Ppt maintenance and_osh_pt

3,916 views

Published on

Ajudem a divulgar esta Campanha Europeia da OSHA !

  • Be the first to comment

Ppt maintenance and_osh_pt

  1. 1. A Manutenção e a Segurança e Saúde no Trabalho Local, data http://hw.osha.europa.eu Campanha Locais de Trabalho Seguros e Saudáveis 2010 - 2011
  2. 2. Porque é a manutenção tão importante para a segurança e a saúde no trabalho? <ul><li>Uma actividade regular de reparação e manutenção é imprescindível para conservar os equipamentos, as máquinas e o ambiente de trabalho seguros e fiáveis, ou seja, ajuda a eliminar os perigos nos locais de trabalho; </li></ul><ul><li>A falta de manutenção ou uma manutenção deficiente podem dar origem a situações perigosas, a acidentes e a problemas de saúde; </li></ul><ul><li>A manutenção é uma actividade de alto risco. </li></ul>
  3. 3. Eliminação de perigos pela reparação e manutenção (1) <ul><li>A reparação e manutenção das superfícies de trabalho, dos pisos e das vias de circulação é fundamental para evitar acidentes </li></ul><ul><ul><li>Escorregamentos, tropeções, quedas, acidentes com empilhadoras </li></ul></ul><ul><li>O facto de os aparelhos de elevação não serem regularmente sujeitos a inspecção e manutenção é uma causa de acidentes muito comum </li></ul><ul><ul><li>As correntes de elevação podem ficar sujas/corroídas e falhar, provocando a queda de cargas pesadas </li></ul></ul>
  4. 4. Eliminação de perigos pela reparação e manutenção (2) <ul><li>Os acidentes de trabalho relacionados com a electricidade provocam um número significativo de mortes </li></ul><ul><li>As instalações eléctricas deficientes (cabos, tomadas, aparelhos) podem causar choques e queimaduras, incêndios e mesmo explosões </li></ul>
  5. 5. Reparação e manutenção: uma actividade de alto risco <ul><li>Alguns riscos específicos da actividade de reparação e manutenção: </li></ul><ul><ul><li>Carácter não rotineiro das tarefas e condições de trabalho anormais (intervenções em espaços confinados); </li></ul></ul><ul><ul><li>Tarefas e ambientes de trabalho sempre diferentes; </li></ul></ul><ul><ul><li>Trabalho em estreito contacto com máquinas e em operações ininterruptas; </li></ul></ul><ul><ul><li>Pressão dos prazos. </li></ul></ul><ul><li>As actividades de reparação e manutenção ocorrem em todos os sectores e em todos os locais de trabalho – e estão associadas a uma grande variedade de perigos. </li></ul>
  6. 6. Perigos, riscos e consequências para a saúde (1) <ul><li>Perigos físicos: </li></ul><ul><ul><li>Ruído, vibração; </li></ul></ul><ul><ul><li>Calor e frio excessivos; </li></ul></ul><ul><ul><li>Radiação (radiação ultravioleta, raios X, campos electromagnéticos); </li></ul></ul><ul><ul><li>Sobrecarga de esforço físico, movimentos difíceis, trabalho em espaços confinados. </li></ul></ul><ul><li>Consequências: problemas de audição provocados pelo ruído, lesões musculoesqueléticas. </li></ul>
  7. 7. Perigos, riscos e consequências para a saúde (2) <ul><li>Perigos químicos: </li></ul><ul><ul><li>Amianto, fibra de vidro; </li></ul></ul><ul><ul><li>Vapores, fumos, poeiras (gases do asfalto, efluentes gasosos de motores diesel, sílica cristalina e outros); </li></ul></ul><ul><ul><li>Solventes. </li></ul></ul><ul><li>Consequências: problemas respiratórios, asma profissional, alergias, asbestose, cancro. </li></ul>Source: B. Floret/INRS
  8. 8. Perigos, riscos e consequências para a saúde (3) <ul><li>Riscos biológicos: </li></ul><ul><ul><li>Bactérias (legionela, salmonela e outras); </li></ul></ul><ul><ul><li>Bolor e fungos. </li></ul></ul><ul><li>Consequências: problemas respiratórios, asma, alergias, legionelose. </li></ul>
  9. 9. Perigos, riscos e consequências para a saúde (4) <ul><li>Factores de risco psicossociais: </li></ul><ul><ul><li>Pressão dos prazos; </li></ul></ul><ul><ul><li>Trabalho por turnos, ao fim-de-semana, nocturno ou pontual, e horários de trabalho irregulares; </li></ul></ul><ul><ul><li>Trabalho conjunto com pessoal de um ou mais subcontratantes (problemas de comunicação). </li></ul></ul><ul><li>Consequências: stress profissional, fadiga, risco acrescido de acidentes. </li></ul>
  10. 10. Perigos, riscos e consequências para a saúde (5) <ul><li>Risco elevado de todo o tipo de acidentes: </li></ul><ul><ul><li>Muitos relacionados com as ferramentas de trabalho e a reparação e manutenção de máquinas (esmagamento provocado pela movimentação de máquinas, arranque inesperado e outros); </li></ul></ul><ul><ul><li>Quedas em altura, acidentes com objectos em queda; </li></ul></ul><ul><ul><li>Electrocussão, choques eléctricos, queimaduras; </li></ul></ul><ul><ul><li>Espaços confinados, asfixia; </li></ul></ul><ul><ul><li>Explosão, incêndio. </li></ul></ul>
  11. 11. Subcontratação: <ul><li>Factor de agravamento em termos de segurança e saúde (numerosos acidentes e incidentes estão relacionados com a subcontratação de operações de reparação e manutenção); </li></ul><ul><li>Actividades desenvolvidas fora do local normal de trabalho (trabalhadores colocados nas instalações do cliente) e consequente necessidade de adaptação; </li></ul><ul><li>Mudança frequente de ambiente de trabalho; </li></ul><ul><li>Várias empresas subcontratadas a trabalhar simultaneamente no mesmo local (problemas de comunicação). </li></ul>
  12. 12. Relatório e ficha informativa da EU-OSHA sobre “Manutenção e SST” <ul><li>Maintenance and OSH - a statistical picture (Manutenção e SST – Um retrato estatístico) </li></ul><ul><li>Panorama da actividade de reparação e manutenção na Europa: </li></ul><ul><ul><li>Especificidade da população; </li></ul></ul><ul><ul><li>Exposição ao perigo e principais riscos; </li></ul></ul><ul><ul><li>Problemas de saúde e acidentes; </li></ul></ul><ul><ul><li>Algumas indicações para uma prevenção adequada. </li></ul></ul>
  13. 13. Factos e números (1) <ul><li>Taxas de sinistralidade elevadas: </li></ul><ul><ul><li>Os dados do EUROSTAT mostram que </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>cerca de 15% a 20% (consoante o país) de todos os acidentes e </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>10% a 15% dos acidentes mortais estão relacionados com operações de reparação e manutenção; </li></ul></ul></ul><ul><ul><li>Cerca de 38% dos acidentes químicos são causados por substâncias perigosas libertadas no decurso de operações de manutenção (Koehorst, 1989); </li></ul></ul><ul><ul><li>A maior parte dos acidentes ocorre em operações de manutenção correctiva . </li></ul></ul>
  14. 14. Factos e números (2) <ul><li>Exposições por motivos profissionais: </li></ul><ul><ul><li>Os dados indicam que os trabalhadores afectos a actividades de reparação e manutenção se sujeitam a níveis de exposição superiores à média; </li></ul></ul><ul><ul><li>Elevada exposição a sobrecargas físicas; </li></ul></ul><ul><ul><li>Exposição superior dos mesmos trabalhadores ao ruído, a vibrações e a radiações; </li></ul></ul><ul><ul><li>Estes trabalhadores estão também mais expostos ao calor no Verão e a ambientes muito húmidos ou muito secos. </li></ul></ul>
  15. 15. Factos e números (3) <ul><li>Vários estudos indicam que os trabalhadores afectos à manutenção industrial podem estar sujeitos a um risco especialmente elevado de contracção de doenças profissionais: </li></ul><ul><ul><li>De acordo com um estudo francês, os trabalhadores afectos à manutenção industrial apresentam uma taxa de doenças profissionais 8 a 10 vezes superior à da população em geral; </li></ul></ul><ul><ul><li>Uma elevada percentagem dos casos notificados de lesões musculoesqueléticas envolve trabalhadores afectos a actividades de reparação e manutenção, designadamente mecânicos e electricistas; </li></ul></ul><ul><ul><li>As taxas de morbilidade e/ou mortalidade mais elevadas relacionadas com a exposição ao amianto ocorrem entre os trabalhadores da manutenção de edifícios e os engenheiros da manutenção naval. </li></ul></ul>
  16. 16. Exemplos de boas práticas (1) <ul><li>Em Outubro de 2010, será publicada uma compilação de exemplos de boas práticas, entre os quais os seguintes: </li></ul><ul><li>As iniciativas da irlandesa HSA (Autoridade para a Saúde e a Segurança) tendentes à redução dos acidentes relacionados com a reparação e manutenção de equipamento agrícola </li></ul><ul><ul><li>Código de Boas Práticas para a Prevenção de Acidentes e Doenças Profissionais na Agricultura </li></ul></ul><ul><ul><li>Programa de formação em segurança para agricultores; </li></ul></ul>
  17. 17. Exemplos de boas práticas (2) <ul><li>Manutenção de qualidade na indústria química – As instalações da BASF em Ludwigshafen (Alemanha) </li></ul><ul><li>Tendo em vista a prevenção dos acidentes de trabalho, a BASF adoptou um conjunto de medidas de segurança, a saber: </li></ul><ul><ul><li>Fluxo de trabalho bem definido </li></ul></ul><ul><ul><li>Avaliação dos riscos </li></ul></ul><ul><ul><li>Autorizações e orientações de trabalho </li></ul></ul><ul><ul><li>Formação dos trabalhadores efectivos e dos contratados a termo. </li></ul></ul>
  18. 18. Legislação da UE <ul><li>Desde 1989, foram adoptadas várias directivas europeias através das quais foi estabelecido um quadro geral de requisitos mínimos de protecção dos trabalhadores. </li></ul><ul><li>Essas directivas também se aplicam às actividades de reparação e manutenção , nomeadamente a directiva-quadro, que institui a obrigação de os empregadores levarem a cabo uma avaliação dos riscos profissionais. </li></ul>
  19. 19. Directiva 89/391/CEE do Conselho – “Directiva-Quadro”: <ul><li>Estabelece os princípios gerais relativos à prevenção e à protecção dos trabalhadores contra os acidentes de trabalho e as doenças profissionais; </li></ul><ul><li>Define as obrigações dos empregadores quanto à avaliação dos riscos e à eliminação dos factores de risco e de acidente; </li></ul><ul><li>Contém normas relativas à informação e formação dos trabalhadores e à consulta e participação equilibrada dos trabalhadores e seus representantes. </li></ul>
  20. 20. Directrizes para a avaliação dos riscos: <ul><li>A Comissão Europeia promoveu a publicação das Directrizes para a avaliação de riscos no trabalho , tendo em vista ajudar os empregadores e os trabalhadores a cumprirem as normas da avaliação dos riscos estabelecidas na directiva-quadro; </li></ul><ul><li>Os trabalhadores afectos a actividades de reparação e manutenção são descritos como “trabalhadores que podem estar sujeitos a riscos acrescidos”; </li></ul><ul><li>É necessário realizar uma avaliação dos riscos específica em relação às actividades de reparação e manutenção (http://osha.europa.eu/en/topics/riskassessment/guidance.pdf ) . </li></ul>
  21. 21. Campanha Europeia sobre trabalhos de reparação e manutenção seguros 2010-2011 <ul><li>Os objectivos da Campanha consistem em aumentar a sensibilização para </li></ul><ul><li>a importância dos trabalhos de reparação e manutenção para a segurança e a saúde dos trabalhadores, </li></ul><ul><li>os riscos associados aos trabalhos de reparação e manutenção, </li></ul><ul><li>a obrigação moral e legal que incumbe aos empregadores de terem em conta os requisitos da SST nas operações de reparação e manutenção , e as vantagens próprias de o fazerem; </li></ul><ul><li>promover uma abordagem estruturada da gestão da SST nas actividades de reparação e manutenção , baseada numa adequada avaliação dos riscos. </li></ul>
  22. 22. Temas centrais da Campanha: <ul><li>Trabalhos de reparação e manutenção seguros : enfoque na segurança e saúde dos trabalhadores que realizam esses trabalhos; </li></ul><ul><li>Reparação e manutenção em prol da segurança e da saúde : enfoque na importância das actividades de reparação e manutenção para a eliminação dos riscos nos locais de trabalho e para a criação de condições de trabalho mais seguras e saudáveis para todos os trabalhadores. </li></ul>
  23. 23. Princípios comuns da segurança dos trabalhos de reparação e manutenção: <ul><li>Integração da gestão da SST na gestão dos trabalhos de reparação e manutenção; </li></ul><ul><li>Abordagem estruturada baseada na avaliação dos riscos; </li></ul><ul><li>Definição clara de funções e responsabilidades; </li></ul><ul><li>Métodos de trabalho seguros e orientações claras; </li></ul><ul><li>Formação e equipamento adequados; </li></ul><ul><li>Envolvimento dos trabalhadores no processo de avaliação dos riscos e de gestão dos trabalhos de reparação e manutenção. </li></ul>
  24. 24. Os cinco requisitos básicos da segurança dos trabalhos de reparação e manutenção: <ul><li>Planeamento do trabalho; </li></ul><ul><li>Preparação de uma área de trabalho segura; </li></ul><ul><li>Utilização de equipamento adequado; </li></ul><ul><li>Execução do trabalho de acordo com o plano; </li></ul><ul><li>Verificação final do trabalho realizado. </li></ul>
  25. 25. Mais informações sobre a Campanha: <ul><li>Visite o sítio Web da Campanha, em: http://hw.osha.europa.eu </li></ul>
  26. 26. UMA CAMPANHA EUROPEIA SOBRE TRABALHOS DE REPARAÇÃO E MANUTENÇÃO SEGUROS LOCAIS DE TRABALHO SEGUROS E SAUDÁVEIS BOM PARA SI. BOM PARA AS EMPRESAS http://hw.osha.europa.eu

×