Sociologia

3,958 views

Published on

"A Sociologia como Passatempo Individual", em análise ao livro "Perspectivas sociológicas: uma visão humanística, PETER L. BERGER".

Published in: Education
0 Comments
2 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
3,958
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
91
Comments
0
Likes
2
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Sociologia

  1. 1. CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE MINAS GERAIS CAMPUS TIMÓTEOIntrodução à Sociologia Professora: Silvânia Freitas Souza Anna Claudia Almeida Guilherme Spadotto Lalnon Souza Paula Peçanha Rafael Cunha Vitor Campos
  2. 2. Baseado no livro: Perspectivas sociológicas: uma visão humanística PETER L. BERGERA Sociologia como Passatempo Individual
  3. 3. SociologiaPeter Berger é bastante enfático sobre a distorção daimagem, e da auto-imagem, dos sociólogos no primeirocapítulo de seu livro “Perspectivas Sociológicas, umavisão humanista”.Muitas pessoas se empenham no estudo daSociologia porque gostam de lidar com gente e achamque estudando esta ciência vão encontrar espaço parase realizar pessoalmente e expressar seus valores.
  4. 4. SociologiaO campo de estudo da Sociologia nãonecessariamente é empenhado em resolver osproblemas das pessoas, mas sim visa estudá-los eentendê-los, de forma isenta e afastada deenvolvimento.Berger cita Max Weber que coloca isso muito bem emsua obra quando classifica a Sociologia como “isentade valores”.
  5. 5. SociologiaAugusto Comte, filósofo francês do início do séculoXVII que batizou a Sociologia com este nome, tinhalargas esperanças que ela viesse a substituir – de formasecularizada - a Teologia, senhora das ciências atéentão.Na atualidade, esta esperança dissolveu-se e aSociologia, apesar de sua importância, não ganhou odestaque tão esperado.
  6. 6. SociólogoA imagem do sociólogo é muitas vezes confundida comum tomador de estatísticas da sociedade e de seuscomportamentos, tentando definir tendências degrupos de maneira mais formal e evitando o empirismopara parecer mais profissionalmente produtivo.
  7. 7. SociólogoSão formadas diversas imagens com relação aosociólogo: ○ Assistente Social; ○ Teórico do Serviço Social; ○ Reformador Social; ○ Coletor de Dados Estatísticos; ○ Criador de Metodologia Científica.
  8. 8. SociólogoNa realidade o sociólogo é muito mais do que isso: éum estudioso que procura descobrir as implicaçõesdos acontecimentos empregando para isso rigorososmeios científicos.Descobrindo estas implicações busca então obter umavisão mais ampla dos valores das instituições e dasociedade.
  9. 9. Objetivo do sociólogoEm paralelo com isso tudo, o sociólogo investe muitotempo, estudo e esforço com o objetivo de construir etestar uma metodologia que possa estender suasdescobertas a outros campos da sociedade.
  10. 10. Sociedade“Para o sociólogo, sociedade designa um grandecomplexo de relações humanas ou um sistema deinteração”.O termo “social” refere-se à qualidade de interação,inter-relação, reciprocidade.“A sociedade consiste num complexo de tais fatos‘sociais’“.
  11. 11. Situação SocialMax Weber define uma situação “social” como “aquelaem que as pessoas orientam suas ações umas paraas outros; a trama de significados, expectativas econduta que resulta dessa orientação mútua constituio material de análise sociológica”.
  12. 12. Funcionalismo “(...) viver em sociedade significa existir sob dominação da lógica da sociedade. (...) para descobrir essa dinâmica interna da sociedade, o sociólogo terá muitas vezes de desprezar as respostas que os próprios atores sociais dariam a suas perguntas e procurar as explicações de que eles próprios não se dão conta”.
  13. 13. RespeitabilidadeO sociólogo tem como paradigma a nãorespeitabilidade da consciência sociológica; daconsciência já presente na sociedade na qual osociólogo deve questionar e investigar. A não respeitabilidade não implicanecessariamente numaatitude revolucionária.
  14. 14. Mobilidade SocialA mobilidade social, isto é, o movimento de umacamada social para outra, reforça esse tipo de efeitorelativizador. Onde quer que ocorra um processo de industrialização, é injetado um novo dinamismo no sistema social.Grandes massas de pessoas começam a modificarsuaposição social, em grupos ou como indivíduos. Egeralmente essa modificação se dá num sentido‘ascensional’.
  15. 15. Conclusão“A cada alternação, o sistema de significados que oindivíduo adota proporciona-lhe uma explicação desua própria existência e de seu mundo, incluindo-senessa interpretação uma explicação do sistema designificados que ele abandonou. Além disso, o sistemade significados lhe oferece instrumentos para combatersuas próprias dúvidas”.
  16. 16. Referênciashttp://pt.scribd.com/doc/110035337/BERGER-Peter-L-Perspectivas-Sociologicas-uma-visao-humanisticahttp://pt.scribd.com/doc/41948524/RESUMO-1-SOCIOLOGIA

×