Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

AGEAS.PDF

375 views

Published on

  • Be the first to comment

AGEAS.PDF

  1. 1. Academias 86 Human Resources Portugal Fevereiro 2017 A missão da Academia é oferecer a todos os colaboradores da Ageas em Portugal a oportu- nidade de gerirem a sua carreira desde o momento que entram na empresa até à sua maturidade de forma integrada e autónoma. «Sendo uma Academia digital podem aceder a qualquer hora e em qualquer lugar ao seu plano de integração, ao progresso dos objectivos individuais, aceder a vídeos corporativos, acções de strategic thinking, workshops de mindfulness ou aceder ao seu plano de desenvolvimento», partilha Mariana Coruche, Human Capital director da Ageas em Portugal. Em entrevista, Mariana Coruche, esclarece a estratégia, os projectos que tem em cima da mesa, nomeadamente um Management Business Acelerador, faladetendênciaseosprincipaisdesafios que perspectiva para 2017. A Academia é uma aposta recente, qual o balanço que faz? Após um ano podemos verificar que foi a aposta certa. Para além de nos termos posicionado como uma empresa de referência para trabalhar em Portugal, através do Índice da Excelência, vemos que a confiança na nossa política de desenvolvimento aumentou conside- ravelmente. Conseguimos competir com as melhores empresas no mercado, na área seguradora e não só, através de uma proposta de valor muito forte. Para além disso, temos uma cultura fortíssima de abertura a novas ideias e formas de olhar para as coisas. É essa a nossa maior força, não temos receio da novidade e do que vem de fora, abraça- mos e permitimos a mudança. Portanto a aceitação dos colaboradores foi positiva? Foi sem dúvida muito positiva, a taxa de utilizadores ultrapassou a que tínhamos definido como target, quer em visitas, quer em acções completadas. ADN EMPREENDEDOR A Ageas em Portugal, que detém a Ocidental Seguros, Medis, Ageas Seguros, Ocidental Pensões e Direct (Seguro Directo), tem no seu ADN o empreendedorismo, a inovação e a constante abertura para a mudança. Por isso criaram uma Academia digital, há cerca de um ano, para posicionarem a estratégia de Recursos Humanos através dos princípios culturais que tanto os caracterizam. OCIDENTAL/ AGEAS Mariana Coruche Human Capital director da Ageas em Portugal
  2. 2. CADERNO ESPECIAL 87Human Resources Portugal Qual a estratégia que assumiu? A estratégia que assumimos com a Academia é o reflexo da nossa estratégia de Recursos Humanos. Atrair o melhor talento, desenvolvê-lo e retê-lo através de estratégias de retenção muito orien- tadas para o perfil de cada colaborador. Para além disso, respondemos tam- bém à estratégia do negócio, e por isso trazemos através da Academia compe- tências de inovação, empreendedorismo e foco no cliente. O nosso CEO tem uma palavra- -chave que é a rentabilidade, pelo que competências de negócio são obvia- mente prioridade para a Academia. Nesse sentido vamos iniciar em 2017 o nosso MBA (Management Business Acelerador), uma formação modular com vários formatos e que trará vários professores da Nova à nossa empresa. De que forma é a Academia da Ageas em Portugal inovadora? O que distingue a nossa Academia é a simplicidade que traz ao percurso do colaborador numa empresa. Essa sim- plicidade é o mais difícil de conseguir pois exige que numa única plataforma possamos aceder a um plano completo de onboarding, à nossa avaliação anual, ao plano de carreira e a actividades de retenção e bem-estar. Paraalémdisso,diriaqueosformatos que oferecemos são bastante inovadores, como acções live de SAS, formações em 360º, roundtables, keynote speakers, vídeos sobre estratégia ou como gerir a vida profissional sendo pais. O que justifica a aposta numa platafor- ma digital? Que vantagens tem em rela- ção à formação presencial? Temváriasvantagens,aindaquetambém damos a oportunidade de inscrição em sessões presenciais, especialmente em acções mais técnicas. O que privilegia- mos é um approach misto entre vídeos, e-learning,acçõespresenciais,webinars, 360º, entre outros. A ideia é facilitar a aprendizagem contínua com acções modulares em formatos atractivos para os colaboradores, que podem ser feitos ao seu próprio ritmo. Que acções de formação disponibilizam e em que áreas se focam? As acções são disponibilizadas no perfil de cada colaborador, dependendo da sua função e também do seu perfil. Ou seja, dependendo da carreira funcio- nal, o colaborador terá as actividades sugeridas de acordo com a sua função mas também com o seu perfil. O perfil pode ser segmentado caso se trate de um potencial para a companhia, líder ou excelente performer. Queremos também ter uma oferta competitiva de planos de retenção para diferentes perfis, oferecendo a possi- bilidade de inscrição em actividades premium como hackatons ou discussões abertas com especialistas em diferentes áreas das melhores universidades em Portugal. Temos uma parceria forte com a Nova Business School e com o IMS, pelo que por exemplo: Estratégia, Inovação, Digital e Big Data são áreas de foco para nós. Em que consistem essas parcerias com instituições de ensino? Temos uma parceria privilegiada com a Nova Business School e a nossa ideia é aproveitar este ecossistema entre a educação e o mundo empresarial. Se por um lado vamos à universidade conhecer o talento também trazemos a universidade para a empresa dando a possibilidadeaosnossoscolaboradoresde assistirem a intervenções motivacionais, aulas de grupo ou round tables aonde são discutidas tendências do negócio com vários especialistas. A Academia também disponibiliza ac- ções fora do âmbito puramente profis- sional, como Mindfulness, Yoga do Riso, Gestão das Emoções, Nutrição... O que justifica esta aposta? Já conseguem per- ceber resultados práticos? A consciencialização e a crescente disponibilização de informação sobre prevenção de doenças e estratégias de bem-estar fazem com que os colabo- R Público: colaboradores da Ageas em Portugal: Ocidental Seguros, Medis, Ageas Seguros, Ocidental Pensões e Direct (Seguro Directo). R Número de colaboradores: 546 Ocidental e 700 Ageas Seguros. R Acções de Formação: puramente profissional, por exemplo sobre Estratégia ou Strategic Thinking. Ou áreas como Mindfulness, Yoga do Riso, Gestão das Emoções, Nutrição, Como Gerir a Vida Profissional sendo Pais. R Formatos: live de SAS, 360º, roundtables, keynote speakers, videos, e-learning, acções presenciais, webinars, entre outros. R Competências: de negócio, de inovação, empreendedorismo e foco no cliente. R Sessões: maioritariamente digitais, mas presenciais, especialmente em acções mais técnicas. Academia A RETER Com a Academia, a Ageas em Portugal quis construir uma proposta de valor alavancada nos valores do empreendedorismo, da inovação e da constante abertura para a mudança.
  3. 3. Comunicação Interna 88 Human Resources Portugal Fevereiro 2017 Academias radores valorizem cada vez mais este benefício. Desta forma, não digo que consigamosmediroretornodestasacções no âmbito da saúde ocupacional mas podemos ver resultados na motivação e compromisso dos nossos colaboradores, como os resultados têm vindo a mostrar. Acima de tudo queremos proporcionar este tipo de acções pois achamos que são fundamentais para um melhor equilíbrio no local de trabalho. e os vários keynote speakers de Inovação tiveram muito sucesso no ano passado. Quantas pessoas até à data? Tivemos mais visitas e acções completa- das que o número total de colaboradores. Que investimento implicou esta aposta? Não foi muito superior ao dos anos an- teriores, o segredo é rentabilizar re- sultados através de formatos que per- mitem chegar a mais colaboradores. De qualquer forma a nossa empresa aposta bastante na área de formação e desenvolvimento. Consideramos sempre um investimento no futuro. Como conseguem medir todos os resul- tados/ eficácia da formação e o seu im- pacto no negócio? Temos uma forma muito concreta de medir o ROI (Return on Investment) através de vários parâmetros, mas também ligamos outros KPIs como compromisso, empowerment ou dimi- nuição do risco de saída. São cada vez mais as empresas a apos- tar em Academias próprias. Que tendên- cias e principais desafios perspectiva nesta área? O desafio é mantermo-nos a par das novas tendências e acompanhar o ritmo das mesmas. Umadasáreasmaisvalorizadaspelas novas gerações na proposta de valor de uma empresa é a oferta formativa, os formatos oferecidos pela empresa nesta área, ascarreiras eosplanosde retenção. É nesta área que as empresas têm de apostar na diferenciação e antecipação. Quais os principais desafios que pers- pectivam para 2017? Posicionarmo-nos como empresa de referência em Portugal, através de uma culturaúnicacomumatodasasempresas do Grupo, trazendo e desenvolvendo as competências certas para alcançar a visão a que nos propusemos. Vejo acima de tudo oportunidades. Que tipo de acções os colaboradores mais valorizam? Depende muito do perfil de cada um. Os colaboradores das áreas de Inovação valorizam a possibilidade de poderem participar num hackaton, já os cola- boradores com um perfil mais técnico poderão privilegiar as nossas aulas live de SAS ou as nossas formações nas áreas de negócio. Diriaqueaáreade StrategicThinking [Desafio para 2017] Posicionarmo-nos como empresa de referência em Portugal, através de uma cultura única comum a todas as empresas do grupo.

×