Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.
Radar Saúde
Congresso
Ano 3 | nº 134
Julho 2013
Governo Federal lança ação para ampliar capacidade de atendimento da
atenç...
Segundo ciclo:formação mais perto da populaçãoNovas vagas na graduação e residência médica
Alunos que ingressarem em facul...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Programa Mais Médicos levará profissionais a regiões carentes

1,173 views

Published on

Governo Federal lança ação para ampliar capacidade de atendimento da atenção básica nas periferias de grandes cidades e nos municípios de interior

  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Programa Mais Médicos levará profissionais a regiões carentes

  1. 1. Radar Saúde Congresso Ano 3 | nº 134 Julho 2013 Governo Federal lança ação para ampliar capacidade de atendimento da atenção básica nas periferias de grandes cidades e nos municípios de interior O programa Mais Médicos, lançado pelo Governo Federal, ampliará a presença desses profissionais em regiões carentes, como os municípios do interior e as periferias das grandes cidades. Instituído por Medida Provisória, o programa ofertará bolsa federal de R$ 10 mil a médicos que atuarão na atenção básica da rede pública de saúde, sob a supervisão de instituições públicas de ensino. As vagas que não forem preenchidas pelos profissionais graduados ou que tenham o diploma revalidado no Brasil serão oferecidas a médicos estrangeiros. Moradia e alimentação serão responsabilidades dos municípios. Para participar do programa, eles também terão de acessar recursos do Ministério da Saúde para construção, reforma e ampliação das unidades básicas. Levar profissionais para regiões carentes é apenas uma das vertentes do Mais Médicos. Em parceria com o Ministério da Educação, serão abertas 11,5 mil vagas nos cursos de medicina e 12 mil vagas para residência até 2017. Além disso, a partir de 1º de janeiro de 2015, os alunos que ingressarem na graduação vão atuar por dois anos em unidades básicas e na urgência e emergência do SUS. As medidas integram o Pacto pela Saúde, que prevê, também, a expansão e a aceleração de investimentos por mais e melhores hospitais e unidades de saúde, totalizando R$ 15 bilhões até 2014. PROGRAMA MAIS MÉDICOS LEVARÁ PROFISSIONAIS A REGIÕES CARENTES 1.582 áreas prioritárias para receber médicos do programa R$ 7,4 bilhões para construção de 818 hospitais,601 UPAs 24h e de 15.977 unidades básicas R$ 5,5 bilhões serão investidos em unidades básicas e UPAs R$ 2 bilhões para construção e reforma de 14 hospitais universitários Boletim informativo do Ministério da Saúde destinado aos parlamentares
  2. 2. Segundo ciclo:formação mais perto da populaçãoNovas vagas na graduação e residência médica Alunos que ingressarem em faculdades públicas e privadas de Medicina, a partir de 2015, atuarão por 2 anos no SUS; Durante o segundo ciclo, estudantes de escolas particulares serão isentos do pagamento de mensalidade e receberão bolsa custeada pelo Governo Federal; Só receberão o registro profissional aqueles que concluírem os dois ciclos de formação: 6 anos na graduação e 2 anos na atenção básica e urgência e emergência; Forma de aprimorar a formação do profissional. Médicos atuarão junto à população e desenvolverão habilidade no cuidado integral das pessoas; O modelo da nova grade curricular é inspirado em países como Inglaterra e Suécia, onde os alunos passam por período de treinamento em serviço para exercer a profissão com o registro definitivo. Nordeste Graduação: 4.237 Residência: 4.132 Norte Graduação: 1.231 Residência: 1.291 Sudeste Graduação: 3.185 Residência: 5.177 Região Sul Graduação: 1.520 Residência: 838 Centro-Oeste Graduação: 1.274 Residência: 934

×