Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Relatórios Educação Infantil

160,084 views

Published on

Modelo de Relatório para EI

Published in: Education
  • está muito generalizado, dessa forma acaba colocando as crianças num padrão uniforme. É preciso olhar para cada criança de forma individual, com suas características e saberes próprios.
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here

Relatórios Educação Infantil

  1. 1. RELATÓRIO DE ALUNOS DA EDUCAÇÃO INFANTIL NOME PRÓPRIO Já reconhece o próprio nome e o escreve sem apoio da ficha. Também identifica o nome de outros colegas da turma, reconhecendo, inclusive, a letra inicial. Com auxílio, identifica seu nome e sua letra inicial, sendo incentivado neste sentido pela professora e por amigos. Com apoio da ficha, copia seu próprio nome sem erros ortográficos. Apesar do incentivo da professora e dos colegas, o aluno não consegue identificar seu próprio nome, nem a letra inicial. Mesmo com apoio da ficha, não é capaz de copiar seu próprio nome, necessitando desenvolver a coordenação motora fina, a percepção visual e a concentração dirigida. APRENDIZAGEM O aluno é extremamente independente e realiza todas as atividades sem apresentar dificuldades. Possui ótima assimilação e fixação de conteúdos. O processo de assimilação e fixação de conteúdos ocorre em ritmo lento, necessitando de um tempo maior para a consolidação de conteúdos. A aprendizagem do aluno vem melhorando gradativamente. O aluno é muito dependente e realiza todas as atividades apresentando muitas dificuldades. O processo de assimilação e fixação de conteúdos é bastante prejudicado, necessitando de apoio dirigido nas tarefas individuais. AUTONOMIA É autônomo e seguro para realizar as tarefas propostas, não necessitando da ajuda do professor nos conceitos que já conhece. O desenvolvimento da autonomia do aluno está em processo. Em determinados momentos, ainda apresenta insegurança para realizar suas tarefas, mesmo àquelas que já sabe. É inseguro para realizar as tarefas propostas, necessitando desenvolver a autonomia. Sempre solicita ajuda do professor, mesmo nos conceitos que já conhece. PARTICIPAÇÃO É extremamente participativo, respondendo, opinando, dialogando e interagindo com a turma todas as vezes em que é solicitado pelo professor. O aluno necessita ser mais participativo, interagindo somente quando cobrado pelo professor. Não é participativo nas aulas, deixando de responder e de interagir com a turma todas as vezes em que é solicitado pelo professor. É tímido e apático para com os colegas.
  2. 2. EGOCENTRISMO Demonstra ter superado o egocentrismo, conseguindo dividir espaços e ambientes com maior facilidade e deixando de ser o centro todo o tempo. Aos poucos, o aluno está deixando de ser egocêntrico. A questão do individualismo vem sendo trabalhada a partir do compartilhamento de materiais coletivos, como brinquedos e jogos. Ainda encontra-se em uma fase bastante egocêntrica. É individualista e não permite que peguem suas coisas. Reage negativamente ao ser pressionado a compartilhar objetos de uso coletivo, como lápis de cor, brinquedos e jogos. CONCENTRAÇÃO É bastante concentrado nos momentos destinados às atividades individuais, fazendo-as com zelo e capricho. Demonstra muito interesse na realização das tarefas propostas e consegue manter-se atento durante a realização das mesmas. Está conseguindo vencer a alienação nos momentos de atividade individual, que antes demonstrava com frequência. A atenção dirigida ainda está em processo de desenvolvimento. Não é concentrado. Necessita desenvolver a atenção dirigida nos momentos destinados às atividades individuais, para fazê- las com zelo e capricho. Tem extrema dificuldade de permanecer em silêncio nos momentos solicitados. RELACIONAMENTO Relaciona-se muito bem com todos os colegas da classe, até mesmo ajudando-os quando necessário. Gosta de realizar trabalhos em grupo e não é agressivo nem apático. Permanece tranquilo todo o tempo, estabelecendo relações de amizade, emprestando brinquedos, partilhando materiais, demonstra comunicação mais fácil. Segue a rotina com facilidade, demonstrando uma boa compreensão. Está interagindo melhor com o grupo e comunicando-se mais frequentemente e com menor nível de agressividade em seus relacionamentos interpessoais. Não se relaciona bem com os colegas da turma. É agressivo e egocêntrico. CALIGRAFIA Possui caligrafia excelente, é caprichoso e não apresenta erros ortográficos na escrita com apoio. Seus trabalhos são muito bem feitos, resultado de seu empenho e dedicação. Sua caligrafia vem melhorando gradativamente, resultado de um trabalho com cópias de letras, frases, palavras e pequenos textos do quadro branco. A caligrafia do aluno deixa muito a desejar. Escreve com letras faltando e em posições incorretas. Também apresenta muitos erros ortográficos na escrita com apoio. Necessita melhorar a grafia através do treino na cópia de letras, frases, palavras e pequenos textos do quadro branco.
  3. 3. PERCEPÇÃO VISUAL & COORDENAÇÃO MOTORA Possui percepção visual plenamente desenvolvida, assim como a coordenação motora, não apresentando erros na grafia de letras e números. Está em excelente nível de desenvolvimento da coordenação viso motora. Sua percepção visual vem melhorando gradativamente, assim como a coordenação motora. Necessita realizar mais atividades para o desenvolvimento de tais habilidades, como cópias, e exercícios de completar letras, desenhos e outras figuras. O aluno necessita urgentemente desenvolver a coordenação motora e a percepção visual para o reconhecimento e a grafia de vogais, numerais e do próprio nome. Não tem firmeza para segurar o lápis e possui muita dificuldade para a escrita. DISCIPLINA O aluno apresenta comportamento excelente tanto em sala de aula, quanto nas atividades recreativas realizadas no pátio da escola. Permanece tranquilo, estabelecendo relações de amizade com naturalidade e frequência, travando diálogos e expressando sentimentos, convivendo com todos de forma harmônica. O aluno apresenta comportamento satisfatório em sala de aula. Porém, em determinados momentos, apresenta-se agitado, principalmente nas atividades recreativas realizadas no pátio da escola. Em certas ocasiões, desrespeita os combinados da turma, fazendo-os valer somente quando lhe é conveniente. O aluno é extremamente indisciplinado. Não respeita os combinados da turma e nem as regras da escola. Mesmo sendo corrigido inúmeras vezes pelo professor e demais funcionários da escola, continua a desrespeitar os princípios da boa convivência em comum. IDENTIFICAÇÃO DE LETRAS Já reconhece plenamente todas as vogais e as consoantes do alfabeto, não apresentando dificuldades para a identificação das mesmas. Também consegue grafá-las sem dificuldades. Reconhece parcialmente as letras do alfabeto, apresentando insegurança e confusão na identificação de algumas delas. Possui muita dificuldade para identificar as letras do alfabeto, mesmo aquelas já trabalhadas pela professora em diversas atividades. Confunde-se bastante para identificar as letras e precisa desenvolver a percepção visual para a diferenciação das mesmas. IDENTIFICAÇÃO DE NUMERAIS Já é capaz de contar e registrar numerais corretamente. Já relaciona quantidades e seus respectivos números. Está desenvolvendo o conceito de numeral, contando nos dedinhos e participando de atividades lúdicas. Necessita desenvolver o conceito de numeral, aprendendo a contar nos dedinhos e registrar o número correspondente. Também precisa aprender a relacionar quantidades e numerais.
  4. 4. LINGUAGEM ORAL O desenvolvimento da linguagem oral e da articulação das palavras esta bem desenvolvida e vem sendo ampliada com músicas, reconto de historias e fichas ilustradas, além de jogos diversos. Responde a perguntas feitas e reconta histórias com facilidade e coerência dos fatos. A linguagem oral ainda está em processo, sendo trabalhada com músicas, parlendas e trava línguas. Percebe-se que o aluno ainda tem muitas dificuldades de verbalizar certos fonemas, o que vem sendo trabalhado com músicas, jogos, parlendas e trava línguas.

×