Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

1131

74 views

Published on

Matemática

Published in: Food
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

1131

  1. 1. Sentido do número
  2. 2. Sentido do número O sentido do número pode ser descrito como uma boa intuição acerca dos números e das suas relações. Desenvolve-se gradualmente como resultado da exploração de números, da sua visualização em diversos contextos e do estabelecimento de relações entre eles que não os limitem à aplicação em algoritmos.
  3. 3.  Desenvolve-se ao longo do percurso escolar e durante toda a vida. Este desenvolvimento ocorre com as diversas experiências em que o conhecimento intuitivo do número e das relações numéricas, bem como os diferentes significados do número, se apresentam nas experiências do dia-a-dia (Abrantes, P., Serrazina, L. & Oliveira, I., 1999). Sentido do número
  4. 4. Sentido do número Uma criança possui o sentido do número quando: • compreende os significados dos conceitos de cardinal e de ordinal (e nominal); • desenvolve múltiplas relações entre os números; • reconhece a grandeza relativa dos números; • conhece o efeito de operar com os números, como por exemplo saber se o resultado obtido é razoável e faz sentido; • desenvolve padrões de medida de objectos comuns e de situações no seu meio ambiente.
  5. 5. Objectivos • Fazer e utilizar estimativas em situações de cálculo ou de medição • Realizar muitas experiências de manipulação de objectos em situação da vida escolar (agrupar, separar, ordenar, quantificar, contar, distribuir, etc.). • Estabelecer relações entre os números e ir acedendo gradualmente à estrutura lógica do sistema decimal. • Resolver situações e problemas do dia-a-dia aplicando as operações aritméticas e as noções básicas de geometria, utilizando algoritmos e técnicas de cálculo mental.
  6. 6. Cartões A – a organização mais habitual, reconhecido por isso mesmo; B – promove o agrupamento por proximidade (3+2); C – promove a contagem (um a um; 3-4-5;…) D – promove o agrupamento de diferentes modos (é o mais difícil); E – promove o agrupamento por proximidade (4+1);  Mostrar cada cartão durante breves segundos (diminuir o tempo de exposição com a prática) e perguntar aos alunos quantos pontos apresentam.  Pedir para explicarem o porquê da sua resposta.  A partir das respostas, explorar, p. e., a decomposição dos números.
  7. 7. Jogo da Memória Os cartões (dois por quantidade) são dispostos ao contrário numa mesa. Cada aluno vira duas cartas e ganha se representarem a mesma quantidade. (Podem ser usados quaisquer dois cartões diferentes por quantidade)
  8. 8. Qual é a diferença? O cartão da pilha sai de jogo; o cartão da mesa volta à sua posição inicial com a face voltada para baixo. O jogo prossegue com o próximo jogador. (Os alunos devem tentar lembrar-se dos cartões que estão na mesa, de modo a obter sempre a maior diferença possível).
  9. 9. Lançar dados  Rolam o dado e colocam as fichas nas casas correspondentes da seguinte forma:  Colocam o número de fichas correspondente ao número que saiu na casa das unidades;  À medida que lançam o dado adicionam o resultado desse lançamento com o que já possuem no tabuleiro (superando a dezena, ocupam a casa das dezenas e a das unidades);  O jogo termina quando um jogador conseguir ter 2 peças na casa das centenas. centenas dezenas unidades O jogador azul possui 36 pontos e o verde 42.
  10. 10. Decompor números 1 8 1 3 1 2 5 1 4 0 1 0 9 1 0 1 0 1 0 0 1 0 0 1 0 0 8 3 2 0 4 0 0 0 5 0 9 4 3 5 3 4 5 5 4 3 4 0 0 3 0 0 5 0 0 3 0 4 0 4 0 5 5 3
  11. 11. Grande, maior, o maior  Estão disponíveis vários conjuntos de algarismos de 0 a 9.  É sorteado um número e o aluno regista-o onde entender: unidades, dezenas ou centenas.  São retirados mais dois números e registados nos lugares vagos, um de cada vez.  O aluno ganha 1 ponto por um algarismo bem colocado ou 5 pontos se conseguiu criar o maior número possível. O meu número O maior número Pontuação c d u c d u
  12. 12. Contra-relógio 12 7 3 1 13 9 15 5 8 14 20 11 16 4 10 18 Quem é o mais rápido a completar as operações?
  13. 13. Cartões  Como colocar os cartões para que as operações estejam correctas? 8 1 4 6 + = 3 2 7 9 : =
  14. 14. Símbolos por números  Como substituir os símbolos por algarismos de 0 a 9 de modo a que a operação fique correcta? □ ○ +□ ◊ ○ ◊ ○
  15. 15. Quatro dois  Trabalhando com o algarismo 2, e utilizando-o sempre quatro vezes, como consigo representar os números:  1, 2, 3, 4, 5…  Nota: podem ser utilizados dois dois como 22.  Os alunos não dominam a utilização dos parêntesis, mas poderão explicar a ordem pela qual se realizam as operações. 1 = (2 x 2) : (2 x 2) 2 = (2 / 2) + (2 : 2) 3 = (2 + 2 + 2) : 2 4 = 2 x 2 x 2 : 2 5 = 2 x 2 + 2 : 2

×