Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.
Avaliação emcontexto educativo “Avaliação de software educativo”            MME, UA        Maria João Loureiro e Lúcia Pom...
ÍndiceO que é avaliar;Funções da avaliação;Processo de avaliação;Envolventes da avaliação;Indicador e critério;Ciladas da ...
O que é avaliar?A Avaliação, nas palavras de Vilar (1992) e com asquais nos identificamos:“(…) é o único procedimento que ...
O que é avaliar?Por outras palavras, um pouco mais operacionais …A Avaliação é um processo de procura e selecção deinforma...
Juízo de valor?É, na verdade, um balanço dos pontos fortes e dospontos fracos da acção avaliada, das suas vantagens eincon...
Palavras associadas à avaliaçãoAferição/Aferir           CritériosAnálise/Análise cuidadosa Dificuldades e complexidadeApr...
Funções da AvaliaçãoFunção Social: associa-se, por um lado, a necessidades sociais de certificação eselecção e, por outro,...
COMPONENTES DO PROCESSO DE AVALIAÇÃODeterminar objectivos pertinentes    Determinar objectivos pertinentes             Det...
Referente x Referido?   A dupla articulação na operação da avaliação                                                      ...
Envolventes da AvaliaçãoHadji (1994) refere a avaliação como um processo queenvolve a elaboração de um referente e a deter...
Referente x Referido?Contudo, a avaliação não de deve, nem pode, reduzirapenas a uma medida de desvio entre referentes e r...
Transparência na subjectividade                      AVALIAÇÃOSUBJECTIVIDADE                         OBJECTIVIDADE        ...
Indicador e CritérioCritério: característica ou propriedade de um objecto que permiteatribuir-lhe um juízo de valor. O que...
Fases do processoFase IProcura de referentes (sobre o objecto de avaliação); definição decritérios de avaliação; negociaçã...
Questões técnicas da AvaliaçãoA todas as situações de avaliação podem ser colocadas as seguintes questões:Para quê esta av...
Ciladas a que se expõe o avaliador   A armadilha do objectivismo“Considero que a avaliação é um processo subjectivo e que ...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Avaliação conceitos

735 views

Published on

  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Avaliação conceitos

  1. 1. Avaliação emcontexto educativo “Avaliação de software educativo” MME, UA Maria João Loureiro e Lúcia Pombo (adaptado de Costa e Pereira, s.d.,LAQE)
  2. 2. ÍndiceO que é avaliar;Funções da avaliação;Processo de avaliação;Envolventes da avaliação;Indicador e critério;Ciladas da avaliação
  3. 3. O que é avaliar?A Avaliação, nas palavras de Vilar (1992) e com asquais nos identificamos:“(…) é o único procedimento que dá garantias de que umprojecto (…) social e humano não se desenvolva ao sabor doacaso e/ou da apregoada intuição humana, que constituem aliás,factores impeditivos ou obstáculos epistemológicos de qualqueracção consequente. (…) a “avaliação” não pode ser encaradacomo uma questão meramente técnica. Trata-se, efectivamente,de algo muito complexo que exige grande preparação daquelesque são chamados a avaliar (…)” (ps. 7 e 8)
  4. 4. O que é avaliar?Por outras palavras, um pouco mais operacionais …A Avaliação é um processo de procura e selecção deinformação que, promovendo a compreensão de umdeterminado campo permita tomar as decisões que conduzam,ou sejam susceptíveis de conduzir, à ambicionada melhoria, ouseja, ao aperfeiçoamento do objecto avaliado (Figari, 1996;Perrenoud, 1999; Alonso, 2002, entre outros)A Avaliação assenta numa relação bilateral entre o que seobserva e um determinado sistema de referências queconstitui uma perspectiva de análise privilegiada (Barbier, 1985;Ardoino et al.,1989; Hadgi, 1994; Figari, 1996)
  5. 5. Juízo de valor?É, na verdade, um balanço dos pontos fortes e dospontos fracos da acção avaliada, das suas vantagens einconvenientes, das suas qualidades e defeitos, dos seusvalores e insuficiências. [Barbier, 1990]
  6. 6. Palavras associadas à avaliaçãoAferição/Aferir CritériosAnálise/Análise cuidadosa Dificuldades e complexidadeAprendizagem Formativa e sumativaClassificação JulgarCoerência Justiça/Necessidade de fazer justiçaDesempenho Medição (quantitativa e qualitativa)Competência (s) Objectividade e subjectividadeComplexidade(s) Conhecimentos, Valores e Atitudes
  7. 7. Funções da AvaliaçãoFunção Social: associa-se, por um lado, a necessidades sociais de certificação eselecção e, por outro, a expectativas sociais. Função Pedagógica: associa-se, à regulação e monitorização do processo conducente à melhoria do objecto de avaliação. Função Político-Administrativa: associa-se, à prestação de contas, como modo, por exemplo, de obter apoio. [Correia, 2001]
  8. 8. COMPONENTES DO PROCESSO DE AVALIAÇÃODeterminar objectivos pertinentes Determinar objectivos pertinentes Determinar critérios operacionais e indicadores Determinar as informações a recolher e a estratégia apropriada Recolher a informação RECOLHA DE MEDIDA e codificá-la INFORMAÇÃO Confrontar a informação CONTROLE com os critérios AVALIAÇÂO Formular juízos de valorTomar uma decisão [Rodrigues, 1992]
  9. 9. Referente x Referido? A dupla articulação na operação da avaliação (o que se observou) REALIDADE Dados de facto Utilização de a partir de REFERIDO l indicadores a ão re ituaç s uma Comparação Aplicação um valor Campo da realidade concretaAVALIAR = atribuir ao confrontar um sentido da Campo das expectativas sociais seja (o que se espera/desaja) de Dados do dever-ser ão PROJECTO situaç a Produção de um em função de REFERENTE normas/critérios [Hadji, 1994]
  10. 10. Envolventes da AvaliaçãoHadji (1994) refere a avaliação como um processo queenvolve a elaboração de um referente e a determinaçãode um referido: Referente – o que serve de norma e critério, o ideal, o modelo, o correcto. Referido – o que é constatado, o que serve para ajuizar sobre um desempenho, uma representação de facto.
  11. 11. Referente x Referido?Contudo, a avaliação não de deve, nem pode, reduzirapenas a uma medida de desvio entre referentes e referidospois:“(…) A acção avaliativa insere-se num processo dinâmico queintegra nomeadamente a produção de sentido e de ajuda àdecisão. Dialógica, por natureza, ela é explicitação econfrontação, no interior de um processo de negociação. (…)”(Roullier, 2004)
  12. 12. Transparência na subjectividade AVALIAÇÃOSUBJECTIVIDADE OBJECTIVIDADE DEFINIÇÃO RIGOROSA: - DOS CRITÉRIOS - DO OBJECTO -…
  13. 13. Indicador e CritérioCritério: característica ou propriedade de um objecto que permiteatribuir-lhe um juízo de valor. O que permite segmentar (porexemplo; integrar numa categoria). [Hadji, 1994]Indicador: característica particular que é um testemunho daexistência de um fenómeno predeterminado. Signo no qual sereconhece a presença de um efeito esperado. [Hadji, 1994]
  14. 14. Fases do processoFase IProcura de referentes (sobre o objecto de avaliação); definição decritérios de avaliação; negociação do seu significado com osdiferentes actores envolvidos.Fase IIConstrução de um instrumento de recolha de informação edificadosobre os referentes escolhidos, em particular, provenientes deindicadores emergentes dos critérios estabelecidos; recolha deinformação e sua análise.Fase IIIReflexão sobre essa análise (conjuntamente com os actoresenvolvidos e tomada de decisões sobre caminhos a prosseguir.
  15. 15. Questões técnicas da AvaliaçãoA todas as situações de avaliação podem ser colocadas as seguintes questões:Para quê esta avaliação? Ex: para regular? Para controlar?Para quem se destinam os Ex: Aos formandos? Aos formadores?seus resultados? Ao Ministério?Qual(is) o(s) objecto(s) desta EX: Aprendizagem? Processos? Produtos?avaliação? Serviços? Sistemas?Quem avalia? EX: Os formandos? Os formadores? Pais? Especialistas?Quando se avalia? Antes do processo, durante ou após?Como se avalia? Pela observação? Testes? Inquéritos?
  16. 16. Ciladas a que se expõe o avaliador A armadilha do objectivismo“Considero que a avaliação é um processo subjectivo e que está inerente à definição dos próprios critérios de avaliação, que são estabelecidos pelo ser humano”. A armadilha do autoritarismo“Ao termo avaliação associo uma análise ponderada de determinado objecto ou acontecimento, por um sujeito que segue determinados critérios previamente definidos.” A armadilha do tecnicismo“…não encaro a avaliação como uma grelha predefinida mas sim como um esquema que, seguindo umas linhas mestras, se vai gradualmente definindo.” A armadilha embriaguez interpretativa“O conceito de avaliação é tão subjectivo como a própria acção de avaliar. ” [Hadji, 1996]

×