Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.
INSTITUTO SUPERIOR POLITECNICO INTERNACIONAL DE ANGOLA
(ISIA)
Medicina dentária
3º Ano
TRABALHO DE ENDODONTIA LABORATORIAL...
INSTRUMENTOS DE
IRRIGAÇÃO E ASPIRAÇÃO
OBJECTIVOS
O nosso trabalho tem como:
1º. objectivo geral
Apresentar de forma superficial os instrumentos
utilisados no tr...
INTRODUÇÃO
As técnicas de instrumentar ou preparar os canais radiculares
sofreram muitas alterações nas últimas décadas. A...
I. INSTRUMENTAL
ENDODÔNTICO E SUA
CLASSIFICAÇÃO
1. Instrumental para abertura
coronária
1 Caneta de
alta rotação
2 Micromotor
3 Contra-
ângulo
4 Brocas
1
Régua
milimetrada
2 Sonda
farpada
3 Limas
endodôntica
s
2. Instrumental para esvaziamento do
canal radicular
1 Tamburel
2
Cursores de silicone
3
Limas endodônticas
 limas Tipo K (Kerr)
 limasFlexofile
 limasHedströem
3. Instrume...
Numeração e Cor do cabo de
limas odontologicas
1 Espaçador
digito-
palmar
2 Espaçadore
s digitais
3 Cones de
guta percha
4. Instrumental para obturação do canal
radicular
II. Instrumental para
irrigação e aspiração
1. Irrigação dos canais radiculares
1º. Conceito
A irrigação é o procedimento endodôntico que visa a
remoção dos detritos ...
1 Agulhas
2 NanTip
3 Carpul
2º. Instrumentais de irrigação
3º. Princípios da irrigação
• A agulha irrigadora deve ser com ponta romba;
• A agulha não pode obliterar a luz do canal;
...
Cânula
aspiradora
Agulha
irrigadora
Irrigar e aspirar simultaneamente
2. Sistemas de Irrigação Endodôntica
O sistema de irrigação endodôntica é utilizado para injetar
solução irrigante no inte...
1º. Irrigação por agulhas (Kit de Endodontia da B-D do
Brasil).
A utilização dessas agulhas se deve ao seu calibre que per...
Kit de Endodontia da B-D do Brasil
2º. Outro tipo de agulhas de irrigação
a)Agulha Pré-ponta curvada dental irrigação
b) Agulha Hipodérmica para Irrigação - KONNEN
Características:
Agulhas Hipodérmica para Irrigação Können, com canhão
ameri...
Tamanhos de agulha Hipodérmica :
• 25 x 04cm;
• 25 x 07cm;
• 40 x 10cm;
• 40 x 20cm.
3º. Irrigação por NaviTip
Outro sistema de irrigação é o produzido pela Ultradent o qual é
denominada NaviTip. Ele é compo...
As pontas NaviTips são as cânulas de aplicação
mais sofisticadas para o uso em odontologia. São
rígidas o suficiente para ...
As pontas NaviTips estão disponíveis com diâmetro de Ø 0,33 mm
(29 ga) que serve para materiais mais viscosos, como o Endo...
Apresentação:
→ 20 unidades Pontas SORTIDAS:
• 5x 17mm (Pérola)
• 5x 21mm (Amarelo-Claro)
• 5x 25mm (Azul-Claro)
• 5x 27mm...
4º. Irrigação por carpule
A Seringa Carpule além de ser utilizada em sua função
primordial durante o procedimento de anest...
3. Sistemas de Aspiração Endodôntica
O sistema de Aspiração endodôntica é utilizado para
remover solução irrigante do inte...
1º.Instrumentais de aspiração
Sugadores Endodônticos
Os sugadores endodônticos
convencionais de aço inox são
extremamente ...
Sugadores Endodônticos Descartáveis
Esterilizados.
1
Canula frasier
com ponta
titânico
2 Sugador
cirúgico
descartavel-
Indusbello
3 Sugador de
sangue
2º. Tipo de sugadores
1 Sugador
descartavel -
WA
2 Sugador
Flex Suctor -
Angelus
2º. Tipo de sugadores (cont)
1
Sugador
endodôntico
descartavél -
angelus
2
Sugador
endodôntico
descartavel - WA
2º. Tipo de sugadores (Cont)
III. SOLUÇÕES IRRIGADORAS
O preparo biomecânico dos canais radiculares é
realizado através da instrumentação,
complementad...
1. Os momentos da irrigação.
1º. Antes da instrumentação
BIOPULPECTOMIA: penetração mecânica asséptica ao interior
do cana...
2. Objetivos da irrigação
• Eliminar restos pulpares, sangue e
raspas de dentina;
• Eliminar flora bacteriana;
• Umedecer ...
3. Os requisitos para uma solução
irrigadora
• Dissolver tecidos
• Poder bactericida
• Permeabilidade dentinária
• Biocomp...
4. As soluções mais utilizadas em
endodontia
•Solução de hipoclorito de sódio a 0,5% (Líquido de Dakin).
•Solução de hipoc...
Propriedades de hipoclorito
• Baixa tensão superficial.
• Neutraliza parcialmente os
produtos tóxicos.
• Bactericida.
• Fa...
Indicações de hipolclorito
Soluções de hipoclorito de sódio a 2,5%
• Neutralização parcial dos produtos possibilitando pen...
2º. Solução de Clorexidina
A solução de clorexidina (CHX), em
diferentes concentrações, na forma
de sal, seja gluconato, a...
A grande afinidade da clorexidina
A grande afinidade da clorexidina a 2% pelas bactérias,
provavelmente deve-se ao fato de...
3º. Detergentes sintéticos
São substâncias químicas semelhantes ao sabão e,
portanto, baixam a tensão superficial dos líqu...
Indicações de detergentes sintéticos
Indicados somente em
casos de
biopulpectomia, pois
além de serem inócuos
aos tecidos ...
4º. Quelantes
Os quelantes apresentam radicais livres na extremidade
de suas moléculas que se unem aos íons metálicos do
c...
Indicações de quelantes
As soluções quelantes são
indicadas como auxiliares no
preparo biomecânico de canais
atresiados ou...
IV. CONCLUSÃO
O preparo biomecânico constitui importante etapa da terapia
endodôntica, a qual tem com objectivo a modelage...
V. BIBLIOGRAFIA
www.fo.ufu.br/.../Anexos_RoteiroAula_Endodontia_22_01_2013_cor
re.
odontologiaparaacademicos.blogspot.com/...
Instumentos de preparo, irrigação e aspiração do canal radicular
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Instumentos de preparo, irrigação e aspiração do canal radicular

12,364 views

Published on

Medicina odontológico

Published in: Health & Medicine
  • Be the first to comment

Instumentos de preparo, irrigação e aspiração do canal radicular

  1. 1. INSTITUTO SUPERIOR POLITECNICO INTERNACIONAL DE ANGOLA (ISIA) Medicina dentária 3º Ano TRABALHO DE ENDODONTIA LABORATORIAL Preparado por : Marcos Madros N. Mband TEMA:INSTRUMENTOS DE IRRIGAÇÃO E ASPIRAÇÃO
  2. 2. INSTRUMENTOS DE IRRIGAÇÃO E ASPIRAÇÃO
  3. 3. OBJECTIVOS O nosso trabalho tem como: 1º. objectivo geral Apresentar de forma superficial os instrumentos utilisados no tratamento endodôntico 2º Objectivo específico Apresentar os instrumentos de irrigação e aspiração dos canais radiculares
  4. 4. INTRODUÇÃO As técnicas de instrumentar ou preparar os canais radiculares sofreram muitas alterações nas últimas décadas. As técnicas atuais possibilitam um preparo mais racional dos canais radiculares, diminuindo a incidência de erros, facilitando a limpeza e desinfecção, propiciando maior índice de sucesso. O tratamento endodôntico depende, fundamentalmente, do preparo (limpeza e escultura-modelagem) do sistema de canais radiculares e de sua obturação, para prevenir o desenvolvimento das periapicopatias. Pode-se dizer que o preparo (instrumentação, escultura, modelagem, microcirurgia) dos canais radiculares é realizado simultaneamente com a utilização de instrumentos e soluções auxiliares. Por esse motivo, é também conhecido como preparo bio-químico-mecânico dos canais radiculares. Neste texto, serão mencionadas os instrumentos endodônticos específicos e de soluções químicas auxiliares utilisados nesta fase
  5. 5. I. INSTRUMENTAL ENDODÔNTICO E SUA CLASSIFICAÇÃO
  6. 6. 1. Instrumental para abertura coronária 1 Caneta de alta rotação 2 Micromotor 3 Contra- ângulo 4 Brocas
  7. 7. 1 Régua milimetrada 2 Sonda farpada 3 Limas endodôntica s 2. Instrumental para esvaziamento do canal radicular
  8. 8. 1 Tamburel 2 Cursores de silicone 3 Limas endodônticas  limas Tipo K (Kerr)  limasFlexofile  limasHedströem 3. Instrumental para preparo do canal radicular
  9. 9. Numeração e Cor do cabo de limas odontologicas
  10. 10. 1 Espaçador digito- palmar 2 Espaçadore s digitais 3 Cones de guta percha 4. Instrumental para obturação do canal radicular
  11. 11. II. Instrumental para irrigação e aspiração
  12. 12. 1. Irrigação dos canais radiculares 1º. Conceito A irrigação é o procedimento endodôntico que visa a remoção dos detritos existentes nointerior da cavidade pulpar (câmara e canais) por meio de uma corrente líquida. Para os casos de polpa viva podemos empregar o hipoclorito de sódio a 1%. Contudo, para oscasos de polpa necrosada devemos empregar o hipoclorito de sodio a 2,5%. Nestes casos temos um objetivo a mais, a desisnfecção do sistema de canais radiculares.
  13. 13. 1 Agulhas 2 NanTip 3 Carpul 2º. Instrumentais de irrigação
  14. 14. 3º. Princípios da irrigação • A agulha irrigadora deve ser com ponta romba; • A agulha não pode obliterar a luz do canal; • A agulha deve atingir o terço apical do canal (3 mm aquém do ápice); • Irrigar no mínimo 2 ml por canal a cada troca de instrumento. Renovar a soluçãoquando a câmara não estiver preenchida ou quando se observar muitos detritos; • Durante a irrigação, realizar movimentos de entrada e saída para potencializar orefluxo; • Irrigar e aspirar simultaneamente para aumentar o fluxo da solução.
  15. 15. Cânula aspiradora Agulha irrigadora Irrigar e aspirar simultaneamente
  16. 16. 2. Sistemas de Irrigação Endodôntica O sistema de irrigação endodôntica é utilizado para injetar solução irrigante no interior do canal radicular. Geralmente, os sistemas de irrigação são compostos por seringa e cânula e podem ser de acionamento manual ou mecânico. É importante que a cânula seja de calibre reduzido, entre 27 e 30 G (Gauge), sem bisel e que esse sistema, se acionado manualmente, não exija força extrema para a movimentação do êmbolo.
  17. 17. 1º. Irrigação por agulhas (Kit de Endodontia da B-D do Brasil). A utilização dessas agulhas se deve ao seu calibre que permite a introdução de sua extremidade o mais profundamente possível no canal radicular uma vez que trabalhos científicos mostram que a solução irrigante avança somente 2 milímetros além da ponta da agulha. O calibre da agulha também é importante para garantir o retorno da solução para a região externa do dente (região bucal), já que uma das funções dessas soluções é a remoção de detritos e agentes contaminantes pela ação hidráulica do fluido. Sistemas de irrigação com agulhas de grosso cabibre não permitem limpeza e anti-sepsia adequadas do canal radicular. Além do mais, cânulas reutilizáveis, mesmo de aço inox, quando utilizadas repetidamente para a irrigação com hipoclorito de sódio acoplados a seringas luer de vidro sofrem oxidação excessiva podendo liberar resíduos oxidativos dentro dos canais radiculares além de prejudicar a biossegurança, uma vez que, as cavidades, reentrâncias e depósitos de óxidos promovidos pela oxidação poderiam atrapalhar a esterilização das cânulas.
  18. 18. Kit de Endodontia da B-D do Brasil
  19. 19. 2º. Outro tipo de agulhas de irrigação a)Agulha Pré-ponta curvada dental irrigação
  20. 20. b) Agulha Hipodérmica para Irrigação - KONNEN Características: Agulhas Hipodérmica para Irrigação Können, com canhão americano Luer Lock. O produto pode ser reutilizável após esterilização em Autoclave ou Estufa. Agulhas para irrigação. Benefícios: •Produto não estéril, esterilizar antes do uso; •Recomenda-se o uso de água filtrada deionizada ou destilada morna ou quente pera lavagem da agulha. •Deve ser submetida a uma desinfecção e lavagem após o seu uso; •Reutilizável após esterilização em autoclave/estufa.
  21. 21. Tamanhos de agulha Hipodérmica : • 25 x 04cm; • 25 x 07cm; • 40 x 10cm; • 40 x 20cm.
  22. 22. 3º. Irrigação por NaviTip Outro sistema de irrigação é o produzido pela Ultradent o qual é denominada NaviTip. Ele é composto por cânulas 30 G (Gauge) de extremidade romba e sem bisel. A cânula é resistente ao longo de seu comprimento mas nos milímetros finais é flexível facilitando a introdução e a remoção da cânula no interior do canal radicular. A cânula 30 G possui calibre de 0,30 milímetros que é equivalente ao D1 de um instrumento # 30.
  23. 23. As pontas NaviTips são as cânulas de aplicação mais sofisticadas para o uso em odontologia. São rígidas o suficiente para evitar dobras, mas também suaves e flexíveis para navegar através de canais curvos. Possuem uma extremidade arredondada para permitir uma inserção suave e um pescoço angulado para uma melhor visibilidade. Caracteristicas de NaviTip
  24. 24. As pontas NaviTips estão disponíveis com diâmetro de Ø 0,33 mm (29 ga) que serve para materiais mais viscosos, como o EndoREZ e UltraCal XS. E com diâmetro de Ø 0,30 mm (30 ga) que serve para líquidos e géis, tais como EDTA e a solução NaOCI Caracteristicas de NaviTip (cont. )
  25. 25. Apresentação: → 20 unidades Pontas SORTIDAS: • 5x 17mm (Pérola) • 5x 21mm (Amarelo-Claro) • 5x 25mm (Azul-Claro) • 5x 27mm (Verde-Claro)
  26. 26. 4º. Irrigação por carpule A Seringa Carpule além de ser utilizada em sua função primordial durante o procedimento de anestesia, pode ser utilizada na endodontia como meio de irrigação endodôntica. Neste caso, após a limpeza, autoclavagem e marcação de tubetes, eles são preenchidos com solução irrigante que é aplicada dentro do canal radicular por meio da utilização de agulhas 27 G (curta ou longa) e, preferencialmente, 30 G (extra-curta ou curta).
  27. 27. 3. Sistemas de Aspiração Endodôntica O sistema de Aspiração endodôntica é utilizado para remover solução irrigante do interior do canal radicular. Geralmente, os sistemas de aspiração são compostos por cânulas de aspiração em diversos tamanhos sem bisel e adaptador que une a cânula de aspiração ao sistema de sucção do consultório odontológico. É importante que as cânulas não contenham bisel e que sejam fornecidas em diferentes diâmetros.
  28. 28. 1º.Instrumentais de aspiração Sugadores Endodônticos Os sugadores endodônticos convencionais de aço inox são extremamente contaminados pelos resíduos acumulados em seu interior uso após uso, reduzindo a luz do mesmo, compromentendo a sucção ou entupindo por completo. Uma ótima opção são os sugadores descartáveis esterilizados para endodontia, que vem preparados para o uso e são descartados após essa única utilização. Kit Reusavél para Endodontia composto por Seringa de vidro Yale; cânulas de aspiração sem bisel e adaptador com duplo encaixe (sugador e cânula).
  29. 29. Sugadores Endodônticos Descartáveis Esterilizados.
  30. 30. 1 Canula frasier com ponta titânico 2 Sugador cirúgico descartavel- Indusbello 3 Sugador de sangue 2º. Tipo de sugadores
  31. 31. 1 Sugador descartavel - WA 2 Sugador Flex Suctor - Angelus 2º. Tipo de sugadores (cont)
  32. 32. 1 Sugador endodôntico descartavél - angelus 2 Sugador endodôntico descartavel - WA 2º. Tipo de sugadores (Cont)
  33. 33. III. SOLUÇÕES IRRIGADORAS O preparo biomecânico dos canais radiculares é realizado através da instrumentação, complementada pela irrigação e sucção, com soluções anti-sépticas nos casos de necropulpectomias, e/ou com função de limpeza mecânica, nas biopulpectomias. Conclui-se então, que a instrumentação complementada pela irrigação, sucção e inundação de substâncias ou soluções irrigadoras constitui um processo único, simultâneo e contínuo.
  34. 34. 1. Os momentos da irrigação. 1º. Antes da instrumentação BIOPULPECTOMIA: penetração mecânica asséptica ao interior do canal radicular NECROPULPECTOMIA: neutralizar parcialmente produtos tóxicos e restos orgânicos, antes de sua remoção mecânica (penetração desinfectante) 2º. Durante a instrumentação Manter úmidas as paredes do canal, favorecendo a instrumentação 3º. Após a instrumentação Remover detritos mecânicos, evitando seu acúmulo sobre o coto
  35. 35. 2. Objetivos da irrigação • Eliminar restos pulpares, sangue e raspas de dentina; • Eliminar flora bacteriana; • Umedecer e lubrificar as paredes facilitando a instrumentação; • Remover a camada residual ou smear layer; • Diminuir a tensão superficial das paredes do canal radicular
  36. 36. 3. Os requisitos para uma solução irrigadora • Dissolver tecidos • Poder bactericida • Permeabilidade dentinária • Biocompatibilidade • Hidrossolúvel – limpeza
  37. 37. 4. As soluções mais utilizadas em endodontia •Solução de hipoclorito de sódio a 0,5% (Líquido de Dakin). •Solução de hipoclorito de sódio a 1% (Solução de Milton – Lab. Lepetit S.A.). •Solução de hipoclorito de sódio a 2,5% (Solução de Labarraque). • Solução de hipoclorito de sódio a 4-6% (Soda clorada duplamente concentrada). O cloro exerce uma função antibacteriana sob a forma de ácido hipocloroso não dissociado. Em solução neutra ou ácida, o ácido hipocloroso não dissocia, exercendo uma acentuada ação bacteriana. Essa ação ocorre por oxidação da matéria orgânica, aonde o cloro substitui o hidrogênio do grupo das proteínas. Hipoclorito de Sódio: Detergente, necrolíltica, antitóxica, bactericida, desodorizante, dissolvente e neutralizante. 1º. Compostos halogenados
  38. 38. Propriedades de hipoclorito • Baixa tensão superficial. • Neutraliza parcialmente os produtos tóxicos. • Bactericida. • Favorece a instrumentação. • pH alcalino. • Dissolvente. • Desidrata e solubiliza as substâncias protéicas • Ação rápida. • Dupla ação detergente. • Não irritante.
  39. 39. Indicações de hipolclorito Soluções de hipoclorito de sódio a 2,5% • Neutralização parcial dos produtos possibilitando penetração imediata aos canais radiculares, em casos de necro II. • Durante o desbridamento foraminal (“patência apical”) em casos de necro II. • Como coadjuvante do preparo biomecânico dos canais radiculares de dentes despolpados e infectados em casos de necro II. • Durante a remoção de obturações parciais do canal radicular. Soluções de hipoclorito de sódio a 0,5% (Dakin) e/ou 1,0% (Milton) • Na neutralização do conteúdo séptico pulpar, nos casos de necro I. • Como coadjuvante do preparo biomecânico. • Nos casos de desbridamento foraminal em dentes despopados com processos periapicais agudos.
  40. 40. 2º. Solução de Clorexidina A solução de clorexidina (CHX), em diferentes concentrações, na forma de sal, seja gluconato, acetato ou hidrocloreto, vem sendo utilizada como anti-séptico bucal, em forma de bochechos, irrigação sub- gengival, géis, dentifrícios ou chicletes, desde a década de 505. Foi utilizada pela primeira vez em Odontologia em 1959, sob a forma de bochechos de gluconato de clorexidina.
  41. 41. A grande afinidade da clorexidina A grande afinidade da clorexidina a 2% pelas bactérias, provavelmente deve-se ao fato de uma interação eletrostática entre a molécula da mesma, que é carregada positivamente, e a parede celular bacteriana, com grupos carregados negativamente. Isso faz aumentar a permeabilidade da parede celular bacteriana, permitindo a penetração da clorexidina no citoplasma do microrganismo, ocasionando sua morte.
  42. 42. 3º. Detergentes sintéticos São substâncias químicas semelhantes ao sabão e, portanto, baixam a tensão superficial dos líquidos. Desempenham a ação de limpeza, penetrando em todas as reentrâncias e canalículos do canal radicular, fazendo com que os restos orgânicos e microrganismo fiquem suspensos e sejam removidos por nova irrigação e sucção.
  43. 43. Indicações de detergentes sintéticos Indicados somente em casos de biopulpectomia, pois além de serem inócuos aos tecidos vivos, preservam a vitalidade do coto periodontal apicais e remanescentes laterais, que se constituirão na matriz de uma possível mineralização.
  44. 44. 4º. Quelantes Os quelantes apresentam radicais livres na extremidade de suas moléculas que se unem aos íons metálicos do complexo molecular ao qual se encontram entrelaçados, fixando-os por união coordenada que se denomina quelação. A quelação é, portanto um fenômeno físico-químico pelos quais certos íons metálicos são seqüestrados dos complexos de que fazem parte sem constituir numa união química com a substância quelante, mas sim numa combinação. Este processo repete-se até se esgotar a ação quelante. O ácido etilenodiaminotetracético, o EDTA, é um quelante
  45. 45. Indicações de quelantes As soluções quelantes são indicadas como auxiliares no preparo biomecânico de canais atresiados ou calcificados, não sendo indicadas como solução irrigadora. Inócuos aos tecidos periapicais, os quelantes são indicados tanto em casos de biopulpectomia como necropulpectomia, sendo utilizado como toilete final com o objetivo de remover a camada residual.
  46. 46. IV. CONCLUSÃO O preparo biomecânico constitui importante etapa da terapia endodôntica, a qual tem com objectivo a modelagem e a sanificação do canal radicular executado pelo uso de instrumentos e soluçõe irrigadoras. Neste aspecto, o profissional deve observar todas tecnicas relativas a esta microcirugia da cavidade pulpar. A escolha de uma boa instumentação para este efeito e implementação de uma boa tecníca vai fazer parte do successo do processo e consequentemente alcançar um tratamento duraduro.
  47. 47. V. BIBLIOGRAFIA www.fo.ufu.br/.../Anexos_RoteiroAula_Endodontia_22_01_2013_cor re. odontologiaparaacademicos.blogspot.com/2011/04/endodontia.html pt.slideshare.net/camillabringel/preparo-biomecnico www.foa.unesp.br/.../foa/.../manual-de-laboratorio-endodontia- 2014r.pd. www.forp.usp.br/restauradora/temas_endo/solu/solu.htm www.estacio.br/mestrado/odontologia/dissertacoes/Tatiana.pdf www.revistargo.com.br/include/getdoc.php?id=1793&article=785 www.estacio.br/mestrado/odontologia/dissertacoes/Tatiana.pdf

×