Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Introdução Java Curso Rede Cidadã/Accenture (Slide 1)

1,174 views

Published on

Aula de Introdução a Linguagem Java
Ministrado no Curso oferecido pela Rede Cidadãq em parceria com a empresa Accenture

Published in: Software
  • Be the first to comment

Introdução Java Curso Rede Cidadã/Accenture (Slide 1)

  1. 1. 1 JAVAJAVA Uma IntroduçãoUma Introdução Professor: Mário Sergio mariosergio30@gmail.com http://www.dialetodigital.com Conteúdo: Introdução à Linguagem de programação Java
  2. 2. 2 Aula 1
  3. 3. IntroduçãoIntrodução • Vamos tomar um café quentinho ? 3 Aula 1
  4. 4. IntroduçãoIntrodução • Nasce em 1996, com um pequeno grupo de projeto da Sun MicroSystems, denominado Green. • O projeto visava o desenvolvimento de software para uma ampla variedade de dispositivos de rede e sistemas embutidos. 4 Aula 1
  5. 5. Características da linguagem JavaCaracterísticas da linguagem Java Robusta Segura 5 Aula 1 Interpretada (Híbrida) Neutra Portável Dinâmica Multithread. Orientação a Objetos
  6. 6. OO - Orientação a objetosOO - Orientação a objetos Os pilares da OO – permitem modelar o mundo real. 6 Aula 1 Abstração Herança Encapsulamento Polimorfismo
  7. 7. OO - Orientada a objetosOO - Orientada a objetos É uma linguagem puramente orientada a objetos ? QUASE (pois os tipos primitivos não são objetos) Na linguagem Smalltalk Tudo é um OBJETO 7 Aula 1
  8. 8. Bases de Orientação a objetosBases de Orientação a objetos Abstração, Herança, Encapsulamento, Polimorfismo: 8 Aula 1
  9. 9. Bases de Orientação a objetosBases de Orientação a objetos Objetos ? Como assim ? (instanciação) 9 Aula 1 Objetos são Instâncias/Indivíduos com caracteristicas comuns (definidas por uma Classe)
  10. 10. Bases de Orientação a objetosBases de Orientação a objetos Objetos ? Como assim ? (instanciação) 10 Aula 1 Indivíduo/instância da Classe Veículo
  11. 11. Robusta e seguraRobusta e segura • Características que contribuem para torná-la mais robusta e segura: – É fortemente tipada; – Não possui aritmética de ponteiros; – Possui mecanismo de coleta de lixo; – Possui verificação rigorosa em tempo de compilação; – Possui mecanismos para verificação em tempo de execução; • Segurança: Possui mecanismos de segurança que podem no caso de applets, evitar qualquer operação no sistema de arquivos da máquina alvo, minimizando problemas. 11 Aula 1
  12. 12. Dinâmica e MultithreadDinâmica e Multithread • Mecanismos para a resolução de referências em tempo de execução, permitindo flexibilidade nas aplicações. • Provê suporte para múltiplas threads de execução (processos leves), que podem tratar diferentes tarefas concorrentemente. 12 Aula 1 Linhas de Execução Independentes
  13. 13. Entendendo melhor ….Entendendo melhor …. O que o processador entende?O que o processador entende? 13 Aula 1 Core i7 possui 731 milhões de minúsculos transistores Um transistor somente consegue saber se HÁ ou NÃO a presença de corrente elétrica. Portas lógicas Estado: Corrente: Binário: Lógico: Ligado Desligado 5V 0V 1 0 V F Representações Mas, se no processado só chega corrente elétrica, Como ele pode executar o programa JAVA que nós escrevemos ???
  14. 14. Processos de Tradução:Processos de Tradução: 14 Aula 1 Programa .EXE Scripts PHP, Python, Java Script Pascal, C, C++, Cobol, Visual Basic, Delphi PHP, ASP, Python, Perl, Ruby, Java Script Linguagens de alto nível 0100010101111 Linguagens de alto nível Código Binário
  15. 15. JAVA – Abordagem de Tradução HíbridaJAVA – Abordagem de Tradução Híbrida Etapas de tradução de um programa JAVAEtapas de tradução de um programa JAVA 15 Aula 1 0100010101111 Código de Máquina Específico da CPU (Intel, AMD, ARM...) e também do sistema operacional Código intermediário Código de alto nível Código de baixo nível
  16. 16. Interpretada, Neutra, PortávelInterpretada, Neutra, Portável • Bytecodes executam em qualquer máquina que possua uma JVM, permitindo que o código em Java possa ser escrito independente da plataforma. • A característica de ser neutra em relação à arquitetura permite uma grande portabilidade. 16 Aula 1
  17. 17. Interpretada, Neutra, PortávelInterpretada, Neutra, Portável 17 Aula 1 Interpretadores JVM Compilador (gera ByteCode) .class Programa .java Compilador (gera ByteCode) .class No final, um conjunto bytecodes .class é distribuído ao cliente, compactado em um arquivo .jar (é o .exe do java)
  18. 18. Ambiente de DesenvolvimentoAmbiente de Desenvolvimento (1/2)(1/2) Java possui um ambiente de desenvolvimento de software denominado Java SDK. Ambiente do Desenvolvedor (Software Development Kit) Ambiente de execução JRE Ambiente dos usuários (Java Run Time Edition) JVM (Java Virtual Machine) é o interpretador JAVA. https://www.java.com/pt_BR/https://www.java.com/pt_BR/ 18 Aula 1
  19. 19. Ambiente de DesenvolvimentoAmbiente de Desenvolvimento Ferramentas: ambiente integrado com Eclipse, Netbeans. Frameworks/bibliotecas EE WEB: Spring, Hibernate, Servlets, JSP, JavaBens. https://eclipse.org/downloads/ https://netbeans.org/ (2/2)(2/2) 19 Aula 1
  20. 20. Estrutura de um Programa JavaEstrutura de um Programa Java • Todos os programas em Java possuem quatro elementos básicos: public class HelloJavaClass { } public final static void main(String args[]) { System.out.println(“Hello, Java”); Date d = new Date(); System.out.printiln(“Date: “+d.toString()); } import java.util Classe Pacotes Métodos Variáveis/ Argumentos 20 Aula 1
  21. 21. Estrutura de um Programa JavaEstrutura de um Programa Java Main: Onde tudo Começa !Main: Onde tudo Começa ! O Método Main é o Ponto de Entrada de um programa Java 21 Aula 1 Um array como parametros do método Comando básico de saída do Java { } Delimitadores de bloco de código
  22. 22. Sugestões de material de complementarSugestões de material de complementar 22 Aula 1 http://www.dialetodigital.com/blog/conteudos-programacao/

×