Rui Costa define Porto Sul como tripé logístico 8 01 2014

1,069 views

Published on

Published in: News & Politics
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
1,069
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
951
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Rui Costa define Porto Sul como tripé logístico 8 01 2014

  1. 1. Rui Costa define Porto Sul, Fiol e novo aeroporto de Ilhéus como tripé logístico no Sul da Bahia O secretário estadual da Casa Civil, Rui Costa, reforçou a importância do Porto Sul, da Fiol e do novo aeroporto de Ilhéus para a região Sul da Bahia, durante entrevista à rádio Santa Cruz AM, concedida na tarde desta terça-feira (7). “O Governo da Bahia está implantando um tripé logístico capaz de transformar o potencial econômico da região. Vamos trazer indústrias e, portanto, mais empregos para a Bahia. Elas vão escolher o nosso estado como endereço, motivadas pelo barateamento do custo de transporte da produção”, disse Rui Costa. O secretário também explicou ao apresentador Jota Carlos que o Porto Sul será de acesso público. “O Estado garantirá que todos os empresários interessados tenham acesso ao porto. A gestão será privada, contudo, o uso será livre”, informou Rui Costa. O Estado da Bahia vai compor uma Sociedade de Propósito Específico (SPE) com acionistas privados para a construção e exploração de um dos terminais do Porto Sul. O processo de seleção desses acionistas teve início ontem, quando o governo baiano anunciou o lançamento do edital da SPE, que segue 60 dias em consulta pública. Sobre a Ferrovia de Integração Oeste Leste (Fiol), Rui informou que os lotes 1 ao 4, que compreendem o trecho que vai de Ilhéus a Caetité, estão em obras e possuem 10 mil funcionários em ação. Já em relação ao novo aeroporto regional de Ilhéus, o secretário disse que a localização está definida, será numa área próxima à Ceplac. “O governo está realizando procedimentos para a desapropriação do local”. São necessários cerca de 979 hectares para que seja erguido o novo aeroporto de cargas e passageiros. Ainda de acordo com Rui Costa, os investimentos para o tripé logístico devem ultrapassar R$11 bilhões. “São recursos expressivos, capazes de trazer um futuro de mais oportunidades para o Sul da Bahia”.

×