Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Suporte básico de vida

4,127 views

Published on

  • Be the first to comment

Suporte básico de vida

  1. 1. Primeiros Socorros ESCOLA NACIONAL DE BOMBEIROS Suporte Básico de Vida Reanimação Cárdio-Respiratória
  2. 2. ESCOLA NACIONAL DE BOMBEIROS Suporte Básico de Vida Conjunto de medidas utilizadas para restabelecer a vida de uma vítima em paragem ventilatória e em paragem circulatória. O objectivo é recuperar vítimas de paragem cárdio-pulmonar, para uma vida comparável à que tinham previamente ao acontecimento.
  3. 3. ESCOLA NACIONAL DE BOMBEIROS 98% 50% 11% 1º Minuto 4º Minuto 6º Minuto Paragem Cárdio-Pulmonar
  4. 4. ESCOLA NACIONAL DE BOMBEIROS Cadeia da Sobrevivência  Acesso precoce ao sistema  Inicio precoce de SBV  Desfibrilhação precoce  SAV precoce
  5. 5. ESCOLA NACIONAL DE BOMBEIROS Acesso precoce ao sistema  Reconhecer situação de gravidade  Acesso ao sistema de emergência  Ligar 112
  6. 6. ESCOLA NACIONAL DE BOMBEIROS Inicio precoce SBV  Início das manobras de Suporte Básico de Vida, ainda no local.
  7. 7. ESCOLA NACIONAL DE BOMBEIROS Desfibrilhação precoce 10 20 30 40 50 60 70 80 90 100 0 1 2 3 4 5 6 7 8 9 %% SucessoSucesso Tempo (minutos)Tempo (minutos)
  8. 8. ESCOLA NACIONAL DE BOMBEIROS  Isolamento da Via Aérea  Administração de fármacos SAV precoce
  9. 9. ESCOLA NACIONAL DE BOMBEIROS Suporte Básico de Vida A – Via aérea Airway B – Ventilação Breathing C – Circulação Circulation
  10. 10. ESCOLA NACIONAL DE BOMBEIROS Algoritmo SBV Garantir as condições de segurança Avaliar estado de consciência  Abane suavemente  Chame em voz alta  Se inconsciente chame por ajuda EstáEstá aa ouvir-me?ouvir-me? EstáEstá aa ouvir-me?ouvir-me? Preciso dePreciso de AJUDA, tenhoAJUDA, tenho uma pessoauma pessoa inconsciente!!inconsciente!! Preciso dePreciso de AJUDA, tenhoAJUDA, tenho uma pessoauma pessoa inconsciente!!inconsciente!!  Se consciente PLS ou continue exame
  11. 11. ESCOLA NACIONAL DE BOMBEIROS Algoritmo SBV A – Via Aérea  Manter a permeabilidade da via aérea;  Desapertar a roupa e expor o tórax;  Verificar corpos estranhos na boca (comida, próteses dentárias soltas, secreções,etc.)  Próteses fixas não remover.
  12. 12. ESCOLA NACIONAL DE BOMBEIROS Algoritmo SBV Abertura da Via Aérea  Extensão da cabeça (doença)  Sub-luxação da mandíbula (trauma)
  13. 13. ESCOLA NACIONAL DE BOMBEIROS Algoritmo SBV Avaliar ventilação  Ver  Ouvir  Sentir 10 segundos10 segundos10 segundos10 segundos Se ventilar normalmente PLS
  14. 14. ESCOLA NACIONAL DE BOMBEIROS Algoritmo SBV Se não ventilar  Solicitar ajuda diferenciada  Sozinho, vá...  Acompanhado, pedir para ir...  Excepto se:  Crianças com < 8 anos  Afogamento  Intoxicação  Traumatizado  Fazer durante 1 minuto, depois pedir ajuda.
  15. 15. ESCOLA NACIONAL DE BOMBEIROS Algoritmo SBV Se não ventilar  2 insuflações eficazes  Cada insuflação 2 s  700 a 1000 ml s/O2  Expansão torácica
  16. 16. ESCOLA NACIONAL DE BOMBEIROS Algoritmo SBV Se não ventilar  Se o ar não entrar...  Verificar a boca novamente  Reposicionar a cabeça  Tente insuflar de novo Até 5 insuflações
  17. 17. ESCOLA NACIONAL DE BOMBEIROS Algoritmo SBV C – Circulação  Pesquisar sinais de circulação  Pulso carotídeo  Manter a via aérea permeável  Pesquisar se respira VOS  Existência de movimentos  Tosse
  18. 18. ESCOLA NACIONAL DE BOMBEIROS Algoritmo SBV C – Circulação Localizar a “maça de Adão” Deslizar até ao sulco da carótida 10 segundos10 segundos10 segundos10 segundos
  19. 19. ESCOLA NACIONAL DE BOMBEIROS Algoritmo SBV Se a vítima não ventila, mas tem sinais de circulação...  Manter as insuflações  Ritmo de 10 por minuto  Cada insuflação com 2 segundos  Aguardar 4 segundos  Avaliar de novo sinais de circulação ao fim de 1 minuto (10 insuflações)
  20. 20. ESCOLA NACIONAL DE BOMBEIROS Algoritmo SBV Se a vítima não ventila, e não tem sinais de circulação...  Iniciar compressões torácicas
  21. 21. ESCOLA NACIONAL DE BOMBEIROS Algoritmo SBV Se a vítima não ventila, e não tem sinais de circulação...  Iniciar compressões torácicas
  22. 22. ESCOLA NACIONAL DE BOMBEIROS Algoritmo SBV Se a vítima não ventila, e não tem sinais de circulação...  Iniciar compressões torácicas
  23. 23. ESCOLA NACIONAL DE BOMBEIROS Algoritmo SBV Se a vítima não ventila, e não tem sinais de circulação...  Iniciar compressões torácicas
  24. 24. ESCOLA NACIONAL DE BOMBEIROS Algoritmo SBV 2 15
  25. 25. ESCOLA NACIONAL DE BOMBEIROS Algoritmo SBV 15 2
  26. 26. ESCOLA NACIONAL DE BOMBEIROS Algoritmo SBV Manter o ratio 2 insuflações 15 compressões até que:  A vítima recupere  Um médico mande parar as manobras  Seja substituído  Entregue na unidade hospitalar  Exaustão
  27. 27. ESCOLA NACIONAL DE BOMBEIROS Obstrução da via aérea Tipo  Parcial  Total ou Completa Funcionalmente  Anatómica Queda da língua  Mecânica  Patológica Corpo estranho Edemas, inflamações, etc.
  28. 28. ESCOLA NACIONAL DE BOMBEIROS Desobstrução da via aérea Parcial  A vítima respira, tosse, fala  Dificuldade respiratória, cianose, estridor, Actuação:  Não interferir  Incentivar a tossir
  29. 29. ESCOLA NACIONAL DE BOMBEIROS Desobstrução da via aérea A vítima não respira, não tosse, não fala 5 pancadas interescapulares Vítima consciente Total
  30. 30. ESCOLA NACIONAL DE BOMBEIROS Desobstrução da via aérea 5 compressões abdominais (manobra de Heimlich) Total Vítima consciente
  31. 31. ESCOLA NACIONAL DE BOMBEIROS Desobstrução da via aérea Total  Pesquisar corpos estranhos na boca  Removê-lo se estiver visível  Permeabilizar a via aérea  V.O.S. 10 segundos  Pedir ajuda sem abandonar a vítima  Fazer 2 insuflações eficazes (até 5 tentativas)  Efectuar 15 compressões torácicas  Pesquisar de novo corpos estranhos na boca  Continuar os ciclos 15 CT/2 I, efectuando sempre a pesquisa da boca antes de ventilar Vítima inconsciente
  32. 32. ESCOLA NACIONAL DE BOMBEIROS

×