Métodos anticoncepcionais naturais

25,958 views

Published on

Trabalho de Biologia apresentado em abril de 2012 pelos alunos Pedro Lima e Felipe Moraes, do 8º ano do Colégio Anglo Progresso.

Published in: Health & Medicine
0 Comments
3 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
25,958
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
3
Actions
Shares
0
Downloads
159
Comments
0
Likes
3
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Métodos anticoncepcionais naturais

  1. 1. Alunos: Pedro e Felipe N° 7 e 18 Professor : Rodrigo Matéria: Biologia
  2. 2. O que são métodos contraceptivos Métodos anticoncepcionais são formas naturais ou artificiais de se evitar a gravidez. Eles devem ser usados assim que o resolve iniciar um relacionamento mais intimo e deseja evitar a gravidez
  3. 3. Para que eles servem? A prevenção da gestação não planejada é fundamental, principalmente para adolescentes e adultos jovens sexualmente ativos , que devem ser orientados precocemente, uma vez que a idade para inicio das relações sexuais está diminuindo cada vez mais, enquanto estão aumentando o número de adolescentes grávidas.
  4. 4. Quais são eles? Como saber qual usar?  A escolha do método Os métodos contraceptivo deve ser contraceptivos podem sempre personalizada ser divididos lavando-se em conta didaticamente em: fatores como idade, comportamentais, de número de filhos, compreensão e tolerância barreira, dispositivos ao método, desejo de intra-uterino(DIU), procriação e a presença de métodos hormonais e doenças crônicas que cirúrgicos possam agrava-se com o uso de determinado método
  5. 5. O que são Métodos Naturais? Os métodos naturais dispensam medicamentos ou qualquer tipo de aparelho durante a relação sexual. E não protege de nenhuma doença sexualmente transmissível.
  6. 6. O que é tabelinha? A tabelinha consiste em não manter relações sexuais nos dias férteis da mulher (período de ovulação). Num ciclo de 28 dias, o dia fértil é o 14. Para identificar o período fértil por este método é preciso fazer uma observação rigorosa do ciclo menstrual.
  7. 7. Como fazer a tabelinha? Após 6 meses de observação, deve-se calcular a diferença entre ciclo mais curto e o mais longo. Se a diferença for maior que 10 dias, a mulher não pode utilizar a Tabelinha. Exemplos de ciclos: Ciclo Menor: 27 dias Ciclo Maior : 31 dias Diferença: 04 Dias Devera diminuir 18 dias do ciclo mais curto e depois diminuir 11 do número de dias do ciclo mais longo.
  8. 8.  Exemplo: N° de dias do ciclo mais curto: 27 – 18 = 9 N° de dias do ciclo mais longo: 31 – 11= 20 O período fértil, vai do 9° ao 20° dia do ciclo menstrual. Dessa forma, se não quiser engravidar, ela não poderá manter relação sexual, durante esse período
  9. 9. Vantagens e desvantagens da Mulheres que não podem usar atabelinha tabelinha Exige um período longo de  Adolescentes observação antes de poder  Que estão entrando na ser usada. menopausa Não é possível manter relação sexual durante o  Que estão no periodo de 6 meses período fértil. de observação e montagem da Sua eficácia está tabela relacionada a um  Que pararam a pilula a pouco equilíbrio do ciclo tempo menstrual da mulher, que  Que estão amamentando poderá desregular se ela ficar doente, tiver uma  Que não pode engravidar porque emoção forte, uma correm risco de saude ou de vida depressão ou coisa  Que não tem o ciclo menstrual semelhante. regular
  10. 10. Temperatura Corporal Basal A mulher deve verificar a sua temperatura corporal da mesma maneira( oral, vaginal, retal), no mesmo horário, todas manhãs, antes de se levantar. Ela deve aprender a ler o termômetro e registrar a sua leitura em um gráfico especial. A temperatura da mulher sobe o,2° a 0,5°C no período após a ovulação (aproximadamente no meio do ciclo menstrual, para muitas mulheres).
  11. 11. Muco cervical ou Método de Billings Baseia-se na ocorrência de modificação cíclicas no muco cervical, através das quais as mulheres podem observar a se estão no período fértil. Neste caso a mulher deve pesquisar a presença do muco todos os dias, observando atentamente a sensação ocasionada pelo mesmo, buscando perceber claramente as mudanças progressivas que ocorrem. É importante interromper a atividade sexual ao menor sinal da presença do muco, após o período de secura vaginal que normalmente sucede à menstruação.
  12. 12. Vantagens é fácil de usar; simples de aprender; não necessita de drogas ou dispositivos; não apresenta efeitos colaterais; pode ser usado em qualquer etapa da vida fértil da mulher (amamentação, stress, pré-menopausa...); é moralmente aceito em todas as culturas; pode ser usado por mulheres cegas e analfabetas; o casal divide a responsabilidade no planejamento familiar.
  13. 13. Coito interrompido Coito interrompido é um método de contracepção no qual, durante a relação sexual, o pênis é removido da vagina logo antes da ejaculação, impedindo a deposição de sêmen no interior da vagina. Este método tem sido utilizado amplamente pelos últimos 2.000 anos e seu uso em 1991 foi estimado em 38 milhões de casais em todo o mundo. As taxas de falha observadas de coito interrompido variam dependendo da população estudada: estudos mostraram taxas de falhas de 15-28% por ano
  14. 14. Vantagens A vantagem do coito interrompido é a de que pode ser utilizado por qualquer pessoa que tiver vontade ou não tiver acesso a outras formas de contracepção. (Alguns homens preferem fazer isso de modo que eles protejam suas parceiras dos possíveis efeitos adversos dos contraceptivos.)[ Este método não tem custos, não requer dispositivos artificiais, não têm efeitos colaterais físicos, e pode ser praticado sem a prescrição ou consulta médica.
  15. 15. Desvantagens O coito interrompido não é eficiente na prevenção de DSTs, como HIV, já que o pré-ejaculado pode carregar partículas de vírus ou bactérias que podem infectar o parceiro se este fluido entrar em contato com membranas mucosas. Entretanto, a redução no volume dos fluidos corporais trocados durante a relação sexual pode reduzir a propensão da transmissão de doenças devido ao menor número de patógenos presentes. Este método pode ser difícil para alguns homens utilizar. A interrupção da relação sexual pode deixar os parceiros insatisfeitos, como alguns homens relataram que o ato é análogo a sair de um cinema um pouco antes do grande final de um bom filme.
  16. 16. Prevalência Mundialmente, 3% das mulheres em idade fértil confiam no método do coito interrompido como seu método contraceptivo primário. A popularidade regional do método varia amplamente, de uma baixa taxa de 1% no continente Africano até 16% na Ásia Ocidental. (Dados de pesquisas da década de 1990.) Nos Estados Unidos, 56% das mulheres em idade reprodutiva já tiveram um parceiro que usava o coito interrompido. Em 2002, 2,5% estavam usando o coito interrompido como seu método primário de contracepção
  17. 17. Bibliografia http://pt.wikipedia.org/wiki/Coito_interrompido http://pt.wikipedia.org/wiki/M%C3%A9todo_de_ovul a%C3%A7%C3%A3o_Billings http://www.afh.bio.br/reprod/reprod8.asp https://brasileiro.tripod.com/Metodos/Index.html http://boasauda.uol.com.br/lib/ShowDoc.cfm?LibDoc lD=3951&ReturnCaltD=17

×