O Renascimento 2013

4,058 views

Published on

0 Comments
3 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
4,058
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
3
Actions
Shares
0
Downloads
172
Comments
0
Likes
3
Embeds 0
No embeds

No notes for slide
  • http://www.gutenberg-museum.de/29.0.html?&no_cache=1
  • Thomas More (1478-1535) por Hans Holbein, o Jovem (1527).
  • O Retrato de Chandos; pintura atribuída a John Taylor e com autenticidade desconhecida. National Portrait Gallery, London.
  • O Renascimento 2013

    1. 1. Renascimento
    2. 2. O Renascimento Foi um movimento científico-cultural que nasceu na Itália no século XIV e, se estendeu, com variações, por outras regiões da Europa até o final do século XVI. Neste período ocorre a passagem da Idade Média para Idade Moderna.
    3. 3. Esse movimento ficou conhecido como Renascimento porque seus protagonistas pretendiam partir dos ideais da cultura greco-romana para fundar um mundo novo.
    4. 4. O movimento está relacionado ao fortalecimento da burguesia nas cidades medievais. Nesse novo mundo urbano os ideais medievais não se adequavam aos valores burgueses que consagravam o lucro e o sucesso individual.
    5. 5. Os homens, nesse novo modelo, não negavam a existência de Deus, mas colocavam em primeiro plano os interesses terrenos. Humanismo Movimento intelectual do Renascimento, movimento surgido na Europa, mais precisamente na Itália, que colocava o ser humano como o centro de todas as coisas existentes no Universo.
    6. 6. Características do Renascimento Antropocentrismo O ser humano passa a ser visto como o centro do Universo, negando o Teocentrismo, caraterístico do período Medieval.
    7. 7. TEOCENTRISMO ANTROPOCENTRISMOX Deus se colocava no centro do Universo. O ser humano está no centro do Universo.
    8. 8.  Individualismo Valorização da capacidade de criação e o espírito de competição.  Racionalismo (Autonomia da Razão) Sobreposição da ciência (experimentalismo) sobre a fé (dogmas).
    9. 9.  Naturalismo Preocupação em retratar fielmente os homens e animais nas artes (detalhes anatômicos). Davi de Michelangelo O nascimento de Vênus de Botticelli Maior conhecimento do corpo humano (anatomia).
    10. 10.  Heliocentrismo O Sol visto como centro do Universo, contrariando a concepção geocêntrica de Ptolomeu. Geocentrismo Heliocentrismo
    11. 11. Um dos fatores que ajudou a divulgação dessas ideias foi a criação da impressa (tipos móveis metálicos) por Johannes Gutenberg (ou João de Gutenberg).
    12. 12. Nesse período ocorreu o desenvolvimento de novas ciências, estimuladas pelas viagens marítimas. Cartografia
    13. 13. Por questionarem os dogmas da Igreja Católica, foram violentamente combatidos pela instituição.
    14. 14. A Arte no Renascimento  A prática do mecenato Mecenas - Eram os patrocinadores das artes. Burgueses, princípes e papas financiaravam e protegiam as artes e os artistas - Entre as famílias mais ricas de Florença contavam-se os Médicis, que acabaram por controlar o governo da cidade e tornar-se mecenas generosos.
    15. 15. Madonna Cowper de Rafael. O batismo de Cristo de Pietro Perugino.  Os artistas procuravam recriar a realidade e destacar a natureza.
    16. 16. Baco de Michelangelo Pietá de Michelangelo  Para isso desenvolveram estudos para reproduzir a expressividade dos humanos.
    17. 17. Desenvolveram a técnica da perspectiva, para possibilitar a sensação de profundidade e volume, assim o realismo. A Escola de Atenas de Rafael.
    18. 18. A cúpula de São Pedro de Michelangelo. A Capela de Pazzi de Filippo Brunelleschi  A valorização do mundo terreno e natural levou os artistas a retomar, na edificação dos palácios e igrejas, as linhas retas, as colunas os arcos das construções greco-romanas.
    19. 19. Fases do Renascimento Costuma-se dividir o Renascimento em três grandes fases:Costuma-se dividir o Renascimento em três grandes fases: TrecentoTrecento OO Trecento (século XIV) manifesta-se predominantemente(século XIV) manifesta-se predominantemente na Itália, mais especificamente na cidade de Florença, pólona Itália, mais especificamente na cidade de Florença, pólo político, econômico e cultural da região. Giotto, Boccacciopolítico, econômico e cultural da região. Giotto, Boccaccio e Petrarca estão entre seus representantes.e Petrarca estão entre seus representantes. É considerada uma transição do estilo gótico para a cultura renascentista QuatrocentoQuatrocento Durante oDurante o Quatrocento (século XV) o movimento espalha-(século XV) o movimento espalha- se pela Península Itálica, atingindo seu auge. Neste períodose pela Península Itálica, atingindo seu auge. Neste período destacam-se Botticelli, Leonardo da Vinci, Rafael e, no seudestacam-se Botticelli, Leonardo da Vinci, Rafael e, no seu final, Michelangelo.final, Michelangelo. QuintocentoQuintocento Duranre oDuranre o QuintocentoQuintocento o Renascimento torna-se no séculoo Renascimento torna-se no século XVI um movimento universal europeu, tendo, no entanto,XVI um movimento universal europeu, tendo, no entanto, iniciado sua decadência. Ocorrem as primeirasiniciado sua decadência. Ocorrem as primeiras manifestações maneiristas e a Contra reforma instaura omanifestações maneiristas e a Contra reforma instaura o Barroco como estilo oficial da Igreja Católica. Na literaturaBarroco como estilo oficial da Igreja Católica. Na literatura destaca-se Nicolau Maquiavel.destaca-se Nicolau Maquiavel. Madona com banbino San Lucchese Cristo no templo, El Greco Santa Ceia, Leonardo da Vinci
    20. 20. Os artistas do Renascimento
    21. 21. Como vimos o movimento renascentista pode-se diferenciar em três etapas do Renascimento. A primeira o Trecento, no século XIV, é considerada uma transição do estilo gótico para a cultura renascentista.
    22. 22. Berço do Renascimento
    23. 23. Fachada da Abadia de Westminster, na Inglaterra, com as torres neogóticas do século XVIII. Visão lateral da Basílica di Santa Maria del Fiore da Arquidiocese da Igreja Católica Romana de Florença, representação clássica do estilo arquitetônica renascentista.
    24. 24. Mosaico do Batistério San Giovanni, sobre o Juízo Final. Obra de um mestre florentino, cerca de 1300.
    25. 25. A segunda o Quatrocento, no século XIV, vista como a maturidade do Renascimento, teve como centro a cidade de Florença. No século XV Florença era governada pelos Médicis, uma poderosa família de banqueiros mecenas. Nesse período destacaram-se os artistas Boticelli, Donatello e Brunelleschi.
    26. 26. Provável auto-retrato de Botticelli, em sua obra Adoração dos Magos (Uffizi, Florença). Alessandro di Mariano di Vanni Filipepi, conhecido como Sandro Botticelli (1445 - 1510), foi um célebre pintor italiano da Escola Florentina do Renascimento.
    27. 27. A Primavera (c. 1478).
    28. 28. O nascimento de Vênus (1483).
    29. 29. Uma releitura... O nascimento do Radiche.
    30. 30. Vênus e Marte (1483)
    31. 31. A tentação de Cristo (Capela Cistina) de 1481.
    32. 32. Retrato de Juliano de Médicis (1478)
    33. 33. Retrato de Dante Alighieri.
    34. 34. Donato di Niccoló di Betto Bardi, conhecido como Donatello (1386 - 1466) foi um importante escultor italiano. Trabalhou em Florença e outras cidades italianas. recorrendo a várias técnicas e materiais. Estátua de Donatello presente na Galeria Uffizi, em Florença.
    35. 35. Retrato de Donatello (Autor anônimo), Louvre, século XVI.
    36. 36. Estátua equestre do Gattamelata, em Pádua.
    37. 37. Maria Madalena, Florença. João o Evangelista, Florença.
    38. 38. A estátua de San Giorgio de Donatello (c. 1417).
    39. 39. Filippo Brunelleschi (1377 - 1446) foi um importante arquiteto renascentista. Começou a vida como ourives e foi o pioneiro desta arte. Escultura retratando Brunelleschi.
    40. 40. A sua obra mais conhecida é a cúpula da catedral (Duomo em italiano) Santa Maria del Fiore, em Florença. Construída em 1434, foi a primeira cúpula de grandes dimensões, erguida na Itália, desde a Antiguidade sobre uma enorme base octagonal. Vista lateral do Duomo com a cúpula e a torre do sino.
    41. 41. Fachada da Basílica di Santa Maria del Fiore.
    42. 42. Outra grande obra deste artista é o Palácio Pitti, sendo este o protótipo do estilo palaciano renascentista. Nesta imagem é representado a fachada frontal do palácio, voltada para a praça do mesmo nome.
    43. 43. Fotografia do Palazzo Pitti, tirada no início do século XX, também conhecido na época como A Residência Real por ter sido residência do rei da Itália entre 1865 e 1871, quando Florença foi a capital do reino.
    44. 44. Capela Pazzi.
    45. 45. A terceira o Quintocento, no século XVI, centrou-se na cidade de Roma. Neste século Roma tornou-se o centro do Renascimento. Os papas desse período embelezaram a cidade encomendando novas construções. A mais importante foi a Basílica de São Pedro.
    46. 46. Basílica de São Pedro vista da Praça de São Pedro (Vaticano).
    47. 47. Michelangelo ("Miguel Ângelo") di Ludovico Buonarroti Simoni (1475 - 1564) foi um pintor, escultor, poeta e arquiteto renascentista italiano.
    48. 48. A escultura de Pietà (1498).
    49. 49. Davi (1501 - 1504).
    50. 50. Davi é uma das esculturas mais famosas do artista renascentista. O trabalho retrata o herói bíblico com realismo impressionante, sendo considerada uma das mais importantes obras do Renascimento e do próprio autor. A escultura atualmente encontra-se em Florença, na Itália, cidade que originalmente encomendou a obra.
    51. 51. A Criação de Adão (Capela Sistina – c. 1511).
    52. 52. O Fruto Proibido (Capela Sistina ).
    53. 53. O Juízo Final (Capela Sistina).
    54. 54. Rafael Sanzio (1483 - 1520), foi um mestre da pintura e da arquitetura da Escola de Florença durante o Renascimento italiano, celebrado pela perfeição e suavidade de suas obras.
    55. 55. Ressurreição de Cristo (Museu de Arte de São Paulo - 1499/1502 ).
    56. 56. As Três Graças, c. 1503/1504 (Museu Condé, Chantilly).
    57. 57. Retrato de Maddalena Doni, c. 1506 (Galleria Palatina, Florença).
    58. 58. O sonho do cavaleiro (1505).
    59. 59. A Escola de Atenas (Scuola di Atenas no original) é uma das mais famosas pinturas de Rafael e representa a Academia de Platão.
    60. 60. Os noeses são as personalidades em que Rafael se inspirou para pintar o rosto dos diferentes filósofos gregos. Isso é claramente uma homenagem às pessoas de seu tempo: 1: Zenão de Cítio ou Zenão de Eléia 2: Epicuro 3: Frederico II, duque de Mântua e Montferrat 4: Anicius Manlius Severinus Boethius ou Anaximandro ou Empédocles 5: Averroes 6: Pitágoras 7: Alcibíades ou Alexandre, o Grande 8: Antístenes ou Xenofonte 9: Hipátia (Francesco Maria della Rovere or Raphael's mistress Margherita.) 10: Ésquines ou Xenofonte 11: Parménides 12: Sócrates 13: Heráclito (Miguel Ângelo). 14: Platão segurando o Timeu (Leonardo da Vinci). 15: Aristóteles segurando Ética a Nicômaco 16: Diógenes de Sínope 17: Plotino 18: Euclides ou Arquimedes acompanhado de estudantes (Bramante) 19: Estrabão ou Zoroastro (Baldassare Castiglione ou Pietro Bembo). 20: Ptolomeu R: Apeles (Rafael). 21: Protogenes (Il Sodoma ou Pietro Perugino).
    61. 61. Leonardo di ser Piero da Vinci (1452 - 1519) foi um italiano, uma das figuras mais importantes do Renascimento, que se destacou como cientista, matemático, engenheiro, inventor, anatomista, pintor, escultor, arquiteto, botânico, poeta e músico. É ainda conhecido como o precursor da aviação e da balística Leonardo frequentemente foi descrito como o arquétipo do homem do Renascimento.
    62. 62. O Batismo de Cristo (1472 - 1475) de Verocchio e Leonardo.
    63. 63. A Anunciação (1472 – 1475).
    64. 64. Mona Lisa (1503-1507), Museu do Louvre .
    65. 65. Mona Tofu Uma releitura...
    66. 66. A virgem e o menino com Santa Ana (1508) Louvre
    67. 67. Pequena Madona e o Menino de Verrocchio, (c. 1470).
    68. 68. Dama com Arminho (1485-1490), Museu Czartorvski.
    69. 69. La Belle Ferronière (1490- 1495), Museu do Louvre .
    70. 70. O Renascimento se expandiu a partir da Itália para outros países da Europa. Um dos fatores que contribuíram para divulgação das obras renascentistas foi o aperfeiçoamento da impressa na Europa, em meados do século XV. Existiram grandes pintores, escultores renascentistas em países como Portugal, Espanha, Inglaterra, França e Holanda.
    71. 71. João Gutenberg, (1390 -1468), foi um inventor alemão que se tornou famoso pela sua contribuição para a tecnologia da impressão e tipografia.
    72. 72. Dentre os escritores destacam-se: Luís de Camões (1524-1580), considerado o maior poeta da língua portuguesa, com sua obra prima Os Lusíadas. Capa da primeira edição de Os Lusíadas, de 1572.
    73. 73. A principal obra deste grande escritor espanhol chamado Miguel de Cervantes (1547- 1616) foi Dom Quixote.Facsímile da primeira edição de Don Quixote 1605.
    74. 74. Tomas More (1478- 1535) foi escritor e jurista inglês e escreveu Utopia, palavra grega, em grego, quer dizer “lugar imaginário”.
    75. 75. William Shakespeare (1564-1616), foi um dos maiores autores de peças de teatro do mundo. Este artista inglês produziu tragédias , como Romeu e Julieta, Hamlet, Macbeth, comédias, como Sonho de uma noite de verão, e peças históricas, como Henrique VIII.
    76. 76. Erasmo de Roterdã (1466-1536) foi um brilhante humanista cristão nascido na cidade holandesa de Roterdã. Em sua obra mais conhecida, Elogio da loucura, critica a sociedade da época mostra com muita clareza o quanto a Igreja estava afastada dos ensinamento de Cristo.
    77. 77. Como pintores cabe destacar também os trabalhos de Rembrandt (1609-1669), Albert Dürer (1471- 1528) e Jan van Eyke (1390-1441).
    78. 78. Rembrandt Harmenszoon van Rijn foi um pintor dos mais talentosos pintores renascentistas dos Países Baixos (atuais Bélgica e Holanda). Na sua famosa tela, Lição de Anatomia, registra a importância da experiência pra a aquisição do conhecimento. Auto retrato (1642).
    79. 79. A lição de Anatomia do Dr. Tulp (1632).
    80. 80. Uma releitura... A Lição de Anatomia do Dr. repolho em conserva.
    81. 81. Albert Dürer foi o mais original entre os pintores renascentistas alemães. Dono de uma técnica primorosa, conseguiu transmitir em suas obras uma sensação de realismo, encantamento e magia. A imagem a seguir é da obras Adoração dos Magos. Auto retrato (1493).
    82. 82. Adoração dos Magos em 1504.
    83. 83. Jan van Eyck (Maaseik?, c. 1390 — Bruges, 1441) foi um pintor flamengo do século XV, irmão de Hubert van Eyck e pupilo de Robert Campin. Foi também o fundador de um estilo pictórico do estilo gótico tardio, influenciando em muito o Renascimento nórdico. Como tal, é visto como o mais célebre dos primitivos flamengos. Assinatura por Jan van Eyck no Casal Arnolfini.
    84. 84. O Casal Arnolfini é o mais famoso quadro do pintor Jan van Eyck, pintado em 1434.
    85. 85. O homem do turbante vermelho é outra obra importante de Jan van Eyck.
    86. 86. A Madona do Chanceler Rolin (1434-1435).
    87. 87. Retrato de um homem com Cravo (c. 1435).
    88. 88. Retrato de Jan de Leeuw (1436).
    89. 89. Retrato de Cristo (1440).
    90. 90. Retrato de Margareta van Eyck (1439).
    91. 91. Para relembrar!!! Valores Medievais Valores Renascentistas O tempo pertence a Deus. É pecado emprestar dinheiro a juros, ou seja, cobrar pelo tempo em que o dinheiro esteve emprestado. O tempo pertence ao homem e este deve usá-lo bem benefício próprio. A Fé é mais importante que a razão. A razão e a fé são importantes. Valoriza-se a experiência e a observação..
    92. 92. Valores Medievais Valores Renascentistas Todas as pessoas consideram-se membros da cristandade; valoriza-se o espírito de associação (coletivismo). Há valorização da originalidade e do talento de um artista, do que é marca . Deus está no centro das atenções (teocentrismo). O homem está no centro das atenção (antropocentrismo). O corpo é fonte de pecado. O corpo é fonte de prazer e beleza.
    93. 93. Atividades: Página 104 – Números 1 até 5 1 – Surgimento da Burguesia, Renascimento do comércio e da vida urbana 2 – a)Para obter status social b)Porque eles achavam que era a época de ouro da humanidade 3 – Renascimento. E. 4 – a)1: Geocentrismo (A terra é o centro do universo) 2: Heliocentrismo (o sol é o centro do universo) b)O desenho número 2 5 – a)Perfeição, realismo, valorização do homem. b)Não representaria Deus na forma humana, o homem estaria vestido
    94. 94. Tarefa: Página 117 Números 1 e 3 Página 119 Números 1 e 4

    ×