possuem barcos com churrasqueiras e, em alguns modelos, ela aparece tanto na popa quanto no fly. Para todos os barcos Para os barcos que não possuem churrasqueira em seu projeto, existe a opção de instalação do equipamento nas embarcações. Esse mercado também apresentou aumento na procura e, segundo Rui Braz Cardoso, diretor da Tecnautika, fabricante de churrasqueiras náuticas, nos últimos três anos as vendas aumentaram de 20 a 30%. Elinton Selinger, da loja Barco Novo, especialista em acessórios náuticos, explica que o tamanho das churrasqueiras portáteis não varia muito e vão de 36 a 42 cm. Há no mercado as de carvão e as a gás, sendo a Tecnautika a única fabricante brasileira do modelo a gás. O que diferencia as churrasqueiras são os tipos de suportes de fixação: para plataformas ou deck, para guarda-mancebo, para porta varas, e os suportes laterais. Rui Braz reforça quanto à qualidade do material “O aço inox é o mais indicado para embarcações, pois qualquer outro material vai enferrujar principalmente pelo calor e pelo sal”, explica Elinton. Os dois especialistas são unânimes em dizer que os modelos de plataformas ou decks são os preferidos. “Em geral esses modelos possuem uma mesa de madeira integrada, proporcionam espaço e conforto para um bom churrasco”, conta Selinger. Os suportes de guarda-mancebo são os mais utilizados em veleiros. O suporte fica prensado e pode ser fixado e retirado com facilidade, sem necessidade de furar o barco. Há também o modelo de porta varas, que é instalado no furo do porta varas do barco e é de fácil instalação. Para o suporte lateral é necessário furar o barco para a instalação da churrasqueira. Independente do tipo de suporte, Selinger destaca que se deve evitar a instalação próxima ao motor e a mangueiras de combustível. Rui Braz instrui que os suportes de popa são mais indicados para barcos a partir de 22 pés e, para os menores, os mais indicados são de suporte lateral. Depois de instalada sua churrasqueira, é só curtir o verão com um bom churrasco! CANAL NÁUTICO Churrasqueira elétrica nos barcos do estaleiro italiano Sessa Marine. Mesa de madeira integrada, facilidade para um bom churrasco. FotoEstaleiroFibrafort FotoSessaMarine FotoLojadoBarco 52  PERFILNÁUTICO
  27. 27. Gamper Náutica: Infláveis para trabalho e lazer. Conheça os nossos modelos e faça a sua escolha. www.gampernautica.com.br São Francisco do Sul | SC Etna 25’ Gamper 600 Gamper 500 Gamper 500 CANAL motor P otência, praticidade e confiabilidade é o que promete o motor de popa seis cilindros Mercury Verado 300 com joystick. Indicado para barcos com propulsão de dois ou três motores para seu melhor desempenho, é considerado pela marca o mais avançado sistema de propulsão do mundo. Uma das principais características do modelo é o Intake Sound Attebuetor, que reduz o ruído do motor em até 14 decibéis. Isso se dá devido à espuma acústica aplicada ao longo da carenagem superior e inferior que absorve a alta frequência e o ruído do eixo do motor. Destaca-se também pela suavidade, promovida pela disposição dos cilindros em linha, que estabelece maior equilíbrio no seu funcionamento. O sistema exclusivo do Verado de direção assistida eletro-hidráulica elimina o torque ao entregar uma sensação precisa de direção. Além disso, a vibração é reduzida e o controle é mais responsivo que os demais, com melhor resposta de aceleração e alterações suaves de comando e velocidade. O Verado 300 ainda possui sistema de eficiência de combustível estendida para cruzeiro com informações completas sobre níveis, fluxo e aproveitamento. Joystick Piloting O joystick vem para facilitar e dar mais conforto ao dirigir e atracar o barco com propulsão Verado 300. Possibilita movimentação lateral e em ângulo da embarcação e pode ser utilizado para até quatro motores juntos e para posto duplo de comando. MERCURYVERADO 300Chega ao mercado o primeiro motor com joystick da Mercury Por Redação/ Fotos Divulgação 54  PERFILNÁUTICO
  28. 28. OMELHORDEDOISMUNDOS CANAL NÁUTICO DESIGN QuandoumMercedes-Benzsaidoasfaltoeganhaosmares Por Rafaella Malucelli/ Fotos Divulgação O futuro éagoraena água. Éisso o que acontecequando umadasmaiores fabricantesdecarros deluxodomundo sejuntacomumdosestaleiros devanguardadaEuropa,aSilver ArrowsMarine(SAM). Dessafusão detecnologiae designdeponta comsofisticaçãosurgiuo Arrow 460GrandTurismo,umsuperiate de14metros,quevai alémdo queo mercadonáuticojámostrou. Desenvolvido em conjunto com Mercedez-Benz Style, divisão da Mercedes-Benz que cria outros produtos em cooperação com parceiros selecionados, o protótipo foi apresentado oficialmente no Mônaco Yacht Show. A Edition 1 do modelo terá apenas dez unidades exclusivíssimas e chegam ao mercado internacional em 2015, pelo valor de 1.250.000 euros mais impostos. As encomendas estão abertas aos interessados. “O mercado náutico mundial está recebendo o Arrow 460 de forma positiva e é percebido como um projeto muito inovador. A edição 1 é a startup do produto com unidades exatamente iguais e já estamos com bons contatos interessados. Nossa relação com a Mercedes-Benz traz também as mesmas ações estratégicas. A Edition 1 em carros tem tido muito sucesso em seus lançamentos ”, revela Jacopo Spadolini, CEO da Silver Arrows Janelas laterais abrem com comando elétrico, como nos automóveis. 56  PERFILNÁUTICO PERFILNÁUTICO  57 Marine, em entrevista exclusiva para a Perfil Náutico. Uma das inovações para o processo construtivo que a parceria traz é que, desde o início do projeto, o desenvolvimento seguiu a mesma metodologia utilizada na indústria automotiva, com modelos de barro e testes rigorosos de protótipos. “Há vários elementos da indústria automotiva que a náutica pode se beneficiar, como a pesquisa e o desenvolvimento primeiro e depois a construção. O que estamos trazendo de um para o outro é a experiência e o know-how no uso dos materiais e a inteligência na aplicação de soluções ergonômicas”, diz o CEO. Além disso, o Arrow 460 traz já na bagagem a experiência de uma equipe de especialistas da indústria náutica com backgrounds que vão de superiates ao automobilismo da Fórmula 1. De acordo com os especialistas da SAM, o desenvolvimento é baseado na mistura de tecnologias náuticas e automotivas para fazer “um pequeno iate a motor construído como um superiate”. “Não é apenas o design da Mercedez-Benz que dá o diferencial para esse barco, mas sim várias soluções técnicas e práticas, bem como a seleção de materiais antes nunca utilizados no meio náutico, que vieram do meio automobilístico. Há diversas outras soluções que ainda estão sendo estudadas e implementadas pelo nosso time”, ressalta Spadolini.
  29. 29. Comporta dez pessoas e a cabine plana integra área interna e externa. Não é apenas o design da Mercedez-Benz que dá o diferencial para esse barco, mas sim várias soluções técnicas e práticas. A área interna apresenta materiais nobres como o couro e design Mercedes-Benz. CANAL NÁUTICO DESIGN 58  PERFILNÁUTICO PERFILNÁUTICO  59 AVANT GARDE DO YACHT DESIGN Do asfalto para o mar, o modelo une duas paixões em 14 metros. Diversas características encontradas dentro de um carro são identificadas neste modelo, que inova do casco à cabine de plano aberto e não compartimentada, bem ao estilo Mercedes-Benz. O design de vanguarda é inspirado nas proporções clássicas de automóveis, com uma longa proa, teto arqueado e uma linha descendente para a parte traseira. O casco muscular e esticado dá dinamismo ao modelo, que mostra um ar futurista, porém sofisticado. Diferente do que se vê por aí, a cabine plana é algo que traz toda a versatilidade e une a tecnologia ao design arrojado do Arrow 460. POTÊNCIA AUTOMOBILÍSTICA O casco e o sistema de potência passaram por meses de testes do protótipo, em um programa de desenvolvimento utilizado na indústria automobilística. Os testes mostraram que o pequeno superiate SAM/ Mercedes-Benz Style irá alcançar alto desempenho, alimentado por dois motores Yanmar 6LY3 - ETP a diesel de 353 kW (480hp) cada. A velocidade de cruzeiro é de cerca de 28 nós e alcançará a velocidade máxima de 40 nós. Segundo a SAM, o desempenho do casco especial de aplainamento foi otimizado utilizando a Dinâmica dos Fluidos Computacional (CFD - Computational Fluid Dynamics) para atingir não apenas a alta velocidade, mas o conforto em toda a volta, atendendo com os mais altos padrões de navegabilidade. O casco com linhas profundas em “V” na parte da frente promete garantir a boa navegabilidade em conjunto com três rails de pulverização intermediários para desviar a água e túneis especias para hélices permitindo uma configuração shaftline convencional. Integrando áreas externas e internas em um mesmo layout, as janelas laterais abrem, como nos carros, por comando elétrico. Uma cobertura de vidro com controle inteligente de penetração de luz pode ser aberta como um teto solar, e traz para a cabine um conceito exclusivo de loft living, com grande aproveitamento da luz natural. As áreas interna e externa possuem o conforto dos revestimentos Mercedes-Benz com o uso de materiais como couro nobuck, painéis de madeira de eucalipto e malha sintética. Acomoda dez pessoas e em cruzeiro pode virar uma sala de jantar ou uma suíte com cama king size. Tanto a cama quanto a mesa podem ser tiradas de cena quando não utilizadas com deslizamento elétrico. A área interna ainda é completada por um banheiro e área de serviço separada. Tecnologia de ponta para lazer a bordo com sistema premium de som e ar condicionado, bem como armazenamento de vinho refrigerado, máquina de fazer gelo e máquina de lavar louça. Sistema de compressão de ar para a inflação fácil dos tenders e dos brinquedos de água e na popa uma plataforma hidráulica dá um acesso amplo ao mar para prática de esportes aquáticos ou para um mergulho. Espreguiçadeiras ajustáveis são oferecidas na popa e na proa do barco, deixando as áreas externas ainda mais sociáveis e confortáveis para banho de sol. O convés, que é normalmente de madeira, é revestido por um material novo e sintético.
  30. 30. Perfil Náutico – Essa é a primeira vez que a SAM entra no mercado nacional divulgando o inovador projeto com a Mercedez-Benz Style. Quais são as expectativas quanto ao nosso país? Jacopo Spadolini – Até o momento nosso contato com o Brasil foi virtual e por meio da imprensa, que está acompanhando o desenvolvimento do projeto. Nós realmente esperamos que logo um dos nossos barcos da primeira edição esteja navegando em águas brasileiras. PN – Qual é a relação da Mercedes-Benz com o público brasileiro para vocês decidirem lançar esse modelo também por aqui? JS – Na minha opinião a força da marca Mercedes-Benz é a herança. Herança que pode ser definida em segurança, confiança e inovação. Mais do que nunca, seu estilo e a sua nova linguagem, que foi tão bem expressada em nosso iate, a chamada “Sensual Purity”. PN – O lançamento do modelo na mídia brasileira indica intenções da SAM em estender suas operações no mercado náutico local? JS – A SAM vê o mercado brasileiro com grande interesse, pois é um mercado maduro, atento e competente, o que acreditamos ser características fundamentais que farão as pessoas apreciarem o Arrow 460. Nós estamos avaliando e saberemos em um futuro próximo quais vão ser nossas atividades no Brasil. entrevista com Jacopo Spadolini ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS Comprimento total: 14,17 m capacidade do tanque de água: 300 L comprimento - linha d’água: 13,8 m capacidade de passageiros: 10 Boca: 3,97 m certificação: Categoria B plano (carregado, incluindo hélices): 0.93m deslocamento com carga máxima: 13.63 tonnes hélices: 2x Rolla custom designed – in NiBrAl Capacidade do tanque: 1000 L CANAL NÁUTICO DESIGN A Perfil Náutico entrevistou com exclusividade Jacopo Spadolini, CEO da Silver Arrows Marine. Confira mais detalhes sobre o interesse da marca no Brasil. www.silverarrowsmarine.com 60  PERFILNÁUTICO
  31. 31. VELOCIDADE?Por Jorge Nasseh/ Fotos arquivo O cálculo da velocidade dos cascos planantes foi iniciado em 1930. H oje em dia, qual o construtor que não quer um barco mais rápido com menos motorização? O problema é que calcular a velocidade de um casco não é tão simples e ainda é utilizado o método da tentativa e erro. Errou? Então coloca mais potência. A história do cálculo da velocidade dos cascos a motor, ou normalmente chamados de cascos planantes, iniciou quando a Marinha Americana, em 1930, estava muito preocupada em projetar os cascos dos aviões hidroplanos de modo que eles pudessem voar com um mínimo arraste aerodinâmico, mas também ou mesmo para emergências. Como boa parte da fuselagem do avião era de um casco de barco, mas, ainda assim, deveria voar bem, deveria ser considerada a estabilidade estática, resistência hidrodinâmica, arraste aerodinâmico, instabilidade dinâmica, impacto das ondas nas asas e as acelerações durante o impacto do casco com o mar. A necessidade era projetar um barco que voasse. Muitos desses aviões enormes navegavam a 100 mph em qualquer mar. Deveriam poder pousar e decolar que pudessem pousar e decolar. Seria um transporte metade barco e metade avião. Esses aerobarcos eram a solução para pouso em locais onde as pistas eram restritas que simulavam o casco de um barco planante de hoje em dia. O sistema de Savitsky consegue prever o trim provável de navegação do casco no pouso e na decolagem e várias instabilidades dinâmicas. Os dois maiores problemas são o caturro em altas velocidades, que pode tornar a navegação perigosa, e a navegação sobre um dos chines do casco. A teoria dos cascos planantes também consegue prever cascos com planos transversais diferentes das prismáticas testadas. É possível avaliar hoje em dia a adição de chines, estabilizadores O sistema desenvolvido pelo americano Savitsky consegue calcular empuxo, arraste e a localização do centro de pressão em cascos para várias velocidades. com o balanço do mar. Quem saiu na frente foram os alemães, mas em seguida, o departamento de defesa americano, no início da Segunda Guerra Mundial, construiu um tanque de provas para testes e velocidades de decolagem calculadas com precisão. Inicialmente, o padrão não contribuía muito com as informações que a NACA (National Advisory Committee on Aeronautics) precisava. Foi Daniel Savitsky, engenheiro que trabalhava no projeto de aviões anfíbios na guerra, que desenvolveu uma série de superfícies planas prismáticas PERFILNÁUTICO  63 QUAL A SUA de popa, mudanças de inclinação do fundo perto do espelho de popa para modificar o ângulo de planeio do casco, e mesmo os degraus que hoje são muito comuns em barcos de alta velocidade e boca estreita. Em 1964, Savitsky conseguiu gerar as equações para o cálculo do empuxo, arraste e a localização do centro de pressão em cascos para várias velocidades. Mesmo que outras tecnologias mais modernas tenham aparecido, tornando o pouso na água desnecessário, durante alguns anos essa teoria foi usada com bastante eficiência para os aviões anfíbios, e hoje existem até softwares para isso. CANAL DO CONSTRUTOR 62  PERFILNÁUTICO PERFILNÁUTICO  63
  32. 32. CANAL DÉCOR Quando se fala que um barco é como se fosse a sua segunda ou terceira casa, não há exagero algum. Há 14 anos no mercado de decoração de embarcações, a designer Simone Gavioli sabe bem disso. De vendedora de barcos, essa arquiteta de formação passou a designer de interiores desses “xodós”, justamente porque percebeu a necessidade dos compradores em terem uma assessoria no assunto. Em seu currículo ela tem passagem por importantes estaleiros como Intermarine, no departamento de materiais que gera um custo elevado ao cliente. A inovação também é um dos principais fatores que o yacht designer deve ter em mente, além de ser também uma grande motivação para o dia a dia. “Tenho um produto seriado, porém um cliente exclusivo. O cliente tem que sentir que o seu barco é diferente, personalizado, mesmo se tiver ao seu lado uma embarcação igualzinha. Para isso faço um briefing, com o qual procuro saber como será o uso da embarcação, estilo de vida e principalmente o tamanho da família. Costumo dizer que o barco é uma casa flutuante. Muitas vezes custa mais caro que a própria casa de praia”, conta ela. Como o estilo varia ao gosto do cliente, Simone conta que faz comercial, e Ferretti, até formar sua própria empresa, que atua lado a lado com estaleiros nacionais e internacionais, sendo a Azimut um dos seus principais parceiros. “Já trabalhei em projetos de barcos com tamanhos de 29 a 120 pés, fabricados no Brasil e Itália, e hoje posso dizer com segurança que tenho os melhores produtos à disposição do cliente brasileiro, um trabalho consolidado ao longo dos anos de pesquisa e desenvolvimento que me deixa bastante orgulhosa com o resultado e a satisfação atingida parte de seu trabalho adequar a vontade do cliente ao seu projeto e ainda harmonizar todos os elementos. “Uma vez, me deparei com uma situação inusitada. Uma cliente pediu um barco todo onçado, zebrado e tigrado! Então, defini cada cabine com um bicho, busquei uma decoração remetendo a temas africanos e por mais estranho que possa parecer, o barco ficou lindo e único!”, relembra. Bem antenada como ela só, Simone indica que para o verão 2014, a aposta é o minimalismo total, ousando nas texturas. Porém, pelo meu cliente a cada trabalho entregue”, explica Simone. E, para chegar à satisfação garantida, o principal segredo da yacht designer é priorizar o que é essencial para o uso do barco, o famoso “menos é mais”. “Procuro não usar móveis com espelhos, cantos pontiagudos e sugerir somente aquilo que é essencial para o uso do barco, devido ao espaço reduzido”, conta Simone. Além disso, ela aposta em especificar tecidos que tenham grande durabilidade para evitar a substituição prematura a inspiração vai além das estações do ano e momentos. A yacht designer conta que busca como referência a moda e a tecnologia dos materiais, sempre tendo o cuidado de especificar produtos que sejam resistentes à umidade, à maresia, ao sol e ao calor. No quesito móveis, ela não deixa de lado os cantos arredondados e mobiliários confortáveis e versáteis. “Meus clientes são pessoas bem- -sucedidas, que viajam muito e conhecem o que há de moderno, mas precisam de orientação para o sucesso de um projeto tão específico. O barco é a consolidação da conquista daquela família, e o designer tem que refletir isso”, finaliza. Quando menos é mais Com experiência de 14 anos de mercado, a designer de barcos Simone Gavioli aponta astendências para a decoração desteverão e o que prioriza nos projetos de seus clientes Por Amanda Kasecker “Meus clientes são pessoas bem-sucedidas, que viajam muito e conhecem o que há de moderno... O barco é a consolidação da conquista daquela família, e o designer tem que refletir isso”. Asfotosselecionadasparaessaeditoriasãodeuma78pésdaAzimuttotalmentefabricada emontadanaItáliaporSimone.AsarandelassãodeMurano,ocarpeteétododesedaelã, ostecidosdecorativosforamcompradosemLondresetodaaroupadecamaemalgodão egípcio1000fios.Oscopossãodecristallapidadosàmãoedevidamenteacomodadosem berçoparanãoquebrarnanavegação.Essaembarcaçãoéatualmentedofamosojogador NeymardoBracelona.Fotos por MarcosYamin. 64  PERFILNÁUTICO PERFILNÁUTICO  65
  33. 33. CANAL DÉCOR CANAL DÉCOR VITRINE AVitrine do Canal Décor desta edição foi escolhida a dedo pela yachtdesigner da edição, Simone Gavioli, com produtos que vão deixar seu barco ainda mais estiloso. Puff Shell Esse puff descolado deixa qualquer ambiente mais alegre e confortável. Com estrutura em espuma rígida de poliuretano com tratamento repelente de água é perfeito para a beira da piscina, decks ou área externa do iate e qualquer ambiente que possa ter incidência de sol. O revestimento é fixo e feito com uma trama de fio de corda simples ou de dois tons em duas dimensões. A corda é trançada diretamente na estrutura. É facilmente lavável, antifúngico, antibacteriano. O diferencial é o projeto, que é elaborado pela equipe de design da Paola Lenti, expert em design de móveis com alta tecnologia e processo de fabricação “handmade”, em que cada móvel é pensado esteticamente e tramado um a um. TECIDOS À PROVA D’ÁGUA A coleção “No Worries” da Holly Hunt traz tecidos de inspiração étnica com a característica de secagem rápida, perfeitos para embarcações. Luxuosos, com excelente toque e caimento, embora feitos de “solution dyed acrylic” – acrílico tingido em solução, o que os torna completamente indeléveis. Podem ser limpos com alvejante, se necessário, sem que nada aconteça à sua cor, ou integridade física. Com criação de Greyson Kirby, diretora de têxteis da marca, há 22 designs na coleção, incluindo lisos em jacquard, bouclé, ottoman e desenhos numa grande variedade de cores. MESA LENS Seguindo a mesma linha Lens da Holly Hunt, as mesinhas para interior dão um charme especial e alegre aos ambientes. Feitas em latão com acabamento em nickel ou pátina de aço preto, o tampo é de resina espelhada, que dá um ar de vidro para a peça. Desenhado por McCollin Bryan, a inspiração é na lente de um telescópio e traz como diferencial as cores divertidas, porém sofisticadas. ARANDELAS LENS E EDGE As arandelas para interiores apresenta design exclusive e materiais nobres que as deixam atemporais e sempre na moda. Destaque para a arandela Lens, com design de Alison Berger inpirada em um brinco dos anos 40, encontrado num brechó pela sua criadora. A estrutura é de cristal moldado e lapidado, que traz sofisticação à peça. TOALHAS E CANGAS 100% ALGODÃO O que tem de mais in nas decorações são as peças de toalhas e tecido 100% algodão. Esses das fotos foram produzidos manualmente em lindíssimas cores trazidos exclusivamente da África Oriental pela própria Simone Gavioli. Fazem a versão de toalhas ou cangas, são unissex e leves, secando com facilidade. Foi a mania do verão europeu, muito desfilado nas areias de Ibiza. Os cestos também fazem parte da composição. Diga adeus aos cestos de fibra, pois agora são os de corda náutica ou os de couro as pedidas para barcos. Eles não mofam com a umidade e podem ser usados em vários ambientes, para guardar toalhas, chinelos, revistas, etc. CADEIRA DIRETOR DEDON A cadeira da linha SeaX da criativa e sofisticada marca alemã Dedon é a pedida para ambientes externos ou uma moderna mesa de jantar. Desenvolvida pelo renomado designer francês Jean-Marie Massaud, o homem por trás de projetos como o Estádio do Chivas no México em formato de Vulcão, a cadeira apresenta uma combinação de materiais e texturas, além de várias opções de cores e possibilidades de combinações. A cadeira dobrável foi inspirada nos elegantes barcos da America’s Cup, com design minimalista e produzida com materiais nobres como couro, resistentes à maresia, ao calor e ao tempo. www.casualmoveis.com.br www.hollyhunt.com.br www.hollyhunt.com.br www.dedon.de www.hollyhunt.com.br 66  PERFILNÁUTICO PERFILNÁUTICO  67
  34. 34. PERFIL Panthera dos mares Intermarine 48 Azimut 60 O segundo superyacht 100% customizado da linha 500 da Benetti O retorno da Intermarine ao mundo offshore Um dos maiores flybridges da categoria para curtir o verão ao ar livre 92 82 70 106 78 98 88 100 Beneteau no Brasil Pontoon Malibu SLV23 Four Winns 295 Dufour 410 Com fábrica em Angra, estaleiro quer dobrar produção em 2014 Um novo jeito de curtir a água A top de linha dos esportivos Espaço e sofisticação ao ar livre O veleiro indicado para várias premiações nos EUA e Europa E mais Nesta edição selecionamos diferentes embarcações para curtir ainda mais o verão a bordo. De barcos conceito e design a lanchas para lazer em família e esportes, todas as informações para você ficar por dentro do que tem de melhor no mercado nacional e internacional. Para todos os detalhes chegarem até você entrevistamos CEOs dos principais estaleiros do mundo com exclusividade para a Perfil Náutico. PERFILNÁUTICO  69
  35. 35. www.azimutyachts.com yachts Verão em grande estiloAzimut 60. Muito sol e água fresca Por Angelo Sfair/ Fotos Divulgação 70  PERFILNÁUTICO PERFILNÁUTICO  71PERFILNÁUTICO  7170  PERFILNÁUTICO
  36. 36. yachts C oncebido pelo time de especialistas do Grupo Azimut-Benetti, na Itália, a Azimut 60 já é um grande sucesso nos sete mares e tem características que a torna ainda mais especial para o verão brasileiro. O equilíbrio do projeto é um dos pontos a serem destacados, entretanto, as áreas externas são um diferencial, com amplo flybridge, praça de popa e solário de proa para quem gosta de curtir o sol e a brisa do mar. O design inovador,assinadoporStefanoRighini,impressiona– assim como a sua grande dimensão. Um barco que oferece conforto e apresenta soluções práticas ao armador, seus convidados e também para a tripulação. As grandes janelas de design moderno, com curvas que contornam todo o deck superior, já tornam a Azimut 60 uma embarcação única e incomparável logo à primeira Fybridge é o destaque para curtir o verão em alto-mar. vista. Ela é um dos quatro modelos fabricados em Itajaí, Santa Catarina, no estaleiro do Grupo Azimut-Benetti. Nas palavras de Stefano Righini, o designer da Coleção Flybridge, a inspiração foi retirada do próprio oceano: “A forma de um peixe, a barbatana de um tubarão, a espuma do mar… é a natureza que me dá inspiração. Assim nascem, por exemplo, os vidros ou as linhas das vidraças para uma perfeita coesão entre exterior e interior”. Conforto, requinte e privacidade foram as palavras de ordem do estaleiro quando projetaram a Azimut 60. E, com um generoso flybridge, a embarcação torna-se uma boa pedida para curtir o verão entre amigos e familiares. “A Azimut 60 é voltada para um público exigente no que diz respeito ao conforto, exclusividade, beleza, tecnologia e desempenho. Foi feita especialmente Design interno luxuoso explora iluminação natural. para proporcionar o máximo de contato com o exterior, com a natureza, por isso faz parte da Coleção Flybridge, que privilegia os espaços ao ar livre e a presença de luz natural”, afirma o gerente comercial da Azimut do Brasil, Francesco Caputo. Além dos generosos espaços externos, o modelo 60 pés da marca ainda oferece em seu interior um projeto inteligente que visa ao melhor aproveitamento dos espaços. Um ambiente com contrastes suaves e confortável para passageiros e tripulantes. Com várias características apropriadas para o verão, a Azimut 60 torna-se um iate que pode ser bem usufruído nessa época do ano. Aformadeumpeixe,abarbatana deumtubarão,aespumadomar… Éanaturezaquemedáinspiração. Assimnascemosvidrosouaslinhas dasvidraçasparaumaperfeita coesãoentreexterioreinterior. Um projeto que valoriza o aproveitamento das áreas externas para que todos a bordo aproveitem as áreas mobiliadas com requinte, que oferecem estrutura para sunsets, bate-papos, encontros, banhos de sol e demais atividades que podem tornar sua temporada brasileira de verão inesquecível. Flybridge como poucos da categoria O flybridge é um item que ganha destaque quando se avalia barcos para explorar a área externa. E, nesse quesito, a Azimut 60 não deixa nada a desejar. Ele é muito espaçoso e tem um visual imponente. Os vidros externos são recortados e sobrepostos. Essas características dão um visual moderno, elegante e inovador para esse nobre espaço. “Sem dúvidas, o flybridge é um dos pontos mais fortes dessa embarcação. Considero o Fly da 60 o ‘topo’ do conforto. Está entre os mais amplos da categoria, é ideal para quem pede um algo a mais em um iate de luxo”, destaca Caputo. A área de refeições do fly reserva um generoso 72  PERFILNÁUTICO PERFILNÁUTICO  73
  37. 37. CanaldoConstrutor CanaldoConstrutor yachts espaço para até oito convidados. Esse espaço também separa o solário de proa e a zona de espreguiçadeiras de popa. A área é tão completa que não é necessário descer ao deck para preparar as refeições. Encontra-se ali tudo o que é necessário: pia, grelhador e geladeira. Seguindo a mesma tendência, o cockpit também é confortável e com um estilo incomparável. O posto externo de comando tem uma visibilidade excelente para manobras e atracação. Tanto o cockpit quanto o flybridge estão entre os mais amplos da categoria. São dois espaços agradáveis para quem não abre mão do conforto e gosta de se deslocar pelo barco sem dificuldades. Exterior e design exclusivos “Uma proa que se transforma em um grande lounge para banhos de sol; uma exclusiva plataforma de popa que se transforma em um oásis particular com direito a uma churrasqueira adicional (além da que já existe no fly) e uma varanda do deck principal para apreciar as vistas imperdíveis da navegação. Essas são algumas das muitas opções para se desfrutar da Azimut 60”, aponta o gerente comercial, Francesco Caputo. Os vidros espelhados também chamam a atenção na parte externa do roll-bar. Já na plataforma de banho – outro espaço muito aproveitável nos dias quentes –, é a tecnologia que oferece um conforto extra. A plataforma pode descer até a superfície da água, proporcionando um mergulho refrescante no calor. Para aproveitar os amigos e familiares sem deixar de lado a segurança, há duas opções para instalação do bote de apoio. Ele pode ser colocado na plataforma de popa ou na zona de popa do flybridge. O bote pode ser conduzido por um guindaste com capacidade para até 250 kg. A passarela de acesso foi projetada para não atrapalhar os convidados no cokpit, já que permite a subida e a descida descentrada. A partir da plataforma de banho é possível ter acesso à zona de tripulação, o que garante privacidade para os convidados e conforto para os marinheiros. Interior para relaxar O salão principal chama a atenção por seu requinte. Ele é separado por degraus do posto de comando principal e cozinha. A sala de refeições e a sala de estar, equipada com um sofá em formato “C” para seis pessoas, também são em ambientes separados. “Extremamente prática, elegante e funcional”: é assim que Francesco Caputo define o interior da Azimut 60. “É convidativa para reuniões agradáveis entre amigos e familiares por ser uma área aberta, como um loft, o que também proporciona amplitude. Os espaços são integrados com o deck principal – salão, cozinha e posto de comando”, completa o gerente comercial. O design interno merece um destaque à parte. Bons momentos com um visual único. Tantoocockpitquantooflybridge estãoentreosmaisamplosda categoria. Por todos os espaços, a decoração em carvalho chama a atenção. O contraste fica por conta da cor creme. A combinação é requintada e ganha um tom especial quando iluminada pela luz natural, que se espalha pelo interior graças às amplas janelas do modelo. Francesco Caputo ainda aponta outras características. “Os mobiliários e acabamentos são nobres, com carpetes e couros exclusivos italianos e moderna cozinha, além de equipamentos de navegação altamente tecnológicos”, afirma. A ergonomia também faz parte desse projeto nos espaços interiores. O posicionamento e o formato dos móveis oferecem o melhor aproveitamento de espaço, sendo versáteis, com o grande sofá podendo ser transformado em uma confortável cama, por exemplo. Pernoite com conforto São três cabines no deck inferior. A suíte master fica localizada na área central, ocupando toda a largura da embarcação com uma vista infinita do mar, possibilitada por três janelas panorâmicas retangulares. As janelas, inclusive, podem ser abertas no segmento central. “O deck inferior é um capítulo à parte. São três espaçosos e iluminados camarotes. Sendo que dois deles possuem banheiros. Foram desenvolvidos para que o proprietário se sinta em casa”, define Francesco Caputo. O mesmo requinte do salão está presente nas cabines. A suíte master ainda conta com uma iluminação especial na cabeceira – feita em painéis de couro, que garantem um toque a mais de luxo. O painel central dessa cabeceira pode ser aberto e utilizado como cofre. Já a cabine vip é ainda mais espaçosa e funcional. Um ambiente confortável, que ainda pode ser climatizado ao gosto do usuário. E a cabine dos convidados segue o mesmo estilo. Roupas e objetos podem ser guardados nos armários de parede. Camas de solteiro completam a cabine de convidados da Azimut 60. 74  PERFILNÁUTICO PERFILNÁUTICO  7574  PERFILNÁUTICO
  38. 38. yachts Motorização Os responsáveis por deslocar a embarcação são dois motores MAN R6, com potências de 800mHP. A motorização atende a exigência dos clientes brasileiros, que prezam por qualidade sem esquecer do desempenho. A Azimut 60 Fly navega a uma velocidade de cruzeiro de 28 nós, podendo chegar a uma velocidade máxima de 32. ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS Comprimento total: 18,28 m MATERIAL: FIBRA DE VIDRO deslocamento (com carga total): 28,8 T Boca máxima (seção principal): 5,02 m VELOCIDADE MÁXIMA: 32 NÓS Calado máximo: 1,37 m Velocidade de cruzeiro: 28 NÓS Conceito e designer do exterior: STEFANO RIGHINI designer do INterior: CARLO GALEAZZI Capacidade de combustível: 2.800 L Capacidade de água: 650 L Cabines: 3+1 MOTOREs: 2 X 800 HP MAN camas: 6+2 BANHEIROS: 2 deck principal deck inferior 76  PERFILNÁUTICO PERFILNÁUTICO  77
  39. 39. lazer C om mais de nove mil quilômetros de margem em águas doces, o Brasil, que vem sendo alvo de inúmeros lançamentos, investimentos e novidades do mercado náutico internacional, se mostra potencial em mais um nicho: o de águas abrigadas. Ainda pouquíssimo explorado pelo turismo náutico, bem como pelo mercado, represas, lagos e lagoas daqui ganham um novo protagonista: o Pontoon. Diferente das embarcações tradicionais em que os cascos roubam a cena, esse modelo é sustentado por dois ou três flutuadores cilíndricos de alumínio chamados de Pontoons. Com formato plano, seu cockpit é amplo e sofisticado, ideal para reunir amigos, fazer festas a bordo ou uma boa pescaria. “O Pontoon é voltado para o cliente que gosta de receber várias pessoas a bordo com estabilidade, conforto, segurança e ao mesmo tempo um bom desempenho na água”, explica Brad Anderson, vice-presidente de Marketing da Brunswick Boat Group nos EUA. O grupo trouxe para o Brasil dois tamanhos, o Bayliner 21XT e o 23XT, o primeiro com motor 110HP e o segundo com um 150 HP e solário de popa. As embarcações são movidas por motor de popa à gasolina, estação de comando completa revestida com madeira e assento do piloto giratório. O conforto é garantido pelo acabamento interno refinado, com assentos amplos e almofadados, poltrona chaise long, mesas, porta- objetos embaixo de todos os assentos, toldo retrátil e outros opcionais. “Fizemos alguns test drives e as www.brunswick.com Pontoon. Um novo jeito de navegar Potencial brasileiro abre as portas para esse sucesso internacional Por Redação/ Fotos Divulgação Perfeito para águas abrigadas, chega ao Brasil em dois tamanhos. 78  PERFILNÁUTICO
  40. 40. lazer pessoas ficaram surpresas com o desempenho do barco. Muitos pensaram que seria um barco lento, mas nos EUA estamos construindo barcos como este, que chegam a 60 milhas por hora. Vamos mostrar do que eles são capazes”. Antes de trazer ao Brasil o modelo, que já é sucesso nos Estados Unidos e Canadá, a Brunswik realizou uma pesquisa que mostrou que 80% dos consumidores consideraram o modelo excelente e comprariam a embarcação. Os pontos fortes revelados na pesquisa foram amplo espaço, conforto, funcionalidade e preço, que varia de 130 a 160 mil reais. “Os Pontoons oferecem uma alternativa muito interessante para o mercado de barcos, com suas plataformas grandes e sua estabilidade. É possível colocar muitos convidados a bordo e, no Brasil, as pessoas gostam de estar na água com amigos e familiares em áreas abertas, como nos flybridges e praças de popa. O Pontoon é perfeito para isso”, finaliza. COMPRIMENTO DO CONVÉS: 6,1 m COMPRIMENTO DO CONVÉS: 6,7 m COMPRIMENTO TOTAL: 6,6 m COMPRIMENTO TOTAL: 7,2 m 21xt 23xt BOCA: 2,6 m BOCA: 2,6 m Capacidade de passageiros/dia: 10 Capacidade de passageiros/dia: 12 PESO (COM MOTOR): 785 kg PESO (COM MOTOR): 847 kg ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS 80  PERFILNÁUTICO
  41. 41. offshore A sofisticação da velocidadeIntermarine48marcaretornodoestaleiroaooffshore Por Rafaella Malucelli / Fotos divulgação www.intermarine.com.br 82  PERFILNÁUTICO82  PERFILNÁUTICO

×