Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Ensino 05 o planejamento da formação

8,267 views

Published on

RCC PARANÁ

Published in: Spiritual
  • Be the first to comment

Ensino 05 o planejamento da formação

  1. 1. marcelobernini.formador@ymil.com
  2. 2.  A Formação tem dado muitos frutos em todo o Brasil, porém, precisamos organizá-las para frutificar ainda mais.
  3. 3.  Criação de uma formação básica, fundamental da RCC;  Alinhamento da linguagem das expressões de serviço da RCC;  Descoberta do Batismo no Espírito Santo;  Formação da liderança da RCC;  Descoberta do Catecismo da Igreja Católica;  Descoberta dos documentos da CNBB;  Vivência da identidade do movimento da RCC;  Entre outros... (FF 1 - pág. 33)
  4. 4.  Diante de um planejamento, precisamos adequar a formação e seus módulos à realidade de cada Estado, diocese e, principalmente de cada GO, pois com a Formação do Módulo Básico, queremos chegar o mais próximo possível do Grupo de Oração.
  5. 5.  Na linguagem de marketing, poderíamos dizer que Jesus atendia as pessoas com encantamento e satisfação.  Com o planejamento da formação, queremos prestar um serviço de qualidade e encantamento através da Escola Permanente de Formação.
  6. 6.  Agora, vamos discernir um método, ou seja, uma padronização do Serviço/ Ministério de Formação para que possamos fazer um controle das metas que traçamos.
  7. 7.  1° passo – METAS PROPOSTAS: o que nós queremos com a Formação?
  8. 8.  AÇÃO: execução do serviço de formação. Ministrando os encontros de formações para os formandos – treinamento de pessoal. A partir dessa capacitação, eles realizarão o serviço, sempre visando realizá-lo com qualidade.
  9. 9.  VERIFICAÇÃO DOS RESULTADOS: quais os frutos que a formação está dando, ou melhor, a formação está atingindo as METAS propostas inicialmente?
  10. 10.  4° passo – CORREÇÃO: depois de identificar o que precisa ser corrigido, volta-se ao primeiro passo do planejamento, depois a execução e assim por diante.
  11. 11.  1. Definir METAS a serem atingidas em um espaço de tempo também definido. Ex: a. Atingir a liderança de GO de uma região da diocese em 1 ano; b. Atingir membros do Núcleo de GO de toda a diocese em 2 anos; c. Atingir os membros de núcleo de GO de 50% das dioceses em 2 anos.
  12. 12.  2. Público alvo: a. Liderança de grupo de Oração; b. Membros de ministério; c. Membros de Núcleo de grupos de oração; d. Membros de conselhos e ministérios diocesanos; e. Membros de conselhos e ministérios estaduais.
  13. 13.  3. Formações a serem dadas e números de encontros: a. Módulo Básico: 11 encontros; b. Módulo Reavivando a Chama: 4 encontros; c. Módulo de Formação de Coordenadores: 6 d. Módulo Bíblia (em formação)
  14. 14.  4. Público alvo de cada Módulo: a. Básico: liderança de GO; b. Reavivando a Chama: membros do Núcleo de GO; c. Formação de Coordenadores: membros de Núcleos de Grupo de oração e ministérios; d. Formação Humana: participantes de grupo de oração que fizeram o Seminário de Vida no Espírito Santo e/ou Experiência de Oração; e. Bíblia: participantes de grupo de oração que fizeram Seminário de vida no Espírito Santo e/ou Experiência de Oração.
  15. 15.  5. Tempo: a. Duração de 1-2 anos; b. Duração de 2-3 anos; c. Duração de 3-4 anos;  6. Periodicidade das Formações: a. Mensal; b. Bimestral (2/2 meses); c. Trimestral (3/3 meses); d. Semanal.
  16. 16.  7. Formas: a. Finais de semana (aberto); b. Finais de semana (fechado); c. Dois sábados seguidos; d. Dois domingos seguidos; e. Oito dias contínuos; f. Semanal (manhã); g. Semanal (tarde); h. Semanal (noite).
  17. 17.  8. Datas que não deverão ter formações por motivos diversos: Carnaval, Semana Santa, Dia dos Pais, Dia das Mães, Dia do Padroeiro da Cidade, Congresso Nacional da RCC, Encontro Nacional de Ministérios, Natal, Ano Novo, Congresso Estadual, Pentecostes, outras a pedido do conselho diocesano.
  18. 18.  9. Local: a. Centros de Formação da Paróquia; b. Escritórios diocesano da RCC; c. Casa de Retiro; d. Escolas Públicas ou Particulares; e. Galpões.  10. Número de formandos por encontro: a. 50 alunos; b. 100 alunos; c. 150 alunos.
  19. 19.  11. Números de formandos por turma: a. 40 alunos; b. 50 alunos; c. 60 alunos.  12. Número de formadores por encontro: a. dois; b. Três; c. Quatro.
  20. 20.  13. Número de formadores por turma: a. Turma de 50 alunos (1 formador); b. Turma de 60 a 100 alunos (2 formadores); c. Turma de 110 a 150 alunos (3 formadores).  14. Convites: a. Via Escritório Estadual; b. Via Escritório Diocesano; c. Via coordenador de GO; d. Via coordenadores de Ministérios; e. Via comunicação paroquial/comunidade.
  21. 21.  15. Inscrições: a. cartas/correios; b. Escritório da RCC; c. No local do Encontro.  16. Avaliação do Planejamento: serve para avaliarmos se as metas estão sendo alcançadas ou estão se desviando da vontade de Deus.

×