Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Redes 6 equipamentos ativos da rede

1,636 views

Published on

Equipamentos ativos da rede

Published in: Technology
  • Hello! Get Your Professional Job-Winning Resume Here - Check our website! https://vk.cc/818RFv
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here

Redes 6 equipamentos ativos da rede

  1. 1. Redes de Computadores Professor: Mauro Jansen Redes de Computadores Equipamentos ativos da rede
  2. 2. Objetivos Conhecer os equipamentos ativos da rede e suas funções Conhecer as formas de interconexão entre os equipamentos ativos e o cabeamento Prof. Mauro Jansen Redes de Computadores Equipamentos ativos da rede 2 os equipamentos ativos e o cabeamento
  3. 3. Equipamentos ativos da rede Prof. Mauro Jansen Redes de Computadores Equipamentos ativos da rede 3 rede
  4. 4. Equipamentos passivos e ativos • Os equipamentos de redes locais (LAN) estão divididos em dois grupos: passivos e ativos • Equipamentos passivos são aqueles necessários para garantir que os equipamentos ativos consigam transportar bits: Prof. Mauro Jansen consigam transportar bits: – Cabos – Conectores – Patch panel • Não são energizados, por isso são chamados de passivos Redes de Computadores Equipamentos ativos da rede
  5. 5. Equipamentos ativos da rede • São responsáveis pela geração e pelo transporte dos bits (tensões elétricas) entre os equipamentos de uma rede • São equipamentos que têm capacidade de processamento de dados, ou seja, são Prof. Mauro Jansen processamento de dados, ou seja, são dispositivos que fazem escolhas a partir de regras previamente definidas, tendo um certo tipo de “inteligência”. • São equipamentos eletrônicos, portanto funcionam com energia elétrica Redes de Computadores Equipamentos ativos da rede
  6. 6. Equipamentos ativos da rede • Interface de rede • Hub • Switch • Roteador Prof. Mauro Jansen • Bridge (ponte) Redes de Computadores Equipamentos ativos da rede
  7. 7. Interface de rede • É o dispositivo que faz a interface física entre o computador e o meio de transmissão (cabo ou ar) • Controla o fluxo de dados entre o computador e o cabo Prof. Mauro Jansen o cabo • Traduz os dados binários (bytes) para sinais elétricos a serem transmitidos pelo meio de transmissão (pulsos elétricos ou ondas de rádio) e vice-versa Redes de Computadores Equipamentos ativos da rede
  8. 8. Interface de rede • Pode ser encontrada nas formas: – Placa de expansão, a ser conectada em um slot PCI na placa mãe do computador – Circuito on-board nativo na placa mãe (mais comum atualmente) Prof. Mauro Jansen comum atualmente) – Adaptador compatível com porta USB Redes de Computadores Equipamentos ativos da rede
  9. 9. Interface de rede Placa de rede wireless Prof. Mauro Jansen Redes de Computadores Equipamentos ativos da rede Adaptadores USB p/ rede com fio Adaptadores USB p/ rede sem fio Placa de rede p/ rede com fio Placa de rede wireless
  10. 10. Hub • Equipamento antigo, usado nas primeiras redes Ethernet com topologia estrela e cabos UTP • Conectam os hosts que compõem a LAN, funcionando como um concentrador de fiação Prof. Mauro Jansen Redes de Computadores Equipamentos ativos da rede Hub 8+1 portas Hub 16 portas
  11. 11. Hub: Vantagens e desvantagens • Vantagens – Permite isolar falhas, visto que cada computador é conectado a uma porta conectado a uma porta do huob – Facilita a instalação de novos hosts Prof. Mauro Jansen – Facilita a instalação de novos hosts • Desvantagens – Ao receber um dado em uma porta, apenas faz o broadcasting (retransmite para todas as portas), sem um tratamento inteligente • Isso gera excesso de tráfego no barramento • Apenas uma estação poderá transmitir de cada vez Redes de Computadores Equipamentos ativos da rede
  12. 12. Switch • Equipamento que substituiu o hub nas instalações de rede atuais • Ao invés de simplesmente replicar os dados para todas as portas, ele envia apenas para a porta na qual o destinatário correto está conectado Guarda o endereço físico (MAC) dos hosts ligados às Prof. Mauro Jansen • Guarda o endereço físico (MAC) dos hosts ligados às portas e compara o da origem e destino para direcionar os pacotes, criando uma tabela dinâmica (tabela de bridging), que guia esse envio Redes de Computadores Equipamentos ativos da rede
  13. 13. Switch: características • Comutação isolada entre origem e destino • Modo full duplex • Evita colisão de dados entre as suas portas • Opera na camada 2 (enlace) do modelo OSI: Prof. Mauro Jansen Redes de Computadores Equipamentos ativos da rede
  14. 14. Switch Prof. Mauro Jansen Redes de Computadores Equipamentos ativos da rede Switch 8 portas Switch 24 portas
  15. 15. Switch: LED’s indicativos • No painel ou portas do switch há LED’s que indicam o funcionamento e/ou velocidade, dependendo do modelo: – Apagado: cabo desconectado ou com problema ou host desligado – Verde aceso: conexão normal / host ligado – Verde piscando: normal com atividade no link Prof. Mauro Jansen – Verde piscando: normal com atividade no link – Cor laranja pode indicar velocidade menor (10/100 Mbps) ou problema no link Redes de Computadores Equipamentos ativos da rede LEDs no painel LEDs nas portas
  16. 16. Switch: exemplo de ligação Prof. Mauro Jansen Redes de Computadores Equipamentos ativos da rede
  17. 17. Switch: vantagens • Trouxe vantagem considerável no desempenho e segurança das redes locais • Limita a velocidade da rede apenas na troca de dados (porta) em que há um host com placa de rede de menor velocidade Prof. Mauro Jansen rede de menor velocidade • Permite a criação de VLAN’s (redes virtuais) Redes de Computadores Equipamentos ativos da rede
  18. 18. Redes virtuais (VLAN’s) • Recurso que permite dividir as portas do switch em dois ou mais switches lógicos, que realmente funcionam como se fossem aparelhos separados Dá flexibilidade ao definir a topologia da rede Prof. Mauro Jansen – Dá flexibilidade ao definir a topologia da rede – Ex.: Permite criar um segmento para visitantes com algumas portas do switch com acesso à internet mas não aos outros hosts da rede Redes de Computadores Equipamentos ativos da rede
  19. 19. Switch gerenciável x não gerenciável • Gerenciável: – Possui uma CPU interna que administra as funções que o chipset do switch e o sistema operacional contido no mesmo são capazes de executar – Oferece diversas funcionalidades avançadas: Prof. Mauro Jansen – Oferece diversas funcionalidades avançadas: • Permite criar VLAN’s • Classificação de pacotes 802.1p • Roteamento RIP, OSPF, BGP, IPV6, etc • Roteamento multicast, controle de banda por porta, marcação e remarcação de pacotes, protocolos avançados para a formação de anéis com reconvergencia rápida, monitoramento das portas e geração de alarmes seguindo configurações feitas pelos usuários, etc...) Redes de Computadores Equipamentos ativos da rede
  20. 20. Switch gerenciável x não gerenciável • Não gerenciável: – Possui apenas a inteligência básica de direcionamento de pacotes para as portas corretas – Não possui funções avançadas Prof. Mauro Jansen – Não possui funções avançadas Redes de Computadores Equipamentos ativos da rede Só é vantagem adquirir um switch gerenciável se realmente for utilizar as funções avançadas do mesmo
  21. 21. Switch: fabricantes • D-Link • TPLink • Cisco • Trendnet Prof. Mauro Jansen • HP (Hewlet-Packard) – (adquiriu a 3com) • Encore Redes de Computadores Equipamentos ativos da rede
  22. 22. Switches: Interligação de dois ou mais switches • Podemos interligar dois ou mais switches visando expandir a rede, visto que o número de portas em um switch é limitado • Pode ser feita de duas formas: Prof. Mauro Jansen • Pode ser feita de duas formas: – Cascateamento – Empilhamento Redes de Computadores Equipamentos ativos da rede
  23. 23. Switches: Interligação por cascateamento • É o ato de interligar vários switches em uma estrutura hierárquica • A ligação é feita de uma porta de um switch a outra porta de outro switch Prof. Mauro Jansen Redes de Computadores Equipamentos ativos da rede
  24. 24. Switches: Interligação por cascateamento • A largura da banda fica limitada à menor velocidade de porta (ex: 10, 100 ou 1000Mbps) • Nos equipamentos atuais pode ser feita entre quaisquer porta – Nos antigos existia uma porta específica (portas MDI- Prof. Mauro Jansen – Nos antigos existia uma porta específica (portas MDI- II ou Uplink) • Nos switches não há um limite máximo de cascateamentos porém deve-se observar as recomendações do fabricante e normas de cabeamento estruturado Redes de Computadores Equipamentos ativos da rede
  25. 25. Switches: cascateamento no design de rede hierárquico Prof. Mauro Jansen Redes de Computadores Equipamentos ativos da rede
  26. 26. Switches: Interligação por empilhamento • A interligação ocorre por uma porta específica para empilhamento: “stack” • Cada fabricante tem um tipo de interface própria para o stack, com cabos especiais Prof. Mauro Jansen própria para o stack, com cabos especiais • A velocidade é bem maior que das portas de conexão normais Redes de Computadores Equipamentos ativos da rede
  27. 27. Switches: Interligação por empilhamento Prof. Mauro Jansen Redes de Computadores Equipamentos ativos da rede
  28. 28. Switches: Interligação por empilhamento • Vantagens – Não ocupa portas frontais para a interligação, aumentando a quantidade de portas para hosts – Aumento da velocidade no canal de interligação • Desvantagens Prof. Mauro Jansen • Desvantagens – Só é possível entre equipamentos do mesmo fabricante – Os switches precisam estar próximos (de fato empilhados) devido ao tamanho curto dos cabos de stack (para estruturas hierárquicas deve-se usar cascateamento) Redes de Computadores Equipamentos ativos da rede
  29. 29. Roteador • Equipamento que interligar duas redes LAN, atuando nas camadas 1, 2 e 3 do TCP/IP • Lêem apenas os pacotes que precisam ser roteados, ou seja, que são endereçados a outra rede • Computadores precisam usar o mesmo protocolo roteável (TCP/IP ou IPX/SPX) Prof. Mauro Jansen (TCP/IP ou IPX/SPX) • Permitem interligar inúmeras redes em países ou mesmo continentes diferentes Redes de Computadores Equipamentos ativos da rede A internet é um imenso conglomerado de redes espalhadas pelo mundo e interligadas por roteadores. Sem os roteadores não existiria a internet como conhecemos hoje.
  30. 30. Roteador Prof. Mauro Jansen Redes de Computadores Equipamentos ativos da rede Rede local ligada à internet através de um roteador Fonte: Amaral, ALLAN. Redes de Computadores. e-Tec Brasil
  31. 31. Roteador • fotos Prof. Mauro Jansen Redes de Computadores Equipamentos ativos da rede Roteador TP-LINK
  32. 32. Roteador: colaboração entre roteadores • Como um roteador não está diretamente ligado a todos os outros, os pacotes vão sendo encaminhados pelos roteadores até chegar ao destino Prof. Mauro Jansen • Cada vez que um dado é transmitido de um roteador para outro, temos um hop (...) Redes de Computadores Equipamentos ativos da rede
  33. 33. Roteador: colaboração entre roteadores Micro da rede 1 precisa enviaar dados para um mciro da rede 6... ...como o roteador não está ligado direto ao roteador 6, os pacotes passam pelos roteadores 2 e 3... Prof. Mauro Jansen Redes de Computadores Equipamentos ativos da rede ... Até chegar à rede 6
  34. 34. Roteador: melhor caminho e tempo de resposta • Os roteadores são inteligentes para determinar o melhor caminho a seguir – Procura o caminho com menor número de hops (o caminho mais curto) – Se notar que um roteador dessa rota mais curta está Prof. Mauro Jansen – Se notar que um roteador dessa rota mais curta está ocupado demais, escolhe caminhos alternativos, mesmo que passe por mais roteadores, mas que seja mais rápido • O tempo que um pedido de conexão demora para ir até um servidor destino e ser respondido é chamado de ping Redes de Computadores Equipamentos ativos da rede
  35. 35. Nós de interconexão • São soluções usadas para interligar máquinas que não suportem o mesmo protocolo. • Trabalham como tradutores, convertendo os dados de um protocolo para outro protocolo que o destinatário entenda Prof. Mauro Jansen o destinatário entenda • Tipos de solução: – Tunneling – Emulação de terminal Redes de Computadores Equipamentos ativos da rede
  36. 36. Nós de interconexão: Tunneling • Método mais simples e mais usado • Consiste em: – Converter o pacote para um protocolo mutuamente inteligível – Transportar esses dados pela rede Prof. Mauro Jansen – Transportar esses dados pela rede – Converter o pacote para o protocolo usado no destino • Ex.: transmitir pacote de dados Novell IPX para um Macintosh conectado a uma rede Appletalk Redes de Computadores Equipamentos ativos da rede
  37. 37. Nós de interconexão: Emulação de terminal • Processo mais trabalhos, que se destina a permitir a conexão de PCs com mainframes antigos, como os usados em bancos • Usa-se um programa de emulação de terminal instalado em cada PC Prof. Mauro Jansen instalado em cada PC Redes de Computadores Equipamentos ativos da rede
  38. 38. FIM Prof. Mauro Jansen Redes de Computadores Equipamentos ativos da rede 38 FIM

×