áFrica do sul & zimbaube 2014 version 2

1,571 views

Published on

South African Tour 2014

Published in: Travel
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
1,571
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
9
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

áFrica do sul & zimbaube 2014 version 2

  1. 1. ÁFRICA DO SUL & ZIMBÁUBE 2014 Transmundi Operadora Mauro Friedrich (TC) Março 2014
  2. 2. INFORMAÇÕES OPERACIONAIS DO ROTEIRO África do Sul no Carnaval 2014
  3. 3. CERTIFICADO INTERNACIONAL DE VACINA CONTRA A FEBRE AMARELA  Passageiros oriundos do Brasil (e de países sulamericanos) necessitam apresentar o Certificado Internacional de Vacinação contra a febre amarela, com validade de 10 anos, sendo a data de vacinação mínima com 10 dias de antecedência da chegada à África do Sul.  Maiores de 60 anos estão dispensados da apresentação do documento no check-in da SAA.
  4. 4. VÔOS PREVISTOS CIA. AÉREA VOO DATA DE PARA OBSERVAÇÃO TAM JJ 3495 Mar 01 GIG 14,16 GRU 15,25 ZV8Z81 SOUTH AFRICAN SA 223 Mar 01 GRU 17,30 JNB 07,40 +1 (Mar 02) SOUTH AFRICAN SA 343 Mar 06 JNB 13,55 CPT 16,05 SOUTH AFRICAN SA1506 Mar 12 GRJ 14,10 JNB 15,50 SOUTH AFRICAN SA 40 Mar 13 JNB 10,50 VFA 12,30 SOUTH AFRICAN SA 41 Mar 16 VFA 13,10 JNB 14,50 SOUTH AFRICAN SA 224 Mar 16 JNB 18,55 GRU 23,59 TAM JJ 3494 Mar GRU 12,10 GIG 13,15
  5. 5. ROTEIRO DE CARNAVAL 2014 – (I)  Dia 1 – SAB – 01/03/2014 - SAÍDA DO BRASIL PARA JOHANNESBURGO.  12,00 HS – Apresentação no GIG para vôo TAM para GRU.  15,30 hs – Apresentação em GRU no balcão da South Africa Airways (SA).  17,30 HS - Vôo GRU/JNB. Noite em vôo.  Dia 2 – DOM – 02/03/2014 – CHEGADA A JOHANNESBURGO E VIAGEM RODOVIÁRIA PARA HOEDSPRUIT. (433 KM)  7,40 hs – Chegada do vôo a JNB.  FUSO HORÁRIO: + 5 HORAS DO HORÁRIO DE BRASILIA.  9,00 hs – Saída em viagem rodoviária de 433 km até o Hotel Makalali Game Lodge, em Hoedspruit.  16,00 hs – Previsão de chegada no hotel Makalali. (CAMP 2 OU 3 COM 6 CABANAS CADA)  15,00 hs – Almoço incluído no hotel.  16,00 hs – Safari no Makalali  Dia 3 – SEG – 03/03/2014 - MAKALALI GAME RESORT.  4,30 hs – Alvorada.  5,00 hs às 8 hs – Safari.  9,00 hs às 10 hs – Café da Manhã.  Tempo Livre  14 às 15 hs – Almoço no hotel  16 hs às 20 hs – Safari  21 hs – Boma Dinner (marcar lá)  DIA 4 – TER – 04/03/2014 – VIAGEM RODOVIÁRIA DE MAKALALI GAME RESORT AO THE PALACE HOTEL EM SUN CITY. (572 KM)  4,30 hs – Alvorada  5,00 às 8,00 hs – Safari.  8,00 às 9,00 hs – Café da Manhã// Malas  9,00 hs – Partida do hotel.  12 hs – Almoço livre em viagem.  16 hs – Chegada ao Hotel The Palace// Passeio de reconhecimento em SUN CITY.
  6. 6. ROTEIRO DE CARNAVAL 2014 – (II)  Dia 5 – QUA – 05/03/2014 – DIA LIVRE EM SUN CITY NO HOTEL THE PALACE  8 as 10 hs – Café da Manhã  Almoço e jantar livres.  Dia 6– QUI – 06/03/2014 – TRASLADO RODOVIÁRIO DE 206 KM ENTRE SUN CITY E JNB// VÔO PARA CPT// TRASLADO AO HOTEL TABLE BAY.  7,30 hs – Alvorada.  8 às 9 hs – Café da Manhã e Malas.  9hs – 12 hs – Traslado para JNB  13,55 hs – Partida do vôo de JNB/CPT  16,05 hs – Chegada do vôo a CPT.  Traslado ao Hotel Table Bay e subida no funicular de Table Bay (se não houver nuvens).  Sugerir visita ao Aquarium de CPT.  Dia 7 – SEX – 07/03/2014 – FULL DAY TOUR AO CABO DA BOA ESPERANÇA/ PRAIA BOULDERS  6,30 hs – Alvorada.  7,00 às 8,00 hs – Café da Manhã  9,00 hs –Saída para Full day tour  13,00 hs – Almoço incluído “Lobster Tail”  16,00 hs – Retorno ao hotel e tarde livre.  DIA 8 – SAB– 08/03/2014 – FULL DAY A CAPETOWN E TABLE MOUNTAIN// OU FORTE + MUSEU// TARDE LIVRE EM CPT.  6,30 hs – Alvorada  7,00 às 8,00 hs – Café da Manhã  9,00 hs – Saída para os passeios.  Tarde livre – Recomendar a ida a feirinha da cidade ou visita a Hobe Island (opcional) para conhecer a Penitenciária onde Nélson Mandela ficou por 18 dos 27 anos encarcerado. (fica a 11 km da costa).
  7. 7. ROTEIRO DE CARNAVAL 2014 – (III)  Dia 9 – DOM– 09/03/2014 – VIAGEM RODOVIÁRIA (450 KM) DE CAPETOWN A OUDTSHOORM COM DEGUSTAÇÃO DE VINHOS EM STALLENBUSH  6,30 HS – Alvorada  7,00 às 8,00 hs – Café da Manhã e Malas.  8,00 hs – Saída em viagem rodoviária pela Rota 62.  9,00 hs – Chegada a Stallenbush (vinícolas)  10,00 hs – Degustação de vinhos  11,00 hs – Saída da vinícola.  12,00 hs – Almoço incluído (Quiche + bebida inclusa)  16 hs – Chegada e hospedagem no Hotel Pearl of Oudstshoorn  Almoço e jantar livres.  Dia 10– SEG – 10/03/2014 – VIAGEM RODOVIÁRIA DE OUDTSHOORN A KNYSNA (NASNÁ) DE 120 KM (2 HORAS).  6,30 hs – Alvorada.  7,00 às 8,00 hs – Café da Manhã e malas  8,30 HS – Saída em viagem rodoviária  9,00 hs às 10,30 hs – Visita as 4 cavernas de Cango Caves.  11,00 hs – Visita a Fazenda de Avestruzes  12,00 hs – Almoço incluído  Tarde – Visita ao Zoológico Wild Life.  17 hs – Chegada ao Hotel Knysna Log Inn.  Noite livre.
  8. 8. ROTEIRO DE CARNAVAL 2014 – (IV)  Dia 11 – TER– 11/03/2014 – FULL DAY TOUR DE KNYSNA (NASNÁ) A PLETTENBERG BAY E TSITSIKAMA FOREST.  7,30 hs – Alvorada  8,00 às 9,00 hs - Café da manhã.  9,00 HS – Saída para visitas, incluindo ponte do Buggy Jump e ponte pensil.  13 hs – Almoço livre (ao custo de Rand 130 a 140 por pessoa)  Retorno ao hotel à tarde.  Jantar livre.  Dia 12– QUA – 12/03/2014 – TRASLADO RODOVIÁRIO DE KNYSNA (NASNÁ) DE 40 MINUTOS AO AEROPORTO GEORGE E VÔO PARA JNB .  8 às 9 hs – Café da Manhã e Malas.  10,45 – 12,00 hs– Traslado para GRJ  14,10 hs – Partida do vôo para JNB  15,50 hs – Chegada do vôo em JNB e traslado ao Hotel D’Oreale, próximo ao aeroporto.  Dia 13 – QUI– 13/03/2014 – TRASLADO AO AEROPORTO JNB E VÔO PARA VICTORIA FALLS// CRUZEIRO SUNSET NO RIO ZAMBEZI.  7,00 às 8,00 hs – Café da Manhã  9,00 hs – Traslado ao JNB  10,50 hs – Vôo para VCF  14,50 hs – Chegada a VCF  Emitir no aeroporto de VCF o Visto Duplo do Zimbaube (USD 45 por pax).  Traslado ao hotel Victoria Falls Safari Lodge.  16 HS – Saída para Sunset Cruise no Rio Zambezi  (o cruzeiro é feito na parte alta do rio, acima das cataratas)  (Oferecer passeios OPCIONAIS de helicóptero e de elefante neste dia).
  9. 9. ROTEIRO DE CARNAVAL 2014 – (V)  Dia 14 – SEX– 14/03/2014 – FULL DAY AO PARQUE CHOBE EM BOTSWANA (70KM) .  8,00 às 9,00 hs - Café da manhã e malas.  9,30 HS - Traslado rodoviário (cerca de 1 hora de viagem) ao posto fronteiriço com o Botswana. Passagem a pé pela fronteira e troca de veículos.  NÃO ESQUECER DE LEVAR O PASSAPORTE BRASILEIRO COM O VISTO DUPLO DO ZIMBÁUBE (PARA PODER RETORNAR AO PAÍS)  O local marca a fronteira de 4 países: Tanzânia, Botswana, Zimbaube e Zãmbia.  O Hotel Marina servirá de base do grupo no Botswana, onde será servido o almoço incluso.  Passeios no Chobe National Park, uma das maiores reservas de elefantes da África.  Retorno ao posto fronteiriço// Troca de veículos// Retorno ao hotel.  Dia 15– SAB– 15/03/2014 – FULL DAY TOUR A VICTORIA FALLS E PASSEIO NO MERCADO DE SOUVENIRS DE LIVINGSTONE (CURIO MARKET)// TARDE LIVRE PARA VÔO DE HELICÓPTERO E PASSEIO DE ELEFANTE OPCIONAIS.// NOITE: BOMA DINNER NO HOTEL.  7,00 às 8,00 hs – Café da Manhã  9,00 HS – Saída para passeios em Victoria Falls. Hoje veremos as cataratas.  Tempo livre para compras de souvenirs no Curio Market de Livingstone.  SUGERIR AOS PAXS DO RIO QUE PREPAREM BAGAGEM DE MÃO PARA OVERNIGHT NO HOTEL PANAMBI EM GUARULHOS.  20,00 hs – BOMA DINNER no hotel.
  10. 10. ROTEIRO DE CARNAVAL 2014 – (VI)  Dia 16 – DOM– 16/03/2014 – TRASLADO AO AEROPORTO DE VCF E VÔOS PARA JNB E GRU.  8,00 às 9,00 hs - Café da manhã e malas.  9,30 HS - Traslado ao VCF e mebarque no vôo com conexão em JNB para GRU.  23,59 hs – Chegada do vôo a GRU.  Traslado dos paxs do Rio de Janeiro ao Hotel Panambi, em Guarulhos, no shuttle do próprio hotel.  Dia 17– SEG– 17/03/2014 – TRASLADO DOS PAXS DO RIO DE JANEIRO DO HOTEL PANAMBI AO GRU E VÔO PARA O RIO DE JANEIRO.  7,00 às 8,00 hs – Café da Manhã  9,00 HS – Traslado ao GRU no shuttle do hotel.  12,00 hs – Saída do vôo TAM para o Rio de Janeiro.  13,15 hs – Chegada ao GIG e desembarque.
  11. 11. LOCAL TOUR OPERATORS  Grosvenor Tours  South África  Suzanne Visagie (Sales Consultant)  Capetown phone # (021) 460 4888  Emergency & after hours hot line #  (082) 453 4778  info@grovesnortours.co.za  Wild Horizons  (Zimbaube)  +260 978 771 870  (013) 44 571  (013) 44 426  Emergency &After hours #  0712 213 721  0712 212 651  info@wildhorizons.co.zw
  12. 12. INFORMAÇÕES GERAIS DO ROTEIRO África do Sul no Carnaval 2014
  13. 13. O CONTINENTE AFRICANO Área: 30 milhões km2 (20,3% de toda área de terra firme do planeta). Terceiro continente mais extenso depois da Ásia e da América. O deserto do Sahara ( o maior e mais quente deserto do mundo) ocupa uma área de 9 milhões km2 no continente africano e é maior do que o território do Brasil (8,5 milhões km2) e quase o tamanho da Europa (10,6 milhões km2). Cerca de 1/5 do território é formado de areia. População: 1 bilhão de habitantes (2005) Maiores cidades: Cairo, no Egito, com 11 milhões de habitantes e Lagos na Nigéria com 10 ,5 milhões de habitantes. É o segundo continente mais populoso do mundo. Formado por 54 países independentes.. Estão na África 21 dos 30 países mais pobres do mundo. A África do Sul é o país de maior economia no continente africano. No tempo dos Romanos, que denominaram a Província da África, cuja capital era Cartago (na atual Tunísia).
  14. 14. ÁFRICA DO SUL República da África do Sul Democracia Parlamentar Presidente: Jacob Zuma (2013) Capital Administrativa: Pretória Capital Legislativa: Capetown Capital Judicial: Bloemfontein Área territorial: 1.233.404 km2 (25º. do mundo em área territorial) 2/3 do território do país é de área semi-desértica (região oeste do pais) População: 47 milhões de habitantes (2012)/ 70% de negros. 50% vivem em cidades com mais de 50 mil habitantes. Línguas oficiais: Inglês e Afrikaans (e mais 9 outras línguas regionais) Total de 11 línguas oficiais. Entre as línguas nativas a mais falada é o Zulú. Banhada por 2 oceanos: Atlântico (lado ocidental) e Índico (lado oriental)  Clima sub-tropical, semelhante ao do Brasil, com as mesmas estações do ano (ambos países estão no Hemisfério Sul).  Fuso Horário: + 4 horas em relação ao Horário Brasileiro de Verão e + 5 horas em relação ao Horário de Brasília.  Eletricidade: 220/230 Volts (tomadas de 3 pinos redondos, largos e em forma de triângulo isósceles)
  15. 15. RAND (ZAR) Moeda: Rand (ZAR) Limite de entrada de Rands do país: ZAR 5.000,00 Limite de saída de Rands do país: ZAR 500 Taxa de Câmbio (média) entre 01 a 16 de março de 2014 USD 1 = ZAR 9,7466 Cédulas antigas de Rand ainda em circulação.
  16. 16. NOVAS CÉDULAS Desde Novembro de 2012, a África do Sul tem introduzido novas cédulas com a efígie do ex-presidente Nélson Mandela. As notas antigas e novas permanecem em circulação.
  17. 17. TABELA DE CÂMBIO (USD/ €/ RANDS) USD $ Rands Sul- africanos (ZAR) Euros (€) Rands Sul- Africanos (ZAR USD $ 1,00 Zar 10,83 € 1,00 Zar 14,84 USD $ 5,00 Zar 54,14 € 5,00 Zar 74,20 USD $ 10,00 Zar 108,29 € 10,00 Zar 148,41 USD $ 20,00 Zar 216,60 € 20,00 Zar 298,80 USD $ 25,00 Zar 270,75 € 25,00 Zar 371,00 USD $ 30,00 Zar 324,90 € 30,00 Zar 445,20 USD $ 35,00 Zar 379,75 € 35,00 Zar 519,40 USD $ 40,00 Zar 433,20 € 40,00 Zar 593,60 USD $ 45,00 Zar 487,35 € 45,00 Zar 667,80 USD $ 50,00 Zar 541,50 € 50,00 Zar 742,00 Taxa de Câmbio de 17 Fevereiro de 2014
  18. 18. TABELA DE CÂMBIO (RAND/REAIS/ USD & EUROS) Rands Sul- africanos (ZAR) Real (R$) USD $ Euros Zar 1,00 R$ 0,22 USD $ 0,0923 € 0,0674 Zar 5,00 R$ 1,10 USD $ 0,47 € O,34 Zar 10,00 R$ 2,20 USD $ 0,92 € 0,68 Zar 50,00 R$ 11,01 USD $ 4,62 € 3,37 Zar 100,00 R$ 22,02 USD $ 9,23 € 6,74 Zar 250,00 R$ 55,04 USD $ 23,09 € 16,85 Zar 500,00 R$ 110,09 USD $ 46,17 € 33,70 Zar 1.000,00 R$ 220,18 USD $ 92,34 € 67,39 Taxa de Câmbio de 17 Fevereiro de 2014
  19. 19. REFERÊNCIA DE PREÇOS NA ÁFRICA DO SUL – MARÇO 2014 Produto Rands (ZAR) Preços em R$ Xícara de café + torrada 47,50 a 50,00 10,00 a 12,00 Garrafa de Cerveja 25,00 a 30,00 5,00 a 6,00 Copo de Coca- cola 16,00 a 20,00 4,00 a 5,00 Hamburguer & coca-cola 150,00 a 160,00 25,00 a 27,00 Refeição simples 190,00 a 250,00 30,00 a 40,00 Prato de Spaguetti ao alho e óleo 60,00 a 80,00 15,00 a 18,00 Garrafa de Água Mineral (500 ml) 10,00 a 25,00 2,00 a 3,00
  20. 20. DICAS DA ÁFRICA DO SUL  Horário dos Bancos  Seg a Sex = das 9 às 15,30 hs  Sab = 8,30 hs às 11 hs.  Cartões de crédito são geralmente aceitos nas grandes cidades. Pode haver restrições a cartões Amex e Diner’s Club. Cartões de crédito não aceitos na compra de combustível em postos de gasolina, ou são cobradas taxas adicionais para aceitá-los.  Eletricidade  220/240 Volts  50 Hz  Tomadas de 3 pontos redondos.  Plugs adaptadores podem ser adquiridos nas lojas do aeroporto de JNB (Visitor Pack)
  21. 21. DIVISÃO DA ÁFRICA DO SUL EM 9 PROVÍNCIAS (1994)
  22. 22. DIVISÃO DA ÁFRICA DO SUL EM 9 PROVÍNCIAS (1994) O Lesotho é um reino independente, encravado no meio do território da África do Sul
  23. 23. PROVÍNCIAS SUL AFRICANAS (1994) Código ISO Português Inglês Africâner Capital ZA-WC Cabo Ocidental Western Cape Wes-Kaap Cidade do Cabo ZA-EC Cabo Oriental Eastern Cape Oos-Kaap Bisho ZA-NC Cabo Setentrional Northern Cape Noord-Kaap Kimberley ZA-FS Estado Livre Free State Vrystaat Bloemfontein ZA-GT Gauteng - - Joanesburgo ZA-NL Kwazulu-Natal - - Pietermaritzburg ZA-LP Limpopo - - Polokwane ZA-MP Mpumalanga - - Nelspruit ZA-NW Noroeste North-West Noord-Wes Mafikeng
  24. 24. HISTÓRICO DA ÁFRICA DO SUL (PARTE 1)  até o Século XII – Os Bosquímanos (“homens do mato” que eram caçadores- coletores) habitaram o território até a chegada dos Hotentotes (“gagos”, que eram pastores de animais), que ocuparam a região.  Século XVI - As tribos dos Bantos (entre eles, os Zulus, que formam até a maioria étnica do país) ocuparam o Drakensberg (Montanhas do Dragão), na faixa oriental do país.  1487 – Navegadores portugueses desembarcam no Cabo da Boa Esperança, sob o comando do navegador português Bartolomeu Dias (mas não criam estabelecimentos comerciais permanentes na costa). Árabes disputam o comércio marítimo na costa sul-africana com os portugueses.  1652 - A Companhia Holandesa das Índias Orientais cria um núcleo popluacional em Capetown, para servir de suporte aos seus navios que aportavam ali a caminho das Índias. Os colonos holandeses eram chamados de Bôeres (em holandês significa “camponeses”) e dominaram os nativos e ocuparam suas terras.  1795 – Os Britânicos tomaram Capetown. Os Bôeres fugiram para o norte do Rio Orange e para o planalto do Transvaal (episódio conhecido como Grande Trek).  1881 – Os Britânicos perseguem os Bôeres mas são derrotados em Majuba Hill, e acabam reconhecendo a independência da República de Transvaal e do Estado Livre de Orange.
  25. 25. HISTÓRICO DA ÁFRICA DO SUL (PARTE 2)  1867 – Descoberta de jazidas de diamantes nos territórios Bôeres.  1880 a 1881 – Primeira Guerra dos Bôeres (foto)  1884 – Descoberta de minas de ouro em territórios Bôeres.  1887 – Interessados nas minas de ouro e diamantes, o Britânicos impôem sua superioridade militar e anexam o reino Zulu do Norte. Cecil Rhodes, primeiro ministro de Capetown e poderoso homem de negócios obteve a concessão do território da futura Rodésia para a Companhia Britânica da África do Sul.  1899 a 1902 - Segunda Guerra dos Bôeres. As forças Britânicas cercam os estados Bôeres, travam uma guerra e saem vitoriosos, transformando o Transvaal e Orange em colônias britânicas.  1902 a 1910 – Os Bôeres se reorganizam e fortalecem seus laços culturais com o uso do idioma africaner e do inglês. Surge a União Sul Africana com as localidades de Cabo, Natal, Transvaal e Orange  1920 – O domínio político e cultural dos Britânicos e dos Bôeres sobre a maioria da população negra é fomentada com a instituição de leis de segregação racial.  1948 – Depois da II Guerra Mundial, a minoria branca oficializa a política do segragacionismo racial no país (denominado de Apartheid)  1961 - A África do Sul abandona o Commonwealth (comunidade de nações que eram colônias britânicas) e constitui-se como uma República. Em 1994, retorna ao Commonwhealth.
  26. 26. RECURSOS MINERAIS
  27. 27. Um confronto de culturas e costumes ENTENDO O “APARTHEID” E O RACISMO
  28. 28. POVOS AFRICANOS – BOSQUÍNAMOS E HOTENTOTES  Os Bosquínamos são a etnia que habita o território sul-africano há mais de 100 mil anos, sendo um dos povos mais antigos na região, e acredita-se que sejam os sucessores genéticos do Australopitecus (o primeiro humano a habitar a África).  Tradicionalmente são caçadores e coletores na natureza, e suas populações são nômades e pouco afeitas à atividade de agricultura.  O corpo dos Bosquínamos são de baixa estatura (até 1,5 metros de altura) e adapta-se muito bem ao clime quente e a forte luz solar (seus olhos são amendoados como os povos chineses com grandes pálpebras). Sua pele é alaranjada, levemente enrugada e não têm pêlos. Armazenam facilmente gordura nas nádegas, usadas na época de escassez de alimentos.  Vivem práticamente nús, não têm territórios próprios onde possam  Já foram milhões de Bosquínamos, mas sua extinção começou a 1500 anos com as ocupações de tribos bantus e hoje não passam de 100 mil deles, sendo que 50 mil no Botswana, 35 mil na Namíbia, 4.500 na África do Sul e poucos milhares no Zimbaube. Zâmbia e Angola.  O nome da etnia foi dado pelos colonos holandeses a partir de 1652: Bosquínamo (Bushmen) = “homem do mato” com o signifcado pejorativo de “bicho do mato” ou Hotentote = “gago”, mas estes eram predominantemente pastores nômades.  A etnia de Nélson Mandela tem origem nos Bosquínamos.
  29. 29. SAARTIJE BAARTMAN – “A VÊNUS HOTENTOTE”  No final do século XVIII e início do século XIX, era comum a apresentação em circos na Europa (em Paris, Berlim e Londres) de nativos africanos como “aberrações e curiosidades naturais” em troca de dinheiro.  Saartije (Sarinha) Baartman (1789-1815) , sul africana, foi uma das duas mulheres mais famosas neste tipo de apresentação entre 1810 e 1815. Somente em 2002 seus restos mortais sairam de um museu francês para serem enterrados com honras de chefe de estado num cemitério em Capetown, após negociações do então presidente Nélson Mandela e o Governo da França. Ela falava holandês fluentemente, era órfã desde a infãncia e trabalhava como criada numa fazenda sul africana.
  30. 30. POVOS AFRICANOS – BANTOS (PESSOAS)  Os Bantos são a etnia que tem origem no atual território da República dos Camarões, e por volta do ano 2.000 AC começam a se expandir para os territórios do meio e do sul da África.  Os Bantos eram povos agricultores sedentários e já conheciam o uso do ferro.  Miscigenaram-se e hoje são conhecidos 400 sub-grupos étnicos diferentes, sendo o mais numero so os Zulús (cerca de 25 milhões de sul africanos falam a língua Zulú. Os negros da África do Sul eram oficialmente chamados de Bantos pelo regime do Apartheid.
  31. 31. HISTÓRICO DA ÁFRICA DO SUL (PARTE 3)  Décadas de 1960 a 1980 - Nos anos 1960 vários países africanos tornaram- se independentes de suas metrópoles européias (Inglaterra, França, Itália, Alemanha, Bélgica e até mesmo Portugal nos anos 1970). O sistema político do Apartheid continuava na África do Sul. Surge o movimento político do Congresso Nacional Africano (CNA), que tinha como um de seus líderes Nelson Rolihlahla Mandela (Madiba) e integra a luta armada contra o governo sul-africano. Os EUA mantèm o apoio ao Governo, por conta de sua política anti-comunista. Nos anos 1970, os territórios segregacionistas (Bantistões), fonte de violentos protestos e o massacre de Soweto em 1976 acabam gerando a condenação mundial do sistema de Apartheid. O sistema piora até 1989.  1989 e 1990 - O novo presidente da república (branco) Frederik de Klerk é eleito e encerra a política do Apartheid, liberando os líderes políticos negros presos (Mandela ficou 26 anos no cárcere) e legaliza os partidos anti-racistas. A África do Sul sai do isolamento internacional.  1994 – Primeiras eleições democráticas do país elege Mandela o primeiro presidente negro da África do Sul, que já havia recebido o Prêmio Nobel da Paz de 1993.  2010 – Copa do Mundo na África do Sul, a primeira realizada num país africano.  2013 – Morre Mandela. (nascido em 1918).
  32. 32. COMO SURGIU O RACISMO ENTRE OS HOMENS  Inúmeras teorias, científicas ou não, tentam explicar o fenômeno do “racismo” entre os seres humanos.  Há uma corrente de pensamento que data do século XVII, que liga o preconceito e o racismo à religião judaica: os negros seriam descendentes diretos de Caim ( o filho de Adão e Eva), e como pena pelo seu crime de matar o próprio irmão, Deus teria feito sua descendência negra e sem as mesmas habilidades do chamado homem branco (descendente de Adão).  Os portugueses, que foram os primeiros europeus e católicos a explorarem terras africanas a partir de 1480 não tinham estas concepções racistas (como entendemos hoje). Eles buscavam comercializar com povos negros da África e da Ásia, onde já existia o costume de escravizar os povos vencidos em guerras tribais.  O Racialismo (também chamado de racismo científico) surgiu em meados do século XIX, quando viajantes europeus começaram a tomar maior contato com povos nativos da África, Américas e Ásia (devido ao crescimento das atividades colonialistas dos países europeus).  Obras de Darwin e outros renomados “cientistas” europeus da época defendiam a tese da classificação de seres humanos por raças (mesmo princípio aplicado à classficação de fauna e flora). Atribuiam à raça Branca uma pretensa superioridade intelectual quando se comparava o nível de desenvolvimento cultural de seres nativos dos continentes recém-explorados pelos europeus.  Há também a interessante tese de que toda a Humanidade teria se originado com homens negros na África (Mama África), e uma variante genética de seres albinos teriam dado origem aos Homens brancos.
  33. 33. Portugueses “descobrem” terras em 2 continentes no século XV BRASIL E ÁFRICA – RAÍZES EM COMUM
  34. 34. O BRASIL NA ROTA DAS ÍNDIAS EM 1500  1453 – O Império Turco Otomano ocupa definitivamente a cidade de Constantinopla (atual Istambul, na Turquia), tomando o controle da principal rota marítima e terrestre do comércio de caravanas entre a Ásia e a Europa.  Diversos povos europeus saem em busca de rotas comerciais alternativas, seja pelo mar Mediterrâneo (que os antigos Romanos já chamavam de “Mare Nostrum” – Nosso mar) ou pelo Mar Báltico e pelas estepes russas.  Os navegadores portugueses lançam-se ao Oceano Atlântico, numa saga que abrirá uma nova era na História: “ As Grandes Navegações Portuguesas”.  1460 a 1500 - Na segunda metade do século XV, as naus portuguesas lançaram- se ao mar em busca de novas rotas comerciais que resultassem em grande lucro financeiro. Os produtos (especiarias) da Ásia encontravam muita procura no mercado europeu. Genéricamente, chamavam a Ásia de Índia.  A maior parte do legado dos navegadores portugueses desta época foi o desbravamento da costa africana e sul-americana (em especial à costa do Brasil).  A possibilidade de comércio, o tráfico de escravos e o eterno confronto econômico e militar entre as nações européias trouxe ao “Novo mundo” e à África o sistema colonial.  O sistema escravagista negro e seu intercâmbio entre África e Brasil durou 319 anos, a partir da segunda metade do século XVI e ainda temos profundos e inesgotáveis laços culturais, sociais e econômicos que se refletem em pleno século XXI.  1652 – A influência portuguesa na África é rivalizada com a influência do colonialismo holandês, que ocupa territórios tanto na África do Sul como no Nordeste brasileiro.
  35. 35. ROTAS DA ESCRAVIDÃO NEGRA (ÁFRICA – BRASIL)
  36. 36. BRASIL RECEBEU 4 MILHÕES DE ESCRAVOS NEGROS EM 319 ANOS DE HISTÓRIA
  37. 37. JOHANNESBURG  A maior cidade da África do Sul foi fundada em 1886 após descobertas de minas de ouro na região.
  38. 38. JOHANNESBURG (1)  População: 5,3 milhões de habitantes e soma 10,6 milhões de habitantes na área metropolitana (4ª. maior cidade do continente africano e a maior cidade da África do Sul). 73% da população são negros.  Uma das 50 maiores cidades do mundo.  É a maior cidade do mundo situada que não é banhada por grande rio, lago ou litoral costeiro.  Área: 1.645 km2  Altitude média: 1.753 metros  Capital provincial de Gauteng (a mais rica província sul-africana)  1600 AC – A região era habitada por povos Bantus, que viviam a Idade do ferro.  1886 – Fundação da cidade na área onde foram descobertas minas de ouro em Barberton (há 400 km da atual cidade). Posteriormente, descobriram minas ainda mais ricas em Witwatersrand. Aumenta consideravelmente a população de Europeus e os conflitos de interesses econômicos insurgem.  1900 – A cidade já tinha 100 mil habitantes, tornando-se importante centro de mineração de ouro e diamantes.  1910 – Instaura-se a União Sul-Africana, com o governo dominado pelos europeus (brancos) que passam a taxar com altos impostos a contratação para trabalhos não- braçais da população negra. É o começo do sistema segregacionista do Apartheid.
  39. 39. JOHANNESBURG (2)  Origem do nome: Há controvérsias sobre a origem do nome da cidade, mas certamente está ligada à origem da cidade como centro minerador no final do século XIX. O nome Johannes era bastante comum entre os pioneiros europeus que começaram a povoar a região (em sua maioria de origem holandesa no princípio). Havia pelos menos 2 membros do primeiro parlamento sul-africano que se chamavam Johannes, além de Stephanus Johannes Paulus Kruger, o 5º presidente da África do Sul, mais conhecido como Paul Krug (apelidado de Uncle Paul – Tio Paulo).
  40. 40. JNB AREA
  41. 41. SOWETO (SOUTH WESTERN TOWNSHIPS)  O Soweto é um dos distritos da cidade de Johannesburg, tendo sido concebido como área de residência da população negra, durante o regime do Apartheid.  Durante o governo de minoria branca, os serviços básicos prestados à população de Soweto a transformaram num gueto racial, onde pobreza e violência imperavam.  Desde a descoberta de ouro em JNB em 1886, os mineradores negros viviam separados dos mineradores brancos. Em geral, os bairros da população negra se localizavam na periferia de JNB.  Entre 1904 e 1910, as autoridades (do governo da minoria branca) foram removendo a população negra da cidade e as instalando em bairros da periferia.  16 junho 1976 - Um protesto de 10 mil estudantes do Soweto (negros) que não aceitavam que as aulas locais fossem ministradas em Africaans e não em Inglês acabou gerando uma reação das forças policiais comandadas pelo governo de minoria branca, gerando conflitos sangrentos e muita violência. O episódio tornou-se um ato político contra a segregação racial institucionalizada na África do Sul. A opinião pública mundial condenou a violência e o Levante de Soweto tornou-se simbolo da luta dos negros contra a opressão do governo de minoria branca no país.
  42. 42. KRUGER PARK  Parque nacional sul-africano criado em 1898, inicialmente com o nome de Sabie Game Reserve, e posteriormente em 1926 rebatizado em homenagem ao 5º. Presidente da África do Sul (República do Transvaal), Paul Kruger.  Território de 20 mil km2.  Localizado em Nelspruit, no nordeste do país com a fronteira de Moçambique.  A região era marcada por fazendas de gado dos primeiros colonos europeus, mas que não conseguiam sobreviver aos ataques de leões e outros animais a seus rebanhos.  A idéia de criar uma reserva de caça na área (para eliminar os leões) foi a forma mais barata que os fazendeiros de então encontraram para proteger seus rebanhos.  Atualmente, a maior parte das atividades do parque são para observação apenas da vida animal e do seu meio-ambiente.
  43. 43. MAKALALI GAME LODGE
  44. 44. MAKALALI GAME LODGE
  45. 45. MAKALALI GAME LODGE  O conceito do hotel é ser um acampamento de cabanas no meio da savana africana.  Conta com 3 campos, de seis cabanas cada um: Camp 1, 2 e 3.  O camp 1 é acessível por ponte pensil sobre o rio que corta a propriedade.  Os camps 2 e 3 são acessíveis por estrada de terra.  Cada cabana tem banheiro privativo, mas não há paredes internas na área de banheira.  O chuveiro é localizado na área externa da cabena, no meio da natureza.  São realizados 2 safáris por dia: o primeiro bem cedo pela manhã (6 horas da manhã) e o segundo a partir das 16 horas.  Após escurecer, os hóspdes só devem caminhar nas áreas externas das cabanas acompanhados pelos Rangers (funcionários do hotel) por medida de segurança contra ataques de animais selvagens.  O acesso às cabanas é feito por pequenas estradas de terra batida.
  46. 46.  Os cinco animais mais díficeis de serem caçados num safari a pé são chamados de The Big Five na África: búfalo, leão, elefante, leopardo e rinoceronte.  Os safáris de caça não têm mais tanto apelo ecológico, e no mercado de turismo o termo passou a ser utlizado por participantes de safaris fotográficos.  Os animais que registram maior número de ataques a seres humanos são os búfalos, rinocerentes e crocodilos. THE BIG FIVE
  47. 47. PRETÓRIA  CAPITAL EXECUTIVA DA ÁFRICA DO SUL  População: 2,3 milhões de habitantes  Localização: 48 km de Johannesburgo  Altitude: 1.343 metros  É considerada a mais ensolarada capital do mundo (mais de 9 horas por dia em média de exposição à luz solar).  1818 a 1840 – Grandes convulsões sociais na África Austral.  1855 - Fundação da cidade, cujo nome homenageia o pai do fundador da cidade ANDRIES WILHELMUS JACOBUS PRETORIUS, e primeiro presidente da República Boer do Transvaal, durante algum tempo denominada de República Centro Africana. O fundador era Martihnus Wessel Pretorius.  1/05/1860 – Torna-se a capital da República da África do Sul e capital provincial do Transvaal até 1994..  26/05/2005 – Foi aprovado a mudança de nome da cidade para TSHWANE, mas a medida é ainda contestada pelos cidadãos e segue sem ter sido implantada. Acima, o Union Buildings (palácio presidencial) e abaixo panorâmica de Pretória
  48. 48. BANTUSTÕES (1951 A 1994)  A polítca do Apartheid criou em 1951 os chamados Bantustões (Bantustão = terra (stão) do povo (ban) em língua nativa, termo adotado a partir de 1947 que se referia a partição da India), territórios “livres” para onde seria removida toda a população negra da África do Sul (re-agrupadas por etnia), que perderia assim a cidadania sul-africana, mas teriam a permissão de trabalho no território sul-africano.  Os Bantustões foram concentrados no atual território da Namíbia (que era governado pelos sul-africanos).  Entre 1913 a 1950,a África do Sul teve seu território dividido: para 2/3 da população negra (a maioria) ficou com 13% das terras do país.  Os negros eram a garantia de mão de obra barata para os brancos.  Em 1990, com a independência da Namíbia, os Bantustões foram extintos ali. E em 1994, todos os demais Bantustões foram extintos e re- incorporados aos territórios da África do Sul.
  49. 49. BOPHUTHATSWANA (BANTUSTÃO)  Área: 40 mil km2, distribuida por 7 enclaves separados nas antigas provincias de Transvaal, Cabo e Estado Livre de Orange.  1971 - Recebeu a “auto-determinação” do governo sul-africano (forma de governo soberano em alguns assuntos, porém sob o controle do governo sul- africano).  1977 – Foram tornados independentes pelo governo sul-africano que destituiu a cidadania sul-africana ao habitantes do Bantustão.  1979 - A cadeia de hotéis SUN International inaugurou neste Bantustão o complexo de hotéis e casino SUN CITY, localizado a 100 milhas de Johannesburg, numa época em que o jogo estava proibido na África do Sul.
  50. 50. THE PALACE HOTEL SUN CITY
  51. 51. THE PALACE HOTEL SUN CITY
  52. 52. THE PALACE HOTEL SUN CITY (PISCINA DE ONDAS ARTIFICIAIS)
  53. 53. SUN CITY CASSINO
  54. 54. CAPETOWN  População: 3,5 milhões de habitantes. (2ª. maior cidade da África do Sul)  Área: 2.455 km2  Altitude máxima: 1.590 metros acima do nível do mar.  Fundação da cidade: 1652  Gentílico: Capetonian  Capital legislativa da África do Sul, onde está localizado o Parlamento Nacional.  Está na província de Cabo Ocidental.  Mesma latitude de Buenos Aires e de Sidney.  É cidade irmã do Rio de Janeiro – RJ.  Turismo: 1,5 milhões de turistas internacionais em 2010.
  55. 55. CAPETOWN  1652 – O navegador e mercador holandês JAN VAN RIEBEK (foto) funda a cidade do Cabo com o objetivo de servir de porto de apoio às esquadras mercantes da Companhia das Índias Orientais. Foi a primeira cidade permanente a ser fundada por europeus na África do Sul.  1666 a 1679 – Construção pelos holandeses do Castelo da Boa Esperança (foto), o mais antigo prédio colonial da África do Sul.  1795 a 1803 – Britânicos assumem o controle de Capetown, por acordo a devolvem aos holandeses por 3 anos, e a partir de 1806 , os Britânicos retomam o controle da cidade.
  56. 56. CAPETOWN E TABLE MOUNTAIN  Na Table Bay, os holandeses da Companhia das Índias Orientais (conhecida como VOC) seguem as rotas marítimas portuguesas na costa africana e fundam a vila do Cabo em 1652 para contarem com um porto de apoio às suas esquadras.  A Table Mountain (Montanha Mesa) tem mais de 1 mil metros de altitude (o pico Maclear Beacons é o sue ponto mais alto com altitude de 1085 metros) e sua formação geológica data de 260 milhões de anos (os Andes datam de 250 milhões de anos). A montanha recebeu este nome, Tábua do Cabo, em 1503, do almirante português Antônio Saldanha, que ancorou na baía e subiu ao topo da montanha.
  57. 57. CAPETOWN
  58. 58. CAPETOWN  O Bondinho (Rotair) da Table Bay Mountain é a mais popular atração turística da cidade., com um movimento de 800 mil turistas por ano. Até 2004, já transportou 16 milhões de turistas.  Desde 1870, a cidade tinha planos de construir uma ferrovia de acesso, mas a I Guerra dos Boeres cancelou o projeto. O sistema de bondinhos foi planejado desde 1912, mas só construído entre 1926 e 1929 (inaugurado em 4/10/1929).  O atual bondinho (Rotair) data de 1997 e tem capacidade de transportar 65 passageiros e seu piso faz uma rotação de 360 graus, permitindo que o visitante tenha uma bela vista panorâmica da região.  A Estação mais baixa está a 302 metros de altitude e a mais alta a 1.067 metros. Votado como uma das 7 Maravilhas Naturais do mundo.
  59. 59. ROTAS COMERCIAIS TERRESTRES DAS ESPECIARÍAS DA ÍNDIA ATÉ 1453 As antigas rotas comerciais terrestres de caravanas (mapa ao lado) que traziam seda, pedras preciosas e especiarías (pimenta e temperos alimentícios e aromáticos) do Oriente para a Europa foram bloqueadas pelos Turcos Otomanos em 1453 com a tomada da cidade de Constantinopla (atual Istambul, na Turquia). Várias nações européias se lançaram na epopéia de buscar rotas alternativas, mas os navegadores portugueses tornaram-se famosos em sua busca de um “Caminho marítimo para as Índias”, contornando a costa africana, empreitada que durou quase todo o século XV.
  60. 60. PORTUGUESES NO CABO ( DAS TORMENTAS OU DA BOA ESPERANÇA?)  1487 / 1488– O navegador português Bartolomeu Dias passou pela região, tendo sido o primeiro europeu a “dobrar” o Cabo da Boa Esperança, indo do Oceano Atlântico ao Oceano Índico. A viagem de Bartolomeu Dias era, para os meios oficiais, buscar o reino de Preste João (rei católico lendário na Europa, porém de origem desconhecida).  Bartolomeu Dias nomeou a área como Cabo das Tormentas (devido as violentas tempestades que enfrentou ao navegar ali), mas o rei português Dom João II mudou o nome para Cabo da Boa Esperança, por que a conquista da rota navegável entre o Atlântico e o Índico iria permitir a exploração comercial das rotas marítimas ao Oriente.  Geograficamente, é o Cabo Agulhas e não o Cabo da Boa Esperança o ponto de união entre os oceanos Atlântico e Índico.
  61. 61. MARCO DO CABO DA BOA ESPERANÇA
  62. 62. CABO DAS AGULHAS (DIVISA DE OCEANOS) Bartolomeu Dias também descobriu e nomeou o Cabo das Agulhas em 1488
  63. 63. BARTOLOMEU DIAS Quase desconhecido, o navegador Bartolomeu Dias (num monumento em Capetown) não recebeu honrarias em Portugal por seus feitos. Integrou como navegador em 1500 a esquadra de Pedro Álvares Cabral, que descobriu o Brasil, e na viagem às ìndias sua caravela naufragou e ele morreu afogado no Cabo da Boa Esperança
  64. 64. CAPETOWN – PRAIA BOULDERS  Boulders significa “pedras grandes arredondadas”, que dão nome a praia com pedras arredondadas de granito em False Bay.  Desde 1982, a praia é usada como área de proteção ambiental de Pinguins Africanos, formando parte da área do Parque Nacional de Table Mountain.  Os atuais mais de 3 mil pinguins originaram-se de um casal de pinguins que aqui foram colocados em 1982.
  65. 65. TABLE BAY HOTEL - CAPETOWN
  66. 66. TABLE BAY HOTEL - CAPETOWN
  67. 67. TABLE BAY HOTEL - CAPETOWN
  68. 68. ROBBEN ISLAND (ILHA DAS FOCAS)  Ilha distante 11 km de Capetown, na entrada da Table Bay, com 5,4 KM de comprimento e 2,5 km de largura.  Local da Prisão de Nelson Mandela entre 1964 e 1990., que foi o prisioneiro na cela No. 46664  1488 – Ilha é descoberta pelo navegador português Bartolomeu Dias, passou a ser usada como entreposto de abastecimento para marinheiros europeus.  1591 – Atacada pelos nativos Khoikhoi, estes são derrotados pelos europeus e tornam-se os primeiros prisioneiros na ilha.  1652 – Colonização holandesa na ilha e caça de focas.  1795 – A ilha é conquistada pelo Império Britânico, que terminam 150 anos de domínio holandês. Os ingleses decidem usar a ilha como prisão de presos políticos.  1892 – Revolta dos Leprosos na Ilha.  1930 – Torna-se base militar.  1961 – 1990 – Prisão de segurança máxima.  1990 – 1996 – Prisão comum.  1997 – Foi fechada como prisão e declarada monumento nacional .  1999 – Declarada Patrimônio Mundial da Humanidade
  69. 69. CELA DE NELSON MANDELA EM ROBBEN ISLAND POR 18 DOS 27 ANOS DE CÁRCERE Tours à Ilha: Saída do Nelson Mandela Gateway Horários: 9, 11, 13, 15 hs Duração: 3,50 hs Ferrye boat : 2,30 hs Tickets: ADT RZA 250 CHD RZA120
  70. 70. STELLENBOSH  População: 90 mil habitantes (2000)  É a segunda mais antiga área de colonização européia da África do Sul, localizada a 50 km de Captetown, também na Província do Cabo.  A cidade foi fundada em 1679, pelo então governador da Província do Cabo, o holandês SIMON VAN DER STEL.. Em 1682, com o rápido crescimento da cidade tornou-se independente e sede de magistratura.  O nome da cidade STELLENBOSH, numa tradução literal, seria “o mato ou o campo de Stel (o nome do Governador de então).  Os primeiros colonos, Huguenotes franceses, se dedicaram a cultura da vinha, e com o passar do tempo tornou- se no centro da indústria vinícola sul- africana (produz cerca de 10 milhões de hectolitros de vinho anuais)
  71. 71. STELLENBOSH WINES
  72. 72. OUDTSHOORN  População: 80 mil habitantes  A cidade está na Província sul-africana de Western Cape, sendo a maior cidade da região do Pequeno Karoo (uma região semi-desértica no sul da África do Sul).  A região passou a ser ocupada por colonos Boers desde 1652, quando as terras agricultáveis na região de Captetown forma se tornando mais escassas. A área de Little Karoo (ou Klein Karoo, em africaner) é propícia para criação de gado.  A primeira estrutura permanente na região, a Igreja Holandesa Reformada data de 1839, às margens do rio Grobbelaars, de onde foi crescendo a cidade que recebeu o nome do Barão Pieter Van van Rheede van Oudtshoorn (governador da província do Cabo em 1772). Após a grande seca de 1859, a cidade recebeu grande leva de imigrantes judeus da da Lituânia, o que lhe valeu o apleido de a “Jerusalém da África”.  A região atualmente é considerada a maior área do mundo especilizada na criação de avestruzes, com muitas fazendas explorando este tipo de negócio,
  73. 73. OUDTSHOORN  A avestruz é a maior ave do mundo. Seu ovo, por exemplo, faz jús ao tamanho do animal: pode chegar a pesar 1,5 kg e equivale a 24 ovos de galinha. Um macho adulto pode chegar a pesar 130 kg e medir 2,5 metros de altura. O avestruz tem a capacidade de comer qualquer coisa (até pedra), só não engole o que não passar pela sua garganta.  A avestruz é também chamada de “Camelo emplumado”, por que pode sobreviver sem beber uma única gota de água por 8 dias seguidos.  Seu comportamento natural é correr pelos campos abertos. Pode chegar a atingir velocidades de até 70 km por hora em corridas curtas e 50 km por hora em corridas de fundo.. Além disso sua musculatura é fortíssima. Uma patada de avestruz é capaz de quebrar ossos humanos. Ao contrário do que aparce nos filmes de desenhos animados, as avestruzes não enterram as cabeças em tocas na terra quando expostas a algum perigo, mas sim fogem deles.  A criação de avestruz começou em Oudtshoorn entre 1875 e 1880, quando o preço do par de plumas de avestruz alcançou o preço de Libras 1 mil em Londres, por que era muito usada como enfeite de chapéus. Moda que começou a declinar em 1914.
  74. 74. ROTA DOS JARDINS (GARDEN ROUTE)
  75. 75. CANGO CAVES  Localizadas a 29km de Oudtshoorn.  As cavernas de Cango tem cerca de 4 km de extensão, mas apenas 1 km de galeria da caverna é aberta a visitação pública.  Descobertas em 1780 supostamente por um fazendeiro local, Jacobus van Zyl, ela foi mais amplamente explorada em 1792. Porém somente em 1897 foram mapeadas suas primeiras 26 câmaras.  O passeio turístico, acompanhado por guia local, dura cerca de 1 hora de caminhada.
  76. 76. THE PEARL OF OUDTSHOORN HOTEL
  77. 77. KNYSNA LOG INN
  78. 78. PLETTENBERG BAY  Localizada a 600 km de Capetown.  População: 32 mil habitantes.  Os protugueses sob comando de Manuel Perestello deram o nome de Baía Formosa em 1577, mas o também potuguês Bartolomeu Dias aqui já havia navegado em 1487.  Os primeiros habitantes foram 100 marinheiros portugueses que tiveram seu navio San Gozales afundado aqui em 1630, e aqui viveram por 9 meses e deran inicio a construção de um farol de navegação.  O governador da Província do Cabo, Barão Joachin van Plettenberg renomeou a cidade em 1779.  A região é rica na fauna marinha, em especial em gaivotas.
  79. 79. GARDEN ROUTE (ESTRADA JARDIM)
  80. 80. BLOUKRANS RIVER BRIDGE A ponte tem 450 metros de extensão e 216 metros de altura, é a maior estrutura de concreto da África, construída entre Janeiro 1980 e Agosto 1983. Divide as províncias de Western & Eastern Capes.
  81. 81. TSITSIKAMA (MONTANHAS) O parque nacional cobre 80 km de costa na Baía de Plettenberg, na região de proteção ambiental da Garden Route, com florestas nativas. Tsitsikama (em língua indígena, “águas claras”) é também o nome do rio que ganha a região.
  82. 82. TSITSIKAMA FOREST NATIONAL PARK
  83. 83. GEORGE AIRPORT (GRJ)
  84. 84. D’OREALE HOTEL - JNB
  85. 85. D’OREALE HOTEL - JNB
  86. 86. VISTO CONSULAR PARA INGRESSO NO ZIMBÁBUE  Turistas com passaportes brasileiros necessitam de visto consular para ingresso no Zimbáube.  A programação prevê visita ao Chobe Nationalk Park em Botswana, sendo necessário a emissão do DOUBLE ENTRY VISA (visto duplo, válido para 2 entradas no país).  É necessário o preenchimento do formulário de entrada (no aeroporto e no posto de fronteira da estrada).  Custo do DOUBLE VISA = USD$ 45 POR PASSAPORTE.  Euros 35  Rands 450  Pagamento somente em moeda estrangeira forte.
  87. 87. REPÚBLICA DO ZIMBÁBUE  República Presidencialista  Presidente: Robert Mugabe (foto) (desde 1981)  Capital: Harare (1,5 milhões de habitantes)  Área territorial: 390.757 km2 (são 8 províncias e 2 cidades com status de Províncias: Harare e Bulawayo)  População: 12,6 milhões de habitantes (a maioria de negros)  Línguas: inlgesa/ shona e Ndebele  Moeda: Dólar Zimbabweano ( ZWD ou Z$) (a Inflação real de mais de 9 milhões % ao ano – os índices oficiais apontam uma inflação de 2,2 milhões % e em 2009 foi lançada a moeda com valor de face de 100 triilhões de dólares zimbáubeanos). Na prática, o país usa o Rand, o Dólar Norte-americano ou Euro.
  88. 88. REPÚBLICA DO ZIMBÁBUE (II)  Banhado por 2 rios principais: Zambezi (ao norte) e Limpopo (ao sul).  Altitude média acima de 300 metros.  Ponto culminante: Monte Inayngani (2.592 metros de altitude).  A Serra de Highveld ocupa cerca de 25% da área total do país.
  89. 89. HISTÓRICO DO ZIMBÁBUE Século XIX - O território do país começou a ser explorado pela Companhia Britânica de Mineração, sob a liderança de CECIL RHODES (político britãnico que foi primeiro ministro na África do Sul e poderoso homem de negócios, fundador da De Beers, empresa que chegou a controlar 90% do mercado mundial de diamantes). O território recebeu o nome de Rodésia do Sul (atual Zimbáube) e Ródesia do Norte (atual Zâmbia). 1910 - A colônia britânica autônoma se auto- proclama Rodésia do Sul, governada por uma minoria branca. 1964 - A coroa britânica concede independência à Rodésia do Norte, mas a Rodésia do Sul quer garantias que haverá uma eleição por sufrágio universal para composição do governo. 11/11/1965 - O primeiro ministro declara unilateralmente a independência e adota o nome de República da Rodésia.  1969 - Sangrentos conflitos políticos entre a minoria branca que detêm o poder político no país e movimentos de oposição, liderados pelos negros.  18/04/1980 - O país tem sua independência reconhecida e passa a adotar o nome de República do Zimbáube (em língua xhona significa “casa de pedra”, em referência a um monumento histórico do país na fronteira com Moçambique).  1980 a 1986 – Robert Mugabe torna-se primeiro-ministro do Zimbáube.  1986 a 2013 – Robert Mugabe é eleito e re- eleito diversas vezes como presidente da república.  O país tem um dos maiores índices inflacionários do mundo, sendo considerado o último país no ranking de países do Indice de Desenvolvimento Humano (IDH). Em 2010 era o país que marcava a 169ª. posição da lista.
  90. 90. RUINAS DE PEDRA DO GRANDE ZIMBÁBUE (1250 A 1450) DO POVO SHONA
  91. 91. DICAS ÚTEIS NO ZIMBÁBUE ELETRICIDADE  220/ 230 VOLTS  50 Hz  Pinos quadrados e redondos nas tomadas. RODOVIAS  Mão inglesa.  . TELEFONIA Código de DDD = 00 263 Temperaturas: Novembro a Abril (verão) = 35 graus C Maio a Outubro (inverno) = 7 graus C
  92. 92. DICAS ÚTEIS NO ZIMBÁBUE HORÁRIO BANCÁRIO  Seg/ Ter/ Qui/ Sex – das 8 às 15 horas  Qua – das 8 às 13 hs.  Sab – das 8 às 11,30 hs  Dom – Bancos fechados  Imposto VAT = 15%. CARTÕES DE CRÉDITO  Geralmente não são aceitos no comércio, mas apenas em alguns hotéis.  Utilizar USD, Rand Sul Africano (muito aceito nas lojas e mercados) ou Euros.  Usar moeda trocada para facilitar as transações. Há dificuldade de trôco.
  93. 93. VICTORIA FALLS SAFARI LODGE
  94. 94. VICTORIA FALLS SAFARI LODGE
  95. 95. Nome nativo das cataratas ( “ A fumaça que troveja”) MOSI-AO-TUNYA
  96. 96. VICTORIA FALLS X CATARATAS DO IGUAÇÚ  Descoberta: 17/11/1855 (pelo escocês Dr. David Livingstone)  Largura: 1,7 km  Altura máxima: 128 metros  Formação geológica: 100 mil anos  Vazão de água (média): 1.088 m3/s  Descoberta: 1542 (pelo então governador do Paraguai, o espanhol Dom Alvear Nunez)  (20% das quedas estão no Brasil e 80% delas na Argentina)  Largura: 2,7 km  Altura máxima: 82 metros  Formação geológica: 200 mil anos  Vazão de água (média): 1.756 m3/s  ( mais de 1 trilhão de litros por segundo)
  97. 97. Largura: 1,7 km Altura máxima: 128 metros// Profundidade: 100 metros Altitude: 885 metros Vazão de água: 500 milhões de litros por minuto.
  98. 98. PASSEIO DE HELICÓPTERO
  99. 99. VAPOR DAS ÁGUAS PODE SER VISTO A 20 KM DE DISTÂNCIA
  100. 100. PATRIMÔNIO MUNDIAL DESDE 1989
  101. 101. CURIO MARKET (VICTORIA FALLS) O termo CURIO ( do inglês, Curiosities – curiosidades, souvenires), dá bem a idéia do que é o mercado de lojinhas de souvenires em Victoria Falls.
  102. 102. VICTORIA FALLS
  103. 103. ZAMBEZI RIVER BRIDGE (1903 A 1905)
  104. 104. BUNGGE JUMP EM VICTORIA FALLS A ponte cruza o rio Zambezi, na fronteira entre a Zâmbia (antiga Rodésia do Norte) e o Zimbábue (antiga Rodésia do Sul), tendo sido construída entre1903 e 1905, com projetos e materiais ingleses (estes trabsportados pelos rio desde Moçambique). Foi inaugurada em 12/09/1905.
  105. 105. MONUMENTO A DAVID LIVINGSTONE O missionário religioso escocês e médico, Dr. David Livingstone (1813-1873) foi o maior explorador europeu dos territórios africanos. Suas andanças na África começaram em 1841 e nas sua expedição ao alto rio Zambeze de 1855 ele descobriu em 16/11/1855 as cataratas MOSI-AO-TUNYA (na língua nativa local: “a fumaça que troveja”) e as batizou como “Victoria Falls”, em homenagem à Rainha Victoria, da Grã- Bretanha. As cataratas só passaram a ser visitadas por turistas a partir de 1905, com a construção da linha ferroviária na região. Dr. Livingstone morreu enfermo na Rodésia (atual Zimbábue), aos 60 anos de idade. Seu coração foi enterrado na África, mas seu corpo está enterrado na Abadia de Westminster, em Londres, na Inglaterra.
  106. 106. BACIAS HIDROGRÁFICAS DA ÁFRICA
  107. 107. RIO ZAMBEZI  Nascente: Zâmbia (a altitude de 1.500 metros)  Foz: Delta do Zambezi desaguando no Oceano Índico, em Moçambique  É o 4º. maior rio africano depois dos rios Nilo, Zaire e Niger.  Seu leito de mais de 2.700km percorre territórios de 6 países (Zâmbia, Angola, Namíbia, Botswana, Zimbáube e Moçambique).  Bacia hidrográfica: 1,4 milhões de Km2  Victoria Falls é considerada o limite entre o alto e o médio Zambezi.
  108. 108. RIO ZAMBEZI
  109. 109. RIO ZAMBEZI (2.700 KM DE EXTENSÃO)
  110. 110. CORREDEIRAS DO RIO ZAMBEZI
  111. 111. ELEFANTES E HIPOPÓTAMOS NO RIO ZAMBEZI
  112. 112. PASSEIO DE ELEFANTE
  113. 113. VISTO CONSULAR PARA INGRESSO NO BOTSWANA  Brasileiros não necessitam de Visto Consular para entrar no território do Botswana.  Outros passaportes isentos de visto, entre outros países:  Argentina  Chile  Uruguai  Itália  Alemanha  França  Portugal  Estados Unidos  Japão
  114. 114. BOTSWANA  República parlamentarista.  Capital: Gaborone (227 mil habitantes)  População: 1,9 milhões (sendo apenas 1% de brancos). Cerca de 70% de cristãos.  Território: 581 mil km2  Altitude média entre 700 metros a 1,2 mil metros. Sua topografia é um planalto e 70% do território é o Deserto de Kalahari  Ponto mais baixo do país: 513 metros de altitude.  Ponto culminante: Tsodillo Hills a 1.489 metros de altitude.  Independência do Reino Unido: 30/09/1966.  Economia: o país é o maior produtor mundial de diamantes. Debaswana é a única empresa de mineração de diamante do país, sendo o governo do país detentor de 50% de suas ações.  A mineração de diamantes responde por 62% da economia do país.  Moeda: Pula  Saúde: 1 em 3 habitantes do país tem o Virus HIV. É o segundo país do mundo com o mais alto nível de infectados, só perdendo para a Suazilândia.  Século XVIII – Primeiros colonizadores ocidentais chegam a região e a denominam de BECHUANALAND (em inglês, “terra dos Botswana”, povo banto nativo). Com a independência em 1966 adotou-se o nome em língua local (tswana).  31/03/1885 – Torna-se um protetorado britânico ligado à África do Sul.  1910 – Forma-se a União Sul Africana (atual África do Sul), mas os protetorados não são incluídos na União.  1948 – O Apartheid é instituído na África do Sul. O Bostwana manifesta-se contrário à política de segregação racial.  1961 – A África do Sul desliga-se do Commonwhealth, impossibilitando de vez a anexação dos protetorados britânicos.  1964 a 1966 – O Reino Unido concorda em estabelecer um governo independente para o Botswana.
  115. 115. SIR SERETSE KHAMA (1º. PRESIDENTE DE BOTSWANA)  O governo de Seretse Khama trouxe rápido desenvolvimento econômico ao Botswana, que até 1966 era um dos mais pobres países sul-africanos. Sua base econômica foi a produção de carne, cobre e diamantes cujos rendimentos forma aplicados na melhoria das condições de vida do povo de seu país.  Nascimento: 1/07/1921  Faleceu: 13/07/1980 (59 anos)  Presidência: de 30/09/1966 até 13/07/1980  Seretse Khama nasceu de família real tribal (seu avô era rei Khama III) e ele mesmo herdou o trono de seu pai aos quatro anos de idade, tendo seu tio assumido o papel de regente da triba e tutor do menino.  Estudou na África do Sul e no Reino Unido e formou-se em Advocacia em 1944.  Casou-se em 1948, no Reino Unido, com Ruth Williams (chamada de Lady Khama). Este casamento interracial provocou polêmicas na vida política da África do Sul e no Botswana. Ele teve que abdicar da sua posição de rei tribal e viveu no exílo no Reino Unido até 1956.  É pai do atual 4º. presidente do país, Ian Khama.
  116. 116. CHOBE NATIONAL PARK - BOTSWANA
  117. 117. CHOBE NATIONAL PARK - BOTSWANA  É o terceiro maior parque nacional do país e um dos que mais concentram animais selvagens na África.  50 mil elefantes do Kalahari vivem no parque.  Nome originado do Rio Chobe.  1931 – Lançados os primeiros planos de criação da área do parque nacional de Chobe.  1960 – O parque foi oficialmente criado.  1967 – Declarado oficialmente parque nacional.  1975 – Foi proibida toda e qualquer atividade humana, exceto as atividades turísticas e pesquisas científicas.
  118. 118. BOMA  British Overseas Management Administration (departamento do governo britânico que nunca existiu)  British Officers Mess Area (na gíria sul- africana)  BOMA é na prática uma área cercada por um muro feito de troncos de madeiras.  No final do século XIX, durante o auge do colonialismo inglês, muitos dos fortes militares, organizações policiais e órgãos públicos construídos pelos britânicos eram cercados por BOMAs (cerca do tipo palisada), o que ligou o termo (bastante comum na África central nos séculos XVIII e XIX) como acrônimo das expressões acima.  O termo pode ter tido origem na Pérsia e incorporou-se à língua Banta.  No Turismo, o termo BOMA designa uma área cercada para entretenimento e gastronomia típica africana. Um termo assemelhado ao termo Churrasco para os brasileiros.  O Boma Dinner é sempre um jantar, em ambiente natural, cercado por uma palisada (que hoje tem mais a função decorativa do que de segurança real)).  Junto com o jantar são apresentados shows de música e dança folclórica africana.
  119. 119. BOMA DINNER  Boma significa uma área cercada de palisada dentro da selva, sendo usada como proteção de ataques tribais durante os conflitos do período colonialista na África.  Jantares com shows de danças folclóricas africanas são comumente denominados de Boma Dinners.
  120. 120. REINO DO LESOTO  Monarquia Constitucional  Antigo Reino da Basutolândia e protetorado britânico (em 1896) da África do Sul até 1966.  Capital: Maseru (118 mil habitantes)  População: 2 milhões de habitantes (99% da etnia Basoto)  Área: 30 mil km2 (área de planalto e 80% do território do país está a mais de 1.800 metros de altitude e é o único país do mundo a ter 100% do território acima de 1 mil metros de altitude. O ponto mais baixo do país está a 1.400 metros de altitude).  O Lesoto é um enclave no território da África do Sul.  Economia: Exportação de água e energia elétrica para a África do Sul.  Moeda: Loti
  121. 121. REINO DA SUAZILÂNDIA  Área: 17.364 km2  População: 1,128 milhões de habitantes (97% de suazis e 3% de brancos, 25% vivem em cidades e ¾ são cristãos)  Línguas oficiais: inglês e suázi  Capital administrativa: Mbabane  Capital legislativa e sede da corte: Lobamba  País montanhoso; não é banhado por mar, e localiza-se entre a África do Sul e Moçambique.  Monarquia absoluta (tribal), com primeiro- ministro. Não há partidos políticos e nem liberdade de imprensa.  Rei: Mswati III  Saúde: 1/3 da população adulta do país é infectado pela AIDS.  Economia: exporta cana-de-açúcar e tem grandes reservas de carvão mineral.  Século XV – Originado do clã Dlamini, que se separou do grupo de Bantos e migraram para o sul da costa de Moçambique, entre Pongola e o rio Usutu.  1836 – Com a morte do rei Sobhuza I, seu sucessor Mswazi II (ou MswatiII) deu seu próprio nome à tribo.  1846 – Os brancos vão ocupando territórios, assim como os zulus. O rei Swazi pede auxílio às tropas britânicas.  1880 a 1893 – As ocupações de brancos da África do Sul acaba instalando um sistema de governo, assistido pelo governo sul-africano.  1903 – Com a a Guerra dos Bôeres, o país passa a ser governado pelo Tranvaal.  1906 - Governo do Alto Comissariado Britânico.  6/09/1968 – Declara-se país independente. Assume o rei Sobhuza II.  1982 - Com a morte do monarca, assume seu filho adolescente com o nome de Mswati III.
  122. 122. REINO DA SUAZILÂNDIA  A poligamia é aceita entre os Suazi.  O rei Mswati III (foto) tem 15 esposas oficiais e outras tantas concumbinas. Anualmente, ele escolhe uma nova noive numa festa com 50 mil virgens durante 8 dias. – A Festa dos Caniços.  Devido a AIDS a expectativa média de vida do país é de apenas 39 anos (uma das mais baixas do mundo).  O rei tem 46 anos de idade (em 2014) e é chamado de “o Leão”.  A fortuna pessoal do rei é de USD 200 milhões, (estimada pela Revista Forbes em 2009) num país onde 70% da população vive abaixo da linha da miséria.
  123. 123. EMALANGENI, A MOEDA DA SUAZILÂNDIA
  124. 124. CURIOSIDADES DA SUAZILÂNDIA  O rei Mswati III foi o 67º filho de seu pai, o Rei Sobhuza II, e filho único de sua mãe, a Rainha Ntombi. Nascido em 1968, assumiu o trono com a morte de seu pai, com apenas 14 anos de idade em 1982.  O rei Sobhuza III, pai do atual rei, teve 210 filhos (dos quais 30 morreram na infância) com 70 mulheres, entre 1920 a 1970. Dá uma média de 3 filhos por mulher. Em julho de 2000, cerca de 100 filhos ainda estavam vivos. Seu reinado durou 82 anos, sendo que 60 deles sob sua administração direta.  A Suazilândia é a última e única monarquia absolutista na África.  Bruxaria é considerada uma atividade séria no país. Em maio de 2013, uma nova legislação de controle do tráfego áereo da Suazilânida proibiu vôos de bruxas acima de 150 metros de altura, com o objetivo de melhorar as condições de vôos nos aeroportos locais.

×