Migraçao 1 ano

1,465 views

Published on

migracao

Published in: Education
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Migraçao 1 ano

  1. 1. MIGRAÇÃO
  2. 2. 31% 30% 13% 5% 4% 17% português Italianos espanhóis alemães japoneses outros
  3. 3. Fatores favoráveis imigração no Brasil: •Grande extensão territorial com baixa população •Desenvolvimento da cultura cafeeira em São Paulo, que passou a exigir numerosa mão-de-obra. •Dificuldade em se obterem escravos africanos após a extinção do tráfico (1850). •Abolição da escravatura (1888). Fazendeiros não queriam empregar ex-escravos •Crises econômicas e conflitos na Europa •Custeio dos gastos de transporte do imigrante pelo governo. •Terras dadas pelo governo para colonos no sul do país.
  4. 4. Portugueses •de 1530 (início da colonização do país) até os dias atuais. •Regiões litorâneas do Nordeste, Sudeste e Sul, principalmente do em SP. •Aproximadamente 1.785.000 imigrantes portugueses Italianos •1º grupo (1870-1886) – Região Sul; introduziram a uva •2º grupo – bem mais numerosos. Expansão cafeeira em SP e da necessidade de mão-de-obra para trabalhar nas indústrias de SP. •73% em SP Espanhóis •Lavoura de café •Principalmente SP 78%
  5. 5. Alemães •SP, RS (São Leopoldo, Nova Hamburgo, Gramado, Canela) e SC (Blumenau, Joinville) •Através das colônias de povoamento implantaram no Sul do país a policultura em pequenas propriedades. •38% em SP, 17% no RS e 12% em SC Japoneses •Lavoura do café, chá e hortaliças. •80% em SP (Bauru, Marília e Vale do Ribeira). •Dekasseguis: “trabalhadores temporários” •Década de 80 – crise brasileira e o crescimento da economia japonesa. •Na década de 80 e 90: geralmente homens, sozinhos, pais de família. Foram com o objetivo de juntar dinheiro para depois voltar. •Atualmente: ambos os sexos, mais jovens, consomem muito mais. •2008 – CRISE MUNDIAL – dekasseguis desempregados, grande maioria volta para o Brasil
  6. 6. Outras nacionalidades: •Eslavos (PR: Ponta Grossa e Curitiba), sírio-libaneses (eixo Rio-São Paulo e fronteira com Paraguai e Argentina), norte- americanos (Americana, Rio Claro, Santa Bárbara do Oeste e Piracicaba), judeus (São Paulo e Rio), Holandeses (SP em Holambra) etc... Novos grupos a partir da década de 80: • Os migrantes têm origem de diversos países da América Latina, principalmente bolivianos e paraguaios. Motivo: grande desenvolvimento econômico do Brasil • Outro grupo grande são de asiáticos, vindos da China e da Coréia do Sul. • Há também grupos vindos dos diversos países da África.
  7. 7. O Escravo: •Não podemos considerar o escravo de origem africana como imigrante, pois foram forçados a virem para o Brasil. Porém foram muito importantes para a formação da população brasileira. Aproximadamente 4 milhões de africanos de diversas etnias vieram para cá.
  8. 8. Novos grupos que chegam no século XXI: • Continua crescente a vinda de imigrantes latinos americanos, principalmente bolivianos. Grande maioria trabalham em fábricas de confecções na cidade de São Paulo, fábricas essas que a grande maioria dos proprietários são sul coreanos. Edição do dia 07/08/2012 07/08/2012 21h43 - Atualizado em 07/08/2012 22h44 Bolivianos têm regime de quase escravidão em oficinas de costura Equipe acompanhou fiscalização do Ministério do Trabalho em oficinas de costura irregulares. Programa mostra linha de produção de roupas baratas. http://g1.globo.com/profissao- reporter/noticia/2012/08/bolivianos-tem-regime- de-quase-escravidao-em-oficinas-de-costuras.html
  9. 9. http://www.youtube.com/watch?v=SXdxHcJ3o3Y
  10. 10. Novos grupos que chegam no século XXI: • 2010 – aumenta o contingente de haitianos que migraram para o Brasil. Foram motivados a deixar o país por conta do terremoto em janeiro de 2010 e da guerra civil. O governo brasileiro os reconhecem como refugiados de catástrofe natural. Até o momento já foram contabilizados 4 mil haitianos.
  11. 11. Resultado Censo 2010: • Foram 268 mil imigrantes internacionais (desses 110 mil são estrangeiros) imigrantes internacionais pelo critério de data-fixa, ou seja, indivíduos que residiam no Brasil na data de referência do Censo, mas que moravam em um país estrangeiro cinco anos antes.
  12. 12. • atualmente 3 milhões de brasileiros vivem no exterior • esse número vem decrescendo. Crise mundial e econômica brasileira crescente. • um dos maiores grupos de retorno são os dekasseguis, 1/3 dos que haviam emigrado já retornaram. • Principais destinos – EUA, Paraguai, Japão, Portugal, Espanha e Inglaterra
  13. 13. 14 Cronologia  1808-1850  Transferência da corte portuguesa  Abertura dos portos brasileiros  Primeiras colônias de alemães  1850-1870  Fim do tráfico negreiro  Desenvolvimento econômico : ciclo do café  1870-1930  Imigrantes assalariados  Auxílio e subsídio ao imigrante  1930-2011  Restrições jurídicas  Novas rotas imigratórias

×