Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Turma da mônica jovem- Edição 87

30,021 views

Published on

Emergência Medica

Published in: Entertainment & Humor

Turma da mônica jovem- Edição 87

  1. 1. 'nvxaíewâ ~ É ! à 4.93¡ j , su - N» f¡ ~ 1 / _ ” L °* 4/ z À _ igitaliq do por membros do; f gñboiàqchado GIBITECA e “j › ãq' disponibilizar nvrementána net. "Í , . . quànáà¡ possivel, prestIgIe o “M94, cor/ npríe o original! ” ' ' Ka**
  2. 2. E . .a m_ _na I I I u. .. 1¡ ; h . e. - r . ______ ___ _w à, Niiiill!
  3. 3. Na Edição Anterior. .. A surpreendente conclusão da história de Sarah. a nova colega do Colégio Limoeiro que impressiona a todos com os seus dons de premonição. RÁPIDO 7 MAL ACA- BAMOS DE FAZER A PRIMEIRA »z ' 3T T JF# / J «e , . l' AEMERGÊNQÀMÉQÇÔ , . , DO PACIENTE : sm se oeTe~ MAS PARECE , numca QUE Nð oemessA ADIANTA! 95mm i. c, -.. *Junco a! SOUSA mma; DES vERASIL/ Zlâ
  4. 4. CONTINUAR MESMO! NÃO VAMOS PERDER E5TE PACIENTE! O PACIEN- TE NÃO VAI AGUENTARI Ma¡ NÃO oooemos VOLTAR ATRÁS GENTE, O VACÉIENTE DELE? esqueceu o DIAGNÓS- no01 ELE TEM A CURA DA PACIENTE l . Av. CIRURGIA voce 5ALVAR A TODOS NESTE HOSPI TAL I PODE SALVAR 0 MUNDO INTEIRO¡ RESULTADO OESTE PRO- CEDIMENTOI ESSAS PES- SOAS esrlo CONTANDO com A GENTE!
  5. 5. . , E _r “_- l _ , "J ; um _ , , , › - »r l 5 / VAMOS “ ~ ' xi ' l * @$255 »i i' @se-auge cfgggg / 59m¡ l _ A OPÇÃO DE l i_ m” ' mM Em ° - era ' ' F^W^RI , i l _«%m, . K RAZÃO! c 1 X l . -7 . 7 g---xx NorlciAs m5 MAIS emvoLs/ mres. ESTIMAOOS ALUNOS-I O COLE- GIO ESYÃ INSTITU lNDO
  6. 6. . “ . ' . u NÂO u: vem , _ _ TEVE uma AQUELES ' HISTÓRIA amos oe ' ' - INERATDSI O OIRETOR DESTINOU RECURSOS VALIOSOS PARA ES5E PROJETO! e Assim QUE voces AGRADECEM A esse une: : cwzismmco e conscien- CIOSOT UM DE voces VAI RESPONDER A um QUES- TIONÃRIOI PONDER ? I QUESTIO- CLAROI NESTA PRIMEIRA ETAPA. ..
  7. 7. ¡ENTAQ SUAS RES- POSTAS SERÃO IN- SERIDAS. .. super- ' COMPUTADOR asma/ suco DO COLEGIOI N ACHO QUE execun UMAS mes OPERACOES POR SEMANA¡ DEVE SER PONTA DE ESTOQUE! DEVE ESTAR FALANDO DA- QUELA COISA VELHA COM TEIA VERDE NO A ÚLTIMA PALAVRA EM INFOR- MÃTICAI TECNO- LOGIA DE PONTA I . ..O SUPER- . ..E APONTAR COMPUTADOR O MELHOR VAI ANALISAR LUGAR DE SUAS RES- TRABALHO POSTAS. .. PARA &DA COLÉGIO VAI DESIGNA! ? um exímio PROFISSIONAL DA ÁREA ESCOLHIOA. .. . ..PARA OBSERVAR seu OFICIO em PRIMEI- RA MAOI EI! ATE QUE ISSO PARECE aemi AQUI ESTÃO seus QUESTIO- NARIOSI RES- PONDAM ("DM TODA A HONES- PARECE IDEIA DO LOUCOI DIGO. DO PRO- FESSOR LICURGOI
  8. 8. ESSA e MUITO : xau MINHA FAMILIA! MEUS QUERO SER NUTRICIO- MISTA! QUERO QUE AS PESSOAS COMAM BEM, SEM ESTRAGAR A SAÚOEI OA HORA!
  9. 9. ' EXCELENTEI I AGORA só PRECISAMOS AGUARDAR O PROCESSA- MENTO OO SUPERCOM- '. ..OUE VAI OU PROZI OU PRO AO UAUI esse COMPUTADOR E PODEROSO '®g »às OAOESI AQUI ESTÃO os RESULTADOS , DOS QUESTIO- NÃRIOS PARA HOJE. vLo SABER o LOCAL ouve (JPA UM VAI PASSAR um ou INTEIRO. .. MAS QUE INTERES- VOU SER PARCEIRA . ..COM UM GRANDE ESPECIALISTA NA MELHOR CARREIRA PARA
  10. 10. a swuamiüwwu ~§. ... ..! _ M i . §Ê~VJVÁ~NIÍJE. ÍIW Mn! ffrffiiiiiitni-¡wimwimi i í/ IÍ/ Í'/ .I'KI'/ |I/ III/ ÍII ÍIlUIEIIlIE| E|E| Í _ . .. . n' . . , m_ _ En¡ . . ..ÍÍÍÍ s. ziii~iÍihiiiÍÍiIr En: u E I APÍTULO 2
  11. 11. NADA A VER MANDAR TODOS NOS PRA CÁ! PELO JEITO. O COMPU- TADOR E QUANTO O DONO! GERALDO SENTIDO LIMOEIRO! NENHUM! QUESTIONÁ- Rio, eu DISSE Í QUE oueRo . PROTEGER AS PESSOASI MINHA PRIMEIRA IDEIA FOI SER POLICIAL. OU AGENTE DE SEGURANCA. TALVEZ NAO SEJA UMA IDEIA ASSIM TÃO SERA MESMO QUE AQUI NÃO E NOSSO LUGAR?
  12. 12. MUITO LEGAL. MO! MAS e o RESTO oe MAGNJ' NÃO SABE FICO ESPAN- que Topo um QUE HOSPITAL VOCÊ NÂO TEM NUTRI- . “E3059” CIONISTAST . ELES l ' x CUIDAM DAS “à i I ' . NECESSIDADES __ ALIMENTARES : .› « ? A LUGARES 905 5M- PERIGOSOS pggmog¡ PARA TRATAR ~~ ~- 2. Os ma" PREPARAM 'Í 1° ' °°5'" / A COMIDA CERTA oe BESTEIRAI EU VOU CUIDAR PARA QUE SEJA TUDO MUITO GOSTOSO!
  13. 13. E eu. - . _ . . x ›: . g u MANU? . . f sv', * › sx. sua, sum. .. EM GERAL, PASSEANDO ' 7 - . - ' MUITO EGAL só COSTUMO _ ' 95 AMBU" V ~ _ J' au: TODOS VIR A0 uos- LÂNCM, _ . . r z' 9- é voces TENHAM mw_ como _ v/ ,' , s v ' METAS no PACIENTE. .. . “ . . . DEPOIS DE ALGUM ACIDENTE NO PARKOURI eu 'rem-ao PLANOS ADMINIS- wuones¡ 7mm”, VEJO COMO DISSO se AMBIOÓES NENHUM APLICA A “mas, êgããxfê; 719o DE MEDO DE MIM! 4 _ ' MEDICO! usamos¡ V Disse ou: “ ' ' ' saum seu - _ ~ N10 M5 PROFISSIOAL _' . v- - ' « . * z u | ^^^5'N° oo : spams: v : - , ~ ' . ' , V^R^N°° _ ~ › - w * A NOITE EM mnroes. ou TASÃREÀS . - ' " _ ' ' _ _* eeceurmoo m MEDICINA ' LIGADAS A AnvcoAoss : mas: MEDICINA Esposa-m 1 FISIOTERAPIA! :cuando TANTO DE MEDICINA?
  14. 14. PROJETO PROFBSÃD DO COLEGIO LIMDE| ROI
  15. 15. ACHO QUE NUNCA N05 $333 “M” vazou: z Em NOSSO ESTOU NO HORÁRIO DA TARDE. .. COLEGIO? . ..E MORO DO OUTRO LADO DO BAIRRO! NADINEI SOU A CEBOLA! LIGA NÃOI ELE NÃO mae VER MULHER! voce 'meu LETRAS! ¡menss- -Mm TENTAR , ao ME ACERTAR o “spam”. DIAGNÓSTICO PASSAR O JUNTOS] M05 NOS
  16. 16. NOS ôoNuEcER MELHORI SIMI -. Wx uosmm. ESPERO _ . " LIMOEIRO I . v - ' mu» : :arm A MAIORES os M¡ ~ «a ' com, I ~ - , r/"z '› 'kx . u' MUITO NA CARA QUE você SONHA se¡ MEDICA, NADINEI ~ SURPRESA! APARECE UMA MENINA BONITINHA, ISSO NÂO TA são MEDICOS E ME ENSINAM MUITA COISA l o : :no Eur¡ do
  17. 17. HUM! NINGUEM VEIO NOS RECEBER! QUEM SERA O TAL ESPECJALISTA QUE VIEMDS CONHECER? DES- CULPEM GARoToéI : sumos OCUPADOS coM uMA EMER- eeNcIAI som, ' v OJEITO I E PEDIR INFORMA- ' Caes! VEM VINDO
  18. 18. ELE PODE AINDA AcI-Io ATE SER QUE DEVIA uM GêNIO FALAR DA MEDI- ooM os PACIENTES! NÂO ADIVINHOU ACREDITO! A DOENÇA po E FEZ ISSO SÓ OLHANDO O WEBSIT E DA SAPATARIAI ESTIVEREM DOENTES, ACREDITO! EITAI DE QUEM SERA QuE ELES ESTÃO FALANDO QUEM SÃO vocês 1 o QUE QUEREM? NÂO QUEREM ÊALAS, CERTO? ELAS SÃO MINHAS! NAO SUAS!
  19. 19. 7 I _CAIÍÍTUIJOIS _Í DE PERTO UM DOS MAIORES MFECYOLO ' HSTAS DO CERTO, V, V - cERToI . - v ~ coNsuLTANoo JA TINHA ' ' -, UM “No”- 554m5' ' , 5 DIÕLDGO PARA °'°°' ' . R, ^ . ' TRATAR DESSE ' - N DI$TÚRBIO O COLEGIO . ' g - . I . MANDOU voces _ v' ~ * . , , E55 AQUI PARA _ _ . _ mam, xERETAREM « . um MME Ná. , I , EV A MEU YRABALHO¡ ' , ,a ~ I» › ». :a s* I EXIGIR HUMPF, _ , . ' '_ . _ MESMO! TMJ (. O ', O DINHEIRO ' u _E , ' - * H. mu. OEVOLTAI ” > I " 4 a E 49. A
  20. 20. r BAH! Eu DIEsE AO LICURGO QUE NAO TINHA TEMPO PARA ATURAR os FEDELHOS DELE! APRENDEM ALGUMA TOMEM ESTES UNIFORMES VEM cAI Isso E adm: DA ADMIRA- cão DA NADINE. .. . ..OU INVEJA En** AINDA BEM QUE SÃO CALÇAS! EN- IERMEIRAS DE MANGA USAM SAIAS MUITO
  21. 21. / ' E rANrA BANDEIRA r QUE DARIA ESPERAVA 7 SÃO APENAS JOVENS ¡ ? O QUE IA - OPERA I TOMOGR o? ,. . Isso sERIA . _ ; H . x4 ooNTRAIu UMA RARIS- sIMA DoENcA TROPICAL APOS UMA VIAGEM
  22. 22. _rírí , Í I~f-"OIl““5I'I-'ÍI'Í= I IÍÉgIIÍIJIEüIIEJZÍSjEÀrçÃ-I , LEIIILrIIIIIIIEríÉÉSá-z FIV" e #A14 ~ A ~ v "WIIITIIIIIIIII IIIIIIIIIIIIILII I IIIÍÊJ/ ?II f" g2, . A IIIIIIIMIIIIIII I- I IIIÇ à; * , I 'l
  23. 23. uguxínííaiuu Juuuumum O ¡ldllh JCA LI, * . .( J . n A _ E x N J â ¡ r L, . ám, á,, %? WggmlmülUmmlllmímllmíãüííl u; ¡gv! Iilígunxuiímlwgízkvi" i n 23 0¡ w -: -:-: -:-: »root ooo¡ Qt! ! gggq¡ ' vi». fin. . 'F4 Í: 0 1 Q 3* ng¡ 5 0 -: - U0 th¡ Q : i3 O . O 'DO ¡IIDII o n : nun 0 3' 0 rs ÍÚB g ¡ 5 ¡ 0 5 O 0 O anna¡ ; nen n n n -: W É Í' Q 5 ¡ Ó n n n 0 0 0 Wo ÇÍ¡ na ¡› 1 n w n J J *I o n 1 Ú Çj I. Í n 4¡ 0 no n
  24. 24. - 5'/ L Dm . como FOI 4x FAZEQUMA , à suma: - , ' 0555/45? “a L l $259 En. .., 1.' WÊ] _ , -!! _U_. ___. _ _í “ ' WII É â MAIS YARPE . a r 1
  25. 25. - _ « __ « ; . nAosou . ..MAS ¡FOIPARASEU x pensam ^ * 5595C** ^°*°°”E ESCRITÓRIO , ~ * ' ~ MEIO ou: se - ~ - '-'5T^ N^ ELE V” DESCANSAR ~_ _w ACIDENTOU NA w . “ü”- PRÊCÉÊÍ, oaaznseoe _. ' N; Q › x 95 '-' Nazvos¡ ' « ” ' 'v' * ' ' “ ». O XAVH” FOI TRATAR DA GRIPE ESTAVA SE
  26. 26. PAIS M ALERTA WWW W “ SIMIUM ¡ ¡zeMemo PARA COMBATER a MIGPO-ORGA- Nrsmos¡ . . V J 259mm. - MENTE BACTERIASI S | NVADEM MEDICINA E MAIS COMPLICADA oo ou: eu / PENSAVA! NORMAL- MENTE o mamae corvo secos s: FENDER, COM SEU szsrsm MAS VEZE CORPO ESTÁ AACABAR ' V COM AS , x BACTERIASI , ví ¡ RECEITADA PELO MEDICO, ATE O nm 5ENT| NDO MELHOR i
  27. 27. sE você e INFECTADO POR BACTE- RIA5, NÃO FICA DOENTE NA MESMA HORA! ELAS AINDA 51o voucAsI NÃo FAZEM NENHUM EFEITO! MAS ENTÃO COMECAM A SE MULTIPLICARI ATACAR OS TECIDOS SAUDÃVEDS! E voce coMECA A sE SENTIR MAI. I TEM FEBRE E oumos sINroMAsI VAI Ao MEoIcoI ELE TE EXAMINA . E RECEITA o ANTIeIónco APROPRIADOI você coMEcA A TOMAR! o MEDICAMENTO ATACA AS aAcrERIAsI NESSE MOMENTO, QUASE TOOA$ A5 BACTERIAS EM SEU CORPO SAO íCASI ELAS 5x0 oEsrIzuIoAs PRIMEIRO DEPOIS DE ALGUNS D| AS TOMANDO o REMEoIoI
  28. 28. !S60 MESMO! AS BACTERIAS ESSE DESCU| DO DAS PESSOAS FORTES NÃO VEM cAusANoo APENAS UM GRAVE soaREvI- PROBLEMA DE SAÚDE . .. MAS TAMaEM sE MULTI- PLICARAMI ELAS VOLTARAM A SEF? ' ' C| MENTO . NUMGÊÊMEÊAS _ DE sAcTERIAs r v . I I murro mas W755! RESISTENTES A QUALQUER REMÉDIO! o BASTANTE PARA DEIXAR você ooENTE DE NovoI E DESTA VEZ. 5X0 roms FORTES! AGORA O PACIENTE VAI PRECISAR DE UM ANTI- BIÓTICO MAIS VOTENTE. .. . ..E VAI DEMORAR MAIS PARA SARAR! wgàimNw N, x *s* x xm» W-“zâ wwmcccmm : ... “_~; ,~_~: .t. . "^ va »›~: :;“*'. ..: ..mw. w.. m¡$. .~xux. s *"'“~àe. wmxwgç-v"Ew. -. «-_; ::~“ -«». m.m~«. ~__ “sx m”. .uumv$màxxxàur~i" S4
  29. 29. | CONHECEM o ¡Nmvao/ "^7°““" MENTE. EU ouso r, 7 _ . › E r OUEPODE , MORRE-o ¡ ' . v . - DERRoTARA E INDISCRI- MINADO DE ANTIBIÓTICOS! 7 COMANDANTE DE SUPER- ESPIOES! OU PIOR I CONVER* SANDO COM. .. ARGH! PACIENTES! A DOENCA QUE VAI DIZIMAR A ESPÉCIE SURGIR EM TALVEZ QUALQUER , , f - , ' , ' LUG", A 400! -I . _ I _ 2 w_ . : TANToDE QUALQUER mesmo¡ . ' " _ CONVER- MOMEm-o, NESTE . , _ , SAR coM - HOSPITAL! ' ; _ ' '_ PACIENTES. .. I v,
  30. 30. «a I MANDAR voces CUIDAREM DE UM C450 . I t: 3 a z . y 7 1 EsREaAL/ _ SIGAM ' '“ PARA o CENTRO CIRÚRGICO . ' I SEIS! ,__ 'b' -; ' .3 " u; _, ,., _., ¡-¡. .›z_›. .., .__°« _v _ -_ ' « . I ¡ ¡ IB
  31. 31. E564/ UM HOSPITAL CHEIO DE GENTE . TR _V PRECISANDO DE AJUDA. .. TO FICANDO CHEIA Desse MEDICO QUE NÃO LIGA PARA AS PESSOAS! Al, QUE VONTADE DE ESGANAR ELE FEITO AAAHH! ELE TK RESPI- RANDOI BONECO TA' RESPI -
  32. 32. c' ! l É, , ç L ÉÊQÂJÉA? É Vê) V -zig. ç _z_ l ' r 1 N / l; .. v/ (I V V 'w 1.29:* 3,. ; ; à 'à y
  33. 33. cARAMaAI sms» P-PARECE ATEsE IMITACOES “m5” . ..MAsEM ARTIFICIAIS “M “N” VERSAO PERFEITAS W590 9¡ - CIRURGIAO 5°"" ou¡ EU AVANÇADA! DIGESTIVO? ! COMO ASSIM 7 ESTÁ DIZENDO OLE ELE COME E MAIORIA DAS RJNCOES E PROCESSOS DO CORPO
  34. 34. u' g7 c” ¡7/ , //m/ I . u Í . -, *. L'A üKj/ (w . ' ' . í A a¡ . í. T'-°" 5 : v l é' AM A u _ñ i . / P a CEBOLA! QUE. .. QUE IDEIA FOI ESSA ? I ' x NADINEI SIM l TEM ' OS MESMOS COMPONEN ACHO QUE ELES NÂO COMBINAM ' ; TANT SSIM i COM PIC¡- NA, AFINAL!
  35. 35. OQUE ã ESTKFA- MESAMD DE MÁSCARA ELUVASÍ NÂO TEM ? senso os conwvwm o PACJENTEI DO ESTA L INOSÃO QUE ' ocê , 4:' iii EUGOSWDDE FAZERYUDO , . guns-AW. . T , EL. .. AQUILO DE PROPÓSITO, NÂO? QUE eu NAO TENHO MEDO ¡EMM/ M!
  36. 36. Qumfo PRECISAVA ¡ , m5 9mm ven qumoo . - _- ' som. .. o 05mm), Eu TENTAVA ” - . ' _ você só mms eu ME 55* ° °°N° c' mz asas EMPENHO EM °^ RUN . . . ^ , _ ›, _ COISAS-n . ..PORQUE NAO SABE murro SOBRE A CARREIRA Mama¡ você OESCOBRE A DOENÇA, o¡ REMÉDIO. E PRONTO! ' “ o QUE a: MUITO MEDICINA E NOVAS PENSAVA 1 MAIS QUÊ 026mm¡ 9555095:. ser: ERRADO 09W? 5M' ELA MUDA! ns suaesm EN CWTO' MES E AVIAR wyg¡ o fEMpo E vncE- . rooo, veasu
  37. 37. PACIENTE E IGUAL A OUTRO! @NUM CASO E REPETDO! OS MESMOS SINTOMAS, OS MESMOS PARA você . ~ ME ENSNAR . ._ MAIS scans MEDICJNA! SALVAR , A vuou , AFASTAR A vom y rena: FELICI- moer FAZÊ UM MUNDO MELHOR!
  38. 38. . / A/É ; ix
  39. 39. - . .ÁS-s , V-ÊNÃO aEuÊEm j E “ * ESTA' 50's? .. EMERGÊNQILLI < ¡APÍTULO 5 _ ç y = : í Jar. W - . É* _H V'. › r 'A 4' *V* MERGÊNGIAV! ' . X355 P0 "EAS INSTALA / l C655 xo uoàp¡ '
  40. 40. "W v. wçüxíkf” 'IF“, - ~ . «.. x.. z1an. ,.~. ... . ¡Ivç/ zgç/ Ifàz¡ . . M/ /rM / m*: ” k. .. M
  41. 41. . 5x a'. à? .eV f o u ' aco 0050000 °°°° _ ' o o . . , ° o°ff t. fé* < “o o°° o o ° n ° ou ' “ CURANOO A DOENÇA. ' A : :ane DEVE BAIXAR! ' *Á à ; Ó m. . L “$313, n °°° ° °3 0 a o , a a o v o _ e . . , _ A, »H L l_ . KL x' ____'--~ . , , v . Ã QÓEOÊÊOSMI ü m. Â( QIAL-A q/ ,í
  42. 42. ACHO QUE x' NÂO! A _ MeNsAeeM FICA xzeve- “ rmoo s Deve ser? uMA eaAvAcAo L A ÍÍ? F*°° me 'lllif
  43. 43. em¡ COMONAO “mas” Aeãgíâgsv UM CENTRO NOSHTALAR E O LUGAR. .. PERFEIYO PARA O SURGIMENTO ESTOU ME AGUENTANDO _ _ DESPERTO. .. cnzuaaoes DescLnoAoos. .. INSTRUMENTOS
  44. 44. FOI O SENHOR QUEM L| GOU O ALARME? OE CONTROLE DE DOENÇAS JA DEVE ESTAR MANDANDO EQUIPES. .. A FRAGA CHEGN¡ ESTÁ AVAN- . DOUTOR! DOUTOR!
  45. 45. ToDo PÊÊÊEÂ- MUNDO ! nos FAZER 'mu' ALGUMA DEPENDE cms” DE NÓS! MAS O OLE PODEMOS FAZER? OS LUGA- RES ONDE . PENSE, ESTIVEMOS! __ GALERA! AS PESSOAS -: PENSE! QUE VIMDS! _ j ESTOU NAO Po¡ TENTANDO! IMUNIZADA ARGHI MAS TuDo çoMo TEM EM QUE RAZAO! CONSIGO PENSAR. .. . . . A NADINE ESTAVA JUNTO! E ELA PEEOU O DOUTOR TINHA RAZÃO! NAO FOMOS AFETADO5 POR ALGUM ASSIM EU FIQUE! IMUNE. ENQUANTO
  46. 46. NAO TEM PERIGO DE E *ea* CONTAMINAR ME5^^° 95 o PACIENTE! MAscARA ce SAB¡ E WV** VODISSOI 9 Eãnxna_. ..â: « E ISSO! SO PODE SER ISSO! v" W n ' . f J/ .' WV .
  47. 47. 'Ç ÍÍQJ-ML.
  48. 48. * esPERA AÍ! MAS como o SANGUE oo BONECO PôDe FAZER ! S507 COMO PôDe IMUNIZAR A GENTE coNTRA A PRAGA FINAL? VARAM UM BANHO DE SANGUE DO MEXEU NO BONECO, DEPOIS QUE É" *- V ¡SEEnIaE_. AÊ-H- USADO PARA ' TREINOS! ¡ PASSOU POR CENTENAS DE PRoüDl- MENTOS. .. &NTENAS DE . . . NAS MAos DE MEDIcoa AINDA DES- TREINADosI INSTRUMEN TOS CONTAMINA' DOS! COMO O DOUTOR RAUSE
  49. 49. WILSON ESPERA! SIM! “WH TENHA¡ você esTA ooM o 17 J* ' J PRoDuzIoo olzeNpo smw¡ , E . «¡' . ..PODEMOS o ANTIBIÓ- FAzeR um OEMOROUI CORTA o BICHO DE NOVO, cARecAI VOU ALI PEGAR UM BALDE E. ..
  50. 50. NAQUELA HORA! $EU$ SINAIS VITAIS ESTÃO BAIXOSI COMO UMA PESSOA QUE SOFREU FORTE MEMOR- RAGIAI QUE PODE ACONTECER SE TIRARMOS SANGUE EsTousó AOIVINHANDO! U oeouzmvo¡ cuu-rmaa/ I NÂO voos MORRER! 91W¡ ^°U| oczeuoo um MONTE os BESTEIRAI
  51. 51. MONTE DE BUSCAS NA INTERNET. MAS NÂO AJUOOUI MUITA IN- FORMAÇÃO MEDICA : mms e AMADORA! NÂO coN- Futvsu POR Isso wlo se A INTERNET Í_ _ . . v um Meonco PARA AssuN- os ven- rosoe A › moer l _ . . ' q ' ' Assmm você JK FALA FRENTE DE UM ENFRENTOU SÉRIO! coysgs VOCÊ JK p¡ um ENFRENTOU r mms Emma¡ . _ DESAFIO? DIFIGEISI __ A MIM! mms os MEDICJNA! A mama NÃO FEZ FACULDADE AINDA, MAs APRENDEU um POUCO com OS PAIS! SUTUROU O BONECO! FECHOU O CORTE QUE EU FIZ! EVITOU QUE TODO O SANGUE SE PER- DESSE!
  52. 52. NÂO E HORA OE DESANI- MAR . I voce JA FEZ o MAIs DIFTCIL! DMG* Nosnum ACHAR A czzsposn¡ pouqumgo TER NENHUMA o¡ CADA PARTE ¡M- ógsxo¡ PORTANTE! . . . MAs Mo 'remo mà), NENHUMA _om opaca¡ t PRECI6AMOS (ER CERTEZA DE SEGUIR O6 PROCE* DIMENTOS, GALERA! CLARO QUE O BONECO JÁ FOI CON- TAMINADO ATE DIZER ? ODE/ MOS CORRER O R! SCO DE IN TRODUZIR rooo MUNDO coLocANDo 3 A5 MKSCARAS e roucAs CIRÚRGlCAS! Isso PODE ESTRAGAR o ANTÍDOTO!
  53. 53. TODAS As coM EseA LESÕES! Aôuuu, casou¡
  54. 54. ceu no MAIs FAcII. QUANDO A NADINE PRECISAS, MoNIuu E FIRMEZA! NÂO TREME NEM UM MIUMETRO! SABER QUE A MONICA TINHA ESSE TALENTO! você ACHA MESMO QUE É UMA BOA HORA PARA ME DEIXAR NERVOSA? ! QUASE ACA- BANDO! NÂO
  55. 55. . . .MAS ENTENOO MÃO ESTÁ P| TOM8A$ MEXENDO
  56. 56. sE E NÂO PODIA sE MEXER! ce DIS UE EL OQ V
  57. 57. I_ SUAS I l DEFESAS CONTRA A DOENCÂ FICARAM AINDA #M15 FORTES! IMUNES! NAO TEMOS A FRAGA ATA- CANDO A FRAGA FINAL! AGORA ELE NÃO ATACA A DOENÇA APENAS No DESTRUIR ' A INFECÇÃO NA aAsE DA E-ELE E ASSUS- TADOR, E MUITO NOJ EN TO. .. . ..M-MAS PELO MENOS NAO ESTÁ ATACANDO A GENTE! IM
  58. 58. QUANDO 'r PEO.5! ELE ? ELO BRAÇO. .. CONSEGUI APLICAR UM SEDATIVO! "
  59. 59. 118 ENTENDI! JA QUE ELE TEM AS MES- MAS REACOES DE UM SER BASTOU O CONTATO COM A PELE PARA NOS IMUNIZAR I VAMOS VER SE FUNCIONA DO MESMO JEITO! NADINEI DESCULPE POR s-UJAR você, PARA DORMIR TAMBEM FUNCIONA NELE! BEM PENSADO, TEORIA ESTAVA ERRADA!
  60. 60. . 11111111111¡ “ ' z/ “fa
  61. 61. NÂO! NAO PENSE EM APENAS DEVE TER QUANTAS DOENCAE, ESPERANDO sIDo A ÚLTIMA V. , pop¡ AINDA ou: vEz QUE UMA INcuRAvEIs "M “Em : . M0353 o DouToR ' SUPERBACTERIA __ ›: RAUSEI DEVE AJUDAR TODOS A FICAREM W w-: ÊÊÀ você_ . k D ç ~› . «ay I
  62. 62. A TURMA, NESTA AVENTURA, SAI DO NORMAL. ESTA' EM OUTRA. 'AS VOLTAS COM CENTROS CIRÚRGICOS, MANEQUINS VIVOS, ACIDENTES MEDICOS E A CHEGADA DA LINDA NADINE. TEMAS DIFERENTES DE QUAISQUER OUTROS ENFRENTADOS POR ELES EM EDICOES ANTERIORES. PASSAM POR ACONTECIMENTOS QUE PODEM MUDAR O CURSO DE SUAS HISTÓRIAS DE VIDA. (MAS QUE NÂO SE RESOLVEM SOMENTE NESTA EDIÇÃO). DE QUALQUER MODO, A EXPERIENCIA ACADÊMICA DOS NOSSOS JOVENS PERSONAGENS NUM GRANDE HOSPITAL SERVE PARA NOS APROXIMARMOS DE UMA REALIDADE DIFERENCIADA, INTERESSANTE E MESMO DIDÁTICA. O RESTO FICA POR CONTA DA VARIEDADE DE PERSONALIDADES EM ENTRECHOQUES, ACIDENTES DE PERCURSO E MUITA AÇÃO. COM ESPECIAL ATENÇÃO 'A RECEM-CHEGADA NADINE E ÀS REACÕES NÃO TÃO INESPERADAS DO CEBOLA. E COM MAIS ATENÇÃO, AINDA, AOS NOVOS SONHOS DE FUTURO DO NOSSO EX-TROCALETRAS. ENFIM, NO MEIO DE TODO UM VAIVÉM DE SUSTOS E MISTÉRIOS, TEMOS UMA BOA HISTÓRIA QUE VAI ALIMENTAR NOSSOS ROTEIROS FUTUROS. E SÓ IR CONFERINDO NOS NOSSOS PRÓXIMOS ENCONTROS. ATE LÁ.
  63. 63. IPIFÍZIRMÍE¡ P¡ UIBICÍVÍI? (IBRI IC' 1 . ,_', :i_io¡, í.'Í/ A._i_l, ,f_LJ ttÍ/ l/. Lll/ /TIÀI , JET/ LL TIt/ ,i/ it', i. mi. : / › “tz/ HT Éi/ /X/ H; 'HH 1,_ 'nã mwiwscum mw : :x 9.. . uu nnaímn_ . ..sansmwn : :m-g num-naum. . Ron . Amam Dnnu-mumquumu_ »uma tamem Mvuú- tlúuãn : m nau. .. -nwn . . oww-m mma. ; um . m. . . . . bnmçkmnnuln-rrmA-¡uumúwnnvmüuahu couucailunmm uma-um¡ wanna-so. - mama-comuna¡ Imwwvutiliw u. . «mam unan- m. . v. .. . u »um Savannah¡ u-nuxãnmhvenatuwrurumannn unanuuuumrmnm-. ammu (eauzo-Aunnt- wmv u». w mma. man-uu. u v. u , |l](| (' . .um ; r-un¡ »aumentava-magnum na w-q-. .uns umannoeoomvmmnnouçw aauubrmwüfnlkmàuyn w. . vnuurv-aanldrlutvhohnblmn um . ..n : :r . um cx. w . -.um. ,m~. u». ..pu. m Ann-Ina: um u. : tutti-van¡ 'rom n- . -a. ,--. : sua Iccm-zw-numnuuxl n naum-m. we uvuommncnnuau Amanha/ NHS IcmFIJI ! than y a» naum u ; naum AVHCAVEKVOÀOAÃSNÀXYÍ . una. 14mm! u linha¡ IHIISIIOM¡ ' ' BI l- Jvd! 17H09 i'm m num-u amount SVS¡ HIGH! !! ! bucal- Muay» Himno: «numa tua-own¡ numa»- ¡ À_ , ( _A › L-»tpnan m¡ : n . jy. u 4;», av. o Mônica. " Cebola, Magali e Çascão vão viver aventuras emocionantes na Comic Con! Então ñque ligado, porque / essa Turma vai aprontar muitas confusões. Na Próxima Edição. .. ~, 'J'jwifLi/ ,IÀPILHZ H: i_. i.ÍÍ/ i_= ¡, i_'/ j-/ ,i, ',idjnilâzi, iwVH-ttítfu - ~ , _ 'i , p.1:il"/ I*/ (_. __I~1 A' s. , Í~›: r.: -?»+'éfrí“~ : n i 'l
  64. 64. _ “Oto _IO ÂI A o
  65. 65. Digitalizado por membros do grupo fechado GIBITECA não disponibilizar Iivremente na net. quando possível, prestígie o auto/ r, compra o original! í? L l z' 1 à? , 'Ililii I liiii 9'7BBS42'602913 ' ' WE_

×