Successfully reported this slideshow.
Dra. Lilianny Medeiros
Pereira
Resistencia
Vascular
Maturidade
bioquímica
Líquido
Intra
pulmonar
Infecção?
Síndrome
Aspirativa?
Maturidade
estrutural
DISTÚRBIOS RESPIRATÓRIOS NO
PERIODO NEONATAL
1. Doença da Membrana Hialina.
2. Taquipnéia Transitória do Recém-
Nascido.
3...
 Se falta a hipótese diagnóstica...
?
Desc Resp
Desc Resp
D
esc
R
esp
Desc
Resp
?? ?
CONSIDERAÇÕES NA FORMULAÇÃO DE
HIPÓTESES DIAGNÓSTICAS
 Antecedentes maternos,
 Condições e tipo de parto,
 Característi...
TAQUIPNÉIA TRANSITÓRIA DO RN
 CONCEITO: Desconforto respiratório precoce, de
moderada intensidade e com evolução benigna....
TAQUIPNÉIA TRANSITÓRIA DO RN
 FISIOPATOLOGIA: Edema pulmonar transitório
que resulta da reabsorção retardada do líquido
p...
FATORES DE RISCO: Parto cesárea; parto
prematuro; administração à parturiente de
grandes quantidades de líquidos via EV;
s...
TAQUIPNÉIA TRANSITÓRIA DO RN
 ACHADOS RADIOLÓGICOS
Hiperinsuflação
Discreta cardiomegalia
Estrias peri-hilares
Edema dos ...
 DIAGNÓSTICO DIFERENCIAL:
• Aspiração de líquido meconial;
• Pneumonia septicemia;
• Cardiopatia congênita cianótica;
• D...
SÍNDROME DO PULMÃO ÚMIDO
 Decorrente de uma demora da reabsorção do
líquido intra-alveolar, nestes casos mais
intensa, po...
Síndrome de Aspiração de Mecônio
 Conceito: Caracteriza-se pela presença de mecônio
nas cordas vocais, desconforto respir...
Síndrome de Aspiração de
Mecônio
Fisiopatologia
•Sind. de sufocação
•Atelectasias
•Pneumotórax
•Pneumonite
•Pneumonia
•HPPN
Síndrome de Aspiração de
Mecônio
 Quadro clínico: Desconforto respiratório de
grau variável logo após o nascimento
(dispn...
Síndrome de Aspiração de
Mecônio
 Achados radiológicos:
Quadros leves:
Infiltrados em formas de estrias.
Pequenos nódulos...
Conduta
 Após o nascimento
• Receber o RN em campo aquecido, colocá-lo sob fonte de
calor radiante e realizar avaliação r...
Conduta
 Berçário
 Aquecimento
 Oxigenioterapia
 Suporte hidroeletrolítico e hemodinâmico
 Nutrição
 Antibioticotera...
Síndrome de Aspiração de
Mecônio
Complicações mais freqüentes
HPPN
Infecção
Relacionadas à asfixia
Pneumotórax
RN com desconforto respiratório
OBRIGADA!
Ai, cansei!!!!
3.patologias respiratórias do rn
3.patologias respiratórias do rn
3.patologias respiratórias do rn
3.patologias respiratórias do rn
3.patologias respiratórias do rn
3.patologias respiratórias do rn
3.patologias respiratórias do rn
3.patologias respiratórias do rn
3.patologias respiratórias do rn
3.patologias respiratórias do rn
3.patologias respiratórias do rn
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

3.patologias respiratórias do rn

2,876 views

Published on

x

Published in: Health & Medicine

3.patologias respiratórias do rn

  1. 1. Dra. Lilianny Medeiros Pereira
  2. 2. Resistencia Vascular Maturidade bioquímica Líquido Intra pulmonar Infecção? Síndrome Aspirativa? Maturidade estrutural
  3. 3. DISTÚRBIOS RESPIRATÓRIOS NO PERIODO NEONATAL 1. Doença da Membrana Hialina. 2. Taquipnéia Transitória do Recém- Nascido. 3. Síndrome de Aspiração Meconial. 4. Pneumonia Intra-útero.
  4. 4.  Se falta a hipótese diagnóstica... ? Desc Resp Desc Resp D esc R esp Desc Resp ?? ?
  5. 5. CONSIDERAÇÕES NA FORMULAÇÃO DE HIPÓTESES DIAGNÓSTICAS  Antecedentes maternos,  Condições e tipo de parto,  Características do RN,  Época do aparecimento do DR e sua evolução,  Exame clínico e laboratorial.
  6. 6. TAQUIPNÉIA TRANSITÓRIA DO RN  CONCEITO: Desconforto respiratório precoce, de moderada intensidade e com evolução benigna.  INCIDÊNCIA: 1 a 2% dos nascidos vivos. Mais freqüente nos recém-nascidos a termo ou nos prematuros próximo ao termo.
  7. 7. TAQUIPNÉIA TRANSITÓRIA DO RN  FISIOPATOLOGIA: Edema pulmonar transitório que resulta da reabsorção retardada do líquido pulmonar fetal pelo sistema linfático.  QUADRO CLÍNICO: Taquipnéia nas primeiras horas de vida, gemidos expiratórios e retrações intercostais discretas, batimentos de asa de nariz e cianose não pronunciada. A ausculta pulmonar é normal e raramente necessitam de FiO2 > 40% para manter uma oxigenação sistêmica adequada. O processo é autolimitado, com resolução, na maioria das vezes, em 24 a 72h.
  8. 8. FATORES DE RISCO: Parto cesárea; parto prematuro; administração à parturiente de grandes quantidades de líquidos via EV; sedação materna excessiva; clampeamento tardio do cordão; asfixia fetal; macrossomia; sexo masculino.
  9. 9. TAQUIPNÉIA TRANSITÓRIA DO RN  ACHADOS RADIOLÓGICOS Hiperinsuflação Discreta cardiomegalia Estrias peri-hilares Edema dos septos inter-lobares Infiltrados alveolares, traduzindo edema alveolar Mínimo derrame pleural no seio costofrênico. ♦ Essas imagens são características de “edema”do pulmão.
  10. 10.  DIAGNÓSTICO DIFERENCIAL: • Aspiração de líquido meconial; • Pneumonia septicemia; • Cardiopatia congênita cianótica; • Doença de membranas hialinas; • Hiperventilação pós-hipóxia.  CONDUTA: • Aquecimento; • Líquidos e eletrólitos (evitar sobrecarga hídrica) • Oxigênio; • Monitorização; • Alimentação.  COMPLICAÇÕES: muito raras. Nas formas graves pode ocorrer pneumomediastino, pelo esforço respiratório, ou pneumotórax, espontâneo ou iatrogênico.
  11. 11. SÍNDROME DO PULMÃO ÚMIDO  Decorrente de uma demora da reabsorção do líquido intra-alveolar, nestes casos mais intensa, pois ocorre em RN pré-termo.  Sinais clínicos: taquipnéia, gemência, TIC e BAN.  Suporte ventilatório: CPAP ou VM c/ PEEP entre 5 a 6 mmHg
  12. 12. Síndrome de Aspiração de Mecônio  Conceito: Caracteriza-se pela presença de mecônio nas cordas vocais, desconforto respiratório e evidência radiológica de aspiração.  Incidência: A doença é mais frequente em RN a termo, pós-termo e naqueles com retardo do crescimento intra-uterino. Ocorre entre 7 e 20% de todos os nascimentos. Nos RN de mães com líquido amniótico meconizado, ocorre SAM em cerca de 35% dos casos.  Etiopatogenia e Fisopatologia
  13. 13. Síndrome de Aspiração de Mecônio Fisiopatologia •Sind. de sufocação •Atelectasias •Pneumotórax •Pneumonite •Pneumonia •HPPN
  14. 14. Síndrome de Aspiração de Mecônio  Quadro clínico: Desconforto respiratório de grau variável logo após o nascimento (dispnéia, taquipnéia, tiragem intercostal e subcostal, batimentos de asa do nariz, cianose e gemidos). Pode-se observar hiperinsuflação do tórax com aumento do diâmetro ântero-posterior.
  15. 15. Síndrome de Aspiração de Mecônio  Achados radiológicos: Quadros leves: Infiltrados em formas de estrias. Pequenos nódulos Hiperinsuflação pulmonar Quadros moderados e graves: Infiltrações nodulares grosseiras e difusas. Áreas de hiperinsuflação alternadas com áreas de atelectasia.
  16. 16. Conduta  Após o nascimento • Receber o RN em campo aquecido, colocá-lo sob fonte de calor radiante e realizar avaliação rápida da conduta. • Se RN deprimido: apnéia, depressão respiratória, FC < 100bpm, hipotonia. Intubar a traquéia para aspiração de mecônio das vias aéreas (mecônio fino ou espesso). • Se RN vigoroso: aspirar bem boca e narinas. Se a criança é ativa e vigorosa, não se recomenda intubar a traquéia, independente se o mecônio é fino ou espesso. • Quando o RN necessitar de VPP: iniciar após retirada da maior quantidade possível de mecônio das vias aéreas. • Realizar lavagem gástrica para esvaziamento do estômago. O líquido amniótico deglutido funciona como fator irritante predispondo a vômitos e risco de nova aspiração.
  17. 17. Conduta  Berçário  Aquecimento  Oxigenioterapia  Suporte hidroeletrolítico e hemodinâmico  Nutrição  Antibioticoterapia  Sedação  Monitorização  Fisioterapia respiratória
  18. 18. Síndrome de Aspiração de Mecônio Complicações mais freqüentes HPPN Infecção Relacionadas à asfixia Pneumotórax
  19. 19. RN com desconforto respiratório
  20. 20. OBRIGADA! Ai, cansei!!!!

×