Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.
Redes Sociais
Horizontais:
potencial estratégico
ao serviço das
RP
Madalena
Miguel
RP Electrónicas
2013
2005
#OMundoEstáAMudar
Actualmente vivemos os
“efeitos secundários” das
redes sociais
Hoje “gostamos” disto e daquilo
Falamos no Skype
Vemo-nos no Youtube
Seguimo-nos no Twitter
As organizações também são “vítimas”
dessas transformações sociais, que em
muito mudam a nossa forma de
comunicar e intera...
Nunca como agora se deu tanta
importância ao que os públicos
pensam e dizem.
CLIENTES
MEDIA
OPINION LEADERS
Relações Públicas não é apenas dar a
conhecer uma marca ao mercado. É
preciso credibilizá-la e humanizá-la!
OPORTUNIDADE
VANTAGENS
Perante esta nova era da Internet, os profissionais de
RP têm a possibilidade de:
-dirigir-se de forma mais dire...
As redes sociais
tornaram-se num
fenómeno mundial!
Mas afinal, o que são
Redes Sociais Horizontais
DEFINIÇÃO
RedesSociais Horizontais centram-se,
essencialmente,na ideia de conectar
pessoas,através da partilha de gostos,
...
CARACTERÍSTICAS
• Não são especializadas nem segmentadas;
• São as mais genéricas;
• Não existem limitações temáticas;
• M...
EXEMPLOS
//Missão
«Give people the power to share and make the world more
open and connected»
//Breve história
- Fundado em 2004 po...
UtilizadoresActivosMensais
UtilizadoresActivosMensaisMobile
Médiadeusopormês
Médiadeamigosporutilizador
Receitasanuais
NºE...
// Plataformas de acesso
Conhecer a plataforma
Deskpot Portátil Tablet Smartphone
SmartTV’s Consolas
Conhecer os elementos interactivos
// Contribuição dos públicos para este canal
O Facebook baseia-se na construção de inte...
Conhecer os elementos interactivos
// Potencial de risco da organização
-Manutenção de uma página exige tempo e recursos
(...
Políticas e requisitos e optimização
// Definição de políticas de utilização
- Alinhar as percepções dos públicos com a es...
Políticas e requisitos e optimização
// Optimização do facebook
- Apostar continuamente na criação, gestão e partilha de
c...
Monitorização e avaliação
// Facebook Insights
Esta ferramenta de mensuração da actividade do facebook,
disponibiliza esta...
Monitorização e avaliação
Monitorização e avaliação
// Plataformas de avaliação externas
Razões de utilização
// Vantagens de utilizar o Facebook
- Possibilidade de interagir com os utilizadores 24 horas p/
dia,...
Planeamento e implementação
Para criar uma página no Facebook, as organizações e as
marcas devem aceder ao link “www.faceb...
- Identificar e determinar o segmento de actuação
Planeamento e implementação
Escolher o tipo de perfil adequado à organiz...
Planeamento e implementação
Ao clicar em qualquer uma das opções anteriormente
apresentadas, será pedido para preencher um...
Planeamento e implementação
Imagem de capa
Imagem de perfil
Descrições
Gestão de
aplicações
//Missão
Ligar as pessoas às coisas que gostam e ás pessoas que
amam, tendo por base a simplicidade, a segurança e a
confi...
Conhecer a plataforma
// Alguns factos e dados relevantes
300
milhões
utilizadores
activos
3ª
maior
Rede Social
do mundo
m...
Conhecer a plataforma
// Plataformas de acesso
Deskpot Portátil Tablet Smartphone
Conhecer os elementos interactivos
Google Hangouts
Sparks
Circles
Instant Upload
Conhecer os elementos interactivos
Google+Pages
Huddle
Google+Chat
// Potencial de risco da organização
-Questões de privacidade e segurança;
- Não existe domínio total em tempo real sobre ...
Políticas e requisitos e optimização
// Definição de políticas de utilização
- O Google Inc apresenta uma política de term...
Políticas e requisitos e optimização
// Optimização do Google+
- Publicações dinâmicas e atrativas
- Botão +1
- Emblema da...
Monitorização e avaliação
Google Analytics
Google Adwords
Ripples
Razões de utilização
// Vantagens de utilizar o Google+
Planeamento e implementação
Para a criação de uma página no Google+ é necessária a
existência de uma conta Google (Gmail, ...
Planeamento e implementação
Posteriormente, é necessário continuar a configuração da
página de acordo com a empresa. É nec...
Planeamento e implementação
Após esta fase a página encontrar-se-á criada e torna-se
necessário apenas personalizar a pági...
Obrigado pela atenção!
Q&A
Redes Sociais Horizontais e as Relações Públicas
Redes Sociais Horizontais e as Relações Públicas
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Redes Sociais Horizontais e as Relações Públicas

321 views

Published on

Published in: Social Media
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Redes Sociais Horizontais e as Relações Públicas

  1. 1. Redes Sociais Horizontais: potencial estratégico ao serviço das RP Madalena Miguel RP Electrónicas
  2. 2. 2013 2005 #OMundoEstáAMudar
  3. 3. Actualmente vivemos os “efeitos secundários” das redes sociais
  4. 4. Hoje “gostamos” disto e daquilo
  5. 5. Falamos no Skype
  6. 6. Vemo-nos no Youtube
  7. 7. Seguimo-nos no Twitter
  8. 8. As organizações também são “vítimas” dessas transformações sociais, que em muito mudam a nossa forma de comunicar e interagir.
  9. 9. Nunca como agora se deu tanta importância ao que os públicos pensam e dizem. CLIENTES MEDIA OPINION LEADERS
  10. 10. Relações Públicas não é apenas dar a conhecer uma marca ao mercado. É preciso credibilizá-la e humanizá-la! OPORTUNIDADE
  11. 11. VANTAGENS Perante esta nova era da Internet, os profissionais de RP têm a possibilidade de: -dirigir-se de forma mais directa aos públicos; - segmentar mais facilmente os públicos; - obter feedback dos públicos de forma quase direta e imediata (críticas, opiniões, sugestões e dúvidas) - gerar notoriedade e aumentar a reputação da organização
  12. 12. As redes sociais tornaram-se num fenómeno mundial!
  13. 13. Mas afinal, o que são Redes Sociais Horizontais
  14. 14. DEFINIÇÃO RedesSociais Horizontais centram-se, essencialmente,na ideia de conectar pessoas,através da partilha de gostos, interesses,opiniões e notícias sobreum lequeabrangente de assuntos.
  15. 15. CARACTERÍSTICAS • Não são especializadas nem segmentadas; • São as mais genéricas; • Não existem limitações temáticas; • Menor probabilidade de conversão; • Lançar novas funcionalidades é menos arriscado nestas redes; • Existe maior facilidade em cativar utilizadores;
  16. 16. EXEMPLOS
  17. 17. //Missão «Give people the power to share and make the world more open and connected» //Breve história - Fundado em 2004 por Marck Zuckerberg, Eduardo Saverin, Distin Moskocitz e Chris Hudges, na Universidade de Harvard. - Inicialmente era uma rede social destinada aos estudantes universitários. - Rapidamente se expandiu, e, hoje em dia, já possui mais de mil milhões de pessoas registadas. - Em 2013, adquiriu o Instagram, e já este ano, comprou a aplicação de messagingWhatsApp Conhecer a plataforma
  18. 18. UtilizadoresActivosMensais UtilizadoresActivosMensaisMobile Médiadeusopormês Médiadeamigosporutilizador Receitasanuais NºEmpregados NºdePáginasPequenasEmpresas Partilhas(Links,posts,fotos,notas) NºdeLikesDiáriosGerados 1.23 mil milhões 945 milhões 8,3 horas 300contactos US$7.87 mil milhões 6337 25 Milhões 4.75 mil milhões de conteúdos partilhados 1.45 mil milhões // Alguns factos e dados relevantes Dados de Dezembro de 2013 Conhecer a plataforma
  19. 19. // Plataformas de acesso Conhecer a plataforma Deskpot Portátil Tablet Smartphone SmartTV’s Consolas
  20. 20. Conhecer os elementos interactivos // Contribuição dos públicos para este canal O Facebook baseia-se na construção de interacções entre todos os utilizadores, facilitando o contacto entre os mesmos. Do ponto de vista das empresas, a rede social é vista como uma oportunidade para as entidade se aproximarem dos seus públicos. A partir dela, consegue-se obter feedback quase imediato, através de comentários, sugestões e críticas deixadas pelos utilizadores. // Partilha do conhecimento relativa/ ao conteúdo - Posts - Comentários - “Likes”
  21. 21. Conhecer os elementos interactivos // Potencial de risco da organização -Manutenção de uma página exige tempo e recursos (necessita constante atualização e interactividade com os públicos); - Não existe controlo total sobre as mensagens.
  22. 22. Políticas e requisitos e optimização // Definição de políticas de utilização - Alinhar as percepções dos públicos com a estratégia de utilização do canal de comunicação; - Estar atento aos comentários dos utilizadores, e responder de forma pronta e gentil , sem nunca eliminar comentários negativos; - Definir políticas de utilização do facebook e de actuação online, a nível interno e externo.
  23. 23. Políticas e requisitos e optimização // Optimização do facebook - Apostar continuamente na criação, gestão e partilha de conteúdos relevantes, originais e inspiradores - Colocação do link do site no campo “sobre” - Criação de um conjunto de separadores organizados na página de Facebook - Escrever posts curtos -Apelar à interacção e colocar questões - Colocar conteúdos visuais e apelativos
  24. 24. Monitorização e avaliação // Facebook Insights Esta ferramenta de mensuração da actividade do facebook, disponibiliza estatísticas sobre as seguintes categorias: • Visão Geral • Gostos • Alcance • Visitas • Publicações • Pessoas
  25. 25. Monitorização e avaliação
  26. 26. Monitorização e avaliação // Plataformas de avaliação externas
  27. 27. Razões de utilização // Vantagens de utilizar o Facebook - Possibilidade de interagir com os utilizadores 24 horas p/ dia, 7 dias por semana - Possibilidade de comunicar em tempo real para um conjunto de pessoas com as mesmas necessidades - Comunicação de novos serviços, campanhas e produtos a um preço relativamente baixo - Criação de anúncios segmentados de acordo com o perfil desejado(mensagensdirecionadas) - Possibilidade de monitorizar a concorrência e potenciais influenciadores de opiniões
  28. 28. Planeamento e implementação Para criar uma página no Facebook, as organizações e as marcas devem aceder ao link “www.facebook.com”. De seguida devem procurar do lado direito da homepage e clicar na opção “Crie uma página para uma celebridade, banda ou empresa”: - Início
  29. 29. - Identificar e determinar o segmento de actuação Planeamento e implementação Escolher o tipo de perfil adequado à organização/marca, de forma a facilitar a identificação dos públicos interessados. Esta escolha tem como base um conjunto de perfis pré- definidos, sendo eles:
  30. 30. Planeamento e implementação Ao clicar em qualquer uma das opções anteriormente apresentadas, será pedido para preencher um conjunto de dados solicitados. Após a criação da página, procede-se atualização e customização da página: imagem de perfil, informações adicionais acerca da empresa e gestão de aplicações de forma a dar-se a conhecer aos utilizadores.
  31. 31. Planeamento e implementação Imagem de capa Imagem de perfil Descrições Gestão de aplicações
  32. 32. //Missão Ligar as pessoas às coisas que gostam e ás pessoas que amam, tendo por base a simplicidade, a segurança e a confiança. //Breve história Conhecer a plataforma - O Google+ surgiu a 28 de Junho de 2011 para utilizadores com convite, que por sua vez puderam convidar outros utilizadores; - Em Novembro de 2011 é lançado o Google+Pages que possibilita às empresas e organizações marcar presença nestarede social; - Em Janeiro de 2012, a rede social foi aberta para o registo de adolescentes, a partir dos 13 anos.
  33. 33. Conhecer a plataforma // Alguns factos e dados relevantes 300 milhões utilizadores activos 3ª maior Rede Social do mundo maior que o Linkedin Twitter Tumblr
  34. 34. Conhecer a plataforma // Plataformas de acesso Deskpot Portátil Tablet Smartphone
  35. 35. Conhecer os elementos interactivos Google Hangouts Sparks Circles Instant Upload
  36. 36. Conhecer os elementos interactivos Google+Pages Huddle Google+Chat
  37. 37. // Potencial de risco da organização -Questões de privacidade e segurança; - Não existe domínio total em tempo real sobre a informação; -Separação entre o espaço pessoal e profissional dentro da redevirtual; - Estratégia de publicação dos conteúdos Conhecer os elementos interactivos
  38. 38. Políticas e requisitos e optimização // Definição de políticas de utilização - O Google Inc apresenta uma política de termos de utilização gerais (no qual inclui o Google+) específica que impõe limites a determinadas situações; - Os termos de utilização adicionais do Google+ visam também aspetos como a autoridade e acesso, o conteúdo, dados fornecidos, entre outros aspetos. - Relativamente aos requisitos de acesso, qualquer utilizador com idade mínima de 13 anos pode criar um perfil no Google+.
  39. 39. Políticas e requisitos e optimização // Optimização do Google+ - Publicações dinâmicas e atrativas - Botão +1 - Emblema da Google - LinkBuilding
  40. 40. Monitorização e avaliação Google Analytics Google Adwords Ripples
  41. 41. Razões de utilização // Vantagens de utilizar o Google+
  42. 42. Planeamento e implementação Para a criação de uma página no Google+ é necessária a existência de uma conta Google (Gmail, Youtube, Google Chrome, Blogger etc). A mesma conta dará acesso a todas estas aplicações. Aquando o registo de uma empresa no Google+, esta terá de selecionar a sua vertente entre:
  43. 43. Planeamento e implementação Posteriormente, é necessário continuar a configuração da página de acordo com a empresa. É necessário de seguida colocar a mensagem de força da organização, por exemplo um slogan e também o logo ou imagem identificativa desta. Nesta etapa é também possível inserir uma descrição mais detalhada sobre a organização.
  44. 44. Planeamento e implementação Após esta fase a página encontrar-se-á criada e torna-se necessário apenas personalizar a página e alimentá-la ao longo do tempo.
  45. 45. Obrigado pela atenção! Q&A

×