Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.
Upcoming SlideShare
Apresentação do alecrim 2
Next

1

Share

Alecrim - Vanessa Henriques e Rafaela - 5ºC

Related Books

Free with a 30 day trial from Scribd

See all

Alecrim - Vanessa Henriques e Rafaela - 5ºC

  1. 1. O Alecrim<br />
  2. 2. Família: Labiadas<br />Nome binomial : Rosmarinus officinalis<br />Descrição: É um arbusto lenhoso e muito ramificado, de 0,5-2m, com um cheiro agradável. Tem uma flor com corola azulada e bilabiada. As folhas são persistentes, sésseis , lineares, verdes na parte superior e esbranquiçadas na parte inferior.<br />Prefere clima temperado ou quente com bastante luminosidade e é sensível a ventos e temperaturas baixas. As qualidades aromáticas<br />são melhores quando o solo é seco, pobre em nutrientes, leve e bem drenado.<br />
  3. 3. Origem: Regiões do Mediterrâneo<br />Floração: Todo o ano, sendo mais intensa de Janeiro a Abril.<br />Cultivo:Devido à sua atractividade estética e razoável tolerância à seca, é utilizado em arquitectura paisagista, especialmente em áreas com clima mediterrânico. É considerada fácil de cultivar para jardineiros principiantes, tendo uma boa tolerância a pragas.<br />O alecrim é facilmente podado em diferentes formas e tem sido utilizado em topiária. Quando cultivado em vasos, deverá ser mantido de preferência aparado, de forma a evitar o crescimento excessivo e a perda de folhas nos seus ramos interiores e inferiores, o que poderá torná-lo um arbusto sem forma e rebelde. Apesar disso, quando cultivado em jardim, o alecrim pode crescer até um tamanho considerável e continuar uma planta atraente.<br />Pode ser propagado a partir de uma planta já existente, através do corte de um ramo novo com cerca de 10–15 cm, retirando algumas folhas da base e plantando directamente no solo.<br />
  4. 4. Colheita e conservação: A colheita do alecrim deve ser iniciada antes ou tão logo se inicie também o período de floração intensa, a partir do segundo ou terceiro ano de vida do alecrim. Mas de cada planta só se poderá colher metade dos ramos com folhas, deixando os restantes para a manutenção da mesma.<br />Os ramos do alecrim fresco podem ser colocados em sacos de pano e dentro dos guarda-roupas para afastar os insectos indesejáveis. Esta também é uma forma prática de secar o alecrim para outras utilizações.<br />
  5. 5. Utilização medicinal e propriedades:É um estimulante , anti-espasmódico, diurético, anti-séptico e carminativo ( elimina os gases intestinais). É regulador da tensão arterial e estimulante do sistema circulatório.<br /> Sendo um tónico do sistema nervoso central, é indicado em casos de esgotamento cerebral, excesso de trabalho e depressão ligeira. É um estimulante natural inócuo.<br /> Regulariza a falta de apetite e os distúrbios intestinais e azia.<br /> Aumenta a circulação da bílis e promove o bom funcionamento da vesícula.<br />Uso interno: Infusão de 20 gramas de folhas secas por litro de água.<br />Uso externo: compressas e banhos com a mesma infusão.<br />
  6. 6. Propriedade culinária: Em churrascos, recomenda-se espalhar um bom punhado sobre as brasas do carvão aceso, perfumando a carne e difundindo um agradável odor no ambiente. Pode ser utilizado ainda em sopas e molhos.<br />Aspectos históricos: Os gregos e os romanos tinham o alecrim com grande estima. Esta planta não faltava em nenhum jardim medicinal no séc. XVI, sendo utilizado em cosmética e, queimado, era usado como incenso .<br />
  7. 7. Feito por:<br />Vanessa Henriques nº : 26<br />Rafaela Ribeiro nº : 19 <br />5ºC<br />
  • jspereira2105

    Dec. 1, 2020

Views

Total views

1,573

On Slideshare

0

From embeds

0

Number of embeds

89

Actions

Downloads

0

Shares

0

Comments

0

Likes

1

×