Successfully reported this slideshow.
ESTUDO SOBRE NEEMIAS FEITO PO DIACONO CARLOS                                  DIACONO CARLOSEste livro de Neemias é o que ...
ESTUDO SOBRE NEEMIAS FEITO PO DIACONO CARLOStempo e fora de tempo, redarguas, repreendas, exortes, com toda a longanimidad...
ESTUDO SOBRE NEEMIAS FEITO PO DIACONO CARLOS   "Todos nós devemos ser conhecedores de nossa natureza e saber que não podem...
ESTUDO SOBRE NEEMIAS FEITO PO DIACONO CARLOSrelação a todo o livro de Esdras que apresenta uma preocupação constante com a...
ESTUDO SOBRE NEEMIAS FEITO PO DIACONO CARLOSVemos aqui duas coisas. A compreensão da ruína e a confiança em Deus. Ambasenc...
ESTUDO SOBRE NEEMIAS FEITO PO DIACONO CARLOSfaxineiro seja menos importante que o pregador ou o cantor. Deus deixa claro q...
ESTUDO SOBRE NEEMIAS FEITO PO DIACONO CARLOSem desejos carnais.O Apóstolo estava preocupado com os pensamentos e anseios d...
ESTUDO SOBRE NEEMIAS FEITO PO DIACONO CARLOSeste ensino com muito cuidado e carinho para que jamais venhamos a permitir qu...
ESTUDO SOBRE NEEMIAS FEITO PO DIACONO CARLOSmundo? Você percebe claramente que é um santo separado para Deus? Que guardasv...
ESTUDO SOBRE NEEMIAS FEITO PO DIACONO CARLOSdeve andar apartado da comunhão dos irmãos; “No lugar onde ouvirdes o som dabu...
ESTUDO SOBRE NEEMIAS FEITO PO DIACONO CARLOSentre os mais ricos e os mais pobres entre o povo Judeu, de forma que ninguém ...
ESTUDO SOBRE NEEMIAS FEITO PO DIACONO CARLOSDeixemos este ganho”. Aqui vemos que Neemias também poderia explorar anecessid...
ESTUDO SOBRE NEEMIAS FEITO PO DIACONO CARLOSNe.6:1 - “Ouvindo Sambalate...e o resto de nossos inimigos, que eu tinha edifi...
ESTUDO SOBRE NEEMIAS FEITO PO DIACONO CARLOSdestruir Jerusalém, mas ter a liberdade de entrar nela quando bem quisesse,por...
ESTUDO SOBRE NEEMIAS FEITO PO DIACONO CARLOSNe.6:15 e 16 - Acabou-se, pois, o muro aos vinte e cinco do mês de Elul; emcin...
ESTUDO SOBRE NEEMIAS FEITO PO DIACONO CARLOStemente a Deus, mais do que muitos. Que maravilhosa característica esta que,al...
ESTUDO SOBRE NEEMIAS FEITO PO DIACONO CARLOSfilhos de Hasufa, os filhos de Tabaote, Os filhos de Queros, os filhos de Sia,...
ESTUDO SOBRE NEEMIAS FEITO PO DIACONO CARLOScomessem das coisas sagradas” (Ne.7: 65b). Jamais comerão da Árvore da Vida. É...
ESTUDO SOBRE NEEMIAS FEITO PO DIACONO CARLOSpediram ao sacerdote que lesse e explicasse a Palavra perante todos que tinham...
ESTUDO SOBRE NEEMIAS FEITO PO DIACONO CARLOSsempre nos impulsiona à conversão e mudança de direção. O povo escolhido, a Ig...
ESTUDO SOBRE NEEMIAS FEITO PO DIACONO CARLOS(Lev.23: 39a43).Para que possamos entender a tipologia, para a Igreja, que est...
ESTUDO SOBRE NEEMIAS FEITO PO DIACONO CARLOSpara a mesma.Ne.9:5 a 8 - E os levitas, Jesuá, Cadmiel, Bani, Hasabnéias, Sere...
ESTUDO SOBRE NEEMIAS FEITO PO DIACONO CARLOSseco; e lançaste os seus perseguidores nas profundezas, como uma pedra nas águ...
ESTUDO SOBRE NEEMIAS FEITO PO DIACONO CARLOSque protestavam contra eles, para que voltassem para ti; assim fizeram grandes...
ESTUDO SOBRE NEEMIAS FEITO PO DIACONO CARLOSconsequências.Neemias Capítulo 10  "...Fica claro e inquestionável que ninguém...
ESTUDO SOBRE NEEMIAS FEITO PO DIACONO CARLOSconcessões com mundo, não imitamos seus costumes, seu formato ou sua cultura,a...
Este livro de neemias é o que nos mostra o povo de deus pela última vez no velho testamento
Este livro de neemias é o que nos mostra o povo de deus pela última vez no velho testamento
Este livro de neemias é o que nos mostra o povo de deus pela última vez no velho testamento
Este livro de neemias é o que nos mostra o povo de deus pela última vez no velho testamento
Este livro de neemias é o que nos mostra o povo de deus pela última vez no velho testamento
Este livro de neemias é o que nos mostra o povo de deus pela última vez no velho testamento
Este livro de neemias é o que nos mostra o povo de deus pela última vez no velho testamento
Este livro de neemias é o que nos mostra o povo de deus pela última vez no velho testamento
Este livro de neemias é o que nos mostra o povo de deus pela última vez no velho testamento
Este livro de neemias é o que nos mostra o povo de deus pela última vez no velho testamento
Este livro de neemias é o que nos mostra o povo de deus pela última vez no velho testamento
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Este livro de neemias é o que nos mostra o povo de deus pela última vez no velho testamento

8,826 views

Published on

  • Be the first to comment

Este livro de neemias é o que nos mostra o povo de deus pela última vez no velho testamento

  1. 1. ESTUDO SOBRE NEEMIAS FEITO PO DIACONO CARLOS DIACONO CARLOSEste livro de Neemias é o que nos mostra o povo de Deus pela última vez no velhotestamento, por isso sua grande importância para nós que vivemos os últimos dias daIgreja sobre a terra.Malaquias foi contemporâneo de Neemias. O provável ano em que Esdras vai paraJerusalém é 457a.C. Neemias tem seu tempo provável de 444 a 425 a.C. desta forma,apesar de ambos terem ido para Jerusalém com uma diferença de dez anos, éprovável que tenham trabalhado juntos por algum tempo, como veremos no capítulo8 de Neemias em que Esdras lê o livro da lei. Algo importante a se realçar neste livroé: Qual é a grande característica moral de Neemias se não o senso do estado deRUÍNA em que se encontrava O POVO DE DEUS? Neemias possuía profunda convicçãoacerca do PECADO que os havia levado ao estado de cativeiro, conhecia bem osdesígnios do Senhor, a glória que haviam perdido como único povo de Deus sobre aface da terra, agora, porém, em terrível estado de abandono. Em face de todo estequadro, Neemias se volta para o remanescente e para a restauração, ele sabia quecorações arrependidos sempre podem contar com o favor de Deus. Sempre devemoscompreender a misericórdia e fidelidade de Deus, apesar da extensão da ruína.Neemias 1:1 a 4 – As palavras de Neemias, filho de Hacalias. E sucedeu no mês deQuislev, no ano vigésimo, estando eu em Susã, a fortaleza,Que veio Hanani, um demeus irmãos, ele e alguns de Judá; e perguntei-lhes pelos judeus que escaparam, eque restaram do cativeiro, e acerca de Jerusalém. E disseram-me: Os restantes, queficaram do cativeiro, lá na província estão em grande miséria e desprezo; e o murode Jerusalém fendido e as suas portas queimadas a fogo. E sucedeu que, ouvindo euestas palavras, assentei-me e chorei, e lamentei por alguns dias; e estive jejuando eorando perante o Deus dos céus. Aqui podemos ver a reação de Neemias frente àsnotícias que foram dadas acerca do povo de Deus. Sabemos que a Igreja é, em nossosdias, o povo de Deus sobre a terra. É fácil perceber que muitos acontecimentosassolam a Igreja atualmente, fazendo com que a casa de Deus esteja em grandeopróbrio e a casa de oração mais pareça uma casa de diversão nos países livres,enquanto que, nos países onde há perseguição, nossos irmãos passam por grandesmisérias e sofrimentos pela ausência de recursos! Diante disso qual deve ser nossaatitude? Será que, como Paulo, poderemos dizer: Saiba disto: nos últimos diassobrevirão tempos terríveis. Porque haverá homens amantes de si mesmos,avarentos, presunçosos, soberbos, blasfemos, desobedientes a pais e mães, ingratos,profanos.....mais amigos dos prazeres do que amigos de Deus......Tu, porém, tensseguido a minha doutrina, modo de viver, intenção, fé, longanimidade, amor,paciência, perseguições e aflições tais quais me aconteceram em Antioquia, Icônio eListra; Quantas perseguições sofri, mas o Senhor de todas me livrou; E também todosque piamente(com zelo religioso) querem viver em Cristo Jesus padecerãoperseguições......tu, porém, permanece naquilo que aprendeste, e de que fostesinteirado, sabendo de quem o tens aprendido...Pregues a Palavra, instes (insista) aDIACONO CARLOS DA ASSEMBLEIA DE DEUS Página 1
  2. 2. ESTUDO SOBRE NEEMIAS FEITO PO DIACONO CARLOStempo e fora de tempo, redarguas, repreendas, exortes, com toda a longanimidade edoutrina. Porque virá tempo em que não suportarão a sã doutrina(o puro ensino daBíblia); mas tendo comichão nos ouvidos, amontoarão para si doutores conforme assuas próprias paixões(desejos) e desviarão os ouvidos da Verdade, voltando àsfábulas(encenações, fantasias, criatividade humana e agitações ao invés do cultoreverente a Deus). Mas tu, sê sóbrio(consciente)em tudo, sofre as aflições, faze aobra de um evangelista, cumpre o teu ministério. (IITim.3:1a4,10a12,14.IITim.4:2a5).Neemias 1:5 a 8 – E disse: Ah! SENHOR Deus dos céus, Deus grande e terrível! Queguarda a aliança e a benignidade para com aqueles que o amam e guardam os seusmandamentos; Estejam, pois, atentos os teus ouvidos e os teus olhos abertos, paraouvires a oração do teu servo, que eu hoje faço perante ti, dia e noite, pelos filhosde Israel, teus servos; e faço confissão pelos pecados dos filhos de Israel, que temoscometido contra ti; também eu e a casa de meu pai temos pecado. De todo noscorrompemos contra ti, e não guardamos os mandamentos, nem os estatutos, nem osjuízos, que ordenaste a Moisés, teu servo. Lembra-te, pois, da palavra que ordenastea Moisés, teu servo, dizendo: Vós transgredireis, e eu vos espalharei entre os povos...“Deus que guarda a benignidade para com aqueles que o amam” . Esta é umatremenda característica de nosso Deus. Vemos claramente que Neemias se incluientre o povo, ele não diz que apenas o povo tinha pecado, ele diz nós temos pecadoe esta deve ser a atitude de todos os crentes em relação à Igreja, somos um corpo etemos que zelar pela Igreja como um todo e orar uns pelos outros, e também vigiarpelos pecados que porventura estejam assolando a Igreja. Lv.26: 33- Neemias estáorando e citando a Deus as Palavras da Bíblia.Neemias 1: 9 – E vós vos convertereis a mim, e guardareis os meus mandamentos, eos cumprireis; então, ainda que os vossos rejeitados estejam na extremidade do céu,de lá os ajuntarei e os trarei ao lugar que tenho escolhido para ali fazer habitar omeu nome. Dt.30:1 a 5 – A promessa feita aos obedientes.Neemias 1:10 e 11 – Eles são teus servos e o teu povo que resgataste com a tuagrande força e com a tua forte mão. Ah! Senhor, estejam, pois, atentos os teusouvidos à oração do teu servo, e à oração dos teus servos que desejam temer o teunome; e faze prosperar hoje o teu servo, e dá-lhe graça perante este homem. Entãoera eu copeiro do rei... “A oração de Teus servos que desejam temer o Teu nome”.Aqui podemos ver o entendimento e o valor que Neemias dava ao temos do Senhor.Muito se tem argumentado que, a favor de uma suposta intimidade com Deus, nós opodemoschamar de paizinho e nos referir a Ele tratando-o de você ou de “o cara lá decima”; Parece-me que isso apenas reflete um total desconhecimento da santidade eda grandeza de Deus e da referência devida a Ele. Muitos dizem que o Senhor Jesusse dirigia ao Pai como Aba, ou seja, paizinho... talvez, este seja até um argumentoválido, mas não impediu que, derramando gotas de sangue, em total desespero eangústia, o Senhor Jesus pedisse: “Pai, se possível afasta de mim este cálice” e,ainda assim, tivesse ouvido, do Pai, um definitivo não, porque Sua soberana justiçaexigia a oferta. Sabemos que o Senhor Jesus não tinha pecado algum e Suaintimidade com o Pai era completa, ainda assim, aprendeu a obediência por aquiloque sofreu (Hb5: 8). Olhando para meu próprio coração, será que me encontro nacondição de chamar o Pai de você, quando nem Jesus fez isso?Neemias Capítulo 2DIACONO CARLOS DA ASSEMBLEIA DE DEUS Página 2
  3. 3. ESTUDO SOBRE NEEMIAS FEITO PO DIACONO CARLOS "Todos nós devemos ser conhecedores de nossa natureza e saber que não podemos brincar com nossa carne, pois ela facilmente levantará seus clamoresmundanos e nos levará à escravidão. Em todo o universo só existem duas classesde pessoas: Aquelas que são servas de Deus e aquelas que são servas do pecado (IIPedro2:19)". Ne.2:1 a 2 - SUCEDEU, pois, no mês de Nisã, no ano vigésimo do rei Artaxerxes, queestava posto vinho diante dele, e eu peguei o vinho e o dei ao rei; porém eu nuncaestivera triste diante dele.2 E o rei me disse: Por que está triste o teu rosto, pois não estás doente? Não é istosenão tristeza de coração; então temi sobremaneira... “Então temi sobremaneira”.Aqui vemos um fato interessante, pois os servos do rei sempre deveriam mostraralegria na presença do rei, demonstrando assim o quanto o rei era importante eamado pelos seus servos. Um servo que assim não fizesse poderia ser morto, por issoNeemias sabia o grande perigo que corria por simplesmente estar triste.Ne.2: 3 - E disse ao rei: Viva o rei para sempre! Como não estaria triste o meu rosto,estando a cidade, o lugar dos sepulcros de meus pais, assolada, e tendo sidoconsumidas as suas portas a fogo?O rei poderia pensar que Neemias poderia estarconspirando contra ele e que sua tristeza era fruto da consciência pesada pelatraição. Muitos pensamentos poderiam subir ao coração do rei, Neemias então, vaidireto ao assunto: “Como não estaria triste quando a cidade do sepulcro de meuspais está destruída?” Ele entendia e valorizava tudo que Deus, através da história,havia feito pelo Seu povo na cidade que representava a glória de Deus na terra. Eleentendia que esquecer as tradições e a cultura que Deus havia construído no povoSanto seria um grande erro.Ne.2: 4 - E o rei me disse: Que me pedes agora? Então orei ao Deus dos céus. Étremendo ver que Neemias ao invés de simplesmente fazer um pedido ao rei humano,ele, primeiramente, se dirige ao Rei do Universo, ele ora a Deus, ele honra a Deus,glorifica a Deus e sabe que o coração do rei humano está nas mãos de Deus (Pv.21:1).Ne.2:5 a 8 - E disse ao rei: Se é do agrado do rei, e se o teu servo é aceito em tuapresença, peço-te que me envies a Judá, à cidade dos sepulcros de meus pais, paraque eu a reedifique. Então o rei me disse, estando a rainha assentada junto a ele:Quanto durará a tua viagem, e quando voltarás? E aprouve ao rei enviar-me,apontando-lhe eu um certo tempo. Disse mais ao rei: Se ao rei parece bem, dêem-se-me cartas para os governadores dalém do rio, para que me permitam passar até quechegue a Judá. Como também uma carta para Asafe, guarda da floresta do rei, paraque me dê madeira para cobrir as portas do paço da casa, para o muro da cidade epara a casa em que eu houver de entrar. E o rei mas deu, segundo a boa mão de Deussobre mim. Vemos claramente no verso 8 que Neemias possui uma evidentepreocupação com os muros da cidade. Esta é uma diferença muito interessante emDIACONO CARLOS DA ASSEMBLEIA DE DEUS Página 3
  4. 4. ESTUDO SOBRE NEEMIAS FEITO PO DIACONO CARLOSrelação a todo o livro de Esdras que apresenta uma preocupação constante com areconstrução do templo e do lugar de adoração. Entendemos que ambas as coisas sãoimportantes, que a adoração no templo é muito importante, mas que não é maisimportante que a adoração diária de uma vida santa, realçada e protegida por fortesmuros que separam o crente do mundo e do pecado. Todos nós devemos serconhecedores de nossa natureza e saber que não podemos brincar com nossa carne,pois ela facilmente levantará seus clamores mundanos e nos levará à escravidão. Emtodo o universo só existem duas classes de pessoas: Aquelas que são servas de Deus eaquelas que são servas do pecado (IIPedro2:19). Cedo ou tarde, seremos vencidos edominados por um destes senhores, ninguém é livre, nem pode servir a doisSenhores, ou amará a um e odiará o outro, ou se devotará a um e desprezará o outro(Mt.6: 24).Temos hoje que decidir a quem serviremos!Ne.2:9 a 11- Então fui aos governadores dalém do rio, e dei-lhes as cartas do rei; e orei tinha enviado comigo capitães do exército e cavaleiros. O que ouvindo Sambalate,o horonita, e Tobias, o servo amonita, lhes desagradou extremamente que alguémviesse a procurar o bem dos filhos de Israel. E cheguei a Jerusalém, e estive ali trêsdias. Incrível como os inimigos de Deus não podem aceitar a Luz que emana do povosanto. Como disse o Senhor Jesus: “O mundo não vos pode odiar, mas ele me odeia amim, porquanto dele testifico que as suas obras são más” (João7:7).Ne.2:12 a 14- E de noite me levantei, eu e poucos homens comigo, e não declarei aninguém o que o meu Deus me pôs no coração para fazer em Jerusalém; e não haviacomigo animal algum, senão aquele em que estava montado. E de noite saí pelaporta do vale, e para o lado da fonte do dragão, e para a porta do monturo, econtemplei os muros de Jerusalém, que estavam fendidos, e as suas portas, quetinham sido consumidas pelo fogo. E passei à porta da fonte, e ao tanque do rei; enão havia lugar por onde pudesse passar o animal em que estava montado...“Nãodeclarei a ninguém o que o meu Deus me pôs no coração”. Nesta frase podemos ver aintimidade de Neemias e a dependência que ele possuía de Deus. Antes depreocupar-se com a opinião e as vontades das pessoas, ele olhava e se preocupavacom Deus, queria agradar a Deus, sabia que em Deus poderia alcançar tudo queprecisasse e que conforme a Boa e perfeita Vontade de Deus também cativaria aspessoas certas na hora certa. Ele atua com verdadeira e santa estratégia, avaliandoas ruínas e medindo todo o trabalho que deveria ser feito, e esperava no Senhor aforma como teria que atuar.Ne.2:15 a 16 - Ainda, de noite subi pelo ribeiro e contemplei o muro; e, virandoentrei pela porta do vale; assim voltei. E não souberam os magistrados aonde eu foranem o que eu fazia; porque ainda nem aos judeus, nem aos sacerdotes, nem aosnobres, nem aos magistrados, nem aos mais que faziam a obra, até então tinhadeclarado coisa alguma... “Os magistrados e os nobres”. Neemias mantinha suaposição e sua discrição diante de qualquer pessoa e não pretendia privilegiar um ououtro por causa de sua posição social. Ele levantava a noite, e sem chamar a atençãoavaliava o trabalho e colocava tudo diante de Deus. Ele sabia que quando Deus dessea ordem e a forma de fazer, daí então ele poderia entrar em ação e chamar asdemais pessoas.Ne.2:17 a 18 – Então lhes disse: Bem vedes vós a miséria em que estamos, queJerusalém está assolada, e que as suas portas têm sido queimadas a fogo; vinde,pois, e reedifiquemos o muro de Jerusalém, e não sejamos mais um opróbrio. Entãolhes declarei como a mão do meu Deus me fora favorável, como também as palavrasdo rei, que ele me tinha dito; então disseram: Levantemo-nos, e edifiquemos. Eesforçaram as suas mãos para o bem.DIACONO CARLOS DA ASSEMBLEIA DE DEUS Página 4
  5. 5. ESTUDO SOBRE NEEMIAS FEITO PO DIACONO CARLOSVemos aqui duas coisas. A compreensão da ruína e a confiança em Deus. Ambasenchiam o coração de Neemias e podemos ver o efeito disso no coração dos simples:“Levantemos e edifiquemos”, foi a resposta que deram e “esforçaram as suas mãospara o bem”.Ne.2:19 a 20 - O que ouvindo Sambalate, o horonita, e Tobias, o servo amonita, eGesém, o árabe, zombaram de nós, e desprezaram-nos, e disseram: Que é isto quefazeis? Quereis rebelar-vos contra o rei? Então lhes respondi, e disse: O Deus dos céusé o que nos fará prosperar: e nós, seus servos, nos levantaremos e edificaremos; masvós não tendes parte, nem justiça, nem memória em Jerusalém. Neemias estavapronto a reedificar os muros de Jerusalém que representava a separação do mundoímpio. Os mundanos zombavam e até os acusavam de estarem se rebelando contra ogoverno do mundo, mas Neemias mantinha sua posição e deixava claro que na obrade Deus não existe a participação do mundo e da carne. “Vós não tendes parte, nemjustiça, nem memória em Jerusalém”.Neemias Capítulo 3 "...deveriam manter, com toda a disciplina, os seus pensamentos e ações em toda a Verdade e honestidade. Jamais deveriam deixar seus pensamentos em vôos livres e em desejos carnais".Ne.3: 1 e 2 – E LEVANTOU-SE Eliasibe, o sumo sacerdote, com os seus irmãos, ossacerdotes, e reedificaram a porta das ovelhas, a qual consagraram; e levantaram assuas portas, e até à torre de Meá consagraram, e até à torre de Hananel. E junto aele edificaram os homens de Jericó; também ao seu lado edificou Zacur, filho deImri. Aqui o Senhor nos mostra como é grande sua graça e seu amor para conosco emtomar nota da obra de cada um em cada detalhe e do caráter distinto de cada uma.Deus deixa claro que cada um terá de trabalhar em um local e em um aspecto daobra. Aqui os mais diferentes dons serão manifestos.Ne.3: 3 e 4 – E a porta do peixe edificaram os filhos de Hassenaá; a qualemadeiraram, e levantaram as suas portas com as suas fechaduras e os seusferrolhos. E ao seu lado reparou Meremote, filho de Urias, o filho de Coz; e ao seulado reparou Mesulão, filho de Berequias, o filho de Mesezabeel; e ao seu ladoreparou Zadoque, filho de Baana. O Senhor prepara cada homem e mulher para umaobra específica, o Senhor mesmo concede o dom, o talento e a capacidade, jamaisdevemos pensar que um trabalho por aparecer mais, ou por ter mais notoriedade naIgreja, seja mais importante de outro que aparece menos; não devemos pensar que oDIACONO CARLOS DA ASSEMBLEIA DE DEUS Página 5
  6. 6. ESTUDO SOBRE NEEMIAS FEITO PO DIACONO CARLOSfaxineiro seja menos importante que o pregador ou o cantor. Deus deixa claro que naobra Dele, é Ele quem escolhe e capacita os trabalhadores (Êxodo 31:1a5).Ne.3: 5 – E ao seu lado repararam os tecoítas; porém os seus nobres não submeterama cerviz ao serviço de seu senhor. O Senhor nosso Deus tem o cuidado de registrar otrabalho de seus servos e é muito terrível quando, do Senhor, alguém recebe umarepreensão como esta: “os seus nobres não submeteram a cerviz ao serviço de seuSenhor”.Ne.3: 6 a 12 – E a porta velha repararam-na Joiada, filho de Paséia, e Mesulão, filhode Besodias; estes a emadeiraram, e levantaram as suas portas com as suasfechaduras e os seus ferrolhos. E ao seu lado repararam Melatias, o gibeonita, eJadom, meronotita, homens de Gibeom e Mizpá, que pertenciam ao domínio dogovernador dalém do rio. Ao seu lado reparou Uziel, filho de Haraías, um dos ourives;e ao seu lado reparou Hananias, filho de um dos boticários; e fortificaram aJerusalém até ao muro largo. E ao seu lado reparou Refaías, filho de Hur, líder dametade de Jerusalém. E ao seu lado reparou Jedaías, filho de Harumafe, e defrontede sua casa e ao seu lado reparou Hatus, filho de Hasabnéias. A outra porção reparouMalquias, filho de Harim, e Hasube, filho de Paate-Moabe; como também a torre dosfornos. E ao seu lado reparou Sallum, filho de Haloés, líder da outra meia parte deJerusalém, ele e suas filhas...“Salúm, filho de Haloés....ele e suas filhas”. Aqui,podemos ver o trabalho das mulheres sendo lembrado pelo Senhor. O Espírito Santoregistra o trabalho muito importante das mulheres que seguiam ao Senhor Jesus emseu ministério terreno, como: “E algumas mulheres que haviam sido curadas deespíritos malignos e de enfermidades: Maria, chamada Madalena, da qual saíram setedemônios; E Joana, mulher de Cuza, procurador de Herodes, e Suzana, e muitasoutras que o serviam COM SEUS BENS” (lucas 8:1a3). Podemos ver também areferência feita pelo Apóstolo Paulo a Sínteque e Evódia no que se refere às perdas eas aflições que os crentes devem enfrentar no mundo por causa do evangelho deNosso Senhor: Começando no capítulo 3 de Filipenses, Paulo assim escreve:Filp.3: 7 e 8- Mas, o que para mim era ganho, reputei-o perda por Cristo. E, naverdade, tenho também por perda todas as coisas, pela excelência do conhecimentode Cristo Jesus; pelo qual sofri a perda de todas estas coisas, e as considero comoescória, para que possa ganhar a Cristo. Paulo deixava claro o quanto ele estavadesapegado das coisas do mundo e então ele conclui seu pensamento dizendo: Fil.3:20 e 21- Mas a nossa cidade está no céu, de onde também, esperamos o Salvador, oSenhor Jesus Cristo, que transformará nosso corpo abatido para ser conforme o Seucorpo Glorioso, segundo Seu eficaz poder de sujeitar também a Si todas as coisas.Fil.4: 1 – “Portanto, meus amados e mui queridos irmãos.....estai assim firmes noSenhor. Rogo a Evódia e rogo a Sínteque, que sintam o mesmo no Senhor. Peço-tetambém a ti, meu verdadeiro companheiro, que ajudes essas mulheres quetrabalharam comigo no evangelho, e com Clemente, e com os outros cooperadores,cujos nomes estão no livro da vida”. Vemos que este era um período de grandesperseguições e sofrimentos para aqueles que se convertiam e muitos perdiam seusempregos e seus bens. O apóstolo Paulo fala no capítulo 3 de suas perdas; no capítulo4 de Filipenses, ele exorta essas mulheres que sentissem o mesmo e que seregozijassem sempre no Senhor (Fil.4: 4). Que a retidão e honestidade delas fossemvistos por todos os homens (4: 5) e que ninguém ficasse inquieto, mas que tudolevassem a Deus em orações e súplicas (4: 6), porque a paz de Deus que excede todoo entendimento os consolaria diante de todo sofrimento (4: 7) e finalmente elesdeveriam manter, com toda a disciplina, os seus pensamentos e ações em toda aVerdade e honestidade. Jamais deveriam deixar seus pensamentos em vôos livres eDIACONO CARLOS DA ASSEMBLEIA DE DEUS Página 6
  7. 7. ESTUDO SOBRE NEEMIAS FEITO PO DIACONO CARLOSem desejos carnais.O Apóstolo estava preocupado com os pensamentos e anseios dessas mulheres quetrabalhariam auxiliando o ministério dele. Elas deveriam fazer o trabalho de auxílio ecooperação, isso não significa que elas pregassem o evangelho da mesma forma que oapóstolo, pois as mulheres só poderiam ensinar outras mulheres (Tito2: 3e4). Asmulheres jamais poderiam ensinar aos homens (ITim.2:10a12 e ICor.14:33).Ne.3: 9 a 22 – E ao seu lado reparou Refaías, filho de Hur, líder da metade deJerusalém. E ao seu lado reparou Jedaías, filho de Harumafe, e defronte de sua casae ao seu lado reparou Hatus, filho de Hasabnéias. A outra porção reparou Malquias,filho de Harim, e Hasube, filho de Paate-Moabe; como também a torre dos fornos. Eao seu lado reparou Sallum, filho de Haloés, líder da outra meia parte de Jerusalém,ele e suas filhas. A porta do vale reparou-a Hanum e os moradores de Zanoa; estes aedificaram, e lhe levantaram as portas com as suas fechaduras e os seus ferrolhos,como também mil côvados do muro, até a porta do monturo. E a porta do monturoreparou-a Malquias, filho de Recabe, líder do distrito de Bete-Haquerem; este aedificou, e lhe levantou as portas com as suas fechaduras e os seus ferrolhos. E aporta da fonte reparou-a Salum, filho de Col-Hosé, líder do distrito de Mizpá; este aedificou, e a cobriu, e lhe levantou as portas com as suas fechaduras e os seusferrolhos, como também o muro do tanque de Hasselá, ao pé do jardim do rei, e atéaos degraus que descem da cidade de Davi. Depois dele edificou Neemias, filho deAzbuque, líder da metade de Bete-Zur, até defronte dos sepulcros de Davi, até aotanque artificial e até à casa dos valentes. Depois dele repararam os levitas, Reum,filho de Bani; ao seu lado reparou Hasabias, líder da metade de Queila, no seudistrito. Depois dele repararam seus irmãos, Bavai, filho de Henadade, líder da outrameia parte de Queila. Ao seu lado reparou Ezer, filho de Jesuá, líder de Mizpá, outraporção, defronte da subida à casa das armas, à esquina. Depois dele reparou comgrande ardor Baruque, filho de Zabai, outra medida, desde a esquina até à porta dacasa de Eliasibe, o sumo sacerdote. Depois dele reparou Meremote, filho de Urias, ofilho de Coz, outra porção, desde a porta da casa de Eliasibe, até à extremidade dacasa de Eliasibe. E depois dele repararam os sacerdotes que habitavam na campina.Aqui vemos que cada um, mesmo os sacerdotes, davam sua contribuição para areconstrução dos muros. No verso 20 vemos que: “reparou com grandeardor(esforço) Baruki, filho de Zabai”.Ne.3: 23 a 32 – Depois reparou Benjamim e Hasube, defronte da sua casa; depois delereparou Azarias, filho de Maaséias, o filho de Ananias, junto à sua casa. Depois delereparou Binui, filho de Henadade, outra porção, desde a casa de Azarias até àesquina, e até ao canto. Palal, filho de Uzai, reparou defronte da esquina, e a torreque sai da casa real superior, que está junto ao pátio da prisão; depois dele Pedaías,filho de Parós. E os servidores do templo que habitavam em Ofel, até defronte daporta das águas, para o oriente, e até à torre alta. Depois repararam os tecoítasoutra porção, defronte da torre grande e alta, e até ao muro de Ofel. Desde acimada porta dos cavalos repararam os sacerdotes, cada um defronte da sua casa. Depoisdeles reparou Zadoque, filho de Imer, defronte da sua casa; e depois dele reparouSemaías, filho de Secanias, guarda da porta oriental. Depois dele reparou Hananias,filho de Selemias, e Hanum, filho de Zalafe, o sexto, outra porção; depois delereparou Mesulão, filho de Berequias, defronte da sua câmara. Depois dele reparouMalquias, filho de um ourives, até à casa dos servidores do templo e mercadores,defronte da porta de Mifcade, e até à câmara do canto. E entre a câmara do canto ea porta das ovelhas, repararam os ourives e os mercadores. Finalmente, concluímosacerca da grande preocupação de Deus com a reparação dos muros de sua CidadeSanta, de Seu povo Santo, de Sua Igreja Santa....Cremo que o Espírito Santo preparouDIACONO CARLOS DA ASSEMBLEIA DE DEUS Página 7
  8. 8. ESTUDO SOBRE NEEMIAS FEITO PO DIACONO CARLOSeste ensino com muito cuidado e carinho para que jamais venhamos a permitir que osmuros fiquem rotos e cheios de rachaduras, mas que o povo de Deus vigie e trabalhecom vigor e ardor afim de edificar o forte muro que deixará o mundanismo do ladode fora.Neemias Capítulo 4 "Você tem colocado guardas em seu coração contra os valores, conceitos e sonhos deste mundo? Você percebe claramente que é um santo separado paraDeus? Que guardas você tem colocado em seus olhos para que jamais sua mente venha a ser conformada com este século ou mundo?"Ne.4:1 a 3 - E SUCEDEU que, ouvindo Sambalate que edificávamos o muro, ardeu emira, e se indignou muito; e escarneceu dos judeus. E falou na presença de seusirmãos, e do exército de Samaria, e disse: Que fazem estes fracos judeus? Permitir-se-lhes-á isto? Sacrificarão? Acabá-lo-ão num só dia? Vivificarão dos montões do pó aspedras que foram queimadas? E estava com ele Tobias, o amonita, e disse: Ainda queedifiquem, contudo, vindo uma raposa, derrubará facilmente o seu muro de pedra.Aqui está a condição do povo de Deus que deve edificar os muros de separação com omundo. Essa atitude incomoda muito os inimigos de Deus. Eles acusam os servos deDeus de serem fracos e dizem que jamais conseguiremos edificar essa separação.Ne.4:4 a 6 - Ouve, ó nosso Deus, que somos tão desprezados, e torna o seu opróbriosobre a sua cabeça, e dá-los por presa, na terra do cativeiro. E não cubras a suainiqüidade, e não se risque de diante de ti o seu pecado, pois que te irritaram napresença dos edificadores. Porém edificamos o muro, e todo o muro se fechou atésua metade; porque o coração do povo se inclinava a trabalhar. Esta deve ser aresposta dos crentes: “Ouve ó nosso Deus que somos tão desprezados”. Nós somosdesprezados porque andamos por fé e nossas ações são ações de fé que desafiam alógica dos resultados do mundo. O mundo trabalha com metas e padrões que lhe sãopróprios, os crentes trabalham de forma “louca”, de forma sobrenatural, esperandoresultados eternos e não materiais.Ne.4:7 a 9 - E sucedeu que, ouvindo Sambalate e Tobias, e os árabes, os amonitas, eos asdoditas, que tanto ia crescendo a reparação dos muros de Jerusalém, que já asroturas se começavam a tapar, iraram-se sobremodo, E ligaram-se entre si todos,para virem guerrear contra Jerusalém, e para os desviarem do seu intento. Porémnós oramos ao nosso Deus e pusemos uma guarda contra eles, de dia e de noite, porcausa deles. O mundo reúne suas forças contra os servos de Deus. São maiores emnúmero e possuem uma estratégia de fazer o povo de Deus perder o foco daconstrução do muro que divide os cidadãos celestiais dos cidadãos do mundo. “Porémoramos ao Nosso Deus e pusemos uma guarda contra eles, de dia e de noite”. Vocêtem colocado guardas em seu coração contra os valores, conceitos e sonhos desteDIACONO CARLOS DA ASSEMBLEIA DE DEUS Página 8
  9. 9. ESTUDO SOBRE NEEMIAS FEITO PO DIACONO CARLOSmundo? Você percebe claramente que é um santo separado para Deus? Que guardasvocê tem colocado em seus olhos para que jamais sua mente venha a serconformada com este século ou mundo? (Rom.12: 1e2).Ne.4:10 - Então disse Judá: Já desfaleceram as forças dos carregadores, e o pó émuito, e nós não poderemos edificar o muro...“O pó é muito”. É muito trabalhosa areconstrução, muitos desistem e querem viver no mundo sem barreiras.Ne.4:11 - Disseram, porém, os nossos inimigos: Nada saberão disto, nem verão, atéque entremos no meio deles, e os matemos; assim faremos cessar a obra. Aestratégia do inimigo nunca muda: “Nada saberão disto, nem verão(ouperceberão), até que entremos no meio deles, e os matemos”. Esta tática do mundoé muito antiga, sorrateira e perspicaz. Ele entra no meio do povo de Deus, sem que opovo de Deus perceba, finge estar ajudando, finge ser amigo, e quando o povo sedistrai com muitos afazeres e pouca oração, dá o golpe fatal e mata o povoespiritualmente restando apenas um ativismo humanista que parece cristianismo,mas não passa de uma entidade social filantrópica com poder para salvar o corpo, eperder a alma. A Igreja deve sempre fazer boas obras sociais, e como disse o Senhor:“Deveis, porém, fazer estas coisas, e não omitir aquelas” (Mt.23: 23).Ne.4:12 a 14 - E sucedeu que, vindo os judeus que habitavam entre eles, dez vezesnos disseram: De todos os lugares, tornarão contra nós. Então pus guardas nos lugaresbaixos por detrás do muro e nos altos; e pus ao povo pelas suas famílias com as suasespadas, com as suas lanças, e com os seus arcos. E olhei, e levantei-me, e disse aosnobres, aos magistrados, e ao restante do povo: Não os temais; lembrai-vos dogrande e terrível Senhor, e pelejai pelos vossos irmãos, vossos filhos, vossas mulherese vossas casas. Não nos rendermos ao mundo, como Neemias: “Então pus guardas noslugares baixos por detrás do muro e nos altos; e pus o povo pelas suas famílias comsuas espadas, com suas lanças, e com seus arcos”. O povo deve estar muito bemarmado com a espada do Espírito que é a Palavra, a lança que sobe ao Senhor que é aoração, e o arco que dobra nossa carne que é o jejum ao Senhor. Assim manteremoso mundanismo fora da Igreja do Senhor.Ne.4:15 a 18 - E sucedeu que, ouvindo os nossos inimigos que já o sabíamos, e queDeus tinha dissipado o conselho deles, todos voltamos ao muro, cada um à sua obra.E sucedeu que, desde aquele dia, metade dos meus servos trabalhava na obra, emetade deles tinha as lanças, os escudos, os arcos e as couraças; e os líderesestavam por detrás de toda a casa de Judá. Os que edificavam o muro, os quetraziam as cargas e os que carregavam, cada um com uma das mãos fazia a obra e naoutra tinha as armas. E os edificadores cada um trazia a sua espada cingida aoslombos, e edificavam; e o que tocava a trombeta estava junto comigo...“Cada umcom uma das mãos fazia a obra e na outra tinha as armas”. Esta deve ser sempre aatitude da Igreja: Toda a obra de edificação deve ser feita mantendo em punho asarmas de combate do cristão. Temos que combater o bom combate da fé e estarmosarmados contra os ardis de satanás e de seus emissários que são lobos em pele deovelha (Mt.7:15).Ne.4:19 a 21 - E disse eu aos nobres, aos magistrados e ao restante do povo: Grandee extensa é a obra, e nós estamos apartados do muro, longe uns dos outros. No lugaronde ouvirdes o som da buzina, ali vos ajuntareis conosco; o nosso Deus pelejará pornós. Assim trabalhávamos na obra; e metade deles tinha as lanças desde a subida daalva até ao sair das estrelas...“Grande e extensa é a obra e estamos apartados domuro, longe uns dos outros”. Esta é uma estratégia fundamental para o combate queo povo de Deus deve sempre utilizar, ou seja, estar sempre juntos na Igreja, ninguémDIACONO CARLOS DA ASSEMBLEIA DE DEUS Página 9
  10. 10. ESTUDO SOBRE NEEMIAS FEITO PO DIACONO CARLOSdeve andar apartado da comunhão dos irmãos; “No lugar onde ouvirdes o som dabuzina, ali vos ajuntareis conosco; o nosso Deus pelejará por nós”. A união do povode Deus, redunda no favor e na ação de Deus em nosso favor.Ne.4:22 a 23 - Também naquele tempo disse ao povo: Cada um com o seu servo fiqueem Jerusalém, para que à noite nos sirvam de guarda, e de dia na obra. E nem eu,nem meus irmãos, nem meus servos, nem os homens da guarda que me seguiamlargávamos as nossas vestes; cada um tinha suas armas e água...“Quem crê emmim, como diz a Escritura, rios de água viva correrão do seu ventre” (João7:38). Aágua simboliza, muitas vezes, ações do Espírito Santo. No combate que hoje temosque enfrentar neste mundo sedutor, não podemos largar em nenhum instante, asarmas do Espírito e o fluir de Suas águas.Neemias Capítulo 5 "...Até mesmo em nossos dias nós podemos utilizar as Leis de Deus de forma distorcida para dar asas à nossa vaidade e aos nossos interesses gananciosos por riquezas, bens e destaque neste mundo vil". Ne.5: 1 a 5- Foi, porém, grande o clamor do povo ede suas mulheres, contra os judeus, seus irmãos.Porque havia quem dizia: Nós, nossos filhos e nossas filhas, somos muitos; entãotomemos trigo, para que comamos e vivamos. Também havia quem dizia: As nossasterras, as nossas vinhas e as nossas casas empenhamos, para tomarmos trigo nestafome. Também havia quem dizia: Tomamos emprestado dinheiro até para o tributodo rei, sobre as nossas terras e as nossas vinhas. Agora, pois, a nossa carne é como acarne de nossos irmãos, e nossos filhos como seus filhos; e eis que sujeitamos nossosfilhos e nossas filhas para serem servos; e até algumas de nossas filhas são tãosujeitas, que já não estão no poder de nossas mãos; e outros têm as nossas terras eas nossas vinhas...“Foi, porém, grande o clamor do povo e de suas mulheres, contra os judeus, seusirmãos”. Podemos observar a preocupação do Espírito Santo em registrar que os olhosde Deus estão sobre a equidade e a justiça praticada pelos homens aos seus irmãos.Deus estabeleceu na Lei dada a Moisés o ano do Jubileu em que as dívidas eramperdoadas aos pobres (Êx.21:2; Lev.25:9), ninguém poderia enganar um irmão emalgum negócio tirando vantagem (Lev.25:14). Assim, havia um equilíbrio perfeitoDIACONO CARLOS DA ASSEMBLEIA DE DEUS Página 10
  11. 11. ESTUDO SOBRE NEEMIAS FEITO PO DIACONO CARLOSentre os mais ricos e os mais pobres entre o povo Judeu, de forma que ninguém erarico demais e ninguém era pobre demais, todos tinham o suficiente. Como disse oSenhor Jesus: “os pobre sempre tendes convosco”(Mt.26:11). A Bíblia não nosestimula a um sistema comunista que trata com igualdade os desiguais, não é esta aidéia, mas sim tratar com justiça e mérito a todos os homens, dando oportunidadesiguais a todos os que buscam. Temos, no antigo Israel, um governo Teocrático, ouseja, Deus governava através dos Profetas e Juízes e, por isso, Deus ficou tristequando o povo pediu um novo sistema de governo, ou seja, a monarquia que teveinício com Saul, o primeiro rei humano do povo de Deus (ISam.8:7), até então, sóDeus era Rei.Assim, sabemos que tanto o povo de Deus quanto o mundo, tem insistido muito emrecusar o governo de Deus, mas todos aqueles que fazem parte do remanescente fiela Deus, deverá se submeter às ordenanças do Senhor tendo uma vida reta, honesta ejamais cometendo injustiça aos irmãos, nem mesmo aos de fora, ou seja, os ímpios,porque O Espírito nos exorta: “Pois zelamos do que é honesto, não só diante doSenhor, mas também diante dos homens”(IICor.8: 21).Ne.5:6 a 8- Ouvindo eu, pois, o seu clamor, e estas palavras, muito me indignei. Econsiderei comigo mesmo no meu coraçäo; depois pelejei com os nobres e com osmagistrados, e disse-lhes: Sois usurários cada um para com seu irmão. E convoqueicontra eles uma grande assembléia. E disse-lhes: Nós resgatamos os judeus, nossosirmãos, que foram vendidos às nações, segundo nossas posses; e vós outra vezvenderíeis a vossos irmäos, ou vender-se-iam a nós? Então se calaram, e não acharamque responder. Devemos observar a frase de Neemias que diz: "Nós resgatamos osjudeus, nossos irmãos, que foram vendidos às nações, segundo nossas posses; e vósoutra vez venderíeis a vossos irmãos, ou vender-se-iam a nós?” Precisamos entenderque os judeus eram escravos na Babilônia e que naquele período, os escravos eramvendidos como se fossem qualquer objeto de uso. Assim, aqueles que perdiam aguerra ficavam escravos dos conquistadores, e aqueles que não possuíam dinheiropara pagar suas dívidas, também eram feitos escravos dos seus credores para quepagassem a dívida através do trabalho. Havia um período de grande dificuldadefinanceira em Jerusalém: assim que possuíam mais riquezas emprestavam a jurosaltos para os mais pobres que por fim, não tinham mais como pagar suas dívidas. ALei dada por Deus diziam que eles até poderiam ser escravizados pela dívida por umperíodo de 6 anos e depois, obrigatoriamente, seria liberto e em um período de 49anos até mesmo os bens da família deveriam ser devolvidos (Lev.25:10). Desta formaninguém ficava totalmente pobre entre o povo. Porém os mais ricos e nobres daqueleperíodo estavam aproveitando a pobreza do povo para explorar e se aproveitavam daLei para escravizar sem piedade. Até mesmo em nossos dias nós podemos utilizar asLeis de Deus de forma distorcida para dar asas à nossa vaidade e aos nossosinteresses gananciosos por riquezas, bens e destaque neste mundo vil.Ne.5: 9 a 13 - Disse mais: Não é bom o que fazeis; porventura não andaríeis no temordo nosso Deus, por causa do opróbrio das nações, os nossos inimigos? Também eu,meus irmãos e meus servos, a juros lhes temos emprestado dinheiro e trigo.Deixemos este ganho. Restituí-lhes hoje, vos peço, as suas terras, as suas vinhas, osseus olivais e as suas casas; como também a centésima parte do dinheiro, do trigo,do mosto e do azeite, que vós exigis deles. Então disseram: Restituir-lhes-emos, enada procuraremos deles; faremos assim como dizes. Entäo chamei os sacerdotes, eos fiz jurar que fariam conforme a esta palavra. Também sacudi as minhas vestes, edisse: Assim sacuda Deus todo o homem da sua casa e do seu trabalho que näoconfirmar esta palavra, e assim seja sacudido e vazio. E toda a congregaçäo disse:Amém! E louvaram ao SENHOR; e o povo fez conforme a esta palavra. “Também eu,meus irmãos e meus servos, a juros lhes temos emprestado dinheiro e trigo.DIACONO CARLOS DA ASSEMBLEIA DE DEUS Página 11
  12. 12. ESTUDO SOBRE NEEMIAS FEITO PO DIACONO CARLOSDeixemos este ganho”. Aqui vemos que Neemias também poderia explorar anecessidade dos irmãos, mas ele prefere deixar este ganho legítimo, ou seja, elepoderia pela Lei enriquecer às custas dos juros sobre os necessitados, mas ele abremão! Quão é difícil abrir mão de um direito legítimo que temos a fim de favorecer aoutros. E não deveria ser esta a postura contínua de um cristão? Abrir mão de seusdireitos em favor dos mais fracos? Será que, se eu sei que a televisão e a navegaçãodescontrolada na internet é prejudicial aos mais fracos, não devo eu, que souespiritual, abrir mão para dar exemplo? Como disse o Espírito Santo: “Porque nenhumde vós vive para si, e nenhum morre para si”(Rom14:7), “mas vede que essaliberdade não seja de alguma maneira escândalo para os fracos”(ICor.8: 9).Ne.5: 14,15 - Também desde o dia em que me mandou que eu fosse seu governadorna terra de Judá, desde o ano vinte, até ao ano trinta e dois do rei Artaxerxes, dozeanos, nem eu nem meus irmäos comemos o päo do governador. Mas os primeirosgovernadores, que foram antes de mim, oprimiram o povo, e tomaram-lhe päo evinho e, além disso, quarenta siclos de prata, como também os seus servosdominavam sobre o povo; porém eu assim näo fiz, por causa do temor de Deus.“...nem eu nem meus irmãos comemos o pão do governador”. Que frase lindíssimaesta de Neemias que deixa claro o fato de que ele nunca se aproveitou de seu cargode liderança para explorar os irmãos e obrigar os simples do povo a pagar por luxosdesnecessários. Sabemos que líderes do povo de Deus, em nosso tempo, não sentemnenhuma vergonha de construir impérios e castelos com o dinheiro dos dízimos eofertas do povo de Deus; que terrível julgamento terão estes diante do trono denosso Deus que julgará a obra de cada um(ICor.3:13).Ne.5:16 a 19 - Como também na obra deste muro fiz reparaçäo, e terra nenhumacompramos; e todos os meus servos se ajuntaram ali à obra. Também dos judeus edos magistrados, cento e cinqüenta homens, e os que vinham a nós dentre as naçöesque estäo ao redor de nós, se punham a minha mesa. E o que se preparava para cadadia era um boi e seis ovelhas escolhidas; também aves se me preparavam e, de dezem dez dias, muito vinho de todas as espécies; e nem por isso exigi o päo dogovernador, porquanto a servidäo deste povo era grande. Lembra-te de mim parabem, ó meu Deus, e de tudo quanto fiz a este povo. “...e terra nenhumacompramos...” aqui vemos a extrema abnegação de Neemias, dando exemplo aopovo, sendo um Líder sério, comprometido com seus irmãos e nunca centrado em seupróprio bem estar e enriquecimento. “Também dos Judeus e dos magistrados, centoe cinqüenta homens, e os que vinham a nós dentre as nações que estão ao redor denós, se punham à minha mesa”. Não fazia acepção entre seus irmãos, não convidavaapenas os judeus importantes à sua mesa, mas também aqueles judeus que vinhamde longe e que, talvez, chegassem andarilhos e pobres a Jerusalém, mas ali eramacolhidos por Neemias e sentavam-se a sua mesa, pois ele não era avarento e nãoestava preocupado em bajular os importantes, mas cuidar de todos os quenecessitassem quer fossem ricos ou pobres. Assim, aprendeu a obediência por aquiloque sofreu (Hb 5:8). Olhando para meu próprio coração, será que me encontro nacondição de chamar o Pai de você, quando nem Jesus fez isso?Neemias Capítulo 6"...Parece que destruir o muro de separação com o mundo sempre foi uma ótima fonte de lucro financeiro para os falsos profetas que se levantam no meio do povo de Deus".DIACONO CARLOS DA ASSEMBLEIA DE DEUS Página 12
  13. 13. ESTUDO SOBRE NEEMIAS FEITO PO DIACONO CARLOSNe.6:1 - “Ouvindo Sambalate...e o resto de nossos inimigos, que eu tinha edificado omuro, e que nele já não havia brecha alguma”. Aqui vemos algo muito precioso naPalavra de nosso Deus; Neemias estava reedificando o muro da Cidade de Deus, dacidade que representava a manifestação da glória de Deus na terra. Esta cidadeagora se encontrava separada do restante das outras cidades e povos por um fortemuro sem brechas! Isso incomodou muito os inimigos de Deus e de seu povo. Creioque a pergunta aqui é: Por que o Espírito Santo mandou que este ensino fossecolocado na Palavra de Deus?Alguns podem dizer que se trata apenas de uma informação histórica. Seria muitotacanho e medíocre que um cristão olhasse desta forma para a majestade da Palavrade nosso Deus! Nós cremos que: “toda escritura é divinamente inspirada e proveitosapara ensinar, para redargüir, para corrigir, para instruir em justiça” (IITim.3: 16). Poresta razão, afirmamos, que este texto Bíblico deve ser visto com olhos do Espírito eque precisamos entender o significado deste muro que aponta para a santidade dopovo de Deus.Ne.6:2 a 3 - Sambalate e Gesem mandaram dizer-me: Vem, e congreguemo-nosjuntamente nas aldeias, no vale de Ono. Porém intentavam fazer-me mal. E enviei-lhes mensageiros a dizer: Faço uma grande obra, de modo que näo poderei descer;por que cessaria esta obra, enquanto eu a deixasse, e fosse ter convosco?... “Vem, econgreguemo-nos juntamente”. Vejam, como parece doce e inocente esta propostados povos do mundo para os Cristãos. Podemos ser amigos, vamos congregar e unirsob um mesmo objetivo. ...“Porém intentavam fazer-me mal”, aqui vemos odiscernimento espiritual de Neemias. Ele responde: “porque cessaria esta obra,enquanto eu a deixasse, e fosse ter convosco?” Neemias sabia que se fosse fazeraliança e ter comunhão com os mundanos, a obra de construção do MURO pararia, eum verdadeiro servo de Deus não cai nessa armadilha!Ne.6:4 a 8 - E do mesmo modo enviaram a mim quatro vezes; e da mesma forma lhesrespondi. Entäo Sambalate ainda pela quinta vez me enviou seu servo com uma cartaaberta na sua mäo; E do mesmo modo enviaram a mim quatro vezes; e da mesmaforma lhes respondi. E na qual estava escrito: Entre os gentios se ouviu, e Gesem diz:Tu e os judeus intentais rebelar-vos, entäo edificas o muro; e tu te farás rei delessegundo estas palavras; E que puseste profetas, para pregarem de ti em Jerusalém,dizendo: Este é rei em Judá; de modo que o rei o ouvirá, segundo estas palavras;vem, pois, agora, e consultemos juntamente. Porém eu mandei dizer-lhe: De tudo oque dizes coisa nenhuma sucedeu; mas tu, do teu coraçäo, o inventas. É bomperceber que os inimigos de Deus não desistem facilmente, eles usam de muitaestratégia e grande persistência. Aqui é utilizada a estratégia da invenção dementiras e fofocas para minar a resistência dos santos. É a proposta de sempre:“Vem, pois, agora, e consultemos juntamente”; É fácil ver o grande medo que oinimigo tem da santidade e de uma vida separada. O maior golpe do inimigo não eraDIACONO CARLOS DA ASSEMBLEIA DE DEUS Página 13
  14. 14. ESTUDO SOBRE NEEMIAS FEITO PO DIACONO CARLOSdestruir Jerusalém, mas ter a liberdade de entrar nela quando bem quisesse,portanto, não haveria problema em se ter a cidade reedificada, mas o temor doinimigo é grande quando os muros estão levantados e ficam sem brechas, ficando eleproibido de entrar com sua influência e princípios.Ne.6:9 - Porque todos eles procuravam atemorizar-nos, dizendo: As suas mäoslargaräo a obra, e näo se efetuará. Agora, pois, ó Deus, fortalece as minhas mãos. Omedo é uma forte arma do inimigo. Temos medo quando, por causa de Jesus,perdemos o prestígio no mundo, somos tidos como loucos e corremos o risco desermos prejudicados até mesmo em nosso trabalho por termos uma conduta correta,enquanto outros apelam para as falcatruas.Ne.6:10 a 14 - E, entrando eu em casa de Semaías, filho de Delaías, o filho deMeetabel (que estava encerrado), disse ele: Vamos juntamente à casa de Deus, aomeio do templo, e fechemos as portas do templo; porque viräo matar-te; sim, denoite viräo matar-te. Porém eu disse: Um homem como eu fugiria? E quem há, comoeu, que entre no templo para que viva? De maneira nenhuma entrarei. E percebi quenäo era Deus quem o enviara; mas esta profecia falou contra mim, porquanto Tobiase Sambalate o subornaram. Para isto o subornaram, para me atemorizar, e para queassim fizesse, e pecasse, para que tivessem alguma causa para me infamarem, eassim me vituperarem. Lembra-te, meu Deus, de Tobias e de Sambalate, conforme aestas suas obras, e também da profetisa Noadia, e dos mais profetas que procuraramatemorizar-me.... “Vamos juntamente à casa de Deus, ao meio dotemplo.......porque virão matar-te”. Aqui vemos o profeta Semaías, que fazia partedo povo de Deus e era considerado um profeta. Ele profetiza sobre a vida de Neemiase diz que ele estava correndo risco de vida, e que deveria procura refúgio em localsagrado para não ser morto. Que bela proposta feita por um profeta, tudo pareciamuito nobre e correto. Mas Neemias era um homem de oração que conhecia SeuDeus. Ele sabia que entre os povos pagãos havia uma tradição em que não se matavaum homem dentro dos templos sagrados, portanto, se Neemias aceitasse essa idéia,ele estaria cometendo dois erros terríveis:1- Estaria comparando o templo do Deus vivo com os demais ídolos da terra, pois aoinvés de confiar na Segurança dada por Deus, estaria se utilizando de uma culturamundana para sua própria proteção, aceitando, assim, o estilo dos outros povos,misturando as culturas, deixando de utilizar somente os decretos da Palavra, paratirar proveito de um princípio do mundo que, até poderia ser correto na cultura daépoca, mas não fazia parte das ordenanças do Deus vivo, por isso, para nós, povo deDeus, até as coisas certas deste mundo são erradas, certo é somente aquilo que Deusordena, ainda que, para o mundo, seja errado!2- Buscado refúgio para si no templo ele estaria dizendo que sua maior preocupaçãoera com sua segurança e bem estar, pois ele ficaria seguro enquanto o restante dopovo estaria correndo os mesmo riscos de serem atacados.Mais uma vez, por conhecer a Deus e Seus métodos, Neemias reconhece a armadilhado falso profeta Semaías que se havia vendido por dinheiro. O triste é que nãosomente havia UM falso profeta no meio daquela congregação do povo de Deus, masNeemias, orando diz: “Lembra-te meu Deus, de Tobias e de Sambalate...,e tambémda profetiza Noadia, e os mais profetas que procuraram atemorizar-me”. Éinteressante observar que se levantaram muitos falsos profetas, eles desejavam quejamais fosse construído o muro de separação entre o povo de Deus e o mundo; todoseles tinham, no dinheiro e no suborno que recebiam, a sua maior motivação. Pareceque destruir o muro de separação com o mundo sempre foi uma ótima fonte de lucrofinanceiro para os falsos profetas que se levantam no meio do povo de Deus.DIACONO CARLOS DA ASSEMBLEIA DE DEUS Página 14
  15. 15. ESTUDO SOBRE NEEMIAS FEITO PO DIACONO CARLOSNe.6:15 e 16 - Acabou-se, pois, o muro aos vinte e cinco do mês de Elul; emcinqüenta e dois dias. E sucedeu que, ouvindo-o todos os nossos inimigos, todos ospovos que havia em redor de nós temeram, e abateram-se muito a seus própriosolhos; porque reconheceram que o nosso Deus fizera esta obra....“Todos os povosque havia ao redor de nós temeram........porque reconheceram que o nosso Deusfizera esta obra”. Que tremenda a expressão da glória de Deus quando obedecemosao Seu método. O muro estava de pé e Deus foi Glorificado pela obediência; osinimigos sabiam que haviam perdido a batalha. A verdadeira conversão dos povos aoredor não é quando fazemos acordos e técnicas agradáveis para nos unirmos a eles,mas sim, quando a despeito de quaisquer opiniões contrárias, nos santificamos aoNosso Deus, nos separamos dos modelos e padrões mundanos e permitimos que o SeuEspírito opere as conversões através do ensino da Verdade, ainda que esta seja muitodura aos olhos dos ímpios.Ne.6:17 a 19 -Também naqueles dias alguns nobres de Judá escreveram muitas cartasque iam para Tobias; e as cartas de Tobias vinham para eles. Porque muitos em Judálhe eram ajuramentados, porque era genro de Secanias filho de Ará; e seu filhoJoanä se casara com a filha de Mesuläo, filho de Berequias. Também as suas boasaçöes contavam perante mim, e as minhas palavras transmitiam a ele; portantoTobias escrevia cartas para me atemorizar.... “Também as suas boas ações contavaperante mim....escrevia carta para me atemorizar”. Aqui vemos uma terrívelestratégia do inimigo; ele fazia muitas boas ações, tinha a admiração, o respeito e oparentesco com muitos do povo de Deus. Isso poderia causar grande temor econfusão na mente de Neemias, porque ele estava indo contra um homem queaparentemente tinha ótima reputação e fazia coisas boas para o povo de Deus! Comodeve ter sido difícil para Neemias escolher servir a Deus mesmo sabendo que estariadesagradando a tantas pessoas dentre os nobres judeus e seus irmãos que tinhamparentesco com Tobias. Quantas pessoas podem ter se levantado contra Neemiasdizendo: Porque você não faz aliança com Tobias? Veja quantas boas obras ele temfeito! Veja o quanto ele favorece o povo de Deus! É preciso muito discernimentopara obedecer a Deus nas horas em que todas as opiniões parecem ser-nos contrárias.Neemias Capítulo 7"...É muito triste que os crentes abram as portas da sua vida para tantas fontes de trevas, tantas diversões e ambientes que parecem inocentes, porém são encharcados do veneno mortífero de satanás".Ne.7:1 e 2 - SUCEDEU que, depois que o muro foi edificado, eu levantei as portas; eforam estabelecidos os porteiros, os cantores e os levitas. Eu nomeei a Hanani, meuirmão, e a Hananias, líder da fortaleza, em Jerusalém; porque ele era homem fiel eDIACONO CARLOS DA ASSEMBLEIA DE DEUS Página 15
  16. 16. ESTUDO SOBRE NEEMIAS FEITO PO DIACONO CARLOStemente a Deus, mais do que muitos. Que maravilhosa característica esta que,alguns dentre o povo de Deus, podem apresentar; infelizmente, nem todos, outalvez, a maioria, não possa apresentar esta virtude. Mas Deus, que conhece oscorações, sempre elege para o Seu serviço aqueles fiéis que O temem de verdade.Estes homens devem montar guarda sobre a possessão de Deus. Eles devem vigiar asportas, devem impedir que entre qualquer ameaça para dentro dos muros da cidade;que função mais nobre e tremenda deve ser esta. Oxalá o Senhor hoje nos elegessepara tão grande obra!Ne.7:3 e 4 - E disse-lhes: Não se abram as portas de Jerusalém até que o sol aqueça,e enquanto os que assistirem ali permanecerem, fechem as portas, e vós trancai-as;e ponham-se guardas dos moradores de Jerusalém, cada um na sua guarda, e cadaum diante da sua casa. E era a cidade larga de espaço, e grande, porém pouco povohavia dentro dela; e ainda as casas não estavam edificadas.... “Não se abram asportas até que o sol se aqueça”. Enquanto as trevas ameaçam devemos manterfechadas as portas. João 8:12- “Falou-lhes, pois, Jesus outra vez, dizendo: Eu sou aluz do mundo; quem me segue não andará em trevas, mas terá a luz da vida”. Émuito triste que os crentes abram as portas da sua vida para tantas fontes de trevas,tantas diversões e ambientes que parecem inocentes, porém são encharcados doveneno mortífero de satanás.Ne.7:5 a 60 - Então o meu Deus me pôs no coração que ajuntasse os nobres, osmagistrados e o povo, para registrar as genealogias; e achei o livro da genealogia dosque subiram primeiro e nele estava escrito o seguinte: Estes são os filhos daprovíncia, que subiram do cativeiro dos exilados, que transportara Nabucodonosor,rei de Babilônia; e voltaram para Jerusalém e para Judá, cada um para a sua cidade.Os quais vieram com Zorobabel, Jesuá, Neemias, Azarias, Raamias, Naamani,Mordecai, Bilsã, Misperete, Bigvai, Neum, e Baana; este é o número dos homens dopovo de Israel. Foram os filhos de Parós, dois mil, cento e setenta e dois. Os filhos deSefatias, trezentos e setenta e dois. Os filhos de Ará, seiscentos e cinqüenta e dois.Os filhos de Paate-Moabe, dos filhos de Jesuá e de Joabe, dois mil, oitocentos edezoito. Os filhos de Elão, mil, duzentos e cinqüenta e quatro. Os filhos de Zatu,oitocentos e quarenta e cinco. Os filhos de Zacai, setecentos e sessenta. Os filhos deBinui, seiscentos e quarenta e oito. Os filhos de Bebai, seiscentos e vinte e oito. Osfilhos de Azgade, dois mil, trezentos e vinte e dois. Os filhos de Adonicão, seiscentose sessenta e sete. Os filhos de Bigvai, dois mil e sessenta e sete. Os filhos de Adim,seiscentos e cinqüenta e cinco. Os filhos de Ater, de Ezequias, noventa e oito. Osfilhos de Hassum, trezentos e vinte e oito. Os filhos de Bezai, trezentos e vinte equatro. Os filhos de Harife, cento e doze. Os filhos de Gibeom, noventa e cinco. Oshomens de Belém e de Netofa, cento e oitenta e oito. Os homens de Anatote, centoe vinte e oito. Os homens de Bete-Azmavete, quarenta e dois. Os homens deQuiriate-Jearim, Quefira e Beerote, setecentos e quarenta e três. Os homens deRamá e Geba, seiscentos e vinte e um. Os homens de Micmás, cento e vinte e dois.Os homens de Betel e Ai, cento e vinte e três. Os homens do outro Nebo, cinqüenta edois. Os filhos do outro Elão, mil, duzentos e cinqüenta e quatro: Os filhos de Harim,trezentos e vinte. Os filhos de Jericó, trezentos e quarenta e cinco. Os filhos deLode, Hadide e Ono, setecentos e vinte e um. Os filhos de Senaá, três mil,novecentos e trinta. Os sacerdotes: Os filhos de Jedaías, da casa de Jesuá,novecentos e setenta e três. Os filhos de Imer, mil e cinqüenta e dois. Os filhos dePasur, mil, duzentos e quarenta e sete. Os filhos de Harim, mil e dezessete. Oslevitas: Os filhos de Jesuá, de Cadmiel, dos filhos de Hodeva, setenta e quatro. Oscantores: Os filhos de Asafe, cento e quarenta e oito. Os porteiros: Os filhos deSalum, os filhos de Ater, os filhos de Talmom, os filhos de Acube, os filhos de Hatita,os filhos de Sobai, cento e trinta e oito. Os servidores do templo: Os filhos de Zia, osDIACONO CARLOS DA ASSEMBLEIA DE DEUS Página 16
  17. 17. ESTUDO SOBRE NEEMIAS FEITO PO DIACONO CARLOSfilhos de Hasufa, os filhos de Tabaote, Os filhos de Queros, os filhos de Sia, os filhosde Padom, Os filhos de Lebana, os filhos de Hagaba, os filhos de Salmai, Os filhos deHanã, os filhos de Gidel, os filhos de Gaar, Os filhos de Reaías, os filhos de Rezim, osfilhos de Necoda, Os filhos de Gazão, os filhos de Uzá, os filhos de Paseá, Os filhos deBesai, os filhos de Meunim, os filhos de Nefussim, Os filhos de Bacbuque, os filhos deHacufa, os filhos de Harur, Os filhos de Bazlite, os filhos de Meída, os filhos de Harsa,Os filhos de Barcos, os filhos de Sísera, os filhos de Tamá, Os filhos de Nezia, os filhosde Hatifa. Os filhos dos servos de Salomão, os filhos de Sotai, os filhos de Soferete,os filhos de Perida, Os filhos de Jaalá, os filhos de Darcom, os filhos de Gidel, Osfilhos de Sefatias, os filhos de Hatil, os filhos de Poquerete-Hazebaim, os filhos deAmom. Todos os servidores do templo e os filhos dos servos de Salomão, trezentos enoventa e dois....“Então o meu Deus me pôs no coração que ajuntasse os nobres, osmagistrados e o povo, para registrar as genealogias”. Aqui temos algo muitointeressante. Creio que muitos irmãos, assim como eu, teriam a tendência de pulareste capítulo enquanto lê a Bíblia, afinal, para que o Espírito Santo colocou aqui essemonte de nomes estranhos? Por que Deus se preocuparia com um registro comoesses? Por que Deus se preocupa com a linhagem de uma pessoa? Por que sepreocupar com um detalhe como esse? Tudo bem que se registrasse isso em algumlivro de cartório, mas na Bíblia?Talvez esta seja uma indagação muito comum a todos nós e não possamos entender arazão de tantos detalhes exigidos por nosso Deus que é Santo. Para entendermos essaexigência do nosso Deus, precisamos analisar Êxodo 25:8 e 9 - “E me farão umsantuário, e habitarei no meio deles. Conforme a tudo o que eu te mostrar paramodelo do tabernáculo, e para modelo de todos os seus pertences, assim mesmofareis”. Podemos ver claramente que na construção do tabernáculo do Senhor tudoera conforme o MODELO dado por Deus, nada estava a mercê de criatividadehumana. Deus cuidara de todos os detalhes. Deus é muitíssimo atento a cada detalhee nada em Sua Palavra é por acaso.Assim, vemos neste texto, que Deus colocou no coração de Neemias a necessidade deaveriguar a genealogia e a origem de cada integrante de Seu povo. Neemias, então,foi consultar o Livro dos registros. Sabemos que todos os filhos de Deus possuem seusnomes registrados no Grande Livro de Deus (Fil.4:3; Apoc.13:8; Apoc.17:8), um dia,esse livro será lido diante de todas as miríades celestiais. Oxalá estejam lá escritosos nossos nomes! Deus nos ensina, nesta passagem, que nada está encoberto aos Seusolhos e que teremos que estar preparados para esse Dia, não teremos desculpa, nãohaverá segunda chance, ou nosso nome estará escrito, ou não!Ne.7:61 a 64 - Também estes subiram de Tel-Melá, e Tel-Harsa, Querube, Adom,Imer; porém não puderam provar que a casa de seus pais e a sua linhagem, eram deIsrael. Os filhos de Dalaías, os filhos de Tobias, os filhos de Necoda, seiscentos equarenta e dois. E dos sacerdotes: os filhos de Hobaías, os filhos de Coz, os filhos deBarzilai, que tomara uma mulher das filhas de Barzilai, o gileadita, e que foichamado do seu nome. Estes buscaram o seu registro nos livros genealógicos, porémnão se achou; então, como imundos, foram excluídos do sacerdócio. Vemos aqui, omais triste de todos os fatos: Aqueles cujos nomes não foram encontrados nos livros.61b-“Porém não puderam provar que a casa de seus pais e sua linhagem, eram deIsrael”. Eles não tinham provas, eles não tinham “as marcas de Cristo”(Gal.6:17).Que grande vergonha! Estavam entre o povo de Deus, “saíram de nós, mas não eramde nós” (IJoão2:19 ). Que terrível será, para estes, o Grande Dia do Senhor, quandosuas obras ocultas e seus maus pensamentos serão todos revelados, quando não maispoderão fingir; sua voracidade de lobos será manifestada e, finalmente, arrancado odisfarce de ovelha (Mt.7:15). Por fim, ouvirão: “E o governador lhes disse que nãoDIACONO CARLOS DA ASSEMBLEIA DE DEUS Página 17
  18. 18. ESTUDO SOBRE NEEMIAS FEITO PO DIACONO CARLOScomessem das coisas sagradas” (Ne.7: 65b). Jamais comerão da Árvore da Vida. Éinteressante observar que estes falsos judeus estavam entre os sacerdotes e líderesreligiosos (Ne.7:63).Ne.7:66 a 73 - Toda esta congregação junta foi de quarenta e dois mil, trezentos esessenta, Afora os seus servos e as suas servas, que foram sete mil, trezentos e trintae sete; e tinham duzentos e quarenta e cinco cantores e cantoras. Os seus cavalos,setecentos e trinta e seis; os seus mulos, duzentos e quarenta e cinco. Camelos,quatrocentos e trinta e cinco; jumentos, seis mil, setecentos e vinte. E uma partedos chefes dos pais contribuíram para a obra. O governador deu para o tesouro, emouro, mil dracmas, cinqüenta bacias, e quinhentas e trinta vestes sacerdotais. Ealguns mais dos chefes dos pais contribuíram para o tesouro da obra, em ouro, vintemil dracmas, e em prata, duas mil e duzentas libras. E o que deu o restante do povofoi, em ouro, vinte mil dracmas, e em prata, duas mil libras; e sessenta e sete vestessacerdotais. E habitaram os sacerdotes, os levitas, os porteiros, os cantores, algunsdo povo, os servidores do templo, e todo o Israel nas suas cidades. Aqui vemosreunida a grande congregação do Senhor. Removida a falsidade e os impostores domeio do rebanho, podemos ver que o remanescente contribuiu com grandeliberalidade para a obra (Ne.7:70b)- “O governador deu para o tesouro, em ouro, mildracmas, cinqüenta bacias e quinhentas e trinta vestes sacerdotais”. Neemias era ogovernador e dava exemplo em todos os seus atos. Ao invés de explorar a obra deDeus e enriquecer com ela, ele ofertava tudo o que podia e não retinha com usura oque poderia contribuir.Neemias Capítulo 8 "...Como é maravilhoso quando os levitas ensinam corretamente a Palavra de Deus, sem preocupar-se com técnicas e recursos humanos, sem considerar o que é ou não agradável ao homem, mas apenas ensinam a Palavra confiando que oEspírito Santo há de aplicá-la aos sedentos corações, certos de que os escolhidos se alegrarão no Senhor e na Sua Vontade. As ovelhas amam o Senhor e a Sua Palavra, mas os cabritos amam o mundanismo e suas ferramentas de diversão".Ne.8:1 a 3 - E CHEGADO o sétimo mês, e estando os filhos de Israel nas suas cidades,todo o povo se ajuntou como um só homem, na praça, diante da porta das águas; edisseram a Esdras, o escriba, que trouxesse o livro da lei de Moisés, que o SENHORtinha ordenado a Israel. E Esdras, o sacerdote, trouxe a lei perante a congregação,tanto de homens como de mulheres, e todos os que podiam ouvir com entendimento,no primeiro dia do sétimo mês. E leu no livro diante da praça, que está diante daporta das águas, desde a alva até ao meio dia, perante homens e mulheres, e os quepodiam entender; e os ouvidos de todo o povo estavam atentos ao livro da lei. Vemosaqui, nesta passagem, uma maravilhosa reunião do povo de Deus, havia uma grandeatração para o povo, eles tinham uma genuína preocupação com a Palavra de Deus! APalavra era o maior atrativo; eles não possuíam uma maior preocupação, antesDIACONO CARLOS DA ASSEMBLEIA DE DEUS Página 18
  19. 19. ESTUDO SOBRE NEEMIAS FEITO PO DIACONO CARLOSpediram ao sacerdote que lesse e explicasse a Palavra perante todos que tinhamidade e que “podiam entender; e todo o povo tinha os ouvidos atentos ao Livro daLei”. Que glorioso culto foi prestado ao Senhor, a Palavra do Senhor lida e explicada(Ne.8:7). Não havia necessidade de qualquer outro atrativo ou entretenimento, aPalavra de Deus era tudo o que Eles buscavam! Haviam deixado para trás a Babilônia,assim como um dia seus pais deixaram o Egito. Estavam no local escolhido por Deuspara manifestar a Sua Glória.Deus, agora voltava a possuir um testemunho na terra. Novamente, havia um povoque saíra, que fora resgatado de seu lugar de escravidão, eles deixaram a Babilônia eestavam experimentando um verdadeiro Avivamento, tinham fome e sede da Palavra,não queriam ouvir palavras e pensamentos humanos, queriam a Palavra de Deus lidae explicada aos seus corações.Ne.8:4 e 5 - E Esdras, o escriba, estava sobre um púlpito de madeira, que fizerampara aquele fim; e estava em pé junto a ele, à sua mão direita, Matitias, Sema,Anaías, Urias, Hilquias e Maaséias; e à sua mão esquerda, Pedaías, Misael, Melquias,Hasum, Hasbadana, Zacarias e Mesulão. E Esdras abriu o livro perante à vista detodo o povo; porque estava acima de todo o povo; e, abrindo-o ele, todo o povose pôs em pé. Que gloriosa revelação! Deus coloca um sacerdote sobre o púlpito,acima dos demais, por que razão? A Bíblia responde com clareza: Para ensinar e ler aLei de seu Deus, para abrir a Bíblia diante do povo; “e eram capazes de entender oque ouviam”. O Povo colocava-se em pé, havia reverência e temor diante de Deus ede Sua Palavra, havia solenidade, havia compreensão da Majestade do Deus Vivo.Havia verdadeiro avivamento!Ne.8:6 a 8 - E Esdras louvou ao SENHOR, o grande Deus; e todo o povo respondeu:Amém, Amém! levantando as suas mãos; e inclinaram suas cabeças, e adoraram aoSENHOR, com os rostos em terra. E Jesuá, Bani, Serebias, Jamim, Acube, Sabetai,Hodias, Maaséias, Quelita, Azarias, Jozabade, Hanã, Pelaías, e os levitas ensinavam opovo na lei; e o povo estava no seu lugar. E leram no livro, na lei de Deus; edeclarando, e explicando o sentido, faziam que, lendo, se entendesse. Que grandeavivamento! Como é maravilhoso quando os levitas ensinam corretamente a Palavrade Deus, sem preocupar-se com técnicas e recursos humanos, sem considerar o que éou não agradável ao homem, mas apenas ensinam a Palavra confiando que o EspíritoSanto há de aplicá-la aos sedentos corações, certos de que os escolhidos se alegrarãono Senhor e na Sua Vontade. As ovelhas amam o Senhor e a Sua Palavra, mas oscabritos amam o mundanismo e suas ferramentas de diversão.Ne.8: 9 a 12 - E Neemias, que era o governador, e o sacerdote Esdras, o escriba, e oslevitas que ensinavam ao povo, disseram a todo o povo: Este dia é consagrado aoSENHOR vosso Deus, então não vos lamenteis, nem choreis. Porque todo o povochorava, ouvindo as palavras da lei. Disse-lhes mais: Ide, comei as gorduras, e bebeias doçuras, e enviai porções aos que não têm nada preparado para si; porque este diaé consagrado ao nosso Senhor; portanto não vos entristeçais; porque a alegria doSENHOR é a vossa força. E os levitas fizeram calar a todo o povo, dizendo: Calai-vos;porque este dia é santo; por isso não vos entristeçais. Então todo o povo se foi acomer, a beber, a enviar porções e a fazer grande regozijo; porque entenderam aspalavras que lhes fizeram saber. Que grande característica do verdadeiro avivamentotemos aqui: “Todo o povo chorava, ouvindo as Palavras da Lei”. Assim como nopentecoste, após a explicação da Palavra por Pedro, todo o povo foi constrangido aoarrependimento (Atos2:37 e 38). Toda a vida Cristã se inicia no arrependimento e nocompungir-se, ou seja, sentir dor pelo pecado que habita em nossa natureza. Apregação genuína da Palavra sempre revela e desvenda nosso coração pecador,DIACONO CARLOS DA ASSEMBLEIA DE DEUS Página 19
  20. 20. ESTUDO SOBRE NEEMIAS FEITO PO DIACONO CARLOSsempre nos impulsiona à conversão e mudança de direção. O povo escolhido, a Igrejade Deus, no velho testamento, chorava porque fora confrontada pelo pecado, foramlavados pela Palavra (João15: 3). Quem dera em nossos dias vivêssemos experiênciasassim! Acostumamo-nos a ver nos cultos pessoas chorando porque Deus não lhesconcedeu seus mimos e desejos carnais, mas nunca porque enxergam a vergonha deuma vida sem santidade e sem zelo pela Glória Santa de Nosso Deus.Então os levitas disseram: “Calai-vos, porque este dia é santo; e não estejaiscontristados”. Aqui, vemos que os levitas estavam ensinando uma maravilhosaverdade, isto é: que a “tristeza segundo Deus produz arrependimento para a salvaçãoque a ninguém traz pesar; mas a tristeza do mundo produz morte”(IICor.7:10). Quetremenda revelação o Espírito nos concede nesta explicação, pois vemos que ocoração do povo pode facilmente ser enganado. Assim, todos deveriam perceber quea tristeza segundo Deus tem um propósito específico a cumprir: Ela geraarrependimento para a Vida. Uma vez que cumpre este propósito, uma vez quehouve arrependimento, conversão e abandono completo do pecado, então a tristezase vai e uma grande alegria toma seu lugar. Mas uma situação muito, muito terrívelocorre quando há uma recusa em deixar o pecado, ou seja, quando o crente tem arevelação do erro em sua natureza e em seus atos, mas prefere não renunciar; ele,então, se “retira triste, porque era dono de muitas propriedades”(Mc.10: 22); muitaspropriedades, muitas diversões e muitos atrativos podem prender o coração docrente neste mundo, de forma que ele já não seja um peregrino esperando por SeuSenhor, mas um mundano enganjado em viver plenamente no mundo que rejeitounosso Senhor dizendo: “não queremos que este reine sobre nós”(Lc.19:14b). Assim,esta tristeza fica impregnando a vida do crente carnal, pois ele sabe que sua religiãoé aparente, não tem profundidade, é apenas superficial e de conveniência. Por fim,esta tristeza gera depressões e doenças emocionais, por isso os levitas ensinaram opovo que a tristeza pode “durar uma noite”, mas pela manhã, eles já poderiam sealegrar e festejar no Senhor. Só continuariam tristes aqueles que se apegassem aosantigos pecados e não tivessem atingido a alegria da conversão.Ne.8:13 a 18 - E no dia seguinte ajuntaram-se os chefes dos pais de todo o povo, ossacerdotes e os levitas, a Esdras, o escriba; e isto para atentarem nas palavras da lei.E acharam escrito na lei que o SENHOR ordenara, pelo ministério de Moisés, que osfilhos de Israel habitassem em cabanas, na solenidade da festa, no sétimo mês. Assimpublicaram, e fizeram passar pregão por todas as suas cidades, e em Jerusalém,dizendo: Saí ao monte, e trazei ramos de oliveiras, e ramos de zambujeiros, e ramosde murtas, e ramos de palmeiras, e ramos de árvores espessas, para fazer cabanas,como está escrito. Saiu, pois, o povo, e os trouxeram, e fizeram para si cabanas,cada um no seu terraço, nos seus pátios, e nos átrios da casa de Deus, na praça daporta das águas, e na praça da porta de Efraim. E toda a congregação dos quevoltaram do cativeiro fizeram cabanas, e habitaram nas cabanas, porque nuncafizeram assim os filhos de Israel, desde os dias de Josué, filho de Num, até àqueledia; e houve mui grande alegria. E, de dia em dia, Esdras leu no livro da lei de Deus,desde o primeiro dia até ao derradeiro; e celebraram a solenidade da festa sete dias,e no oitavo dia, houve uma assembléia solene, segundo o rito...“No dia seguinteajuntaram-se a Esdras.......para atentarem nas Palavras da Lei”. Que ordemmaravilhosa esta, o povo se reúne para atentar na Lei, ou seja, para aprender e paraobedecer, que tremenda reunião! “Acharam escrito na Lei.....que os filhos de Israelhabitassem em cabanas.....” Que tipologia mais sublime: o povo de Deus precisavalembrar, precisava atentar, e jamais esquecer que eram peregrinos, que não estavamem casa, que não deveriam fazer deste mundo sua casa, eles nunca deveriam deixarde ser peregrinos! Nosso Deus exigiu em Sua Lei que, em todos os anos, fossecelebrada a festa dos tabernáculos e, nesta festa, o povo habitasse em cabanasDIACONO CARLOS DA ASSEMBLEIA DE DEUS Página 20
  21. 21. ESTUDO SOBRE NEEMIAS FEITO PO DIACONO CARLOS(Lev.23: 39a43).Para que possamos entender a tipologia, para a Igreja, que esta festa representa,precisamos compreender o significado da Palavra tabernáculo. Esta Palavra em seusentido original faz menção de habitar, ou seja, quando o povo de Deus peregrinavano deserto, o tabernáculo que Deus ordenara para o povo construir, representava ahabitação de Deus no meio do povo. Deus estava morando ou tabernaculando com opovo no deserto, Deus habitava com os peregrinos.O povo ainda não havia chegado na terra prometida, mas caminhavam peregrinos nodeserto montando suas cabanas para dormirem e descansarem da longa viagem.Assim, Deus ordenara que eles sempre se lembrassem dessa peregrinação atravésdesta festa anual e que, para sempre, o povo de Deus se lembrasse de jamais fixarsuas raízes neste mundo, pois aqui, não passamos de peregrinos que devem “preferirser maltratado junto ao povo de Deus, a usufruir os prazeres transitórios do pecado”(Heb.11: 25).Neemias Capítulo 9 "...Infelizmente, em nossos dias, nossas canções falam daquilo que se possa dar, daquilo que EU posso fazer, daquilo que EU tenho feito e daquilo que EUsou para Deus. Muitas falam da vitória mundana que Deus vai me dar, dos meus problemas e necessidades, das minhas doenças, temores e EU sou o centro de todo o culto".Este capítulo do livro de Neemias é marcado pela oração de arrependimento,renúncia, confissão dos pecados e separação dos pecadores. Esta é, por completo, aessência deste capítulo.Ne.9:1 a 4 - E, NO dia vinte e quatro deste mês, ajuntaram-se os filhos de Israel comjejum e com sacos, e traziam terra sobre si. E a descendência de Israel se apartou detodos os estrangeiros, e puseram-se em pé, e fizeram confissão pelos seus pecados epelas iniqüidades de seus pais. E, levantando-se no seu lugar, leram no livro da lei doSENHOR seu Deus uma quarta parte do dia; e na outra quarta parte fizeramconfissão, e adoraram ao SENHOR seu Deus. E Jesuá, Bani, Cadmiel, Sebanias, Buni,Serebias, Bani e Quenani se puseram em pé no lugar alto dos levitas, e clamaram emalta voz ao SENHOR seu Deus. O povo de Deus se ajunta para jejuar, orar edemonstrar sua compreensão acerca do pecado. Desta forma em atitude deobediência e respeito a Deus e Sua Lei eles “apartam-se de todos os estrangeiros”. ALei do Senhor determinara completa separação e santidade para Seu povo. Comovemos na Lei: Deuteronômios 7:3 - Quanto às nações vizinhas “Nem te aparentaráscom elas; não darás tuas filhas a seus filhos, e não tomarás suas filhas para teusfilhos”. Isto era a Santidade de Israel que, com o passar dos anos, começou a cair noesquecimento. Passaram a imaginar que não fosse tão importante assim, que Deusnão se importaria, que agora, depois de tantos anos, tantos acontecimentos, tantasmudanças na moda e costumes, Deus ainda se importasse com um detalhe que foraensinado por Moisés cerca de mil anos atrás. Hoje, a Igreja está perto de completardois mil anos de sua inauguração na Cruz do calvário e, talvez, tenhamos uma fortetendência a achar que muitos dos antigos ensinos devem ser relevados, e que aantiga separação da cultura pagã e dos costumes dos povos ímpios não precisa serlevada a sério, de forma que, pode tranquilamente, fazer parte da liturgia da Igrejacontemporânea sem nenhum prejuízo espiritualDIACONO CARLOS DA ASSEMBLEIA DE DEUS Página 21
  22. 22. ESTUDO SOBRE NEEMIAS FEITO PO DIACONO CARLOSpara a mesma.Ne.9:5 a 8 - E os levitas, Jesuá, Cadmiel, Bani, Hasabnéias, Serebias, Hodias,Sebanias e Petaías, disseram: Levantai-vos, bendizei ao SENHOR vosso Deus deeternidade em eternidade; e bendigam o teu glorioso nome, que está exaltado sobretoda a bênção e louvor. Só tu és SENHOR; tu fizeste o céu, o céu dos céus, e todo oseu exército, a terra e tudo quanto nela há, os mares e tudo quanto neles há, e tu osguardas com vida a todos; e o exército dos céus te adora. Tu és o SENHOR, o Deus,que elegeste a Abrão, e o tiraste de Ur dos caldeus, e lhe puseste por nome Abraão.E achaste o seu coração fiel perante ti, e fizeste com ele a aliança, de que darias àsua descendência a terra dos cananeus, dos heteus, dos amorreus, dos perizeus, dosjebuseus e dos girgaseus; e confirmaste as tuas palavras, porquanto és justo. Quemagnífica a atuação dos levitas que vemos aqui. Eles conclamam o povo da seguinteforma: “Levantai-vos, bendizei ao Senhor vosso Deus de eternidade em eternidade; ebendigam o teu glorioso Nome, que está exaltado sobre toda a bênção e louvor”. Queensino magnífico é este acerca de um culto aceitável a Deus! Podemos verclaramente que o povo é ensinado acerca da centralidade da Pessoa de Deus noculto, vemos que a adoração é dirigida a Deus, somente Deus é o centro, somente Eleé entronizado nos louvores. Infelizmente, em nossos dias, nossas canções falamdaquilo que se possa dar, daquilo que EU posso fazer, daquilo que EU tenho feito edaquilo que EU sou para Deus. Muitas falam da vitória mundana que Deus vai me dar,dos meus problemas e necessidades, das minhas doenças, temores e EU sou o centrode todo o culto. Não quero dizer que esses judeus remanescentes não tinhamdoenças e problemas, na verdade, eles estavam empobrecidos, eram escravos,muitos estavam doentes e não possuíam hospitais e nem mesmo remédios ouqualquer plano de saúde para se apoiar, mas neste momento estavam reunidosdiante do Senhor dos Exércitos, eles sabiam que Deus conhecia suas necessidades,pois escrito está: “porque vosso pai sabe o que vós é necessário, antes de vós lhopedirdes”.(Mt.6: 8). Eles não estavam afirmando que é errado levarmos todas asnossas necessidades a Deus, pois sabemos que devemos fazer isso sempre; mas esta,porém, era uma reunião de culto solene a Deus, onde Deus era o Rei, o Centro detoda a adoração; como eles ousariam tomar o tempo do culto ao Senhor com coisasvoltadas ao homem e suas necessidades? Eles estavam centrados na Palavra de Deus,falavam dos feitos de Deus, arrependiam-se de seus pecados e compreendiam quetodo o mal que veio sobre o povo estava enraizado no pecado que o povo cometeracontra Deus. Eles se lembravam da promessa: “Quando estiverdes em angústia, etodas estas coisas (males) te alcançarem, então nos últimos dias voltarás para oSenhor teu Deus, e ouvirás a Sua voz. Porquanto o Senhor teu Deus é Deusmisericordioso, e não te desamparará, nem te destruirá, nem se esquecerá daaliança que jurou a seus pais”. (Dt.4:30 e 31). Sabiam que tudo o que tinham quefazer era conhecer e confiar no Senhor Deus “e todas as coisas lhes seriamacrescentadas”. Jamais poderiam direcionar cultos dentro da casa de oração que nãotivesse a plena centralidade em Deus e em Sua Glória.Ne.9:9 e 10 - E viste a aflição de nossos pais no Egito, e ouviste o seu clamor junto aoMar Vermelho. E mostraste sinais e prodígios a Faraó, e a todos os seus servos, e atodo o povo da sua terra, porque soubeste que soberbamente os trataram; eassim adquiriste para ti nome, como hoje se vê. Aqui vemos que o Senhor nos dáum tremendo ensino, o Senhor nos mostra que Ele deseja ter um povo que dêtestemunho do Seu nome da terra. “Um povo Seu, Zeloso de boas obras”, queapresentem o caráter de Cristo em suas atitudes e que todos vejam que se trata deum povo especial.Ne.9:11 a 15 - E o mar fendeste perante eles, e passaram pelo meio do mar, emDIACONO CARLOS DA ASSEMBLEIA DE DEUS Página 22
  23. 23. ESTUDO SOBRE NEEMIAS FEITO PO DIACONO CARLOSseco; e lançaste os seus perseguidores nas profundezas, como uma pedra nas águasviolentas. E guiaste-os de dia por uma coluna de nuvem, e de noite por uma colunade fogo, para lhes iluminar o caminho por onde haviam de ir. E sobre o monte Sinaidesceste, e dos céus falaste com eles, e deste-lhes juízos retos e leis verdadeiras,estatutos e mandamentos bons. E o teu santo sábado lhes fizeste conhecer; epreceitos, estatutos e lei lhes mandaste pelo ministério de Moisés, teu servo. E pãodos céus lhes deste na sua fome, e água da penha lhes produziste na sua sede; e lhesdisseste que entrassem para possuírem a terra pela qual alçaste a tua mão, que lheshavias de dar. Vemos aqui o cuidado íntimo e zeloso de Deus com Seu povo. “Deste-lhes juízos retos e Leis verdadeiras, estatutos e mandamentos bons”. Deus amarroutodas as coisas debaixo de ensino e fundamentos a serem seguidos, nada ficou àmercê da criatividade humana, nada deveria ser inventado ou copiado dos “povos daterra”, assim é, e sempre será, o formato das ordenanças santas de Deus! “Sabes,pois, no teu coração que, como um homem castiga a seu filho, assim te castiga oSenhor teu Deus” (Dt.8:5). Nosso Deus disciplina e açoita a todo aquele que recebepor filho. Todo verdadeiro cristão deverá aprender a se submeter a Deus e aos seusmétodos. Infelizmente, para a Igreja, métodos carnais possuem resultados maisrápidos e, por isso, hoje as Igrejas preferem imitar o mundo ao invés de apartarem-se dele!Ne.9:16 a 20 - Porém eles e nossos pais se houveram soberbamente, e endureceram asua cerviz, e não deram ouvidos aos teus mandamentos. E recusaram ouvir-te, e nãose lembraram das tuas maravilhas, que lhes fizeste, e endureceram a sua cerviz e, nasua rebelião, levantaram um capitão, a fim de voltarem para a sua servidão; porémtu, ó Deus perdoador, clemente e misericordioso, tardio em irar-te, e grande embeneficência, tu não os desamparaste. Ainda mesmo quando eles fizeram para si umbezerro de fundição, e disseram: Este é o teu Deus, que te tirou do Egito; ecometeram grandes blasfêmias; Todavia tu, pela multidão das tuas misericórdias,não os deixaste no deserto. A coluna de nuvem nunca se apartou deles de dia, paraos guiar pelo caminho, nem a coluna de fogo de noite, para lhes iluminar; e isto pelocaminho por onde haviam de ir. E deste o teu bom espírito, para os ensinar; e o teumaná não retiraste da sua boca; e água lhes deste na sua sede. Esta linda oração,feita pelos levitas, dirige-se a Deus com o objetivo de ensinar o povo, de mostrar queuma oração feita no culto público deve exaltar a Deus, deve lembrar os grandesfeitos de Deus registrados na Bíblia. Vemos que ao mesmo tempo que exaltava abondade e benevolência de Deus para com Seu povo, esta oração também faziaconfissão de todos os pecados e da grande rebeldia que por tantos anos haviacaracterizado o povo de Deus prendendo-os debaixo do jugo do pecado. “Nossos paisse houveram soberbamente, e endureceram a sua cerviz, e não deram ouvidos aosteu mandamentos” (Ne.9:16).Ne.9:21 a 26 - De tal modo os sustentaste quarenta anos no deserto; nada lhesfaltou; as suas roupas não se envelheceram, e os seus pés não se incharam. Tambémlhes deste reinos e povos, e os repartiste em porções; e eles possuíram a terra deSiom, a saber, a terra do rei de Hesbom, e a terra de Ogue, rei de Basã. Emultiplicaste os seus filhos como as estrelas do céu, e trouxeste-os à terra de quetinhas falado a seus pais que nela entrariam para a possuírem. Assim os filhosentraram e possuíram aquela terra; e abateste perante eles os moradores da terra,os cananeus, e lhos entregaste na mão, como também os reis e os povos da terra,para fazerem deles conforme a sua vontade. E tomaram cidades fortificadas e terrafértil, e possuíram casas cheias de toda a fartura, cisternas cavadas, vinhas e olivais,e árvores frutíferas, em abundância; e comeram e se fartaram e engordaram eviveram em delícias, pela tua grande bondade. Porém se obstinaram, e se rebelaramcontra ti, e lançaram a tua lei para trás das suas costas, e mataram os teus profetas,DIACONO CARLOS DA ASSEMBLEIA DE DEUS Página 23
  24. 24. ESTUDO SOBRE NEEMIAS FEITO PO DIACONO CARLOSque protestavam contra eles, para que voltassem para ti; assim fizeram grandesabominações. Aqui são confessados os pecados do povo de Deus e a ingratidão queparece caracterizar esse povo. Verso 21 diz que suas roupas não envelheceram nodeserto. Um milagre tremendo. No verso 26, diz que, apesar de tudo o que viram,logo se esqueceram e se rebelaram contra Deus. Perseguiram e mataram os profetasque Deus enviara para protestar contra suas atitudes malignas. E não tem sido issouma constante no povo de Deus em nossos dias, quando cada um busca seus própriosinteresses na casa de Deus? Quando cada um busca “sua bênção e sua unção”?Ne.9:27 a 38 - Por isso os entregaste na mão dos seus adversários, que osangustiaram; mas no tempo de sua angústia, clamando a ti, desde os céus tu ouviste;e segundo a tua grande misericórdia lhes deste libertadores que os libertaram damão de seus adversários. Porém, em tendo repouso, tornavam a fazer o mal diantede ti; e tu os deixavas na mão dos seus inimigos, para que dominassem sobre eles; econvertendo-se eles, e clamando a ti, tu os ouviste desde os céus, e segundo a tuamisericórdia os livraste muitas vezes. E testificaste contra eles, para que voltassempara a tua lei; porém eles se houveram soberbamente, e não deram ouvidos aos teusmandamentos, mas pecaram contra os teus juízos, pelos quais o homem que oscumprir viverá; viraram o ombro, endureceram a sua cerviz, e não quiseram ouvir.Porém estendeste a tua benignidade sobre eles por muitos anos, e testificaste contraeles pelo teu Espírito, pelo ministério dos teus profetas; porém eles não deramouvidos; por isso os entregaste nas mãos dos povos das terras. Mas pela tua grandemisericórdia os não destruíste nem desamparaste, porque és um Deus clemente emisericordioso. Agora, pois, nosso Deus, o grande, poderoso e terrível Deus, queguardas a aliança e a beneficência, não tenhas em pouca conta toda a aflição quenos alcançou a nós, aos nossos reis, aos nossos príncipes, aos nossos sacerdotes, aosnossos profetas, aos nossos pais e a todo o teu povo, desde os dias dos reis da Assíriaaté ao dia de hoje. Porém tu és justo em tudo quanto tem vindo sobre nós; porque tutens agido fielmente, e nós temos agido impiamente. E os nossos reis, os nossospríncipes, os nossos sacerdotes, e os nossos pais não guardaram a tua lei, e nãoderam ouvidos aos teus mandamentos e aos teus testemunhos, que testificastecontra eles. Porque eles nem no seu reino, nem na muita abundância de bens quelhes deste, nem na terra espaçosa e fértil que puseste diante deles, te serviram, nemse converteram de suas más obras. Eis que hoje somos servos; e até na terra quedeste a nossos pais, para comerem o seu fruto e o seu bem, eis que somos servosnela. E ela multiplica os seus produtos para os reis, que puseste sobre nós, por causados nossos pecados; e conforme a sua vontade dominam sobre os nossos corpos esobre o nosso gado; e estamos numa grande angústia. E, todavia fizemos uma firmealiança, e o escrevemos; e selaram-no os nossos príncipes, os nossos levitas e osnossos sacerdotes. Vemos no verso 30 que os profetas, movidos pelo Espírito Santo,testificavam contra o povo que sempre se recusava a dar ouvidos, e Deus osentregara aos povos da terra! Não será isso que tem acontecido com nossas Igrejasentregues aos modismos e culturas mundanas que dominam nossos cultos? Será que aretirada do Espírito Santo causaria alguma diferença nas programações de nossoscultos? Será que esses festas solenes que temos oferecido a Deus testificam otestemunho de um Deus Santo para com Seu povo?No verso 33 os levitas oram da seguinte forma: “Porém tu és justo em tudo quantotem vindo sobre nós; porque tu tens agido fielmente, e nós temos agidoimpiamente”. Vemos que aqui o povo de Deus é um, e por causa dos pecados dealguns membros, todos padecem. E na verdadeira oração, os levitas se incluem esabem que tudo o que acontece com o povo de Deus é responsabilidade de todos!Todos somos parte da Igreja e, se há transgressão, todos padecerão asDIACONO CARLOS DA ASSEMBLEIA DE DEUS Página 24
  25. 25. ESTUDO SOBRE NEEMIAS FEITO PO DIACONO CARLOSconsequências.Neemias Capítulo 10 "...Fica claro e inquestionável que ninguém jamais poderia ter os dois, ou um ou outro! Ou a Lei, ou o mundo com seus lacaios e fermento".Ne.10:1 a 27 - E OS que selaram foram: Neemias, o governador, filho de Hacalias, eZedequias, Seraías, Azarias, Jeremias, Pasur, Amarias, Malquias, Hatus, Sebanias,Maluque, Harim, Meremote, Obadias, Daniel, Ginetom, Baruque, Mesulão, Abias,Miamim, Maazias, Bilgai, Semaías; estes eram os sacerdotes. E os levitas: Jesuá, filhode Azanias, Binui, dos filhos de Henadade, Cadmiel, E seus irmãos: Sebanias, Hodias,Quelita, Pelaías, Hanã, Mica, Reobe, Hasabias, Zacur, Serebias, Sebanias, Hodias,Bani e Beninu. Os chefes do povo: Parós, Paate-Moabe, Elão, Zatu, Bani, Buni,Azgade, Bebai, Adonias, Bigvai, Adim, Ater, Ezequias, Azur, Hodias, Hasum, Bezai,Harife, Anatote, Nebai, Magpias, Mesulão, Hezir, Mesezabeel, Zadoque, Jadua,Pelatias, Hanã, Anaías, Oséias, Hananias, Hassube, Haloés, Pilha, Sobeque, Reum,Hasabná, Maaséias, E Aías, Hanã, Anã, Maluque, Harim e Baaná.O povo de Deus havia feito firme aliança de seguir o Senhor (Ne.9:38), e aqui nodécimo capítulo de Neemias, temos uma importante lição a aprender. Podemosobservar quão grande é a importância de uma liderança comprometida junto aopovo, pois “àquele que mais foi dado mais será cobrado”. Desta forma, os príncipes,os levitas e os sacerdotes tomam a frente para selar a aliança com o Senhor. Elessabiam que para assumir esse compromisso precisariam ser exemplos para o povo,sendo os primeiros a cumprirem fielmente a Lei, separando-se dos povos da terra(mundanos) e consagrando-se ao Senhor em santidade.Ne.10:28 - E o restante do povo, os sacerdotes, os levitas, os porteiros, os cantores,os servidores do templo, todos os que se tinham separado dos povos das terraspara a lei de Deus, suas mulheres, seus filhos e suas filhas, todos os que tinhamconhecimento e entendimento. Que belo sentido traz para nós esta frase das Santasescrituras, ela mostra uma resolução inexorável de nosso Deus; dois caminhos, umaescolha: Os povos da terra ou a Lei de Deus. Fica claro e inquestionável que ninguém,jamais, poderia ter os dois, ou um ou outro! Ou a Lei, ou o mundo com seus lacaios efermento. É muito triste que em nosso tempo, muitos cristãos têm-se esquecido dosolene aviso de Deus (IICor.6:17)- “Por isso saí do meio deles, e apartai-vos diz oSenhor; e não toqueis nada imundo e eu vos receberei”.Muitos em nossos dias utilizam um suposto evangelismo como pretexto para a íntimacomunhão com o mundo; mas se fossem sinceros em suas intenções saberiam que oevangelho não é uma bandeira de paz com o mundo, mas um grito de alerta aoarrependimento; nós não somos diplomatas, somos profetas, não fazemos acordos ouDIACONO CARLOS DA ASSEMBLEIA DE DEUS Página 25
  26. 26. ESTUDO SOBRE NEEMIAS FEITO PO DIACONO CARLOSconcessões com mundo, não imitamos seus costumes, seu formato ou sua cultura,antes, somos “transformados pela renovação do nosso entendimento paraexperimentar qual seja a boa, agradável e perfeita Vontade de Deus” (Rm12:2); OSenhor Jesus jamais disse: vim trazer conciliação e paz, antes, pelo contrário, Eledisse: “Vim lançar fogo na terra; e que mais quero, se já está aceso? Cuidais vós quevim trazer paz à terra? Não, vos digo, mas antes dissensão; Porque daqui em dianteestarão cinco divididos numa casa: três contra dois, e dois contra três” (Lc.12:49,5e52). Faz-se necessário explicar que Jesus é o príncipe da Paz para todos quantos Oreceberam (João1:12) e o juízo e a condenação para todo mundano que o rejeita.“Mas quem não crê, já está condenado, porquanto não crê no Nome do UnigênitoFilho de Deus” (João3:18). Ele é o príncipe da Paz entre Deus e o seus eleitos e ojuízo de condenação para os que fazem opção pelo mundo.Ne10:29 - Firmemente aderiram a seus irmãos os mais nobres dentre eles, econvieram num anátema e num juramento, de que andariam na lei de Deus, que foidada pelo ministério de Moisés, servo de Deus; e de que guardariam e cumpririamtodos os mandamentos do SENHOR nosso Senhor, e os seus juízos e os seusestatutos... “Firmemente aderiram a seus irmãos os mais nobres dentre eles”. Aquivemos que não deveria haver diferenças entre o povo, todos são iguais perante Deus,todos deveriam atender igualmente aos preceitos da Lei e não estar amparado emtítulos ou cargos, ninguém possuía imunidade parlamentar, todos estavam debaixo domesmo jugo da Lei. “Convieram num anátema e num juramento”. Em outraspalavras, entraram em um acordo sob o peso de um juramento ou promessa e,também, de um anátema ou maldição, ou seja, promessa para os obedientes emaldição para os desobedientes.Ne.10:30 a 33 - E que não daríamos as nossas filhas aos povos da terra, nemtomaríamos as filhas deles para os nossos filhos. E que, trazendo os povos da terra nodia de sábado qualquer mercadoria, e qualquer grão para venderem, nadacompraríamos deles no sábado, nem no dia santificado; e no sétimo ano deixaríamosdescansar a terra, e perdoaríamos toda e qualquer cobrança. Também sobre nóspusemos preceitos, impondo-nos cada ano a terça parte de um siclo, para oministério da casa do nosso Deus; Para os pães da proposição, para a contínua ofertade alimentos, e para o contínuo holocausto dos sábados, das luas novas, para asfestas solenes, para as coisas sagradas, e para os sacrifícios pelo pecado, paraexpiação de Israel, e para toda a obra da casa do nosso Deus...“Não daríamos asnossas filhas aos povos da terra”. Nesta etapa solene do juramento estava a questãoda santidade ou separação de toda a imundície e cultura dos povos pagãos. Comoparte do solene juramento, estava, também, o cumprimento de toda a Lei mosaicaem sua íntegra. Todas as obrigações referentes ao ano sabático, em que não sepoderia plantar ou colher ou fazer comércio de propriedades por um período de umano; A guarda, igualmente importante, do sábado, o dia do descanso na Lei mosaica,que o Espírito Santo ordenou que a Igreja guardasse como o Dia da ressurreição doSenhor Jesus, Dia em que Ele DESCANSOU de toda a Sua obra na Cruz docalvário(Isaías 53:11 e 12) e, portanto, O DOMINGO, é o dia Santo para os cristãos emtodo o mundo e, também o dia em que se comemora a ceia do Senhor (Atos20:7).Nos versos 32 e 33, vemos as demais partes da Lei mosaica que fora ordenada para opovo de Israel guardar na velha aliança, e que deveria ser obedecida com todo o rigoraté que tudo se cumprisse no sacrifício perfeito do Senhor Jesus. Como Ele mesmodisse: “Vim cumprir a Lei” (Mt.5:17). Por isso o Senhor Jesus conclui: “A Lei e osprofetas duraram até João; desde então é anunciado o Reino de Deus, e todo homememprega força para entrar nele. É mais fácil passar o céu e a terra do que cair um tilda Lei” (Lc.16:16 e 17), por isso, pelo fato de que a Lei jamais será revogada, o FilhoDIACONO CARLOS DA ASSEMBLEIA DE DEUS Página 26

×