Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.
O javali<br />1<br />
Espécie  cinegética<br /><ul><li>“Espécie de caça com a ajuda de cães”
“que é tradicionalmente presa de caça”
“relativo a caça”</li></ul>Ciência Animal Aplicada 1º ano Enfermagem Veterinária<br />O javali<br />2<br />
<ul><li> “íábali”, análogo a “do monte ou montês”.
 A palavra “javali” é proveniente do Latim Singularisporcus, que significa porco solitário, característica dos animais mai...
 Também conhecido por javardo, porco selvagem, besta negra ou outros termos mais venatórios como réu ou simplesmente porco...
O javali<br />Ciência Animal Aplicada 1º ano Enfermagem Veterinária<br /><ul><li>É o antepassado a partir do qual evolui o...
O javali<br /><ul><li>Classificação Sistemática da espécie Sus scrofa (Linnaeus, 1758)</li></ul>Ciência Animal Aplicada 1º...
O javali<br />Identificação: <br /><ul><li>Silhueta compacta e poderosa,
Membros curtos e fortes,
Ausência aparente de pescoço,
Cabeça grande e afunilada</li></ul>Ciência Animal Aplicada 1º ano Enfermagem Veterinária<br />6<br />
O javali<br /><ul><li>Até aos cinco/seis meses de idade tem uma pelagem amarelada, com riscas horizontais de cor castanho-...
Os machos chegam a medir 150 cm  e a ultrapassar os 100 kg de peso
As fêmeas, de menores dimensões, medem entre120 e140 cm e pesam cerca de 80 kg</li></ul>Ciência Animal Aplicada 1º ano Enf...
O javali<br /><ul><li>A pelagem, entre o cinzento-escuro e o negro nos adultos, é constituída por pêlos mais ou menos comp...
A pelagem é mais densa no Inverno, apresentando um sub pêlo rijo e denso que não se observa nos porcos domésticos.</li></u...
O javali<br /><ul><li>Bácoro - até aos 6 meses
Farropo - dos 6 meses a 1 ano
Barrasco - 1 ano
Javali de - vara - de 1 a 2 anos
Marrã - Fêmea adulta
Cio - final de Novembro até princípio de Janeiro
Gestação – 20 semanas</li></ul>               (110 a 140 dias, consoante idade das fêmeas)<br /><ul><li>Reprodutoras Polié...
O javali<br />Animal <br />(Nocturno)<br />(Divide-se em 2 grupos distintos)<br />Fêmeas<br />Organização Social<br />Mach...
O javali<br /><ul><li>Fêmeas com crias e juvenis de ambos os sexos
Machos adultos e sub-adultos, que apenas se aproxima do grupo de fêmeas e jovens na época da reprodução. </li></ul>Ciência...
O javali<br />Comportamento<br /><ul><li>Gregário
Fêmea tem um papel primordial.
Factores intrínsecos ao grupo (área)
Factores externos
captura ilegal
pressão cinegética,
predadores
falta de alimento.</li></ul>Ciência Animal Aplicada 1º ano Enfermagem Veterinária<br />12<br />
O javali<br /><ul><li>A organização social em grupos torna-se favorável à vigilância e segurança de cada indivíduo e à pro...
Deslocam-se sempre em fila indiana, a Marrã á frente seguida pelos bácoros, farropos e por fim os machos juvenis.
Se o javali pai estiver presente será o cerra fila. Os jovens machos de um ano, chamados barrascos, vivem na periferia do ...
O javali<br /><ul><li>Grupos matriarcas 3/5 animais, formados pelas fêmeas e suas crias, embora possam ser encontrados gru...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

O Javali

3,688 views

Published on

Ciência Animal Aplicada / O javali (1º ano)

Published in: Health & Medicine
  • Be the first to comment

O Javali

  1. 1. O javali<br />1<br />
  2. 2. Espécie cinegética<br /><ul><li>“Espécie de caça com a ajuda de cães”
  3. 3. “que é tradicionalmente presa de caça”
  4. 4. “relativo a caça”</li></ul>Ciência Animal Aplicada 1º ano Enfermagem Veterinária<br />O javali<br />2<br />
  5. 5. <ul><li> “íábali”, análogo a “do monte ou montês”.
  6. 6. A palavra “javali” é proveniente do Latim Singularisporcus, que significa porco solitário, característica dos animais mais velhos.
  7. 7. Também conhecido por javardo, porco selvagem, besta negra ou outros termos mais venatórios como réu ou simplesmente porco, são múltiplos nomes que se podem atribuir variando de região para região.</li></ul>Ciência Animal Aplicada 1º ano Enfermagem Veterinária<br />O javali<br />3<br />
  8. 8. O javali<br />Ciência Animal Aplicada 1º ano Enfermagem Veterinária<br /><ul><li>É o antepassado a partir do qual evolui o actual e conhecido porco doméstico</li></ul> (espécie - Sus domesticus ou Sus Scrofa domesticus).<br />4<br />
  9. 9. O javali<br /><ul><li>Classificação Sistemática da espécie Sus scrofa (Linnaeus, 1758)</li></ul>Ciência Animal Aplicada 1º ano Enfermagem Veterinária<br />5<br />
  10. 10. O javali<br />Identificação: <br /><ul><li>Silhueta compacta e poderosa,
  11. 11. Membros curtos e fortes,
  12. 12. Ausência aparente de pescoço,
  13. 13. Cabeça grande e afunilada</li></ul>Ciência Animal Aplicada 1º ano Enfermagem Veterinária<br />6<br />
  14. 14. O javali<br /><ul><li>Até aos cinco/seis meses de idade tem uma pelagem amarelada, com riscas horizontais de cor castanho-claro no dorso.
  15. 15. Os machos chegam a medir 150 cm  e a ultrapassar os 100 kg de peso
  16. 16. As fêmeas, de menores dimensões, medem entre120 e140 cm e pesam cerca de 80 kg</li></ul>Ciência Animal Aplicada 1º ano Enfermagem Veterinária<br />7<br />
  17. 17. O javali<br /><ul><li>A pelagem, entre o cinzento-escuro e o negro nos adultos, é constituída por pêlos mais ou menos compridos - as cerdas - que exalam um forte odor.
  18. 18. A pelagem é mais densa no Inverno, apresentando um sub pêlo rijo e denso que não se observa nos porcos domésticos.</li></ul>Ciência Animal Aplicada 1º ano Enfermagem Veterinária<br />8<br />
  19. 19. O javali<br /><ul><li>Bácoro - até aos 6 meses
  20. 20. Farropo - dos 6 meses a 1 ano
  21. 21. Barrasco - 1 ano
  22. 22. Javali de - vara - de 1 a 2 anos
  23. 23. Marrã - Fêmea adulta
  24. 24. Cio - final de Novembro até princípio de Janeiro
  25. 25. Gestação – 20 semanas</li></ul> (110 a 140 dias, consoante idade das fêmeas)<br /><ul><li>Reprodutoras Poliéstricas Sazonais</li></ul>Nomenclatura<br />O nascimento das crias variam de 2 a 3 no primeiro parto, 6 a 8 nos restantes podendo chegar aos 12 <br />Ciência Animal Aplicada 1º ano Enfermagem Veterinária<br />9<br />
  26. 26. O javali<br />Animal <br />(Nocturno)<br />(Divide-se em 2 grupos distintos)<br />Fêmeas<br />Organização Social<br />Machos<br />Ciência Animal Aplicada 1º ano Enfermagem Veterinária<br />10<br />
  27. 27. O javali<br /><ul><li>Fêmeas com crias e juvenis de ambos os sexos
  28. 28. Machos adultos e sub-adultos, que apenas se aproxima do grupo de fêmeas e jovens na época da reprodução. </li></ul>Ciência Animal Aplicada 1º ano Enfermagem Veterinária<br />11<br />
  29. 29. O javali<br />Comportamento<br /><ul><li>Gregário
  30. 30. Fêmea tem um papel primordial.
  31. 31. Factores intrínsecos ao grupo (área)
  32. 32. Factores externos
  33. 33. captura ilegal
  34. 34. pressão cinegética,
  35. 35. predadores
  36. 36. falta de alimento.</li></ul>Ciência Animal Aplicada 1º ano Enfermagem Veterinária<br />12<br />
  37. 37. O javali<br /><ul><li>A organização social em grupos torna-se favorável à vigilância e segurança de cada indivíduo e à procura de alimento.
  38. 38. Deslocam-se sempre em fila indiana, a Marrã á frente seguida pelos bácoros, farropos e por fim os machos juvenis.
  39. 39. Se o javali pai estiver presente será o cerra fila. Os jovens machos de um ano, chamados barrascos, vivem na periferia do grupo.</li></ul>Ciência Animal Aplicada 1º ano Enfermagem Veterinária<br />13<br />
  40. 40. O javali<br /><ul><li>Grupos matriarcas 3/5 animais, formados pelas fêmeas e suas crias, embora possam ser encontrados grupos superiores a 20 indivíduos.
  41. 41. A fêmea do javali dominante – marrã - é a de maior idade e tamanho, ficando sempre um pouco mais afastada do grupo como uma guarda que, normalmente, dá a sua vida para que o restante fuja.
  42. 42. A constituição das varas, à semelhança de outras espécies de ungulados, difere consoante o cio e a época de nascimento das crias. </li></ul>Ciência Animal Aplicada 1º ano Enfermagem Veterinária<br />14<br />
  43. 43. O javali<br />Os banhos na lama têm várias funções:<br /><ul><li>Uma função é regular a temperatura corporal.
  44. 44. Importante papel nas relações sociais da espécie
  45. 45. Importante papel nas relações da selecção sexual. </li></ul>Enquanto no verão todos os javalis usam o banho na lama, sem distinção de sexo ou idade, na época do cio parece quase que reservado exclusivamente aos machos adultos. <br />Ciência Animal Aplicada 1º ano Enfermagem Veterinária<br />15<br />
  46. 46. O javali<br />Distribuição geográfica<br /><ul><li>Europa
  47. 47. Norte de África
  48. 48. Mar Mediterrâneo
  49. 49. Ásia
  50. 50. Sibéria,
  51. 51. Ásia menor
  52. 52. Oriente,
  53. 53. Ásia Central
  54. 54. Índia,
  55. 55. China,
  56. 56. Japão
  57. 57. Sudoeste Asiático
  58. 58. Indonésia</li></ul>Verde: distribuição da espécie há alguns anos.<br />Azul: Área onde a espécie foi introduzida como espécie exótica.<br />Ciência Animal Aplicada 1º ano Enfermagem Veterinária<br />16<br />
  59. 59. O javali<br />Subespécies:<br />Sendo um assunto controverso, pode-se considerar que existem, pelo menos, quatro subespécies selvagens (Sus Scrofa).<br />Sus scrofa scrofa (Norte África e Europa)<br />Sus scrofa ussuricus (Norte da Ásia e Japão)<br />Sus scrofa cristatus(Ásia Menor, Índia e Sri-Lanka)<br />Sus scrofa vattatus (Indonésia)<br />Ciência Animal Aplicada 1º ano Enfermagem Veterinária<br />17<br />
  60. 60. O javali<br /><ul><li>Em Portugal não sendo excepção, a população de javalis foi muito reduzida desde o inicio do séc. XX, ficando circunscrito a algumas zonas fronteiriças serranas (Gerês, Montesinho, Malcata, S. Mamede, etc.) e algumas Tapadas reais.
  61. 61. Tal declínio deve-se ao excesso de capturas (não só da elevada pressão cinegética mas também á sua captura ilegal), à destruição dos seus habitats, e aos surtos de peste Suína Africana ocorridos em meados do século passado.</li></ul>Portugal<br />Ciência Animal Aplicada 1º ano Enfermagem Veterinária<br />18<br />
  62. 62. O javali<br /><ul><li>Em 1967, com a regulamentação pelo decreto-lei nº 47 847 interditando a sua caça fora dos terrenos murados leva ao começo de uma regressão. </li></ul>Ciência Animal Aplicada 1º ano Enfermagem Veterinária<br />19<br />
  63. 63. O javali<br /><ul><li>Esta medida de “protecção”, aliada ao progressivo abandono das actividades agrícolas, ao consequente aumento da área de matos e florestas, a factores intrínsecos à sua dinâmica reprodutiva, social e comportamental da espécie e à ausência ou considerável redução dos seus principais predadores (lobo ibérico e grandes aves de rapina) tornou possível a recuperação gradual deste ungulado.</li></ul>Ciência Animal Aplicada 1º ano Enfermagem Veterinária<br />20<br />
  64. 64. O javali<br />Cio<br />Grupo 1<br />Todos os animais jovens <br />Macho adulto<br />harém<br />Grupo 2<br />Todas as fêmeas com cio. <br />Ciência Animal Aplicada 1º ano Enfermagem Veterinária<br />21<br />
  65. 65. O javali<br /><ul><li>Após o cio, os machos adultos regressam às suas varas
  66. 66. Os machos jovens juntam-se às fêmeas jovens
  67. 67. As fêmeas prenhes isolam-se para prepararem o nascimento dos bácoros. </li></ul>Ciência Animal Aplicada 1º ano Enfermagem Veterinária<br />22<br />
  68. 68. O javali<br />Reprodução<br />CIO<br />Nascimentos<br />Gestação<br />J<br />D<br />F<br />N<br />M<br />A<br />M<br />J<br />J<br />A<br />S<br />O<br />Ciência Animal Aplicada 1º ano Enfermagem Veterinária<br />23<br />
  69. 69. O javali<br /><ul><li>A javalina apresenta um período de estro sazonal que se estende de Outubro a Janeiro, embora a sua maior expressão no nosso território ocorra nos meses de Novembro e Dezembro, possuindo uma duração média de 4 a 6 semanas (ciclo ovárico monoéstrico, com duração média de 21 a 23 dias, enquanto o período de ovulação propriamente dito tem a duração de 2 dias).</li></ul>Ciência Animal Aplicada 1º ano Enfermagem Veterinária<br />24<br />
  70. 70. O javali<br /><ul><li>Poderá ocorrer um abandono do repouso sexual das fêmeas mais cedo que o habitual, devido há redução drástica da população, quer seja por acção natural, disseminação de agentes patogénicos ou caça em excesso, sendo assim inicia-se o estro em Setembro conduzindo para um avanço do período dos partos para meados de Janeiro. </li></ul>Ciência Animal Aplicada 1º ano Enfermagem Veterinária<br />25<br />
  71. 71. O javali<br /><ul><li>Existe a possibilidade de as jovens fêmeas em fase de puberdade (até 1 ano, com peso mínimo entre 35 a 40 kg) iniciarem o primeiro estro durante a primavera, influenciado pelo foto período (acção do número de horas de luz sobre processos hormonais) e pela abundância alimentar.
  72. 72. Em caso de perca de todas as suas crias a javalina é capaz de entrar novamente em ciclo reprodutor em apenas 30 dias após esse acontecimento.</li></ul>Ciência Animal Aplicada 1º ano Enfermagem Veterinária<br />26<br />
  73. 73. O javali<br /><ul><li>A gestação tem uma duração de 110 a 130 dias
  74. 74. Nascimentos entre Fevereiro e Abril
  75. 75. O desmame acontece aos 3-4 meses de idade
  76. 76. Machos e as fêmeas atingem a maturidade sexual com 8 a 10 meses de idade</li></ul>Ciência Animal Aplicada 1º ano Enfermagem Veterinária<br />27<br />
  77. 77. O javali<br />Ciência Animal Aplicada 1º ano Enfermagem Veterinária<br />28<br />
  78. 78. O javali<br />Quadro de desenvolvimento do javali:<br />Ciência Animal Aplicada 1º ano Enfermagem Veterinária<br />29<br />
  79. 79. O javali<br />Quadro relação idade/ pegada:<br />Ciência Animal Aplicada 1º ano Enfermagem Veterinária<br />30<br />
  80. 80. O javali<br />Principais Patologias<br />Ciência Animal Aplicada 1º ano Enfermagem Veterinária<br />31<br />
  81. 81. O javali<br /><ul><li>Como o seu comportamento é gregário facilita a disseminação/dispersão para outros elementos do grupo ou população de doenças.</li></ul>Doenças :<br /><ul><li>parasitárias
  82. 82. bacterianas
  83. 83. vírica
  84. 84. Infestações internas ou externas</li></ul>Ciência Animal Aplicada 1º ano Enfermagem Veterinária<br />32<br />
  85. 85. O javali<br /><ul><li>Bacillusantraccis e Streptococcussuis
  86. 86. Leptospirose (Leptospirainterrogans)
  87. 87. Tuberculose suína (Mycobacteriumtuberculosis)
  88. 88. Brucelose suína (Brucellasuis)
  89. 89. Gripe suína (Myxovirus)
  90. 90. Doença de Aujeszky (Hespesvirus),
  91. 91. Febre Aftosa (Picornavirus),
  92. 92. Raiva (Lyssavirus),
  93. 93. Peste Suína Clássica (Togavirus).</li></ul>Ciência Animal Aplicada 1º ano Enfermagem Veterinária<br />33<br />
  94. 94. O javali<br />Quadro de parasitas externos e internos ao javali:<br />Ciência Animal Aplicada 1º ano Enfermagem Veterinária<br />34<br />
  95. 95. O javali<br />Regulamentação de caça e Preservação<br />Ciência Animal Aplicada 1º ano Enfermagem Veterinária<br />35<br />
  96. 96. O javali<br />Lei e Decretos-leis para regulamentação:<br /><ul><li>Lei de bases geral da caça, lei nº 173/99 de 21 de Setembro
  97. 97. Decreto-lei nº202/2004 de 18 Agosto, com as alterações introduzidas pelo Decreto-lei nº201/2005 de 24 Novembro</li></ul>Ciência Animal Aplicada 1º ano Enfermagem Veterinária<br />36<br />
  98. 98. O javali<br /><ul><li>A lei nº 173/99 de 21 de Setembro diz no Artigo 1º “A presente lei estabelece as bases da gestão sustentadados recursos cinegéticos, na qual se incluem a suaconservação e fomento, bem como os princípios reguladoresda actividade cinegética e da administração dacaça.”
  99. 99. O Decreto-Lei nº 202/2004 de 18 de Agosto “estabelece o regime jurídico da conservação, fomento e exploração dos recursos cinegéticos, com vista à sua gestão sustentável, bem como os princípios reguladores da actividade cinegética”.</li></ul>Ciência Animal Aplicada 1º ano Enfermagem Veterinária<br />37<br />
  100. 100. O javali<br />Nos termos do Artigo 105º do Decreto-lei supra citado:<br />“1 — A caça ao javali pode ser exercida à espera, de salto, de aproximação, de batida, de montaria e com lança.<br />2 — Em terrenos cinegéticos não ordenados, a caça a esta espécie só pode ser permitida, de batida e de montaria, nos meses de Outubro a Fevereiro, nos locais e nas condições estabelecidos por edital da DGRF.<br />3 — Em terrenos cinegéticos ordenados, com excepção da caça de salto, de batida e de montaria, que só pode ser permitida nos meses de Outubro a Fevereiro, inclusive, a caça ao javali pode ser permitida durante toda a época venatória.”<br /> Conforme o disposto no Artigo 137º daquele diploma são estabelecidas Contra-ordenações para:<br />a) A reprodução, criação e detenção de espécies cinegéticas em cativeiro, quando não autorizadas;<br />b) A detenção de espécies cinegéticas em centros de recuperação de animais, quando não autorizada,<br />A violação destas pode vir a ser punida com coimas que variam entre os 50€ e 3.700€ se se tratar de pessoas individuais. Tratando-se de pessoas colectivas o valor daquelas pode atingir os 22.400€.<br />Ciência Animal Aplicada 1º ano Enfermagem Veterinária<br />38<br />
  101. 101. O javali<br />Preservar<br />Proteger<br />Estudar<br />Ciência Animal Aplicada 1º ano Enfermagem Veterinária<br />39<br />
  102. 102. O javali<br />Obrigado pela vossa Atenção:<br />Fim<br />Adelaide Faria 1634<br />Pedro Carvalho 1637<br />Ciência Animal Aplicada 1º ano Enfermagem Veterinária<br />40<br />

×