Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Apresentação teleconferência 2 t10

355 views

Published on

  • Login to see the comments

  • Be the first to like this

Apresentação teleconferência 2 t10

  1. 1. Resultados Segundo Trimestre 2010
  2. 2. Destaques 2T10 e eventos subseqüentes Início da perfuração de oito novos poços nas bacias de Campos, Santos e Parnaíba, OGX‐ Campanha  11D a OGX‐18; 11D OGX 18 Exploratória  Novas descobertas e início do processo de delimitação no sul da Bacia de Campos  Início da perfuração em três novas áreas: blocos mais ao norte da Bacia de Campos,  bacias de Santos e do Parnaíba Protocolo do Estudo de Impacto Ambiental (EIA) e do respectivo Relatórios de Impacto  do Meio Ambiente (RIMA) para a bacia de Campos no Instituto Brasileiro do Meio  Produção Ambiente e dos Recursos Renováveis (IBAMA) para a obtenção da licença prévia para a  atividade de produção de hidrocarbonetos A ii ã d i bl l ói ê b i C lô bi C Aquisição de cinco blocos exploratórios em três bacias terrestres na Colômbia: Cesar‐ Ranchería, Vale Inferior do Madalena e Vale do Médio Madalena Portfólio Início do processo de venda de participação minoritária dos blocos da Bacia de Campos Adoção do IFRS, seguindo as práticas contábeis internacionaisMercado de Mercado de Adesão voluntária ao Índice de Carbono Eficiente ( ICO2 ), estruturado a partir das  Adesão voluntária ao Índice de Carbono Eficiente (“ICO2”) estruturado a partir das Capitais ações que compõem a carteira do IBrX‐50 e  que irá considerar o grau de eficiência das  emissões de gases de efeito estufa das empresas 2
  3. 3. Resultados FiR lt d Financeiros i
  4. 4. Resultados Financeiros 2T10Adoção dos padrões internacionais de demonstrações  Principais Contascontábeis (IFRS)  2T10 2T09 1S10 R$ milResultado financeiro líquido: impactado por rendimento de  Resultado Financeiro Líquido 135.547 (107.357) 285.370aplicações financeiras, perdas líquidas realizadas em  Receita Financeira 151.292 208.017 586.935operações de hedge e efeito da marcação a mercado dos operações de hedge e efeito da marcação a mercado dos Despesa Financeira (15.745) (315.374) (301.565)instrumentos financeiros Despesa com Exploração (25.252) (12.594) (48.666) Despesa com G&A (57.120) (52.896) (121.655)Despesas de exploração: referem‐se, principalmente, a  G&A (32.757) (32 757) (24.187) (24 187) (73.063) (73 063)despesas relativas à aquisição de dados sísmicos Planos de opções de ações¹ (24.363) (28.709) (48.592)Despesas Gerais e Administrativas: aumento do quadro de  IR (5.346) (4.681) (10.393)colaboradores para 184 pessoas, gerando maiores custoscolaboradores para 184 pessoas, gerando maiores custos  Participação dos minoritários 9.960               ‐ 10.021com pessoal e de escritório; e contabilização dos planos de  Resultado Liquido 57.789 (177.528) 114.677 (1) Contabilização decorrente da adoção do IFRSopção de compra de ações outorgados pela Companhia e pelo controladorpelo controladorLucro líquido: aumento em relação ao 2T09 principalmente  R$ mildevido à redução das despesas financeiras 30/06/10 31/12/09 ΔAtivo Intangível: intensificação da campanha de perfurações  Intangível 3.159.413 2.099.559 1.059.854e mobilização de sondas utilizadas na campanha exploratória Disponibilidades 6.110.919 7.337.901 (1.226.982) 4
  5. 5. Resultados Financeiros 2T10 Evolução da Posição de Caixa e Hedge Alocação do Caixa por Instituição Sólida posição de caixa de $ , bilhões, ou US$3,4 p ç $6,1 , $ , Taxa média bruta acumulada equivalente a 105,05% q , bilhões, suficiente para cumprir todos os compromissos do CDI, gerando R$ 145 milhões de receita de exploratórios até 2013 e início do desenvolvimento da aplicação financeira no período produção Caixa investido somente em ativos de renda fixa Posição de hedge cambial de US$ 1,6 bilhão, junto a instituições financeiras de grande solidez no correspondendo a aproximadamente 15 meses de país compromissos financeiros em dólares BTG Pactual;  8,4%R$ bilhões US$ bilhões Votorantim;  Safra; 2,2%7,0 4,5 12,2% 12 2% ABC; 2,1% Santander;  Société; 2,1% 4,0 16,7%6,5 3,5 Outros; 5,2% Bradesco;  Itau Unibanco; 6,0 18,5% 32,8% 3,05,5 2,5 1T10 Abr Mai Jun Caixa em R$ Caixa em US$ * CS (1,7%), HSBC (1,4%), BNP (0,7%), LFT (1,4%) Fundos (0,1%) 5
  6. 6. Programa de SegurosPrograma Offshore Obtenção de melhores condições no programa de seguros das operações de perfuração Renegociação da apólice antes de seu vencimento resultando em uma economia estimada de US$ 1,5 milhão para os próximos 12 meses Limites Segurados (por ocorrência):  Controle de Poço: Limite de US$ 125M na bacia de Campos e US$ 250M em Santos, com franquias de US$ 10M e US$ 15M, respectivamente 15M  Responsabilidade Civil: Limite de US$ 100M com franquia de US$ 1M  Danos Materiais: Limite de US$ 30M com franquia de US$ 250kPrograma Onshore 25M), Limites Segurados (por ocorrência): Controle de Poço (US$ 60M) e Responsabilidade Civil (US$ 25M) com franquias de US$ 5M e US$ 100k, respectivamente Estas novas condições refletem o reconhecimento pelo mercado de uma campanha exploratória altamente focada na excelência operacional e segurança 6
  7. 7. Campanha Exploratória
  8. 8. Importante progresso na campanha exploratória Campos Santos ParnaíbaConcluídas as perfurações de 12 poços operados OGX‐1 OGX‐2Apela OGX e um operado pela parceira Maersk OGX‐3 OGX‐4 MRK‐2Adesde o início da campanha exploratória Concluídos OGX‐5 OGX‐6 OGX‐12Iniciada a perfuração em três novas regiões: blocos p ç g OGX‐8 OGX‐9DBmais ao norte da bacia de Campos, bacias deSantos e Parnaíba, sendo as duas primeiras já com OGX‐10 OGX‐13sucesso OGX‐14 OGX 14Seis sondas operando simultaneamente, sendo OGX‐15 OGX‐18 OGX‐11D OGX‐16cinco semi-submersíveis e uma terrestreContratadas duas novas unidades de mentoperfuração: uma semi-submersível, que estará Ocean Ocean Ocean Quest QG-1 Ambassador Lexington Em disponível a partir do terceiro trimestre e uma trimestre, andam E OGX‐7A OGX‐17jack-up para as perfurações na bacia do Pará-Maranhão Sea Ocean Star Explorer 8
  9. 9. Bacia de CamposCampos Norte Dois poços perfurados com sucesso no bloco BM‐C‐40, sendo um já  concluído (OGX‐14) e um ainda em andamento (OGX‐18), o que  pode representar a existência de uma nova província de grande  importânciaCampos Sul Concluída a perfuração dos poços OGX‐9DB e OGX‐13, sendo um Concluída a perfuração dos  poços OGX 9DB e OGX 13, sendo um  importante passo na delimitação do prospecto Vesúvio,  confirmando a presença de suas areias em ambos os poços Presença de hidrocarbonetos nas seções albiana e aptiana do OGX‐ 15 (Santa Helena), reforçando a hipótese de que a acumulação  encontrada na seção albiana está conectada à estrutura formada  entre os poços OGX‐2A (Pipeline) e OGX‐6 (Etna) 9
  10. 10. Bacia de Santos e Bacia de ParnaíbaBacia de Santos Dois poços em perfuração: OGX 11D (Natal) e OGX 17 (Belém) Dois poços em perfuração: OGX‐11D (Natal) e OGX‐17 (Belém) Identificados hidrocarbonetos líquidos de aproximadamente 41° API  e gás associado na seção santoniana do poço OGX‐11D, apontando  para uma maior atratividade do projeto Concluída a perfuração do  prospecto Niterói (OGX‐12) com volumes  não comerciais. Informações obtidas foram de grande importância  não comerciais Informações obtidas foram de grande importância para a calibração do modelo geológico da regiãoBacia do Parnaíba Iniciada a perfuração do primeiro poço terrestre da OGX Maranhão Iniciada a perfuração do primeiro poço terrestre da OGX Maranhão A perfuração do poço OGX‐16, Califórnia, foi iniciada no dia 5 de julho e  estima‐se um total de 70 dias para a conclusão A OGX Maranhão é uma Sociedade de Propósito Específico (SPE)  formada pela OGX (66,6%) e pela MPX (33,3%) 10
  11. 11. Expansão da fronteira de atuação: Colômbia Cesar‐Ranchería: três Aquisição de cinco blocos exploratórios em  blocos de alto três bacias terrestres  durante o Open Round três bacias terrestres d rante o Open Ro nd potencial ao lado da  potencial ao lado da bacia de MaracaiboColômbia 2010Bacias em diferentes estágios de maturação  g ç Vale Inferior do  Madalena: bacia em fase  d l b fcom alto potencial exploratório inicial de exploração com  campos produtoresÁrea total corresponde à 12,5 mil km²Investimentos totais de aproximadamente US$ 125 milhões ao longo dos três anos de programa exploratório inicialprograma exploratório inicial Vale do Médio Madalena:  bacia madura onde localiza‐ se o campo gigante  colombiano La Cira‐Infantas 11
  12. 12. Anexos
  13. 13. Balanço Patrimonial consolidado – R$´000De acordo com o IFRS Ativo 30/6/2010 31/12/2009 Passivo 30/6/2010 31/12/2009 Ativo Circulante           6.363.892           7.564.268 Passivo Circulante               424.495               581.406 Disponibilidades          6.110.919           7.337.901 Fornecedores               370.769               151.262 Impostos a recuperar               226.052               209.076 Impostos e contribuições a recolher                14.345                 40.116 Instrumentos financeiros  Salários e encargos trabalhistas                15.264                23.960 derivativos                        ‐                        ‐ Outros                26.921                 17.291 Instrumentos financeiros                   8.221               300.757 derivativos Outras contas a pagar Outras contas a pagar               15 896 15.896              65 311 65.311 Ativo Não Circulante           3.411.580           2.205.830 Passivo não Circulante                  (1.150)                   2.402 Estoques               230.567                 85.354 Partes relacionadas                  4.670                  2.402 Investimentos                     ‐                1.000 Participação dos minoritários Participação dos minoritários                (5.820)                     ‐ Imobilizado                21.600                 19.917 Intangível          3.159.413           2.099.559 Patrimônio Líquido           9.352.127           9.186.290 Capital Social          8.801.480           8.799.004 Reserva de capital Reserva de capital            227.315            250.569 Reservas de lucros               320.026              248.171 Ajustes acumulados de conversão                        83                        ‐ Lucros acumulados                  3.223             (111.454) Ativo Total l        9.775.472        9.770.098 Passivo Total l        9.775.472        9.770.098 13
  14. 14. Demonstração de Resultado consolidado – R$´000De acordo com o IFRS 2T10 2T09 1S10 Receitas (despesas) Operacionais Despesas com Exploração               (25.252)            (12.594)             (48.666) Despesas Gerais e Administrativas                (57.120)              (52.896)              (121.655) Resultado de equivalência patrimonial                         ‐                       ‐                        ‐ Receitas Financeiras                151.292              208.017              586.935 Despesas Financeiras Despesas Financeiras                745) (15.745) (15         (315 374) (315.374)           (301 565) (301.565) Lucro líquido antes do imposto de renda e                   53.175            (172.847)               115.049 contribuição social (‐) Imposto de renda e contribuição social                   (5.346)                 (4.681)                (10.393) Lucro líquido antes do imposto da participação  dos minoritários                  47.829            (177.528)               104.656 Participação dos minoritários                    9.960                       ‐                 10.021 Lucro líquido do exercício                  57.789            (177.528)               114.677 Quantidade de ações ao final do exercício * 3.232.423.600     32.319.606 3.232.423.600 Lucro por lote de mil ações ‐ em R$                0,01788                   (5,49)               0,03548 * Desdobramento de ações na proporção de 1:100 14

×