A Lenda, O Magusto E As Castanhas De S. Martinho

32,711 views

Published on

Published in: Technology, Business
0 Comments
11 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
32,711
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
853
Actions
Shares
0
Downloads
354
Comments
0
Likes
11
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

A Lenda, O Magusto E As Castanhas De S. Martinho

  1. 1. S. Martinho
  2. 2. S. Martinho • Antes de baptizado e convertido ao Cristianismo, S. Martinho foi na mocidade soldado das legiões do Imperador Juliano. Certo dia, sob o vendaval e a neve, equipado e armado, montado a cavalo, S. Martinho viu um mendigo seminu, cheio de frio, estendendo a sua pobre mão ossuda e congelada.
  3. 3. O Santo parou o cavalo, pegou com caridade a mão do abandonado e, em seguida, com a sua espada, cortou ao meio a sua capa de agasalho, e deu metade ao peregrino e, envolto na outra metade, sacudiu a rédea e prosseguiu através da tormenta, do vento e da neve.
  4. 4. O milagre • Subitamente, no caminho do soldado, a tempestade que se fazia sentir desfez-se, amainou o tufão e a geada, o céu descobriu instantaneamente, como por encanto, a sua profundidade límpida e azul, e um sol acariciante e resplandecente inundou a terra de alegria e vestiu de luz e calor o cavaleiro caridoso.
  5. 5. Deus, reconhecido, para que não se apagasse da memória dos homens a notícia deste acto de bondade, praticado por um dos seus eleitos, dispôs que em cada ano, na mesma época em que S. Martinho se desfez da metade da capa, por alguns dias se interrompesse o Inverno, cessasse o frio, sorrisse o céu e a terra, e um calor saudasse a natureza, sempre insensível à vontade dos homens, em memória daquele que, em certo dia, humilde soldado, trotando a sós por um caminho, desafiou e venceu a fúria insuperável dos elementos. O Verão de S. Martinho
  6. 6. O Verão de S. Martinho É por isso que todos os anos, nesta altura do ano, mesmo sendo Outono, durante cerca de três dias o tempo fica melhor e mais quente: é o Verão de São Martinho
  7. 7. Provérbios - No dia de S. Martinho vai-se à adega e prova-se o vinho. - Mais vale um castanheiro do que um saco com dinheiro. - Pelo S. Martinho, todo o mosto é bom vinho. - Quem bebe no S. Martinho, faz de velho e de menino. - Queres pasmar o teu vizinho? Lavra e esterca p'lo S. Martinho. - Se o Inverno não erra caminho, temo-lo pelo S. Martinho. - No dia de S. Martinho, lume, castanhas e vinho. - Pelo S. Martinho, deixa a água pró moinho. - Pelo S. Martinho, semeia o teu cebolinho. - Pelo S. Martinho, mata o teu porco e bebe o teu vinho. - Pelo S. Martinho, semeia favas e linho.
  8. 8. O Magusto É a festa em que se assam as castanhas (que se recolhem nesta altura) e se convive. Tem a ver com o momento em que, depois da vindimas, nos meses de Setembro e Outubro, o vinho está pronto e se prova.
  9. 9. A castanha é um fruto que nasce de uma árvore: o castanheiro. Um conjunto de castanheiros chama-se souto. É no norte de Portugal que os castanheiros se dão melhor, e é de lá que vêm as castanhas que se vendem no País todo. A castanha está na árvore protegida por uma bola cheia de picos que se chama "ouriço". Quando chega o Outono, o ouriço abre e deixa cair a castanha no chão. Antes de a batata chegar à Europa e se espalhar por todo o lado (séc. XVII), a castanha era a base da alimentação, especialmente no campo. Pode cozer-se, assar-se, fazer-se em puré, fazer-se sopa com ela, doce, etc. A Castanha

×